Elétricos EUA Lançamentos Mercado Preços Sedãs Tesla

Tesla Model 3: Dispositivo “móvel” de Elon Musk já tem mais de 232 mil pedidos

tesla-model-3-oficial-2

O Tesla Model 3 alcançou a marca de 115 mil reservas na primeira hora após a liberação dos pedidos online, fechando as 24 horas após o lançamento com 200 mil reservas. Há pouco mais de 12 horas, Elon Musk publicou nas redes sociais que já haviam 232 mil reservas para o elétrico.

Sem dúvidas, o volume gigantesco de pedidos para o Model 3 evidentemente surpreendeu a todos, inclusive à própria Tesla. Com o enorme volume de pedidos, já se sabe que nem todos conseguirão obter incentivos fiscais de US$ 7.500 do governo americano e mais US$ 2.500 oferecidos por alguns estados.

Isso porque o limite imposto para esta regra (no caso federal) é de 200.000 carros por montadora e a Tesla já tem quase 111 mil emplacados que receberam esse benefício do governo Obama. Logicamente, todos os pedidos feitos de fora dos EUA, inclusive os brasileiros (sim, o Brasil estava na lista de opção de reserva), não serão contemplados.

tesla-model-3-oficial-3

Ou seja, uma enorme massa de clientes do Model 3 pagará os US$ 35.000 ou mais, dependendo dos opcionais e versões, além de impostos e taxas de seus referidos países. O volume encomendado é muito grande para um início de pré-venda, ainda mais que o carro só estará em produção no final de 2017. As reservas de US$ 1.000 (limite de até 2 carros por pedido) deve gerar um negócio global de US$ 7,5 bilhões ao longo dos anos.

Além disso, todos os mais de 232 mil interessados evidentemente não têm pressa alguma em ter o Model 3 nas mãos. Na melhor das hipóteses, os brasileiros deverão ver o Tesla circulando por aqui em 2019. Elon Musk já disse que inicialmente atenderá as encomendas americanas e depois europeias, para aí sim focar nos demais mercados.

tesla-model-3-oficial-6

Com pouco menos de dois anos para entrar no mercado, o Model 3 vai gozar de posição privilegiada no segmento de elétricos, pois nenhum rival com suas características e apelo surgiu até o momento. Mas até lá, poderá aparecer algo equivalente no período, já que outros fabricantes estão acelerando seus programas “elétricos”.

O trunfo da Tesla é que seus Supercharger e Powerwall serão oferecidos nos mercados onde a infraestrutura ainda não é adequada para os elétricos. Outras marcas apenas lançam carros elétricos e pouco se preocupam com estações de recarga. Essa garantia de que ninguém ficará a pé é uma das armas de Elon Musk para ter clientes fiéis.

tesla-model-3-oficial-1

Faca de dois gumes

Mas, mesmo assim, o Model 3 visto na apresentação do dia 31 é apenas um protótipo, devendo receber melhorias e ser devidamente atualizado até chegar aos consumidores. Mas, o que recentemente circula nos EUA, é que a arma da Tesla pode virar uma faca de dois gumes.

O preço inicial é de US$ 35.000, mas com praticamente dois anos pela frente, esse valor pode sofrer alguma alteração por conta dos custos. A opção topo de linha anda sendo estimada em até US$ 60.000. Quem tiver pressa, naturalmente vai procurar uma opção com pronta-entrega. O Chevrolet Bolt já está sendo fabricado e tem quase o mesmo alcance. Custa um pouco mais, mas estará nas garagens americanas muito antes da proposta de Elon Musk, que ainda estará em gestação.

As entregas vão demorar muito, especialmente porque os clientes da marca serão os primeiros a terem direito de compra, depois aqueles dos EUA e Europa. Na China, no entanto, Elon Musk já teria dito que uma fábrica local é necessária para reduzir os custos com importação e outras taxas. Lá, ao contrário dos EUA, a oferta de elétricos é muito mais interessante.

tesla-model-3-apresentação-1

O Model 3

O que chama a atenção no caso do Model 3 – além do carisma de seu empreendedor, Elon Musk – é que ele não é apresentado como um automóvel, mas como um dispositivo (móvel…). É o mesmo que dizer que um smartphone não é um celular. O estilo é exótico, mas não tão agressivo se comparado ao híbrido Fisker Karma, por exemplo.

Em realidade, o Model 3 não é um hatchback e nem tão pouco um liftback, como o Toyota Prius, por exemplo. Ele é classificado como um sedã, exatamente porque o enorme vidro traseiro é fixo e o bagageiro é aberto por uma pequena tampa articulada, que lembra mais aquelas vistas em compactos conversíveis.

