Home Hatches Renault Sandero automático: avaliação completa

renault sandero automatico avaliacao completa 9 Renault Sandero automático: avaliação completa




O Sandero é um daqueles carros de amplo espectro. Como a linha Renault no Brasil é pouco povoada, seus modelos devem brigar em diversos segmentos. Por exemplo: na versão de entrada, Authentique 1.0 16V, o hatch da Renault começa em R$ 28.700 e encara rivais como Fiat Uno, Ford Fiesta e Volkswagen Gol.

No outro extremo, com a configuração mais cara Privilège, a partir de R$ 40 mil, tem de enfrentar compactos mais bem equipados, que oferecem confortos como câmbio automático ou automatizado, que aliviam os inconvenientes das cidades cada vez mais abarrotadas de automóveis. Recurso que a marca francesa passou a oferecer com a chegada do Sandero Automatic.

Até agora, a Renault era uma das poucas montadoras instaladas no país que só oferecia câmbios mecânicos em seus compactos – as outras são Ford e Chevrolet. Por isso, aproveitou a ótima fase no mercado brasileiro, principalmente após o face-lift que sofreu em maio, para lançar esta versão do compacto com transmissão automática. Com este equipamento, a versão Privilège ganha status, conforto e passa a brigar em pé de igualdade com modelos automáticos – como Citroën C3, Peugeot 207 e Honda Fit – ou automatizados – como Volkswagen Fox e Gol e Fiat Palio.

O Sandero Automatic chegou ao mercado em meados de julho e já representa cerca de 10%do mix do modelo. Deve-se levar em conta que desde a reestilização, o hatch teve suas vendas fortemente alavancadas. Pulou das 5.300 unidades mensais para mais de 8 mil carros/mês – um crescimento de surpreendentes 47%. Em agosto, o hatch da Renault foi elevado à condição de oitavo carro de passeio mais vendido do país, com 8.693 exemplares emplacados.

renault sandero automatico avaliacao completa 3 Renault Sandero automático: avaliação completa

Para lançar uma configuração automática para o seu hatch, a fabricante francesa ressuscitou a transmissão quatro velocidades utilizada na linha Mégane. Para tentar amenizar o roubo de ímpeto que os câmbios automáticos costumam impor aos carros, a Renault usou o motor 1.6 16V no modelo – antes, este cabeçote só era usado no aventureiro Stepway e na extinta versão esportiva GT-Line. Com isso, são 112 cv de potência a 5.750 rpm e 15,5 kgfm de torque a 3.750 rpm. Isso significa um aumento de 17 cv e 1,4 kgfm ao Sandero “comum”, que usa o propulsor com oito válvulas.

No campo visual, quase nada denuncia que esta versão é a automática. Apenas um discreto logotipo na traseira. No resto, tudo igual à configuração Privilège manual. Ou seja, carroceria cheia de cromados e rodas de liga leve de 15 polegadas e cabine com plásticos pintados de cinza. Tudo isso adicionado ao visual que o Sandero recebeu na sua reestilização, que deixou o carro com um aspecto mais moderno e atual.

Entre os equipamentos, a Renault segue sua estratégia no Brasil: carros bem equipados, poucos opcionais e preço bem competitivo. Estão lá o ar-condicionado, rádio/CD/MP3/USB/Bluetooth com comandos na coluna de direção, banco do motorista com regulagem de altura, direção hidráulica, regulagem de altura do volante, trio elétrico, computador de bordo, rodas de liga leve de 15 polegadas e faróis de neblina.

Para levar isso é preciso desembolsar R$ 43.900 – R$ 3.500 a mais que o carro com câmbio mecânico. Como opcionais, o Sandero só tem a pintura metálica e o kit de segurança, com airbag duplo e ABS. Ambos elevam o preço para R$ 47.300 – quase R$ 20 mil a mais que a opção de entrada 1.0. Nesse caso, é a versatilidade que torna o modelo um sucesso de vendas.

renault sandero automatico avaliacao completa 6 Renault Sandero automático: avaliação completa

Ponto a ponto

Desempenho – A decisão da Renault em usar o motor 1.6 com cabeçote de 16V no Sandero automático faz todo o sentido. O ganho de potência oferecido pelo motor multiválvulas é quase todo consumido pelo câmbio automático. Com isso, o carro fica com um desempenho parecido com o modelo com câmbio manual. Ou seja, sem pretensões esportivas. As acelerações e retomadas são feitas de maneira correta. O câmbio automático não é excelente – tem buracos e hesita em algumas mudanças –, mas faz trocas suaves. Nota 7.

Estabilidade – O hatch compacto mostrou o velho bom acerto de sempre nas curvas. O modelo tem bastante aderência e mostra um comportamento previsível nas mudanças bruscas de direção. Nas retas e frenagens, a direção também é bem precisa. Nota 8.

Interatividade – Foi um dos pontos em que a Renault mais melhorou o seu modelo na reestilização. Os botões dos vidros elétricos, por exemplo, finalmente saíram do painel e foram para as portas. Na versão automática, no entanto, o Sandero tem algumas falhas. Para colocar no modo manual da transmissão, é preciso colocar a alavanca para a esquerda, fazendo com que a perna direita do motorista fique encostando na manopla. O volante conta com regulagem de altura. Nota 7.

Consumo – O Renault Sandero Automatic marcou uma média de 7,2 km/l de etanol em um percurso misto. Apenas razoável para um modelo com câmbio automático. Segundo o InMetro, o Fox i-Motion percorre 7,9 km/l, enquanto o Citroën C3 Automatic, nas medições de Auto Press, consomiu um litro a cada 7 km redondos. Nota 7.

Conforto – O Sandero se vale de seu bom espaço interno para deixar os seus ocupantes sempre com boa dose de conforto. Por ser um veículo “altinho” ele dá uma boa visibilidade do trânsito. Os bancos são macios e o isolamento acústico recebeu melhoras significativas durante a reestilização do modelo. Na hora de enfrentar os corriqueiros buracos das grandes cidades brasileiras, o hatch se comporta bem e a suspensão filtra boa parte das pancadas. Nota 8.

Tecnologia – Engenheiros da Renault brasileira deram vários palpites no desenvolvimento do Sandero. O modelo usa a moderna plataforma B0, de 2005 – desenvolvido pela romena Dacia, que faz parte da aliança Renault-Nissan – e é aplicada em vários veículos compactos dirigidos a países emergentes, como Nissan Tiida e Renault Logan. A versão Privilège adiciona uma boa lista de equipamentos de série e bons recursos de conectividade, além do câmbio automático “inteligente”, que se adapta ao modo de conduzir do motorista. Nota 8.

Habitabilidade – Outro destaque do modelo. O teto alto dá bom espaço para cabeça e ombros para todos os ocupantes do carro, enquanto os 2,59 metros de distância entre-eixos garantem o conforto para as pernas. As portas são grandes e os acessos acabam sendo facilitados. O bagageiro de 320 litros está na média do segmento. Nota 8.

Acabamento – O quesito era uma das maiores reclamações do antigo modelo e melhorou com o face-lift, mas não passou por uma revolução. Ainda há excesso de uso de revestimentos em plásticos rígidos A parte central do painel ganhou um aplique em laca preta e há um ou outro detalhe cromado. Nota 7.

Design – O face-lift aproximou o Sandero da proposta de design da Renault – a parte frontal se assemelha à do sedã Fluence, principalmente pelo desenho dos faróis. O nome do carro na traseira foi centralizado e as lanternas ganharam molduras cromadas no limites das seções. Foram poucas, mas efetivas alterações, que deixaram o hatch renovado e mais interessante. Nota 7.

Custo/benefício – A briga mais direta do Sandero Automatic é com hatch altinhos como Volkswagen Fox i-Motion e Citroën C3 Automatic. E nessa disputa, os três se equivalem em desempenho, mas o hatch da Renault leva a melhor no preço. Por R$ 43.900, ele leva vantagem sobre o Fox – que sai por R$ 44.810 com câmbio automatizado e vem menos equipado – e supera também o compatriota C3, que custa R$ 47.990, com equipamentos semelhantes. Embora perca na qualidade de acabamento para os dois rivais, é o que oferece maior espaço interno. Nota 8.

Total – O Renault Sandero Privilège automático somou 75 pontos em 100 possíveis.

renault sandero automatico avaliacao completa 5 Renault Sandero automático: avaliação completa

Impressões ao dirigir - Câmbio de valor

A incorporação de câmbios automáticos ou automatizados em carros compactos tem se mostrado um tanto quanto traumática. Nem sempre o entrosamento de transmissão e propulsor é dos melhores e o resultado costuma ser um carro irritante no trânsito e hesitante em manobras em baixíssimas ou altas velocidades. O Sandero Automatic reitera em parte esta história. As quatro velocidades não dão muitas possibilidade de escalonamento. Os buracos aparecem entre as marchas, sendo que aos 120 km/h na última marcha o motor “grita” a 3.500 giros. Ao menos, o câmbio não “briga” com o motorista. Mesmo que a indecisão do câmbio entre as marchas esteja presente, as trocas manuais não se fazem necessárias para se obter uma resposta decente do carro.

