Preços Renault Sedãs

Renault Fluence: Confira os preços das versões após reajuste

renault-fluence-gt-line-NA (1)

O Renault Fluence recebeu uma redução de preços, divulgada pelo NA no começo de janeiro. os preços partiam de R$ 69.990, chegando mesmo a R$ 61.990 em ofertas promocionais recentemente. Agora, o sedã médio adota preços mais altos, começando de R$ 73.990 e alcançando R$ 90.990.

Confira abaixo os antigos e os novos preços do Renault Fluence:

• Dynamique 2.0 MT – R$72.200 (antes da redução) – R$ 69.900 – R$ 73.990
• Dynamique 2.0 CVT – R$ 77.260 (antes da redução) – R$ 72.900 – R$77.990
• Dynamique Plus 2.0 CVT – R$ 81.200 (antes da redução) – R$ 76.900 – R$ 81.780
• GT Line 2.0 CVT – R$ 85.690 (antes da redução) – R$ 81.990 – R$86.890
• Privilège 2.0 CVT – R$ 88.490 (antes da redução) – R$ 85.990 – R$90.990

Agradecimentos ao Ricardo Braga.





  • Gavlan The BeerMaster

    Tô começando a ver um canoa encalhar…

  • PedroHMC

    Pera, em 15 dias eles abaixaram os preços e aumentaram denovo? Acho que quando eles abaixaram começou a vender bem e eles acharam que poderiam aumentar… Vamos ver

    • invalid_pilot

      Essa diminuição deveriam ser unidades 15/15… certeza

      • sigma7777777

        É o que eu também estou imaginando. Alguém confirma?

  • Victor Hugo

    Aquele motor 1.8 turbo sumiu, perdeu a graça.

    • EuMeSmObYmYsElF

      era 2.0 turbo

      • Victor Hugo

        Realmente. Você está certo, me confundi com os números da cavalaria (180cv).

        • EuMeSmObYmYsElF

          antes de sair do Brasil eu rodei 3 estados procurando um inteiro pra colocar no meu Clio.. no dia que achei, veio essa oportunidade e tive que esquecer essa ideia… lá se vão 2 anos…

    • Louis

      Acho interessante o atual GTline, pelo desenho. O restante não me atrai.

  • Mr. Car

    Como “reajuste” em 99,9% das vezes significa mesmo é “aumento”, que tal deixarem este eufemismo boboca de lado e usarem logo de uma vez a palavra aumento? Não adianta querer dourar a pílula.

    • O nosso uso dessa palavra não tem como objetivo “dourar a pílula” e a palavra não é eufemismo boboca, é termo amplamente usado no ramo automotivo.

      • Mr. Car

        Então, já que usam “aumento” para a imensa maioria dos posts, usem logo para todos. Esse negócio de “reajuste” tem cheiro de douração de pílula, sim. Manda logo a real, sem vaselina, he, he!

        • Bittencourt

          Ah, vá…o NA achou um novo editor em pleno domingo…

          • Mr. Car

            E já que achou, então aproveita, he, he!

            • Clovislauro

              Sendo assim, tem que se dedicar em tempo integral a redação, só uns pitacos de vez em quando não são suficientes.

              • Mr. Car

                Paga bem? Que mal tem? De graça, só dou pitaco mesmo, he, he!

          • Edson Fernandes

            Quem respondeu acima foi o proprio Eber.

      • Victor Hugo

        Posso estar enganado, mas o “reajuste” deve ser levado em consideração quando o aumento do preço do veículo é equiparado à inflação. Caso contrário o correto é aumento, fazendo alusão aos lucros percebidos.

  • Fernando S.

    Nesse preço, NÃO vende. Não adianta. Pode vir com direção em ouro maciço e trocentos itens de série… nesse segmento não vai conseguir brigar com os japoneses.

    • Rafael

      Sim. É um ótimo carro, mas já não tão moderno mais e com preços de carros recém lançados. Aposto que terão descontos generosos nas concessionárias e mais ainda para PJ ou frotista.

      • Edson Fernandes

        Sabe qual é o problmna? É que esse carro mesmo não sendo moderno, consegue ser mais completo que um monte de moderno. E isso faz a diferença no nosso mercado.

        De que adianta existir carro moderno, sendo que a fabricante capa a modernidade e deixa apenas para outros mercados?

    • pedro rt

      mais q os japoneses nao vai consegiur brigar tmb com o jetta 1.4 tsi

    • Ailton

      Os preços reais do fluence são muito diferentes da tabela.

