_Destaque Europa História Sedãs

Troll foi um dos poucos noruegueses do mundo do automóvel

troll-1

A Noruega é mais conhecida por seus fiordes e pelo frio intenso, entre outros, mas no mundo do automóvel pouco se ouviu do país nórdico. Mas, existiram alguns fabricantes locais que tentaram emplacar – sem sucesso – seus automóveis. Um deles é a Troll.

A empresa Troll Plastik & Bilindustri, localizada em Lunde, desenvolveu um compacto 2+2 de mesmo nome na primeira metade da década de 50. O projeto do veículo era ambicioso para a época, pois os noruegueses queriam fabricar o primeiro carro de massa feito de plástico com fibra de vidro fora dos EUA.

troll-6

Na época, o Chevrolet Corvette se valia da fibra de vidro, mas não tinha plástico. Já o Trabant utilizava esse material. Por ser um material novo, o desafio era enorme. Os engenheiros da Troll decidiram utilizar a fibra de vidro, pois esta não enferrujava e pesava 130 kg a menos que o aço.

Por ser mais simples e barata, a fibra de vidro parecia promissora para a produção do Troll. O desenvolvimento do carro começou em parte na Alemanha, onde os moldes foram feitos. O desenho foi assinado por Hans Trippel, o projetista do icônico Mercedes-Benz 300SL Gullwing.

troll-5

Pequeno, o Troll tinha carroceria sedã com duas portas e um singular vidro traseiro envolvente, além de um motor de dois cilindros dois tempos de 700 cm3 com 30 cv, podendo alcançar 130 km/h e oferecer consumo de 20 km/litro. O chassi era de um velho Gutbrod Superior e a caixa de mudanças tinha três marchas.

Liderado pelo engenheiro Kohl-Larsen, o Troll foi apresentado em outubro de 1956 e chamou atenção da imprensa europeia, sendo comparado com Citroën, Porsche e Saab. No último caso, havia planos para substituir o motor por um da marca sueca.

troll-2

As vendas timidamente começaram no ano seguinte, mas havia um problema e era de cunho político. A Noruega estabeleceu um acordo com a URSS e o Pacto Varsóvia, que permitia exportar sua produção pesqueira para o bloco comunista e em troca receber seus automóveis.

Temendo o rompimento do acordo por conta da produção nacional, o governo de Oslo decidiu que Kohl-Larsen poderia vender somente 15 carros no país. Diante disso, ele mudou a estratégia e os planos passaram a ser exportação para Alemanha, Dinamarca, Bélgica e Finlândia.

troll-3

O projeto era produzir 2.000 carros por ano, mas ainda em 1957, os planos foram refeitos para menos de 400 anualmente. De qualquer forma, o governo da Noruega não apoio a empresa local e a Troll não tinha capital suficiente para produzir em larga escala. Sem ajuda do estado, a confiança de potenciais parceiros minou e a montadora faliu em 1958 com apenas cinco carros feitos.





  • ALVIN_1982

    Realmente a Troll recebeu um Troll do Governo. Para época esse carro no quesito design concorria sem dúvida com a Citroën… porém é bem esquisitão…

  • André Toledo

    O mesmo projetista do Gullwing? Ele devia estar com raiva de alguém para Trollar a galera com esse bicho feio :)

  • invalid_pilot

    Até parece um certo país sulamericano que o governo alinhado com m cartel de empresas internacionais dificulta a produção local ou importação de produtos melhores e mais vantajoso, neste caso alegando manter o emprego e industria nacional

    • Marcio Almeida

      E a comparação só neste quesito mesmo pq do resto não temos nada de Noruega, gostaria que fôssemos parecidos com.excessão do frio e logico kkk

      • invalid_pilot

        Sexta tava assistindo na Band aquele programa de brasileiros pelo mundo, era na Noruega.

        Velho, povo é muito daora e a cidade parece coisa de cinema, limpa, vazia, arborizada e organizad ao extremo. Suportaria o frio e o escuro no inverno pra morar lá

    • Tosoobservando

      Identico mesmo ao que aconteceu aqui as varias tentativas do empresariado local, inclusive de governantes anteriores na criação da FNM, sempre sem sucesso pois os politicos da “nova geração” de JK pra ca preferem se vender as multinacionais (e incluo ae os militares, largamente financiados pelos Eua).

  • Marcelo SR

    O nome é perfeito para o carro. Horrível.

  • francis

    A marca do carro faz juz a seu modelo….

  • Tosoobservando

    ahha Eu fui entra no google mapas pra passear por essa tal de Lunde, e olha onde parei kkk sera que é um museu?

  • Marcelo Nascimento

    Uma coisa é certa: não falta espaço para a cabeça dos passageiros do banco de trás!

  • Eduardo Perrone Barbosa

    Os para-lamas lembram os da Gullwing.

  • Diego Amaral

    O nome faz jus ao veículo.

  • Marco

    Meus Deus… de onde tiraram inspiração para fazer um troço feio desses????

    • Pacheco

      Do Etios Cross… kkkkk

  • Zé Mundico

    Parece o carro do Papai Smurf.

  • Pedro Cunha

    Nome auto-explicativo.