EUA Finanças Governamental/Legal Tesla

Tesla: Michigan compra US$ 72 milhões em ações mas impede venda direta no estado

tesla concessionaria

O estado de Michigan, nos EUA, é a sede histórica e de fato das três maiores montadoras do país, as chamadas Big Three. Mas, por lá vigora uma lei – assim como em outros estados americanos – que impede a venda direta de automóveis sem um concessionário.

Por conta disso, a Tesla Motors não pode vender seus produtos através de lojas instaladas em shoppings ou locais de interesse. Elon Musk chegou mesmo a pedir uma concessão de comercialização como qualquer outro revendedor, apenas neste estado.

Agora, sabe-se que o governo de Michigan comprou em torno de US$ 72 milhões em ações da Tesla Motors para suprir o fundo de pensão do funcionalismo do estado. Quando questionado sobre o motivo da compra, a administração estadual diz que não tem nenhum controle sobre quais ações são compradas, pois há uma equipe financeira cuidando disso, mas alega que aquisição é normal e dentro da lei.

De fato, a compra de ações é livre. O que chama atenção nos EUA é que Michigan é um dos estados que mais batem forte contra a decisão de Elon Musk de vender sem concessionários. Ainda assim, parece que o estado das Big Three acredita no desempenho da Tesla, que vem tendo alta nas ações. O fundo de pensão do estado é de US$ 60 bilhões.

[Fonte: The Detroit News]





  • Eduardo Brito

    como funciona essa venda sem concessionário da Tesla? Quem compra o carro pode fazer a manutenção na loja?

    • Pelo o que eu entendo é uma loja da fábrica, não tem um ‘intermediário’ fazendo a venda. No resto, funciona tudo igual.

      • Pacheco

        Loja direto de fabrica?
        Isso seria a forma perfeita de venda… sem intermediário.

        • Pois é. Não consigo entender qual o problema que os americanos estão vendo nisso. Gera emprego da mesma forma, e o preço ao consumidor acaba sendo, em teoria, melhor.

          • oscar.fr

            Lobby, protecionismo…

          • MMM

            São 6 estados que proíbem essa prática. Essas leis começaram a ser criadas em 1950 para evitar o fechamento arbitrário de concessionárias por parte das fábricas pois essas estavam fazendo vendas diretas o que seria uma concorrência desleal.

          • Pacheco

            Eu prefiro ser atendido direto de fabrica do que ter um revendedor que só pensa em vendas e ganhar com reposição e não resolver o problema.

            O fabricante joga pra revenda, a revenda joga pra fabrica. Não falta esse tipo de empresa no Brasil.

        • Mas a questão é a seguinte. Um concessionário além dos custos visa lucro. Mas uma loja mesmo sendo do fabricante não vai visar lucro próprio? Um exemplo é a sangsung que possui lojas próprias para venda de produtos de tecnologia, todavia essas lojas visam lucro como qualquer outra (Ponto Frio , Magazine Luiza) inclusive o produto , as vezes, possui um custo maior na loja da sangsung. Ou seja , não muda nada.

          • Pacheco

            Muda sim… pq a unidade precisa arcar com as despesas, mas o lucro final representa o total da empresa e não unitário de loja.

            As margens são bem menores, porem o ônus trabalhista é bem maior.

            • Mas imagina a seguinte situação. Você é um empresário dono de uma rede de 100 lojas que vendem um produto qualquer. O seu objetivo é que essa rede de lojas (todas as 100 lojas) lhe garantem um lucro liquido mensal de R$ 2 milhões (valor hipotético). Agora imagina que todo mês essas 100 lojas juntas lhe dão um lucro liquido garantido de R$ 2,2 milhões (10% a mais que o teu objetivo). Por último dessas 100 lojas 15 delas dão prejuízo (o custo em manter aluguel, funcionários, etc é maior que o lucro individual que cada uma dessas 15 lojas gera). Nessa situação, você como empresário iria manter essas 15 lojas que dão prejuízo pelo simples fato de que no total você está alcançando seu objetivo? Creio que qualquer grande empresa vai optar em fechar essas 15 lojas mesmo que as metas estejam sendo cumpridas no total. E uma montadora não faria diferente, creio eu que ela jamais abriria uma concessionária e a manteria aberto se cada unidade individual não der um lucro minimo, mesmo que no total (lucro de todas as concessionárias mais o lucro da montadora) o lucro esteja dentro do objetivo. Dessa forma não vejo diferença nenhuma em uma concessionária ter um dono independente ou ter a montadora como proprietária, pois ambas vão querer lucro de forma individual. Não creio que só por ser a montadora dona da concessionária ela vai aceitar ter uma margem menor de lucro.

              • Pacheco

                Tudo isso vai da gestão. A Tesla está revolucionando todo o mercado.

                Dentro de um processo de gestão eficiente, um estudo e planejamento é elaborado para que nenhuma unidade tenha prejuízo e venha apresentar problemas financeiros dentro do período proposto.

  • Tosoobservando

    Capitalismo liberal e´assim mesmo, onde funciona.

    • oscar.fr

      Lá é capitalismo liberal, aqui a mesma notícia seria tratada como comunismo.

      • Tosoobservando

        No comunismo o estado nunca compraria ações dessa empresa, no caso, pq nao permite que ela venda la diretamente, nao concorda com a empresa. Comunistas nao sao maleaveis.

    • paulo sergio berezovski

      Capitalismo liberal?mas o estado comprou ações,então como isso é ser liberal?

      • Tosoobservando

        Vc ta confundindo com LIberalismo, onde se defende ausencia de estado ou estado minimo.

  • Vattt

    Simples, respeitar as leis do estado (o big threee já faz isso) ou deixe de vender por lá!!!

  • Pedro Henrique

    NA, começou essa palhaçada de propaganda do duster de novo? agora mais chata ainda, impede o acesso a pagina totalmente, e não da pra abrir varias paginas em abas…
    parabéns pro site e pros marketeiros, conseguiram C@G@# bonito!

    • Pacheco

      Trava a pagina, trava os comentários, fica lento. Complicado.

  • vicegag

    No país onde carro é barato, ainda se busca tornar baratíssimo.
    Diferente de outro país ao sul, onde tudo é motivo para mais um aumentinho.

  • Luis Burro

    O Estado está de olho no crescimento da marca pro futuro.Visto q Detroit já declarou falencia,se a marca bombar como o esperado se darão bem.
    Uma curiosidade,o estado pode lancar projetos e incentivos pra automatização de ruas e estradas pra interagir com os modelos da marca e abrir oportunidade pra demais fabricantes,diminuindo os acidentes causados pelo execsso de confiança no Autopilot?

  • paulo sergio berezovski

    De onde veio esse dinheiro pra comprar ações da tesla?

  • Paulo

    Michigan e Detroit tem leis super protecionistas.

    Já li um artigo falando que toda essa “proteção ” e muitas leis e normas engessando a “coisa ” foi o que destruíram Detroit afastando as empresas e o emprego de la.



Send this to friend