Home Hatches Renault Sandero Stepway: avaliação completa

renault sandero stepway avaliacao Renault Sandero Stepway: avaliação completa




O Sandero Stepway nasceu em 2008 para introduzir a Renault no disputado segmento dos compactos aventureiros. No entanto, a chegada do Duster, no segmento dos SUVs compactos, no fim de 2011, forçou uma redução de preços. O hatch chegava à casa dos R$ 52 mil e agora desceu para R$ 47.490.

Já a versão mais em conta do utilitário custa R$ 51.800. O Stepway, que corresponde por cerca de 15% das vendas do Sandero, cumpre a função de diversificar a linha e oferecer uma opção aventureira para o campeão de vendas da Renault – foram 26.942 Sandero vendidos entre janeiro e abril de 2012.

Apesar de não ser propriamente barata, a versão é consideravelmente mais em conta que o maior rival, o Volkswagen CrossFox. O modelo da Renault parte de R$ 43.490, mas com a adição dos opcionais presentes na unidade testada, que incluem equipamentos importantes como airbags frontais, freios com ABS e som, chega aos tais R$ 47.490.

renault sandero stepway avaliacao 2 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

O hatch da Volkswagen começa em altos R$ 50.530 que, apesar de incluir de série airbags frontais, freios com ABS e vidros e travas elétricas, deixa de fora o ar-condicionado. Configurado à altura do Sandero Stepway, o preço chega a R$ 54.485. Isso acaba mostrando que se a opção é por um hatch “altinho” com visual aventureiro – sem ainda partir para um utilitário, como o próprio Renault Duster –, o Sandero é a porta de entrada do segmento.

A versão é empurrada pelo motor 1.6 16V de 112 cv e 15,5 kgfm de torque com etanol, também usado nas versões de entrada do Duster. Segundo a Renault, ele é capaz de levar o hatch de zero a 100 km/h em 10,5 segundos e à velocidade máxima de 177 km/h.

O câmbio é manual de cinco marchas – recentemente, o modelo recebeu também a opção pelo câmbio automático de quatro marchas, que acrescenta R$ 3.500 ao valor inicial de R$ 43.490. Em relação ao Sandero “de rua”, o Stepway tem a suspensão elevada em 50 milímetros e usa pneus de uso misto para credenciar o modelo a trilhas leves.

renault sandero stepway avaliacao 3 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

O visual, no entanto, acaba sendo a melhor parte do modelo. As linhas simpáticas, mas um tanto “apagadas” das versões comuns, ganharam mais apelo e um ar mais jovem com os apliques plásticos. A Renault ainda oferece seis opções de personalização com adesivos na coluna traseira.

As rodas maiores, de 16 polegadas receberam novo desenho – menos esportivas que as da primeira fase do Sandero –, mas ainda coerentes com a proposta. Apenas a grade dianteira, integrada ao para-choque, manteve o plástico preto do restante da peça, e forma, à primeira vista, um arranjo meio esquisitão.

renault sandero stepway avaliacao 4 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

Ponto a ponto

Desempenho – O 1.6 de 112 cv não sofre para empurrar o Sandero Stepway. A entrega de potência é bem linear e o torque máximo aparece logo a 3.750 rpm. No entanto, o propulsor fica devendo suavidade ao funcionamento, principalmente em regimes mais altos. Nota 8.

Estabilidade – As rodas maiores e pneus mais largos mantiveram o comportamento neutro do Sandero nas curvas. Mas a suspensão elevada cobra seu preço ao tornar o carro muito sensível a ventos laterais. A pior aerodinâmica faz o hatch balançar em velocidades mais altas até mesmo nas retas. Nota 6.

Interatividade – Nenhum mistério na utilização do Stepway no cotidiano. Todos os comandos são bem posicionados e de fácil compreensão. O som com entradas USB/Bluetooth/Aux tem botões grandes e não demanda muito tempo para assimilar os comandos. No entanto, os engates do câmbio são imprecisos e, além disso, os botões dos vidros elétricos mereciam alguma iluminação e o volante de aro fino dificulta um pouco a “pegada”. Nota 7.

Consumo – O Sandero Stepway marcou uma média de 8,2 km/l de etanol em circuito misto, segundo o computador de bordo. A Renault não disponibilizou o modelo para o InMetro fazer medições. Nota 7.

renault sandero stepway avaliacao 5 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

Tecnologia – De origens humildes, o aventureiro da Renault traz poucos recursos. Os airbags dianteiros e freios com ABS são opcionais, assim como o bom sistema de som. A plataforma é relativamente recente, de 2006, derivada da terceira geração do Clio europeu. A versão até vem bem equipada, com ar-condicionado, direção hidráulica e vidros elétricos de série e ainda há o câmbio automático de quatro marchas e opção por trocas manuais por R$ 3.500 a mais. Nota 6.

Conforto – Espaço é a palavra de ordem no Sandero, o que não muda no Stepway. Os ocupantes não devem reclamar de aperto em nenhum assento do carro. Há espaço suficiente para cabeça e pernas de quem vai no banco de trás. Na frente, faltam bancos que ofereçam maior suporte lateral e para as coxas. É difícil achar uma posição adequada para dirigir, o que pode tornar o carro um tanto cansativo. Nota 7.

Habitabilidade – A boa altura da carroceria ajuda no entra-e-sai dos passageiros, assim como as portas grandes e com vasto ângulo de abertura. O porta-malas leva bons 320 litros, facilmente acessíveis pelo vão largo da tampa, mas são poucos os porta-objetos espalhados pela cabine. Há apoios de cabeça para os três ocupantes de trás e o entre-eixos de 2,58 metros abre bastante espaço no interior. Nota 7.

renault sandero stepway avaliacao 6 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

Acabamento – Apesar dos encaixes bem realizados, os plásticos passam a nítida impressão de baixa qualidade, assim como o tecido que reveste uma pequena área das portas. O couro – opcional – também é de qualidade duvidosa. Além disso, algumas peças, como os comandos de ventilação passam a impressão de fragilidade. Nota 5.

Design – Certamente, a caracterização “off-road” fez bem ao Sandero. O ar mais jovial da versão Stepway lhe confere um visual menos sisudo, com um resultado muito interessante. As rodas maiores, cujos arcos são contornados por apliques plásticos, em conjunto com a suspensão elevada e o rack no teto deixaram o carro mais jovial e bonito. Nota 8.

Custo/beneficio – Entre os aventureiros, o Sandero Stepway é um dos mais baratos, com a versão mais simples custando R$ 43.490. Equipado com opcionais como airbags frontais, freios ABS e sistema de som, o preço vai a R$ 47.490. O principal concorrente, o CrossFox, começa em R$ 50.530, mas quando em igualdade de equipamentos ao Sandero, encosta nos R$ 55 mil. Em outro braço do segmento, o Fiat Idea Adventure 1.8 16V custa R$ 54.890, também equipada a altura dos dois hatches. Nota 8.

Total – O Renault Sandero Stepway somou 69 pontos em 100 possíveis.

renault sandero stepway avaliacao 7 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

Impressões ao dirigir - Aventura limitada

Visualmente o Stepway é mais descolado que as versões urbanas do Sandero. Mas a grade dianteira de plástico preto integrada ao para-choque da frente é de gosto no mínimo discutível, ainda mais quando o carro é pintado em uma cor mais clara, onde ela ganha destaque exagerado.

Por dentro, não há qualquer indicação de que se trata de um modelo aventureiro. Pelo menos ao volante, a suspensão elevada passa a impressão de robustez, necessária para encarar o mal cuidado asfalto das grandes cidades brasileiras que, a despeito do visual “off-road”, é verdadeiro habitat natural do carro.

