Renault Kwid: Indianos falam em exportação CKD para o Brasil

07/03/2016

renault-kwid-7

O primeiro mercado de exportação do Renault Kwid a partir da Índia foram as ilhas Maurício, no Oceano Índico. Além delas, a marca francesa pretende exportar o subcompacto para África e América Latina, este último em sistema CKD.

No caso do Brasil, o processo seria o mesmo. Até o momento, a Renault testa unidades do Kwid no país, mas ainda não há uma data exata para que o modelo comece a ser vendido por aqui. O mais provável é sua fabricação total na região, tendo montagem em CKD na Colômbia.

Com motor 1.0 de três cilindros, o Renault Kwid deverá substituir o velho Clio, entrando diretamente na disputa com o novo Mobi da Fiat e o up! da Volkswagen. Uma versão Stepway pode ser oferecida como proposta aventureira, além de conectividade ampliada com MediaNav.

[Fonte: Autocar Índia]













  • Rafael Rodrigo

    Espero que a RENÔ não traga aquele 0.8 pois nem os indianos gostarem dele…

    • Clovislauro

      Se trouxerem o 1.0, podem oferecer o 0.8 também. Cada um escolhe o que achar melhor.

      • Rafael Rodrigo

        Concordo, mas tem aquela questão do UP TSI, e o supra sumo do carro, mas o valor que cobram e absurdo, mas a diferença de um motor 0.8 e 1.0 “comum” e apenas o quanto iriam cobrar a mais, pois acredito que custam o mesmo pra produzir.

      • Franco da Silva

        Concordo, pode trazer. Mas tem que ter consumo diferenciado. Meu medo é o motor ser fraco e o consumo praticamente o mesmo que o da VW, por exemplo.

  • Leandro

    Pode até vir em CKD… mas vamos mudar umas pecinhas ou outras, né Renault!… tipo esses retrovisores nojentos e essas rodinhas de triciclo de 3 furos….

    • CharlesAle

      Dá um aspecto de fragilidade ao carro!!

      • Filipo

        É verdade, mas é apenas aspecto.
        A opção por 3 parafusos é por conta de economia apenas, mas não há problema quanto à sua segurança.
        Este é um carro bem leve e de motor muito fraco, portanto, essa economia é perfeitamente cabível em termos práticos.
        Lembremos dos velhos Del Rey e Pampa que também usavam apenas 3 parafusos em suas rodas e eram mais potentes e torcudos, além de pesados. Inclusive com sistema de tração 4×4, no caso da Pampa. E não se ouvia problema quanto à isso..
        Para mim, o único senão será para o mercado de acessórios. Quem quiser equipá-lo com rodas mais interessantes, poderá ficar a ver navio.

    • Vattt

      Essas rodinhas com três furos beiram o ridículo, assim como era a velha Ford Pampa que você tinha que morrer com as mesmas rodas de aço ou engolir as rodas “calcinha” vendidas nas concessionárias. sem falar num caso extremo de precisar de um pneu de suporte emprestado de alguém, você já era!!!

  • Bruno

    mais um com acabamento porco chegando a bananalandia

    • duhehe

      Por 30 conto .. é oq tem.

      • CharlesAle

        Com essa cotação do dólar??sei não em.Pode vir bem mais que isso.

  • invalid_pilot

    Minha esperança era que esse carro fosse bem feito em sua versão nacional, se isso se confirmar (vir da Índia) sou mais um Chery Celer ou o velho Clio que isso ai.

    Modelo Indiano tem 700kg, pra.pesar tão pouco deve ser feito de papelão e MDF kkk

    • Franco da Silva

      MDF é pesado! ahuahu

  • CharlesAle

    Para mim, nenhum desses dois ainda supera o UP..O TSI então..

    • Vinicius ME

      Nenhum dos dois carros ja foram lançados oficialmente e sequem foram testados, deveriam criar um novo curso superior de achismonharia… So pra constar, o projeto do UP não é alemão mas sim do leste europeu.. Powered by skoda…

  • Senhora Liberdade

    Se e pra tombar o clio e nao trazer a versao europeia, entao e melhor trazer o kwid mesmo com motor de clio.

  • Felipe

    Galera nunca nem viu o carro pessoalmente e já fica malhando… Que mania de reclamar de tudo!

  • Franco da Silva

    A princípio, o valor dele na Índia é uns R$ 15.000. Se conseguirem ignorar o dolar e negociar direto nas moedas dos países, pode ser negócio. Quanto dá de imposto um CKD? Será que chega na % de nacionalização mínima? Dever dar… É só usar rodas, pneus, componentes elétricos que ele deve dividir com os “irmãos” já feitos aqui… Acho que vai ficar na casa de 30 mil, mas não 30.000 redondo, vai até 39.900.

  • Canal do Rugani

    Seguro eu não acredito que seja (falo pelo Duster e Sandero) espero ao menos que seja barato.

    • Nostress

      Duster é 4 estrelas, e o Sandero novo não foi testado. E não pode-se julgar pelo antigo pois a plataforma é bastante diferente.

    • Vinicius ME

      A plataforma B0 do novo sandero que substituiu a M0 e mais segura tanto que atingiu 4 estrelas no euroNCap… Basta pesquisar a respeito.

  • Portuga Goleta

    Notícia meio antiga hein e já desmentida pelo pessoa da Renault na America Latina.

  • Murilo Rodrigues

    Não sabia que esse carro (se vier) irá disputar com os sub-compactos, vendo algumas fotos ele parece bem maior que o UP! e o futuro Mobi. Aparentemente em questão de espaço ele já vai se sair melhor que esses concorrentes, mas vamos ver o conjunto em geral.

    • Hadson Nobre

      As fotos ajudam a pensar assim, mas é tudo questão de ângulo. A verdade é que ele foi feito para parecer altinho mesmo e ser considerado um mini duster. Aguardar agora para ver como se sairá em nosso mercado.

    • invalid_pilot

      Será? O Mobi acho que será mais apertado que o Up, simplesmente por ter quase a mesma medida mas no Fiat temos mais frente

  • Airplane

    Tá demorando, que venha logo !

  • Renato Alves

    Enquanto isso aqui na minha cidade, Valparaíso de Goiás, o Clio 4 portas 15/16 completo está sendo vendido a R$30.990,00

  • Vattt

    Essas rodinhas com três furos lembram a velha Ford Pampa que você tinha que morrer com as mesmas rodas de aço ou engolir as rodas “calcinha” vendidas nas concessionárias. #rodamico

  • sepchampions

    Eu vejo esses carros e MS perguntou em quê são melhores que os futuros substituídos. Mas alguém tem essa pergunta??

  • Gustavogm

    Essa notícia não faz nenhum sentido…