Coréia História Montadoras/Fábricas SsangYong

SsangYong, a sul-coreana focada nos utilitários esportivos

ssangyong_korando-_family

SsangYong Korando Family

Em 1954, a Ha Dong-hwan Motor surge na Coreia do Sul e, oito anos depois, se funde com a Dongbang Motor. As duas empresas formam então a Hadonghwan Motor, que tinha como objetivo produzir jipes para o Exército americano e outros veículos.

Em 1977, a empresa muda o nome para Dong-A Motor e começou a produzir caminhões e ônibus. Nove anos depois, o grupo de investimento SsangYong adquire a montadora, que passa a adotar o mesmo nome.

ssangyong_korando_cabrio

SsangYong Korando Cabrio

Nessa época, a empresa tinha o Korando como seu principal modelo, sendo feito desde 1983. Em 1988, a família aumenta com um derivado do Isuzu Trooper. Em 1992, a SsangYong lança o modelo Kallista, inspirado no clássico da MG. No ano seguinte, surge o primeiro carro desenvolvido em parceria com a Daimler-Benz, o Musso.

ssangyong_musso

SsangYong Musso

Em 1995, surge o Istana, uma van derivada do Mercedes-Benz MB100. Surge então o Chairman H em 1997, o segundo modelo desenvolvido junto aos alemães, sendo criado na base do já extinto Mercedes-Benz W124. O acordo ainda previa motores, transmissões e outros componentes de origem germânica.

ssangyong_chairman_h

SsangYong Chairman H

Nesse mesmo ano, a Daewoo adquire parte das ações da SsangYong, mas se desfaz do negócio em 2000. No ano seguinte, surge o Rexton como provável sucessor do Musso, que sai de linha somente em 2005. Nesse período, surgem também Rodius (2004), Kyron (2005) e o Actyon (2006). O Actyon Sports é a primeira picape da marca e aparece junto com o crossover.

ssangyong-actyon-2012-2

SsangYong Actyon Sports

Em 2004, a chinesa SAIC adquire 51% das ações da SsangYong. O primeiro Korando sai de linha em 2006 e o lineup apresenta veículos mais atuais pela primeira vez, mas com estilo incomum e pouco popular. No ano de 2009, a empresa entra em liquidação judicial.

ssangyong_kallista

SsangYong Kallista

No ano seguinte, a Daewoo Motor Sales deixa a GM e faz um acordo de produção com a SsangYong. Em 2011, a indiana Mahindra & Mahindra compra a montadora sul-coreana. Um ano antes, bem no meio do processo de reestruturação, a empresa lança o interessante New Korando, um crossover mais moderno e de estilo atraente.

ssangyong_rodius

SsangYong Rodius

A SsangYong atualizou nos anos seguintes os modelos Rexton, Actyon e Actyon Sports, tirando de linha o veterano Chairman H em 2014. No lugar deste surge o Chairman W, um sedã de luxo mais moderno, mas que ainda utiliza tecnologia da Daimler. O modelo mais recente da marca é o Tivoli, acompanhando da variante maior XLV.

ssangyong-korando

SsangYong New Korando

Brasil

Era esperada a produção de modelos da SsangYong no Brasil. O crossover Korando e a picape Actyon Sports haviam sido escolhidos pelo importador Districar para uma futura fábrica em Linhares/ES, de onde sairiam também modelos das chinesas Haima e Changan, mas o projeto até hoje não saiu do papel.





  • Caio Alcântara

    A marca dos carros extremamente feios!

    • Bruno Silva

      Tirando o Korando que pra mim é o SUV mais bonito entre os médios, assinado por Giorgetto Giugiaro .

      • A.Lai

        O Korando melhorou muito, mas ele parece um mini-Captiva.
        O Musso, Actyon e Actyon Sports também são criação do mestre que deve ter bebido umas na hora de desenhá-los.

    • Marcelo Amorim

      Nunca dirigi,mas dizem que o Rexton como produto,é superior ao Pajero Full e a SW4.

