Hatches Renault Segredos-Flagras

Renault Kwid ganha hotsite exclusivo no Brasil

renault kwid hotsite

Apesar de ter lançamento programado apenas para o segundo semestre – provavelmente durante o Salão de São Paulo, em novembro –, o novo Renault Kwid já está sendo divulgado pela montadora francesa no País por meio de um hotsite exclusivo. Na página, a marca deixou à mostra um teaser da dianteira do modelo, além da frase “Recado do Kwid para as ruas: nada será como antes. Aguarde”. Há ainda um espaço para se cadastrar e receber notícias a respeito do carro.

O novo Kwid será produzido na unidade fabril da Renault em São José dos Pinhais, Paraná, e vai substituir o velho Clio na gama de modelos da marca, além de fazer frente aos demais carros do segmento (Fiat Mobi e Volkswagen up!). Em relação ao modelo vendido na Índia, a versão nacional do hatch popular receberá uma série de mudanças, como novos detalhes estéticos, novo acabamento interno e melhorias na segurança.

renault kwid 1

Para se sair melhor que o carro asiático (que levou zero estrela no Global NCAP), o Renault Kwid nacional vai receber reforços estruturais, com monobloco projetado especialmente para as necessidades do nosso mercado e chapas de aços de alta resistência, o que renderá um aumento de peso de cerca de 20%, passando para aproximadamente 800 quilos. Além disso, todas as versões do veículo sairão de fábrica com airbags frontais e laterais, freios ABS com EBD e Isofix.

A gama de motores também será diferente. Por aqui, o modelo vai oferecer o propulsor 1.0 litro flex de três cilindros do Nissan March, que entrega até 77 cv e 10 kgfm, além do 0.8 litro do indiano, também de três cilindros, mas com mudanças para beber etanol (lá fora, este bloco rende 54 cv e 7,3 kgfm).

Assim como os concorrentes, o Renault Kwid deverá ser vendido com preços entre R$ 30 mil e R$ 45 mil.

renault-kwid-12





  • Rmx

    Está mais parudo que OP e o MOBOSTA!

    • Mlehor que UP nao mesmo. Só se for no visual. E tambem espero que venha com airbags laterais do tipo que protege a cabeça, caso contrario serve para nada, pois nao adianta nada proteger a lombar e dar cabeçada no vidro.

      “Recado do KWID para as ruas: nada será como antes. Aguarde.”

      Será pior. kkkkkkkkkkk. Pegadinha do malandrooo!!

      • Rmx

        Só me referi a aparencia mesmo, ao menos pelas fotos parece ter mais presença.
        Sem dúvidas o Up é o melhor,
        Mas a pegadinha acho que a FIETOSA fez com o MOBOSTA e seu super motor!!!!
        Enquanto a VW aumentou o Up, para 5 pessoas, de certa forma até melhorando em relação ao europeu, a FIAT diminuiu ainda mais o UNO tirando e simplificando oque já era simplificado do PANDA!!!!!!

        • Francisco

          Sem dúvida, bem mais bonito que o UP! Vamos ver o preço e mecânica, mas estou apostando no Kwid.

          • tjbuenf

            o preço, a mecânica, a segurança, a qualidade, a eficiência, etc….

        • Gian

          Cara, esse Kwid foi um fracasso no crash test. Estilo carro chinês.

          E só de ter 3 parafusos por roda já nos leva a pensar quantas outras economias porcas que a Daci… ops…. a Renault deve ter feito no veículo.

          • Rmx

            Nem tinha repara nisso !! Mas acho que nacional vão colocar 4.
            Poxa Porsche GT3 e Turbo S só tem 1 e aguenta segurar a roda !!!kkkkk
            Essa de economia porca é uma realidade de todos no BR sempre com seus modelos excrusivus para o BR ( Celta Onix Uno MOBI Gol Voyagayage com tampinhas nas portas no lugar da manivela, e por ai vai……….).

