_Destaque Crossovers Hatches Renault

Renault confirma produção do Kwid e Captur e importação do Koleos no Brasil

renault kwid brasil

A Renault prepara uma leva de lançamentos para o mercado brasileiro. Até o primeiro semestre do ano que vem, a montadora francesa vai começar a vender por aqui os inéditos Kwid, Captur e Koleos. O anúncio foi feito pelo CEO da empresa, Carlos Ghosn, durante um evento realizado nesta terça-feira (2).

O novo Renault Kwid será o primeiro a dar as caras por aqui, com chegada prevista para o início de 2017. O novo modelo vai substituir o Clio e se posicionar como o carro mais barato da marca, com produção em São José dos Pinhais (PR), ao lado dos compactos Sandero, Sandero Stepway, Logan, Duster e Duster Oroch, e deverá oferecer duas opções de motorização, um 0.8 litro e outro 1.0 litro, ambos com três cilindros.

renault captur brasil 3

Assim como o subcompacto, o novo crossover Captur também será produzido na unidade fabril brasileira da Renault. O utilitário-esportivo deve ser comercializado a partir do primeiro semestre de 2017 e não vai substituir o Duster, provavelmente com preços acima de R$ 85 mil. Apesar do nome, o novo carro é o “Kaptur” lançado recentemente lá fora, que usa a mesma base do Duster e oferece espaço interno mais amplo. Por aqui, o carro vai dispor do motor 2.0 litros flex (também herdado do irmão menor) e câmbio CVT.

Por último, a Renault vai lançar o Koleos, um crossover de porte médio para brigar com modelos como o Hyundai Santa Fe. A novidade tem chegada prevista para meados do primeiro semestre do ano que vem e poderá ser oferecida por cerca de R$ 150 mil, com direito a um motor 2.5 litros a gasolina, transmissão automática do tipo CVT e tração nas quatro rodas.

renault koleos brasil 2

Acredita-se que os três modelos serão estrelas da Renault durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece entre 10 e 20 de novembro.

No evento, Ghosn confirmou ainda que todos os investimentos anunciados pela Renault para o País estão mantidos, apesar do atual contexto econômico. Depois do primeiro ciclo, entre 2010 e 2015 com R$ 1,5 bilhão, a marca já emprega o segundo ciclo, entre 2014 e 2019 no valor de R$ 500 milhões, conforme o planejado.

Galeria de fotos dos novos Renault Kwid, Captur e Koleos





  • Deadlock

    85 mil? Concorrente do Renegade e HR-V. Boa sorte.

    • Eduardo Brito

      A Renault vai ter melhorar muito o interior para ele vender vem, mas aposto que ele vem pra brigar com o Ecosport pelo terceiro/quarto lugar. tbm acho que o Duster vá sair de linha lá pra 2018.

      • Raphael Pereira

        Ja confirmou a proxima geraçao do Duster que esta em desenvolvimento para 2018, nao a saida dele.

      • Pacheco

        O Duster vai concorrer com Eco 1.6.

        O Captur vai brigar com Renegade e HR-V. Espero que venha muito bem equipado e com interior a nivel Fluence.

        • Eduardo Brito

          Pior que eu não espero muito disso vindo da dac… ops, Renault.

          • Pacheco

            Eu já espero… ela ta muito esperta.

      • Edson Fernandes

        Ao que parece, o interior vai ser muito proximo do que é o Fluence hoje. Vamos ver…

        Só me preocupa o powertrain dele…

    • Bom, o Kaptur europeu é um carro de acabamento muito bom e boa receptividade por lá. Veremos como virá por aqui. Ele só é vendido com a bandeira Renault em solo europeu. Não é Dácia.

    • Guilherme Gimenes

      desde quando O Captur é Dacia?

      • Tyrion Lannister

        Pelo que eu entendi, eles usarão o nome Captur (legítimo renault), no Kaptur (que usa a plataforma do duster – dacia).

