Home Etc Será mesmo que 2014 será um novo tempo para os automóveis brasileiros?

volkswagen pede a matriz que desenvolva abs para a kombi Será mesmo que 2014 será um novo tempo para os automóveis brasileiros?




A partir de 1º de Janeiro de 2.014, todo automóvel vendido no Brasil deverá ter, obrigatoriamente, freios ABS (sistema antitravamento) e Air Bag duplo. Isso deve ser comemorado, já que segurança nunca é demais e estes equipamentos são de comprovada eficácia em acidentes, o primeiro (muitas vezes) consegue evitá-los e o segundo, protegendo os ocupantes do veículo quando ele acontece.

Esta obrigatoriedade gerou uma segunda discussão, esta mais difícil de ter concordância. Afinal de contas, estariam os projetos antigos condenados a saírem de linha em 31 de Dezembro de 2.013? Temos vários veículos em nosso mercado que já são parte de nossa paisagem há muitos anos, muitas vezes décadas. Quando foram lançados estes equipamentos ou não existiam, ou eram quase ficção.

Listando alguns, temos a “velha senhora” Kombi, produzida há 54 anos, o Uno Mille, na ativa desde 1.984 e o Classic (originalmente Corsa Sedã), de 1.995. Eles serão aposentados? Os mais otimistas (e simplistas) são categóricos: Eles acabam em 2.013, já que não teriam condições de receber os equipamentos nem de se adequarem a normas de absorção de impactos a que serão submetidos para a divulgação dos dados, que hoje são guardados a sete chaves pelos seus fabricantes. Será mesmo que eles acabam em 2.013?

Primeiro, vamos à implantação dos itens… em 2.011 8% dos automóveis devem ter os equipamentos (para autos lançados após a lei 10%). Em 2.012, o percentual sobe para 30% (para todos). 2.013, vamos a 100% dos autos lançados após a resolução (e 60% dos anteriores a resolução) chegando a 100% de todos os automóveis comercializados em solo nacional. Espera-se que a implantação não tenha os adiamentos sofridos pela introdução do rastreador (este sim de obrigatoriedade discutível).

Segundo, vamos aos casos mais “difíceis”, dos carros que “deveriam” sair de linha após a obrigatoriedade.

VW Kombi

Como já foi dito, é um carro produzido desde 1.957 e que há muito já deixou de ser moderno… Aliás, virou um ícone, mas com uma diferença de vários ícones da indústria automobilística nacional (como o Opala ou Maverick)… Pode-se comprar este “ícone” novinho em folha, em uma concessionária VW mais perto de você. Ela é motivo de várias discussões… Enquanto uns dizem que vende bem porque “Nada é mais barato que ela para levar 1 ton. Ou 9 pessoas”, outros levantam a bandeira de completo descaso da VW com o consumidor brasileiro, oferecendo um produto defasado por um valor absurdo. Discussões a parte, é o caso mais “bizarro” a ser aqui tratado.

Sabe-se que foram feitos vários projetos para sua substituição, mas que não passaram disso, projetos… O último que se tem notícia, seria um utilitário feito sobre a base do Santana (pra Kombi seria um pulo de quase 30 anos em modernidade de projeto). A VW se defende alegando que não conseguiria vender um utilitário com a capacidade da Kombi pelo valor hoje cobrado por ela. Por outro lado sabemos que a Kombi é uma verdadeira “fazedora” de dinheiro para VW.

É um projeto já pago (aliás já pago há muito tempo), que se vende sozinha (todo mundo conhece) e sem qualquer necessidade de uso da equipe de marketing (qual foi a última vez que viu um anúncio da Kombi?). No final, sabemos que em Janeiro de 2.014 ainda poderemos comprar uma Kombi 0Km… Por que? Quem acompanha as notícias deve se lembrar de ter lido que o diretor de desenvolvimento de veículos comercias da VW, em Wolfsburg, Dietmar Schmitz, recebeu um pedido o qual ele classificou como “um dos pedidos mais estranhos em toda sua longa carreira engenheiro”. Qual o pedido? Desenvolver um sistema de freios ABS para a Kombi produzida no Brasil.

Se a VW do Brasil fez este pedido, podemos associar que o Air Bag duplo e algum reforço de estrutura estão sendo também desenvolvidos. Sabemos que pode sim acontecer um impedimento que algum destes itens não conseguir ser adaptado, mas também sabemos que, no mínimo, existem grandes chances serem (os engenheiros) bem sucedidos.

Fiat Uno Mille

fiat mille economy 2009 duas portas vermelho 2 Será mesmo que 2014 será um novo tempo para os automóveis brasileiros?

Lembro de ter lido uma vez, há muito tempo atrás, em uma revista especializada que “o Uno (Mille) pode sobreviver até mesmo a chegada do sucessor do Palio”. A data da revista: 1.997. Bem… por mais absurdo do que possa parecer, o autor desta frase é acima de tudo, um vidente. Nesta segunda metade do ano teremos o lançamento do sucessor do Palio (os outros não passaram de reestilizações em variados graus) e o Uno Mille (não confundir com o Novo Uno) está aí, firme e forte.

Ele é o Fusca do mercado brasileiro do século XXI, mas com uma diferença… Ele soube se atualizar… Já foi carro moderninho (até 1989 não tínhamos nada mais moderno que ele em termos de estilo), popular (Mille), popular de luxo (Mille ELX), econômico (Economy) entre várias outras atualizações. Como “gatos escaldados” que somos, será que em 2.014 ele será desativado? Ou ele se atualizará mais uma vez?

O carro a ser produzido em Pernambuco será um carro pequeno e barato (dizem), para ser o substituto do Mille… Hum… não sei não… Vi esta história em 1.996, com o Palio… Lembra-se?
O Mille tem ainda um “agravante”… No manual dele (e da Fiorino) já constaram freios ABS e Air Bags. Se existiram, se alguma unidade de um deles saiu da fábrica, não sei. Mas esta opção já existiu para Fiorino sim.

