Preços Renault Sedãs

Renault Fluence tem preços reduzidos e parte de R$ 69.900

renault-fluence-gt-line-NA (1)

Enquanto os japoneses Honda Civic e Toyota Corolla receberam aumentos de preços (o segundo modelo pode chegar a R$ 104 mil na versão topo de linha), o francês Renault Fluence agora está sendo oferecido a preços menores que os cobrados anteriormente. O sedã pode ser encontrado por a partir de R$ 69,9 mil, podendo chegar a R$ 85.990 na versão topo de linha.

A maior redução de preço da linha do Fluence foi aplicada no modelo Dynamique 2.0 com câmbio automático do tipo CVT, de R$ 4.360, enquanto a menor ficou com o modelo de entrada, o Dynamique 2.0 com transmissão manual, de R$ 2.300. Confira abaixo a nova tabela de preços do modelo da Renault:

Dynamique 2.0 MT: R$ 69.900 (redução de R$ 2.300)
Dynamique 2.0 CVT: R$ 72.900 (R$ 4.360)
Dynamique Plus 2.0 CVT: R$ 76.900 (R$ 4.300)
GT Line 2.0 CVT: R$ 81.990 (R$ 3.700)
Privilège 2.0 CVT: R$ 85.990 (R$ 2.500)





  • EDUVINHAS

    Como eu ja tinha dito no post do New fIesta sobre o valor do Fluence, vale muito mais a pena um Fluence cvt pelo que pedem em um Fiesta titanium na minha opniao.

    • Pacheco

      Sem falar que a versão Top vem mais equipado que o Corolla… o cambio CVT é otimo, o motor é moderno, o carro é super confortavel e muito mais discreto.

      • Na Dúvida, Acelera!

        Já li críticas sobre o câmbio CVT do Fluence, está longe de ser ótimo. Em relação ao motor, me desculpe mas não é moderno.

        • Uislei

          Como proprietário de um Fluence Dynamique CVT, atesto que o câmbio é excelente para quem quer conforto (o meu caso). Quem quer uma condução mais esportiva, ou pegue a versão MT6 ou procure um carro AT convencional (Civic, Cruze).

        • Wolfpack

          Todo câmbio CVT tem suas particularidades, como adequação da rotação do motor, uns fazem como o falso CVT da Toyota, prla durabilidade do sistema, escalonam as trocas com falsas marchas, quer dizer, um CVT fake, diferente dos da Nissan, Audi, Honda e Renault.

          • Bruce Wayne

            O cara vem se palestrar sem saber absolutamente nada de nada.
            Só porque alguns cambios cvt emulam marchas isso não faz deles um ” CVTs fake” ou um cambio com durabilidade menor que um cvt sem emulação de marchas.

            Santa ignorancia automotiva, Robin.

            • Wolfpack

              O Batman, quem não entende nada de coisa nenhuma é você. Se a Toyota escalonou as marchas e um câmbio CVT, o mesmo não pode ser chamado de Continuously Variable Transmission. Um câmbio que mantém continuamente o transferência de torque meu caro, este é um CVT e as transmissões Powershift de dupla embreagens. O câmbio com conversor de torque como os automáticos tem sim o escalonamento de marchas, mas o faz com uma série de pacotes de embreagens e freios mais um conversor de torque, sendo estas marchas passíveis de troca manual. Qualquer câmbio automático permite esta adaptação. Porque o câmbio CVT do novo Honda Civic não oferece mais os paddles shifts? Porque será meu caro? Porque os câmbios CVTs da Nissan e Renault atuais não o fazem? Porque estes detém uma eficiência e engenharia que os permite variar continuamente a velocidade e manter a entrega de torque constante. Coisa que a engenharia da Toyota nunca conseguiu fazer, simples assim. A Toyota é muito boa em manufatura e só. Inovação e engenharia de oonta deixe para Nissan e Honda. Aprenda um pouco, leia ou deixa de postar comentários infantis, amadores e juvenis.

