Home Salões do Automóvel Seat estará no Salão de São Paulo apenas de passagem

Seat Ibiza 620x393 Seat estará no Salão de São Paulo apenas de passagem




A felicidade de muitos termina por aqui. Ao contrário do que muitos imaginavam, a Seat não voltará ao mercado brasileiro, pelo menos por agora. A Volkswagen afirmou que a Seat, subsidiária espanhola do grupo alemão, estará no Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece entre os dias 24 de outubro e 4 de novembro, apenas de passagem.

Ou seja, os modelos da Seat não serão vendidos por aqui após o evento, em meados do ano que vem, por exemplo.

Apesar da presença confirmada da marca, a VW afirmou que será “um espaço pequeno e não significa que a Seat está pensando em voltar ao Brasil”. Ainda não se sabe quais carros da Seat serão mostrados na feira automobilística, mas dá para arriscar os modelos Ibiza, León e até mesmo o subcompacto Mii, versão Seat do Up!, da Volkswagen, que deverá ser fabricado por aqui a partir do ano que vem.

[Fonte: iCarros]


  • Jason

    Seria interessante ter, ao menos, a opção de algum modelo Seat. Assim como algumas montadoras atuam em segmentos mais luxuosos e conseguem números de venda, a Seat poderia pegar um segmento mais caro e oferecer ao menos uns 2 ou 3 modelos.

    Numa dessas, eles se acham muita areia pro nosso caminhãozinho. rs

    • TDRamos

      Mas a Seat, na Europa, É um VW empobrecido, simplificado, e não de luxo, pq apesar da Volks ser um carro popular na europa, ele costuma ter o preço um pouco mais elevado que os seus concorrentes da categoria,
      Exemplo, um Polo custa mais que um Punto ou um Fiesta lá, apesar de serem concorrentes diretos, ae que entra o Ibiza, que é um Polo com acabamento empobrecido e tals, que é até mais barato que os dois primeiros

      Agora, tu imagina um VW brasileiro empobrecido pra ser vendido como Seat aqui?

      O carro mal vai ter 4 rodas, volante e motor e olhe lá se já não for muita coisa hahaha

      PS: Estou brincando, sei que a Seat traria os carros vendidos na Europa, e não faria carros com base aos nossos VW. Que mesmo sendo carros da VW europeia simplificados seriam bem melhores que os VW feitos aqui.

      • geoshina

        TDRamos, engana-se ao dizer que a Seat é um VW empobrecido. A marca "low-cost" da VW atualmente é a Skoda.
        A Seat segue a vertente esportiva.
        Por exemplo: compare um Polo Trendline Pack com um Ibiza Reference.
        A diferença de qualidade é ínfima, mas os detalhes esportivos são bem mais evidentes no Ibiza. E sim o Ibiza é pouca coisa mais barato, mas acho que é para manter a VW em um patamar pouca coisa mais "premium".

        Palavra de quem já dirigiu ambos os carros das gerações atuais!

      • Jason

        Lembrando que no nosso país o povo costuma valorizar tudo o que é "do exterior". E concordo, mesmo alguns carros mais simples da Seat Europeia seriam até melhor acabados do que os equivalentes no nosso país.

  • Landrutt

    A VW só quer rebater a Fiat, que confirmou a volta da "marca exótica" – leia-se Alfa Romeo. Pra não ficar de fora dos holofotes resolveu fazer pouco do consumidor brasileiro. Provavelmente não vai dar em nada, a Dassalto deve temer que alguns produtos SEAT canibalizem as porcarias dela vendidas aqui, vide León e Golf e Ibiza e Gol/Polo. Na década de 90 e início dos anos 2000 ela também ficou temerosa, já que o Ibiza 1.0 16v era superior ao Gol com a mesma motorização e custava quase o mesmo e deu um jeito de jogar a pá de cal na marca de uma vez por todas.

  • fsnuma

    De "passagem" ou testando a receptividade do público com relação aos modelos da Seat? Está parecendo a estratégia da Renault em trazer os modelos da Dacia para o emergente mercado brasileiro. Não ficaria surpreso se esses carros da Seat passassem a ostentar o emblema VW daqui a alguns anos.

