EUA Pickups Toyota

Toyota: proprietário roda 1,6 milhão de km com Tundra e ganha picape 0 km da marca

toyota tundra 1,6 mi km 2

Algo comprovado por diversos clientes em todo mundo, a indústria automobilística japonesa se destaca, entre outros fatores, pela confiabilidade mecânica. Desta vez, um proprietário de uma picape Toyota Tundra conseguiu alcançar a marca de 1 milhão de milhas no hodômetro, o que equivale a 1,6 milhão de quilômetros. O utilitário modelo 2007 é do americano Victor Sheppard.

Em média, o proprietário rodou cerca de 125 mil milhas (201.168 km) por ano com sua Toyota Tundra em viagens de longo curso em estradas. Sheppard foi o único proprietário da picape e, desde sua aquisição, realizou todas as revisões, somando 117 visitas às concessionárias da marca, com serviços de substituição de correia, troca de óleo e check-ups regulares da fabricante.

Milliona Mile Tundra

Após alcançar o feito, Sheppard comunicou uma concessionária da Toyota para informar que ele ultrapassou a marca de 1 milhão de quilômetros rodados com sua Tundra sem enfrentar qualquer defeito. O fato surpreendeu a montadora japonesa, que decidiu adquirir o veículo para analisar a motorização e a transmissão da picape, bem como outros componentes.

Como “prêmio”, a Toyota presenteou o cliente com um exemplar 0 km da Tundra modelo 2016, na versão topo de linha com motor V8 de 5.7 litros a gasolina, que rende 386 cavalos de potência e 55,4 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas.

Galeria de fotos da Toyota Tundra com 1,6 milhão de km





  • Andre Baracho

    Toyota + vias e combustiveis de boa qualidade + manutencao em rede especializada = carro para a vida toda.

    • Pacheco

      O texto deixa claro que o cara fez todas as revisões. Pra mim, o carro não fez nada mais que a obrigação de ter durado com a manutenção preventiva.

      • Gilcimar China

        Sem mais, nem menos. É uma obrigação mesmo!!!

        • Pacheco

          Com revisão e manutenção preventiva, o carro tem que durar. Por isso que eu falo que esse negocio de dar 6 anos de garantia é mico. Pode dar até 50 anos, garantia eterna… fazendo revisão e seguindo o plano de manutenção, não tem o por que do carro dar problema.

          • No BR não é exatamente assim….basta ver a qtd absurda de recalls que existem, mas claro que ajuda bastante.

          • duhehe

            Durar , o carro dura uns 200 anos, em condições de andar que é o problema.
            Recomendo vc ir visitar umas oficinas e ver a infinidade de problemas não relacionados ao motor que os carros apresentam.

            • Pacheco

              É só fazer a manutenção de tudo. Um carro com 1 milhão de Km precisou trocar coxim, bandeja, batente, bieleta, rolamento.

        • Deadlock

          Só que a obrigação não é seguida por todas as montadoras. É só perguntar a um revendedor de peças de qual marca ele vende menos. O TQC foi aplicado com mais rigor no Japão. Aqui no Brasil os fornecedores de peças sabem quais são as melhores montadoras.

      • celso

        Nenhum carro tem a obrigação de aguentar 1,6 milhão de quilômetros, sem apresentar defeitos graves.
        É um caso tão inusitado que surpreendeu até a montadora.

        • Pacheco

          Surpreendeu pelo uso. Mas realizando a troca das peças e mantendo ele com manutenção, o carro roda. Ninguem roda, pq o carro começa a dar a manutenção cara. Esse cara trocou toda suspensão, oleo de cambio, filtros, velas, cabos… isso é manutenção de rotina.

          • celso

            “O fato surpreendeu a montadora japonesa, que decidiu adquirir o veículo para analisar a motorização e a transmissão da picape, bem como outros componentes”.
            Motor e câmbio não deveriam aguentar tanta quilometragem, sem apresentar defeitos, mesmo com manutenção preventiva.
            Isso seria a “manutenção cara” de que você fala.

            • Zoran Borut

              Se o carro rodou em estradas por longas viagens, com velocidade constante na maior parte do tempo, é óbvio que o câmbio, embreagem e motor foram pouco exigidos. Condições bem diferentes de percursos que exigissem mais do caso, como estradinhas brasileiras de pista simples em que os motoristas forçam ultrapassagens, reduções e reacelerações frequentes, além de relevo, iriam claro desgastar bem mais.

              • celso

                Ainda sim não é todo dia que aparece um veículo tão rodado que, aparentemente, está em bom estado.

        • Raul Cotrim de Mattos

          999.999 de MILHAS, que dá um valor aproximado de 1 milhão e 600 mil km…

          • Leandro Lima

            huahsuhasuhsau Nossa próxima meta galera, bater essa quilometragem aqui no brasil, sera que aguenta? Manutenção, asfaltos, gasolina, etc… com certeza não… No brasil é difícil chegar nos 100 mil km, imagina nos 1,6 milhões de km… Impossível.

