Renault confirma versões sedã e crossover sobre a plataforma do Kwid

30/03/2016

renault-kwid-6

A Renault confirmou nos EUA que o subcompacto Kwid terá variantes sedã e crossover, construídos sobre a nova plataforma modular CMF-A. O pronunciamento de Carlos Ghosn em Nova Iorque revelou que mais modelos pequenos serão feitos com essa tecnologia e voltados para mercados emergentes e não somente para a Índia.

Na Índia, a Renault deve lançar um sedã abaixo de 4 metros para se adequar ao mercado, sendo que a proposta anterior era de um Logan encurtado, que acabou virando um modelo local da Mahindra. Por aqui, ainda não se sabe o que surgirá além do Kwid, que já roda em testes e nos próximos meses estará no mercado.

Logan e Sandero já cumprem suas funções no segmento de entrada da Renault e serão complementados pelo Kwid, um pouco mais abaixo. No entanto, a CMF-A poderia – mais adiante – equipar as próximas gerações da dupla da Dacia e também de Duster e Kaptur, sendo que este último aparece nesta quarta (30) na Rússia.

[Fonte: IAB]













  • edgar__rj

    Se a Renault colocar esse carro com um custo X benefício bacana, poderá incomodar muito os TOP10 …

    • Luiz camurça neto

      verdade, e um Kwid “sedan” seria uma boa opção mais moderna na categoria do Classic.

      • Bruno Wendel Marcolino

        porem o desenho seria tenebroso ein, veremos.

        • th!nk.t4nk

          Nao exatamente… Pelo que entendi fariam um carro bem diferente. Só usariam a base mesmo. Talvez seja o próximo Logan.

          • Franco da Silva

            Fiquei na dúvida pois nunca vi nada sobre a plataforma ser modular e a diferença de tamanho do Kwid para a família Sandero deve ser grande.

            • Newton Freitas

              A CMF-A é uma versão da plataforma modular da Renault para veículos compactos. O Talisman é feito na maior versão da CMF que é a CMF-D

          • Bruno Wendel Marcolino

            eu também entendi isso, mas só comentei que um Kwid Sedan ficaria horrível.

            • Pedro Rocha

              O Oggi da Renault.

    • Blessa

      Esse é um exemplo de que para fazer carro barato não precisa ser bizarro como o Fiat Mobi, esse carrinho vai ser um ótimo concorrente aqui no Brasil na faixa de entrada.

  • Franco da Silva

    Mas é um Kwid sedã ou um sedã na plataforma do Kwid??

    • Bruno Wendel Marcolino

      sedã da plataforma do Kwid conforme o próprio titulo.

    • Luiz camurça neto

      Por isso coloquei entre aspas Kwid “sedan”. rsrsrs, como o hatch deriva muito do design do Sandero, basta o sedan derivar do design do Logan atual que ficará interessante, visto que Classic e Siena EL têm o design do tipo que me dá uma alegria, quando na década de 90 eu era adolescente. dá um “dejavú” kkkkkkkk

  • The Monster Man

    Isso ai, microcar é para indiano ver e não para brasileiro.

  • Denis

    Kwid Sedan com cara de Duster????? Só se ela vier com tração 4×4. kkkkk

  • Denis

    Será que a Fiat estudará também um futuro Mobi Sedan? Ou quem sabe a VW com seu Up!? Vejo que o nosso futuro mercado automobilístico será bastante promissor daqui nos próximos anos……

    • pedro rt

      mobi sedan = novo DUNA

    • Zoran Borut

      Muitas vezes fico observando o up! e pensando que seria prática uma versão perua, monovolume tipo Fit ou mini-SUV desse carrinho, pois o reduzido espaço usado pelo cofre do motor permitiria um porta-malas volumoso em apenas 4 metros de comprimento, tornando o bicho ideal para uso urbano e, com o motor 1.0 TSI, ainda faria bonito nas esticadas paulistanas ao litoral (leia-se uso rodoviário). Bastaria a Volks ser sensata no preço, coisa que ela não tem sido ultimamente. Um Taigun com mais porta-malas poderia substituir a SpaceFox e, se usasse bom preço, causaria estragos na concorrência.