Classic

chevrolet classic argentina Será mesmo que 2014 será um novo tempo para os automóveis brasileiros?

Este é o caso mais fácil… Quando ainda chamava-se Corsa Sedã, ele tinha opção de Air Bags (ainda poderia escolher se só para o motorista ou duplo) e freios ABS. O Sail chinês tinha. Não seria problema algum a GM voltar a colocar tais equipamentos no veículo. Sabe-se que a fábrica quer renovar toda sua linha, com projetos novos e alinhados aos oferecidos no mercado exterior. Mas sabe-se também que a dança no mercado brasileiro tem um ritmo diferente e nem sempre combina com o que toca lá fora.

O Classic já vai sobreviver ao seu sucessor (o Corsa Sedã se despede assim que o Cobalt chegar) e ainda pode não ficar sozinho, com seu irmão Celta ainda existindo (quanto ao Prisma acho mais difícil, já que vende menos). O Celta é um carro que nunca ofereceu Air Bags nem freios ABS em seus opcionais, mas não teria dificuldades de recebe-los uma vez que não passa de um Corsa (lançado aqui em 1.994) com uma carroceria mais “moderna” (e tão sem sal quanto).

Ainda existem muitos outros carros de projetos antigos mas que já tinham previsão para receber os equipamentos. Ford Courier, oferecidos há não muito tempo como equipamento de série na versão XL (com vendas insignificantes perante a versão mais vendida, a L). A VW ainda conta com Parati e Gol G4, ambos também já previstos para uso dos equipamentos. Assim como a Renault com o Clio, que embora não ofereça Air Bags nem como opcionais, já foi o único popular com o item de série.

Por fim, claro que podemos (e devemos) ter esperança de que tenhamos carros mais modernos e seguros. Mas acreditar que no primeiro dia de Janeiro de 2.014 iremos acordar com modelos mais modernos nos pátios da concessionária parece ser irreal. Irreal também seria a Kombi receber Air Bags e ABS. E de série. Quem sabe aconteça…

Por Durval dos Santos Neto


  • Fredxyz

    É engraçado ver essas fotos de kombi. Na série lost elas aparecem como os utilitários quando voltam no tempo pra década de 70… aqui vc ainda compra ela 0km.

    • Marcelo_Machado

      Pq aqui é o país de Lost. A terra dos carros perdidos, esquecidos.

      • EBarbosa1

        Terra do dinheiro perdido também… Afinal, pagamos tantos impostos e não vemos esse dinheiro ter retorno…

      • Jr_Jr

        Pensa pelo lado bom, é melhor que Cuba!

        Acho que devemos agradecer, em nosso mercado as coisas acontecem muito devagar e termos Air Bags e Abs em todos os carros é um grande avanço.
        É apenas o começo, mas sejamos otimistas!

        • DeMoNET25

          So para complementar.. olha a materia de HOJE, com acidente na kombi .. http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/acid

          • pablo

            Um legítimo alemão, um VW! heheh
            Quase desmontou…

          • akrobatos

            Preso nas ferragens mas vivo – só quebrou uma perna. Certo, ele vinha devagar, mas é assim mesmo que os crash-tests são feitos (60 Km/h). Eu não ficaria surpreso se a Kombi passasse em um. Acho que um simples aumento no Ys que suportam o parachoque e a barra fronta e laterais, como foi feito lá fora já na década de 70 já resolveria o caso. Isso se esta Kombi de teto alto, cujas máquinas fabris vieram da planta mexicana, já não tiver o Y maior. Não sei dizer porque a minha é da décade de 80.

            • Matheus_P

              A 60km/h num bloco de concreto-ferro indeformavel, bemmm diferente de bater nata de um caminhão.

              • akrobatos

                Eu não quiz dizer que o veículo é seguro (o que nenhum veiculo é- sempre há riscos), só disse que seria possível passar em um teste. O caminhão da matéria estava parado, isso mais ou menos iguala as coisas, sendo o crash-test até mais rigoroso, porque o caminhão deforma, o concreto, como você ponderou, não. Errei a velocidade do teste. Ela é de 50 KM e os bonecos tem cerca de 70 Kg. Quer dizer, o carro que tem 5 estrelas é "seguro" para "mulheres que dirigem devagar".

            • cruzmarcio

              Ele ficou preso por 20 minutos nas ferragens.
              Faltou pouquíssimo pra ele morrer: se tivesse uma fratura exposta e uma veia cortada, em menos de 1 minuto ele morreria.

              • akrobatos

                Isso pode acontecer com qualquer automóvel, moderno ou arcaico.
                Por ex..: Esta semana uma motorista num Hyundai Tucson, que é um SUV, categoria de veículo que se considera prover mais segurança, foi abalroada por um Porsche em alta velocidade, da categoria dos esportivos considerada mais perigosa para seus ocupantes. Os dois veículos são igualmente modernos e contam com equipamentos como air-bag, abs, etc. Dois projetos modernos. Vamos deixar de lado a questão da qualidade alemã frente à coreana, pois ela não está relacionada exatamente aos dispositivos de segurança, e mais ao nível de acabamento e à performance. A ocupante do SUV morreu no acidente com uma hemorragia. O do esportivo está no hospital, seu estado de saúde não é conhecido, mas logo depois do acidente ele falava articuladamente e foi capaz de fazer ligações telefônicas sozinho.

                • cruzmarcio

                  E o Porsche estava a 150km/h, velocidade muito inferior ao que um carro desses atinge, e que (incrivelmente) acho que todos os 1.0 no Brasil conseguem atingir.

    • Henrique

      Os extrangeiros acham que durante a viagem pro Brasil entraram sem querer em um túnel do tempo
      Fim do calendário Maia em 2012,calote dos E.U.A,Ronaldo vai virar político e família Agile reproduzindo o.0
      ALGUEM AINDA ACHA QUE O MUNDO VAI CHEGAR A 2014?