            • Edson Fernandes

              Sei não… é que taxistas trocam antes os carros, mas já vi alguns carros com 400000km e 500000km rodados (Siena, Celta e Uno)

              • Ricardo

                Dos taxistas que tive oportunidade de conversar sobre os carros, eles estavam entre 300 e 400 mil km e, segundo eles, fazendo só a manutenção preventiva, nenhum teve problema de motor.
                Já em relação aos acabamentos e suspensão, a conversa precisou subir de tom, literalmente. Era tanto barulho que parecia uma escola de samba, tamanha a bateção de plásticos, pinos e dobradiças de portas e suspensão.
                Caso nossas vias fossem de qualidade, chegar aos 1.000.000 de KM seria quase comum.

      • Filipo

        Como se todas as marcas durassem isso!

        • Pacheco

          Deveriam… como falei, com manutenção preventiva todo carro deveria durar isso.

      • Tarcio

        Mas será que o preço praticado pela concessionário na terra do tio Sam é o mesmo em terra tupiniquins. pois duvido que se fosse por aqui ele teria feito o mesmo, pois é inacreditavel os abusivos preços de peças e serviços.

        • DPSF

          Ia comentar isso. No Brasil fica inviavel fazer esse tipo de manutençao na rede de css. Já na quarta revisao, deixaria os olhos da cara p fazer a revisao. Onde trabalho temos uma L200, a oitava revisao do veiculo está orçada em mais de 2600 reais!!! Irreal!

        • Pacheco

          Sim, eu tbm acredito que exista isso. Aqui no Brasil as revisões dos carros são mais caras por causa das peças e a condição que eles rodam. Nesse Asfalto de SP, uma suspensão chegar original aos 60 mil km sem troca bater nada é milagre.

          • Edson Fernandes

            Então acredite… rodei 112000km com um C3 nesse asfalto de SP (e outros estados)

            • Pacheco

              Olha… eu rodo diariamente entre zona leste e zona norte de SP e não conheço asfalto pior. Num total de todos os meus carros, eu já rodei mais de 500 mil km e todos eles tive uma manutenção ferrada por causa do asfalto ruim. Roda, coxim, pneu, bieleta, amortecedor, pivo e tudo mais trocado por causa de buraco e asfalto ruim.

              Tem uma rua aqui proximo do trabalho que após uma subida tremenda, vem uma valeta muito aberta. Se vc não conhece a região, vem acelerando e da com o nariz do carro nela. Cansei de encontrar alguem parado uns 100 metros pra frente com o capo aberto e o chão cheio de agua do radiador estourado.

              • Edson Fernandes

                Quando é assim eu costumo mesmo sendo uma subida, rodar devagar por conta disso.

                Hoje felizmente pelo carro que tenho, ir numa boa não é problema e então talvez não tomasse um susto. Mas sei bem desse tipo de valeta. Só serve para pegar o pessoal para manutenção. E aquelas lombadas finas ? Aí eu te digo que tem na região onde moro e quem passa com tudo, acho que ao passar já vai no mecanico, porque aquilo ali maltrata o carro.

                • Pacheco

                  Sim, tem varias assim perto da minha casa. Acredito que foram feitas para atrapalhar possíveis viaturas policiais, ja que tem só o espaço lateral para moto.

      • leitor

        Quantos carros a gente vê assim, ainda mais desses com mais de 25 anos? Esse tinha 9.

        • Hilquias Santos

          O detalhe querido leitor é que esses carros aqui que rodam essa quilometragem com a idade média que tu citou, não rodam isso tudo sem fazer motor, troca de sincronizadores, algum componente de diferencial (corôa, pinhão ou planetárias). Lembrando que esse carro tem a mecânica diferente da GRANDE maioria dos carros nacionais. Se for comparar, não compare com Gol, Uno, Palio, Fiesta e cia. Compare com as pickups que não rodam mais que 300.000 e tem que fazer motor.

          • leitor

            Quem comparou com gol, uno, pálio? Até creio que dirigindo com um cuidado básico e manutenção atinjam essa quilometragem sem precisar fazer o motor. Só não vejo o porquê de ser obrigado se quase ninguém faz isso.

            • Hilquias Santos

              Quero ver se tu consegue rodar 1.600.000km com um motor montado aqui. Tirando os Diesel, já que existem fatos de motores MB rodando mais de 1.000.000 aqui no Brasil, quero ver tu rodar com um ciclo Otto nacional essa quilometragem toda sem abrir ele.

              • Edson Fernandes

                Bem… se formos falar em motor, temos motores que equipam os onibus municipais que tenho certeza que já passaram tranquilamente de 1 milhão de quilometros.

                • Hilquias Santos

                  Sem fazer ele?

                  • Edson Fernandes

                    Sem fazer. Geralmente as manutenções desses onibus municipais são diárias. Toda vez que volta para “a casa” da linha, ele sofre inspeção (no minimo noturna). O onibus pode estar todo podre por dentro (acabamentos e tal) mas a mecanica é pelo menos cuidada. Claro que aparece um ou outro quebrado, mas pode acontecer…. mas é comum ver manutenção sim.