Para prevenir a perda de “ânimo” do Sandero com o câmbio automático, a Renault usou um propulsor mais forte, o 1.6 16V, usado nas versões esportivas – a Stepway e a finada GT-Line. E, de fato, uma coisa compensou a outra. Tanto é que a montadora divulga acelerações de zero a 100 km/h idênticas para os modelos mecânicos 1.6 8V e o automático 1.6 16V: razoáveis 11,7 segundos. Outra coisa que pode ser percebida com o propulsor, é a sua suavidade. O Sandero Automatic ganha giros de forma mais comedida, sem fazer tanto barulho e sem incomodar os ocupantes.

Já o comportamento dinâmico do modelo é dos melhores. Com uma suspensão bem acertada, ele se comporta muito bem nas curvas. Mesmo tendo uma carroceria ligeiramente alta, não rola muito nas mudanças de direção. O que tira um pouco da animação de pegar um trajeto sinuoso com o Sandero é o volante. É muito grande e torna a tarefa de contornar curvas em sequência um tanto atrapalhada. Melhor respeitar a vocação mais comportada do modelo e aproveitar o amplo espaço interno.

Ficha técnica - Renault Sandero Privilège Automatic

Motor: A etanol e gasolina, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial.

Transmissão: Câmbio automático de quatro marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira.

Potência máxima: 112 cv e 107 cv a 5.750 rpm (etanol e gasolina).

Aceleração 0-100 km/h: 11,7 s e 11,9 s (etanol e gasolina).

Velocidade máxima: 171 km/h e 169 km/h (etanol e gasolina).

Torque máximo: 15,5 kgfm e 15,1 kgfm a 3.750 rpm (etanol e gasolina).

Diâmetro e curso: 79,5 mm X 80,5 mm. Taxa de compressão: 10,0:1.

Suspensão :Dianteira do tipo McPherson, com triângulo inferior, amortecedores hidráulicos telescópicos com molas helicoidais. Traseira com rodas semi-independentes, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos telescópicos verticais com barra estabilizadora. Não possui controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 185/65 R15.

Freios: Discos sólidos na frente e tambores atrás. Oferece ABS como opcional.

Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,01 metros de comprimento, 1,74 m de largura, 1,52 m de altura e 2,59 m de entre-eixos. Oferece somente airbags frontais como opcional.

Peso: 1.087 kg com 500 kg de carga útil.

Capacidade do porta-malas: 320 litros.

Tanque de combustível: 50 litros.

Produção: São José dos Pinhais, Paraná.

Lançamento no Brasil: 2008.

Reestilização: 2011.

Itens de série: Ar-condicionado, rádio/CD/MP3/USB/Bluetooth com comandos na coluna de direção, banco do motorista com regulagem de altura, direção hidráulica, regulagem de altura do volante, trio elétrico, banco traseiro bipartido, computador de bordo, tomada 12V, rodas de liga leve de 15 polegadas e faróis de neblina.

Preço inicial: R$ 43.900.

Opcionais: Pintura metálica, airbag duplo e ABS.

Preço do modelo testado: R$ 47.300.

Preço completo: R$ 47.300.

Por Auto Press


  • dferraz88

    Dentro do esperado, para quem quer um carro automático zero KM, acredito que seja o melhor preço que possui hoje no mercado. Quem sabe não pinte umas promoções para essa versão, outra coisa importante é que esse é um cambio "Automático" de verdade, diferente dos modelos "Automatizados".. com certeza isso já é uma grande vantagem.

    • danillob

      Se a Renault faz promoção e tira R$ 3.000,00 esse carro vende como pão. Ele não é pior do que a concorrência, mas a Renault precisa de preço mais atraente pra levar o consumidor comum a ela.

      • jersaosp

        Acho dificil reduzirem o preço já que ele já é mais barato que os da concorrência e tá vendendo bem!

        • http://lucrobrasil.wordpress.com/ lucrobrasil

          Só que agora tem o Kia Picanto e Fiat 500, ambos automaticos e mais completos pelo mesmo preço do Sandero. Só que o Sandero é muito mais espaçoso, mais potente, logo publico é diferente. Mas dá pra Renault abaixar um pouco de preço, ou pelo menos colocar o Airbag e ABS de série nesse modelo top, já que por 47mil acho melhor levar o C3 automatico que vem com Airbag e ABS de série, banco de couro, sensor de farol, ar cond automatico, etc.

          • Paulo_T

            entrei ontem em um manual… estou querendo trocar de carro…
            gostei do acabamento dele…. não o de entrada, q é mto simples…
            mas 35.000,00 achei caro por ser 1.0 e fraco como costumam dizer..

            • silasrana

              Cara, tenho o 1.0, do modelo anterior. O que eu tenho pra dizer é que o 1.0 não deixa em nada a dever para os concorrentes diretos. Pesquisei quase todos os modelos de entrada de várias marcas, e, sem a menor dúvida, o Sandero foi o melhor deles. Paguei 33800 por um Sandero Expression com ar/direção/vidros/travas/alarme/cd-mp3-comando no volante/pintura metálica/IPVA/insulfilm. Foi de longe o mais completo que achei pelo preço que paguei.
              O motor também não fica devendo em relação aos concorrentes. Talvez o peso mais elevado jogue um pouco contra, mas, se for pensar assim, só o Mille, Celta e G4 tem esse quesito favorável. Sem falar a garantia de 3 anos…
              Enfim, se sua escolha é um carro 1.0, acho que vale a pena dar outra chance. Peça por um test-drive e tire SUAS conclusões. Não vá por essa de 'costumam dizer…'.
              Eu me surpreendi positivamente, considerando o preço pago e a concorrencia à época em que comprei.

              • Paulo_T

                legal silasrana… vou fazer o test-drive sim… valeu pelas dicas..
                mas o preço q vi está pesando contra…
                e estou interessado no March tbm… amanhã vou até o feirão…

                • silasrana

                  Legal, Paulo_T.
                  Eu comprei o meu numa promoção da Renault chamada Portas Abertas. Os preços de todos modelos estavam bem competitivos. Me lembro que Clio, completo com os mesmos itens que citei do meu Sandero saia por exatos 29990. Mas isso foi em Agosto do ano passado.
                  Confesso que hoje não sei se repetiria a compra. Não pelo Sandero não ser um bom carro, porém, tenho a impressão de que a concorrência está se acirrando. Agora tem o Picanto, que desde a versão mais básica é bem completa, o March também… Os populares convencionais estão baixando de preço também. Acho que o importante é que você tire suas conclusões do que é melhor pra você, com base somente no que você precisa/espera de um carro.
                  Ano passado, na VW, me ofereceram o Gol 1.0 completo por 38mil, Fox por 41 (também 1.0), Uno por 37, Celta por 36… Estava INCRIVELMENTE mais caros os carros. Por isso o Sandero me chamou bastante a atenção.
                  Enfim, é mais ou menos isso. Procure o seu Custo x Benefício.
                  E, só pra constar, não é e nem foi minha intensão tentar influenciar de maneira alguma a sua escolha.
                  Abraço!

                  • Edson Roberto

                    Meu amigo, vc antes de tudo comprou com racionalidade…

                    NA SUA EPOCA foi a melhor escolha. E é assim que tem que ser. Influenciando ou não, foi uma dica para procurar o melhor custo beneficio. Eu tenho um C3 2008, que para mim, na epoca foi omelhor dentre esses citados e muitos outros. Atualmente eu abriria mão de um C3, mas com essas opinioes que engrandecem e mostram se o modelo pode ou não ser um otimo custo x beneficio. Abraços!

                    • silasrana

                      Pois é, Edson Roberto, esse é o jeito que eu tento ver a situação. E, como sempre digo, seja pessoalmente para amigos, ou pela internet mesmo, essa questão de Custo x Benefício é extremamente pessoal, o que é benefício pra mim pode não ser pra você, e vice-versa.
                      E, como disse, à época em que comprei meu Sandero, era o melhor que meu dinheiro pode pagar sem fazer dívidas e o que melhor custo x benefício que achei. Mas isso, foi ano passado, hoje talvez não seria.

            • bruno1905

              Não compre um Sandero. Meu Stepway é muito ruim, dá muito problema. Renault, mude a direção, fuja de uma concessionária. Nunca mais. E olha que o meu é o top dos Stepway foi 44.800. Semana que vem lá vou eu levar para colocarem um botão novo do vidro elétrico, que só fecha pela chave.

          • Corvo

            O C3 acho que é um carro mais caprichado em todo sentido respeito ao Sandero, mas perde feio com ele no quesito espaço e garantia

            • Edson Roberto

              Perder feio não… A Citroen dá 2 anos de garantia para o C3. A questão é que ele é bem mais caro que o Sandero.

