Renault terá concorrente para o Maruti 800 na Índia – Modelo será feito também no Brasil

31/03/2014

renault-redi-go-1

Lembra-se da projeção do sucessor do Clio (imagens), feita com exclusividade para o NA? Pois bem, parece que a intenção da Renault é mesmo emplacar o subcompacto no Brasil. O projeto baseado no conceito Redi-GO deverá dar origem a um concorrente do Maruti 800 na Índia.

O modelo deverá ser barato o suficiente para tentar ofuscar o popular da marca nipo-indiana. Ele será baseado na plataforma modular CMF-A e de acordo com Jerome Stoll, chefe da Renault, o veículo deverá ser lançado no mercado local em 2015.

renault-redi-go-2

Ele será fabricado em Ouragadan, Índia, mas também terá outro endereço, sendo este no Brasil. Da mesma forma que a Renault apronta esse popular para dois dos membros do BRICS, também fará um equivalente ainda mais barato da japonesa Datsun. Dacia? Não foi confirmado, mas é provável.

A Renault descreve o carro como “atraente” e de “boa maneabilidade”. Ele terá motor de três cilindros com 900 cm3 no mercado indiano, mas aqui pode acabar usando o 1.0 Flex atual ou a mesmo 0.9, só que ampliado para 1.0 e com tecnologia flex, além de tecnologias para redução do consumo. Se hoje o Clio é o mais econômico, um modelo menor seria ainda mais eficiente. Fala-se também em câmbio automatizado.

[Fonte: Economic Times via IAB]













  • XST150

    Bom depois do Dacia a Renault vai mais embaixo….

    • 4lex5andro

      por enquanto esse carro é só uma projeçao mesmo ..

      que continue assim e que a renault mude de ideia e traga o novo twingo pra aposentar o old clio ..

      • agnaldodlanga

        kkkkkkk vai sonhando, brasileiro não gosta de carros como o Twingo e ele custaria pelo menos 31k

        • Felipe_Henrique

          Concorrendo com Fiat 500, o pequeno "mexicano" da Fiat ia ter trabalho dentro numa faixa de mercado (carro de imagem) em que ele vai relativamente bem, mesmo custando quase de R$45Mil.

  • oscar_fr

    Em um mercado onde Gol, Palio e Uno são campeões de venda, vamos criticar a Renault por oferecer um modelo que não tem esse logo na Europa, Não entendo esse argumento, pois ninguém fala que Gol, Uno ou Palio não são vendidos na Itália, França, Alemanha… E ainda, por trás desse argumento irá se esconder as qualidades de um carro que pelo que foi descrito parece que será econômico e propício para o trânsito das grandes cidades, que é o que precisamos. Agora se a Renault cobrar nele o preço que a VW pede no Up aí sim deve ser criticada.

    • netovskifln

      Estaria tudo resolvido se a Renault trouxesse os verdadeiros Renault paralelamente aos Dacia, posicionando-os no mercado de maneira honesta e não necessariamente acima da linha Romena. Não teria problema o Clio IV Dynamique custar 3 mil reais acima do Sandero Dynamique. Fica complicado quando a Renault só cogita trazer o Clio IV se a versão Comfort custar 8 mil reais acima do Sandero Privilége.

      Assim, parte desse desgosto provavelmente é de quem, assim como eu, vê a chegada de uma Captur sufocada pela Duster, a de um Clio IV sufocada pelo Sandero e a do Twingo sufocada por esse novo subcompacto de baixo custo.

      • FelipeLange

        Sabe o que era mais fácil?

        A Dacia vir para o Brasil e trazer Sandero, Logan e Duster, fabricados no Brasil, tão equipados como lá na Romênia e bem mais baratos que os carros de outras marcas.

        E a Renault continuar com o Clio e Mégane.

        • oscar_fr

          Eu não entendo porque um Renault brasileiro baseado nos Dacia precisa custar menos que seus concorrentes. Ele é sim baseado em um carro de baixo custo do mercado europeu, mas seus concorrentes estão disponíveis no mercado europeu? NÃO. Então por que o argumento só vale para Sandero ao passo que Gol e Fox, Uno e Palio, Fiesta Rocam, HB20 não são vendidos na Europa? A mesma coisa para Logan, ao passo que Classic, Siena, HB20 Sedan, Fiesta Rocam Sedan, entre outros, não são vendidos na Europa? Acho que não é crime nenhum eles custarem o mesmo que seus concorrentes nacionais pois estes a diferença dos Dacia não são vendidos na Europa, por exemplo.

          • FelipeLange

            Nesse ponto concordo.

          • netovskifln

            Tem roda razão. De alguma forma carros como o honestíssimo Logan e o Sandero foram submetidos ao crivo do exigente público europeu e não haveria por que custar ainda menos, sendo que já custam menos que os concorrentes nacionais como Gol e Palio.

  • Mc_

    Lixeira

  • cléber_vargas

    Do jeito que o povo brasileiro gosta de projeto de baixo custo, esse tem tudo pra dar certo!

  • CyborgPilot

    Mais um "indiano". Affff!

  • MarcosBittencourt

    "O modelo deverá ser barato o suficiente…" para custar a partir de R$ 30mil

  • ubiratamuniz

    Como carro urbano, parece ser interessante.