  • Sergio

    Legal, esse Koleos e o Captur tem tudo para fazer sucesso por aqui!

    • Pacheco

      Tbm acredito nisso, principalmente se tiver a pronta-entrega e modelos para visualizar na concessionária.

    • Edson Fernandes

      Tenho duvida do Koleos pela motorização.

  • Fabio Marquez

    O visual do Kwid ficou melhor (menos cara de trator que o indiano), vamos esperar para ver o seu conteúdo.

    • Franco da Silva

      E se tiver alterações na estrutura, fica interessante. O problema é que, como vi em outro site, a senhor Ghosn disse que o Kwid não será o mais barato, terá um preço justo pelo conteúdo que ele apresentará. Ou seja, vai ser caro!
      Já vi a Hondisação da Renault:
      Kwid com preço de Sandero, Sandero com preço Golf (é, faltava um carro nesse espaço pra Renault, fechou a conta, pode anotar que será assim)…

      • Edson Fernandes

        Se ela fizer isso, todos os planos que eles fizeram para alcançar os 7% de market share (era um planejamento conseguido em 2015 que era até 2017) será drasticamente reduzido.

        Mas a Renault poderia ter um player real de hatches médios.

  • Lucas086

    O captur ou kaptur é até bonito, mas na plataforma do duster? Já vi que nunca a dacia vai sair da renault.

    • Thiago Maia

      Se o carro for melhor acabado, qual é problema?

      Aguenta as ruas brasileiras

      A outra plataforma não está presente na América do Sul, e teriam de esticá-la, pois o Captur frances so tem 4,12 m

      Creio que o maior carro nessa plataforma seria o belo clio estate, com 4,24 m

      • Fedido

        Belíssimo o Clio Estate. Me faz desejar que o pessoal ainda comprasse peruas por aqui… :/

      • Lucas086

        O problema que é uma plataforma de carros de baixo custo até na romenia, e aqui vai vim a preços altíssimos. Acabamento nem tem muito haver, a questão é a parte de baixo, mas 99% das pessoas nem ligam para isso mesmo.

        • Osni Duarte

          Vai vim?

        • André

          Podemos mencionar alguns defeitos do Duster, mas nenhum deles por causa da plataforma. Ele é espaçoso, robusto e até foi razoavelmente bem no Latinncap com 4 estrelas. Os maiores defeitos da Duster são acabamento e ergonomia, que podem ser resolvidos na Kaptur, alem do cambio CVT em troca do AT4.

          • Zoran Borut

            A plataforma pode não ser um problema em si, mas o que cobram de nós brasileiros por ela é um grande problema sim, a mesma coisa ocorre com o Etios. Você acha que o Etios seria aceito na mesma proporção de preço (e de equipamentos) que tem para o Corolla em mercados como o europeu? Acha mesmo que nosso “custo de produção” é tão mais alto que qualquer país europeu para justificar os produtos que nos oferecem? A verdade é que somos os “terceirizados” do primeiro mundo.

            • Léo Faria

              É mais fácil comprar o discurso das montadoras e dos sites especializados que dizem que o problema dos preços dos carros no Brasil são os impostos do que organizar um pensamento lógico como você fez.
              Viva o rebanho!

            • André

              As montadoras só vendem o que o povo quer comprar. Na Europa uma Duster não custa mais que um up!, aqui acham que vale muito mais e compram, então………..

            • Pacheco

              O Custo de Produção é sim muito caro no Brasil e ainda tem os Impostos. Claro que o lucro tbm é grande, mas a Plataforma do Duster não tem nada de errado que desvalorize a qualidade do Captur.

            • armtoos2

              Pesquise ai amigo, temos um dos maiores custos de produção industrial de países ditos “emergentes”…aqui custa muito mais caro do que produzir em países como Estados Unidos, vários países europeus e nossos concorrentes, México, Russia, Argentina. Nossa carga tributária é das mais altas possíveis, encarecendo demais os custos produtivos e também nossos trabalhadores com suas taxas de sindicato oneram e muito estes custos de produção industrial.