      • pablo

        Eu acho. Vai ter o facelift do Ágile, com uma grade ainda maior. O Celta também ganhará a grade.
        A Kombi vai ganhar a nova identidade da mundial VW e o Golf a versão 4,5.5.2.
        O Mille terá lanternas trazeira modernas (leia-se: xuning).
        Fiesta e Ka ganarão o kinect na traseira também.

    • João Paulo Vizioli

      Me recordo que até antes do motor dela ser trocado pelo 1.4, tinha uma empresa que importava as Kombis do Brasil para o Japão… Não me lembro do preço, mas eu sei que dava pra comprar um carro do nível de um Honda Accord ou Toyota Camry topo de linha (uns 3.000.000 de ienes ou quase 60.000 reais hoje em dia).

      E o incrível que tem um cara daqui de Suzuka que comprou uma… Frequentemente eu passo na frente da casa dele e a vejo estacionada na garagem… Me faz lembrar da terrinha…KKK!!!

      • zemarreta

        É o famoso: "há louco pra tudo" heheheh

    • misterbass

      Diferença Brasil x Cuba

      Cuba: Veículos velhos ainda rodando.
      Brasil: Veículos velhos ainda sendo fabricados.

      • asilvaguiar

        fabricados e vendendo MUITO.

    • CharlesAle

      2014 o mundo já terá acabado,voltará a idade da pedra,e os carros serão igual ao dos flintistones,que é similar em projeto à kombi,por isso ela na foto entendeu!!DAS AUTO é isso!!!!!!!!

  • João Paulo Vizioli

    Caros amigos, eu juro que tenho a curiosidade de ver como fica uma Kombi com ABS e airbag duplo… :p

    • EBarbosa1

      Não sei se o Airbag adianta, já que seus joelhos são a zona de deformação numa Kombi…

      • João Paulo Vizioli

        Como diz o velho ditado: "O para-choque da Kombi é as pernas do motorista (e passageiro)".

        Vc citou perfeitamente, "zona de deformação"… O caboclo fica mais deformado que o carro…:p

      • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

        Pensa no remendo atualizado da Kombi. Provavelmente ela deve receber e de quebra… ainda passar o motor para frente. Assim ganha-se mais espaço inclusive para bagagens. E para finalizar… a identidade atual da marca.

        Curioso é que a VW poderia trazer uma atualização do passado "apenas" para proteger os ocupantes… tenho certeza que nao gastaria mto, seria segura e ainda seria a campeã de vendas.

        • cavevolution

          Bem que podiam instalar Airbags para joelhos na Kombi, mas acho que encareceria em muito um projeto pre-histórico.

          • Fla3D

            É, deve ser mais efetivo que o airbag no volante, até porque nesse caso ele abriria pra cima… kkkkk

            • Castle_Bravo

              Não tinha pensado nisso, o airbag abre pra cima! xD

    • Romulo_Max

      Eu tbm tenho curiosidade de ver um crash test da Kombi com Airbag, mas jamais seria louco de confiar minha vida numa gambiarra dessa!!! o.0

  • RicRB

    Tomara que sim!!!
    Que 2014 seja o início de carros mais seguros!!!
    Mas só acredito… vendo!!!

    • misterbass

      Num duvido nada acordarmos em 2014 e vermos uma Kombi levemente reestilizada, com Airbag e ABS.
      É o que eu sempre falo. Kombi, Mille e Classic só vendem porque tem mané que compra. Enquanto o brasileiro continuar comprando esses lixos automotivos, eles nunca sairão de linha.

      • RicRB

        cara… também não dúvido!!!
        Na verdade, não dúvido de mais nada vindo das nossas nobres montadoras!!!
        Mas eu acho, que nada disso é importante!!!
        Afinal, 2014 é ano de copa!!! kkkkkkkkkkk

      • O_Corsario

        Concordo em parte, não é uma questão tão simples… A Kombi é um caso clássico, não tem concorrentes, infelizmente! É incrível como as demais fabricantes dormem no ponto nesta questão!
        Já os demais de entrada, realmente, às vezes falta pesquisa, mas às vezes falta dinheiro mesmo, e o cara tem que comprar o mais barato possível.

        • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

          E digo ainda mais… eu não entendo pq nenhuma chinesa enxergou esse nicho!

          Tenho certeza que se botassem uma "Van" da vida com motor condizente, procurassem baratear as peças (caso do Face que utiliza peça de quem? da Kombi!) e tivesse um bom pos vendas…. venderia mtas van's.

          Mas vamos ver como se comporta o mercado.

          • rafthehay

            As chinesas, muito pelo contrário, tem como ponto forte justamente os veículos comerciais! Topic, Towner, aquelas camionetinhas da Chana, é um veículo pra cada tipo de uso. O que mais se aproxima da Kombi eu diria que é a Towner mesmo, que goza até mesmo de uma boa reputação por causa de seu modelo anterior (o "Asia Motors").

            E sim, elas vendem muito! Só não tanto quanto a Kombi que, mesmo com um motor diferente do boxer a ar de outrora, tem fama de poder ser consertada em qualquer buraco desse país. (Ou seja, ao invés dos fabricantes capizarizarem sua rede de atendimento, fazem veículos defasados que podem ser fuçados por qualquer um).

            Edit: Vi que vc citou as chinesas mais lá embaixo, mas acho que meu argumento permanece :)

        • asilvaguiar

          Chery QQ, mais barato IMPOSSIVEL.

          • O_Corsario

            Mas com "barato" não quero dizer apenas o valor de compra. Tem todo um pacote junto, lembrando ainda que quem tem pouco dinheiro certamente valoriza MUITO a revenda.
            E só para constar, é possível sim ser mais barato, aliás bem mais barato! O próprio QQ poderia ser vendido quase que pela metade do preço…
            Abraços!