              • Corvo

                Não sabia disso…achei que ainda estava dando 1 ano de garantia. Desde quando a Citroen está dando 2 anos no C3 ?

                • Edson Roberto

                  Corvo, eu irei lhe responder aos dois comentarios que vc me escreveu aqui devido ao grande numero de comentarios dessa noticia ok?

                  A primeira foi em relação ao acabamento…. Bem… o Sandero atual pelo menos eu pude ver que ele recebeu também tecido na porta (simples claro), mas o anterior era somente uma grafia em cima do plastico.

                  Em relação ao C3, desde 2008 eles praticam 2 anos de garantia para o C3 e Xsara, para os demais são 3 anos (eu nao me lembro para o C3 Picasso).

                  Abraços

          • aprs

            C3 pode ser uma boa opção, mas Picanto e 500 são de comparação complicada com o Sandero. O Picanto tem sim o melhor preço automático, mas é 1.0. Já o 500 automático custa 53 mil (Sport) e 55 mil (Lounge). Dualogic não conta.

            • DiogoCST

              Dualogic não conta pq? muito racional sua colocação !!

              Os cambios automatizados não tem o conforto de um cambio automatico, mas é uma opção valida. até pq aqui em casa estamos considerando trocar um polo por um carro automatico/automatizado. e o sandero nem foi cogitado.

              carro extremamente sem graça, só acho interessante pra quem precisa de espaço. Garanto que tem muita gente q não precisa de espaço.

          • Armando_Perez

            aproveite já pra virar sócio de posto…

    • douglasareado

      Com certeza, mesmo sendo 4 marchas, já acaba sendo superior.

    • Ph4ntomf4

      Melhor preço… na minha cidade eles tiveram coragem de me pedir R$ 51.900,00 na versão com pack de segurança, sendo que no site da Renault sai por R$ 46.400,00 se não me engano.
      Pelo menos por aqui no Sul tem que esperar baixar a bola dos lançamentos pra se pensar em comprar um carro. Por aqui ele está muitísssssssimo caro. Com R$ 3500,00 a mais eu pego um Sentra com CVT. É mole???

      • PEREIRA_

        51900? Não foi um stepway não?

        • Ph4ntomf4

          Não, Pereira, tiveram a cara de pau de me pedir isso em um automático com pack de segurança mesmo… Eu fiquei rindo na cara do vendedor, perguntei pra ele se eles conheciam o site da Renault….
          Por isso que eu nos últimos dez anos só comprei carro usado. Esses ladrões não merecem meu dinheiro. O preço no Brasil já é um estupro pra eu ter que aguentar roubo ainda maior.

          • PEREIRA_

            caramba! aqui em SP, vc leva pra casa um sandero privilege auto + pack seg por 46mil….

            • Edson Roberto

              Tem lugares que vc acha por até R$44000….

              • Ph4ntomf4

                Essas horas eu queria muuuuito morar em Sampa. Esse preço aqui nem em sonho.

    • Danilo_SP

      Exatamente, não há nenhum problema com os câmbios manuais automatizados, exceto pelo fato de que muitos são "marketados" como sendo automáticos, o que eles definitivamente não são. Alguns dos mais recentes são até que bons ( um conhecido tem uma spacefox com o dito I-motion e os trancos são irritantes, mas toleráveis pra quem não se liga muito no dito "prazer de dirigir" ).

      Os automatizados do baixo clero são uma ótima opção para quem quer fugir de duas horas de musculação grátis na perna esquerda todo santo dia, porém não chegam nem perto dos automáticos de verdade. Jogada inteligente da Renault, porém o preço continua abusivo…. Me pergunto porque esse carro não veio com o ótimo CVT dos Nissan?

  • vini_B

    acho o sandero um carro mto bonito e espaçoso e foi uma boa eles colocarem o cambio automatico no logan e nele ele ficou destacado entre seus concorrentes automatizados (em exceto o 207 e o C3 q são automaticos tbm), poderia ter uma versão Tourer dele ficaria interessante mais isso é quase impossivel aki no brasil.

  • MeekeeB

    Ainda não acho uma boa compra. Podem falar que ele é o A/T de verdade mais barato e tal, mas ainda assim é um carro de 28 mil reais que tá por quase 44 mil.

    O carro pode ter suas vantagens, a no máximo 36 mil reais, mas nessa faixa de preço, se eu fosse comprar, preferiria pensar em outras opções.

    • silasrana

      Mas se for pensar assim, o Palio Dualogic é um carro de 25mil reais que tá por 45 na sua versão dualógic e o Fox um carro de 30 mil que ta por quase 47 em sua versão Imotion…

      • MeekeeB

        Também não compraria nenhum dos dois hahahaha

      • rafa_marcao

        Mas ele não disse que o Palio seja uma boa opção…rs

        • silasrana

          Sim eu to ligado. Só quis dizer que, assim como o Sandero, os concorrentes dele, também são populares que partem da faixa dos 25/30 mil e, em suas versões automatizadas/automáticas custam perto dos 45 mil..

          • Edson Roberto

            Eu entendi o que vc quis dizer.

            Dizem que o Sandero é sempre caro, mas sempre esquecem de dizer dos rivais em questão. E qdo é o rival, da a impressão que esse não é mais caro que o Sandeor.

          • DiogoCST

            cara compra um civic 2006 AT por menos de R$30mil e esquece esse Sanplastic

            vamos parar de comprar essas carroças plastiquentas sem tecnologia e ainda por cima a preço de ouro!!

            com esses R$ 45mil vc compra uma BMW320i Steptronic nos EUA. aqui vc leva Sandero DUROPLASTIC

            • silasrana

              Com todo respeito, DiogoCST, mas eu acho essas comparações de preços de carros aqui no Brasil com o exterior, a coisa mais sem noção que pode existir.
              Sim, eu sei que, não só carros, mas como tudo aqui é muito mais caro que no exterior. Porém países diferentes tem políticas diferentes e moedas diferentes, e, o principal, cargas tributárias diferentes. Não adianta dizer que com 45 mil reais eu compro uma BMW 320i Steptronic NOS EUA, porque eu não estou nos EUA. Eu to no Brasil, ganho em reais e os carros são vendidos em Reais. Dessa forma, com esse dinheiro, tenho que procurar o que me melhor se encaixa no que eu espero de um carro.
              Não entendo porque ninguém reclama que o kilo da banana plantada NO BRASIL e exportada para Europa, é vendida LÁ por 1/3 do preço daqui, isso parece que ninguém reclama.
              Bom, não estou procurando carro. Já comprei meu Sandero ano passado e estou bastante feliz com ele, meus 14km/l de média com gasolina estão me satisfazendo bastante. Hoje, talvez não o compraria novamente, pois agora há outras opções mais interessantes no mercado. E, mesmo se estivesse procurando, não compraria um Civic 2006, por melhor que este seja. Não tenho o costume de trocar de carro com frequência, e, justamente por isso, não compraria um carro antigo de uma categoria superior para, quem sabe, gastar muito mais com manutenção, e, não me diga que por ser Honda, que não dá manutenção, por que dá. Seja preventiva ou corretiva, dá sim.
              Mas enfim, é a minha opinião.

              • DiogoCST

                Esse tipo de atitude que me deixa inconformado. Cidadão acomodado. Sim vc está no Brasil então vamos melhorar essa coisa q chamam de nação.

                As comparações com o exterior são absurdas pq? eles são melhores q agente? os impostos são caros aqui? são sim, e isso é justo?

                se lá fora é possível comprar uma BMW com o msm dinheiro que se compra um Sandero aqui no Brasil é pq alguma coisa está muito errada, só não ve isso quem não quer.

                o Sandero faz 14 km/l nossa que legal, um carro a diesel na europa com desempenho similar faz 25km/l.

                Não condeno ngm por comprar um carro. Pricipalmente por que existem necessidades e necessidades. Agora por pura vaidade nos podemos sim segurar nosso impulso consumista por um tempo e deixar essas montadoras e governo ganaciosos se virarem para oferecer produtos de qualidade a preço justo.

                Aqui é um blog sobre automoveis não vou entrar no mérito do preço de Bananas e eu nunca disse que é só os preços de automoveis que estão errados neste país.