    • Alligator

      Na Russia ele custa quase a mesma coisa que um Fluence, um Kaptur custa cerca de 39.071 reais e um Fluence 42.049 reais já o Duster 28.313 reais, para efeito de comparação um Golf confortline 1.6 16v vale 62.836,50 reais

      • Eduardo Alves

        Não sabia que la na Russia usavam o Real.

        • Alligator

          Já ouviu falar em conversão de moedas!!!

          • Mmedinas

            KKKK

          • Eduardo Alves

            Sim, e essa é a famosa conversão “burra”. Mas tranquilo, converta e seja feliz

            • Roger Bersch

              O que é burro aqui não é a conversão, pois ele está usando-a apenas para comparação de categoria/faixa de preço dos veículos, sem o mérito do salário dos locais para o real custo dos veículos.

              • Eduardo Alves

                Para essa comparação os preços no dinheiro russo ja sao suficientes pois a proporção será a mesma. Mas fim de papo, ja deu

        • Alligator

          É cada imbecil que aparece!!!! Fala serio mané!!!!

    • Raphael Pereira

      Lembrando que a plataforma do Duster que e a mesma do Sandero, é uma variante simplificada do Clio europeu, entao nao vejo problemas no Captur usa-la ou seja no fundo o novo SUV da Renalt e sim um Renalt

      • Zoran Borut

        O problema não está na plataforma em si, mas no quanto se cobra por ela de nós. Por que não cobram a mesma proporção de preço na Europa?

        • Raphael Pereira

          Infelizmente isso nao e uma pratica so da Renalt, tem muitas por ai com plataforma de 2002 ou ate mesmo de 1996 com preços absurdos, tratando de plataformas muito obsoletas e antiquadas, como pagar 80 mil numa Strada top de linha por exemplo ou os mesmos 80 num CrossFox, apesar de ter tecnicas de construçao mais avançadas do que os derivados do Palio 96 como a Strada, mesmo assim e muito, se olhar bem a Base da linha Sandero é ate menos antiquada do que as exemplificadas acima. Mas nao defendo os preços cobrados nao, deveriam sim cobrar o justo.

    • Pacheco

      A Plataforma do Duster é a mesma do Clio 3. Uma excelente plataforma e vai dar ao carro o que ele precisa.

    • Hugo

      A plataforma é a mesma em qualquer caso. A plataforma M0 usada pelos Dacia Sandero I e II ,Logan I e II, Duster (e Renault Kaptur) é, na verdade, uma versão alterada da plataforma B0 usada pelo Renault Clio III e IV, Renault Captur (europeu), Nissan Juke, Nissan Note, Nissan Livina, Nissan Tiida/Pulsar, etc. Não precisam de ficar com complexos de inferioridade, não vale a pena. A estrutura é a mesma e os carros são sensivelmente os mesmos. Ponham lado-a-lado um Sandero I e um Clio III de perfil, por exemplo… Se calhar as semelhanças serão mais do que aquelas que não parecem sequer existir.

  • Adriano Tochio

    Se confirmar que o Kwid sera mais seguro no brasil vai da certo, mais bonito que o Mobi ele é com certeza, vamos ver o preço !!

    • Solaire Of Astora

      Dos carros subcompactos ele é mais bonito com certeza, bate feio no UP e Mob e Uno.

    • arzanette

      Falar e fácil ….. bate no paredão ,mostras as estrelas ai sim pode falar algo …..o cabeção da Renault e tao honesto que nao tirou nem uma foto na frente do kwid talvez nao seria tao seguro kkkk……..

      • Pacheco

        Por isso eu acho que ela deveria patrocinar o teste e mandar alguns pra serem destruidos.