    • Eduardo

      O engraçado é que, o conjunto mecânico dele é japonês (o mesmo do Sentra). No mais, concordo que nesse preço não vende.

  • invalid_pilot

    90k num Fluence é osso

    O manual tem que custar menos de 70k pra valer a pena e a diferença pro primeiro CVT deveria ser menor ao meu ver

    • gladson januario

      Menos de 70????? Cara para vc ter idéia, aqui em fortaleza se compra cruze sedan ou hatch LT AT com couro por 71 com negociação. Pagar 72k num carro francês e “pelado”? Só quem foi louco. 60k pra versão manual e tá muito bem vendido.

      • invalid_pilot

        Entre um Cruze e um Fluence mesmo manual sou mais o Fluence… Mas ainda acho que na concessionária eles tiram uns 5k depois de um bate papo

      • Kadu

        Chamar o Fluence de pelado é sacanagem….
        É notório que não conhece o carro, entre em um “básico” e depois no Cruze básico tb e veja a diferença.

        • Edson Fernandes

          Mas o “pelado” é porque o Fluence não tem ESP…. certeza. E só de falar em “francês” já existiu o preconceito. Alias, muita gente sequer sabe que o Fluence tem powertrain japones.

  • Murilo Rodrigues

    Parece ser um bom carro, andei uma vez só por 20 minutos de passageiro com um colega e como todo Renault me surpreendi com espaço, o interior é aceitável e eu acho o carro bonito.

    Mas a Renault tem que entender que o Brasileiro ainda tem um pé bem atrás com as marcas francesas, mais pelos produtos do Grupo PSA( mais ainda pela Peugeot), apesar do Fluence ser um bom produto com esse preço os consumidores de sedãs médios 80% conservadores vão optar pelos japoneses sem dúvida.

    • Igor Lima

      E a grande maioria dos brasileiros sabem que as francesas são dois grupos distintos? da mesma forma que sabem que japonesas mesmo são apenas Honda e Toyota, espantam-se quando descobrem a Nissan e a Mitsubishi com japonesas também… e tem um infarto quando se inclui também a Mazda no bolo… q nem era do conhecimento do cidadão ou no máximo até então era “chinesa” kkkkkkk

      • Murilo Rodrigues

        Concordo plenamente, tudo bem ninguém precisa saber a qual Grupo Empresarial automotivo tal marca pertence claro mas tem casos que são absurdos em que a pessoa não sabe o mínimo do produto que vai comprar.

        Igual você mesmo disse por exemplo: Chega na Mitsubishi pra ver o Lancer gosta do carro mas no final vira para o vendedor e fala ” Obrigado mas fulano disse pra optar por uma marca japonesa” haha não que isso aconteça.

        Mas fazer o que né, pra muitos carro é só um meio de transporte e nada mais nem sabem o tempo de troca de óleo e muito menos da correia…”se quebrar, se parar eu arrumo”

      • fschulz84

        Se falar da Subaru então, vão falar o que? hehe

    • Edson Fernandes

      O que eu penso é que a fabricante precisa melhorar o pós vendas. Ela durante anos foi votada em terceiro lugar de atendimento, mas começou a piorar e o acrescimo de carros nesse caso foi apenas o Duster e Oroch.

      Eu como dono de um Fluence te digo que questionar por exemplo o preço de um oleo de cambio CVT foi a maior confusão. Como posso levar meu carro para dar manutenção em um lugar que confundem oleo de cambio de Duster com o CVT? (e me passaram dois valores inclusive)

  • bryan_1993

    Quem vai deixar de comprar um carro japonês pra levar esse lixo?

    Em tempo fui ver uma versão reestilizada no rj ontem e tinha placa de Bh provavelmente locadora…

    Mosca branca

    • HelderV6

      Fiquei curioso agora , lixo o fluence? pq? Acho um bom carro.
      O que eh bom, corolla sem ESP a 100K ?

      • pedro rt

        a melhor compra entre os sedans medios atualmente e o jetta tsi 1.4

        • Diógenes P P Filho

          Não é flex

          • Miro Saraiva

            Não ser flex pra Mim é o melhor predicado!

            • Igor Lima

              Pra mim tb Miro, só q se o alcool continuar aumentando sua presença na gasosa… Vai dar ruim. Não vai dar mais para ter carro mono.