                    • Hilquias Santos

                      Então, vamos lá… Esse é um assunto que eu domino bem (sou um dos chamados ”busólogos”) e tenho uma certa ”intimidade” com o Diesel (estou reformando um CJ5 com motor VW 1.9 TD de ”Golf Argentino” e temos outros dois carros antigos Diesel aqui: L608 e Hilux SW4 93). Mas, vamos lá… Um pesado desses roda isso facilmente com todas as manutenções adequadas (revisões, checagem e reposição), mas nem sempre é isso que acontece: numa frota grande, você não tem como parar diversos carros de uma vez pra fazer a revisão e normalmente as revisões são agendadas pra o carro ficar o dia inteiro na garagem. Se eu tenho um lote de 20 carros, postos pra rodar todos no mesmo dia, na mesma linha, fazendo o mesmo itinerário, com praticamente a mesma média de rodagem, teria como parar vários carros ao mesmo tempo? Educação: A não ser que o carro esteja com o giro limitado, tem um bocado de ”pé de ferro” que não roda na faixa certa, não cambia direito dando tranco a toda passada (e tome folga na cambota). Custo: dependendo da empresa, o motor roda com folga um monte de tempos por causa do custo alto de manutenção e a empresa não tá nem aí. Se eu for listar as inúmeras situações que a maioria das empresas não cumprem na hora da manutenção e saúde de um powertrain de um carro desses é surrado, não daria pra pôr aqui. Já vi motor MWM de um 17-230 EOD 2008 com câmbio Eaton funcionar bem (roncando bonito, com ”força”) e uma empresa adquiriu a outra. Quando os caras da ”manu” da empresa adquirente foram revisar o carro (com pouco mais de 600.000 rodados) o seis canecão 6.12 TCE tava só o bagaço e teve que reabrir. O primeiro motor (a ter conhecimento da montadora) e rodar mais de 1.000.000 sem abrir foi um OM-366 de um 1620 que era de um particular, montado sobre um Comil Versatile 1ª Geração. Você pensar que o powertrain tá inteiro até abrir e vê a bagaceira que tá por dentro, além do mais com um bocado de chofer que não tem sensibilidade e não ”sente” as condições do carro e por mais ”N” motivos.

                    • Edson Fernandes

                      Bom…. vemos isso sempre né?

                      Alias, vou dar o exemplo meu hoje: O motorista dirigindo um onibus e trocando manualmente de marcha sem sentir a troca! Acho que em muito tempo que não via isso! Mas a frenagem em contrapartida…. era ogra… pé pesado mesmo!

                      Acredito que muitos dos motoristas infelizmente tratam o onibus da forma que a empresa trata o motorista… sendo um mero funcionário.

                      E ele comentando inclusive que na frota da empresa, está até acostumdo a ter onibus quebrado e ele ter que dar solução para sair do local com o onibus quebrado. Comentou até de uma motorista que teve que arrumar a catraca para seguir a viagem pois caso fosse um motorista sem conhecimento, poderia tomar advertencias e até multas.

                      Eu tenho ciencia que muitas empresas podem ser desleais e deixar o onibus todo detonado, mas quis dizer o que deveria ser a rotina de manutenção.

                      Aproveitando a conversa e para onibus automaticos? Sempre achei que fosse necessário tal item pois é um item que ajuda e miuto o condutor tanto no cansaço como na sua paciencia. Porém com falta de manutenção como podem durar tanto?

                    • Hilquias Santos

                      Sim e a manutenção que tu fala todo dia, é só pra correção de defeitos e lavagem. Conserto elétrico, de carroceria ou algum problema de mecânica que possa ser corrigido naquela madruga.

                    • Edson Fernandes

                      Ah sim!!! Isso mesmo. Problemas maiores, geralmente o onibus roda até quebrar…rs

              • leitor

                Se pagar a gasolina eu dou um jeito.

      • Matheus_P

        mas peraih… deve ter havido uma retifica… nunca vi anunciado motor que dura mais de 400mil km…

        • Pacheco

          Depende… pode até durar. Tem muito motor com mais de 500 mil km que ainda roda.
          E temos que levar em consideração que ele fez todas as revisões (oleos e filtros nos prazos corretos), combustivel de qualidade (diferente desse treco que usamos aqui) e condições de pista que ele rodou.

          Anda 1h nesse transito caotico de SP, com asfalto ruim e combustivel adulterado e o carro sofre como se tivesse rodado 2 anos lá fora.

    • ObservadorCWB

      Acrescenta que a manutenção em CSS é porque nos EUA os serviços não são abusivos. Só dois exemplos:1- NÃO HÁ BORRACHARIA NOS EUA. Se vc fura um pneu, independente de marca, você pode levar em qualquer loja que eles vulcanizam o defeito a custo ZERO. Aqui o cara coloca um macarrãozinho e ainda te cobra pelo serviço. 2- a Hyundai dá 10 anos – vc leu certo, DEEEZ anos de garantia para motor + câmbio nos EUA – aqui vc fica surpreso quando lhe “dão” 5 ou 6 anos….sendo a maioria de míseros 3 ou apena UM ano.

      • Edson Fernandes

        Mas pera… o borracheiro vai gastar com produto e pagar do bolso? Ou vc ta falando de ccs?

        • p_churros

          Nao, ele está falando do representante da marca.
          E quem paga pelo serviço é a marca.

