Elétricos Governamental/Legal Híbridos Trânsito

São Paulo: Carros elétricos e híbridos agora estão isentos de rodízio

ford-fusion-hybrid-autopress-2

O prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), sancionou a lei municipal que libera a circulação de carros elétricos e híbridos em dias de rodízio. Assim, como forma de incentivar a introdução de veículos ecológicos, a cidade deixa livre o tráfego desses automóveis no centro expandido.

Além disso, a prefeitura desistiu de cobrar sua parte do IPVA de carros elétricos e híbridos, sendo esta restituída aos proprietários destes tipos de veículos. A outra parte cabe ao estado, que mantém a cobrança normalmente.

Para quem já pagou integralmente o imposto, a restituição é retroativa a 2014 e pode ser solicitada através de um formulário eletrônico com placa do veículo, Renavam, Nota Fiscal, dados pessoais e conta bancária. Apesar dos incentivos, a capital paulista tem somente 387 carros do segmento registrados. No estado são 723 particulares de um total de 2.214.





  • Fanjos

    Que estranho, o Malddad tendo uma ideia sensata?
    Ahhh é né…. não faz diferença nenhuma meia duzia de carros a mais nas ruas e ninguém vai sair comprando carro elétrico a esmo por isso e assim ele paga de descolado e bom moço.
    Tente de novo Raddard!

    • João Martini

      O cara erra pra caramba, mas leva escorraço até quando acerta? Aí fica difícil.

      • Fanjos

        Fala para ele conseguir carro elétrico sem imposto para todo mundo aqui de SP pelo menos que ai eu iria bater palma.
        Mas dar isenção para meia duzia de pessoas que já tem 2…3 carros na garagem não muda nada nas nossas vidas.

        • Vitor Almeida

          Fala isso pro Alckmin, quem tem poder pra isso é ele, mas duvido que ele faça!

        • Roger Rosato

          Já há isenção de impostos para veículos híbridos e elétricos em S. Paulo. Informe-se.

      • Gustavo73

        João normalmente pensamos parecido. Mas nesse caso concordo com o Fanjos. Apesar de parecer uma idéia com boas intenções, quanto custa um modelo híbrido ou elétrico hoje? Qual seria o real impacto dessa lei? No final das contas tem efeito nulo, tem um que de demagogia na minha opinião. Afinal mesmo que a frota desses modelos fosse multiplicada por 10 continuaria com efeito zero na prática.

        • Poucos donos tem um hibrido/eletrico, pois custam caro. Diminui imposto, diminui o valor do carro. Diminuindo o valor do carro, aumenta a demanda. Aumenta a demanda, aumenta a produção. Aumenta a produção, diminui o custo de produção. Diminuindo o custo de produção, diminui mais ainda o valor do carro. Assim é que funciona num país normal. Assim que foi com o Prius no Japao, e assim que está sendo com Mirai (Hidrogenio).

          Mas ai voce vai dizer NUNCA no Brasil vai diminuir o valor do carro. Mas aí é outra historia. kkkkkkk

          • Gustavo73

            Não há diminuição no valor do carro pela lei aprovada na matéria. Só de parte do custo de propriedade anual. Que deve girar em torno de 2 mil reais em um carro que custa 110 mil se formis ver qual se encaixa e custa menos. Isso para ter o privilégio de poder rodar a qualquer dia em SP. Nem todos estão dispostos a gastar tanto em um desses. Se os descontos fossem parecidos com o que se tem no primeiro mundo aí poderia ser alguma coisa. Fora que todos são importados e tem custo em dólar.

            • Luiz

              O desenvolvimento de carro hibrido esta estagnado, com o petróleo em baixa e melhor explorar outras alternativas.

              • Gustavo73

                Lá fora “está de vento em poupa”. A questão há muito deixou de ser sobre o custo do combustível e foca nos índices de poluição.

      • E desde quando o Haddad, Dilma, o PT e a esquerda em geral acertam em alguma coisa q beneficie o cidadão de bem? Ganho 1 salario mínimo e gostaria de um carro elétrico/hibrido, e ai? Só rico comunista aborteiro homossexual corrupto traficante prostituta progressista ateu ambientalista esquerdista maconheiro c/ bons “relacionamentos” pode desfilar no seu carrinho ecológico em dia de rodízio?

        • Pablo

          Q cometário carregado de ódio… Tentando saber o q tem haver abortar, ser gay, entre outras coisas.

          O Hadda fez o q cabe a prefeitura. Reclamar de outros impostos q não cabe a ele….