  • Dick Buck

    Eh… Sedan subcompacto? E o Kwid já é altinho de natureza, imagina um SUV dele? Tecnicamente são boas propostas, mas que elas fiquem só na Índia mesmo.

    • Zoran Borut

      Todo mundo achava estranho fazer uma versão sedã do Fit, até que veio o City.

      • Dick Buck

        Mas o fit é compacto cara… E veio de projeto de país desenvolvido. Mas um sedan subcompacto de origem indiana? Se os sedans compactos da índia já são uma maravilha, imagina um sedan subcompacto (subcompactos hatches já não são tão atraentes de natureza)

        • Zoran Borut

          Evoquei o Fit para ilustrar um carro mais alto que o convencional, entende?Tanto que o primeiro City (2002-2008) era horroroso de tão mal adaptado. Mas se te preocupa o tamanho, o Kwid tem praticamente o tamanho da primeira geração do Fiat Uno (nosso antigo Mille), que tinha versões sedã (Prêmio / Duna) e perua (Elba/ Weekend) exportadas inclusive para a Europa. Outro exemplo de sedã pequenos foi o Daihatsu Charade, cuja versão hatch tinha apenas 10cm a mais que o Kwid. Ou seja, o Kwid não é tão mini como se apregoa por aí (3.68m de comprimento).

  • pedro rt

    duvido q tenhamos um kwid sedan mas nao duvido de termos um kwid suv futuramente

  • fschulz84

    Se a Renault não crescer muito os olhos, acredito num sucesso até maior que o do Sandero!

  • Hugo Borges

    A Renault está com tudo para se consolidar na quarta colocação nas vendas. A maioria não gosta dos “Dacias” mas eles estão sendo fundamentais nisso, não adianta trazer carro vendido na Europa com preço astronômico, nosso mercado é emergente, logo, precisa de carros de baixo custo. Infelizmente.

    • Tosoobservando

      Dificil ainda mais se a Toyota acerta na reestilização do Etios, ou vai ser ela ou a Hyundai vai subir mais ainda.

      • oscar.fr

        O potencial de crescimento em vendas da Renault, com o lançamento de Kwid e Kaptur, é bem maior que a simples reestilização do Etios, até porque reestilização não faz milgares, sobretudo, quando o carro é feio.

        • Tosoobservando

          Dacia sendo vendido como Renault nunca vai fazer sucesso como um HB20 ou um Toyota, nem adianta.

          • oscar.fr

            Vamos nos desapegar de símbolos. O Sandero não é originalmente um Renault, isto eu reconheço. Mas o Etios não é muito diferente não, ele é um Toyota baixo custo. Ou seja, ambos são carros de baixo custo.

            • Tosoobservando

              Então foi exatamente o que eu disse, o HB20 demonstrou como uma newcomer com um produto bom pode chacoalhar o mercado. Tudo depende da Toyota oferecer algo “aceitavel” no Etios, um exterior e interior pelo menos bom, nivel HB20.

              • Zoran Borut

                O HB20 também é um modelo “para emergentes”. Foi desenvolvido especialmente para o Brasil e é bem diferente dos i20 e i10 vendidos em outros mercados. E o Etios é basicamente um Yaris 1999 depenado e simplificado, algo como o que a GM fez ao lançar o Celta (um Corsa 1993 depenado e simplificado). A mesma coisa ocorre com os tão criticados “Dacia”, que são simplificações sobre a base do Clio europeu. Aliás, parte do sucesso de Sandero e Logan se deve à manutenção; por terem uma mecânica mais simplificada (influência japonesa da Nissan), o reparo e troca de peças tornou-se mais acessível aos mecânicos brasileiros do que em modelos como Clio e 206. Outra parte da boa aceitação deveu-se ao preço competitivo no lançamento, coisa que já não ocorre hoje em dia – e por isso vendem menos do que há alguns anos.

  • mmcinza

    Nada mais indiano que pegar esses subcompactos e transformar em sedã…