            • Edson Fernandes

              Sei não hein, pelo menos os carros de teste só tem 3 parafusos por roda mesmo…

      • Léo Faria

        Dono de up não faz comentário isento

      • Edson Fernandes

        Só terá e com sorte 4 air bags. Mas se nem o Fluence de entrada e intermediaros possuem, DUVIDO que o Kwid venha a ofertar 6.

        E enquanto isso Sandero e Logan com 2…rs

        É rir para não chorar.

        • Eu estou falando daquele airbags lateral que pega a cabeça, igual do UP europeu, ou Fusca.

          • Edson Fernandes

            Não vai ter, esquece. Esse air bag do tipo, é de solução para carros que não tem a possibilidade de instalação de air bag de cortina e então precisam de um air bag maior. E desses dois modelos tem diferenças no tempo e na força do disparo para inflar os air bags. Além disso, por serem maiores, mais impacto tem na bomba.

            E para esses modelos sai caro: O conjunto é interligado ao contrário de outros air bags em que a bolsa é separado do sistema de gatilho. (quis explicar mesmo…kkkk)

            Novamente DUVIDO que a Renault coloque esse tipo de solução. O proprio Sandero e Logan tem desse tipo e o Kwid se tiver será seguido assim. Só que eu acho que será duplo apenas, porque não faz muito sentido o modelo de entrada da marca ser na teoria um carro que tem mais air bags que um mais caro.

        • JS-ES

          Talvez até tenha, mas se tiver será devido ao papelão feito na India, mesmo assim eu só compraria depois de passar pelo LatinNCAP e tenha no mínimo 4 estrelas fora isso o UP, mesmo não sendo lindo, ganharia devido a segurança e mecânica, nessa ordem.

          • Edson Fernandes

            O que me faz duvidar um pouco disso, é o fato de Sandero, Logan e Duster não receberem tais itens. Nao faz mto sentido o subcompacto da fabricante ser mais moderno e segur oque os mais caro (ainda que isso possa ser verdade a considerar o up em relação a Gol e Fox).

      • Vinicius ME

        E por que não poderá ser melhor que o UP? Por acaso já foi feito algum comparativo entre os dois? Não… Por acaso o Kwid nacional já foi lançado? Também não… Sendo assim suas teorias ainda sejam infundadas.

    • lheu

      Esse carro já chega com o filme mais queimado que o classe A em 1999

      • Rmx

        Mas ainda não começaram a produzir isso é bom, a Renault tem experiencia suficiente para corrigir.

        • lheu

          Temos dois pontos interessantes aqui.
          1- Experiência ela tem em construir carros 5* NCAP, visto que nos anos 2000 todos os veículos europeus da marca já eram assim. Ela que não quis aplicar sua tecnologia nos países pobres. A nossa vida vale menos que de um europeu. Fato. Mandou para o mercado um veículo com segurança nível década de 1980. E teve que voltar atrás e ajustar.
          2- Conseguirá ela recuperar sua imagem depois disso? Aqui as pessoas começam a ficar melhor informadas e somando a isso o que mais temos é preconceito contra as marcas francesas. Esse será mais um que, na minha opinião, será difícil retirar.