          O povo só reclama, o negócio é Reclamar, reclamar te deixa cult, mostra q vc é politizado, não é corrupto e é cidadão de bem. Isso falta no Brasil gente para reclamar, não importa para quem. Elogiar bons projetos, ver q nem tudo é ruim, generalizar… Coisa de corrupto. Dar idéias melhores….

          • Ainnem Agon

            achamos o esquerdista tolerante generista imigracionista, galera, vamu ri

      • EuMeSmObYmYsElF

        a ideia é boa mas a frota é ínfima e esses carros custam caro

    • Mr. Car

      É claro que o único intento deste “incentivo” não é aumentar as vendas de elétricos e híbridos, mas fazer bonitinho para a mídia e para a turma do eco-politicamente correto, que por um mero acaso, vota em candidatos que prometem “salvar o planeta”.

    • Pablo

      Cara. Hadda tem q gostar muito de SP para insistir em salvar o povo do umbigo. Nossa senhora… Haja paciência.

      Se ele fosse só quero dinheiro, vida política. Uns 5 viadutos, mais asfalto e umas obras aqui eli em colégio garantia ele, mas nãooo quer ser preocupado com a mobilidade real da cidade, da nisto.

      • Fanjos

        Mobilidade real?
        Por acaso vc não estava defendendo aquele monte de tinta vermelha super faturada na rua e faixa pintada falando que é corredor de ônibus não né?

        • Gustavo73

          Só pode ser piada.

          • Pablo

            Também acho, o cara ocupar metros da via, e vir reclmar que não são justos com ele, nao dão estacionamento gratuito… que multaram por parar na calçada, o onibus tem preferencia contra civic, altas piadas.

            • Gustavo73

              Não a piada é achar que solução para cidades do tamanho dr países são as mesmas. Achar que bicicleta é transporte de massa. Mas andar de carro oficial com batedor enquanto alguns oensam na ideologia ao invés de soluções. Que ônibus é transporte de massa e não trens e metrô. Que ao invés de fazer um zoneamento urbano, pintar ruas e calçadas de vermelho vai solucionar alguma coisa. Essa é a piada. Não pensar deixar que pensem por si e depois bater palmas achando que entende alguma coisa. Essa é a piada.

        • Vitão

          Esqueceu também de comentar sobre as placas de 50 Km/h ultra-faturadas… Com custo de +- R$ 650,00, sendo que o valor de cada uma delas era abaixo de R$ 100,00….

          • Pablo

            Denuncie, Cade o MP, acho mais que justo, ta super faturado, responda na justiça, nos embasamos de argumentos tecnicos e apontamos os responsáveis. Punimos. O erro esta em super faturar e nao no projeto.

          • Pablo

            E andar a 50 km, acho justo, voce esta em uma cidade, a 50 ja pode causar um acidente bem feio, tem pessoas nas vias. Acho que em situações muito especificas liberar mais que isto e mesmo assim, avaliar bem o custo de manter vias expressas nas cidades, o custo que elas tem.

            • Heisenberg

              Amigo, vc está no “Hue Brasil” qualquer coisa do tipo AQUI é só reclamação. Mas quando se vê na Zoropa diz: “isso sim que é certo” Daqui a pouco vão te chamar de MAV. Segue o rebanho da ira…

          • Lucas Mendanha

            Cara…custo médio é diferente de custo especifico. É prudente pegar o edital desta licitação e verificar cada item para tecer uma opinião mais concreta.

            Por que?

            Porque se misturar placas caras, com placas baratas e e dividir pela quantidade, o preço medio vai ficar um absurdo mesmo…

            Bom, eu era sócio de uma empresa de locação de copiadoras até o inicio deste ano, e entre clientes privados, atendia alguns orgaos publicos estaduais do Espirito Santo… numa dessas um concorrente questionou (após homologação)o porque o preço da minha cópia para um orgão custava R$ 0,05 e para este especifico, R$ 1.50, que era superfaturamento e blablabla, tal qual a materia sobre as placas.