O motor 1.6 16V de 112 cv com etanol é suficiente para o Sandero. O comportamento é bom e o propulsor é razoavelmente superior ao 1.6 8V de 95 cv usado no restante da gama. O problema é em regimes mais altos – particularmente acima de 4 mil rotações –, o motor fica ruidoso e emite vibrações muito sentidas no interior. Ao menos, os 15,5 kgfm de torque aparecem a 3.750 rpm, o que não faz tão necessário recorrer a giros mais altos com frequência.

renault sandero stepway avaliacao 8 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

Não há nenhuma surpresa a bordo do Sandero Stepway. O interior é o mesmo do restante da gama e, pela versão ser considerada topo de linha pela Renault, a dotação de equipamentos de série é razoável. Estão lá ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, computador de bordo e rodas de liga-leve de 16 polegadas.

Porém, apesar do bom conjunto, a posição de dirigir não é das melhores, além de comandos de câmbio e direção serem mais pesados do que o ideal, o que torna o dia a dia no trânsito urbano algo cansativo no Stepway. E a maior altura da versão “aventureira” faz surgir outro problema: o carro fica muito sensível a ventos laterais, demandando até mesmo correções no volante para manter uma trajetória reta.

renault sandero stepway avaliacao 9 Renault Sandero Stepway: avaliação completa

Ficha Técnica - Sandero Stepway 1.6 16V

Motor: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, quatro cilindros em linha, com quatro válvulas por cilindro. Injeção eletrônica multiponto e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio manual de cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Não oferece controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 107 cv com gasolina e 112 cv com etanol a 5.750 mil rpm.

Aceleração 0-100 km/h: 10,5 s com gasolina e 10,6 s com etanol.

Velocidade máxima: 174 km/h com gasolina e 177 km/h com etanol.

Torque máximo: 15,1 kgfm com gasolina e 15,5 kgfm com etanol a 3.750 rpm.

Diâmetro e curso: 79,5 mm x 80,5 mm. Taxa de compressão: 10,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com triângulos inferiores, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira com rodas semi-independentes, com molas helicoidais, amortecedores telescópicos hidráulicos e barra estabilizadora. Não oferece controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 195/60 R16.

Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás.

Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,09 metros de comprimento, 1,75 m de largura, 1,57 m de altura e 2,58 m de distância entre-eixos. Oferece airbags frontais como opcional.

Peso: 1.117 kg em ordem de marcha.

Capacidade do porta-malas: 320 litros.

Tanque de combustível: 50 litros.

Produção: São José dos Pinhais, Brasil.

Lançamento no Brasil: 2008. Reestilização: 2011.

Itens de série: Ar-condicionado, vidros e travas elétricas, direção hidráulica, travamento das portas por controle remoto, rodas de liga-leve de 16 polegadas. Opcionais: Airbags frontais, freios ABS, sistema de som rádio/CD/MP3/USB/Bluetooth/Aux, apoio de cabeça central traseiro, alarme perimétrico, vidros traseiros elétricos, bancos em couro.

Preço básico: R$ 43.490.

Preço da unidade testada: R$ 47.490.

Por Auto Press


  • SonataRio

    Eu tenho um, e só do um conselho. Jamais comprem. Renault nunca mais.

    • nando_acf

      Eu tbm tenho um, e dou outra sugestão, carro bom, honesto, e que nunca me deixou na mão. E digo mais, pretendo trocar por outro.

      • JulienAvril

        concordo.. meu primeiro carro foi um clio campus em 2008.. rodei 75mil KM sem nenhum problema…
        não trocou nenhuma peça, apenas fiz as revisões periodicas de 10k em 10k ….
        também vale resaltar que nesses 75k não fez nenhum barulho chato..
        dentre os populares acho que o clio é a melhor compra !!

        voltando ao ao assunto sandero, achei o consumo excelente dentro dos parametros brasillis….
        dificilmente um 1.6 nacional tem um consumo maior 8km/litro no etanol !!!
        os 1.0 mais economicos custam a fazer 10km/litro…

      • Fungo

        Digo o mesmo, em casa temos dois Renaults, um clio 1,6 com 189mil KM e NUNCA me deixou na mao, somente manutenção preventiva básica.

    • tiards

      É mesmo? um tio meu tem um Logan e até hoje nunca teve problemas…

      Gosto desse carro, tem um otimo espaço interno com um visual bem bacana.

    • Kenny_

      Que problema o carro tem, ou a Renault fez (ou não fez) para você dar um conselho desses?

      Apenas querendo saber pois tenho um amigo interessado no carro.

    • MajorAutomotivo

      Eu tenho um Logan automático e tenho outra opinião: estou 100% satisfeito.

    • R0CKERZ

      Tenho um sandero, e apesar de um acabamento apenas 'simples' o carro não deu nenhum problema até o momento, 34.000kms rodados. Ou seja, estou bem satisfeito.

      • Leobr00

        Idem, sendo que o meu já está em 40 mil. O Logan da família em 50 mil+ sem problemas.

        • R0CKERZ

          Teve uma matéria que eu vi que o logan com 60mil rodados n precisou trocar nada d+ alem do normal, tudo 100%. Carrinho feio, porem muito honesto o Logan.
          ps: meu pai tinha comprou um fluence ha 5 meses e vou te dizer: apesar de nao gostar de carros sedas, pode ser minha proxima escolha. carro muuuito bom de dirigir e conforto de CxB elogiável.

    • AutoIng

      É bem raro encontrar alguém insatisfeito com um Sandero… Vários conhecidos meus têm o carro e o elogiam bastante. Conte-nos mais sobre seu problema.

      • rover_adams

        Falou bem…

        Conte mais sobre o seu problema…..

        abraços fraternos.

    • andre_poa

      Acho o custo x benefício do Sandero bem interessante (exceção do Stepway, q fica mais caro). Comparado aos concorrentes, ganha em espaço interno e porta-malas. Você teve algum problema com o carro? Com a Renault? Conheço alguns proprietários da marca e a maioria está satisfeita com os carros.

      • Tripa-Seca

        Sabe o que falta nesse carro, pela proposta? Um teto solar!

    • Marcola

      Ja trabalhei numa concessionaria renault, ano passado. E posso garantir a voces. Nunca comprarei um carro desta marca. Preconceito? Claro que não! Só dou valor a meu dinheiro.

      • Tripa-Seca

        Amigo, na boa, eu até acredito em você, mas sempre se ouve essa história de "Eu sei de coisas porque trabalhei lá"…Primeiro: Você trabalhou em UMA concessionária Renault. Segundo: Todo mundo adora falar mal de empregador antigo… Parece funcionário do McDonalds…

        • giodoesitbetter

          Exato, Tripa.

          No dia que o amigo aí trabalhar em TODAS as concessionárias de TODAS as marcas, quem sabe eu levo a sério.

        • Marcola

          Ate entendo voces. Mas entendam que carro é tambem um investimento. Nunca que um sandero popular com alguns apliques de plastico vai valer 47mil. Nunca! ^^

          • silasrana

            E na onde que o CrossFox que também é um popular, vale os 54 que pedem por ele?
            E o pior da estória, quando na face da terra uma Palio Adventure anabolizada pode chegar aos 65mil na versão mais completa?
            Enfim, ai entramos no mérito de que nenhum carro vale o que custa, que todos já estão cansados de ver.
            Minha opinião é que, pelo menos no caso do StepWay, leva-se o 'mesmo' que a concorrência por um preço consideravelmente menor, mesmo que este preço menor não valha a pena, é um belo diferencial…

          • edubarbosa

            Mas carro não é um investimento. É consumo. É igual a comprar uma geladeira, uma bicicleta ou um computador.

            Quer investir? Ande de ônibus e coloque seu dinheiro na BOVESPA. Se reder bem dá até para andar de taxi.

            Agora, nenum carro do Brasil vale o que cobram, no caso do Sandero não seria diferente.

          • AutoIng

            Acho que as pessoas estão se referindo à versão normal, quando elogiam. Realmente essa moda de carro normal com suspensão elevada virou só um motivo pra jogarem o preço lá pra cima, até porque na casa dos 50 mil já tem Eco e Duster.