    • João Cagnoni

      Pronto, agora substitua Toyota por qualquer marca.

    • celso

      Será que isso também vale para os carros da Chrysler ?

    • OlCal

      Esqueceu da gasolina !!! Se fosse aqui não dava pra rodar tanto… o motor já tinha ido pro saco.

    • vale ressaltar que é muito mais em conta revisões e valor das peças lá fora…e o combustivel ajuda muito.

    • Lucas Mendanha

      Com 7 anos de Corolla em casa, posso dizer: Toyota é “inquebrável” enquanto vc faz todas as revisões na rede autorizada.. Tirou dela, vira um carro quebrável como qualquer outro..

  • Tosca16

    117 visitas nas concessionárias, aqui daria também estes 1,6 milhão, mas de reais em prejuízo !

    • leandro

      Aqui no Br 117 revisões na CSS significa que ele comprou várias caminhonetes novas

    • GPE

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Rdassis

      Vamos chutar ai 117 x $500,00(A revisão) = $58500,00 em revisões. E ainda uma propaganda dessas.. saiu de “graça” pra Toyota.

      • Matheus_P

        amigo, la a revisao nao sai por 100 dolares…

    • Gilberto Silva

      Em breve farei um relato que retrata bem isso! com meu clio e a CSS da Renault…

  • Hadson Nobre

    Realmente, vem a ser motivo de comemoração para a marca. Além de só confirmar a fama da excelente durabilidade dos seus carros. Fosse no Brasil, nenhuma concessionária teria interesse em receber esse “usado”, muito usado, na verdade.

  • Pacheco

    Fiat, eu quero avisar que tenho um Tempra SW 94 com 150 mil km em casa e se quiser trocar por uma Palio Adventure para fazer uma analise no Tempra eu aceito… pode me chamar. KKKKKK

    • leandro

      Comprou 0km?

      • Pacheco

        Nem que eu fosse louco… kkkk. Peguei num negocio e está la em casa juntando poeira… kkkkk

        • Maçaranduba o Porradeiro.

          Aspirador de pó?

          • Pacheco

            Junta pó na vdd… a unica coisa que ele está aspirando é dinheiro do meu bolso… kkkk

            • zekinha71

              hahahaha

            • AHSOliveira

              Poderia ser pior, um Marea com algum fivetech…

              • Pacheco

                Se fosse, eu usava. Mais ainda se fosse automatico… kkkkk

        • Alvaro Guatura

          Por que “nem que eu fosse louco”? Era um modelo muito bom, está ultrapassado mas isso não tira os méritos do modelo.

    • saosao

      Entra na fila, o meu tá com 185 mil km rs

      • Pacheco

        Opaaa… kkkkk

  • Mumm Rá

    Se fosse no Brasil o sujeito ganharia um 0 % de desconto na compra de uma nova picape

    • LLace. Saudi Arabia power

      kkkkkkkkkk falou tudo.. e seria recebido com aquela cara de desmerecimento.. Primeiro mundo é outra coisa!

      • Pacheco

        Legal deve ser levar um carro desse e o vendedor olhar no painel a KM.

        • LLace. Saudi Arabia power

          Aqui no Brasil? kkkk como falei, olhar torto na hora!!

          • Pacheco

            Torto… o cara vira as costas e sai fora. KKKKK. Carro com 100 mil km já é mico.

            • LLace. Saudi Arabia power

              Eita, kkkkkkk Pior que é verdade.. Imagina como a pessoa que levou o carro vai ficar depois do cara fazer isso… Queria eu que fosse o contrário.. mas é a pura realidade.. Infelizmente..

              • Pacheco

                Mas isso acontece sempre. Carro automatico os caras falam que o cambio já está para abrir o bico. Tudo mentira, eu já tive carro automatico com 200 mil km e o cambio perfeito. Só precisa cuidar.

                • LLace. Saudi Arabia power

                  Exatamente! Se cuidar direitinho, não tem nenhum problema! Na real? Aqui no Brasil se você faz isso como o cara fez no EUA, o vendendo já vai pensar que você não tem dinheiro, vai achar que você tá pedindo “esmola” por isso falei que é a pura realidade quando você falou que ele nem olha torto, e vira as costas e sai fora.. Agora quando você pisa na concessionaria e já chega falando que você irá comprar um carro novo que já tem dinheiro pra dar uma boa entrada ou mesmo pagar a vista, só faltam estender o tapete vermelho pra você! É uma falsidade que dá agonia viu!

                  • Pacheco

                    Exatamente.
                    Eu aprendi na pratica que KM não é sinonimo de qualidade em carro usado. Se vc comprar um carro com 20 mil km usado pela minha mãe, vai achar ele uma carroça. Agora 100 mil km usado pela minha irmã, ele vai estar igual 0km.

                    • LLace. Saudi Arabia power

                      Pois é, tudo depende do dono.. Não tem jeito!

                    • Pacheco

                      Depende… já vi carro em loja que parecia ter sofrido um atentato terrorista.

                    • LLace. Saudi Arabia power

                      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Nunca ri tanto aqui!