          • Vinicius ME

            Realmente o preconceito é algo difícil de se tirar da cabeça, para o dia dia tenho um sandero 1.6 expression e tirando o fato do interior ser um tanto espartano creio que seja a compra mais racional da categoria (preço, bom espaço interno e de porta malas, mecanica e suspensão confiavel, 15.5kgf de torque no motor, e manutenções não são caras), a primeira geração foi o único carro que andei mais de 200 mil km apenas revisando o necessário com substituição de pneus, rolamento de roda que mesmo sem roncar eu substituia, pastilhas / disco de freio, correia e tensioador de correia e amortecedores foram 2x (em outros modelos mesmo fazendo estas revisões tive problemas com menos de 150mil km). As únicas borrachas que substituí foi 1 cochim do motor e os batentes do amortecedor dianteiro, isso já passando dos 150 mil km. Meu pai migrou para Citroen também depois de algumas dores de cabeça com as 4 grandes do mercado e está bem satisfeito. Problemas todas as marcas possuem, até mesmo a Toyota, basta pesquisar os problemas com seus carros EUA e no México tanto nos sedans como por exemplo com as pickups Tacoma e Tundra, que apresentaram desde oxidação no feixe de molas podendo levar a quebra, acelerações indevidas, risco de incêndio, falhas nos air bags, power train travando entre outros…
            Costumo dizer que brasileiro não entende NADA de carros, basta ver um retrocesso para o final dos anos 70 quando a Fiat lançou o primeiro carro com motor transversal no país (o 147) e deu no que deu, todos os “mexanicos” meteram o pau no carrinho porque estavam acostumados a “mexer” em corcel, opala, fusca, chevette e etc.. Aí nossos pais ou avós compravam o carro segundo a opinião da mídia ou do “mexanico” de confiança ou da mídia e deu no que deu até hoje, passando de gerações a gerações. É de se estranhar por exemplo que países vizinhos ao nosso (vou tomar apenas a Argentina como exemplo) tinham seus carros de frota quase que completamente constituída por Renault e que hoje o grupo PSA (Peugeot Citroen) vende 25% mais carros por lá que no Brasil mesmo tendo uma de carros 4x menor que a nossa… Sinceramente brasileiro acha que entende algo de carro, apenas acha…

    • Fábio

      é BOSTUP! ;)

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Seguirá a escola do Duster e será mais um lowcost premium: Lowcost para produzir, Premium para vender. Será um sucesso junto aos nossos otarianos.

  • Pacheco

    Já vem com o caixão junto?

  • Victor Porto

    E assim como os demais Renault (dácia), encalhados ou comprados por “leigos”..

    • Vinicius ME

      Desculpe mas em um país onde o onix é lider absoluto em vendas (mesmo após milhares de problemas com recalls), dizer que os Renault são comprados por leigos? Pergunte as maiores locadoras de automoveis do Brasil (Localiza por exemplo) o porque delas terem logans e sanderos em seu portfolio? Simples, porque não quebram. Pra você que mencionou Dacia com um tom de desmerecimento da plataforma, vale lembrar que o UP é projeto da tambem eslovaca Skoda…

  • Handlay P.B.

    Mais um carro superfaturado chegando, esse Kwid era para custar menos que R$ 20k…

    • edgar__rj

      Assim como Mobi, Gol, QQ, Celta, etc… Todos os carros no brasil (com B minusculo) estao ao menos 35% acima do preço merecido.

      • Rodrigo Cherigatto

        Isso é verdade!esses carros deveriam custar 18 maximo 20 mil!

  • pedro rt

    tem uma fonte q saiu ha um tempo atras dizendo q com a producao local do KWID e CAPTUR o logan/sandero deveria ter sua producao transferida pra argentina pra abrir espaço pros novos modelos

    • Dick Buck

      Se for verdade bem que podiam aproveitar para melhorar o sandero e o logan em níveis de acabamento e segurança, além de motores mais modernos. Se o kwid que vai custar no máximo uns 32 mil na versão de entrada e vai ter 4 airbags, o que impediria o sandero (que custa atualmente a partir de 41 mil) de ter também este item? Só o lucro safado da montadora kkk!

      • Vinicius ME

        Acabamento até concordo, mas segurança o sandero e logan receberam 4 estrelas no EuroNCAP…

    • Rogério R.

      A dupla Logan/Sandero vão continuar sendo fabricados no Brasil, o site Carplace questionou a Renault do Brasil sobre o assunto, e dizem que como a Renault do Brasil exporta a dupla para a Argentina e Uruguai principalmente, ficaria apertada a produção na fábrica brasileira com a chegada do Kwid e Captur, já que a planta brasileira sozinha abastece o Brasil, Argentina, Uruguai e se não me engano o Chile com o Logan. Portanto, a Argentina vai dar uma dividida na produção regional produzindo tbém a dupla Logan/Sandero ajudando assim o planta da Renault do Brasil. Já o Sandero R.S. 2.0 só será produzido no Brasil e exportado para os países da América Latina.