              • Bruce Wayne

                Amadores? Cara , você não sabe o significado da palavra emular. ( favor consultar o dicionário)

                É a arquitetura do cambio e do seu funcionamento como estrutura que define se ele é ou não um CVT.
                Não Padle Shifts, emulações de escalonamentos ou o teu umbigo julgamento sobre o que é ou não é algo.

                Não é repetindo asneiras que tu vai transformar likes em verdades.

                • Wolfpack

                  Então gênio me explique como um emulador, um software vai transformar uma grandeza física, torque, kgfm/Nm, sem que exista uma contra parte mecânica neste escalonamento? Ou a criatura pensa que bits/bytes vai entregar ao diferencial do seu carro torque para movimentá-lo a frente e a ré. Santa ignorância Batman. O escalonamento nos CVTs da Toyota é físico, não continuamente variável. A Toyota só aposta em tecnologias maduras, e dai vem sua fama de entregar automóveis desatualizados aos mal informados consumidores. Oh, não quebra, vai lá ver a geração de ABS que existe nestes Corollas, dá uma olhada no acionamento do freio de estacionamento do Prius. Continue a consultar a internet, mas verifique suas fontes. Torcedor de marca de automóvel é f…

                  • Bruce Wayne

                    Eu não torço para Toyota. O escalonamento é virtual e ponto.
                    Verifique as suas fontes e nos apresente onde encontraste o termo cvt fake = emulação.
                    Temos uma Forester XT 2015 aqui em casa com o modo Drive e dois modos de emulação #. Mas como Subaru é uma marca “fundo de quintal”, talvez ao seu ver o cvt dela também seja.

                    Pobre ignorante.

                    • Zeca Piroto

                      Concordo contigo, também não torço para a Toyota, o Corolla, não tem o melhor motor, mas realmente é o que tem o melhor CVT na categoria (que é o motivo do carro andar bem, hoje) e diga-se de passagem, acho que é o único(cvt) com uma relação aceitável de economia, na categoria.

                    • Bruce Wayne

                      Na verdade o melhor cvt da categoria é o da Subaru, pelo menos até agora.

        • Piloto

          Tenho um Fluence CVT há 3 anos, realmente é ótimo.
          Mas bebe demais. Na cidade faz uns 8km/l. Estrada uns 12km/l.
          Longe de ser um motor ótimo, pelo menos em consumo.

          • Ailton

            Já tive um e realmente bebe muito

          • Rodrigo

            bebe igual a um 1.0 com motor nacional.

          • Zeca Piroto

            Rapaz, se sua cidade tiver ladeira, está até bom o consumo do fluence, geralmente ele faz na casa dos 7 – 7,5.

        • Pedro Cunha

          …A Dacia do lisarb só pode mesmo reduzir os preços, pois trata-se de um modelo já bem desatualizado e com desvalorização que faz vergonha até nos Citroen. Não digo que o carro é ruim, mas pelo preço, mesmo reduzido, permanece longe de ser “bom negócio”. E quem compara com outros modelos, como por exemplo versões top de New Fiesta e City, por favor, detenham-se ás categorias corretas e suas respectivas propostas. Sedã compacto premium é uma coisa, o fluence é outra, bem diferente disso. Ultimamente tá mais pra “sedã-custo-benefício”, já que pelo valor de compacto premium, leva um sedã médio com motor “grande”.

          • Ailton

            Até concordo, mas pra compra com CNPJ fica interessante. A Renault a última vez que vi, estava dando 13%.

          • Antunes

            No momento que um sedan compacto fica com mesmo preço de um sedan médio, acabou-se essa história de categorias e as comparações estão abertas.

        • Ailton

          Já tive um, se fosse com marchas simuladas seria show.