            • asilvaguiar

              acho que hoje o mille so e comprado pela fama de valente, o que o QQ nao transmite, força.

              ai e forçar a barra o carro ja e vendido completo, importado ( e caro trazer para o Brasil, impostos), por 12k isso acontecia a bastante tempo aonde mille era vendido por esse preço mas sem nada nem retrovisor direito tinha.

          • Leandro1978

            O QQ já subiu R$ 1.000…

            • asilvaguiar

              23.990 preço de entrada do Mille.

        • EuMeSmObYmYsElF

          o problema é que trazer um veículo pra competir com a Kombi, que já tem tudo pago, acredito eu, implicaria em lucros "ínfimos" para quem trouxer…

          • O_Corsario

            Não acho. A Kombi não custa barato – não para o que oferece. Os próprios chineses já oferecem veículos semelhantes, que aliás andam vendendo bem e começando a incomodar.
            Porém incrivelmente nenhuma fabricante instalada aqui atacou este nicho, apenas o para cargas leves ou poucos passageiros, com Kangoo, Doblo, etc etc…
            O problema é que ninguém arrisca, se acomodam, inclusive os consumidores, e fica tudo como está…

      • EBarbosa1

        Kombi levemente reestilizada? eu apostaria na mesma carroceria…

        • misterbass

          Novos frisos, novas rodas de aço 14", novo grafismo no painel, novos tecidos de revestimento……no máximo isso

          • asilvaguiar

            e a nova frente da volks. com frente de fox.

            • Fla3D

              Que nada, eles vão colocar os modernos faróis de mascara negra! Todo modelo recauchutado recebe a mascara negra… kkkkkkkkkkkkk

              • asilvaguiar

                e para dar um ar de carro moderno e jovem.

          • DiMais

            nem novas rodas, afinal até a Amarok tem as mesmas rodas na versão básica.. mas pra dar um ar de modernidade poderiam colocar leds no painel e talvez nas lanternas..

    • Luciotz

      Continuando a discussão da segurança: o Brasil realmente não é um país sério mesmo, pois apesar termos airbags e ABS de série a partir de 2014, ainda não há obrigatoriedade do terceiro apoio de cabeça traseiro e nem de cintos pré-tencionados para todos os ocupantes. Na Europa carro que não atende a esses quesitos não pode ser licenciado para cinco ocupantes, vide por exemplo o VW Fox exportado para lá, assento somente para quatro ocupantes.

  • O_Corsario

    Cada um desses modelos está vivo por um motivo. E, enquanto este motivo continuar existindo, continuará valendo a pena fazer adaptações, pois são sempre mais baratas que desenvolver um projeto novo.
    Veja a Kombi: é incrível que em mais de cinquenta anos nenhum fabricante tenha conseguido lançar algo com proposta, porte e preço semelhante. Simplesmente não tem concorrentes! Com certeza será mais barato botar um airbag e ABS nela do que desenvolver um projeto novo.
    Ao mesmo tempo, temos que encarar o fato que o mercado brasieliro está crescendo em quantidade E qualidade – aos poucos, mas está. AB2 e ABS, que uns quatro anos atrás eram coisa de ET, hoje já estão chegando nos segmentos de entrada, que começa a se convulsionar! Aos poucos, com a introdução de importados, vemos como nossos carros entregam pouco, e isso torna o consumidor mais exigente. Isso talvez force as fabricantes a sairem da zona de conforto e começarem a competir de verdade, e isso envolve sim aposentar modelos velhos e oferecer modelos novos por menos.

    • fuzila

      Nem insegurança similar … é só bater a 50km/h e já perde no mínimo as pernas …
      http://www.youtube.com/watch?v=TPpU5azjCB8

      • O_Corsario

        Sim, lógico que é inseguro! É um projeto de mais de cinquenta anos atrás! E vende! E repito, inconformado: como é possível que em mais de cinquenta anos ninguém conseguiu fabricar ou importar um veículo que tenha proposta, porte e preço similar? O mais perto foram primeiro os Topics e Towners, agora voltaram uns chineses interessantes, que começam a fazer concorrência…
        O pior para mim não é a VWB se acomodar, são os concorrentes se acomodarem e deixarem ela ter esta moleza!

        • douglasmartins1

          Realmente!
          Tudo quanto é carro barato hoje, já tá vindo com AirBag Duplo e ABS de Série!

        • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

          Corsario, vale lembrar que elas trouxeram o que possuem para atividade profissional. Infelizmente (ou deveria ser felizmente?) esses automoveis, são mais seguros, mais economicos para a atividade (trabalham com diesel) e ainda transportam com certo conforto.

          Coisa que a Kombi não faz nada direito. Porém um projeto desatualizado que provavelmente as demais não querem regredir mais (e acredito não ter como), são impossiveis.

          Eu só vejo solução para chineses com qualidade inferior do que carros utilitarios atuais (apenas confirmando, mesmo sendo inferiro, ainda superior a Kombi).

          • O_Corsario

            Pois é, mas isso é engraçado… Será possível que com toda a tecnologia, ganho de escala, maior eficiência, etc etc, será que mesmo com tudo isso um projeto como a Kombi ainda é mais barato?
            Acredito que justamente por serem mais novas, e portanto feitas com melhores tecnologias e melhor aproveitamento, deveriam oferecer mais por menos…
            Mas enfim, vamos esperar que em breve esta realidade mude!