                    • CignusRJ

                      Só falta dizer que era um passat iraque :)

                    • Pacheco

                      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

            • Monize Modas

              100 mil km no brasil é equivalente a um milhão de km no EUA, péssimas estradas, até trator de esteira quebra. kkkkk

        • Alvaro Guatura

          O vendedor já pensaria em voltar a km e vender como uns 150.000km.

      • duhehe

        Aqui seria taxado de pobre pq não troca de carro toda vez que sai modelo novo.

    • Tosca16

      Não, eu tirava algumas fotos promocionais e te daria um chaveirinho da marca, cativar o cliente sempre kkkkk .

    • João Cagnoni

      Ainda teria que pagar mais, pois o seguro iria querer meter uma sobretaxa devido ao sujeito rodar bastante.

  • awatenor

    Parabéns à qualidade construtiva…mas aqui na Bannannapúblicca ele ganhava um chaveiro.

    • GPE

      E um boné

      • Tosca16

        E um adesivo, “Toyota Club” ou algo do tipo .

        • awatenor

          Sem esquecer da fantástica espera de meia hora no sofá…

          • Tosca16

            Mas eu te dou um cafezinho de brinde kkkk

            • Maçaranduba o Porradeiro.

              Com adoçante, pq açúcar tá caro…kkkk

          • Vitão

            Fora o cafézinho frio, as bolachinhas mole, na sala com revistas do ano retrasado e TV com chuviscos de sinal analógico.

    • João Cagnoni

      Acho que mais… Talvez um conjunto de calhas.

      • Jackson

        Só não pode dar os tapetes, porque vai que tranca no acelerador, e!!! Tudo bem que ocorreu com o Corolla, mas sabe como é…….

  • Daniel

    Lá o cliente ganha uma picape Tundra, aqui um chute na …

    • LLace. Saudi Arabia power

      Realmente, primeiro mundo não se compara com ultimo mundo né.. Aqui o pessoal iria olhar bem torto pra ele..

    • João Cagnoni

      Na Bundra?

  • GPE

    Excelente ação. Bom pra marca, bom pro consumidor

    • Pacheco

      Mas a Toyota comprou para estudar o carro… ela deve estar precisando saber o que o carro precisa melhorar e o que foi bem feito para chegar a tanto.

      Porem, sabemos que com manutenção e cuidado, qualquer carro pode passar dessa KM.

      Abandone sua casa e ela irá desabar. Cuide e faça as manutenções e ela poderá continuar de pé por seculos.

      • duhehe

        Duvido muito que qualquer motor dure isso, por mais bem cuidado que seja.
        Questões fisicas mesmo

        • Edinaldo_Tapica

          Retificação…

      • celso

        A questão, meu caro, é que motor, câmbio, suspensão não são projetados pra aguentar 1,6 milhão de quilômetros, por mais que se cuide do veículo, fazendo revisões preventivas e rodando em boas estradas.

        • Pacheco

          Então amigo, o texto não diz, mas se duvidar ele fez a manutenção do cambio, da suspensão. O que eu digo é que pode chegar, porem os custos compensam? Vai chegar uma hora que a suspensão já era, precisa trocar. Troca e pronto… troca dentro da manutenção preventiva. O rolamento vai precisar trocar, senão estoura na rua. Troca e pronto.

          Da pra comprar um carro 0km agora e rodar até 2050 com 2 milhões de km, mas vai aguentar sustentar toda a conta que ele vai dar depois?

        • Guilherme Batista

          A reportagem não fala, mas acredito que as partes mecênicas do carro ja não devem ter quase nada de original, deve ter trocado muita coisa, afinal, foram 117 visitas a concessionária. O carro é de 2007, isso resulta em mais de 11 visitas a concessionária por ano e uma média de 1 visita a cada 8460 milhas(13540 k). Acho um período muito curto entre as visitas, é bem provavel que tenham ocorrido varios problemas com o carro.

          • celso

            Parece que o dono ficou com a picape esse tempo todo (ou com essa quilometragem toda), porque ela não apresentou problemas graves.
            É bom lembrar que isso foi nos EUA, onde se troca de carro com muito mais frequência do que aqui no Brasil. Então não faz sentido ficar com um veículo que precisou trocar várias partes mecânicas, o que tornaria a manutenção cara.

            • Guilherme Batista

              Concordo.
              Não acho que tenha tido problemas graves, mas acho que tenham acontecido vários problemas pequenos que foram sendo resolvido gradativamente.
              O cara foi na concessionária 117 vezes em menos de 10 anos, não é possível que tenha sido somente pra fazer revisão básica.
              Mas quanto os americanos trocarem muito de carro eu tenho minhas dúvidas, quando fui lá eu vi muita gente com carros antigos.
              Não estou falando com base cientifica, é só achismo mesmo.

              • Marcos Souza

                O cara rodava mais de 13 mil km por mês e ia na concessionaria uma vez por mês. Claro que era manutenção prventiva. Aqui no Brasil a maioria dos carros é a cada 10 mil km…ele ia a cada 13 mil.
                Certeza que ele rodava isso na estrada, a velocidade constante, com uma rotação baixa…o carro dura mesmo. Quem viaja bastante sabe que o carro usado nas estradas por 100 mil km ta em melhor estado que um usado 10mil km no trânsito pesado.