          • msouza91

            me desculpe, mas carro não é e nunca foi investimento, investimento não é algo que deprecia. Carro pode ser tudo, meio de transporte, artigo de necessidade, artigo de luxo, mas nunca vai ser investimento. Parte do mercado estar retraído é o fato de o brasileira acreditar que carro é investimento

          • Tripa-Seca

            Concordo com você..Só não entendo o que isso tem a ver com meu comentário, mas está valendo!! heheh

            Abraços.

          • http://www.noticiasautomotivas.com.br Roxmmp

            Na minha opinião carro nunca será investimento, se for deve ser o pior que existe.
            Investir em algo que vai te dar gasto, desvalorizar e corre risco constante de quebras, estragos pequenos e grandes etc passa longe de um investimento. O único investimento de quem compra um carro é o bem estar, praticidade, mobilidade, conforto etc…
            Veja os europeus, tem muito carro por lá que literalmente é um meio de transporte (geralmente citycars ou pequenos) e as máquinas, como os sedans da Alemanha etc.
            Abraços

    • robersonsa

      Eu também tenho um e recomendo! Está com 39mil km e nenhum problema

  • Riverraid2600

    Valeu NA estava querendo uma avaliação deste carro! Mas se puderem depois avaliem a versão não "aventureira" a privilege, pq pagar por plástico e suspensão regulada mais alta desanima.

  • ocduarte

    Esse monte de plástico, suspensão mais alta e o preço vai lá em cima. Não vejo a hora dessa onda cross passar. Tipo sertanejo universitário. Já deu prá bola faz tempo.

    • Kenny_

      Eu acho que sou um dos poucos, mas até gosto dos plásticos dos "aventureiros". Acho que melhoram a aparencia em alguns modelos (esse Stepway com essa grade frontal preta não é um deles) quebram a monotonia da unica cor em todo o carro e dão uma aparencia mais robusta apesar de ser um material barato. Alem de não riscarem tão facilmente.

      Mas concordo que pelo preço a mais cobrado neles não valem a pena.

      • thales_sr

        Engraçado que antigamente os carros tinham para-choques pretos, e quem podia, pagava mais caro pra se livrar do parachoques "de pobre". Aí, depois que todo mundo foi pra os para-choques pintados, os fabricantes deixam de pintar ele de novo, mas dessa vez cobram MAIS CARO por isso.
        Se economizaram, me repassem esse custo e eu penso no caso.

        • Rox_

          Como o amigo ali em cima, também acho que vários modelos ficam bem bonitos assim (Strada e Palio Adventure, CrossFox e SpaceCross, Saveiro, o próprio Sandero, C3, Idea, Uno Way, AirCross), mas é um absurdo o que cobram por esses apliques, pior exemplo é o CrossFox.

          • giodoesitbetter

            Depende do caso. Aquela Strada Adventure da nova geração é medonha. É tanto plástico que tiveram que fazer um recorte para o mesmo não invadir a tampa do combustível.

      • jeremias88

        concordo com você, mas pra mim o ANTIGO sandero era muito mais harmônico. aquele eu compraria, mas esse com essa grade não da.

    • Leandro1978

      Essa onda não vai passar nunca. É igual ao BBB. O faturamento é muito alto em cima destas versões. Assim, terão vida longa. Eu também não gosto. Prefiro as versões "normais", que custam bem menos.

    • robersonsa

      Sei não, mas na Europa agora tá começando essa moda, polo cross e até passat variant cross. Acho útil pelas buraqueiras que temos por aqui, mas na Europa ?? O que acho tosco é pagarem a mais por versões ditas 'esportivas', que só tem aerofólios e adesivos a mais mas os mesmos motores "família" das versões normais.

  • sryecro

    De ''aventureiro'' ja basta o dono do carro, pra ter comprado um carro desses rsrs

  • guihounter

    50mil em um Sandero ou Crossfox é palhaçada d++++. se cola, colouu e como ta colando née AUHAUHAUHAUHAU

  • LuccasVillela

    Carro super honesto.

    • R0CKERZ

      Suuuper honesto forçou um pouco, mas beleza.

    • Louis

      Só se for a versão "normal"

  • crigosp

    50 MIL numa palhaçada dessa? Tá louco!? Prefiro outro. Vou de TIIDA ou Tiggo e ainda me sobra um bom troco!!

    • AutoIng

      Eu ia esculachar também, mas depois que vi que o CrossFox tá 55 mil (com motorzinho 8v ainda por cima) até desisti de comentar sobre o preço :S

      • giodoesitbetter

        Para dar 55 mil no falso aventureiro CrossFox, junte uma graninha e vá de Suzuki SX4/Fiat Sedici.

      • silasrana

        E a Palio Adventure que começa em 54mil e pode chegar a 65 na versão mais completa?… Enfim…

        • MArcelo1985

          Pelo menos ela vem com motor neh

          • silasrana

            Motor sozinho não faz toda a diferença.
            De que adianta um bom motor se o carro é alto, usa pneu de perfil misto e não tem estabilidade? Mas enfim, continuo com a ideia de que esses pequenos psedo-aventureiros não entregam muito pouco pelo que se cobra por eles.

    • AugustoSPBR

      Vc se esqueceu que a plataforma do sandero/logan é a mesma do tiida. A Renault e Nissan tem uma parceria de compartilhar plataformas, peças, motores. Pesquise um pouco mais antes de falar besteira.

      • Tripa-Seca

        E daí que a plataforma é a mesma? Isso faz do Tiida o mesmo carro que o Sandero?

  • RadsonBrasil

    Tenho um e estou muito satisfeito! Excelente posição de dirigir, ótimo espaço interno, bom motor, revisões a preço fixo e custo baixo pra quem roda cerca de 10 mil Km por ano dá pra manter o carro na garantia por três anos por aproximadamente R$ 700,00. Pesquisei bastante antes de comprar e o melhor custo beneficio sem dúvida hoje nesta categoria é o Stepway. Agora há quem prefira pagar 52.000 num fox com pneu atrás só por que é Volkswagem….eu particularmente paguei 42.000 completo em 18 vezes e SEM JUROS.

    • Cris Tiane

      Também tenho e eu e meu marido estamos muito felizes com ele! Não sei de onde tiram tantos defeitos ou críticas! Se quem critica pode pagar um melhor e mais luxoso ou tecnológico, que compre! Não compramos 0 KM, foi um modelo 2010/11, mas estava num preço bem acessível. Por enquanto não temos nada a reclamar…

  • Leandro1978

    Cadê o pessoal reclamando que abs e air bags são apenas opcionais? E os que falam da suspensão, afinal ele utiliza a suspensão dianteira similar à do Corcel, ou não sabem? Do acabamento ninguém vai reclamar, né? E os que reclamam dos valores? Também estamos falando de um carro que, completo, chega a quase R$ 50.000, afinal são "apenas" R$ 2.500 para bater na casa… Eu sei que estou sendo bem chato, mas insisto na tecla, já que o pessoal que frequenta o NA se acha tão entendido em relação a assuntos automotivos, devem destacar os aspectos positivos e também os negativos de todos os modelos, sem exceções.

    Em relação ao Sandero, não gosto desta versão, assim como não gosto destes pseudo-aventureiros. São mais caros que as versões normais, além de, em muitos casos de suspensão elevada, serem menos estáveis. A própria matéria cita isso. A vantagem em relação aos concorrentes, é o menor preço, inclusive quando todo equipado. Faltou a matéria falar sobre o Gol Rallye, que parte dos R$ 43.950, já com abs e airbag duplo. Porém sem ar, item que adiciona R$ 2.800. Mas estão lá a suspensão elevada, rodas 15", etc. Completo chega a R$ 51.900. Como já citei, compraria a versão normal.

