Elétricos EUA Mercado Tesla

Tesla explica mais sobre sua defesa na venda de elétricos sem concessionários

tesla-dealer

Todd Maron é advogado da Tesla Motors. Ele explicou os motivos pelos quais Elon Musk defende arduamente a venda sem concessionários. O argumento é que a empresa quer acelerar a transição do mundo para um transporte sustentável e é preciso “evangelizar” os carros elétricos.

Para Maron, concessionários tradicionais querem apenas vender carros, não possuem compromisso em explicar aos clientes o que é o carro elétrico. Assim, a Tesla Motors surge com uma abordagem mais direta do assunto, colocando o produto onde estão os clientes, no caso shoppings e locais de grande movimento.

A empresa de Elon Musk quer infundir a ideia de que os carros elétricos são superiores aos movidos por gasolina e que são mais inteligentes, eficientes e seguros. Além disso, de acordo com Maron, não há a necessidade de revendedores tradicionais por conta a pouca manutenção gerada por um automóvel sem emissão de poluentes.

Não há troca de óleo e revisões focadas em motores convencionais, onde os revendedores ganham mais em manutenção e reparação. Há também a questão do estoque, pois a Tesla trabalha com pedidos sob encomenda, não gerando estoques e ocupando grandes áreas em regiões periféricas da cidade.

Maron conclui que não há necessidade de revendas Tesla como as lojas tradicionais e por conta do comércio paralelo de veículos a gasolina, a empresa acredita que haveria um conflito de interesses com os concessionários. Mesmo assim, as marcas estabelecidas há mais tempo também estão vendendo carros elétricos através dos mesmos lojistas de antigamente.

[Fonte: Autoblog]





  • Concordo em gênero, número e grau.

    Concessionárias hoje são meros atravessadores, apenas mais um pra lucrar na cadeia de vendas.

    Tomara que a Tesla consiga o direito de vender direto e que isso se alastre pelo resto mundo.

    • Aldo Raine

      Meros atravessadores ? como fica venda de peças originais ? troca de peças, manutenção …Montadora tem o trabalho fácil de escolher um preço e vender os carros pros concessionários, muitas vezes enfiam carros a goela a baixo e os CCS que se virem pra vender e com outras buchas.

      • Estamos falando de VENDA direta de automóveis, assistência técnica é outra história.

        E até nesse aspecto a venda direta traria benefícios, pois todas as concessionárias passariam a ser apenas assistências técnicas autorizadas e não mais revendas. Dessa forma elas teriam que focar em prestar um bom serviço de assistência para manter os clientes.

        • Lucas Mendanha

          A GM tentou isso quando lançou o Celta, a 15 anos, e não vingou..

          • DiMais

            porque não era exatamente assim que a história funcionava, no Brasil assim como nos EUA, o fabricante não pode faturar diretamente para o consumidor, então isso era só um atalho do cliente que ainda era obrigado a retirar o carro nas concessionárias e manter o lucro delas que ainda eram os verdadeiros vendedores do carro (teve também o Clio Yahoo!) e também temos que considerar que a internet e as vendas on-line de 15 anos atrás nem tem paralelo com os métodos atuais de e-commerce.

      • Martini Stripes

        Existem vários mecânicos por aí.
        Como a Apple faz? A Samsung? Mesma coisa…

      • Diego Parente

        Tenho um Peugeot. Comigo, ao menos, chego na concessionária para comprar uma peça e esta tem que fazer o pedido, ou seja, no meu caso, de nada serve. Levando em conta que a demora é a mesma, para mim, como consumidor, seria muito mais interessante comprar direto da fábrica.

  • Rafael Torres

    Concessionárias são chupins que só querem lucrar e prestam um serviço (em sua maioria) péssimo!

    • Aldo Raine

      No Brasil eh crime empresa lucrar, sabia não!!!!!!!

      Empresa no Brasil tem que pagar pra trabalhar. MALDITO LUCRO CAPITALISTA OPRESSOR

      Porque em vez de ir no Pao de Açucar, Carrefour, Walmart etc vc não vai colher suas verduras em fazendas, comprar seus vinhos em vinícolas, comprar sua carne em abatedouros, comprar produtos de limpeza direto das fabricas etc…

      • Oli

        Você tem todo o direito de lucrar muito. Para isso basta descobrir um nicho de mercado em que você é necessário. Agora lucrar fornecendo um serviço desnecessário e ruim, só porque existe uma lei obrigando a ter um atravessador? Isso não é capitalismo. É oligarquismo.

