Home Bateu Morreu Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas

Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas




Durante um racha na madrugada desta sexta-feira (18), o atleta de jiu-jitsu Kaio César Alves Muniz Ribeiro, de apenas 23 anos, foi atropelado por Adriane Aparecida Pereira Diniz Ignácio de Souza, de 42 anos, que disputava em alta velocidade com Fabrício Narciso Rodrigues da Silva, de 32 anos, em Campinas. Ambos são empresários e estavam embriagados no momento do ocorrido.

O jovem infelizmente morreu após ser atropelado na Avenida Júlio Prestes, no bairro Taquaral, em Campinas, pelos proprietários dos modelos Chevrolet Camaro e Audi A3. A dona do Audi perdeu o controle da direção, invadiu a calçada e atingiu o Kaio Ribeiro que estava voltando da casa da namorada. O atleta se preparava para disputar um campeonato mundial de Jiu-Jitsu nos Estados Unidos.

Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas 3 Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas

Outro jovem de 24 anos, identificado como Rafael, estava no Audi com a empresária e ficou ferido com um corte na cabeça. O homem foi levado ao hospital, mas já foi liberado. Dentro do veículo, a polícia encontrou duas latinhas e uma garrafa long neck de cerveja. A motorista fez o teste do bafômetro e o nível apontado foi de 0,42 mg/l, enquanto o máximo permitido é de 0,3 mg/l.

Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas 3 Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas

Fabrício Narciso que pilotava o Camaro amarelo tentou fugir do local, mas foi detido logo após pela PM. O empresário se recusou ao fazer o teste do bafômetro, mas foi levado para executar um exame de sangue. No boletim de ocorrência, constava que ele apresentava sinais de embriaguez.

Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas 4 Racha entre Audi A3 e Chevrolet Camaro mata atleta em Campinas

Ambos dos motoristas foram conduzidos ao 1º Distrito Policial e indiciados por homicídio doloso, quando há intenção de matar e não será possível pagar fiança. Em seguida, a motorista do Audi foi encaminhada para a cadeia de Paulínia, enquanto o empresário dono do Camaro foi levado ao 2º Distrito Policial de Campinas.

[Fonte: Eptv.com]





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.