          • Edson Fernandes

            Se colocar no modo seuqencial tem como simular ;)

            • Bruce Wayne

              Eu não sabia que ele tinha modo sequencial também, no final o cvt dele também é “fake”.
              Eu sabia que devia ter voltado aqui…

              • Edson Fernandes

                O Fluence tem CVT normal. O que ele simula é quando vc quer trocar sequencialmente as marchas. Mas é um modo virtual… até pelo comportamento de trocas.

                Se vc por exemplo pisar forte (no limite) vc ve a rotação cravada nos 6500rpm e só os numeros de “Marcha” passando. A operação sequencial eu creio que foi feita para freio-motor ou a pessoa querer por vontade segurar rotação por trocas de marcha.

                Além disso, apenas em rotação mediana é que as trocas são legais, trocar em rotação baixa é monotono porque vc se sente um tonto pensando que o cambio poderia fazer por ti e em rotação no limiteele “trava” a rotação.

                Mas dá para explorar bem entre 2000rpm a 5000rpm. (ou pisar no limite em alguma marcha para que ele ajuste para uma marcha mais forte e dali ganhar velocidade)

    • Ailton

      Sem dúvida nenhuma

  • Gambaleão O Camaleão Daltônico

    ISTO NON ECZISTE!

  • Paulinho Monteiro

    O quê???? Preço reduzido??? E escolheu justamente o dia em que foi divulgada a nossa super inflação…Essa moda vai pegar…SQN

    • Pacheco

      Será q vai sair de linha?

      • Junoba

        Definitivamente impossível.

    • Corvo

      Não acho que vai sair de linha, mas como vende pouco, reduzem o preço. Se olhamos por outro lado, eles simplesmente estão anunciando o preço real do carro na hora da negociação. Até porque no caso do Fluence, a redução na tabela é bem considerável quando vai fechar a compra em comparação a outros Renault. Ótima estratégia.

      • XandeeM

        Seguindo essa lógica ,Civic e Cruze renovados reduzirão mais ainda o preço do Fluence.

        • Wolfpack

          Não, seguindo esta lógica, o Fluence deveria aumentar seus preços devido a baixa na produção. Acontece que o Fluence é priduzido na Argentina e por lá vende bem, e o povo tirou os bolivarianos do poder, logo as coisas na Argentina tendem a melhorar. Com a baixa produção as montadoras no Brasil devem continuar a amortizar seus investimentos, logo aumentando os preços. O que foi planejado em vendas quando da aprovação dos projetos não se confirmaram, daí estes aumentos abusivos. Especialmente na Toyota, a regra é cada unidade distribuída pelo mundo que se vire para ficar no azul, a matriz não virá socorrê-la, senão fecha. A Renault irá manter o Fluence por um bom tempo. Ele ainda está na lista de produtos na Europa. Vale a pena!

  • Wesley Cezar

    Só isso ?

  • nightwishjp

    Pagar 36mil num Fluence CVT Dy. 2012 com 70mil km é bom negócio?

    • Pacheco

      Um dos melhores negocios que se pode fazer na categoria. O carro é excelente e pelo historico de manutenção que tive com Renault, ele não da problema.

    • Junoba

      É um bom negócio sim, porque com esse preço você compraria no máximo um Civic 2008.

    • Na Dúvida, Acelera!

      Não, a quilometragem está alta para o ano do carro e a manutenção do Fluence não é muito barata. Te recomendo olhar um Civic ou Corolla, você vai ficar bem mais satisfeito.

      • Yuri Ravitz

        A manutenção de um Civic ou Corolla é mais barata que a de um Fluence? Porque se não for não vejo como ele ficaria mais satisfeito.. O Fluence é mais equipado.

        • Uislei

          CVT + AB6 + AC Dual Zone com saída para os bancos traseiros… Mesmo que a manutenção seja mais barata no Civic ou no Corolla (que não deve ser tão barato assim), o seguro do Fluence é mais em conta (pelo menos comigo foi assim) e pelo valor que ele está achando, será difícil de ele conseguir um Civic ou Corolla 2012.