                • silasrana

                  Acomodado tenho absoluta certeza que não sou. Justamente por isso não me rendo as modinhas, não compro carro por marca e nem pago ágio por eles, isso sim é ser acomodado.
                  Assim como na hora de fazer compra no supermercado, há de se pesquisar para encontrar o melhor preço, com carro é a mesma coisa, e é esta minha resposta pra esse política de preços do país.
                  E pode ter certeza que não, ninguém que mora fora do Brasil é melhor do que a gente mas tenha CERTEZA que, possivelmente, moram em um país em que os governantes levam a política mais a sério, por isso pagam o que pagam pelos seus bens de consumo.
                  Porque é que você não reclama do governo que pretende aumentar o IPI dos carros fabricados fora do Brasil, afim de fortalecer a industria interna? Porque é que, ao invés disso, não diminuem a carga tributária do país afim de diminuir os custos de produção? Isso ninguém reclama também. Um país que quer se fortalecer ao custo do fracasso dos outros não pode ser levado a sério.
                  Só pra você ver como eu fiz a minha parte, eu, além de pesquisar MUITO o preço, por mais de 4 meses, ainda escolhi o carro que achava ser o mais econômico para o meu uso, e consegui. Imaginando que todos passassem a comprar carros usados como você sugeriu anteriormente, não ajudaria nenhum pouco a, por exemplo, liberarem carros a diesel no país. Além do que, se o fizessem a crise de combustível no mercado interno seria ainda maior. Já não há gasolina no país, e, se faltar diesel ai sim teremos problema. A economia do país se movimenta por rodovias, imagina se falta diesel. Aliais, diesel este que é um dos PIORES do mundo, o mais poluente (previsão para termos um diesel um pouquinho melhor: 2014 e, mesmo assim, só nos grandes centros). Um carro a diesel europeu não teria, nem de longe, o mesmo consumo que tem lá, aqui.
                  E, ao contrário dos outros 75% dos carros vendidos no país, comprei o meu de maneira mais racional possível. Uma leitura mais acima nos comentários e você poderá entender, se quiser. Se fosse 'um impulso consumista' como você citou, certamente não seria um Sandero a minha escolha e, provavelmente, estaria afundado em um carnê de 60x pra pagar, coisa que não tenho hoje.
                  .
                  A moral da história, pra mim, é que os extremismos não levam a lugar nenhum. Não é deixando de comprar carros que os preços cairão. Como disse anteriormente, se o consumidor comum tivesse o hábito da pesquisa de preços, as coisas já seriam MUITO diferentes; assim como acontece com os produtos do supermercado. Marca X aumenta, maioria dos consumidores muda pra marca Y e a X baixa seus preços pra recuperar mercado, assim que a coisa funciona. Mas, infelizmente, a MAIORIA dos consumidores só pensam se o valor da parcela que cabe no bolso. Assim, meu amigo, as coisas vão demorar a mudar mesmo…

                  • DiogoCST

                    Numa boa, vc tira muitas conclusões precipitadas, eu não vou ficar aqui escrevendo tudo que eu acho errado no Brasil.

                    Eu nunca disse que neste momento deveriamos ter carros a diesel, só dei exemplo de uma tecnologia que não está disponivel no nosso mercado por estes motivos que vc citou. E quem disse q está certo o transporde de cargas no Brasil depender tanto em rodovias, transporte de cargas deve ser feito com ferrovias hidrovias e complemento por Rodovias. É certo brasileiro não ter opção?

                    eu nunca disse q concordo com aumento de IPI para importados..

                    aonde que ngm reclama da carga tributaria? a carga tributaria virou foi desculpa para enfiar a mão no bolso do consumidor. Ela é alta ? sim, mas não é a única culpada na historia.

                    nunca disse que vc comprou por impulso consumista. como eu disse cada um tem suas necessidades e eu nao te conheço não sei as suas.

                  • DiogoCST

                    acontece que eu não me conformo em ter q pagar preço de BMW em carro popular.
                    olhar preço de carro no exterior fazer uma comparação e vc achar absurdo, eu acho sim conformismo.
                    comparando agente vê o quanto as coisas estão erradas por aqui.

                    Quem regula o mercado é sim o consumidor… se o produto ofertado não vale o que se cobra por ele devemos sim boicotar.
                    Nunca disse para parar de comprar carros, apenas dei uma sugestão e fiz um apelo para reduzirmos o ritmo desenfreado de consumo de carros 0KM

                    Se vc se ofendeu com a brincadeira do plastico fique sabendo que o meu carro tbm considero uma carroça desatualizada e plastiquenta mas não vou ficar a pé, apenas resguardo o meu direito de não trocar meu carro e liberdade em convencer outras pessoas a fazerem o msm.

                    tem gente q troca de carro a cada 1 ou 2 anos sem necessidade alimentando os cofrinhos das montadoras.

                    • silasrana

                      Confesso que, depois das últimas notícias e medidas adotadas pelo governo, não vejo outra alternativa senão esta que você citou. Quebrar as vendas de carros 0km.
                      Até então não achava que era a medida ideal, se o governo atuasse numa forma diferente da que citei acima (diminuindo os impostos internos, para quem aqui produz). Porém, apesar de afirmarem que este é o objetivo, tiveram uma atitude totalmente contrária.
                      Ao meu ver, diminuindo os impostos internos, possibilitaria a industria nacional (entenda-se as principais montadoras) a diminuírem seus preços e, com isso, serem mais competitivas. Porém, 'fechando o mercado' do jeito que foi feito, a situação não vai mudar mesmo. Tudo vai continuar na mesma. Continuaremos andando em carroças, infelizmente.

                      (não sei se vai ver isto, pois eu só lembrei hoje de ver. Não recebi email de notificação de resposta, como das outras vezes).

                    • DiogoCST

                      Pois é meu amigo, a verdade é que o povo brasileiro é mto passivo.

                      hj no trabalho eu me estressei pq eu era o único que estava incomodado com aumento de IPI para importados. Pessoal até tirou uma com a minha cara. Isso pq trabalho com pessoas que teoricamente deveriam ser a parte que "pensa" da população.

                      Fui até obrigado a escutar "já veio tarde essa medida, esses carros chineses invadindo o país"

                      Eu fico feliz e triste ao msm tempo com vc concordando agora em quebrar as vendas de 0km.

                      Melhor seria não precisar convencer ngm. Mais uma vez nosso governo da um tapa na nossa cara e a população aplaude.

                      Esta na cara que nosso governo é movido por interesses pessoais, então não vejo outra alternativa a não ser pé no freio em compras de carro 0KM.

                      Fico feliz que nossa discussão não terminou em pizza.

                      abs

    • archinho

      Quais opções automáticas que existem nesse preço, e claro, com os mesmo equipamentos?

    • aprs

      O Sandero AT é um carro de 28 mil sem supercalotas.

      • silasrana

        O Fox I-motion Automatizado é um carro de 30 mil sem supercalotas.
        .
        O Pug 207 AT é um carro de 29mil sem supercalotas.
        .
        O Palio Dualogic é um carro de 25 mil COM supercalotas.
        .
        .
        .

  • Dharo Lima

    a fiat tem varias opções de carros com cambio automatico ( dualogic ) por menos de 43 mil , e alguns deles ate maiores que o sandero

    • danillob

      A Fiat não tem automático. com exceção do Freemont ( que no fim das contas, não é Fiat).

      • silasrana

        Agora, além do Freemont tem o 500…

      • Giorgio

        O 500 só não tem na versão mais em conta. Nas outras é um automático de 6 marchas.

      • Dharo Lima

        Podem não serem automaticos mas tem cambio automatico sequencial , de qualquer jeito o carro nao tem embreagem , entao de manual nao pode ser chamado , ne?

        • MajorAutomotivo

          Tem embreagem – acho que dupla . Eles não têm o pedal de empreagem.

          • Fla3D

            Seria bom se fosse com dupla embreagem, mas isso só nos paises desenvolvidos, aqui começa no jetta de 90 mil…

            • MajorAutomotivo

              Então é pior que o esperado.
              O "robotzinho" fica só dando tranco se o motorista não souber a hora certa de aliviar pé do acelerador.

              • Edson Roberto

                Não é bem assim. Houveram diversas melhorias no sistema e hoje eles estão bem mais gostosos e com menos trancos. Só o Easytronic que não teve revisão do sistema e os taxistas ainda reclamam de mtos problemas com esse tipo de robotização.

                Mas a suavidade do automatico, ainda é maior.

        • MM_

          Não, não pode ser chamado de manual, mas tá beeeeeem longe de ser um automático. Aliás sempre gostei da Fiat, mas vender carro médio (Bravo) com cambio Dualogic é o fim da picada.

        • Fla3D

          Não, ele tem embreagem, ele é um cambio comum com acionamento automatizado da embreagem, por isso deve-se fazer essa separação dos dois tipos de cambio.

          • Edson Roberto

            É que vai começar com aquela discussao quebrasileiro adora:

            "Ah mas não tem pedal de embreagem, portanto usar o termo automatico está correto". Eu acho que isso é enganação. Para mim tem que sim diferenciar carros automaticos de automatizados.