        • Aldo Raine

          Você quer discutir leis desnecessárias então ? Você mal sabe que concessionaria pena na mao das montadoras, mil exigências para um retorno sofrível fora TONELADAS de impostos e trabalhistas onde o empresário sempre perde.

          Que serviço desnecessario ?

          Vamos abolir as farmácias então, supermercados, lojas de roupas, lojas de eletrodomesticos etc e comprar tudo direto do fornecedor. Com a crise no Brasil ja fecharam varias mesmo, vamos selar o caixão de uma vez so e voltar a viver em feudos auto sustentáveis com criação de animais, confecçao e agricultura.

    • kikofar

      Rafael, lucrar não é o problema, acredito que você tem a noção disso. hehehe Mas aí está a ‘beleza’ da coisa. Se um concessionária (uma marca) for ruim, migra-se pra outra (concessionária ou marca).

  • Mas convenhamos que um carro não vende sozinho no shopping. Precisa de um vendedor , para explicar as vantagens do produto. Esse vendedor precisa ser treinado por alguém e um gerente para acompanhar seu trabalho. Quanto a manutenção realmente vai ser menor que um carro a gasolina, todavia tem a garantia é o carro deve ter um plano de revisão e manutenção por quilometragem e não creio que o fabricante deixe qualquer um mexer no carro sem ocasionar perda de garantia. Por fim só está se mudando a forma de uma concessionária agir, mas vai ter vendedores , gerente, mecânico, pós venda como uma concessionária. E outra no Brasil concessionária vende carro em shopping, eventos, e até pontos turísticos badalados.

    • Luis_Zo

      A maioria dos carros é vendida via site mesmo, pois tem alguns estados que tu até pode ir no na loja da Tesla, entretanto não pode fazer pedido ali mesmo (lobby das outras montadoras!).

      Segundo a Tesla, nem é a estratégia deles que a pessoa compre o carro na Tesla Store, e sim que conheça mais sobre o carro e depois chegue em casa e faça seu pedido online.

      Os serviços são prestados em outro lugar.

      Não é que esta se mudando a forma da concessionária agir. No caso deles não existe concessionária, são todas lojas próprias. Se esta mudando o conceito de vendas.

    • DiMais

      ele não defende a extinção das lojas, ele defende uma modernização do modelo atual onde o fabricante não pode vender seus produtos diretamente para o consumidor (tanto lá quanto aqui é bem parecido neste aspecto) e depende de atravessadores que oneram o custo do produto final.

    • Rafael Schettino

      Ahahahahahaha vendedor explicar? Ahahahaha que piada! As poucas vezes que fui a concessionárias fui mal atendido por vendedores que nem sabiam as tecnologias novas que o carro possui. O NA vende muito mais carros do que os vendedores kkkkkkk
      Por isso, sou a favor de venda direta completamente. A concessionária serve, no máximo, para o test-drive.

  • Hen_Par

    Aí se der defeito é só ir ao shopping ou mandar pra fábrica?

    • Rafael Yashiro

      Aí é mais fácil manter apenas oficinas credenciadas. Igual a assistência técnica de celular e eletrodomésticos e eletrônicos. A maioria das concessionárias no Brasil vendem um produto que elas mesmo não conhecem direto. Até hoje lembro do cara que foi comprar um Up! e o vendedor disse que era melhor levar um Gol pois “esse motor do Up! é um lixo perto do motor do Gol”.

      • Hen_Par

        Aí sim. Manter só as oficinas é bem mais viável que a concessionária inteira.

        • DiMais

          esta é a ideia dele, desonera o custo de aquisição do bem e ainda abre espaço para um mercado de lojas com melhor atenção à qualidade no atendimento do pós-venda (que ele certamente exigiria de quem se habilitasse a fazer manutenção dos Teslas).

    • 1945_DE

      Igual ao notebook Sony Vaio que comprei para minha esposa. Comprei via Internet e recebi em casa. Depois de algumas semanas o teclado começou a soltar as teclas. Ai eu descobri que não tem assistência técnica credenciada em Sorocaba-SP. Tem que mandar para Campinas via Sedex, com custo por nossa conta. Foi uma vez e aparentemente resolveram o problema da tecla que soltou. Depois começou a soltar mais teclas e como a minha esposa precisa trabalhar com ele, acabou ficando assim mesmo. Ela usa o note sem as teclas mesmo. Imagine agora essa situação em um carro. Você mora em uma cidade que não tem assistência credenciada, e o seu carro dá uma pane e não anda mais. Você vai ter que colocar o seu carro em uma plataforma e enviar para a oficina mais próxima e ficar torcendo que todos cuidem bem do seu carro e que todos os problemas sejam resolvidos sem a sua presença para cobrar um serviço descente. E enquanto isso fica a pé sem poder levar as crianças para escola e sem ter uma condução para ir trabalhar. E quanto tempo acham que vão levar para consertar e devolver o seu carro em sua casa? Acho que isto não vai dar certo aqui no Brasil. Para nosso país os conceitos que valem lá fora, não valem aqui. Principalmente os da honestidade e responsabilidade. Acho melhor ficarmos com o conceito de CSS, que temos hoje.