          • Diógenes P P Filho

            O seguro do fluence é barato mesmo. Pago R$ 1.000 em média

        • Piloto

          Não acho tão cara a manutenção, entre 350 e 550 reais. É tabelado, só precisa ficar de olho pois cada concessionária tem os seus “pacotes”, que logicamente são bem mais caros.
          Mas tem gente que prefere pagar 10 mil a mais num Honda ou Toyota p/ depois economizar 200 reais por revisão. Vai entender.

        • Matheus Lelis

          Fluence é bem melhor que o corolla, ficaria muito mais feliz com o fluence. Melhor um fluence 2012 do que um civic. e corolla 2008/2009, e não oferece nada a mais que o fluence.

          • Yuri Ravitz

            Exato!

      • Zoran Borut

        Quilometragem alta? Se foi usado majoritariamente em estrada, pode estar em melhor estado do que um que tenha sido usado em percursos curtos congestionados e esteja pouco rodado, o chamado uso severo.

      • Uislei

        Que Civic ele achará por esse valor? O de 2 gerações atrás?

      • Wolfpack

        Mais uma lenda urbana. As manutenções do Civic e tenho um são baratas a primeira e segundo, depois começa a subir e tente comprar uma peça na concessionária para ver o preço. Impossível. Não existe mágica neste negócio, quando é para parar o carro na concessionária vem uma conta salgada, seja Honda ou Toyota ou Renault. Renault vc encontra mais facilmente peças no mercado. Vai por mim que é um bom negócio. Depous me fale suas impressões com o novo carro.

        • Edson Fernandes

          Essa coisa de falar que manutenção desses dois é barata, é porque o cara não comprou um desses usados e acha que eles continuarão sem trocar nenhuma peça. Pega um Civic de 70000km rodados e verá se as peças ainda continuam baratas. Agora duas coisas que na Honda é barato sim: Freios e Oleo. Imbativel. Tirando isso, o resto é bem facada.

      • Edson Fernandes

        Cara eu sempre leio os seus comentários, mas me prove que o custo de peças do Fluence é mais cara que do Civic e Corolla. Esses só são baratos na revisão, põe peças como amortecedor e peças de suspensão que vc toma um susto.

    • Italo Pereira

      O preço está bom e o Fluence é um carro bem competente para sua categoria, não fica devendo nada para seus concorrentes. Só fique atento ao fato da garantia de 3 anos da Renault já ter acabado. Dica: leve um mecânico te confiança com você para ver o carro.

    • Uislei

      Pode pegar sem medo. Se ele estiver com tudo OK, nem titubeie. Por esse valor, vc não acha algo melhor que isso não.

    • duduEAS

      Fluence é um bom carro, ele é muito mais interessante quando usado ja que não cai de preço e sim despenca. Esses carros “micos” sempre foram minha preferência, o negócio é pagar barato e quando for vender vende barato o que facilita na negociação. Alem disso tem o principal, carros mais baratos e completos.

    • Diógenes P P Filho

      Excelente

    • Ailton

      Se pensar em ficar 3 anos com carro sim. Ele bebe mais que corola e civic.

    • Edson Fernandes

      Eu particularmente pagaria por volta de R$40000 em menos rodados.

      Lembrando que o Fluence tem motor por corrente de comando e vc não terá que se preocupar com correia dentada… então sobrará na revisão de 80000km a correia de acessórios. Na Renault ela sai por volta de R$800, mas por fora é bem em conta. A peça em si na renault é barata, não mais que R$150.

  • Junoba

    Primeiramente N.A, vocês já publicaram o reajuste de preços da Renault. Só poque o site rival colocou essa comparação com Corolla e Civic, vocês não tem que ficar ´´copiando“.

    • duhehe

      Eu não passo o dia pulando de blog em blog, normalmente entro só aqui, logo, todo post que seja relevante ( como esse) acho valido que seja postado, não importando se outro já colocou.

    • Vini

      qual é o site concorrente?

    • 4lex5andro

      falta dizer o outro site: “ab”, “cp” ou “cb” ..