    • AutoIng

      "Suspensão de Corcel"? Leandro, anda em um Gol G5, e depois num Sandero, pra sentir a diferença. O Sandero se comporta de forma mais parecida com um carro médio. Ele só te lembra que é de uma categoria inferior em velocidades bem elevadas, que é quando começa a pedir correções e o ruído também se torna evidente. No dia-a-dia é muito estável e tem conforto, coisa que no Gol é inexistente, pois os ocupantes recebem um "soco" em cada defeitinho do asfalto (e sim, já andei muito em Gol G5 pra saber do que estou falando). Já o Sandero é uma delícia em asfalto ruim, absorve tudo com uma tranquilidade impressionante (faz o Gol parecer um pesadelo!). Sobre ABS e air-bags como opcionais concordo 100%, é ridículo que a Renault oferece um carro acima de 40 mil sem estes itens de série. Em relação a pseudo-aventureiros também concordo, não são do meu gosto, mas "menos mal" se pelo menos não tem o perigoso estepe grudado na tampa traseira.

      • Kenny_

        Acho que o ponto da questão que o Leandro se refere é que se o carro cai no gosto dos usuarios os defeitos dele passam despercebidos e vice versa. E fazem criticas bastante imparciais. Um bom exemplo (entre vários) é o Sentra que tem freios a tambor nas rodas traseiras tal como o Elantra mas nunca foi criticado por isso em todo seu tempo de mercado. Já o Elantra nem lançou e todo mundo já apedrejava por isso mesmo não tendo um desempenho tão ruim nas frenagens.

        • faelfm

          Meu amigo, concordo contigo, porem você usou um péssimo exemplo, comparando Sentra com Elantra, afinal a diferença de preço entre os 2 carro é de quase R$ 20.000,00… e com essa diferença de preço é lógico que o carro tem que vim com mais conteúdo.

          • Kenny_

            Tem 20mil de diferença agora, quando lançou o Sentra era mais caro que o Corolla. O que fez ele baixar de preço dessa forma foram as pessimas vendas. A Nissan é uma marca "queridinha" aqui e mesmo nessa época esse detalhe passou despercebido.

        • Leandro1978

          É exatamente isso que estou falando, a parcialidade de muitos aqui. Se acham conhecedores de carros e que o mercado nacional é tendencioso em relação a algumas marcas, mas praticam o mesmo aqui. Assim, qual a diferença?

        • Landrutt

          O Sentra tem freios a tambor??? Juro que não sabia disso. Pra mim um carro pode frear igual a Discovery pousando na terra com seus paraquedas, se tiver freios a tambor eu excluo sumariamente da minha lista de intenções. Ainda mais quando se trata de carros de mais de 50 mil reais, é palhaçada.

          • giodoesitbetter

            Mas até 50 mil, quem tem disco nas 4, tirando Fiat 500?

            • Landrutt

              Eu me referi ao Sentra e Elantra, que custam mais de 50 mil. Mesmo no Nissan – que só é vendido por "preço de banana" porque é um mico no mercado – é inconcebível ter freios a tambor.

      • Leobr00

        Putz o G5 bate tudo no menor calombo do asfalto. O Polo também vai pelo mesmo caminho e tão apertado quanto.

        • thales_sr

          Caramba, Polo apertado, Gol apertado… Qual seu tamanho?

          • giodoesitbetter

            Uns 4,15m. Eu fico folgado no Polo, com 1,85m.

            • thales_sr

              Eu queria saber o tamanho do Leo, pois não me sinto apertado em praticamente nenhum carro, medindo 1,75m.
              Tem gente que vai argumentar "ahh não dá pra levar 5 pessoas sem se apertar no carro", realmente, nesse caso eu que sou o ponto fora da curva, eu vejo se o carro ME cabe, e mais uma pessoa. Esse é o meu caso em 98% dos casos.

          • Leobr00

            1,90. E a família na média de 1,70m. O banco de trás para a galera de um Polo não difere tanto de um Gol.

      • Leandro1978

        Não sou eu que falo que a suspensão é similar à do Corcel, mas sim o Best Cars, que o avaliou em seu teste de longa duração. Além disso, não dou minha opinião à respeito, apenas estou citando este fato. Cobro isso, pois se falam das suspensão traseira do Gol G5 ser a mesma do G4, devem falar também do Renault, afinal a maioria aqui se diz conhecedora de assuntos automotivos, então deve prestar atenção nisso. Em relação ao desempenho, acho o Sandero confortável, pelo menos as versões normais. O fato da suspensão ser semelhante à do Corcel, na minha opinião, não o desmerece.
        http://bestcars.uol.com.br/mes/renault-sandero-st

    • faelfm

      Leandro, cada segmento atende um grupo de pessoas. Neste país gigante tem muitas pessoas que passam por estradas de terra e não tem condições de comprar um aventureiro de verdade como você diz.

      • thales_sr

        Sinceramente, onde esses pseudoaventureiros passam, carro normal passa também. Essas jabiracas atolam na primeira lama que encontrarem pela frente.

        • Sias

          Nem todo o normal passa já que eles são mais altos e não é só na lama que se anda. Tem carro que é baixo demais pra sair do asfalto (idem para o perfil dos pneus).

          • thales_sr

            Sempre tem outras opções. Onde o Sandero Stepway vai, o normal também vai. A diferença de altura é pequena.
            Além do mais, sempre tem opções "não aventureiras". Falar que vai pegar um "Adventure, Cross, Stepetc" porque vai pegar lama é balela das grandes.

            • Sias

              Não falei lama… A diferença não é tão pequena, já tive muito carro baixo (não eram rebaixados) e dependendo de onde andava raspavam sim o assoalho no chão, batia com a surdina em lombadas…. Negar isto é não querer enxergar o óbvio.

              • thales_sr

                Acho que você não entendeu direito o que eu falei… Explicando: Pegar um Sandero Stepway no lugar do Sandero, ou um Gol Rallye no lugar do Gol normal, não fará você ir mais longe. Carro baixo tem sim, mas esses não tem versão "aventureira".

                Precisa de carro pra meter em buraqueira pesada e barro? Vai pra ranger, s10, carro alto de verdade. Carro normal sofre em buraqueira, mas esses pseudoaventureiros também. Bota pra andar no mato e dois meses depois tão rangendo todo. Então a única razão pra comprar um carro desses é porque o sujeito achou bonito. O carro é mais caro, desempenho inferior, consumo maior, desempenha a mesma função da versão "civil"… Só sobra o fator "beleza", que é totalmente pessoal.

                • Sias

                  Pelo visto tu é que não entendeu o que falei….Não falei pro cara ir pra lama…pro barro, nem quero que ele seja usado pra andar no mato todo dia.

                  Ninguém tá falando em buraqueira pesada e barro…..

                  • thales_sr

                    ?????

                    • Sias

                      Pois é….

                    • thales_sr

                      Você falou, falou, e não disse nada…

                    • Sias

                      O mesmo que tu…Parece que não entendeu que não estou dizendo que é pra pegar este carro (ou outro do tipo) e ir pra lama, pro barro. Parece que quem compra este carro só o faz porque anda fazendo trilha…

                      Tu veio com a história da lama e eu já disse por mais de uma vez que não é disto que estou falando….

                    • thales_sr

                      Então estamos falando a mesma coisa.. Eu falei que quem compra esse carro é pra tentar impressionar o vizinho, ou pra se "sentir aventureiro", porque eles não têm aplicação nenhuma. Simples assim.

                    • Sias

                      Não estamos não…Eu disse que quem compra este carro pode estar procurando um que consiga passar ileso em estradas de chão mal conservadas, por lombadas, sem se preocupar se vai bater, e não acreditando que vai enfrentar lama, barro, como se estivesse em um 4×4. É claro que a questão visual conta, e muito. Ninguém compra um carro que não lhe agrade visualmente.

                      Tu deixaria de comprar o carro da tua preferência porque poderiam pensar que tu quer impressionar o vizinho?

                    • thales_sr

                      Um carro que passe por lombadas sem se preocupar se vai bater existe aos montes, mas aos montes MESMO. Carro que aguenta buraqueira também existe de rodo no mercado nacional. O próprio Sandero normal já passa nesses requisitos. Não tem a mínima necessidade de comprar um carro desses pra isso.