  • Marcus Vinicius

    Então o Sandero 1.0 deve sair de cena com a chegada do Kwid !

    • tjbuenf

      Deve sair, mas só da faixa de preço… O Sandero vai passar a custar a partir de R$ 45 mil, e o Logan a partir de R$ 49 mil…

    • Vinicius ME

      Quem sairá de cena será o clio, o sandero 1.0 continuara a ser produzido porém deverá ter novos motores 3 cilindros a partir de 2017, o 1.6 K4M 8V também deve sair de cena e em seu lugar o 1.6 16V da dupla march e versa, além do cambio CVT.

  • Leonel

    Que o UP é o mais caro de todos, é, mas não tem como negar que é o melhor em sua categoria. Olha o que a concorrência nos oferece aqui…vou nem falar no TSI porque aí é vergonhoso demais para eles…

    P.s: ao menos esse aí vem com o 3-cilindros. Viu como se faz, FIAT ?

    • Mr Andrey

      Pelo preço que um TSI custa existem modelos bem mais em contá. Antes até que ainda valia a pena porém atualmente tá lastimável o preço, porém já que vc citou o 3 cilindros do up pq não citou a perda da tampa do porta malas de vidro, que a Fiat colocou no mobi e tá show, lembrando que em breve ele tbm vai receber o motor 3 cilindros, essa concorrência vai ser legal.

      • Moises Sousa

        Não sei pq essa implicância com o vidro traseiro, a não ser o fator puramente estético. Na minha visão é um item desnecessário, não primordial no processo da compra. O carro tem outras qualidades que sobressaem a esse pequeno deslize da VW, enfim, minha opinião.

        • invalid_pilot

          É pra ter o que criticar e achar que o projeto nacional é pior que o Europeu.

          Bom mesmo é o motor 1.0 Fire do Mobi e a tampa de vidro

    • Duh

      Dessa categoria iria de Picanto.

      • Eu tinha exatamente o mesmo pensamento, até falar com donos, e ver o preço do seguro e da manutenção. Desanimei, e agora o recomendo com essas ressalvas. As CSS Kia são caríssimas.

        • Duh

          Eu tenho um parente que possui e colegas, todos gostam e dificilmente o carro dá problema, é um carro silencioso com bom acabamento e economico, manutenção é um pouco salgada mas o do up eu acho mais absurda visto que é um carro fabricado aqui, é muito cara cada manutenção dele.

      • Vinicius ME

        Eu iria de Kwid (até esperar as avaliaçoes e testes mais concretos) e em segundo plano o UP. Ambos possuem bom espaço interno e porta malas, algo que que não se encontra no Picanto, fora a pouca procura pra revenda e custos das revisões bem mais salgadas…

        • Duh

          Dependendo do preço e das avaliações Kwid tbm seria minha escolha, agora já prefiro o Picanto mais bem acabado, bonito por dentro e por fora e já andei no banco de trás com outra pessoa com maior peso e ainda sobrou um espaço bom entre nós, custos de revisões tbm são altos no Up, sendo que este devia ser bem mais barato.

          • Vinicius ME

            Realmente em nivel de acabamento o Picanto é melhor que UP e Kwid (mesmo sem lançar o Kwid no mercado nacional esta já deve ser uma prévia). Mas não tiraria uma compra racional (espaço interno e porta malas de 300 litros no Kwid e 285 litros no UP) no lugar do acabamento, mesmo para um carro do dia dia, uma vez ou outra será necessário usar o porta malas e justamente nisso o Picanto passa sufoco, se não me engano apenas 200 litros e 4 adultos dentro do carro e precisar do porta malas será difícil…

  • Mr Andrey

    Não vou reclamar pq quero um crash test desse modelo com 4 air bags e o reforço estrutural, ai eu crítico ou elogio se merecer. Acho mto exagerado alguns estarem criticando o carro antes dele se quer ficar pronto [nacional] o indiano segue aqueles características de um mercado onde tem motos com cabines que concerteza são mais seguras que esse carro. Sqn

    • Eu entendo, mas tem uma parte do texto que me dá muito medo: “com monobloco projetado especialmente para as necessidades do nosso mercado”. Só lembrar do Golf e do Fiesta, dos mais recentes, que eles iam adequar ao nosso “mercado”, e deu no que deu.