    • silasrana

      O mais barato é o Palio 1.6 16v que sai por 39mil mas NÃO vem com ar, rádio, rodas de liga… equipados igualmente com opcionais equivalentes e pintura metálica, o Palio sai por 48165 e o Sandero, como disse a reportagem completo, por 47300

      • EuMeSmObYmYsElF

        o Palio não é automático… é automatizado…

        • silasrana

          Sim, eu sei. Era só pra fazer uma comparação ao que foi dito no comentário principal, que dizia que a Fiat tem opções automatizadas por preços inferiores ao do Sandero Automatic.

          • Dharo Lima

            entrei no site da fiat só pra me informar , e la dizia: PALIO COM CAMBIO > AUTOMATICO < DUALOGIC! Agora , eu falei o que diz no site , porque eu ja tinha lido la , eu sei que a respeito do cambio dualogic , tem +/- ou seja , é sequencial , voce mesmo passa , e reduz as marchas , e o carro vem sem embreagem , eu sabia que eu nao tava errado.

            • silasrana

              A Fiat usa o termo 'automático' para fazer marketing. Mas a mecanica do Dualogic não é nem de longe parecida com uma caixa automática de verdade. É a verdadeira propaganda 'pega trouxa'. Os automatizados, sejam eles qual for, TEM SIM embreagem. A ÚNICA diferença para um manual comum é que, quem faz o serviço de aciona-la e passar as marchas própriamente ditas é um sistema eletrohidráulico.
              E é chamado de AUTOMATIZADO justamente por ser um conjunto de embreagem/caixa de cambio MANUAIS que tiveram o acionamento AUTOMATIZADO.
              Dá uma procurada no funcionamento de cada uma, e não se deixe mais ser enganado… fica a dica!

    • vinicarioca

      tem o 500 Sport com automatico de 6 marchas…

      • vinicarioca

        eu mesmo desisti do Bravo devido aos trancos do dualtranco :x

    • aprs

      Fiat e VW vendem caixas robotizadas nesse segmento.

      A Fiat tem o 500 automático, porém o preço é alto (53 mil pra cima) e é importado. Se for abrir esses precedentes, todas marcas atendem este requisito.

  • mikaelbrian

    pq a renault ñ coloca o trioeletrico onde apoia o braço como todos os carros ? e o duster ele terá a opção com cambio automatizado tbm ?

    • EuMeSmObYmYsElF

      automatizado é diferente de automático… esse Sandero é um verdadeiro automático, e não automatizado…

  • Corvo

    Estava reparando que a frente do ''novo Sandero'' ficou melhor só na versão top (priviliege). Como o maior número de vendas do Sandero é da versão de entrada (Authentique), pra mim piorou externamente pois fica com esse bocão sem sal. O interior ficou práticamente mesma coisa que o anterior, sobre tudo as versões de entrada. Só mudaram positivamente a posição dos vidros elétricos e abertura do tanque interna. Tampouco não gostei das ''novas'' lanternas traseiras anabolizadas. De qualquer jeito, continúa sendo um bom custo-benefício

    • Fla3D

      Também achei um pouco estranha essa frente sem grade, e realmente fica mais disfarçada na versão de topo e acho que até não ficou ruim na stepway.

  • Jurubeba

    Grande acerto da renault esse sandero, que se traduz em números. O que me deixa abismado é a falta de visão da Renault do Brasil.
    Lançou uma referência no seu segmento que é o Fluence e importou uma propaganda ridícula, que não tem nada a ver com o público brasileiro. Muitas produtoras de vídeo nacionais adorariam ter feito um comercial exclusivo à esse grande carro. Nesse e em outros aspectos Divulgação: nota 0.
    O clio ainda encontrou o seu cantinho, mas merecia um novo projeto vindo da europa. O symbol é um perdido na vida.
    Falta um hatch médio, porque diabos não temos um hatch médio da renault? Falta um carro de nicho, como o Wind, competiria com o veloster nesse momento. Falta tudo.
    Não tem como ser fã de uma marca que não se mexe.

    • CARCARANGAS

      Um Fluence Hatch seria um ótimo Hatch médio… competiria diretamente com i30…

  • Sigma7

    Gostei do carro, mas baixe esse preço Renault!

  • ccn1410

    O maior erro da Renault é querer colocar o Sandero em várias faixas de mercado e o pior é que na minha preferida eles desistiram, que seria o Privilège com motor 1,6 16V, mas com câmbio manual.
    Vá entender…

    • MeekeeB

      Concordo plenamente. Eles deveriam trazer um Hatch melhor pra ser um "compacto premium", e deixar o Sandero onde ele deve ficar, na faixa dos 30K, junto com Palio, Gol, Fieste e demais.

      • Fla3D

        Concordo, minha mãe tem um e até tentam disfarçar o acabamento simples mas fica difícil. Por outro lado ele ganha grande vantagem no espaço interno, então é questão de escolha.

        • Edson Roberto

          Mas ela tem o anterior certo?

          Pois o atual ganhou mto com o facelift. Ficou similar em acabamento aos concorrentes direto.

          Eu digo isso por ter um primo que tem o Sandero "careca" 1.0 e o meu tio o Stepway. A unica diferença fica por conta da cor do acabamento do centro do painel que é prata no Stepway e que apoio para o puxador das portas no mesmo. Já o SAndero "careca" não tem o puxador e ainda tem tudo na cor do plastico que é preto.

          • Fla3D

            É o antigo sim, bom saber que o novo melhorou, achei que tinha sido mais aparente.

  • jersaosp

    Em relação ao consumo tá na média, porque não tem como comparar o consumo de um automatizado (fox imotion) com um automático de verdade

  • vagnerclp

    Comprei um deste, só que o meu é mecânico.

    • ccn1410

      Mas deve ser de 8V, correto?

  • Leandro1978

    Bem que a Renault poderia ser um pouco inovadora e ter colocado o CVT neste Sandero, acredito que o desempenho do carro seria melhor. Assim como a Honda deveria ter mantido o CVT na nova geração do Fit e a VW ter colocado o DSG no Gol, Fox e derivados. Infelizmente a mediocridade impera.

    • Victor Motter

      VWB , colocando cambio automatico no GOL ??????
      como diria nelson muntz : – HA-HA

      • Bruno Rocha

        Só se for no Golf.

      • Leandro1978

        O DSG não é automático, é automatizado. O Gol possui o ASG, uma versão mais simples do DSG (não possui dupla embreagem).

        • Edson Roberto

          Leandro, lembrando que o cambio do Gol e Fox são da Magneti Marelli, ou seja, o mesmo Dualogic com ooutro nomee calibração da VW para as trocas de marcha.

          Portanto não se deriva dos cambios de embreagem dupla alemãs.

          • Leandro1978

            Valeu pela informação. Mas bem que a VW poderia disponibilizar o DSG nos seus modelos mais simples, né?

    • fpguima

      *A VW colocou o a caixa automatizada ASG no Gol, no Fox e no Polo.
      A caixa DSG (automatizada de dupla embreagem) é a presente em carros mais caros: Jetta TSI, Passat, Variant, Passat CC, Tiguan e Touareg.

      • Leandro1978

        A do Gol, Fox e Polo não possui dupla embreagem como a do Jetta, que diminui os trancos característicos dos automatizados nacionais. Se já há tal evolução deveria estar presente em toda a linha. Assim como foi um retrocesso o que a Honda fez com o Fit ao tirar o cambio CVT e colocar uma caixa normal na nova geração, fato corrigido nos mercados em que houve o recente facelift no modelo.

        • Edson Roberto

          A Honda pecou naverdade não pelo fato do automatico ser o convencional e sim vir do Civic. A relação de marchas não é a ideal para o motor 1.5 e quem o possui só reclama desse fato (mesmo não tido o Fit com CVT da geração anterior).

        • Corvo

          Dizem que a Honda tirou o cambio cvt do Fit pela durabilidade do mesmo já que não tinha conversor de torque

  • sao_gyn

    Comprei um Sandero a +/- 2 meses (Privilege manual pois o automático ainda não estava a pronta entrega) e posso garantir que é uma boa compra considerando o custo benefício. Antes de comprar pesquisei em concessionárias Ford, Fiat e Chevrolet (não gosto de nenhum modelo VW) e acabei ficando com o Sandero por ser um veículo completo e saiu por 39.000 com pintura metálica e sensor de estacionamento inclusos (sem ABS e AB2). O carro tem ótimo espaço, boa posição de dirigir, bom desempenho, só o consumo ainda está elevado, fazendo 5 Km/l de etanol na cidade com o ar ligado, porém o carro ainda tem pouco mais de 1000Km rodados, espero que melhore com o tempo mas enfim, excelente carro e "barato" em relação à concorrência com os mesmos equipamentos.