                      Ou seja, quem compra esse pseudo aventureiro, só compra porque achou bonito. Pagou a mais pelo plástico colado no carro… Parabéns. Aproveitem e comprem financiado.

                    • Sias

                      Tua opinião…simples assim. Até parece que é só plástico….. Deixa pra lá.

  • marciors01

    Não era a suspensão traseira similar a do corcel?
    O gol é podre, o motor está aguentando pouco, o interior apesar de um visual agradável bate demais, ao contrário do sandero e logan que produzem poucos ruídos de acabamento.
    Agora o maior ponto negativo do gol são os bancos, péssimos, estreitos, assento curto e baixa densidade, por ser estreito e utilizar espuma de baixa densidade não dá apoio nenhum ao corpo, já o banco do sandero é relativamente largo e tem ótima densidade.
    Principalmente em viagens o banco é importantíssimo e sempre noto que as pessoas dão pouco valor aos bancos, NUNCA compraria um carro com os bancos ruins do gol, seja qual for o carro, com bancos ruins é impossível um carro ser confortável, o sandero como carro é bem superior ao gol como um todo.
    O gol oferece maior estabilidade e um cãmbio superior, mais nada, mas por outro lado tem suspensão dura e desconfortável, no restante são iguais ou o sandero é superior.

    • Leobr00

      Já li aqui que os bancos do Gol lembravam "cobertor de mendigo", tenso.

    • thales_sr

      Motor do Gol aguentando pouco? Talvez se não trocar o óleo…

      • marciors01

        Um amigo trabalha na ecosul, concessionária de pedágios aqui do RS, as saveiro G4 andavam perto de 500.000km até haver necessidade de retífica, as novas G5 não chegam aos 200.000km, é o tal VHT que na verdade não aprovou.

    • Rox_

      Os bancos do Gol realmente são ruins. Mesmo sendo muito melhor de guiar que o meu Palio Economy, as viagens longas no Palio eram menos cansativas do que no Gol.

      • Tripa-Seca

        heheh…Estou no mesmo caso, só que o meu é ELX…

    • Leco222

      Banco ruim é o do mille, tenho enorme carinho pelo mille e qdo precisei comprar meu primeiro popular aluguei um por uma semana…não consegui dirigir por mais de uma hora sem sentir dores no joelho, nos meus saudosos fiat prêmio csl isso não acontecia por horas a fio.

  • Dragoniten

    "A entrega de potência é bem linear e o torque máximo aparece logo a 3.750 rpm"

    LOGO a 3.750rpm? O pessoal perdeu o bom senso né? Você dizer que o torque máximo aparece "logo" em uma rotação superior a 3k é um absurdo! Falar que tem 80~90% do torque em menor rotação também é válido.

    O pré-histórico Zetec 1.6 8v da Ford tem já 15kgfm de torque nas 2k rpm (máx de 15,8kg com etanol, não sei exatamente em qual rotação) e ISSO SIM é torque "logo" em uma rotação baixa.

    • thales_sr

      É que o corte de rotação desse motor é em 18 mil rpm rapaz, você não entendeu… rsrsr

      • Tripa-Seca

        heheh…De qual moto você está falando?

      • Dragoniten

        HAHAHAHAHAHAHAHAHHA

        Isso explica tudo!

    • PauloECosta

      Exato! Parei de ler a reportagem depois dessa frase épica: "O torque surge logo a 3.750 rpm" que comentário sem noção. Desde quando isso é logo? Essas avaliações de carro cada vez mais parecidas com receita de bolo ou música baiana. Vão completando as lacunas de um texto já pronto e "VOILÀ" está feita mais uma avaliação de veículo.

      • Dragoniten

        HAHAHAHAHAHAHHA, exatamente! Só trocam as informações, as palavras e expressões utilizadas são as mesmas…

  • macaense

    Meu pai tem um, o carro é bem confortável, ótimo para viagens, bom espaço interno. O câmbio é gostoso de utilizar, porém os pedais ditos "eletrônicos" são ruins para se acostumar, no começo é comum deixar o carro morrer algumas vezes. Não achei os bancos de couro de qualidade duvidosa, na minha opinião é um material muito bom. O carro já teve alguns problemas, mas no geral, é um ótimo carro.

  • wrlopes

    Deveriam trazer alguns cientistas russos para fazer um estudo de caso da VWB, um carro de 50k tem ar condicionado como opcional e vende que nem pão, tá cheio na rua, tudo vidro fechadinho.
    Agora vou passar a olhar para as pessoas e ficar me perguntando porque pagaram ar como opcional em um carro de 50k.
    Essa VWB é um fenômeno, podem levar os executivos para a Grécia que eles tiram aquilo do buraco.
    Quanto ao Sandero tenho um amigo que tinha um Gol 5 ''completo''(com rodas, volante, teto, ar roda, etc), foi assaltado e a seguradora o ressarciu com dinheiro, acabou escolhendo o Sandero completo.
    Até hoje procura o ladrão pra lhe dar um abraço e agradecer.

    • Marcola

      Cara. eu to morrendo de rir com seu comentario. Mas na minha opnião Renault nunca vai bater na Volkswagen. (Se for contar com todos os segmentos). ^^

  • leandro_sylvio

    Custava 52 mil,o preço que peguei meu I30 seminovo com 2.700 km rodados.Absurdo o preço dos populares no brasil.Eu também não aconselho a comprar Renault,um amigo meu comprou um sandero completo à vista por 37 mil em menos de um ano ele voltou a mesma consecionária aqui em Recife pra ver se trocava por um Fluence e financiava o restante,ele ainda não tinha chegado nos 10 mil Km rodados,eles avaliaram o carro dele em inacreditáveis 25 mil,meu amigo ficou revoltado e prometeu nunca mais comprar Renault.

    • JMOREIRA

      Talvez seja melhor negociar com terceiros ou trocar por um semi-novo, nenhuma concessionária seja de que marca for vai pagar o valor de mercado num carro. Eu tinha um Chevrolet Classic ano 2007, o carro estava impecável, na tabela Fipe da época (2010) ele tava R$ 23.200,00, levei numa concessionária chevrolet e tiveram a coragem de oferecer R$ 15.000,00 reais se eu desse o meu carro de entrada num zero. Lógico que negociei com um particular, meu Classic foi vendido por R$ 22.000,00 reais.

      • Alec_T

        Trocar de carro dando o seu de entrada nas CSS quase nunca é bom negocio. (Aliás coloquei "quase" não sei nem porque)

        Não é dificil deduzir que eles precisam comprar o seu carro mais barato porque eles revendem pelo preço normal. (A não ser que o dono da CSS vá ficar com o seu carro).

        Ter um pouquinho de paciencia e vender no particular é o melhor negocio.

    • Tripa-Seca

      Quem faz o valor do carro é o mercado, não a fabricante…

  • markinmoura

    Só lembrando que o peugeot 307 top (AT, abs, airbags, couro) que vai sair de linha, está sendo desovado por 48k.
    Muito mais carro que um sandero….

  • JMOREIRA

    Tenho um Sandero Vibe ano 2010, atualmente com 18.000 km rodados completo mais air bag duplo e na empresa temos um Logan ano 2008 com mais de 150.000 km rodados. Sinceramente acho o carro muito bom, como todo carro existem algumas falhas de projeto, mas em se tratando de um carro "popular", considero um dos melhores custo-beneficio que existe. Só não compraria zero, aliás não compro carro zero de marca nenhuma, meu Vibe, por exemplo, comprei com um ano de uso 6.700 km rodados e paguei R$ 33.000,00 reais.

  • JMOREIRA

    Esse será o meu futuro carro, quando encontrar um semi-novo bem conservado, zero nem pensar seja de que marca for.

    • Tripa-Seca

      Como eu disse em outro post, a turma do carro usado faz questão de ressaltar sua preferência, não importa o post, não importa o assunto…

      • JMOREIRA

        Tripa-seca, não faço questão de ressaltar minha preferência por carros semi-novos, mas é a minha opinião e isso ninguém vai mudar. Isso é uma questão de racionalidade a única cosia da qual faço questão e de valorizar o meu dinheiro.

