_Destaque Hatches Sedãs Toyota

Toyota Etios brasileiro começa a ser exportado para o Peru

toyota etios 2017

Depois da Argentina, em novembro de 2013, e do Paraguai e Uruguai, em outubro de 2014, o Toyota Etios produzido na unidade fabril da marca em Sorocaba (SP) começou a ser exportado também para o Peru. O anúncio foi feito pela empresa nesta quarta-feira, 13, sendo que as exportações tiveram início ontem (12), com cerimônia envolvendo executivos e autoridades.

No mercado peruano, o Etios será oferecido nas carrocerias hatchback e sedã, sempre equipado com motor a gasolina. Quanto ao volume a ser exportado, a montadora japonesa se restringiu a dizer que “atenderá o Peru com oferta compatível com a demanda de seu mercado”.

“Por meio desta iniciativa, a Toyota mostra, mais uma vez, a importância da sinergia gerada entre as subsidiárias da marca na região da América Latina, visando, principalmente, reforçar para este mercado os reconhecidos diferenciais de qualidade, durabilidade e confiabilidade de seus produtos para o benefício de seus consumidores”, declara Steve St. Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil.

toyota etios peru

De janeiro a junho de 2016, a Toyota do Brasil exportou 20.904 veículos, o que representa uma alta de 16% em relação ao mesmo período do ano passado. Deste volume, 11.137 unidades correspondem ao Etios, um crescimento de 44% em comparação aos 7.690 exemplares exportados no primeiro semestre de 2015.

Para este ano, a Toyota prevê atingir 42 mil unidades para exportação, ou 7% a mais que no ano passado, sendo 26 mil apenas com o Etios.





  • Pacheco

    Glu Glu Glu… kkkkkk

    Pois é… o Etios parece aquela menina feinha da faculdade que ninguém tem coragem de pegar, mas quem já pegou, só elogia… kkkkk

    • carnero

      Quem disse que mulher feia é chata, má companhia e ruim de cama?

      • Pacheco

        Foi exatamente o que eu disse: é feinha e ninguem quer… mas aquele que quer, se surpreende e apaixona.

        Confesso que sinto saudade de umas feinhas viu… kkkkk

        • GPE

          Kkkkkkkk boa!

        • mauricio

          kkkkkkkkkkkkk

    • Deadlock

      Mas, agora a Toyota vai falar que o etios é do peru….

      • Pacheco

        Eu ri… kkkkk

  • Fanjos

    Ano passado fiz uma escala nesse país e nos 50 minutos que fiquei por lá, me recusei a sentar em qualquer lugar, aguardei em pé.
    Antes pisar do que sentar no Peru.

    Edit. Não recomendo a Taca, lixo de empresa.
    Edit2. poderiam mandar a fabricação inteira de Etios para lá

    • Pois é um bom país para se ir, Fanjos. E não tive problema na Taca, só perdi meu canivete antes de entrar no vôo (Entrou em uma dobra da minha bolsa e não mandei na mala de dentro do avião), o que não foi um problema da Taca, mas do aeroporto (Na verdade foi meu). E como sou de Campinas sentar no banco não faria diferença na fama mesmo…

      • Fanjos

        Acho que é porque peguei o pessoal do embarque em um dia zuado, uma mulher da companhia queria porque queria taxar minhas malas de qualquer jeito, mesmo eu estando no limite, tive que passar por pesagem e medição de todas, no Peru quiseram revistar totalmente minha mala de mão de novo (já tinham revistado no EUA), quase perdi o voo porque a fila estava imensa e minha escala era rapida, e para ajudar o avião teve descompressão, caiu mascara de oxigenio e o caramba a 4, fiquei com dor de ouvido e de cabeça por uma semana =/….nunca mais.

        • Na verdade, moraria tranquilamente em Cuzco, que junto com o Rio de Janeiro, são para mim as duas cidades mais bonitas da América do Sul. Mas claro que um negão seria revistado em qualquer país da América (Incluindo aí América Central e do Norte, não é?)! Mas a motivação da polícia de lá era compreensível. Geralmente negros viajando pela América do Sul são americanos. E sim, no nosso continente americanos são vistos sempre relacionados ao consumo de drogas. O pior é na Bolívia: Eles fazem questão de aplicar a chamada reciprocidade que a ONU libera. Basicamente eu era um criminoso até mostrar que meu passaporte era brasileiro. Mas Bolívia e Peru são dois países racistas. Infelizmente. E o único negão que achei em Lima era porteiro de pirâmide!