              • Miro Saraiva

                Ainda q o percentual não sobe na mesma velocidade q o preço da mesma rs

        • HelderV6

          O jetta e o c4 e 408 nas versões thp

        • Edson Fernandes

          Eu discordo veemente disso. Para vc ter um Jetta 1.4 TSI aceitavel, apenas a partir da comfortline. Para deixar ele mais proximo de outros rivais, ele se aproxima do Jetta 2.0 TSI e ainda, fica muito caro frente a concorrencia.

          Se vc olhar o de entrada e ver oque ele oferta além do motor, vc vai se assustar. Os preços do Comfortline 2.0 seria totalmente aceitaveis até mesmo qdo se equipasse com opcionais (que nunca deveriam existir pelo preço que custa)

      • Piloto

        Fluence é um bom carro.
        Uma pena é o seu consumo alto. Os novos japoneses nesse quesito se saem melhor.

        • Ailton

          Tive um CVT e consome igual v6. É incrível o consumo desse carro!

        • Tenho um CVT 15/15, e o consumo não difere da média da categoria, fazendo entre 9 e 10 km/l na cidade e 14 km/l na estrada.

          Vale lembrar que o consumo é variável de acordo com a forma de rodar, acelerar, qualidade do combustível, geografia da localidade onde o mesmo percorre trajetos, dentre outros fatores, logo, não se apode afirmar que um carro tem consumo alto ou não com base na experiência pessoal. Segundo o Inmetro, o Fluence é nota A na categoria, ou seja, um dos mais econômicos dentre os sedans médios.

      • leomix leo

        Tem vários doidos assim. Não perco tempo..

      • Ailton

        O fluence é um bom carro, tive um dinamyque CVT. O que mata a versão automática é o consumo se comparado com corola e civic. O carro é bem confortável, mais espaço interno que o civic, freios bem superior, mas o consumo é osso!

    • Alvaro Guatura

      Lixo?
      Tudo bem, não deixam de comprar japonês, mas isso faz do Fluence um lixo?

      • Gabriel Oliveira

        se japonês for toyota ou honda, n compro mais nem a pau

    • Nostress

      Hater, favor explicar o “lixo”, já que todo o trem de força do Fluente é japonês também. E em algumas séries de fato, não apenas de projeto, já que é quase em CKD na Argentina, vem pronto.

    • pedro rt

      nao so os japoneses como o jetta tsi 1.4

    • Bittencourt

      Por que lixo?!

    • Diógenes P P Filho

      Lixo? Corolla é a super maquina pra vc? Vc precisa estudar Antes de falar Uma asneira dessas l o Fluence é um puta carro!

    • Minerius Valioso

      Tão lixo que usa um motor e câmbio japoneses Nissan. Tem claras evidências de que o carro é um lixo?

      Pelo menos entre os leitores do BCWS, é líder em satisfação da categoria, superando inclusive Corolla, Civic e Cruze.

      • Edson Fernandes

        Sabe que eu nunca olho esse indicativo de “satisfação” lá? Eu sempre me prendo a ver a nota “do carro” e sua assistencia. Nõa a toa tenho um Fluence. (um carro que sempre quis mas que realmente é bem gostoso de rodar com ele)

        Andei ontem em um transito pesadissimo, mas adorei. Cheguei cansado pelo transito, mas o carro me isolou muito bem do “mundo afora”.

        • fschulz84

          Exatamente Edson.. Eu acho o consumo alto, mas notei que realmente o Fluence te “blinda” bem do stress do trânsito… Mesmo outros ATs que já dirigi anteriormente no trânsito não me blindavam tanto quanto o Fluence.

          • Edson Fernandes

            Falando em consumo, consegue essa semana fazer 5,7km/l. Considerando meu rodar, ele está bom para ser isso no alcool.

            • fschulz84

              Tá bom então… Esse meu tanque de gasolina tá com média de 7,3km/l no pc de bordo :(

              To pensando em colocar etanol dessa vez

              • Edson Fernandes

                Pois é… essa é minha média de gasolina…

    • Não é um lixo. É falta de conhecimento do carro, haja vista a mecânica do mesmo ser japonesa (da Nissan, montadora do grupo), ter um design bem resolvido e que inspira superioridade e ser maior que todos os demais.

  • seichonoie

    motor do Sentra

  • Pedro Henrique

    desceu pra pegar embalo

  • pedro rt

    depois q lançaram o jetta tsi 1.4 os outros sedans medios da msm faixa de preço “exceto corolla” nao sao boa compra

  • fbl

    Fluence, seu destino é ser Uber.