        • Tripa-Seca

          Desculpa, quem falou que você não pode colocar sua opinião? Onde leu isso? Foi algum moderador?
          Desde quando pagar 10 mil em um carro de 15 anos que deveria estar no lixo é ser mais racional que pegar um Celta, um Clio, um Mille? Desde quando pagar 30 conto em um Corolla com 4 anos de bunda sentando no banco do motorista, rodando não se sabe por onde, não se sabe como, é mais racional que comprar um City que seja?
          Mas a discussão nem é essa: Um usado pode ser uma escolha racional frente a um zero km (Nem sempre, ao contrário do que a turma do usado prega). O post é sobre o Sandero Stepway. Comparar com o Gol Rallye? Ok, vale. Comparar com o New Fiesta? Os conceitos são diferentes, mas a discussão pode ser "O que fazer com 47 mil reais". Comparar com o Duster? Acho até interessante: "Quando você quer sair um pouquinho da terra, qual o Renault que melhor te satisfaz?"…Agora, entrar aqui, e ressaltar que não compra carro zero km, é só uma auto-afirmação que não acrescenta em nada ao post…
          O que não tira seu direito de comentar, é claro, e de alguém expor seu ponto de vista em cima da sua opinião…

          • msouza91

            Falando nisso, não sei como alguma viúva do Sentra ainda não veio comentar que pegaria um Sentra por não sei quanto. Daqui a pouco aparece alguém falando isso…

            • Tripa-Seca

              "50 mil" é a senha do blog para "Sou mais o Sentra", "Tem gente que prefere Gol nesse valor", "Fiesta/City" estão caros…

  • Louis

    Eu pagaria 50 pilas num jurássico Golf antes de pagar este preço num Sandero inflado com plásticos!

    • michel_sp

      nisso tive que concordar..

    • wrlopes

      Guarde os 50, vai por mim…

  • Xico Pires

    Gosto muito do Sandero, em especial o Stepway. Até a cor cinza que não costumo gostar muito cai bem no carrinho. Tenho 2 amigos que têm Sandero e não trocam por nada. Como eles dizem, Renault é "pau pra toda obra".

  • jersaosp

    Pra mim da série "pseudo" é o melhor, tem um preço bom 47k completo com abs e airbag, apesar de ser simples se vê que foi bem construído e projetado, diferente, por exemplo de um agile que é cheio de adaptações e gambiarras. Não é perfeito, tem seus defeitos mas nada que comprometa o conjunto!

    • Tripa-Seca

      Curioso que quando outros carros, como Palio, Siena, Fox e Gol chegam perto desses valores, é uma gritaria só…Agora, para o Renault, é um bom preço…

      Vai entender…

      • jersaosp

        Se o crossfox tivesse esse preço com os mesmo itens que o sandero tem seria uma ótima opção! Tudo é questão de preço e oq oferece! o gol é bem inferior ao sandero, na minha opinião, sem comparação. O palio weekend que tem a versão adventure com esses itens beira os ridículos 60k…

        • Tripa-Seca

          Ok, então me diga o que o Gol de valor similar a esse Sandero fica devendo ao mesmo…
          E aí, Leandro, você estava correto: Para o Gol de 50 mil ficar em um bom preço, era só colocar um Losango na frente!!
          Amigo, não se preocupe em responder: Eu mesmo elucido que o Sandero tem que o Gol não tem:

          Sandero: Espaço interno do Altima, o câmbio você pode escolher entre o CVT e o semi-automático de 7 marchas da Red Bull Racing F1. O motor também é da Red Bull… O 1.0 usa o motor do Clio V6.
          Gol: chassi do Fusca com carroceria da TL (O Voyage usa do 1600). Motor 1300 a ar com carburação simples.

          • jersaosp

            Além do espaço interno, em termos de acabamento, pra mim, o sandero consegue ser menos pior que o gol, a suspensão também acho melhor acertada, doq a do gol, que na minha opinião é rígida por demais tornando viagens médias e longa bem penosas para o motorista e passageiros. E o principal, PREÇO o gol ralllye é pouca coisa mais barata que o stepway!!

            • Tripa-Seca

              Curioso isso: O Gol é um pouco mais barato que o Sandero e o preço é uma vantagem…Do Renault!

              Acho que entendi a questão: VW a gente critica, Renault a gente elogia…Não importa a lógica do assunto…

  • rafael100rs

    Tenho um Stepway TOP, completo de tudo o que tinha disponível para o carro, inclusive bancos em couro. Estou gostando do carro, está com 4 mil km e não me arrependo da compra. Paguei 45500 ele zero.

  • vfritzt

    Ainda não me falaram o pq NÃO COMPRAR um sandero. Quero comprar um usado de um amigo, 16 8v e ele acabou de trocar por um 1.6 16v. Só elogios pro carro e eu dirigi algumas vezes fiz viagens longas nele (rio – bh) e concordei. O carro parece ser ótimo , so o acabamento é meio tosco. Dor de cabeça tive com meu gol g4

    • R0CKERZ

      tenho um sandero 2011/2011 1.6 8v com 1 ano e meio de uso e 34.000kms rodados e por enquanto sem problemas. Todas revisões fixas na CSS e o mecânico sempre fala o que eu posso fazer la ou fora, obviamente pq na CSS é td caro. Por exemplo o alinhamento e balanceamento que fiz fora por recomendação do proprio mecanico da Renault na revisão dos 30.000kms

    • Leobr00

      Você vai pegar fora da garantia? Esqueça revisão em concessionária, pois lá vai ser tudo caro, inclusive as peças. Veja também a condição dos pneus, pois um jogo novo do mesmo modelo do original é bem caro.
      Isso vale para o Sandero 1.6, mas fique ligado que para outras marcas também.

      Ainda não encontrei motivo para me irritar com o carro, até o tal estepe fora eu precisei trocar e não foi um bicho de sete cabeças.

  • CanalhaRS

    Brasileiro é muito otário mesmo….os fabricantes deitam e rolam com essas piadas sobre rodas e o trouxas pagam 50 mil sorrindo…

  • Jason V.

    Não vou muito com a cara dos pseudo aventureiros. Se fosse comprar um sandero, compraria o normalzinho mesmo.

    No entanto, o custo benefício do bichinho é bom.

  • ubiratamuniz

    Não gosto do conceito do stepway, assim como não gosto dos carros comuns que dizem "mamãe quero ser jipe" que temos por aí (leia-se Idea Adventure, Crossfox, Weekend, etc.). Pseudo SUV (Ecosport e Duster) ainda vá lá, pois agregam outras coisas ao carro, como espaço interno e porta-malas , mas hatch travestido de jipe não dá, e o povo ainda paga a mais por isso.

    na real, melhor um pseudo esportivo (que pelo menos o visual combina com o estilo do carro) que um pseudo SUV.

    Sobre os comentários:

    Gostaria que o pessoal aí de cima que diz Renault nunca mais se manifestasse por quê, já que tanta gente perguntou. Avaliação de usado na troca por um zero km não é justificativa: carro deixou de ser investimento há muuuuuuuuuuuito tempo, você compra e VAI PERDER DINHEIRO, se for na troca então, é lógico que as CC vão colocar o valor lá embaixo, seja de que marca for o carro.

    Sobre o carro:

    Manutenção é bem barata, basta não aceitar a empurroterapia das concessionárias e fazer só o necessário que você gasta bem pouco. O meu tá indo para a revisão dos 20 mil km na próxima semana. Seguro também costuma ser bem em conta: minha renovação vai sair por 935,00 no meu perfil (Sandero GT, 10/11, casado, acima de 30 anos, habilitado a mais de 10, sem filhos, garagem em casa e sem estacionamento no trabalho, bônus classe 10, Brasília/DF), acredito que para o Stepway seja na mesma faixa, e para as outras versões (Expression, Privilége, etc.) que não tem "adereços" de "pseudo esportivo" ou "pseudo aventureiro" o seguro ainda seja mais em conta.