      • Carolina Vieira

        É o CP.

      • Marco Antônio

        ab?

  • Pedro Evandro Montini

    Muito mais negócio que o Corolla! Você compra um Fluence top de linha, completo, em detrimento da versão correspondente do modelo japonês. A economia que você fez pode ser aplicada em renda fixa para pagar o IPVA, as revisões e a manutenção.

    • kikofar

      Isso é comprar usando a cabeça. Na revenda é que o francês pode perder a grana economizada… Mas, eu não pensaria em comprar carro pensando na revenda. Sei nem se estarei vivo mês que vem! kkkkk

      • Yuri Ravitz

        Até que enfim alguém coerente….

      • Zoran Borut

        Como iria perder a grana economizada, se esta estaria investida, e a desvalorização do Fluence é proporcional à do Corolla?

        • Marco Antônio

          kkkkkkkk vai entender o pensamento dele.

        • kikofar

          Na prática não é assim, Zoran. Você sabe disso!

      • Edson Fernandes

        O grande lance é que brasileiro é apressado para tudo. O negocio é anunciar hoje e vende no maximo daqui 1 semana, porque no proximo fnal de semana, ele “precisa” estar com o carro novo. Negociar? Isso é para quem não tem dinheiro…. brasileiro “bom” compra ao preço pedido, mesmo que isso muitas vezes seja acima da tabela….

    • Na Dúvida, Acelera!

      O pós-venda da Renault é deprimente, as revisões do Fluence são caras, a desvalorização é altíssima e a revenda é difícil, sem falar nos contras do próprio carro.

      • Zoran Borut

        Oe você diz do relato do colega Clark Kent abaixo, comparando Fluence com Corolla?

      • Piloto

        Discordo de você.
        Pós-venda ruim? Isso é um problema que TODA marca enfrenta, pois você fica nas mãos de concessionárias.
        Aqui na minha cidade a concessionario Renault é otima. Quando deixo o carro na revisão são super pontuais, entregam o carro lavado, etc.
        Antes do Fluence eu fui ver um Civic e Corola (há 3 anos). Péssimo atendimento, sem falar que o valor é muuuuuuito mais alto pelo mesmo nivel de equipamentos que entregava o fluence na epoca.

        Desvalorização, em porcentagem (que é a forma CORRETA de mensurar), é até menor num francês do que nos japoneses, tem estatísticas sobre isso. Mas é tudo muito similar, não tem grandes variações. Tem gente que vê um frances 2010 e um japones do mesmo ano, o japones tem valor sempre mais elevado. Mas ora, é obvio, um japones zero km também é muito mais caro. E se pensar bem, na verdade os japoneses desvalorizam MAIS que um francês, isso em REAIS.

        Contras do carro? Já estou no segundo fluence, gosto muito dele. Acho que é um carro honesto. O que acho ruim nele é o CONSUMO, faz uns 8km/l na cidade e 12 na estrada. Mas há 3 anos o Corolla e Civic também eram ruins de consumo, apenas os novos que melhoraram. De resto o carro me agrada, já tive alguns probleminhas pequenos, mas sempre foram prontamente resolvidos pela concessionária daqui.

        Quando comprei o meu CVT há 3 anos, peguei pela empresa. De longe a Renault daqui foi a mais facil de negociar. A minha empresa estava aberta faz 2 meses, sem frota, sem funcionarios, sem conta no banco. E foi aprovado em horas o cadastro. A Honda e Toyota pediram várias coisas, ou seja, dificultaram muito. Um Corolla ou Civic similar em equipamentos, custaria p/ mim cerca de R$ 20 mil a mais do que paguei no meu.

        Paguei R$ 56mil num CVT + couro.

        • Guily

          O comentário mais sensato, com informações importantes, experiência relatada.. Hj há Fluence 2012 que está em torno de 40k, grande negócio, e o carro tem mecânica praticamente japonesa! Obrigado pelo comentário, abraço!!!

        • Piloto

          Esqueci de comentar da revisão.