      • george

        É isso que acontece com quem mora em uma cidade pequena que não tem autorizada da marca do seu carro. Com uma rede de oficinas credenciadas provavelmente iria aumentar a quantidade de cidades atendidas.

      • Bruno Martinelli

        A situação que você descreveu não é o que acontece atualmente com pessoas que moram em cidades onde não há concessionárias?
        Na hora da compra, o consumidor deve pesquisar se há assistência para aquela marca em sua cidade e optar se compra assim mesmo ou adquire um produto do concorrente.

    • Aldo Raine

      Vao mandar la na praça de alimentação do shopping mais perto pra resolver o problemas deles kkkkkk

  • Minerius Valioso

    “Para Maron, concessionários tradicionais querem apenas vender carros, não possuem compromisso em explicar aos clientes o que é o carro elétrico.”

    Pra quem já foi procurar o seu carro 0Km numa concessionária: quantos foram os vendedores que deram explicações sobre seus respectivos carros disponíveis à venda?

    • Leonardo

      Bom de todas as vezes que já fui à concessionária de veículos sempre fui atendido muito bem (ford, renault, chevrolet, vw, nissan da Barra) fui até servido com café com biscoitos e água trazido em bandeja. Porém uma vez que fui à Nissan da Piedade aki no RJ, que quando cheguei a loja estava vazia e os 6 vendedores, sentados sem se quer dar um bom dia, olhando para os celulares todos calados (me viram entrar) fiquei um tempo olhando os carros e esperando ser abordado por algum vendedor e nada, aí quando informei que queria informações sobre vendas diretas, um lá se levantou e disse que lá não existia esse tipo de venda, seria so em outra CC e se sentou kkkkk. Fiquei indignado, olhei os carros e fui embora.

    • Louis

      A grande maioria dos vendedores de carros não conhecem o carro que estão vendendo. Só soltar uma perguntinha mais técnica, que se enrolam, e quando não sabem, mentem a informação (chute).

      • RED883

        Vendedor de carro só sabe calcular prestação. Não conhecem nada sobre o carro. O negócio é se informar antes pq na ccs é só desinformação…

        • DiMais

          SPOILER: não são apenas vendedores de carros! (sem ofensas à classe) muita gente se especializa em técnicas de vendas, mas não se dá ao luxo de estudar um pouquinho que seja do produto que está vendendo. vendedores técnicos são uma raridade (sem ofensas à classe).

  • Victor Hugo

    Estou com novo fox com sistema Composition Touch, não está funcionando corretamente o MirroLink oferecido, fui a concessionária e os caras não sabem mecher no produto, que eles mesmo vendem.
    :'(

    Ódio supremo….

    • Leonardo

      Quer uma dica tente mais algumas vezes e prove que vc tentou, pegue algum comprovante, tire fotos, faça ligações, mostre-se interessado em resolver o problema numa boa e PROCESSE: danos materiais e morais, vão ter que te dar outra central mm, te pagar indenização. Qualquer advg consegue arrancar um dindin mole deles.

  • André Pessimista

    Que droga. Papinho de vegan ecochato. Vao abraçar uma arvore bem grossa. E continuam com a mesma porcaria, de nao fazer carros eletricos NORMAIS, apenas naves espaciais carézimas e hipsters!

    • Louis

      Bem, você deve ser do tipo que, no início na Internet, xingava os “nerds” da informática que varavam noites em claro para aprimorar a tecnologia…e hoje não consegue viver sem…

      • Mumm Rá

        Sempre tem um querendo aparecer falando bobagem

        O mundo passado por serios problemas ambientais e mesmo assim tem gente que acha que esta tudo bem

        Obrigado por seu comentário Loius

      • André Pessimista

        Puxar as pregas é pior, ser eterno.