    • bruno1905

      Se o teu for 16 válvulas que nem o meu. Se prepara, pois não passa de 8km com litro de etanol, sendo meio estra meio cidade. Levando em conta que o meu Siena anterior fazia 11km com litro de etanol na cidade, me decepcionei. Fora os problemas que o meu vem tendo. O carro não liga de primeira, tem vezes que eu tenho que girar até 8 vezes para pegar, sendo que se estiver frio, fica muito, muito fraco. Já se soltou 2 parafusos no motor com 8.000km rodados, parecia estar dentro de um avião, tamnho barulho. Semana passada o vidro elétrico traseiro esquerdo não sobe mais no botão, só quando eu tranco com o alarme ele sobe. Levei na ccs e falaram que demoraria 5 dias para chegar o botão, aí estou esperando. Não querendo te desanimar, só conto minha experiência. Minha alegria durou até os 4.000km quando a palheta dianteira deu problema, aí veio os acima. Minha esposa tem um Voyage 1.0 completo trend 11/12, até agora o carro é ótimo. As vezes quando saímos para locais longe, confesso que fico com receio de ir de Sandero. Aí vou de Voyage mesmo.

      • sao_gyn

        O meu é 8V mas mesmo que o consumo fique entre 6 a 7 Km/l com etanol na cidade ainda assim ficarei satisfeito pois minhas experiências anteriores mostram que tenho o "pé pesado" rsrsrs. Tive um palio 1.3 e fazia algo entre 7 e 8 Km/l, um mille que também ficava nessa média e por fim um fiesta 1.0 que não passava de 7 Km/l, sempre com etanol e praticamente sem o uso do ar condicionado. Considerando o desempenho dos carros citados com o do Sandero (mesmo com o ar ligado), uma média entre 6 e 7 Km/l, no meu caso, ainda é bom. Sobre a partida, já aconteceu umas duas vezes de não pegar na primeira mas na segunda tentativa pegou normal. Sobre o desempenho no frio não tenho como falar pois moro em Goiás e 25°C aqui já é considerado frio rsrsrs. Espero que minha alegria com o carro dure um pouco mais e obrigado pelo comentário. Este tipo de relato ajudou muito enquanto estava pesquisando para trocar de carro, espero que ajude outras pessoas também.

      • MajorAutomotivo

        A garantia da Renault são de 3 anos. Resolva esses problemas na CSS e seja feliz.
        Todo mundo sabe que, todas as marcas, tem um ou outro carro problemático.

        • Edson Roberto

          Saber todo mundo sabe. O problema é qdo o carro é problematico com vc né…

    • BrunoMulsane

      Eu ja achei no fiesta um custo bendeficio superior, pois por R$37.000 ele vem com air bags, abs e pacote class. Farois de milha, rodas de liga leve e painel que fica aceso de dia e noite. Enfim, o espaço interno não achei diferença, apenas o porta malas do sandero é uma pouco maior. Mas… Quando dirigi o fiesta, me apaixonei! Desde a dirigibilidade, desempenho, cambio e acabamento é bem superior ao sandero. O motor é bem mais forte no fiesta, mesmo tendo a mesma cilindrada do sandero. Enfim, ia comprar o sandero, mas depois que andei no fiesta e completo por R$37.000! Não teve jeito, optei pelo ford.

      • sao_gyn

        Caro Bruno, fui proprietário de um Fiesta 1.0 08/08 por mais de 3 anos e realmente em relação ao acabamento ele é superior ao Sandero. Desempenho não posso dizer pois o meu era 1.0 então… Em relação ao espaço, deve ter sido impressão pois o Sandero é muito mais espaço que o Sandero, tanto para o motorista quanto no banco traseiro, principalmente na largura. Talvez a posição do Sandero é que não tenha agradado, eu mesmo estranhei no começo mas agora que já acostumei está ótimo. O cambio do Sandero realmente é estranho, vibrava muito no início, porém agora está ok (devo ter acostumado também). Quando fui trocar também cogitei o Fiesta pois estava com um preço quase igual ao Sandero (até um pouco mais barato) mas alguns detalhes me fizeram optar pelo Sandero.
        Primeiro: o espaço maior do Sandero,
        Segundo: a ausência de vidros elétricos traseiro, retrovisores elétricos e pintura metálica (gosto de carro preto),
        Terceiro: fiquei decepcionado com a Ford em relação a manutenção/confiabilidade (meu Fiesta teve de trocar a embreagem com menos de 1 ano e o Ka de minha esposa teve problemas nos vidros elétricos, no sistema de ventilação, desempenho, enfim vários problemas).
        Mas se considerar a presença de ABS e AB2 realmente o Fiesta é uma excelente opção e tirando o problema prematuro da embreagem, não tenho do reclamar do carro.

  • DougSampaNA

    SUGESTÃO AO NA; comparem quando possivel os filhos da mesma casa; Loga AT x Sandero AT; pra gente grande(acima de 1.85) o Sandero me parece ruim para as pernas do motorista, coisa que o que o Logan supera fácil; tá aí a sugestão.

    Bem vindo Sandero AT, o preço do seu cambio é justo e honesto, é um roubo qualquer montadora cobrar 5 mil reais num AT; esta fabricas safadas deveriam pagar o dobro de imposto por cobrar preços lesivos num opcional!
    Qunado comprei o Corsa 1.6 8v em 2003 a diferença do MT para o AT era apenas de 1 mil dolares, porque hoje o preço é 3 xs maior?
    Lucro Brasil, claro!

    • Corvo

      Eu não tenho essa sensação, tenho um Sandero e 1.90 m de altura e, ao contrário, acho ele muito espaçoso pra dirigir, só que o espaço traseiro fica muito reduzido

      • Edson Roberto

        Concordo contigo.

        Mas é bom ressaltar, que o que ele talvez reclame, é o fato de ficar com a perna direita encostada no console central. Mas mesmo com 1,87 (minha altura) quem fica atrás ainda não passa dificuldade. No maximo fica com o joelho encostado no banco (mas sem ficar pressionado).

        • silasrana

          Exatamente Edson Roberto.
          Também tenho um Sandero, e tenho 1.87 de altura. Não acho incomodo o espaço da frente, porém, fico com a perna encostada no console central.
          E, garanto, com o Logan acontece o mesmo. A diferença é que o Logan tem o entre-eixos maior que o Sandero, e por consequencia, tem mais espaço para as pernas no banco traseiro e um porta-malas MUITO maior.

        • DougSampaNA

          Perfeito Edson; a perna direita no console e o pé esquerdo sem posição porque a caixa de rodas não lhe dá o correto espaço; perfeita observação!

    • Fla3D

      Se não me engano o espaço interno é idêntico entre eles. O Logan ganha em porta malas e perde em aparencia, nesse caso um fator subjetivo.

      • DougSampaNA

        Não é não, entre no sandero e observe seu pé esquerdo, saia dele e sente no Logan depois vc me fala…o Logan recebe seu pé esquerdo com bem mais conforto e ergonomia.

        • Fla3D

          Interessante, minha mãe tem um sandero e ja entrei no logan mas confesso que não reparei nessa diferença, próxima vez que puder vou observar.

  • LucianoRN

    Observem a péssima acesssibilidade dos comandos do AR/Ventilação e até do rádio com o câmbio manual em primeira marcha ou o automático em posição a frente! A foto mostra muito bem e já conferi ao vivo esse painel ridículo do sandero: Isso é o que eu chamo de projeto SEBOSO!

    • PEREIRA_

      vc usa mais o cambio ou o botão da ventilação? alguém seria penalizado ficando ali em baixo. Se fosse o radio, vc reclamaria igual….

      • Fla3D

        No modelo anterior tinha aquele espaço gigante onde ficavam os botões de acionamento dos vidros, agora nessa atualização eles colocaram o radio gigante pra aproveitar o espaço, o radio podia até ser um pouco menor e estar mais para cima pra poder trazer os comandos um pouco mais pra cima como na maioria dos carros.

        • PEREIRA_

          entendi, mas radio 2din é um pedido antigo da galera, muitos estão tirando o radio original pra colocar multimidia….
          fora que usa-se muito pouco a parte de ventilação, normalmente poe la o ar condicionado ligado com a ventilação no 2 e ja era…

          • Edson Roberto

            O principal motivo de não mudar esse setor no carro é o custo. Seria outro desenvolvimento sendo que, esse carro é vendido em outro lugar no mundo.

            Não faria sentido se em outro lugar não mudar também. Mas eu acho que quem reclama desses botões deveria ser é mto folgado.

            Pois apesar de serem baixos, vc não os utiliza tantas vezes. Isso compensa o fato.

    • Fla3D

      Eu concordo, é a minha única grande critica à dupla sandero/logan. É muito ruim a localização dos comandos do ar, fica muito baixo e tem que desviar muito a visão pra ve-los.

    • LucianoRN

      As pessoas aqui confundem automóvel com clube de futebol! Fiz um comentário pertinente sobre um projeto errado e mal feito do painel desse carro e vem outro me insinuar sobre VW e FIAT! A reportagem é sobre Sandero, não se está avaliando estas outras duas marcas. Outro pergunta se uso mais o câmbio ou botao de ventilação? Por ser, digamos, menos usado ele tem q ter péssima acessibilidade? Com toda a tecnologia q se tem hoje, é inaceitável um projeto meia boca desse. Eu mesmo falei isso na ccs aqui de Natal para o vendedor.