  • Bruno Silva

    Não gosto do Fluence, sou bem sincero. Se hoje tivesse que comprar um carro desse segmento, levaria Jetta TSI. Ou esperaria o Civic e novo Cruze.

    • Ailton

      Quem está pensando em trocar, compensa esperar para conhecer os novos civic e cruze.

  • Felipe

    Preços oficiais… Mas na prática, é comum conseguir uns bons descontos e/ou mimos nas revendas autorizadas.

  • Leonel

    É um carro que muito me agrada, mas hoje, digo que o Jetta 1.4 TSI é o melhor CxB da categoria, devido a lista de equipamentos, tecnologia e, obviamente, conjunto mecânico.

    P.s: e pelo preço que estão por vir Cruze 1.4T e Civic 1.5T vai continuar sendo (senão sofrer reajuste para cima, é claro).

    • Igor Lima

      O Jetta demorou demais a ganhar esse conjunto… Irá vender bem durante um tempo, mais terá grandes problemas quando a concorrência vier totalmente renovada com visual e conjunto novos de Civic, e Cruze. O Jetta irá ficar um tanto ofuscado com os lançamentos… pois este só renovou o conjunto mecânico… como sabemos, mais vale visual bunitinho que conjunto mecânico de respeito.

      • Leonel

        Pois é, eu acho que falta bastante racionalidade dos consumidores brasileiros, infelizmente. Mas o Civic 1.5T dizem que vai passar dos R$115 mil, enquanto o Cruze dizem que vai começar em R$90 mil. Muito dinheiro…

        • Edson Fernandes

          Mas Leonel esse é um problema para o Jetta TSI tbm (1.4).

          Pois olhe a versão Trendline e verá o tão pobre que ela é de itens de série perante os rivais. Ganhou algumas coisas e ok…. mas a Trendline é muito pobre.

          Coloque par olhar Fluence, 408 (esse principalmente), quem diria Civic LXR, Corolla … e verá que são mais completos.

          E aí vem o Jetta Comfortline a um preço arriscado tbm. Praticamente o preço do Corolla XEi que, é mais completo que o Jetta!

          Eu digo que em aspectos técnicos o Jetta tem sim a seu favor pontos positivos, mas consideranod a compra de um carro, o que conta é o conjunto e nisso, faz as japonesas venderem bem. Eu particularmente com R$89000 iria em carros “defasados” pelo conteudo oferecido.

          E deixaria de comprar os lideres e o Jetta tbm. Se a VW tivesse mantido os preços da versão 2.0, ele seria muito competitivo.

          • Leonel

            Faz sentido Edson. O Fluence eu acho um carro lindo e de ótimo “porte”, pois fica claro que oferece um excelente espaço interno e bom porta malas, o que acho essencial nesta categoria, sem falar que é bem equipado.

            Sobre o 408, eu acho que vale a pena o THP, o aspirado não me agrada, neste caso, iria fácil de um japonês ou VW. Eu entendo ao que tu se refere, mas eu gosto do conjunto mecânico que a VW oferece e controle de estabilidade entre outros, algo que não vemos no Corolla (somente no Civic).

            O que eu quis pontuar é que os novos modelos que estão por vir (leia-se: Cruze e Civic), devem chegar com preços disparados e, portanto, vejo o Jetta como um ótimo CxB. Não sei como será a faixa de valores, mas se fosse para comprar um carro acima de 90 mil, pensaria no Jetta Highline, que aí já estamos falando em 2.0 TSI e câmbio DSG, fora os outros itens (sem falar que pode ser equipados com LEDs e xenon).

            Obrigado por compartilhar sua opinião Edson !

            • Edson Fernandes

              Então Leonel mas foi justamente esse ponto que quis colocar.

              Para um teste, monte um Jetta 1.4 TSI Comfortline. Você ficará assustado com ele porque alguns itens que em outros sedans médios vem de série, vc precisaria incluir como opcional nele (e no Trendline não há opcionais, ou seja, ele já será de cada mais simples que outros rivais).

              E no final percebrerá que o preço de um Comfortline “aceitavel” custa praticamente o preço do Jetta 2.0 TSI (que já incorpora praticamente todos os itens devendo apenas sensor de chuva e crepuscular, uma “falta” que particularmente pelo conjunto mecanico + itens de série bem aceitavel).

              E então olhando o preço de compra, se percebe que a situação fica mais perigosa para ele pois, o Comfortline com tais opcionais chega a custar ais ou igual a rivais como Civic e Corolla. E o Civic a exemplo é mais completo.