    • JS-ES

      Vou ser sinsero, eles erraram no projeto, como queimou bastante o filme estão tentando concertar, não tem motivo um carro “mais básico” que o Sandero ter 4 air bags, não que eu não gostaria, acho que todos deveriam, contudo estão lançando mão de recursos ativos para tapar o buraco gigante que a segurança passiva não conseguiu, pois devem saber que mesmo reforçando as barras não vai chegar ao nível de um UP, claro eles ainda tem a oportunidade de surpreender, mas como disse em outro post, depois do papelão, só cogitaria após passar pelo LatinNCAP com no mínimo 4 estrelas(que é o mínimo que busco em meu próximo carro), até lá é um carro que não pretendo colocar minha familia, pois confio em mim, mas acidentes acontecem e não posso confiar nos outros condutores.

      • Mr Andrey

        Melhorar da né! Antes de más nada, minha opinião permanece a mesma, aguardo a versão brasileira pra opinar, o carro vendido na Índia vai ser quase que refeito (gambiarra talvez) inclusão de vários reforços estruturais, imagino algo 100kilos mais pesado, ,enfim prefiro aguardar!

      • Vinicius ME

        Desculpe mas concertar não meu caro, consertar… Só pra lembrar, na Índia não existe carro de entrada com boa avaliação de crash test pois a legislação indiana em nada regulamenta os requisitos mínimos de segurança. Vale lembrar que muitos carros que foram mal em seus primeiros crash test receberam reforços estruturais (até mesmo aumento nos pontos de solda em alguns casos maximizaram a segurança estrutural). Para o modelo nacional não acredito que a Renault lance um veículo que não atenda tais requisitos de segurança vigentes para nosso mercado e que possa atender a América Latina, com no mínimo 4 estrelas no LatinNCAP.

        • JS-ES

          Exatamente, por isso só compraria depois de passar em um novo crash test e levasse ao menos 4 estrelas. Eram 3 modelos, 1 básico, 1 com reforço estrutural e 1 com reforço e air bag para o motorista, os 3 tomaram 0 stars. Uma empresa global que pretente lançar um produto em multiplos países não pode dar esse mole, pontos negativos são difíceis de apagar, mas é só o tempo dirá, eu não compraria, mas não dúvido que venderia muito aqui, brasileiro prefere que seja bonitinho do que ser seguro.

  • Alvaro Guatura

    Esse carrinho promete

  • V12 for life

    A merda já foi feita, pra salvar só se superar o up! em segurança mas ainda manterá o mesmo problema dos concorrentes diretos, é simplesmente pequeno demais e o brasileiro não compra carro para uso exclusivo em cidades.

  • Diego

    Crash test desastroso ! Não, obrigado.

    • Fábio

      Uau venham aqui galera! A mãe dinah voltou!

  • Vanderlei Santos_JAC_J6_2012

    O latin quando faz o teste compra o carro direto do fabricante? Só eu que desconfio que o carro vai reforçado do fabricante para o teste e o nosso das ruas venha diferente?
    No caso do kwid já é um desastre. Imagino eles mandarem uma versão melhor e pra nós uma ratoeira.

    • Vinicius LMS

      Compra numa concessionária anonimamente, e se o fabricante quiser patrocinar, reembolsa o valor gasto nessa compra.