      • Edson Roberto

        Luciano, te faço outra pergunta: Vc comprou esse carro ? Se esse comando foi o pior item assinalado por ti e que acha de muita necessidade a mudança, não deveria ter comprado por ser algo errado no carro certo?

        Infelizmente, no Brasil temos que escolher entre o menos pior, pois todos os carros aqui tem algum defeito por simples e puro corte de gastos.

        Não estou dizendo que isso merece a compra do Sandero, mas nesse caso, é bom analisar outros modelos que competem a sua necessidade. Além do que, podemos pensar em seminovos médios (como o Focus 1.6) que podem lhe dar justamente a solução para seus problemas.

        • LucianoRN

          Pode parecer entranho, digamos assim, mas eu nao comprei o carro exatamente por esse detalhe e pelo consumo q eu acho um pouquinho alto. Tenho um FIT EX -MT- 2008 e gostaria muito de permanecer na marca, mas os valores cobrados pela Honda são surreais.

  • Alex_cps

    Porque só analisaram o consumo no álcool? Em várias partes do Brasil ainda é melhor usar gasolina, ainda mais o motor da Renault que é muito bom na gasolina por não utilizar uma taxa tão alta quanto os demais.

    Outra coisa: 3500rpm a 120 km/h, está dentro do padrão para os carros brasileiros. "Gritando" seria se estivesse a 4500rpm…

    • Fla3D

      Pensei a mesma coisa, tá cada vez mais raro valer usar o etanol.

    • Corvo

      No 1.6 8v o carro se encontra a 3200 rpm a 120 km/h..mas claro, tem uma marcha a mais

  • ctnmartins

    Com todo respeito ao autor do texto, mas quando o mesmo afirma que:
    "…O bagageiro de 320 litros está na média do segmento…", fico me perguntando qual o maior porta-malas do segmento, afinal, porta-malas de 320l é digno de hatch médio, não de hatch compacto.
    Se considerarmos o JAC J3, ambos tem os maiores porta-malas dos hatches compactos, aliados a um ótimo espaço interno.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      O Agile tem porta-malas maior, 327 litros, e não é hatch médio.

      • Jeremy_Jam

        Daí o porquê de ele ter usado a expressão "é digno de hatch médio" e não "o coloca automaticamente no segmento dos hatches médios"

        • vinicarioca

          ué, maso Eber citou apenas que 320 l estão na média dos concorrentes que são Agile e J3

      • ctnmartins

        Pois é Eber, no pior caso o Sandero disputa com J3 e Agile o título de maior porta-malas de seu segmento.
        No mesmo segmento temos concorrentes com porta-malas dignos de hatches pequenos, como Punto, Fox e Polo.
        O correto seria o autor do texto ter afirmado que o Sandero está ACIMA da média do segmento.
        Média é média, se o autor achou que o valor de 320 num intervalo entre 270 e 327 é médio, faltou-lhe atenção e bom senso.

    • PEREIRA_

      eu diria que esta ACIMA da média do segmento, visto que palio/fiesta/fox/gol são beeeem menores e Agile e J3 são maiores

      • Corvo

        Isso é verdade, mas Sandero ganha de Agile e J3 em espaço interno

  • alvarovalves

    O Sandero é a melhor opção entre os veículos que não são extremamente populares (Uno, Ka, Gol, Celta, Clio), os populares metidos a besta (Fox, Palio, Fiesta), e os "premium enganação" (Punto, Agile, 207, C3), porque não é difícil ir até uma concessionária Renault, e levar pra casa um Sandero 1.6 completo com Air-Bag e ABS por menos de R$ 39 mil, e pra quem não tem esse dinheiro pra gastar, pelo preço de um 1.0 como o Novo Uno, você leva um Sandero maior, melhor, e com seguro e mantenção mais baratos, e é claro uns 2 ou 3 mil mais baratos que um Gol G5 (cotaram um Gol G4 2 portas "completo" por R$ 32 mil na css VW).
    Enfim, acho o Renault a melhor escolha, ao lado do Logan.
    Mas pra ficar melhor, o Sandero deveria custar até R$ 39 mil, e acima dos 40 mil, a Renault deveria trazer o Clio Europeu, deixando ele até os 50 mil, onde ela encaixaria o Fluence, e o Megane Hatch.
    Já abaixo do Sandero um novo projeto de carro de entrada seria muito bom.

    • PEREIRA_

      a renault poderia ler seu comentario!

  • Bruno Rocha

    O painel é simples, porém, é elegante. Não chega a ser só os design extravagantes de hoje em dia, que deixa muito a desejar. Contudo, essa é a versão completa e com alguns opcionais bem escolhidos.
    Se não fosse a simplicidade, sem graça, do para choque traseiro, teria uma traseira bem elegante para a categoria. Eu achei os faróis bem bonitos. Nada de exagero, que acaba sempre estragando a maioria dos carros de hoje e dia.
    Na dianteira, olha que lindo, a mais nova moda europeia, e essa pelo menos presta. A linha do capô, bem evidente em cima do simbolo da marca. Lembram os "novos" Ford Ka, que chegaram aqui ano que vem, ainda menos e mais caros que os de hoje. Ahh, mudei de assunto!
    Retomando. É um carro que foi prometido ao brasil, na versão sedã, é claro, um preço muitíssimo abaixo da média geral do mercado para sedãs médios. Agora, está custando o olho da cara e a alma também, tanto na sedã quanto na hetch.
    Eu gosto de ver os carros evoluindo, mas, francamente, esses carros ganha versões novas a cada ano e custam uma fortuna. Se fosse mais bem aproveitada a revenda, nem que fosse revenda para a própria fabricante, para "reciclagem de materiais", poderia haver alguns desconto, de pelo menso, sendo otimista, de uns 35% a 40%. É economicamente inviável comprar carro novo a cada ano sem tomar um prejuízo monstro.
    Ainda vou com meu Escot Zetec 1.8 16V usadasso até o final. Não tá tão bãum assim comprar carro. Não vale a pena. É um custo benefício onde que só ganha é a montadora.

    É só isso.

    Abraço a todos.

  • vinicarioca

    acho um carro justo, mecanicamente superior aos concorrentes e ainda entrega mais por menos… melhor da categoria

    • ttatiap30

      Nesse quesito prefiro o Fiesta, maior estabilidade, resposta mais rápida nos freios e não tem a embreagem tão funda quando o Sandero, aspecto que pra mim pelo menos é super desconfortável. Falo isso por que tive os dois. O 1.6 16V pode até ser um pouco melhor, mas o de 8V não vale nada. Quanto ao interior, melhorou bastante, sem dúvida. Abs.

  • NatalRN

    Deveria ser automotique como os Citroen e não automatic, ou então botava logo automático em português.

    • rafthehay

      Pode parecer besteira mas isso aí é economia de escala, assim eles podem produzir o mesmo conjunto de emblemas para uso nos Sanderos vendidos em diversos mercados. "Automatic" pode ser usados em tudo que é país, se fosse só em português teria que produzir a peça "sem o acento" pro resto da América Latina, por exemplo.

      Acho que o "automatique" ficaria massa, já que as versões em si também tem nomes em francês.

  • Fla3D

    Sandero é sempre um carro interessante principalmente pelo espaço, minha mãe tem um já faz uns 3 anos e tá bem satisfeita, o carro nunca deu problema e as revisões são baratas, ela ja até cogita quando pegar esse automatico quando for trocar.

    Só achei uma pena eles terem chamado de automatic em inglês em vez do automatique em francês pra lembrar a origem da marca, mesmo o carro sendo mais romeno e brasileiro que frances. :p

    E vou sempre pegar no pé dessas fichas técnicas que chamam o eixo de torção de semi-independente… isso não existe, ou é independente ou não é, não há meio termo na independencia, ou ja viram algum país ser semi-independente de outro? :S

    • PEREIRA_

      vai ver eles acham "mais bonito"…rs

    • Bruno Rocha

      Esses gauleses…

    • Bruno Rocha

      "E vou sempre pegar no pé dessas fichas técnicas que chamam o eixo de torção de semi-independente… "

      É para o povão entender. Mas, convenhamos, o povão não sabe nade de carro mesmo. Volante, 2.0 clássico, quadro rodas aro 15 de aço e bananas!!!

      Bananas!!!

  • gcaraujo

    Pago 18 mil reais…é o que vale…

  • mjprio

    Gosto do Sandero; e acho que a estratégia de preços está, se não justa. digamos interessante. Meu receio é com o pós venda. Contudo, para quem já perdeu a paciência com a GM como eu nas revisões…

    • sao_gyn

      O problema com o pós-venda é geral. Já tive Fiat e Ford e em ambos os casos as revisões foram normais mas a revenda… então acho que arriscar um pouco com a Renault não é muito diferente das demais, pelo menos para quem mora em capitais onde há rede autorizada Renault, no interior aí é que complica.