              A vida nesses preços do Jetta está bem dificil. Ele no preço do Comfortline 2.0 (inclusive quanto equipado com opcionais) era bem interessante. E não iria canibalizar com o 2.0 TSI.

    • Gabriel Oliveira

      prefiro 408 thp

  • PrGirafales

    vai aumentar pq estamos com o pais a deriva, sem comando, inflação esse ano vai disparar, ou melhor, ja disparou … o pais esta indo pro buraco, esse carro ate final do ano ta custando 100k o de entrada, nao sei se o pais aguenta esperar ate 2018 pra tirar esses canalhas la do governo, a cada dia o negocio fica mais e mais feio

  • Victor Hugo

    Já tem uns meses que trabalho em uma ccs renault, so vi 2 fluences saindo de lá 0km

    • Ailton

      Se a Renault valorizasse a recompra do carro, venderia mais.

      • Edson Fernandes

        Isso é verdade. No minimo ao trazer o Fluence estando em boas condições, ofertar um valor ligeiramente maior que o mercado para aquisição de um novo. As pessoas que já fossem donas iriam aderir a isso. A Chevrolet faz isso inclusive para quem quer “subir de padrão”.

        A VW não desce do salto, mas na linha de populares concede bons descontos e a Fiat é a unica que concede desconto para tudo, mas particularmente não gosto dos atuais produtos da fabricante.

  • Joildo Dias

    Também passou a barreira dos 90k, não fiquem triste isso é pra quando chegar uma nova geração ele passa fácil dos 100k, como se o País estivesse uma maravilha kkkkkkkkk……

  • Pedro Cunha

    Não é um carro ruim, mas é ruim de mercado. E levando isso em consideração, já dá pra esperar que não vai romper 2017. Então, já dá pra prever que quem comprar agora, achando que é “bom negócio” após essa redução nos preços, vai tomar um tufo logo á frente com um “mico” que, se valer a metade desses R$69,9k, será muito.

    • Edson Fernandes

      Bem…. a pessoa tem que comprar para seu uso e não apenas colocar a desvalorização como ponto de compra ou não. Claro que ninguem gosta de rasgar dinheiro, mas uma pessoa que fica 3 a 4 anos com ele, não tem muito do que reclamar de desvalorização porque nesse periodo costuma a ter uma segurada nos preços.

  • Airplane

    Muito caro! Perdeu a boa relação custo/benefício.

  • Mauricio Oliveira

    Alguem sabe me responder se o fluence ja vem com controle de estabilidade de serie? ? ?

    • Edson Fernandes

      Não vem. Apenas na versão Privilege vem o dispositivo. E o air bag de cortina tbm. ESP de série vem em versões 2.0 do Civic (LXR) e 408 (Allure 2.0 e esse ainda vem bem completo para o que o mercado oferece)

  • gladson januario

    Bem, já deram a notícia do óbito, resta saber quando será o enterro. Sou sincero, o projeto do carro não é uma merda, já o planejamento do mesmo….É uma negação!

  • Gabriel Oliveira

    88 conto já parto pra um 408 thp ou c4 thp, fora q cvt tem q ter marchas virtuais, pq assim é boring

    • fschulz84

      Não sei em relação aos modelos mais novos, mas meu Fluence 2011 tem simulação de 6 marchas e não é como o do Sentra que é totalmente contínuo.

      • Edson Fernandes

        Até porque no sequencial ter 7 marchas não faria muito sentido.

  • RKK

    Efeito ioiô ?

  • Tem mais é que micar, marquinha sem comprometimento.

  • Edson Fernandes

    Olha Dimithri, se meu Fluence tivesse esse otimo bomm consumo na cidade, eu estaria muito mais feliz…rs

    Mas com o transito que eu pego (e muitas subidas) o carro consome bem sim. Não tem sido rara as médias entre 4,5 a 6,0 km/l atualmente de etanol. De gasolina não consigo fazer mais que 7,3 (mas tbm não baixa muito mais que isso tbm o que é curioso) sendo mais barato em SP rodar com alcool.

    Ms antes minha média em outro trajeto era de 6 a 7km/l o que achava bem aceitavel. Já na estrada minha média na gasolina é sempre 12 a 14km/l e no alcool entre 9 a 11km/l.

    E pensar que na icdade o meu ex C3 fazia de 12 a 14 na gasolina…rs mas no alcool a diferença era de 1,5km/l em média. (para mais)