    Sobre a avaliação:

    Eu não diria que os plásticos do interior dos Renault dessa faixa de preço passam impressão de "má qualidade", a menos que estejam comparando com carros de segmento superior. Impressão de má qualidade todos os "populares" dão, então eu acredito que o mais correto a se dizer seria que estão na média do segmento.

    Não considero os 3750rpm necessários para aproveitar o torque do motor como "baixos" como ele disse. É uma faixa de rotação boa pra quem gosta de colocar o motor pra girar, mas se você anda com o pé leve vai achar o motor bem fraco sim. Se você não gosta de esticar marcha e quer um Sandero, a menos que sua opção seja por um automático (que só existe 1.6 16v), recomendo que pegue um 1.6 8v. Obs: eu GOSTO da tocada do 16v e não o trocaria por um 8v, mas pra maioria absoluta dos motoristas que não gosta de dar umas "esticadas" nas marchas, sim, é um motor bem fraquinho em baixa rotação.

    O consumo apontado está próximo do que consigo com o meu aqui em Brasília (que é praticamente ciclo misto): 8,2 de etanol, e para os curiosos, entre 10,8 e 12,0 na gasolina dependendo do peso do pé, ar ligado 100% do tempo. Detalhe que esse motor Hi-Flex 1.6 16v da Renault é MUITO mais divertido de guiar abastecido com etanol: funciona mais liso e é sensivelmente mais esperto. Não medi na estrada porque ainda não tive a chance de viajar com o carro.

    • msouza91

      muito boa sua análise, o problema do Sandero e de acharem que ele é lerdo, é de quem dirige e está acostumado com motorzinho 1.0 8v, o K4M (motor 1.6 16v da Renault). Boa análise de carro não ser investimento, são pensamentos assim que ajudam a amadurecer o mercado.

      • AutoIng

        Carro 16v exige manter o giro mais elevado mesmo, até no Focus 2.0 16v dá pra sentir isso. Aliás mesmo nos motores que têm comando variável nota-se que abaixo de 1500 rpm existe certa letargia comparado aos 8v, mas isso é um único ponto negativo no meio de um monte de outros pontos positivos (maior eficiência térmica, menor consumo, maior potência e torque, reserva de força em altas rotações pra ultrapassagens, menos poluente, etc).

    • Turbo_Car

      Sei que em Brasília tem engarrafamento como nas outras capitais do pais, mas ai vocês não pegam engarrafamentos em ladeiras, por isso o consumo em Brasilia tende sempre a ser melhor do que em outras capitais.

  • Anderson_sp

    O cara lá em cima da 1º resposta, dá um conselho de não comprar o carro, mas não dá motivo ???!!!!

    Putz ajudou bastante.

    • Cintia

      Oi Anderson,
      vou te dar os motivos que vc precisa… tenho um stepway com 12.000, comprei zero, alias é o meu primeiro zero e sinceramente errei na escolha.
      O carro consome muito, o meu faz 8.9 na cidade e 11.8 na estrada, sempre na gasolina.
      Quanto a estabilidade não existe, qualquer vento lateral e vc ta ferrado, ah e pisar…acima dos 120 já era.
      É extremamente desconfortável para viagens longas.
      O ar tbém não resfria, vc precisa colocar no 3 e aí pode desligar o som se não vc fica louco com o barulho….levei na concessionaria e me informaram que ele dá 8 graus na saída e o Chevrolet por exemplo da zero, ou seja não presta mesmo.
      Quanto aos plásticos do painel não sei se são de boa qualidade…mas na revisão dos 10.000 o mecânico observou que o meu esta com muitos ruídos.
      A porta do motorista cedeu bastante e teve que ser ajustada.
      Na há um bom isolamento, ou sei lá o que acontece, mais o barulho do motor incomoda bastante, principalmente acima dos 3.000 rpm.
      O carro tbém não desenvolve, durante a semana trabalho com um gol 1.6 ou um palio weekend e quando vc arranca o carro te cola no banco com facilidade, já com o stepway isso nunca aconteceu nem arrancando com a rotação lá em cima..a verdade é que parece um 1.0.
      Quanto ao cambio a marca já desengatou duas vezes sem explicação e a ré as vezes é difícil de engatar.
      Quanto aos pneus ouvi falar que não são de boa qualidade..se são eu não sei mas com certeza fazem um barulho danado…enche o saco..ou melhor os ouvidos.
      Não entendo muito de carros e todas as mulheres que possuem um stepway que eu conheço adoram os seus…. até hoje eu fui a única a reclamar tanto…então sei lá.
      Se ajudar meu marido não aprovou minha compra porque tbém não gostou do carro.

  • Landrutt

    Eu gosto do Stepway. Podem me crucificar. Só não compraria porque não pretendo ter um Renault nunca mais, prefiro um Effa M100 ou qualquer outra porcaria qualquer. Já passei por um inferno com uma porcaria de Clio Sedan que funcionava quando queria – e parava de funcionar quando queria também,e onde queria – e não irei arriscar sabendo que a única fonte de manutenção dos Renô aqui nunca fez nada que prestasse. Antes que me critiquem dizendo "não significa que outro Renault que você pegar vai ter os mesmos problemas", saibam que qualquer pessoa ficaria traumatizada se seu carro apagasse de madrugada uma avenida ao lado de uma praça cheia de gente fumando crack e só saísse de lá guinchado, se deixasse seu carro no estacionamento de um supermercado e todos os vidros tivessem abertos ao retornar para o carro, ou se os vidros se recusassem a abrir também, se as portas destravassem sozinhas com o carro em movimento ou mesmo estacionado e no alarme. Isso é só uma pequena amostra do que a porcaria do Clio fazia e a Renault estava sambando para os problemas.

    • ubiratamuniz

      Entendo bem o que quer dizer. Só tive dois carros da GM (um comprado bem rodado e outro tirado zero km) e ambos foram fontes de dores de cabeça enormes. Curiosamente o celta 1.4 pelado zero km deu mais trabalho que o omega 2.0 com 160 mil km, chegando a trocar a bomba de combustível 2 vezes na garantia e passear de reboque umas 4 vezes.

      MAS… apesar disso, os tempos passaram e hoje eu até teria coragem de comprar um carro da GM de novo. Tô de olho num Cobalt pra minha esposa pra quando for trocar o Logan 1.0 (podem falar o que for, mas eu gostei do carro, só a frente que é feia que dói, mas o interior do carro – que é a parte que você mais vê – é bem legal pro segmento) e num Cruze hatch pra mim. Não são as únicas opções, são apenas opções que eu considero com carinho… mas só daqui a uns 2 anos.

    • cintia

      Olha só deve ter sido punk. Mas um amigo comprou um uno que apresentou tantos …mais tantos problemas que a concessionaria recebeu de volta…..o carro era zero e ele tbém ficou traumatizado…sei lá deve ser azar mesmo.

  • Josades

    É questão de sorte ou azar. Tenho parentes que tem Renault Logan e Sandeiro, não vou dizer que todos estão 100% satisfeitos mais ninguém se arrependeram da compra. O problema é que as vendas de carros estão a mil por horas e é ai que esta o problema, a qualidade dos mesmos não se dá muito bem com produção acelerada, consequentemente algumas peças passam despercebidos pela analise de qualidade e dai são montadas nos carros, com isso nos consumidores acabamos adquirindo uma BOMBA RELÓGIO com quatro rodas ou mais. Eu já tive um Palio que era só dor de cabeça. Hoje tenho um Classic que é só alegria o mesmo não posso disser do meu vizinho que tem um Classic que é só tristeza!