            Mas, vamos aos fatos. A cópia de R$ 0,05 era de um orgão que usava 8 maquinas de R$ 1.300 cada e produzia, cada uma, 6.000 cópias mensais, logo, o custo por maquina era de R$300 por maquina, que dividindo pela franquia de 6.000, resultava em R$ 0.05. (o custo dessa cópia ficava na faixa 0.042, lucro de 0.008 por pagina)

            A cópia de R$ 1.50 era feita por uma máquina de acordo com o padrão solicitado no edital, enorme e cheia de acessórios, para realizar um trabalho especifico.. A maquina custava R$ 35.000. Pelo contrato, tinha uma franquia de 1.000 páginas ao custo de 1.500 reais. Logo, 1500 dividido por 1000 páginas: R$1.50 por página.(custo de 1.38, lucro de 0.12 por pagina)

            Ou seja, no primeiro caso, investimos 10.400 e tínhamos um lucro mensal de R$384 e no segundo, investimos 35.000, para um lucro de R$ 120.

            Com o detalhe que se qualquer componente fosse quebrado por mal uso, problema nosso… o estado não pagava essa conta.

        • Pablo

          To falando de premio que o hadda ganhou, to falando de uma população olhar com um pouco menos de odio quando uma obra nao é voltada para carros ou para usufruto de uma minoria, to falando de um projeto a longo prazo. Super faturada, ta na moda falar que tudo é super faturado, sim, tem muita coisa roubada, mas vc generalizar tudo não da. Um monte de gente denuncia mas ate agora nada, a veja se enrolou nos cálculos malucos dela e teve que se retratar. Na rua ? Onde mais vou fazer ciclovias ?? A rua nao é do carro, ele nao tem direitos especiais, a rua é de quem eu gestor com corpo tecnico definir que fara o melhor uso. As pessoas tem que tirar da cabeça que o mundo gira em torno do corolla delas, ipva nao é a compra da cidade. Hoje obras são boladas para dobrar todos, fazer de tudo mas nao tocar no carro, criamos um deus que arrebenta com as cidades. EUA ta tentando a anos e cada obra ja nasce superlotada pq não dá para ter uma cidade onde elencamos que os veiculos são intocáveis. Corredores de onibus, bem tambem acho errado uma faixa só, tem 4 na via, pq o onibus nao usa 2 ?? eles transportam bem mais gente, nao seria justo ?? AAA mas vai lascar com o cara do carro, ele lasca a cidade a anos, ele nao reclama quando fazem viadutos para ele, ele nao reclama quando ele ocupa 60 porcento da cidade, ai quando vamos fazer uma divisão mais justa ele chora ??? Bom mesmo é quando sou rei né, ninguem me toca.

          Tem poucos corredores ?? calma, obras assim demandam tempo, vc nao cria uma malha do dia para a noite, é ao longo do tempo, a cet tem n pesquisas, melhor ler que ficar esbravejando como muitos br, queremos mudanças, mas que nao afetem ao meu cotidiano, e que se tiver que abrir mão, seja o meu vizinho. As obras estao sendo feitas, mas levam tempo fazer a malha.

          E ao meu ver, o que mata tantos nao são os problemas pontuais, nas ciclovias ( busca para ver como são na europa, mesmo estilo aqui, ruas sem saida, buraco, telefone no meio delas )ou corredores, mas sim um dinheiro publico gasto para todos, e não 20 porcento que se apoderou da cidade, o que mata é ver um onibus mais rapido que civic, é isto que incomoda o povo.

          Não sou contra o uso do carro, mas sim racionalizar a sua utilização para quando necessário realmente.

      • Diego Lip

        Bem isso, o cara pensa em mobilidade e sustentabilidade e a turma cai em cima. O cara até ganhou prêmio internacional.

        • Pablo

          É turma, que o mundo melhore, minha rotina fique melhor, só nao toque nas minhas coisas, habitos, pq tudo para mim é impossível e dificil. Desculpas todos tem, pedir melhorias idem, mas tentar melhorar …. AA deixa para o meu vizinho.

        • Luiz Colombo

          Vivemos em uma dicotomia burra, onde, se nossa opinião não se enquadra na opinião da maioria e nos “atrevemos” a pensar por si e analisar realmente os fatos, somo execrados.
          Independente do prefeito ser do “partido mais odiado do Brasil pela população guiada em consenso” (como se fosse o único partido corrupto) ele tem feito boas coisas em algumas áreas e o transporte coletivo, alternativo e limpo são umas delas.

      • Luiz Colombo

        Finalmente vejo alguém sensato e que sabe que a vida não é tão individual como pensa a maioria.
        Comentário excelente, temos que deixar um pouco o umbigo de lado e pensar coletivamente.

    • ‘Eduardo Oliveira

      Na verdade, o rodízio municipal de veículos em São Paulo foi criado por questões ambientais e não para diminuir os congestionamentos. Demorou para a prefeitura tomar essa iniciativa!