      • PauloECosta

        De novo colocam este video. Esse video não é de um crash test verdadeiro. Esse é o teste de resistência inaugural da parede da instituição alemã que faz os crash test (já nem lembro mais o nome). Essa é o sucessora da Kombi batendo a 80 Km/h com lastro de 1 ton. Não sobra nada é verdade. Mas este mesmo modelo se sai muito bem até os 56 Km, com as zonas de deformação para as pernas incorporadas ao projeto (nos fins dos anos 70), infinitamente superiores aos da nossa Kombalida. Veja esse video de 1979. http://www.youtube.com/watch?v=pityxv0DW7M&fe… e esse http://www.youtube.com/watch?v=Iwa9vdq8dvw&fe

        • seven7ly

          Realmente, a Kombi então seria assim em sua 3ª geração? http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a

          • akrobatos

            Sim. O Nome original da Kombi, na Alemanha, é Transporter
            T1: nossa Kombi jarrinha
            T2: nossa Kombi Clipper, mas com porta de correr (poderiamos classificar a nossa como T2a, uma variação com teto alto e motor refrigerado à água)
            T3: Vanagon, a Kombi quadrada, como motor refrigerado à água, de perfil baixo (com porta-malas)
            T4: Eurovan e Caravele, semelhantes à Ducato, Master, etc, sem mais nenhuma relação ao projeto original
            T5: atual geração, autalização da anterior em termos de equipamentos.

  • UaDaFak

    A Kombi e o Mille acho que vão sair de cena… mas o resto acho que fica…

    • DiMais

      o Mille sei não, afinal numa exportação da White Martins foi adaptado painel de Palio para ter AB2 e claro ABS..

  • gustavo_bf

    A Kombi a VW resolve facin facin.
    Coloca uma almofada no painel do passageiro e no volante do motorista coloca um material macio e tá feita a gambiarra.
    UIAHIUAHIUAHIUAHIUAHIUAHIU

  • John_poison

    excelente texto

  • joaopbezerra

    Tô pra ver carro que nem kombi, aguente andar no limite o dia inteiro sem quebrar. Por isso é vendida 0km até hoje. Não tem tecnologia nenhuma, é uma gambiarra só, mas é boa justamente no que interessa: Não quebra, não deixa você na mão. Quando inventarem algum carro parecido, ou melhor, pelo mesmo preço, aí sim, eu dou Adeus à Kombi.

    • eduardo866

      Exato. É uma "gambiarra confiável"

      hahaha

      Por isso até hoje ela ta ai, marcando história

    • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

      Desculpe… mas Ducato, Sprinter e Master… são para desconfiar? Esses carros geralmente rodam sm quebrar com baixa manutenção cerca de 100000 a 200000km!!!!!

      Enquanto tem Kombi até hoje que pega fogo….

      • O_Corsario

        Exatamente. Em qualidade, nem se discute. Mas em preço… Não se pode ter tudo!

        • pablo

          O preço também, dá o que, uns 20k a mais, mas a capacidade de carga é também maior. Sei lá, pelas minhas contas é aquele famoso barato que sai caro.

      • macielpb

        por que o tanque fica encima do motor abafado la atraz, e se for para tirar de lá vai ter que colocar no teto porque outro lugar num tem

  • bedotRJ

    O único caso realmente dificil é o da Kombi. Com aquele volante a quase 90º, um airbag dispararia em direção ao teto. E não deve haver reforço estrutural capaz de impedir severas lesões às pernas dos ocupantes dos bancos dianteiros em caso de colisão frontal.

    É por isso que as novas instruções adiantarão relativamente pouco caso se atenham somente à presença dos equipamentos de segurança. Isso não é dificil de ser driblado pela engenharia das montadoras. Se vai ser dificil arranjar um airbag para a Kombi, para outros velhinhos como os citados Mille e Classic será facílimo. Ou seja, o tal ‘novo tempo’ do título da materia será bem relativo. Apenas teremos carroças um pouco mais seguras, que estariam em conformidade com os carros vendidos na Europa lá pelo ano de 1994. E continuaremos a pagar preços absurdos por elas.

    Se o governo fosse parceiro do consumidor e da indústria, era só propor uma legislação bem rígida em termos de equipamentos de segurança e testes de impacto, oferecendo, como contrapartida, uma redução da carga tributária sobre os automóveis. Aliás, isso já deveria ter sido feito há tempos. Mas o povo brasileiro acha que o governo tem que ser enorme e que a vilã dos altos preços e das carroças defasadas é a indústria e seu ‘Lucro Brasil’… Então teremos ‘novos tempos’ com poucas novidades.

    • lipealfano

      mas o texto diz exatamente isso. o titulo foi apenas uma ironia

    • akrobatos

      A Kombi já tem airbag. A VW alemã fez um protótipo na épóca em que começou a implantá-lo em todos os veículos. Talvez seja preciso, no máximo, mudar a barra de direção (também já tem outra, e esta entrou em linha de produção) e o painel. O ABS é mais complicado, mas não impossível.

  • FAELTIMAO

    Os carros nacionais se adaptam ou então vamos comprar carros chineses….kkkkkkkkkkkkkkkkk……………….

  • epa

    O classic e celta vendem muito. Devem permanecer entre muitos outros. Pelos menos as montadoras terão que engolir os custos do ABS e AIRBAG, ou não? hmmm… vai depender da concorrência, e em especial a chinesa.

    • Fredxyz

      Espero que pelo menos pra isso os chineses sirvam. Pra inibir as montadoras de aumentar os preços uma vez que os chineses já vem com isso pelo mesmo preço.

    • aleneo2

      vao fazer igual ao polo, agora é de Série! por apenas 3 mil reais a mais…

  • Duda_li

    Conseguiram colocar radiador na tal de Kombi, depois perderam quatro penaltis, colocar ABS e Air Bag nessas coisas vai ser fácil.

  • was

    Esses modelos têm pacto com o diabo!!! rs

  • rodrigorsr

    infelizmente, por aqui até mesmo o irreal acontece…

    Acredito muito que poderemos ter Kombi, Mille e Classic em 2014 com air-bags e abs…

    • macielpb

      meu irmão tinha até a um mês atraz um classic 2003 com air -bag

  • jaislan

    NÃO, porque iremos continuar a comprar carros com altos impostos.