        • Louis

          “acelerando meu apezaum ”
          ah, agora está explicado. É um manolo destes que andam com gol-caixote rebaixado, achando que está apavorando… hihihihihi

      • André Pessimista

        Mimimimimimimi. “Bem, você deve ser do tipo que” – Inimigo, mania chata de rotular os outros segundo suas fantasias mundanas…… Vc não faz idéia do que eu penso. Mas pelo seu coment, dá concluir várias coisas…… beije uma macaxeira.

    • DiMais

      quando ele tiver capacidade de produzir baterias suficientes para alimentar a produção de carros em maior escala (Gigafactory) ele fará carros mais baratos.

  • Andre L. A. Melo

    Carro elétrico só é ecológico se a fonte de geração da energia for
    limpa e renovável, senão é transferir o problema da poluição de local. O que
    adianta na Europa vc ter um carro elétrico se a energia for de origem em termelétrica
    à carvão mineral? E nos EUA, se for gerada por gás seja do petróleo ou do
    xisto? Enquanto aqui no Brasil , temos o maior potencial para esta geração
    limpa, vemos ecochatos contra as hidrelétricas, porém não abrem mão de usufruir os luxos da vida
    moderna, como internet, ar condicionado , etc… , de fontes de usinas
    hidrelétricas. Energia eólica e solar são perfeitas no papel , porém tem
    sérias limitações ( a não ser que a dona mandioca estoque o vento ou ligue o
    sol de noite ) além dos custos altíssimos para a instalação das usinas. Fui ver
    uma instalação de painéis fotovoltaicos em casa, não pagaria os custos ,
    somente da instalação, relativo à economia da conta de energia elétrica nem em
    10 anos, fora os custos da manutenção. Instalaram em casa a mais eficaz (ou
    melhor, , a menos pior) forma de utilização da energia solar que é a para
    aquecimento solar da água, mais de 20.000,00 entre ente boiler , placas,
    hidráulica , etc… além de não funcionar adequadamente no inverno ou quando o
    tempo fica muito tempo nublado. Eólica,
    nem pensar , nem mesmo se eu morasse no litoral. Resumindo , carro elétrico na
    Europa e EUA é lindo no papel.

    • Tosoobservando

      pq nao fez um aquecedor com garrafas pet?

      • Andre L. A. Melo

        KKKK, pensei que vc estava zoando… Mas não é que existe mesmo?…. Quem sabe na próxima casa, pois nesta já foi , agora é tarde… kkkkk…

    • Marcus Vinícius Andrade

      Os custos da instalação de painéis fotovoltaicos em qualquer residência é tirado em média de 4 a 5 anos de utilização amigo. Qual empresa fez o dimensionamento da sua?
      E para o aquecimento de água não chega a 7 mil os custos dos painéis, reservatório e tubulações, a não ser que a sua casa já esteja construída e vc queira quebrar parede para fazer a tubulação (nesse caso sim, se torna inviável). Mas mesmo assim não se gasta 20 mil.

    • Guilherme Batista

      Não é bem assim. Você está certo em partes, mas há outras questões envolvidas que não entraram no seu calculo. Sim, a geração de energia e a produção de baterias, geram poluição o que tira um pouco dessa vantagem do carro elétrico, mas não é só isso que deve ser levado em consideração.
      Com todo esse porém ainda é melhor poluir pra gerar a eletricidade e depois não poluir usando a eletricidade do que poluir pra gerar combustível e depois poluir de novo usando combustível.
      Também sabemos que os danos causados pela exploração de petróleo é gigantesco.
      Vale lembrar que o carro elétrico tem menos partes do que um motor a combustão. Ele não tem óleo no motor, logo não precisaria poluir na produção e nem no descarte desse produto. Ele não tem filtro de óleo, cabeçote, não tem liquido de arrefecimento, cárter, borrachas vedantes e uma porção de outras coisas que o carro a combustão tem que gerariam poluição tanto na produção quanto no descarte.
      Vale lembrar que o carro elétrico usa menos energia para se movimentar do que um carro a combustão, ou seja, a qualidade da energia elétrica é superior a qualidade da energia a combustão.
      Resumindo, o carro elétrico não é somente vantagens e não é tão maravilha assim, mas ainda polui bem menos que um carro a combustão

    • Louis

      Eu aposto que painéis fotovoltaicos têm um futuro brilhante como matriz energética. Em pouco tempo, os custos despencarão.

  • Jackson

    Eu passei um mês na Suiça e lá andando pelo interior a gente pode parar em uma plantação escolher os produtos, calcular o custo, colocar o dinheiro na caixinha e ir. Claro coisa de primeiro mundo mesmo.

  • FocusMan

    Acho que ele quer criar uma espécie de Apple automobilística…