Home Marcas Chevrolet Significado de marcas e símbolos: Chevrolet

Chevrolet%20logo Significado de marcas e símbolos: Chevrolet




A Chevrolet é uma das marcas da General Motors, fundada em 1911, e a marca de mais venda do Grupo GM. Tanto que muitas vezes, Chevrolet é confundido com GM, o que acontece também aqui no Brasil. Lá nos EUA ela tem uma linha com 18 modelos, com a pickup Chevrolet Silverado sendo o mais vendido dentre eles.

Aquela gravata que é a logomarca da Chevrolet é usada desde 1913 como sua marca visual. Diz-se que William Durant, fundador da marca, viu a gravata no papel de parede de um hotel em que ele se hospedou, na França, e então decidiu a usar em sua empresa.

A GM tinha sido criada em 1908 como uma holding da Buick, e nos seus primeiros anos de vida se tornou um grupo de várias marcas, incluindo a Oldsmobile e a Cadillac. Em 1915, Durant fez uma parceria com uma empresa do Canadá, para começar a vender seus carros por lá. Depois de três anos, a Chevrolet lhe dava tanto lucro, que ele conseguiu comprar a maior parte das ações da GM, e seu tornou presidente da mesma. Então a Chevrolet se fundiu com a GM e as duas se tornaram uma empresa só.

Nos anos 50 e 60, a Chevrolet passou a ter uma grande influência no mercado automotivo dos EUA, com vendas cada vez maiores, as quais continuam até hoje. Hoje a linha da Chevrolet nos EUA tem os seguintes modelos:

Carros — Aveo Cobalt Malibu Impala Corvette Camaro
Pickups — Colorado Silverado Avalanche Kodiak
Crossovers – HHR Traverse Equinox
SUVs – Tahoe Suburban
Vans –  Express


  • fernando-ric
    • Gustavo C

      Há anos que pipocam essas notícias de Vectra pegando fogo, e a imprensa pouca atenção dá. É no mínimo curioso como existe parcialidade até mesmo nesse meio, com preferências pessoais dominando sobre o profissionalismo.

  • Rodrigo

    Legal…mas gostaria de saber pq o simbolo da chevrolet daqui era diferente, uma mistura entre opel e chevrolet….

    • Ciro

      E na minha opinião era melhor.

    • Pedro Evandro Montini

      Regionalismo. Talvez pelo fato de seus carros terem origem Opel.

      • Gustavo Miranda

        Essa foi a idéia, há uma lenda de que isso foi para economizar com ferramentais, que poderiam ser exportados para a Opel, Vauxhall e Holden, bem como importar ferramentais dessas unidades sem precisar mexer neles, afinal, uma mexidinha bem pequenina em um molde de aço para injetar grades, parachoques, etc… custa no mínimo dez mil para cima. Assim eles só mudavam a medalhinha e o rebaixo no capô, encaixe nas grades ou portas, etc… permaneciam inalterados para todas essas divisões.

  • The researcher

    Pra mim é uma coisa só(e realmente é).

  • Gustavo Miranda

    Eu também acredito que a Chevrolet seja a melhor marca para representar a GM, é estranho que hoje a Buick esteja tomando a dianteira, inexplicavelmente a GM americana sempre foi relutante em disponibilizar os carros da Opel como Chevrolet nos EUA. A desculpa (esfarrapada) era de que mimimi… os carros da Opel eram mais caros de se fazer, mimimi… um Vectra sairia mais oneroso que um pavão-real de um Impala ou um Monte Carlo, mimimi… não levaram o Astra para lá por causa da escolha idio… impensada de vender o Kadett com motor 1.5 em um país onde o 2.0 é motor de “cortador de grama”, mimimimi…

    Na verdade, eu penso que a GM americana nunca quis vender Opels nos EUA devido ao brio, imaginem, um país tão vaidoso com seus produtos, sua imagem, blá, blá, blá e os Chevrolets de maior sucesso sendo derivados de Kadett, Astra, Vectra, Senator e Omega… logo carros Alemães e Ingleses. Isso seria um absurdo! hehehe… Enquanto isso, a GM optou por produtos mais bizarros possíveis, que só deram prejuízos à divisão, como o Vega, Citation, Corsica entre outros… até chegaram a vender o Cavalier entre outros derivados por outras marcas do Monza, mas foram tão desfigurados que acabaram caíndo na massa de sedãs pesados, pouco eficientes e nada empolgantes.

    A dificuldade em traçar uma “cara” para a Chevrolet talvez também tenha ajudado a enfraquecer a imagem dela ao longo dos anos 80 até hoje, haja visto que a Chevrolet só foi forte mesmo onde vendia Opels, que sempre tiveram um rigor enorme a respeito de “family feeling”, tal como a BMW. Até o emblema da Chevrolet era diferente de carro para carro… só os “Chevropels”, onde a gravata substituía o raio da Opel é que uniformizaram o símbolo da Chevrolet, como no Brazil, Oriente Médio, Argentina entre outros…

    Para mim, foi péssima essa mudança para a marca dourada, primeiro porque dourado é muito cafona, antiquado, velho, do passado. Prateado é novo, é descolado, é avançado, é caro, é sério. Outra, ainda se fosse dourado com acabamento “adiamantado”, que dá o efeito de brilho presente na ilustração acima, mas não, é dourado de tinta spray mesmo! Parece recém saído de um brinquedo chinês!
    Poxa, ao menos a marca, o cartão de visita, o traje da empresa deve representar o que eles são (ou querem parecer!).