  • xam72

    Tem gente que gosta dos Renault, conheço algumas…… Tenho um amigo que faz embalagens industriais e foi até a fábrica da Renault em curitiba fazer serviço terceirizado e me disse: " A Renault é um inferno, eles iam mandar um carro para apreciação e inspeção da marca na frança e estavam retocando a pintura." Mesmo assim fui ver o stepway automático na concessionária daqui de Maringá. Me pediram 55 MIL num com pintura metalica, Automático e AIRBAG, e ainda me mostraram um carro no showroom cheio de tinta nos apliques plásticos das portas.
    Desculpa, mas eu nao topo.

  • Felix_S

    Eu gosto da Renault. O que estraga é o pós-venda… Mas tive um Clio que com 70 mil km praticamente não tinha grilos.

  • vicente_xxx

    Depois de ter um New Fiesta, só sei de uma coisa: nunca mais quero um carro feito no Brasil

  • Tripa-Seca

    Se a resposta era para ele, porque não clicou em "Responder" no comentário dele?!?

  • AugustoSPBR

    Para as pessoas q tem ou já teve problemas em seus veiculos, que já saem falando q a fabricante n presta.
    N pode crucificar uma fabricante, por causa de um defeito em um veiculo. Se fosse assim, nenhuma prestava. Pq ha recalls todos os anos. Porque ja houve uma serie de acidentes, e o orgao responsavel obrigou-a fazer. Se alguem souber de uma fabricante q nunca teve um recall ou um problema, me fale q eu vou correndo comprar.Q eu saiba ate ferrari, já passou por recall este ano.
    Se vcs acessarem o site reclame aqui, havera praticamente todos os carros de todas as marcas, problemas mecanicos ou de acabamento.
    Aqui no Brasil, vc tem q ter sorte pra pegar um carro sem nenhum problema.

  • Sias

    Eu até gosto desta versão, o que não me desce é o acabamento interno. Já andei em um e achei ele bem macio.

    Pra quem diz que as versões normais vão no mesmo lugar ondes estas versões pseudo-aventureiras vão, sugiro olhar a altura deles em relação ao solo….Tem muita estrada de terra que carros normais ficam batendo em baixo, sem contar que pneus com perfil mais alto também ajudam nesta caso.

  • Fungo

    Eu gosto dos renaults… Minha proxima compra está sériamente pendente a um FLUENCE!

  • http://www.noticiasautomotivas.com.br Roxmmp

    Eu achava mais belo o Stepway anterior, e de longe Clio/Sandero/Logan são os melhores custo x benefício ou compras mais racionais em suas categorias. Basta ter sorte para não pegar um "estragado".

  • Leco222

    Gosto mais desse, se a promoção atual de entrada mais parcelas fosse em 36 para o stepway como é para o sandero normal eu estaria vendendo meu clio agora mesmo.

    • KVF

      As CSS estão fazendo no Stepway 60% de entrada e 0,49% de juros ao mês em 36 vezes, acabo de pegar o meu e estou muito satisfeito, ainda ganhei grátis frete, pintura metálica, tapetes, insulfilm e sensor de estacionamento. Basta negociar.

  • dudaserius

    Antes de tudo, quero dizer que não sou fã de nenhuma marca de veículos automotivos. Mas, como sou leitor do presente site, observei algumas coisas em relação aos comentários quando se referem à determinadas marcas. Por exemplo, "metem o pau" em determinado modelo ( WV Gol e etc.) por motivos justos em alguns pontos… Mas "alisam" em relação às outras marcas como o da reportagem. Renault Stepway? Fica no ar…

  • W_Costa

    Pode ser meio tarde pra comentar aqui, mesmo assim…
    É verdade que os carros pequenos estilo off-road (de plástico) são caros, mas caiu no gosto do povo e são realmente (admito) bem estilosos (amigo meu tem um Stepway 11/12 e posso afirmar), o carro em si, melhorou em relação a primeira versão em vários pontos, mas ainda é (construtivamente falando) um popular, e em detalhes e acabamento, um pouco acima da média dessa classe, e possui alguns atributos nativos como boa posição de dirigir, altura (realmente) elevada do solo e porte de carro médio, o que lhe proporciona robustez visual, e comparando aos concorrentes seu custo-benefício é vantajoso.
    A única falha da Renault com relação as versões do Sandero, é quanto a escolha do motor, pois, para estradas de terra se precisa de torque em baixa (motor 8 válvulas seria o ideal para o Stepway) e nas estradas pode-se gozar de torque em alta (motor 16 V seria mais conveniente para a versão GT-Line), tá tudo errado.

  • Cristiano1978

    Faz uma semana que comprei o meu Sandero Stepway 2013 completo (abs,airbag,bco de couro, sensor de ré,central multi-midia) e estou muito satisfeito, o acabamento, conforto e espaço interno me surpreendeu,dou nota 10.

  • Noia

    Tenho um stepway e so rodei 200km, e faz uma media 3.8 a 5km na gasolina, segunda a concessionaria so vai melhorar com 1000km em diante, sera? Ate chegar la,tenho que ser socio de um posto de combustivel.

    • tiobito

      pra mim tu deve ter um fusca e esta sonhando q esta numa stp,kkkkk…

    • Shell

      O meu tb tá assim. Me falaram que é a injeção que tá desregulada, mas nada de consertarem!!!

  • Claudio Ap Freitas

    tenhu um sandeiro stepway e estou muito feliz com ele, nao me arrependo de ter comprado , gosto principalmente o espaço interno e a beleza que ele propoe externamente…

  • arthur

    é simplimente perfeito esse carro

  • Carlos

    Comprei um stepway (abs, airbag, bco de couro, sensor de ré, central multi-midia) esta semana e o carro é show. Este é o segundo Renault que compro. O primeiro ficou comigo 3 anos e meio e nunca deu nehum problemas. Fiz todas as revisões e o carro sempre me atendeu.

  • Claudemir

    Ola turma li todos os comentário sobre o Reanault Stepway, eu estou em duvida entre comprar um Idea Adventure 1.8 automatico ou um Stepaway tambem top. Confesso que o preços desses carros não são bem agradeveis mas eu estou querendo mais detalhes sobre os dois carros…

  • reinaldo

    O Sandero é um excelente carro, pau para toda obra. Visibilidade excelente, dirigibilidade excelente, espaço excelente, manutenção baixíssima. Estou no meu segundo e vou para um terceiro. Comecei no 1.0 passei ao 1.6 e devo ir ao Stepway ou ficar no 1.6 8v. Apenas o motor 1.6 16v tinha mais potência e era muito mais econômico o que foi uma lástima tirarem para colocar na Livina da Nissan. Está atualmente com 40.000 km em estado de zero, todo revisado na concessionária que aqui em Fpolis a Automega faz um serviço de primeira, embora eu seja super exigente e fiscalize cada item e reclame diretamente à fábrica se algo não ficar 100%. Recomendo para quem quer um carro que serve para toda a família, para praia e surf, para viajar, ir ao sítio e até um baile de gala. Não deixa vc na mão e o seguro é muito mais barato. E posso afirmar isto com certeza, pois tenho mais 3 carros, um Fiat Punto 2011, um Vectra 2010 e um Peugeot 208 2014, todos bons carros, mas em matéria de maneabilidade e visibilidade no trânsito e manobras, prefiro usar o Sandero. Alguns como o Peugeot 208 são ridículos em visão traseira.

  • Antonio medeiros

    Comprei um 13/14,stou muito satisfeito com carro,muito bom! se fosse 2.0 fechava com chave de ouro.

  • sandro

    genteee! todo carro tem ploblemas mesmo sendo novo, tenho um uno way modelo novo, e quando comprei fiquei triste com tanto barulho que faz dentro carro, parece que estao quebrando coco dentro do cambio. olhei na internet e tem muitas pessoas reclamando do mesmo defeito..e continua vendendo igual agua no sinal em dia de muito calor.

  • Leobr00

    Essa descrição foi hilária, Tripa heheh

  • Tripa-Seca

    É um cinza meio brilhante (Por causa do acúmulo de grãos de areia), que lembra muito as roupas surradas dos sem teto.. Além da falta de conta-giro, farol de duplo refletor…o resto é só perfumaria do pacote Trend…