    • Filipo

      Mais seguro será, admitido pela própria Renault. E isso não será muito difícil! rs…
      Agora, se vai receber 2 ou 3 estrelas por aqui, já é outra questão.

    • Vicente De Mauro jr

      Kwid será lançado na versão M5. Mata 5 …. Kkkkk

    • Franco da Silva

      O presidente japo-brasileiro disse que não será o mais barato, terá preço “justo”. Então, já sabemos que será caro. O lugar do Clio vai bailar, esse Kwid vai entrar no lugar do Sandero, que será elevado a hatch premium, pq a Renault não tem um ainda.

      • Pacheco

        Pra colocar o Sandero nos Premiun não precisa muito. Só equipar um pouco mais, dar uma qualidade nos materiais e pronto.

        • lucas

          E bota qualidade nisso!!!!

          • Pacheco

            Vai uma granja inteira pra botar tanto… kkkkk

      • Marcelo Paiva

        Estava achando que era efeito de tanta química da tinta de cabelo que o Ghosn usa afetando o cérebro dele, mas ele tem razão: se tem quem compre, por que diabos eles vão vender o carrinho por preço abaixo da concorrência? Qualquer um diria: “Para aumentar as vendas”, ou “para surpreender a concorrência”. Mas será que eles realmente querem isso? Nesse grande cartel chamado Brasil, não dá para entender muita coisa.

    • Pacheco

      Ruim é essa roda 3 furos. Coisa de Corcel.

      • ObservadorCWB

        Mais um Observador !!! Parabéns. Redução “total” de custos…rsrsrs Até os repetidores nos retrovisores “sumiram”…… é a fala de “produto melhorado para o Brasil, com reforços estruturais”…… mas que na realidade são capados e encarecidos.

        • Pacheco

          Deveria usar o Cubo de roda do Sandero.

    • Tyrion Lannister

      Nunca vi um mobi na rua. Isso porque ando em SP.

      • lucas

        E o carro é bunitinho, tem dois aqui na minha cidade

  • Thiago Maia

    O Captur brasileiro não ficou tão harmonioso quanto o pequeno francês de 4,12 m

    Mas eles tinham que fazer isso(aumentar), pois o brasileiro iria estranhar ele ser mais caro que o maior Duster

    • Pacheco

      Eu acho que ficou otimo pelas fotos. Vamos ver ao vivo.

  • Diego Macedo

    Eu não entendo como uma empresa que vende poucas unidades não quebra. Modelo que não aparece no top 20 da entender ta tudo tranquilo pra montadora.

    • Rick Rick

      Hater, essa marca tem vendido bem nos últimos anos, consulte a lista dos carros mais vendidos.

    • Rodrigo

      É o seguinte… José consegue produzir 100 pares de sapatos ao mês, mas vende entre 75 e 83 pares em 30 dias.
      Romualdo consegue produzir 600 pares ao mês, mas vende entre 340 e 360 em 30 dias.
      Quem tem mais sucesso?
      Nem sempre o topo significa sucesso absoluto.

    • Bruno@BRN.CS

      O Sandero tem vendido bem, especialmente para frota.

      • Pacheco

        Localiza e Unidas lotado de Sandero, Logan e Duster.

    • Franco da Silva

      É pra ver como tem lucro em cima desses carros no Brasil. Depois culpam os impostos. Claro que tem muito imposto, mas tem MUITO lucro também. E, toda vez que tiram alguma coisa de imposto, o desconto não chega para o consumidor. Quero ver esses descontos do INOVAR que começa ano que vem…

  • Solaire Of Astora

    Tirando o fato que o Kwid vai ser considerado um SUB-SUV, não teve aberrações dessa vez apresentadas pela Renault.
    Tipo a Orch que era para ser um maravilha se seguissem com as linhas do conceito, mas o que realmente fizeram foi cortar o Duster.