          • Fanjos

            Não conheço nem o Peru, nem a Bolívia, só fiz escala mesmo, eu conheço o Chile, Argentina, Uruguai, e Paraguai (esse conta? kkkkkk).
            Não sabia que esse pessoal do Peru e principalmente da Bolívia eram racistas, baita mancada isso, principalmente Boliviano que costuma ser discriminado em vários lugares da America, pensei que tinham aprendido como é ruim fazer isso com outras pessoas,já que costumam passar por isso, alias eu tenho duas amigas bolivianas, e nunca vi comentarem nada sobre isso.

            • Paraguai conta sim! heheh… E olha que até achei as paraguaias bonitas? Sim, todas parecem a Perla, mas são bonitas (Se você tiver menos de 40 anos talvez não entenda! Hehehe).
              Conheço todos esses, e por incrível que pareça, mais que meu próprio país. E fora de Salvador e Rio, sempre senti o racismo, em todo o continente, Brasil incluso. As vezes um pouco mais, as vezes um pouco menos, as vezes sentimos que não é racismo, mas ignorância, no sentido de desconhecimento mesmo. O que pega no Peru (ui) e Bolívia é a formação de sua população. O problema no Peru é de branco contra “Quéchuas” (Os descendentes dos Incas, acho que 80% da população), e de brancos, orientais (chamados chinos) e quéchuas contra negros, aimarás (Bolivianos, comuns mais ao Sul) e índios amazônicos. Na Bolívia é mais simples: Aimarás contra o resto. Na verdade eles se sentem como o povo oprimido, longe do poder durante muitos anos e vítimas de todo mundo (Já sei, já viu discursos assim, não é?). No mais, problemas muito parecido com os nossos, inclusive um que quase me levou preso.

              • Fanjos

                Caramba altas tretas nos países latinos, não sabia disso tudo não. Mas como assim preso? Te confundiram com criminoso?

                • Não, eu bati em um boliviano! Hehehe
                  E aconteceu o mesmo no Paraguai…
                  Mas na Bolívia fui agredido e revidei… Mas ia ser preso… Até um casal de austríacos dizer que o cara estava bêbado e estava enchendo o saco do busão inteiro.
                  No Paraguai fui assaltado… Mas… Quem não vai para Ciudad del Este e espera sair ileso?

              • Tosoobservando

                Seria racismo ou sindrome de vira-lata pq é negro, igual brasileiro sente por ser brazuca?

  • Alexandre

    Seria interessante ter os valores na moeda local… Só para gente dar uma alfinetada na ANFAVEA e no resto da trupe.

  • Luiz camurça neto

    O melhor compacto do mercado. sem duvidas. pena que o visual deixa a desejar!

  • CanalhaRS

    Toyota, mande TODOS os Etios para lá, por gentileza. Obrigado, de nada.

    • VCD 2.0 16V

      Mandem os usados e o sapinho do Nissan Match também.

  • Zoran Borut

    O pessoal aqui zoando o fato, como se o Peru comprasse modelos ruins. Só quero avisar que o carro mais vendido no Peru em 2015 foi o Toyota Yaris da foto abaixo, seguido pelos Kia Rio e Picanto e Hyundai Accent e Grand i10.

    • Gustavo França

      Fui pra lá em janeiro de férias e aluguei um i10… carrinho legal. Pequeno mas valente. O trânsito em Lima é caótico, todo peruano é braço e todo carro esta batido ou ralado (inclusive vi Porsche 911 ralado no estacionamento de um shopping). Seta não existe e o carro da direita, com certeza vai querer virar à esquerda. Como estava de férias nem me estressei com o trânsito, só ria das situações bizarras, como em um congestionamento na praia em via de 3 faixas onde cada carro seguia uma linha diferente, não passando uma mochila entre dois carros. Em 4 dias contei 5 os acidentes presenciados. Mas terminei minha estadia ileso. Mas o carrinho mesmo com só 5 mil kms estava tão machucado que a folha de vistoria tinha riscos em todos os lados… sorte que não acrescentei novos!

      • O que me surpreendeu lá foram as avenidas em regiões movimentadas sem qualquer sinalização ou semáforo ao longo do caminho e algumas calçadas no mesmo nível do asfalto. Já pensou o mesmo aqui? Iria funcionar como faixa adicional de trânsito.

    • O carro mais comprado não é um parâmetro de dizer se o mercado é bom ou não. Talvez a frase mais correta seria “como se o Peru comprasse SOMENTE modelos ruins”. Lá é um mercado dominado por carros asiáticos, independente se japonês, coreano, chinês… Eles tem muitas coisas boas (Como o Kia Rio), mas também tem seus Celtas..



Send this to friend