Seria mais ou menos como um VW Tipo 3 Fastback aos anos 60, incluindo aí o porta-malas dianteiro. Ou, em nosso caso, um Passat com quatro portas da década de 70. Aliás, as semelhanças com a marca alemã não param por aí. O chassi Skate é o sustentáculo do Model 3, da mesma forma que o chassi do Fusca o foi para muitos modelos da marca.

tesla-model-3-oficial-4

O conjunto ótico de LED é sofisticado e lembra modelos da Porsche. A ausência de grade também é um impacto muito forte em primeira impressão, quase como indicando o que poderia ser estampado naquela parte do carro. Na traseira, as lanternas de LED seguem o estilo da própria Tesla, herdado do Model S. As rodas apresentadas no evento são muito interessantes.

Esse vazio frontal também é visto no interior, onde o painel simplesmente não possui qualquer comando, tendo apenas uma tela plana de 15 polegadas com navegação, instrumentação, entretenimento e algo mais. O console central parece ter dois porta-objetos e dois porta-copos, além de um apoio de cabeça que deve ocultar outro porta-objeto.

Os bancos com apoios de cabeça integrados são bonitos, enquanto o traseiro (inteiriço) tem três lugares definidos. O teto é de vidro, unindo para-brisa e a enorme vigia traseira, que parte da metade do carro até o diminuto porta-malas. Elon Musk teria exigido isso no projeto, por isso o bagageiro tem acesso ruim.

tesla-model-3-oficial-5

A Tesla Motors não revelou nenhum detalhe mais técnico do veículo, por isso não se sabe suas medidas. Mas visualmente, ele parece ter em torno de 4,5 metros ou pouco mais. As rodas de liga leve devem ser aro 19 polegadas, mas acredita-se que tenha opção aro 18, assim como teto de metal, que pode ser aço.

A carroceria do Tesla Model 3 poderia ser de alumínio, mas especialistas dizem que o processo produtivo dos Model S e X é tão complexo que o novo carro fracassaria em atender a demanda, tendo ainda um custo muito elevado. Por isso, o aço – especialmente de ultra resistência – teria sido a escolha de Musk para reduzir custos e acelerar a produção.

Aliás, o mesmo reconheceu minutos após a apresentação, que os planos de produção para Fremont terão de ser refeitos por conta de alta demanda. Em resumo, muito do que vemos agora no Model 3 pode mudar até o fim de 2017.

tesla-model-3-apresentação-5

Um dispositivo “móvel”

O modelo é totalmente conectado e atualizado por conexão wireless. Qualquer melhoria, com o tempo, será introduzida gratuitamente (dependendo, é claro, de tecnologias mais específicas) sem o proprietário sequer pensar em sair de casa. Seu alcance de quase 350 km é respaldado por uma rede Supercharger com muitos pontos de recarga ao longo das rotas.

Para quem busca uma condução mais pessoal – o Model 3 vem com hardware do Autopilot de série – e uma performance melhor, a Tesla reservará versões AWD e possivelmente um pacote de performance para reduzir a aceleração de 0 a 100 km/h, que na versão padrão é feita em apenas 6 segundos.

Mas por que há tanto interesse? Elon Musk sabiamente percebeu que as pessoas passaram a desejar produtos inovadores, tal como o iPhone, por exemplo. Vender o Tesla Model 3 não é – em sua visão – comercializar mais um carro elétrico. Ele mesmo diz que quer “evangelizar” as pessoas para essa nova ideia.

tesla-model-3-apresentação-6

Elon também reproduz nas mídias sociais as ideias de Bill Gates sobre o consumo excessivo de gasolina, ainda mais agora que o galão atingiu seu menor preço em mais de uma década nos EUA, reforçando a cultura local de que, se a gasolina está barata, então se deve comprar um carro grande e gastão.

É por essas e outras que Musk não quer transformar a Tesla em mais um fabricante automotivo com concessionárias e suas oficinas cheias de carros para arrumar. Para ele, o consumidor tem o direito de comprar online e receber em casa, sem intermediários, como qualquer produto oferecido na internet. Agora, resta saber se os brasileiros também compartilham dessa mesma visão.





  • Raul Cotrim de Mattos

    É o começo do fim dos motores a combustão…

    • Rafael Henrique Arruda

      Fica sussa, porque não será a nossa geração, nem a de nossos filhos, que irá ver um frota brasileira majoritariamente de veículos elétricos. O Brasil n tem planejamento a longo prazo para isso e a Petrobras ainda é o “orgulho” dos políticos.