  • http://www.historias-de-minha-vida.blogspot.com/ olhandoalua

    Quem nunca pilogou uma Kombi não sabe o que é emoção ao volante!!!

    • lorim_ce

      deve ser o mesmo q descer num toboágua…vc nao tem controle nenhum so sabe q vai chegar la…vivo mas com umas boas emoções caminho a fora huahuahuahu

      • PauloPGomes

        Mas na Kombi você não sabe se vai chegar vivo!

        • Del

          Nem sabe se vai chegar lá…hehehe.

    • cavevolution

      Adogo andar de Kombi. O mais engraçado é a folga da coluna de direção, principalmente em altas velocidades.

  • Galvão

    A partir de 1º de Janeiro de 2.014?
    "2.014"?
    Não seria 2014?

    • pablo

      Apenas uma questão de formatação.

  • Fla3D

    Vai ser um belo case se a VW conseguir atingir as metas de segurança com a kombi, to curioso pra ver.

    A história da fiorino com airbag é real, era pra exportação mas era só para o motorista. Vamos ver se eles conseguem adaptar do airbag para o passageiro, mas não vejo porque não fariam isso.

    Agora não entendi pq o autor ficou colocando ano com ponto no meio, ficou esquisito de ler essas 2.014, 1.957, será que não da pra arrumar?

  • HugoRTeixeira

    Air Bag Duplo e ABS… em 2014?

    Nem quando querem fazer algo bom fazem direito.

    Duplo?? Em 2014!?!?!??!?!

    Qualquer carro na Europa e USA já sai com 6 airbags, abs, controle de estabilidade e alguns até com controle de tração. Ahh é, sem contar as 4 ou 5 estrelas no Euro NCAP.

    Air bag duplo em 2014 ahueahieuhaieuhaiuehai, país ridículo

    • potenza

      e la não existe lei em relação a isto, os consumidores que cobram!

    • rafthehay

      Como disse o Potenza, na Europa airbags não são obrigatórios mas são exigidos por todo o público consumidor. Já nos Estados Unidos, as leis de segurança são meio bizarras, requerem altas adaptações até mesmo na iluminação dos carros. A menos que tenha sido atualizada, acredito que o único airbag obrigatório seja o dianteiro.

      Ou seja, lá carro com 2 airbags o cara só olha e fala "Que? To pagando X Euros pra levar um carro que só vem com 2?". É um mercado que se desenvolveu de verdade.

  • Wikle

    Para a Kombi ficar mais segura, tem que perder uma fileira de bancos, com o recuo do banco do motorista. Daí os verdureiros, floristas, correio, vão reclamar.

  • JADERSONLEMAO

    A nem coloca fogo neste progeto da combi, por favor.

    • mho

      Nem adianta, é tão simples que os técnicos memorizaram. E sem contar que a Kombi de hoje é só gambiarra.

  • FSaccon

    Acho que eles vão adaptar um "bico" na kombi, para servir de zona de deformação. E vão colocar ainda uma portinhola nele para que sirva de bagageiro. O slogan será: "Nova Kombi 2014, com capacidade para 9 passageiros e agora com novo portamalas. Das Auto"

  • Pedro_Lourenco

    Aposto que esse bando de FDP liderados pela FENABRAVE vão correndo no governo chorar "as pitanga", pedindo uma prorrogação no prazo.

    • Fla3D

      Ja foi prorrogado, se nao me engano a lei era pra entrar em vigor em 2012.

  • Movido à Capim

    "O Mille tem ainda um “agravante”… No manual dele (e da Fiorino) já constaram freios ABS e Air Bags. Se existiram, se alguma unidade de um deles saiu da fábrica, não sei. Mas esta opção já existiu para Fiorino sim."
    Realmente no manual do Uno consta isso que existem versões com esses acessórios, depois dessa fiquei com medo.

    • crisburatto

      Fiorino com airbags e freios ABS existia em versão para exportação, Uno Mille eu não sei.

  • Y07

    O Classic quando não era um lixo e se chamava Corsa Sedan, dispunha da versão GLS 1.6 16v, possuia Air Bag Duplo e Freio ABS. E alguns eram até automáticos

    Era um excelente carro, com acabamento refinado, bom desempenho e conforto, mas a GM fez questão de depená-lo e depois trazer o Corollinha.

    Se comparar um Corsa Sedan GLS 1997 a 2001, sabe que o carro dá uma lavada no Prisma!

    • Fla3D

      Sem duvida, pai de um amigo teve um desses completo 1.6 16v, era uma delicia de dirigir e o painel era todo acolchoado, tempo que a GM era referencia para carros bons, hoje é referencia pra carro defasado.

      Ah, o cara uma vez foi e voltou com o corsinha até o chile e cheio de prancha em cima do carro. Foi e voltou sem problemas!

    • Moussallem

      Tenho um corsa sedan GLS 1.6 16v 97, mas sem AB2 e ABS, mesmo sem os itens continua um otimo carro. Tenho tbm um passat alemão 95, com AB e ABS, outro carro bom. e o motor e cambio automatico, é o mesmo do golf, jetta entre outros atuais.

  • Colla1

    Olha da onde vem o ABS da VW !!!!

    TRW Automotive announces plant to be installed in Queretaro
    Queretaro, Mexico.- The American company TRW Automotive announced yesterday the installation of their third plant in the State of Queretaro, to be located at El Marques Municipality, with a US$50 million investment.
    The State Minister of Sustainable Development, Tonatiuh Salinas Muñoz, informed that 400 new production and advanced manufacturing jobs will be generated by this new plant, where ABS brake systems will be manufactured to supply Volkswagen Brazil.
    He also announced that this new automotive plant will be located in the new industrial park for technology innovation, Parque Tecnologico de Innovacion, at El Marques Municipality. He explained that with the US$50 million to be invested in the new plant, TRW already adds to US$120 million invested at the State of Queretaro in all three plants.
    15 July 2011 | El Financiero

  • lucasfs87

    Nem sei o que dizer… que o consumidor se conscientize e compre segurança em primeiro lugar, e deixe essas tranqueiras arderem no fogo do inferno!