    Sobre o papo de "dacia, dacia", blah. Já deu né. QUALQUER UM com um mínimo de visão de mercado sabe que é mais fácil (e principalmente mais barato) aproveitar um nome já existente a tentar emplacar uma marca desconhecida, ainda mais no mercado brasileiro que é por natureza desconfiado de qualquer marca que não conhece. A própria Renault levou ANOS pra firmar sua imagem.

    É tudo do mesmo grupo gente. A mecânica é Renault. O projeto é da Renault. Só que na Europa foi vendido como Dacia. Em TODA a América Latina (e não só no Brasil) é oferecido como Renault. Faz alguma diferença PRÁTICA se o logo na frente não é? Em vez de reclamar de uma coisa boba como nome da marca, era mais producente reclamar que os Dacia Logan/Sandero na Europa sempre tiveram opção de airbags laterais, enquanto que aqui só os dois frontais exigidos pela lei.

    • luis_bedin

      Pois é, pior é pagar 75 Mil num civic pra ter AB2, 79 num Corolla sem ESP… Enfim, brasilis

      • FelipeLange

        Pessoal, vejam como o mercado brasileiro é vergonhoso.

        Itens de série do Logan romeno, na versão básica:

        – Airbags frontais e laterais, totalizando 4;
        – Controle de tração e estabilidade;
        – Assistência elétrica de direção;
        – Assistência de frenagem de emergência e freios ABS;

        E ainda tem o motor 1.2 16V.

        E o nosso tem assistência hidráulica só na versão de 34 mil e piscas laterais só na versão de 42 mil, mais pesada e defasada, criticada pelo Best Cars como pesada.

        Isso sabendo, que o carro custa mais barato que o nosso.

        Preço: $6890 euros ou aproximados R$22 mil reais. Baseando no salário mínimo deles, precisa-se de aproximados 38 meses para conseguir comprar o carro a vista.
        Preço no Brasil: R$29 mil reais. Baseando no nosso salário mínimo, precisamos de 40 meses para conseguir comprar o carro.

        Quem disse que carro emergente tem que ser pelado em segurança?

        Não acreditam? Olha a fonte aí: http://www.dacia.ro/vn/configurator/pricespecs/in

  • Vatttt

    Tô vendo que o buraco hoje em dia é mais embaixo!!!! Comprar carro tá fácil pra todo mundo, quero ver é manter! Carros de "baixo" custo de produção tendem a ser de "baixo" custo para a manutenção. Com exceção ao Fluence e Cruze e similares que são até mais simples que muitos carros da década de 90 mas cobram preços de super exclusivos para mante-los.

  • gusgm

    Não sei do que o povo está reclamando. Se feito na linha dos novos carros da Renalt, será bastante bonito, com motores mais modernos e econômicos e com melhor utilização do espaço interno.

    E principalmente, o carro será fabricado na moderna plataforma modular CMF-A! Ou seja, mecanicamente ele será mais moderno que o novo Clio, Captur…

  • saosao

    Que carro zuado esse da foto! parece vesgo por trás…

    • Felipe_Henrique

      É, foi o que pensei também.
      A traseira está bem estranha, mas ainda bem que esta é só uma projeção.

  • Rogerio_R

    Gostei do desenho do carrinho.

  • yagogabriell

    Mais bonito que o Etios ele é.

    • Felipe_Henrique

      Pela projeção é sim! Mas esperamos mesmo é que o modelo de produção seja mais harmônico que o "indiano" da Toyota vendido aqui.

  • ALVIN_1982

    O Clio Maria Gabriela já tem um sucessor que pode maquiar um pouco a defasagem da linha de entrada da Renault aqui no Brasil. Só esperamos que venha com o bom senso nos valores para venda, ou seja, beeeem abaixo do Sandero.

    • Felipe_Henrique

      Sendo um pouco irônico… Desculpe, mas quem é Maria Gabriela?

  • FelipeLange

    Pessoal, vejam como o mercado brasileiro é vergonhoso.

    Itens de série do Logan romeno, na versão básica:

    – Airbags frontais e laterais, totalizando 4;
    – Controle de tração e estabilidade;
    – Assistência elétrica de direção;
    – Assistência de frenagem de emergência e freios ABS;
    – Piscas laterais

    E ainda tem o motor 1.2 16V.

    E o nosso tem assistência hidráulica só na versão de 34 mil e piscas laterais só na versão de 42 mil, mais pesada e defasada, criticada pelo Best Cars como pesada.

    Isso sabendo, que o carro custa mais barato que o nosso.

    Preço: $6890 euros ou aproximados R$22 mil reais. Baseando no salário mínimo deles, precisa-se de aproximados 38 meses para conseguir comprar o carro a vista.
    Preço no Brasil: R$29 mil reais. Baseando no nosso salário mínimo, precisamos de 40 meses para conseguir comprar o carro.

    Quem disse que carro emergente tem que ser pelado em segurança?

    Não acreditam? Olha a fonte aí: http://www.dacia.ro/vn/configurator/pricespecs/in

    • netovskifln

      Lá não existe carro pelado em segurança por força de lei.

  • zzzepa

    …veja como eles pensam em continuar a investir no Brasil….subprodutos a preço de ouro….