      • Raul Cotrim de Mattos

        Eu daria 20 anos para a maioria da frota ser elétrica, inclusive no Brasil… Vão ter que tomar medidas escandalosas para deter o avanço dos elétricos. Não vão conseguir. A partir desse lançamento da Tesla, todas as grandes marcas vão correr para desenvolver um elétrico de baixo custo e não ficar para trás…

        • Deadlock

          E como é que fica “O petróleo é nosso” (nosso?). E tem que negociar com o índio marrento, que é detentor das maiores reservas de lítio.

          • Raul Cotrim de Mattos

            A tecnologia de baterias está evoluindo muito rapidamente, principalmente na China… diversos tipos de materiais poderão ser usados, além do lítio. Eu era contra a privatização da petrobras, mas no cenário atual, mudei de ideia, tanto pela situação em que colocaram ela, quanto em relação ao potencial futuro… Deveriam abrir a exploração do pré-sal para empresas estrangeiras e ganhar com impostos e investimentos no país… essa história de que o petróleo é nosso é um ciúmes infantil.

            • Deadlock

              De fato, há várias pesquisas sobre baterias. A própria Fiat italiana estava pesquisando baterias de sódio, mas essa bateria ainda não se tornou viável, além de ter uma temperatura de funcionamento muito alta. Os chineses testam outras alternativas. Concordo plenamente que é bobagem dizer que o petróleo é nosso se ele fica submerso enquanto o mundo trabalha em alternativas (pode ser o “nosso petróleo” fique por lá mesmo). Na verdade o petróleo é da União e não da Petrobrás, e a União fez leilões, mas hoje não compensa extrair do pré-sal. Só o brasileiro tem que conviver com o petróleo caro, pois a Petrobrás dita os preços e o povo paga o pato (combustíveis caros).

    • pedro rt

      daqui pra 2050 a maioria dos carros no mundo serao eletricos e uma minoria sera diesel e gasolina ja outros motores deverao se extinguir

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Quem não gosta dos “tablets” do MB vai odiar esse carro.

    • invalid_pilot

      Eu não gosto de centrais multimídias que são apenas um rádio touchscreen.

      Nesse carro faz parte do pacote e tem função primordial de gerenciamento, rota e quando estiver disponível, de condução autônoma, bem diferente dessas bobeiras que colocam nos carros por aqui

      • Matheus Ulisses P.

        Falou e disse!

  • BillyTheKid

    “Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence.”

    Carros elétricos estão indo da fase de serem motivo de piada para briga com as empresas petrolíferas e montadoras antigas. E é bom que elas se mexam logo, pois os argumentos de “baterias são ruins pro meio ambiente!” e “a autonomia é muito baixa, eu dirijo 12 horas seguidas sem parar com meu carro” não vão durar pra sempre…

    • Pedro Henrique

      tem aquele também, recarregar as baterias do elétrico com energia de termelétrica é o mesmo que usar um a gasolina

  • Thiago Woroszczuk

    A perguntar que não quer calar é:
    Porque ainda não mataram esse cara?
    não só pelo carro elétrico mas por ser uma marca nova e disruptiva, entrando num mercado monopolizado por gigantescas empresas..

    • invalid_pilot

      Por que lá fora se tem livre mercado… fosse o Elon Musk brasileiro, o governo já teria taxado ele e inviabilizado o projeto antes mesmo do primeiro modelo (Tesla Roadster)

      • Heisenberg

        Muito provavelmente não seria o governo que iria derrubar, cara. Até mesmo lá fora grandes empresas “convence” o idealizador a vender a sua ideia pra elas. Isso é mais comum do que se imagina. Elon Musk sobreviveu, entre outros motivos, por ser justamente um dos caras que “silencia”.

    • Franco da Silva

      #celsodanielstyle ?? Só no Brasil.

  • Pode atualizar o título, já são mais de 253 mil reservas.

    • Deadlock

      Se vendessem tudo isso no Brasil haveria um apagão…

  • invalid_pilot

    Enquanto lá fora o grande lançamento é o Tesla Model 3 que pode mexer com o paradigma dos carros para os próximos anos, aqui temos o grande Fiat Mobi como atração do primeiro semestre de 2016.

    Esse desenho é bem atemporal, nada dos exageros, plásticos e carinha de offroad que vemos nos nossos lançamentos.

    Nasci no país errado mesmo kkk

    Se for pra ser fanboy de marca, me considero Fanboy da Tesla !!