      • Eduardo Jara

        Talvez na ergonomia de seu interior comparado a eles, porque em desempenho ele não é muito animador, por conta de sua mecânica já ultrapassada dos carros da Mercedes-Benz dos anos 90 (não que isso seja realmente ruim). No YouTube tem varias matérias feitas em outros países que dizem que a Rexton é um carro bom mais é um carro fora de seu tempo, que ele tem muitas características de um SUV dos anos 90, diga-se pela estabilidade, desempenho do motor y dos freios.

  • Fernando

    Achei o texto muito superficial, mas sempre é interessante conhecer a história de uma montadora. OBS. Aparentemente a marca já não existe mais no nosso mercado. Uma pena.

    • Leandro

      Não foi história né…. Foi só uma citação de modelos lançados. Muito fraco mesmo.

    • duduEAS

      E coloca superficial nisso.

  • Aqui no Chile vendem relativamente bem (como todo carro asiático), sobretudo as Actyon Sports. Pelo menos os vendidos aqui são de acabamento bem simples, porém bem feito, tendo algumas versões com Air Bag de motorista apenas…

  • zekinha71

    Nunca vi tanto carro feio feito pela mesma empresa.

  • edgar__rj

    Korando e Action Sport são belíssimos… O Rexton é até normal, mas o restante compete com os finados Pontiacs…

  • fbl

    Com design exótico, sempre.

  • duduEAS

    Incrivel como resumem as matérias das historias das fabricas.

  • Tiago

    A primeira pickup foi do musso, não do action, me parece.

    • Yuri Lima

      Exato!
      A Musso já estava aqui há pelo menos 4 anos antes.

  • Pedro Rocha

    Se tivessem feito um investimento sério, o Actyon Sports estaria dando trabalho a Toro hoje.

    • Pedro Cunha

      Pós-venda fraco e marketing da marca simplesmente ausente. Não adianta um bom produto, sem publicidade. Por melhor que seja, um “bom produto” não se vende sozinho, por mais que os tradicionais aleguem isso.

  • pedro rt

    bom seria q a ssangyong fabricasse aqui de forma independente o tivoli ,xlv e o korando

  • The Monster Man

    Muito bacana a reportagem, parabéns.

  • Mumm Rá

    Eu acho muito interessante a Ssangyong especialmente por seus carros digamos ” exóticos ”

    Esse grupo Mahindra seria mais interessante se a Ssangyong ficasse totalmente com a parte dos utilitarios, picapes, SUVs etc… ( a Mahindra também produz tais carros ), ela comprasse alguma marca de luxo ( olha a FCA dando bobeira aí porque a Lancia poderia ser vendida para conseguir dinheiro ) e a Mahindra se especializar em ” carros normais “

  • ####Carlao GTS

    Pq essa não aparece naquelas listas da fenabrave? Será que não vende nenhum carro? ??? “Se bem q estão bem sumidos”

  • Redpeak77

    Esse Rodius é um mito na questão design.

  • Baetatrip

    Vai abandonar o mercado brasileiro!
    Nao vende quase nenhum!
    Amigo meu tem um Korando a diesel (Belissimo carro 2.0 de 175cv/ 38kg)
    E botou a venda…..!
    Ate pensei em ter na epoca… Mas desisti!

  • FranciscoAdrianoSilva

    Gosto da marca e dos carros, o visual já melhorou muito.

  • Felipe

    Tanto da SsangYong quanto da Mahindra… eu esperava mais.
    Tinha esperanças das marcas crescerem, com crescer com elas o mercado de peças, a expansão e especialização da mão de obra para manutenção e a liquidez do valor dos veículos… MAS…

  • Pedro Cunha

    Mecanicamente e estruturalmente são muito bons(falo dos vendidos aqui Korando, Action, Kyron). Infelizmente são bem sensíveis ao diesel de má qualidade(são calibrados para rodar, no mínimo com o S50), bem como ao desleixo com manutenção preventiva(filtros, óleo da transmissão automática – só pra elencar os maiores causadores de danos graves e caros). Tirando isso, são ótimos veículos.

  • AbdulZido

    Eles poderiam focar em duas coisas, trocar de nome (Nunca acerto essa joça, qdo acerto parece que sou fanho) e fazer carros bonitos, como acertaram com o Korando.