                • Guilherme Batista

                  Mas são 10 anos fazendo isso, 1.6 milhões de quilômetros. Você tem noção do quanto que é isso?
                  Não estamos falando de 100 mil ou 300 mil, mas de milhões.
                  Manutenções preventivas só cobrem coisas básicas, como troca de óleo, filtros, no máximo uma troca de velas.
                  Carro tem uma porção de partes que se desgastam, não tem como ser só preventiva de jeito nenhum

                  • Marcos Souza

                    Plano de manutenção diz várias coisas: troca de correias, tensionador, verificação de cochins, revisar amortecedores. E no final desses itens fala: e substituir se necessário.
                    De qualquer forma, o texto não sita que foi feita a retifica do motor. O que parece que não ocorreu.
                    Então as peças de desgaste foram trocadas e na ao meu ver, isso faz parte da manutenção preventiva.
                    O que não faz é retífica..

                    • Guilherme Batista

                      Sim, concordo.

                      Se levarmos a expressão “manutenção preventiva”, você está certo, tem que seguir o plano de manutenção certinho mesmo.
                      Mas quando se diz na linguagem popular, as pessoas só pensam somente nas revisões, onde são incluídas poucas coisas. Hoje em dia são poucas pessoas que seguem a risca o plano de manutenção.

  • CanalhaRS

    Se fosse aqui a concessionária nem aceitaria a picape no negócio por uma 0Km, quanto mais dar uma ao cliente…

  • Raul Cotrim de Mattos

    O melhor marketing de qualquer empresa é a qualidade de seus serviços e produtos. Aprende Volkswagen…

    • Tango

      Carro menos equipado e mais caro que a concorrência. Com mecânica confiável de manutenção barata,mas também já com tempo de estrada. Isado é fácil de vender quase um cheque assinado. Parece a Toyota ou Honda, mas é a definição da VWB nos anos 80 e 90.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Creio eu que só essa 177 visitas já dava para comprar 2 picapes novas da topo de linha…
    Portanto ele “Ganhou” uma picape de grátis…

    • Guilherme Batista

      Não faz muito sentido isso não

      • Maçaranduba o Porradeiro.

        Realmente, os preços da Toyota não fazem sentido.

  • Zé Mundico

    Manutenção preventiva e uso racional e dentro das especificações fazem isso mesmo. Até 100 mil km qualquer carro pode rodar tranquilo sem dar defeito, até carro chinês.
    E pelo que diz o texto , o cidadão usava o carro em regime leve, talvez só na estrada.
    Estradas boas e combustível de qualidade também ajudam, claro.
    E a Toyota ainda conseguiu publicidade gratuita.

    • Matthew

      Sei não hein. A matéria fala de uma picape pesada com chassis de um caminhão quase e motor V8 com mais de 5 litros de deslocamento, que rodou a maior parte do tempo em rodovia. Os carros de longa duração da 4 rodas apresentam vários problemas no desmonte de 60 mil quilômetros. Aqui em casa mesmo tem um carro com mais de 200 mil quilômetros e o motor tá bem cansado já. Não tá fumaçando, dando rajada nem nada, mas já perdeu bastante de seu desempenho. Já caberia uma retífica completa.

      • Zé Mundico

        Ok, mas convenhamos que o uso apenas em rodovias é muito mais benéfico do que uso urbano, que exige muito mais do motor e transmissão.

  • Alex

    Se fosse aqui no Brasil nem iriam estudar essa Tundra usada. Voltariam ela para a km padrão de revendedores (60 mil km) dava uma boa lavada e polimento e vendiam ela anunciando como SUPER CONSERVADA – ÚNICO DONO! kkkkkkkkk

  • Paulo

    Me avisem quando um Peugeot/Citroen rodas metade disso.

    • Marcelo

      130 mil km com meu C3 2008 até agora… Pena que não posso dizer que não deu nenhum defeito até agora porque seria mentira… Na verdade deu vários.

      • João Cagnoni

        130 mil km no meu C4 2007/2008… Tenho amigos com outros carros, a diferença é que na Toyota/Honda o sujeito sente vergonha de falar que o carro deu defeito, pois o carro não oferece nada além do falso marketing de durável. Já nas outras marcas ele sai gritando falando que o carro não presta. Eu teria um Toyota, Honda ou qualquer outra marca, só não concordo com a fama do carro ser durável. Não é tudo isso, e está servindo de desculpa pra Toyota deixar o preço nas núvens.

        • Guilherme Batista

          Falou tudo, se Toyto/Honda fosse assim, as concessionárias iriam a falência

        • celso

          ” Na Toyota/Honda o sujeito sente vergonha de falar que o carro deu defeito, pois o carro não oferece nada além do falso marketing de durável… “.
          Nunca vi Toyota ou Honda forjarem tal argumento mediante marketing.
          O marketing de durável, atribuído a carros de ambas as marcas, foi criado através de experiências vivenciadas pelos proprietários de veículos das duas montadoras.