  • Mardem

    No Kwid, a rodinha de três parafusos foi mantida. O repetidor de seta na lateral, por sua vez, subiu no telhado. Que feio hein dona Renault! O Captur é meio desengonçado e o visual foge da nova linguagem da marca. Já o Koleos, irrepreensível!

  • Rodrigo

    Mudou o retrovisor do Kwid mas a roda continua com 3 parafusos? Por que não 4? Mágoa de Belina, Corcel e Pampa?
    Vai ser fácil achar uma roda de reposição né?!

    • Franco da Silva

      Talvez seja esse um dos motivos. Dona Renault quer mandar nos acessórios também. Muita ganância!
      Sem falar que o carrinho não será barato, conforme disse o mr. Ghosn.

  • Jackson

    Aquele Kwid parece já como versão brasileira definitiva.

  • Henrique Ferreira Lima

    Depois que vi o crash-test do Kwid, me recuso a colocar meu corpo dentro desse carro

    • armtoos2

      Você viu o do modelo indiano né…já saiu o resultado do fabricado no Brasil?!?!

      • Henrique Ferreira Lima

        Exatamente. Se a plataforma for a mesma do modelo indiano, mantenho a minha decisão

        • armtoos2

          Jáfoi falado que o carro vai ter reforço na estrutura e 3 airbags. Bem diferente do Indiano, portanto.

          • Raphael Pereira

            4 airbags amigo, dois na frente e dois nas laterais

            • Filipo

              + ESP, também de série.

              • Raphael Pereira

                essa nao sabia

        • Raphael Pereira

          Decisao errada, alias plataforma nao dita segurança, existem varios exemplos de carros com a mesma com resultados diferentes, oque manda sao materias, soldagem, tipo de aços empregados, area de dicipaçao de energia etc, se informe mais.Alias voce com certeza ja deve ter andado ou anda em carros tao inseguros ou mais quanto ao Kwid indiano. Abraços

          • Henrique Ferreira Lima

            Para um carro fabricado na segunda metade da década e com a tecnologia que existe não é para a carroceria se torcer daquele jeito (sabendo que existe carros que já usam essa tecnologia na categoria). SE vier com reforços na estrutura como o outro colega disse acima, vai ser um preconceito batido, mas até que a Renault me prove o contrário com algum teste no Latin NCAP, mantenho minha opinião.

    • Eduardo Alves

      Se ja andou em Celta pode se considerar treinado para o Kwid.

      • Cesar Mora

        se ja andou de Celta, Gol, Palio, Classic, Mille, Ka, Fiesta, Kombi, Onibus… Claro que os carros mais novos vão melhorando o padrão de segurança, mas esses exageros descabidos são desnecessários… parece até que nós que crescemos e vivemos andando nesses carros somos a exceção que sobreviveu a andar nessas ” maquinas mortíferas”

  • Rodrigo

    Eu acredito que o Kwid vai surpreender!
    O problema foi divulgar os crash tests do indiano.
    Apesar do último teste apresentar evolução expressiva, o povo insiste em lembrar do primeiro.
    Basta mostrar que o do Brasil terá performance aceitável em segurança que vai mesmo surpreender.

    • armtoos2

      Já foi até anunciado que vai ter reforço na estrutura e 3 airbags de série.

      • Fábio

        Mas os haters olhos de sangue não aceitam. Tem que ter 0 estrelas pra eles delirarem de orgulho e alegria e ter motivos pra meterem o pau no carro.

    • Zoran Borut

      Não foi bem “o povo”, foram os sensacionalistas que alardearam a notícia. Teve muito site colocando foto só do primeiro crash-test para deixar a coisa mais feia e gerar acesso. Sensacionalismo dá ibope e ibope dá publicidade, que por sua vez dá $$$ para a mídia.

    • Franco da Silva

      Terá reforços, air bags e (talvez) controles de tração e estabilidade. O problema é que vai custar uns R$ 50.000.