          Pesquisei AGORA os preços TABELADOS de revisão. Custos totais até a revisão dos 60 mil kilômetros.

          Corolla: R$ 2.744,00
          Fluence: R$ 3.359,00
          Civic: R$ 3.387,45

          • Edson Fernandes

            “Mas o Fluence tem revisão muitos mais caro”.

            Para quem não pesquisa realmente vai ser. Alias eu tenho um Privilege e estou animado positivamente justamente pelo fato da mauntenção que eu achei bem barata.

    • XandeeM

      Acho que qualquer sedã médio é mais negócio que um Corolla.

      • Mr. Pennybags

        Falou tudo!

    • Emerson

      O Fluence manual tá no mesmo preço do Corolla GLi 1.8 CVT – R$ 69.990. Sim, eu sei que o Renault tem uns equipamentos a mais, mas esses não compensam o câmbio. E com um projeto mais moderno, menor desvalorização e pós venda mais bem avaliado, o Toyota é uma compra melhor.

      • Ailton

        Já ouvi falar que essa versão está excluvisa para PNE. Na prática, consumidores comuns não conseguem comprar

        • Edson Fernandes

          Não conseguem inclusive achar essa versão.

  • Joildo Dias

    Esses preços deveriam ser os praticados pra todos os sedãs médios vendidos no mercado nacional, nenhum deveria passar a barreira dos 90k, mas o que vemos são as versões topo de linha de alguns acima dos 100k, muito dindin pra pouco carro…..

  • dncmotors

    Honda City aprenda a ser carro viu? Perdeu até os discos nas quatro rodas, não troco um Sedã médio por um compacto metido a ser carro grande e CARO.

    • 4lex5andro

      o city é um bom carro, e de fato, nao deveria ser precificado no patamar de um fluence basico ..

      comparado a versa, linea e cobalt , e nenhum oferece freios a disco traseiros ..

  • Mais barato que alguns populares por aí…vale a pena.

  • Clark Kent

    Olha, tenho um Fluence 2013 GT 2.0 turbo é um Corolla 2016 XEI 2.0. A única coisa em que o Corolla ganha do Fluence, ao meu ver é em maciez da suspensão e na qualidade do sistema de som( por pequena diferença). Tá certo que o GT é mais firme que o Fluence normal. No mais, o Fluence ganha em estabilidade, faróis de xênon, teto solar elétrico, airbags de cortina, ESP, TCS, ar dual zone, saídas de ar no banco traseiro, sensor crepuscular e de chuva, apoio lateral dos bancos, espaço no porta malas, distância de frenagem (ganha de longe), nível de ruído, consumo de combustível, (pelo menos o TCe180 frente o 2.0VVTi) sem falar no desempenho, que não dá pra comparar. O Fluence abre as portas, fecha e da partida com a chave no bolso. Rebate o retrovisor sozinho, quando no corolla tenho que apertar um botão ainda com o carro ligado. O Fluence apesar de não ser novidade no mercado, tem um dos melhores custoxbeneficio

    • Vini

      muito bom!

    • TiagoSSA

      Campeão, dá uma conferida neste modelo do seu Corolla pq se for o XEi não existe não o rebatimento dos retrovisores. Só na geração anterior. E realmente é uma vergonha tanto japonês e coreano não fazer uso de subida dos vidros ao acionar o travamento remoto do carro.

      • Clark Kent

        Tem sim, amigo. É o XEI 2015/2016. Entretanto, para rebater, vc tem q apertar um botão que fica ao lado do ajuste dos retrovisores. Como eu acostumei a sair do Fluence e ele rebater sozinho sem eu nem ter que apertar nada, nunca lembro de rebater no Corolla.

      • Louis

        O primeiro XEi 15/15 não veio com o rebatimento. O 15/16 adicionou rebatimento dos retrovisores, acendimento at.dos faróis e iluminação dos espelhos dos pára-sol.