      • Fanjos

        Sabemos disso, mas sabemos também que esse papo de diminuir poluição sempre foi papo furado, todo mundo sabe que isso foi inventado porque era mais barato do que melhorar a infraestrutura da cidade toda para suportar a crescente frota de carros.
        Mas como foi mostrado em números, e pelos valores dos elétricos, não mudará absolutamente nada para a cidade e nem mesmo para as pessoas donas dos elétricos, eu mesmo conheço um proprietário de um Prius e de um Fusion híbrido e ambos têm ótimas condições financeiras e mais de 2 carros na garagem, então não faz diferença para eles e acredito que mal fará diferença para a maioria desses pouquíssimos proprietários.
        Apesar de parecer algo “inovador” e de bom senso, a idéia do Malddad não é favorecer nada, é só pagar de descolado mesmo, já que na prática não vai acrescentar praticamente nada.

        • Pablo

          Amigo. Vc não melhora a fluidez do trânsito não é pq não quer. É pq não cabe, não cabe todo mundo. Não tem viaduto q resolva, ponte q resolva…. Então melhorar a infraestrutura para carro??? E o meio de transporte mais investido no Brasil. Os últimos q podem reclamar de algo são eles… A cidade é pensada para eles hoje. Se está ruim para carro pensa o resto.

  • b.c

    Tinham que ter insenção de impostos, aliás, todos os carros deveriam ter insenção de impostos…

  • Cyro

    Ficou mais vantajoso agora comprar um Fusion Hybrid no lugar de um Fusion turbo.
    Pode rodar com o mesmo carro sem rodízio e ainda não paga parte do imposto

    • Allan Victor Kaiser da Silva

      Você poderia me explicar o que seria esse rodízio?

    • GPE

      Ia comentar algo parecido. Tem gente q compra 2 carros pra livrar o rodízio. Essa pessoa agora pode comprar apenas 1. Vi ter um carro melhor, mais equipado e que gasta menos. Obviamente, isso aí seria p pessoa que poderia comprar 2 carros acima de 60mil reais e agora vai comprar apenas 1

  • Ronaldo Prado

    Assim que esses carros começarem a vender ele voltará atrás, tenho certeza.

  • afonso200

    o negocio é comp´rar aquele gurgel feito eletrico

  • tuan

    Continua sendo um carro e ocupa mais lugar no espaço. Sacanagem isso oh…

  • tuan

    Então pedestre vai ter isenção total de impostos??

  • Diego Sampaio Vieira

    Como se toda a população tivesse poder aquisitivo de comprar um híbrido….

  • RafaCtba

    Tem uma questão que ficou no ar. Os radares que fazem a fiscalização saberão quais carros serão isentos, mas e os agentes nas ruas? Será que eles saberão distinguir um carro normal de um híbrido? Por exemplo, o Ford Fusion Hybrid da foto, pode se passar por um Fusion normal, e o proprietário levando uma multa sem saber. Bom, no geral, a idéia é bacana e insentiva “um pouco” o uso de fontes de energia alternativa.

    • Luiz Colombo

      Isto é feito automaticamente quando o sistema vai atribuir a multa de rodízio ao veículo no sistema, sendo que no sistema consta que o mesmo é elétrico ou hibrido.
      Os programadores devem ter criado uma rotina no sistema para isso.

    • Lucas Mendanha

      Tenho essa duvida nem tanto quanto o carro hibrido, mas para os que vem com xenon de fabrica, por exemplo.

  • zekinha71

    Mas os carros híbridos e elétricos já eram isentos do rodízio há muito tempo.
    Tanto que muito tempos atras já tinha comentando sobre isso aqui no NA, e a pessoas se surpreenderam com a isenção, e uma coisa que ninguém sabe é que sábado depois das 15 horas, domingos e feriados é liberado o tráfego de qualquer tipo de carro em qualquer corredor de onibus.
    O prefeito sancionou uma nova lei que já existia, só pra aparecer de bonzinho.

  • Alberto

    Como será que isso vai funcionar na prática? Você terá que recorrer a multa ou o sistema tem a inteligência de saber que aquele carro é isento através da placa do carro?

    • ‘Eduardo Oliveira

      Toda multa é computada, após a computação o sistema faz uma triagem, do que é insento, (carros oficiais, viaturas de polícia, ambulância, bombeiros, veículos de deficientes físicos, transporte de produtos perigosos e etc.) e o que não é insento. Após constatado que é insento, a multa é anulada na hora, o proprietário nunca chega a receber uma notificação.