  • Vattt

    A Renault precisa apenas acabar com esse cambio Easy’R e botar um automático de verdade como a Nissan e Hyundai fazem e estão colhendo bons frutos por isso. Honesto é uma coisa, “fulêro” é outra.

  • Clenilson Araujo

    Não acredito nessa de 2 opções de motores pro kwid, qual a vantagem nisso?

    • Raphael Pereira

      tambem duvido, nao faz sentido, o N.A acho que e o unico blog que insiste nessa, acho que foi o primeiro a apostar nisso e nao querem dar o braço a torcer.

  • Miguel

    Até 150.000 vai ser um caminhão de SUVs, hein?
    Ainda tem o novo Compass, o SUV da Toro. Vão se engalfinhar!

    • zekinha71

      Teremos “SUVS” hatch, sedan, conversível, sport, pickup, perua, fastback, noteback, onibus, caminhão e até SUVsuv.

      • Freaky Boss

        aliás disso tudo só não está tendo SUV que encara a terra de verdade. Tem só para subir a rampa do shopping.

  • Ricardo Blume

    Renault Kwid, mais um “SUV” rodando em nossas ruas.

  • Raphael Pereira

    Olhando essa foto do Koleos, lembra bastante modelos da Volks. Quanto aos outros, o Kwid vai surpreender bastante, e o Captur (sim com C ja que nosso idioma é latino e o C aqui nao tem outra fonética como ocorre na Russia, que la Captur com C pronuncia-se Saptur por isso a adoçao do K por la) ficou bem bonito, mas so beleza nao poe a mesa e precisa muito de conteudo e bom acabamento, alem do basico que é ser seguro.

  • Poperon

    Se nenhum desses emplacar, e o povo continuar com pataquada de que “carro francês é ruim mimimi”, a Renault vai continuar revoltada e trazendo Dacia travestido de Renault pra cá.

    Mas também, se eles jogarem os preços lá em cima e ninguém comprar, é justificável.

  • Felipe

    E eles considerando esse triciclo um SUV? Palhaçada!
    Tá de sacanagem!

  • Silvio

    Vocês querem Pseudo-Suve? Toma! Tamanho P, M e G pra vocês!

  • Gustavo Miranda

    O Kwid é um Mobi bonito.

  • Freaky Boss

    Boa notícia.
    Pelo menos agora a Renault vai trazer realmente novidades, ao invés de ficar só “requentando” Sandero.
    Esse Koleos, para quem tem bolso, é uma opção interessante.

  • Alvaro Guatura

    Uau, olha esse azul.. carro lindo

  • Tyrion Lannister

    Hum entendi!! Então quer dizer que vão dar uma enganada nos trouxas, como fez a GM que renomeou o astra como vectra.

  • romulo

    Captur cvt ou 2.0… aquele abraço

  • Renato Almeida

    Um lançamento que tomou 0 estrelas no Global NCAP. Deram um tapinha para tentar ao menos se igualar ao Pálio e ter 1 estrela. Belo lançamento!
    Na outra ponta, acham mesmo que podem concorrer com Renegade e HRV? Boa sorte!

  • Marcos Drawer

    Deviam trazer o Twizy por uns R$ 10-12k (Não o que fizeram com o Smart Fortwo que virou carro pra quem tem outros três) e começar a popularizar minicarros para os centros urbanos. Sei que muitos vão metralhar o carrinho e dizer que é ridículo, que carro é só Ferrari, Lamborghini e outras pérolas, mas eu vi o bicho ao vivo e gostei muito. Para quem quer se deslocar de modo mais seguro que uma moto, elétrico, que cabe em espaços minúsculos, prático, está de bom tamanho.

  • Jorge L.

    Apenas para esclarecer. O Captur chama-se “Kaptur” com K na Russia por uma questão de sonoridade local que remetia a entendimento diverso. No Brasil será Captur. Além disto, não tem relação com a Dacia. É um projeto Renault!



Send this to friend