  • 1945_DE

    Excelente projeto. Só falta o teto deste tamanho ser dotado de células fotovoltaicas que poderia recarregar baterias auxiliares para aumentar a autonomia e alimentar todos ao itens elétricos periféricos do carro. Se eu tivesse dinheiro, já estaria na fila aqui no Brasil. Será que vão abrir consórcio?

  • Cassio

    Sensacional! Mas ficou a impressão de era pra ter uma grande dianteira e cairia muito bem uma semelhante ao do Model S, assim como o tablet de comandos ser integrado ao painel.

  • Diogo Oliveira

    Eu não sei vocês mas eu achei esse carro horroroso, cara de conceito, muito estranho. E aquela grade? Não pera, nem grade ele não tem.

    • Evaldo Avelar Marques

      Achei sensacional o design do carro

    • Raul Cotrim de Mattos

      Porque será que não tem grade, né?

    • th!nk.t4nk

      Que bom que não tem grade. É um carro elétrico, a necessidade de refrigeração é bem diferente, logo mais vale priorizar o coeficiente aerodinâmico.

  • DiMais

    e lá vem o melhor capítulo da história da Tesla, ele só precisa comprovar a capacidade de produção da Gigafactory para entregar esse tanto de carro..
    quanto as pessoas migrarem para modelos de outras marcas? tem quem pague R$5000,00 num iPhone e sorrindo mesmo tendo outras opções muito mais em conta.. o status da marca é o que vale, da mesma forma que o Prius conquistou a imagem de carro cool será com o Model 3.

  • Yuri Calmon

    No nosso ” PLANETA” vai demorar …

  • Yuri Calmon

    Tá faltando uma grade falsa aí na frente !!!

  • Fábio Henrique

    Nao sou mto de teorias da conspiracao, mas to achando esse numero de reservas que a propria Tesla esta divulgando mto alto, basta ver quantidade de carros eletricos vendidos nos Eua em um mes.
    Bem, de qqr forma parabens para a marca q conseguiu se tornar hype em um curto periodo de tempo

    • Luiz Fernando

      A tesla é tipo a Apple, tem uma quantidade de fanboys absurda, filas pras reservar o model 3 que ainda não tinha nem sido apresentado e o Musk ta sendo taxado como o novo Guru após a morte de Steve Jobs, não me assusto com esses números

      • invalid_pilot

        O cara fez o primeiro elétrico com uso viável (com autonomia e preço dentro da realidade) e sem ser uma m…. de carro, além do mais é bonito.

        Esta colhendo o sucesso

  • Miro Saraiva

    “O console central parece ter dois porta-objetos e dois porta-copos, além de um apoio de cabeça que deve ocultar outro porta-objeto.”

    Mais uma REVOLUÇÃO? novo porta objetos no apoio de CABEÇA?
    Eu ja achava da hora os q ficam no apoio de braço

    • Zoran Borut

      Hahaha, eu também engasguei nessa parte do texto, fiquei imaginando para que raios serviria um apoio de cabeça no console.

  • Luiz Fernando

    A apresentação desse carro foi muito parecida com o que vemos nos lançamentos da Apple, gritaria e entusiasmo

    • Foi muito pior, fanatismo total.

      Fiquei impressionado, inclusive.

  • PSTC

    é a mesma materia kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Matheus Araújo Dias

    Em breve na republiqueta, com o pacote de nacionalização eliminando alguns “poucos” itens de segurança e de série, inclusive substituindo as baterias pelo excelente e renomado 1.3 fire à combustão. Mas ganhando kit esportivo de série com frisos e cintos de segurança vermelhos, aerofólio e kit aerodinâmico. Tudo isso por apenas 189.900. Podendo chegar, dependendo dos opcionais, a 269.900.

  • Mumm Rá

    ” Elon também reproduz nas mídias sociais as ideias de Bill Gates sobre o consumo excessivo de gasolina, ainda mais agora que o galão atingiu seu menor preço em mais de uma década nos EUA, reforçando a cultura local de que, se a gasolina está barata, então se deve comprar um carro
    grande e gastão. ”

    Esse é meu medo : Infelizmente americano não possui uma visão “muito ambiental ” e certamente irá comprar SUVs entre outros ” beberrões ”

    ” É por essas e outras que Musk não quer transformar a Tesla em mais um fabricante automotivo com concessionárias e suas oficinas cheias de carros para arrumar. Para ele, o consumidor tem o direito de comprar online e receber em casa, sem intermediários, como qualquer produto
    oferecido na internet. ”

    Bem pensado



Send this to friend