Ecologia Governamental/Legal Japão Montadoras/Fábricas Suzuki

Suzuki: Japão abre investigação por irregularidade em dados de consumo e emissão

suzuki baleno s 2016

Autoridades japonesas invadiram a sede da Suzuki para colher documentos que comprovem alterações nos dados de consumo e emissão dos modelos vendidos localmente.

A Suzuki está sendo investigada por conta de possíveis discrepâncias nos resultados que, segundo a empresa, são resultados de uma “conduta imprópria” na utilização de métodos de avaliação não aprovados pelas autoridades.

O Japão exige que as montadoras realizem testes de rodagem para determinar consumo e emissão dos carros fabricados no país, mas a Suzuki teria criado seu próprio método de avaliação e conseguiu “certo grau de precisão” em 2010.

Na defensiva, a Suzuki alegou que a crise de 2008, “causada pela falência do Lehman Brothers”, comprometeu os recursos da companhia e provocou uma sobrecarga de trabalho diante do aumento no número de modelos e versões. Assim, com recursos humanos limitados, a empresa não pôde alocar pessoas para os testes de campo.

maruti-suzuki-celerio-2

A Suzuki ainda alega que, mesmo não sendo aprovado, a avaliação interna da montadora não determinou números de consumo e emissão exagerados, estando eles abaixo dos dados declarados oficialmente aos consumidores e autoridades.

Por enquanto, a investigação segue e ainda não se sabe se a montadora será responsabilizada, assim como ocorreu com a Mitsubishi, que acabou sendo adquirida em parte pela Nissan, após denúncia da mesma sobre discrepâncias nos dados de consumo de seus kei cars, feitos pela marca dos diamantes, que confessou burlar as regras desde 1991.

Se a Suzuki for considerada culpada, sua imagem cairá em desgraça e suas ações estarão na mira de outro fabricante, que poderia ser a Toyota, de acordo com rumores anteriores aos casos citados acima. E assim, o plano de consolidação dos fabricantes japoneses seguirá seu curso. Qual será a próxima?

[Fonte: Left Lane News]





  • Baetatrip

    Todas burlam a “norma”…. Nao somente a VW!
    uns + outros -!

    • Edson Fernandes

      A explicação é diferente.

      A VW modificava o funcionamento de um software para obtenção de resultados positivos. O caso da Suzuki em especifico é a forma que é feito o teste que em uma determinada situação ele passa, porém no teste cientifico fora daquele contexto não.

      Ou seja, a Suzuki tem como comprovar que a metodologia de testes deles não é falsa de acordo com os parametros que eles utilizam. Ao contrário da VW por exemplo.

      Entretanto, foi o sinal amarelo para que todas as fabricantes ali instaladas sigam rigorosamente os testes de emissão emitidos por instituições do Japão.

  • Pedro Henrique

    agora a matéria ta certa!
    porém acho que se culpada cairá em desgraça não, a suzuki não é fraca e teria que ter muita bala na agulha pra comprar, mesmo depois de uma queda nas ações que imagino eu mesmo se culpada, não vai ser uma queda grande, afinal, não adulterou nada e os números eram até melhores do que oque a montadora divulgou…

    • Marco Antônio

      Pelo menos essa “honestidade” ela teve. kkkk Jogou os números pra baixo.

  • Tosoobservando

    Falando em Suzuki, alguem tem Grand Vitara? Quais pros e contras? Consome muito? Vi umas a preços bons e me interessei.

  • Fernando Sampaio

    .. sua imagem cairá em desgraça…

    meio The Walking Dead, isso! O.o

    • Marco Antônio

      Meio último samurai. kkkkkk

  • leitor

    Se a própria fábrica tem como definir seus critérios é isso mesmo. Precisa ser analisado por um órgão independente ou estatal.

    • Marco Antônio

      Um órgão independente é mais eficaz que o governo! Tipo os que fazer os testes de colisão, ou os que validam projetos de desenvolvimento limpo (crédito de carbono)

      • leitor

        Com certeza, mas não foi o caso. Por isso deu um resultado que se contesta tanto contra quanto a favor. Os critérios sendo definidos pela própria fábrica e a mesma é livre para definir então quem pode dizer que os critérios estão errados? O órgão independente não faz nem fez parte do protocolo.

        • Marco Antônio

          Verdade, cada um possui sua própria metodologia. Seria bom que um órgão independente validasse a metodologia e os testes das montadoras.

    • Edson Fernandes

      Mas se for analisado, tem que coletar dos testes feitos no local onde a Suzuki testa e em outro ambiente reprovado. Só se configuraria fraude se lá onde ela testa der problemas de emissão. Se comprovar que não, só emitir uma exigencia governamental para aumentar ou mudar o tipo de teste em que a Suzuki submete seus carros.

  • Diogo Oliveira

    Virou Modinha agora?

  • CanalhaRS

    O cerco anda apertando para as montadoras…o bicho vai pegar….

  • jjmarcio2

    Essa novela só esta começando, ainda vai aparecer outras.