  • Pedro Henrique

    ta vendo como dá pra fazer?
    sem choro, sem mimimi.

  • Antonio Carneiro

    Prefiro pagar aluguel, comer carne de segunda, anda de ônibus a semana inteira para poder andar de carro no fim de semana, deixar meus filhos em escola pública e depender do SUS mas ter o “status do Corolla”. O carnê de 72 vezes fica escondido. kkkkk

    • Ailton

      Vixi amigo que loucura…quem vc conhece que faz isso?

      • Antonio Carneiro

        O nome é que faz a fofoca…kkk

  • Matheus

    são 20 mil reais de diferença para o corolla top, toyota novamente se achando a última bolacha do pacote!

    • XandeeM

      Corolla top que não é nada top em nível de equipamentos.

  • Carolina Vieira

    É um excelente carro, uma pena ser tão injustiçado no segmento.

    • Mr. Pennybags

      Vc tem razão, mas n]ão é só ele, não. C4 Lounge THP é um baita carro tb.

  • Vattt

    Show de carro, e esse GT Line com essa frente ficou d+++.

  • Wolfpack

    Mesnagem para as Japonesas, e demais montadoras que andam equilibrando a baixa produção com aumento de preços. A Renault vai esgotar os estoques, pois o Fluence é um carrão, tenho um Civic e um Fluence em casa. Em segurança e conforto o Fluence bate o Civic tranquilamente. Aprendemos a respeitar a qualidade dis japoneses e seu pós vendas excelente, mas na crise meu amigo, fique com o Fluence que é muito bacana. Um GT então, fantástico.

  • Fernando S.

    Os amantes do Corolla não compram outro carro, infelizmente.

  • CorsarioViajante

    Renault anda bem agressiva, creio que consiga muitas vendas por esta política de ter preço atrativo tanto na tabela como em negociação na concessionária. Muito positivo.

    • Edson Fernandes

      Se ela tivesse um hatch médio por aqui… acho que ela teria uma representatividade maior. Eu seria forte candidato a ter um “megane” no lugar do Fluence por exemplo.

      • CorsarioViajante

        Sim, levando em conta que o fluence (sedã) parte de 70.000, o hatch poderia talvez custar um pouco menos… Vale lembrar que um FOcus hatch vergonhosamente pelado custa 70.000… QUer dizer, teria espaço para oferecer nos hatches o mesmo que oferece nos sedãs: bom custo benefício.

        • Edson Fernandes

          Exatamente. E no meu caso até cairia como uma luva porque seria um carro menor e como consultor me ajudaria.

          • CorsarioViajante

            Sim… Hatches médios para mim conseguem ter bom espaço interno sem ser grandalhão no dia a dia.

  • Tosoobservando

    Reduziram o preço mas essa versão tambem perdeu varios equipamentos ne.

  • Marcelo Henrique

    Esse GT Line tá lindo, não vem mesmo o GT2?

    • Carro esportivo com câmbio CVT. Quem teve essa brilhante ideia, né?

      • Ailton

        A versão turbo é apenas manual

      • Bruce Wayne

        A Subaru.

      • Raul Godiano

        Willlians em 1993, começou com ela, fazer um F1 com CVT.

  • Airplane

    Gostei!

  • Wolfpack

    O Fluence GT Turbo saiu de linha, este GT Line apresenta o mesmo powertrain das demais versões, motor 2.0 143cv@6000rpm e 20.3kgfm@3750rpm, o Turbo parece ter morrido! O que é uma pena.

  • Gran RS 78

    Parabéns para a Renault, que mesmo vendo as outras marcas aumentarem seus preços, resolveu ir na contra mão do mercado. Só espero que os consumidores deixem de lado a idiotice do preconceito com carro francês, pois o Fluence é o melhor carro que a Renault do Brasil vende atualmente, e merece pelo menos um teste drive e ele não deve em nada para Corolla ou Civic, muito pelo contrário, oferece mais itens e conforto por um preço bem menor que a dupla japonesa.