  • jnasser

    Airbag e ABS dá pra colocar até em carrinho de rolimã. Resta saber se vale a pena. Pra isso tem o Latin NCAP (que está mais lento que órgão público brasileiro)

  • PKuster

    Com relação à "nossa" jurássica Kombi, contarei novamente esta história hilariante: aqui na minha cidade se instalou uma filial de uma multinacional alemã. Dois técnicos alemães foram com um intérprete adquirir 2 Kombis para a dita filial numa autorizada Volkswagen. Ao ver qual modêlo de Kombi iriam adquirir, além das duas para a filial, um dos técnicos alemães comprou outra para ele e a enviou de navio para a Europa. Para uso próprio ? Claro que não, o cara era colecionador e aquilo para ele era uma peça de museu. E o que serve para colecionadores alemães, a Volkswagen, na maior "cara de paisagem", ainda a vende no Brasil. Sei que alguns irão dizer: vende porque existe quem compre. Errado, vende porque não atualizou o modelo no nosso País, restringindo as opções e desrespeitando o consumidor brasileiro na medida em que comercializa um produto defasado e até perigoso para quem o usa hoje em dia. De air-bags e ABS vai ficar uma gracinha…

  • VictorHugo

    Vem ai: Brasilia, Premio, Monza e Versailles!

  • shdn2010

    Meu proximo carro… com certesa será uma Kombi.. kkkkkkkk

  • HugoBorgesOliv

    Nosso país é subdesenvolvido, as coisas demoram a chegar sim! Temos que estar felizes, as coisas estão mudando, e rápido! E outra coisa, para virarmos uma país de primeiro mundo não depende só de nós, depende das potências.. ou vocês esqueceram das grandes barreiras comerciais, sansões que usam para proteger o mercado deles, só deles, porque nós não podemos ter essas barreiras…

    • O_Corsario

      Não só podemos como temos. Temos, por exemplo, uma barreira de 35% de imposto de importação, e licenças de importação não-automáticas, que na prática travam a importação de veículos… Ou seja, também temos nossas barreiras.
      O problema é que as barreiras comerciais costumam proteger os fabricantes e prejudicar os consumidores…

      • HugoBorgesOliv

        Quase que me esqueço dessa barreira na Importação de veículos, obrigado por lembrar-me..

  • PauloPGomes

    Resumindo: Ao inves de tirarem os carros defasados por não se adaptarem às novas exigências, vão simplesmente fazer um "paleativo técnico".
    Ta passando da hora de exigirem Crash Test com todos os carros fabricados aqui!

    • p_h

      PauloPGomes,

      O crash test já é exigido. O que não é exigido é o uso de dummies para avaliar os critérios biomecânicos do impacto. Isso muda em 2014, quando o crash test para homologação no Brasil exigirá o uso de dummies.

      Sem neura, Mille não passa de 2014.

  • aledalloglio

    Essas CARROÇAS só existem ainda pq tem TROUXA que compra!! Em vez de comprar um carro usado completo com 2 ou 3 anos de uso, prefere comprar um UNO(UNO!!!!!!!!!!!) zero! Pra dizer: "eu tenho carro zero" (que é uma merda).
    Eu mesmo tenho um megane 2.0 2007, valor pago foi 70mil, HOJE vc compra um com 2 ou 3 anos de uso por R$36,000 e é um puta carro tem tudo!!!! Primeiro no segmento a ter 6 marchas, chave cartao e outras coisas, sem contar o motor que ganha de vectra, i30, corolla, astra, civic( experiencia pessoal) Só teve azar nas vendas pq é RENAULT, se tivesse escrito TOYOTA no megane, ele seria o sedan médio mais vendido. E tem gente que compra FRAGILE por R$40,000. Tem que se ferrar mesmo. Se todo mundo comprasse carro usado, ou carros zeros que não sejam carroças( celta, palio, gol, etc…) nosso mercado seria muito melhor. O problema pode começar a ser resolvido, começando por nós. Em consequencia disso as montadoras diminuirão o preço!

    • akrobatos

      Carros usados com muitos equipamentos têm seguro caro, não têm garantia e a maioria dos compradores não entende de mecânica para separar o usado bom do ruim. Carro zero pode ter projeto defasado, mas tem garantia e seguro barato. Eu mesmo ia comprar o Vectra de primeira geração (importado) do meu chefe, mas quando vi o preço do seguro, que em quatro anos ficaria igual ao valor do carro, usei ele para dar entrada num Celta zero, que tinha o seguro mais barato do mercado, aproveitando uma dessas promoções de juro zero.
      Carro usado vale à pena para quem entende de mecânica e tem tempo para fazer parte da manutenção por conta própria. Mas para certos modelos a questão do seguro só dá para resolver se preferir a apólice que só cobre a responsabilidade civil.

      • aledalloglio

        É por um lado é verdade… perda de garantia… mas se tivesse algum problema teria dado nos 3 primeiros anos de garantia, depois é só desgaste natural… Mas eu pago 1500 no seguro, é barato, é pq eu comprei zero? Seu eu pegasse usado estaria pagando mais de seguro? Abraço

  • Y07

    Volkswagen fazendo uma Van de carga com a Plataforma do Santana?! Não seria má idéia. Agora a GM poderá usar a plataforma do Monza para uma Nova Meriva. ^^

    Depois reclamam dos MonzaTech, que sem sombra de dúvidas, são ótimos!

    E isso da Fiorino com air-bag, acho que lançou mesmo, só que poucas unidades. Já está mais do que na hora da Fiorino Européia desembarcar no Brasil.