          • 1C4TORZE

            Não é bem assim, meu civic lxr 2014 já passou dos 120 mil kms e não apresentou qualquer defeito. Tenho todas as notas fiscais das revisões e das trocas de pneus e balanceamentos (já que nem alinhamento foi necessário nesse período). Concordo com a maioria que diz que toyota e honda cobram caro pelo que oferecem, mas elas entregam de fato muita durabilidade e confiança aos proprietários. Os únicos ítens que não são mais originais de fábrica no meu carro são os pneus e os amortecedores traseiros, e as pastilhas só foram trocadas na revisão de 100 mil kms. Óbvio que ítens como a borracha do limpador de párabrisas e filtros obrigatoriamente são trocados independente de desgaste, mas o resto, … só tenho um sentimento negativo que é não poder trocar meu civic pelo novo, 115k temers não dá né?

            • Matthew

              “Temers” kkkkkkk

            • celso

              Você não entendeu meu comentário. Eu estava rebatendo o comentário acima, que argumentava ser marketing falso a fama de durabilidade dos carros Toyota e Honda.
              Você, aliás, corroborou o que eu escrevi: “o marketing de durável, atribuído a carros de ambas as marcas (Toyota e Honda), foi criado através de experiências vivenciadas pelos proprietários…”, que é o seu caso.

              • 1C4TORZE

                Kkk, desculpe a vergonha que passei, rsss.

                • celso

                  Isso acontece.

                  • 1C4TORZE

                    É que eu não tinha percebido as aspas. Mas valeu por ser educado e respeitar a minha falta de atenção. Ultimamente tem muita gente que quando não é compreendida responde logo com um coice. Abraço.

                    • celso

                      Eu sei bem disso.
                      Também já fiz alguns comentários sem prestar a devida atenção.
                      Abraço.

        • Edinaldo_Tapica

          Amigo meu tem o Pallas do ano do seu. A mãe, o cunhado, ele e a irmã precisam do carro, que VIVE com defeito. Conserta uma coisa, quebra outra. Já eu tenho um Sentra, mesmo ano, que sequer fiz alinhamento e balanceamento, ou troca de caso de escape. Apenas revisoes básicas, troca de fluídos etc… NUNCA me deixou na mão… Sao mundos diferentes…

      • Edinaldo_Tapica

        Elétricos né? Parte elétrica psa é um lixo

    • LLace. Saudi Arabia power

      Cara, foi como o Pacheco falou, se você cuidar direitinho, fazer manutenções em dia, qualquer carro, dura! Agora se você for esculachado, pode ter o melhor marketing relacionado a durabilidade tipo Toyota ou honda, pode ter certeza que não dura!

  • zekinha71

    Aqui a ccs ia pegar a pickup usada de graça, pra fazer um favor por dono se livrar dela, afinal com essa kilometragem é “mico”.
    E misteriosamente no dia seguinte ia estar venda com apenas 50 mil kms e no vidro estampado bem grande “raridade”, única em perfeito estado de conservação e baixa kilometragem.

  • Adriano Tochio

    O loco, esse é o famoso leão de chácara 2×2 , ao tamanho do homem !!!! kkkkk

  • João Cagnoni

    Parece aquele dono de Toyota/Honda que vai na oficina escondido e depois conta pros amigos que o carro não dá problema.

    • LLace. Saudi Arabia power

      kkkkk essa foi boa! Pior que é verdade mesmo. Ou ele marca a manutenção bem de manhãzinha ou bem a noite. Nunca em horário de pico. Todo cuidado é pouco! kkkkk

  • João Cagnoni

    Como carro japonês é bom! Há pouco tempo atrás andei em uma Fielder com 200 mil km, o carro estava caindo aos pedaços. Mas realmente, se andar um pouco mais ele deve se consertar sozinho, né?

    • Matthew

      Não existe milagre, qualquer carro de passeio com mais de 200 mil quilômetros será uma carroça. Por mais que se troque componentes da suspensão e outras coisas, a carroceria vai perdendo a torção com o tempo.

  • Adolfo Frota

    Há um caso parecido com um honda accord que chegou a 1 milhão de milhas, está no youtube.

  • Adolfo Frota

    “Após alcançar o feito, Sheppard comunicou uma concessionária da Toyota para informar que ele ultrapassou a marca de 1 milhão de quilômetros rodados…” não seriam 1 milhão de milhas?

  • Leandro

    O torque está certo? Caminhonete deste tamanho com torque de picape média?

    • celso

      Parece que o torque é esse mesmo.

    • Matthew

      Motor a gasolina de ciclo Otto. Motores de ciclo Diesel sobrealimentados atingem altos valores de torque, mas potência específica menor.

      • Leandro

        A Ram 2500 tem quase o dobro de torque

  • Gustavo73

    Muito legal já teve reportagem mostrando um Vectra que rodou um.milhão de km no Brasil e um Skoda na Europa.

    • celso

      Mas o Vectra chegou a marca de 1 milhão em bom estado, ou mesmo num estado razoável ?

      • Gustavo73

        Tentei colocar um vídeo. Mas não foi. Digite Vectra um milhão de quilômetros no YouTube. Vai aparecer uma imagem de.um Vectra táxi branco.