      • Vanderlei Santos_JAC_J6_2012

        O kwid foi testado 2x né? Espero que antes de iniciar as vendas por aqui eles patrocinem o teste do brasileiro. Aqui em casa cairia bem esse carrinho mas assustou esse teste

        • Vinicius LMS

          Parece que o Indiano foi testado 3x, e a cada teste o carro ficava mais pesado, o último se não me engano ainda tava na casa dos 700kg.

  • DiMais

    visualmente ele é mais bem acertado que o Mobi e até o up, mas Fiat e VW vão aproveitar que a imagem dele saiu totalmente arranhada após os crash tests e usar isso o tempo todo contra a Renault.

    • Rodrigo

      Concordo plenamente

    • Marcos Souza

      A VW, eu até concordo que pode fazer isso.mas a fiat? Sujo falando do mal lavado…
      Sem contar que o mobi capota em curvas bruscas.

      • DiMais

        o Fiat ainda não foi testado, pode não ser um carro 5 estrelas, mas duvido também que vá zerar o teste como foi o fiasco do Kwid.. não fosse o caso, a Renault Brasil não estaria já se empenhando em limpar a imagem do produto por aqui mesmo antes de o grande público saber que ele existe.

        • invalid_pilot

          Mobi é pra 3 estrelas adultos…a própria Fiat já disse isso

  • Desapegando Silva

    Essas caixa de roda “adventure” gigantes e essas rodinhas de rolimã… Cade a noção do ridiculo?

  • dogmarley

    que seja bem-vindo, estamos em crise e um popular desse pode mudar as regras do jogo; já que o mobi té agora não surtiu efeito…
    enfim não vou julgar até eu ver de perto…fzr test-drive, e ver o nosso crash-test
    pros espertalhões que ficam chutando palpites do mercado como “Fiat Toro vai micar” e “Renegade vai micar”, eu deixo aqui meu “KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK”

  • FearWRX

    Deus me livre, que negócio horrendo, mais um pra poluir as nossas ruas junto com o Mobi.

  • Pedro Cunha

    Primeiro, foi a toyota com o Etios.
    Em seguida veio a VW com o Up!. Depois a Fiat com o Mobi e na sequência, a Dacia do brasil com seu CUid.
    Acho que grandes mudanças de paradigma nascem assim mesmo, com esquisitice, estranheza, bizarrice. Acho sim que todos esses modelos, além de trazerem uma carga de feiúra e esquisitice, abrem as portas para uma nova geração de estilo e conceitos.
    Lembro lá de 1993~94 quando a GMb começou á trazer os primeiros Corsa e logo em seguida fabricá-los aqui. Os comentários eram bem parecidos á maioria do que se lê nas matérias de Mobi, Kwid e Up. Alguns anos depois o Corsa se mostrou um produto extremamente acertado, de muito sucesso e grande aceitação. Não estou comparando o Corsa aos 3 citados modelos, só comparando a situação. Compará-lo aos 3 seria covardia. Com os 3.

  • Felipe

    Se a versão brasileira for como o carro da foto aqui postada, vai ser bacana!
    Melhor que isso, só o uso de melhores aços na fabricação e os 4 airbags prometidos pela Renault como ítens de série pro Kwid!

  • JS-ES

    Eu não tinha reparado, é mono air bag ou o do carona não abriu?
    Esse é o Indiano? Eu ví um que o carro dobrou todo, lateral e teto.

  • JS-ES

    Entendo Vinicius, quando você fala de problemas locais, mas o fato é que eu não posso (e ninguém deveria) e não quero me dar o “luxo” de confirmar, acho que eles melhorarão o veículo para outros mercados, mas enquanto não tiver algum teste, sobre a versão vendida localmente, eu que sou leigo não tenho como avaliar, então fica o último teste.
    Neste caso inclusive, apenas um teste local resolve, pois um teste Europeu ainda não tirará todas as manchas que esse teste colocou sobre o carro, o fato é que nenhum carro deveria tomar menos que 3 estrelas em nenhum local do mundo.
    Outro ponto é a mancha na empresa, que mostra que a segurança não é prioridade e onde puder retirar vai ser retirado.



Send this to friend