    Ah e já ia esquecendo, o novo Mille terá a base do Seiceito, carro que fez sucesso na Fiat européia, por volta de 1998.

  • Alex_JW

    Já já vem uma portaria, um decreto, uma lei ou o diabo que carregue e adia a obrigatoriedade de ABS e AIRBAG nos carros pra 2039.

    E de quebra ainda virá uma portaria, decreto ou lei proibindo a importação de carros com esses items.

    Assim as 4-grandes-dinossauro continuam enganando e roubando o consumidor brasileiro IMPUNEMENTE.

    Alguém duvida?

  • Delanno

    Gente queria saber assim, se é verdade que apartir de 2014 também teremos no Brasil aqueles institutos de avaliação automotiva, como o Eurocap, ou Ncap? E se é por causa deste que estes itens estão se tornando obrigatórios?
    E outra, então carros comprados agora sem estes itens irão ficar extremamente desvalorizados após 2014?
    E obrigado desde ja!

    • p_h

      Já temos o Latin NCAP, Delanno.
      http://www.latinncap.com

      E a partir de 2014 o governo passa a usar dummies no crash test. Ou seja, usar as mesmas normas do NHTSA e do Euro NCAP para homologar os veículos.

  • DiMais

    traz alguma coisa das parceiras chinesas que sai lucrando dona VW!! o Classic vai durar longos anos e o Mille aposto algumas fichas nele também.. só se o City Car fizer muuuuuuito sucesso.

  • JHerzévRN

    Sem dúvidas de que continuarão, o Mille pode muito bem receber sim AB e ABS, já que na Fiorino, como foi dito no post, e no Uno Furgão eles foram disponibilizados até 2003, quando houve o enxerto da "frente do Doblo" no Mille. O Classic continuará com toda certeza, em 2000 minha irmã comprou um Corsa hatch GLS 1.6, versão topo de linha, e ele veio com AB duplo e ABS, eram opcionais.

  • akrobatos

    A Kombi tem alguns recursos simples, implantados nos modelos vendidos no EUA da terceira geração que podem ser facilmente desenvolvidos para nossa Kombi de segunda geração: http://youtu.be/Iwa9vdq8dvw
    Se a VW fizer isso, não me surpreenderia se ela fosse aprovada em crash-test.
    Air-bag a Kombi já teve – a matriz alemã desenvolveu um protótipo. A única dificuldade parece ser mesmo o ABS.
    Outra possibilidade simples é lançar a T3 (Kombi quadrada). Dá para colocar tudo isso nela sem dificuldades. O custo ia aumentar pouco mas acho que continuaria menor que o dos concorrentes porque ela é mais uma atualização do que um novo veículo. Talvez fosse possível até lança-lo sem cumprir exigências para projetos novos (encostos de cabeça, etc). E ia poder usar os mesmos componentes, ou a maioria, do nosso modelo, o que iria manter seu poder de atração sobre os frotistas. Mas acho que a VW não o faria, porque ia ser acusada de lançar velharia, o que pode ser pior do que ser acusada de manter uma velharia em produção. Se ela conseguir fazer isso sem parecer uma novidade, quem sabe?
    As críticas aos modelos defasados no nosso mercado são muitas e sempre se fala que os fabricantes estão nos mantendo no atraso para lucrar mais. Já eu acho que isso é sinal do estágio de maturidade e força que o nosso mercado se encontra.
    A Kombi não deixou de ser fabricado no exterior porque existia concorrência de veículos melhores. A Kombi deixou de ser fabricada no exterior porque os compradores de lá tinham dinheiro sobrando para comprar modelos melhores, o que atraiu a concorrência.
    A VW chegou a importar a T5 (Eurovan, Caravelle) para testar nosso mercado, mas o volume de vendas não justificou a produção local. Sua lógica é a econômica. Por que ela iria insistir em vender um produto que o mercado não quer? E porque deixaria de vender um produto, mesmo defasado, que o mercado quer?
    "The economy, stupid"

  • marcio_cr

    problema não é adaptar-los. O problema é achar que eles continuarão competitivos com a enxurrada de novos carros que temos. As quatro grandes só seguraram esses modelos por tanto tempo pq o consumidor simplesmente não tinha opção. Mas agora as coisas vão mudando, lentamente, mas vão mudando. E em mercado que o consumidor poderá pegar um Nissan Mach, para que comprar Uno Mille?

    Se as "quatro grandes" insistirem em fazer isso, apenas verão ser engolidas pelas chinesas.

  • Gp150

    A VW adora uma gambiarra, ela vai dar um jeito de colocar airbag na kombi. haha

  • EPW3

    Imagino a matriz alemã recebendo o pedido…airbag e abs na Kombi…só poderia ter vindo do BR mesmo. O consumidor basileiro na cabeça dos chefões deve aparecer com nariz vermelho….tenho certeza….E o problema disso tudo é que o valor dos populares vai aumentar, as montadoras não vão assumir os custos do "novo" complemento (o ítem aqui no brasil é xique viu…) aí sim pagaremos o valor de um corolla (EUA) em um monte de plástico bate-bate…

  • subzero99

    Como diria o ex ministro Magri: o Mille é "imorrível". Ou como diria Sandy e Júnior: Ser imortal, não morre no final… hahaha

  • p_h

    O que faltou considerar é que a partir de 2014 entram em vigor para todos os carros as novas regras de homologação e será necessário avaliar os critérios biomecânicos no crash test para homologação (usar dummies).

    A Fiat simplesmente não vai mais conseguir homologar o Mille, mesmo que coloque 10 airbags. E adaptar uma estrutura mais segura para o Mille custaria caro demais, vale mais a pena desenvolver outro carro do zero.

    E ó, segundo "fontes internas", o Celta também não passa de 2014 pela mesma razão.