  • Cil

    Considerando que a KIA cobra cinco mil reais de diferença entre os modelos manual e AT do Picanto, a diferença do Sandero manual para o AT é até razoável. É uma opção no segmento de ATs nacionais abaixo de 50 mil, que só tinha C3 e 207.

    Agora que a Renault podia ter caprichado nessa alavanca central, ah isso podia! Esse manche de avião… vou tecontar viu…

    • Bruno Rocha

      kkkkkkkkkkkkkkk

      Deve ser por causa de falha de engenharia, ai, para compensar….

  • PKuster

    Lamento que carros como o Sandero, que nascem sob o lema "para Países emergentes" – o que já denuncia as suas grandes "qualidades", façam relativo sucesso no Brasil, motivando outras montadoras a fabricarem seus "Sanderos", como GM Agile, Toyota Ethios, etc. – todos grandes, altos, desajeitados, feios e de qualidade duvidosa. Com modelos desse nível, cada vez mais o Brasil se distancia dos mercados do primeiro mundo e cada vez mais as montadoras desse primeiro mundo ganham mais dinheiro no nosso País. Triste.

  • ttatiap30

    Tinha um Sandero 1.6 8V, simplesmente ordinário, bonitinho por fora e medíocre por dentro, sem contar que, desculpe os fãs, mas não consegui me sentir segura dirigindo um Sandero e nem um Logan, um pouquinho de exigência do freio e pronto, meu Sandero começava a cantar… pneu. Ia trocar por um stepway completo, mas depois de 40 dias de espera desisti do negócio… por sorte minha. Sinceramente, melhor colocar um pouco mais de grana e pegar um carro de outra categoria, fiz isso e estou bem mais feliz agora. Troquei a Renault pela Kia. Abs.

  • marciors01

    Pkuster, qual carro desta faixa de preço hoje não foi projetado para paises emergentes?
    Vamos lá.
    Toda a linha palio é feita para paises emergentes, o proprio punto foi adaptado sobre a plataforma da idea que é uma adaptação da utilizada no palio, nada a ver com o punto europeu.
    Toda a linha gol é feita para um pais pobre.
    O fiesta da ford é um dos poucos feito para primeiro mundo, mas a ford conseguiu acabar com o visual do carro.
    Na gm o corsa ainda é um carro projetado para primeiro mundo mas está indo embora, ficaremos com o trágile que é o pior carro do segmento, é um lixo.
    Ainda na gm está saindo o astra e entrando o traste do cobalt.
    O sandero mal ou bem, assim como gol e fox utiliza uma plataforma moderna, foi lançada em 2005 no clio III, tem uma suspensão bem acertada, com a renovação o interior ficou de bom nivel para a categoria, além disso oferece conforto e espaço como nenhum outro de segmento.
    O c3 é um carro de primeiro mundo mas o seu espaço interno é minúsculo, principalmente no banco traseiro, e o desempenho da versão 1.4 é pior do que muito 1.0.
    Então hoje no mercado estamos reduzidos à estas opções e por conta desta situação os sandero é uma ótima opção.
    Outro ponto, de dacia o sandero possui apenas o interior, e é preciso considerar que aqui no Brasil este ponto foi bem melhorado.
    O logan foi projetado pela dacia, apesar de utilizar plataforma e toda a parte mecânica genuínamente renault, o sandero tem plataforma e parte mecânica renault mas foi projetado aqui no Brasil.

  • marciors01

    Tattiap, compraste qual kia?

    • ttatiap30

      Optei por um Kia Soul, depois de ficar numa dúvida cruel entre ele e o AirCross. Mas depois de test drives e pesquisas decidi pela Kia e estou bem satisfeita de não ter prosseguido com o StepWay. Abs.

  • granrs78

    Na minha opinião o melhor hacth compacto do Brasil, pois pelo preço voce leva praticamente um carro médio pelo seu enorme espaço interno. Só falta a Renault abaixar mais esse preço para ficar ótimo.

  • http://www.noticiasautomotivas.com.br Roxmmp

    Parace ser um dos carros mais honestos em preço diante do que oferece.
    Sabemos que o mercado brasileiro tem suas peculiaridades, mas a Renaul/Dacia tem oferecido produtos que por conta do custoXbenefício tem caído no gosto dos consumidores. Eu mesmo simpatizo muito como o Sandeiro… Logan é muito feio… mas se o preço for sempre melhor do que os concorrentes com espaço e alguns intens, fazer o que né… ponto para a dupla Dacia/Renault.

  • lfventura

    Alguns fatos interessantes:

    Estou com um Sandero destes a cerca de 1 mes. Ele completo (Com ABS, e Airbag) me custou 45.300 aqui em SP.
    O consumo (carro agora com 800km esta fazendo cerca de 6.5 no alcool e 9.0 na gasolina) noto que esta melhorando gradativamente conforme rodo. Acho que ate uns 5000km vai melhorar mais.

    O cambio troca de marchas muito suavemente (Voce nao sente que trocou, so se ficar prestando atencao na rotacao), e na estrada a 120 km/h a rotacao fica em 3400 RPM. Uma otima rotacao para o motor. O Cambio apesar de ser 4 marchas o conversor de torque faz toda a diferenca, o que diferencia bem um cambio automatico 4m de manual 4m. Para o uso comum o cambio atende muito bem, se tem um ponto negativo que posso dizer eh que como sao apenas 4 marchas, as vezes em alguma subida bem forte o motor fica mais tempo preso em uma marcha, com giro maior para vencer a subida mas nao chega a ser algo que incomode.

    O carro tem algumas economias porcas , mesmo na versao privilege (Falta de acabamento entre o capo e o vidro), falta de iluminacao nos botoes de vidro nas portas e algumas outras besteiras, mas mesmo com esses pontos atualmente considero como uma das melhores opcoes no segmento. A concorrencia esta fechando com bons lancamentos e reducoes de preco, vamos ver como vai ficar o mercado. Espero que agite bem o mercado estes novos lancamentos junto do sandero, possibilitando que a gente consiga carros melhores por valores menores. Enfim, acho que o segredo para a reducao do preco nao eh baixar o nao vamos mais comprar zero, mas sim o povo parar de se prender as 4 grandes e comecar a analisar todas as opcoes no mercado sem preconceitos.

  • arrocha

    Acabo de comprar o Sandero 1.6, 2012, versão Privilege, automático, Okm.
    Sinceramente, estou apavorado com o consumo. Na estrada não passa de 11,5km/l e na cidade chega fazer 5,0km/l. Um absurdo. Sempre tive carros Renault, esse é meu segundo Sandero, o anterior era ano 2010, tinha câmbio manual e fazia excelentes médias. É roubada, não compre.

  • nicholaspufal

    Eu não entendo como tem gente que reclama do consumo desse carro. Sério, não sei como dirigem o carro ou qual o combustível que usam.

    Possuo o carro desde Abril deste ano, o modelo top automático (mas sem ABS e bancos em couro). Procuro abastecer sempre no mesmo posto, onde sei que o combustível é confiável, e a gasolina é realmente gasolina (e não aquela gasolina com uma baita mistura de álcool…). O carro faz entre 10 e 11KM/L na cidade. Isso sempre.

    Por duas vezes que abasteci em outro posto, aí sim o consumo caiu para entre 8 e 9KM/L.

    Por isso eu realmente friso que: quem tem baixo consumo com esse carro ou não sabe dirigir (gosta de "barulho") ou então tem o péssimo costume de procurar pelos centavos da terceira casa após a vírgula quando procura por um posto, e acha que é tudo igual.

    Não sou alucinado pela Renault, mas realmente é triste ver tanta informação distorcida. Aí vejo muitos dando votos à favor do New Fiesta Hatch, que por mais que seja um bom carro em termos de tecnologia, tem um consumo (esse sim) absurdo de em média 7KM/L na cidade.

    Quem procura um carro confortável, com garantia, mecânica boa – para quem não sabe a Renault, apesar de ser francesa, tem uma mecânica com muito boa reputação, ao contrário da Citroen -, baixo consumo e bom desempenho (não chega perto de um esportivo, mas responde muito bem nas retomadas), com toda a certeza o Sandero automático é uma ótima opção.

    E para quem reclama do preço, sinceramente, tá por fora com o que se compra na concorrência com esse valor. Vide o próprio New Fiesta Hatch, com câmbio manual e consumo exorbitante, por R$ 47.000,00 para cima…

  • Edson Roberto

    Oproblema do Sandero 1.6 16v, era o fatorpreço que custava em epoca R$48000.

    Se viesse por R$41000 na versão manual, seria imbativel. TAnto que a versão GT Line vendeu rapidinho por justamente ser a versão sem altura maior que o solo com um motor que responde mto bem.