    Gente da GM, bora logo fazer um símbolo decente, poxa! Ou deixa isso dourado mesmo ou retorna para o símbolo com o aro, todo prateado ou então, o que eu acredito ser o melhor, deixa a gravata prata com fundo azul, como foi durante décadas e que foi marcante, mas dourado de “spray” é o fim da picada.

    Espero que vocês da GM percebam que isso é para ajudar vocês, não é só criticar por criticar. Dá uma olhada nesse símbolo atual que não está bom mesmo…

    • rafael.pereira

      Seus comentários sempre completos e sensatos!

      Discordo um pouco da questão da cor do símbolo, acho que o dourado dá uma boa diferenciada de outras marcas. toda marca de carro é prata ou azul (claro, tem uns dissidentes tipo FIAT e Renault), o da Chevrolet parece mesmo que foi a marca da gravatinha que evolui e atingiu um ponto de excelência, dourado. Aquele de fundo azul eu associo muito com camionetes velhas, mas também não vivi nessa época pra opinar mais profundamente.

      Alguém tinha me dito uma vez que a gravata tem algo a ver com a borboleta do motor. Alguém sabe algo a respeito?

      • Gustavo C

        Mas uma gravata dourada gigantesca em plástico ornamentando a traseira de Classics e Prismas é feio e cafona demais, isso é inegável.

      • Gustavo Miranda

        Valeu Rafael! Pois é, outro amigo falou do símbolo da Captiva, se ao menos todos tivessem o mesmo símbolo dourado dela, que é dourado mesmo aí eu acho que seria bonito, mas o problema é que nos demais é só dourado metálico. Não é de todo feio, mas se fosse realmente dourado, como ouro ou bronze amarelo, aí teria um impacto diferente.
        Falou!

  • Diguinho

    E essa pickup Kodiak ainda existe????!!! Eu acho q vi uma materia dizendo q ela naum vai mais existir!!!

  • Everton Leandro

    A gravata do Captiva é bonita..combina com o carro, e é um dourado muito locoo, diferente dos outros Chevrolets

  • Powerbest

    Eu nunca gostei da gravata da Chevlolet dentro daquela argola da Opel, p/ mim ela tinha sempre q ser destacada, tanto q a frente do Kadett GSi da Chevrolet acho mais bonita q a do Opel, tudo pq a gravata da Chevr.. fica no capô e o simbolo Opel ficava na grade e este negócio de gravata na argola se não me engano começou no Monza de 1991 conhecido aki no RJ como Monza Tubarão!!

  • RICARDOSAM

    Fui proprietário de 3 Vectras(GL-1997, Expression 2002, CD 2004), adquiridos 0Km, e atualmente possuo um New Civic EXS 2009.

    Eis minhas análises(só entre o Vectra 2004 e o Civic 2009):

    1-Quando eu estacionava em minha garagem, o Vectra me oferecia a oportunidade de permanecer com os faróis acesos por 15 segundos para eu não sair no escuro. Após este tempo , o desligamento era automático. O Civic tem lâmpadas na parte de baixo da porta dianteira, que se apagam quando a porta se fecha(óbvio) e eu saio da garagem no escuro.

    2-O Civic interrompe a subida dos vidros, caso eu tente sair do carro antes do término da operação. Prá terminar de fechar a mesma, tenho de religar a chave no contato. O Vectra fechava automaticamente com o travamento através do controle remoto da chave.

    3-O Civic tem bonitos leds azuis, direcionados para os pés do motorista e passageiro e para o console central. Dá para se perceber a luz azul, mas ela é incapaz de iluminar algo e servir para algum tipo de conveniência.

    4-O Vectra tinha uma acústica bem “abafadona”. Ouvia-se pouco os sons que vinham de fora do carro. No Civic, mesmo quando chove fraco, tem-se a impressão de que é granizo, tamanho é o barulho que se vem do teto.

    5-No Vectra, ao abrir o capô havia um sistema hidáulico com amortecedor. No Civic, tenho de segurar a tampa e puxar a varetinha prá fixação.

    6-Limpador de pára-brisas: ponto para o Civic que tem regulagem múltipla de velocidade/temporizador. O Vectra possuía apenas 3.

    7-O Vectra tinha retrovisor fotocrômico, que não deixa nenhum farol de carro que venha atrás ofuscar a visão do motorista. Falando em farol, o Vectra conta com regulagem eletrônica de 4 posições. O Civic , nenhuma.

    8- Computador de bordo: O Vectra oferecia : a-Consumo instantâneo, b-Consumo por km rodado, c-Autonomia (extremamente útil), d-sensor para nível de água no sistema de arrefecimento, nível de óleo, nível de água no limpador de pára brisas, etc, etc etc… O Civic me informa a temperatura externa e o consumo por litro.

    9- Falando em consumo, o Vectra fazia 6,7km/l de gasolina. O Civic está fazendo 5,5km/l de alcool. Medições dos computadores de bordo, com veículos circulando predominantemente em perímetro urbano de trânsito caótico(São Paulo). Ponto para o Civic, apesar do número inferior(alcool tá mais econômico).

    10- O Civic é mais “nervoso” e barulhento (o padle shift é sensacional). O Vectra é macio e silencioso…valente e imbatível nas subidas das estradas, pesado nas saídas de faróis na cidade.

    Tirem suas conclusões. Boa diversão prá todo mundo!
    Abs.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      será que você poderia parar de colar esse mesmo texto em várias notícias? se continuar vou ter que começar a apagá-los.

    • fernando-ric

      Tá, e qual a sua conclusão? Não é que o Vectra é melhor que o New Civic, né?