    • Lucascorreajf

      Mas os carros da Seat são versões dos carros da VW geralmente com acabamento simplificado e mais baratos. Bem diferente da Dacia que usa plataforma barata propria e basicamente não tem ligação com os Renault europeus

  • geoshina

    Acho uma idiotice trazer algo que não será vendido. Sinceramente.
    Isso é como mostrar um pedaço de picanha para um cachorro e não deixá-lo comer.
    Sim, somos carentes de carros e queremos o que há de melhor no mundo!
    Um Ibiza FR e não um Gol GTI, lol

    • coisarada71

      Concordo com você quando afirma ser uma idiotice trazer algo que não será vendido.

      Apenas discordo na comparação entre picanha e os modelos da Seat. Poderiam ser comparados, no máximo, com coxão duro. hahaha

    • gui_wd

      Sim , no slão de 2004 fizeram a mesma coisa e a Seat não voltou.

  • rattrap587

    A Seat não fede nem cheira. Seria apenas mais do mesmo por aqui, mesmo porque os preços não seriam menores do que a exploradora e careira VW pratica atualmente.

    • geoshina

      Eu acho que seria mais caro aqui no Brasil, já que comparando com o que a VW brasileira oferece atualmente, a Seat tem carros bem mais modernos e de melhor qualidade.
      Comparar um Golf brasileiro com um León (até este que já está no fim da sua vida) é triste.
      Um Ibiza com o Gol… não dá para comparar.

  • Ferauto19

    A estratégia é a mesma do salão de 2010, cada marca tem 20 minutos de apresentação (ou tinha) para a imprensa, ou seja, o grupo VW vai ter 20 minutos a mais para falar de seus carros que NÃO vão ser sobre a SEAT.

    Alias, o Brasil não precisa da SEAT e sim que a VW atualize seus carros e motores, já que na Europa esses são superiores aos primeiros.

  • coisarada71

    Concorrência (de verdade) sempre é bem-vinda. Mas essa marca não faz falta nenhuma. É uma marca da VW e será posicionada de tal forma que não concorra com os produtos da "nave mãe".

    E aqui vai o depoimento de um ex-proprietário de um Seat Cordoba ano 2000. Foi meu primeiro carro 0Km e possivelmente o pior carro que tive até hoje (e foram mais de 10). Naquela época fui seduzido pela boa relação custo/benefício de um "polo com motor de Golf". Mas a qualidade dos materiais do acabamento eram horríveis. O pega-mão interno da porta riscou no primeiro mês de uso, em contato com a aliança. O fecho do porta-luvas e o botão de ajuste dos vidros elétricos devem ter quebrado umas três vezes cada um no período em que fiquei com o carro (cerca de 3 anos). Ao fazer uma curva mais longa (como um retorno ou rótula) era impossível trocar de marcha. Em certa ocasião houve um mal contato que torrou boa parte da caixa de fusíveis. Além disso, o motor baixava o nível do óleo, exigindo atenção constante.

    Enfim, exemplo acabado de um produto sem qualidade.

  • diogo_rs6

    P****@ VW pense em ganhar clientes com mais opções – tragam os Seat e Skoda!!!!!!!!!!!!!!

    <img src="http://a0.twimg.com/profile_images/1704541790/Sem_T_tulo-1.jpg"&gt;

  • ZEKINHA71

    Todo salão é a mesma coisa, colocam uns dois carros pra gente olhar, fazem umas pesquisas que duram quase duas horas. Já fui entrevistados dois salões atras e no último quiseram me entrevistar e disse que não porque, não serve pra nada. Nunca virá um carro melhor que VW. Lembrem-se da dupla Cordoba e Polo Classic eram iguais, mas o Cordoba era muito mais estiloso e acabado que o Polo e vendeu muito mais. Era um carro que eu queria. hj estão todos destruidos. mas ainda vejo alguns já o Classic faz tempo que não vejo um.

    • coisarada71

      Veja meu depoimento acima…

  • Diggo

    No salão passado eles também estiveram no salão, acho que é pra ninguém esquecer da marca.

  • Renatc_

    Fique só no salão mesmo…já tem a VW e várias outras para para roubar.

  • EuMeSmObYmYsElF

    é a VW dizendo "olhem o que vocês nunca terão.."