        • celso

          Vi o vídeo. O carro, aparentemente, está em bom estado, algo até surpreendente, aliás mais surpreende ainda seria o taxista ter ganho um veículo 0Km pelo feito, como aconteceu com o americano.

          • Matheus Marques da Silva

            Tu vê.. o meu Vectra 2008 acabou de rodar 100.000km.. Posso dizer que além da manutenção normal que faço religiosamente a cada 10.000km (exceto trocas de óleo e filtro que é de 5 em 5) tive alguns pequenos desgostos: Cilindro da ignição já estou no terceiro (segundo a css é um defeito normal do carro e vai ser pra sempre!), lâmpadas traseiras já troquei todas (há uns dois anos queimou uma a uma, depois uma de neblina e ambas dos faróis. Estranho, mas depois disso não queimou mais nenhuma), silencioso do escape e agora por esses dias tive um problema com uma mangueira do A/C por onde vazou todo o gás (também quando encostei o carro o mecânico entrou sob o carro por protocolo. Disse ser normal esse modelo ter problema na tal mangueira). O consumo do carro é ligeiramente alto (entre 7,5 e 8,0 km/l na cidade e entre 12 e 13,5km/l na estrada, sempre na gasolina. Há registros que fiz de consumo maiores e menores que isso, mas que não considero por serem de exceção) para esse 2.0, mas o carro me atende bem. Estou até pensando em fazer uma avaliação do meu Monzão (apelido carinhoso) e mandar pro NA.

  • cefaf

    Deu até vontade de comprar uma Tundra. Ei, dona Toyota, traga para cá essa pickup!

  • The Monster Man

    Toyota é Toyota e .

  • Baetatrip

    Belo exemplar do Sherppad!
    Só pegando estrada com Tundra V8…….. MARAVILHA!
    Ele conseguiu que a gente daqui nunca conseguiremos!
    Como o brasileiro vive trocando cada 2/3 anos “50 mil km, está velho… Troca por + novo!”
    Como nao tem habito de “conhecer” bem o carro ao longo anos…..!
    Tive um bom carro que convivi durante 5 anos e rodei quase 120mkm (maioria e estrada), ena que a marca nao tem nenhum espeito sobre o consumidor….. Já troquei tanta peças durante 5 anos e revisado na propria VW (Era Tiguan 10/11)
    E cai fora mesmo…. Nao confio mesmo e acabei voltando na marca que nunca deveria ter saido: Suzuki…….. Esse e extremo robustez….Confiabilidade…… Bom de estrada e terra…..!
    Sou apaixonado por suzuki… Sempre faço revisoes na oficina de confiança e e verdadeiro tanque de guerra!
    Carro modernos e “redondos” me passa fragilidade e preocupação
    Carros pouco antigo e “quadrados” ae e certo… Confiabilidade, robustez…..!

  • Guilhermo

    Rodar 1 milhao de Km com a Tundra é facil! Quero ver rodar de Palio fire!

  • HugoL

    O cara rodou em 1 ano o que eu rodei em 8.

  • Marcelo Henrique

    Chevrolet sendo Chevrolet.
    Já ví Zafira e Vectra com mais de 500 mil km.

    • Fabão Rocky

      Já vi um Corsa sedã (Corsa C) táxi c/ 800 mil km rodados.

  • CÁSSIO

    isto sim que chamo de respeito ao consumidor , enquanto isso aqui no Brasil somos tratados como palhaços …………

  • Fabão Rocky

    Já vi um Corsa sedã (Corsa C) táxi c/ 800 mil km rodados!

  • Redpeak77

    Os “haters” piram!
    Há quem diga ainda que tem retífica no meio. Sem comentários. Se tivesse, não teria virado notícia.
    A não ser que tenha retífica do motor no plano de manutenção!
    Mas como dizem todas as reportagens, não foi feita nenhuma manutenção extraordinária, além de troca de óleo, correia e manutenção preventiva programada.
    Para pirarem mais ainda, esta é a 16ª picape Toyota Tundra do cara!

    Não sou adorador de Toyota, nem curto seus carros, mas vendo estas notícias e ouvindo fornecedores e clientes, a gente entende o porquê da qualidade de seus carros.

  • Alexis Rafael

    Isso que é uma empresa que respeita o consumidor, trocou a picape dele por uma nova, para analisar como ficou a Tundra depois desses anos de uso, com o perfeccionismo dos japoneses vão querer melhorar alguns possíveis problemas, por isso meu próximo carro vai ser um Corola.

  • Wilibaldo

    Não é 1 milhão de kms; é 1 milhão de milhas, ou seja 1,6milhão de kms (60% a mais).

    • 1C4TORZE

      Não é um toyota Tundra com motor V8 de 5.7 litros, é um vectra 2.0 flex 2007…

  • Magno

    No ultimo sábado andei no Megane Gran Tour de um amigo , que eh de taxi , ano 2011 , câmbio manual e motor 1.6 e se encontra com pouco mais de 419 mil kms rodados , segundo ele , ja mexeu em tudo no carro , cambio que ja foi trocada a caixa inteira , toda a parte de suspensão , e todos os periféricos do motor … mas o motor em si nunca foi aberto .

  • Luiz

    Ela é diesel ou gasolina?



Send this to friend