Brasil História Montadoras/Fábricas Troller

Troller, a cearense que fez fama no 4×4

troller-rf-sport

Troller RF Sport

Em 1995, Rogério Farias funda a Troller em Horizonte/CE. A empresa dedicada à fabricação de jipes 4×4 desenvolveu um protótipo que ficou pronto em 1996. O nome da empresa é uma versão brasileira para a palavra Troll, personagem das lendas escandinavas. A partir dele, criou outros 44 exemplares e começou a chamar atenção no mundo off-road, já que os clientes eram pilotos de rali.

troller-t4-2009

Troller T4

Dois anos após a fundação, o empresário Mário Araripe adquire a empresa e expande suas operações. Surge o modelo RF Sport, já sob a marca Troller (com dois “ll”) e equipado com motor 1.8 de origem Volkswagen. No ano seguinte, o modelo passa a dispor do motor 2.0 de 110 cv, igualmente abastecido com gasolina.

troller-t4

Troller T4 em competição de rali

Em 1998, surge o T4 com motor 2.0 de 114 cv. Com baixa produção, a Troller ia ganhando fama no mundo 4×4 até que em 2000, participa do Rali Dakar e do Rally dos Sertões. No ano seguinte, a empresa decide trocar o motor VW por um diesel MWM 2.8 de 132 cv. O propulsor permite que o produto tenha melhor performance no off-road.

troller-pantanal

Troller Pantanal

No ano de 2005, a Troller substituiu o motor MWM 2.8 do T4 pelo NGD 3.0 com 163 cv, fazendo com que o T4 alcançasse 180 km/h. Já em 2006, a montadora cearense parte para uma picape rústica, focada no trabalho e para serviços no fora de estrada. Ela foi chamada de Pantanal e era equipada com o MWM 2.8 do T4.

Troller T4 Praia

Troller T4 Série Praia

Era Ford

Nessa altura, a Troller já chamava a atenção da Ford, que adquiriu a empresa em 2007. No ano seguinte, a marca americana determinou a recompra de todas as unidades da picape Pantanal, que estavam apresentando problemas no chassi.

novo-troller-t4-NA-impressoes-fabrica (14)

Troller – Fábrica

A partir de então, a Ford disponibilizou sua engenharia e outros recursos para que a Troller evoluísse mais rapidamente. A fábrica foi modernizada e a empresa bate recordes em 2009. O T4 foi evoluindo gradativamente e as exigências cada vez maiores culminaram no projeto TR-X. O conceito foi apresentado no Salão do Automóvel de 2012.

novo-troller-t4-NA-impressoes-fabrica (59)

Novo Troller T4

Mais robusto e moderno, o TR-X já apresentava a segunda geração do T4, que chegou ao mercado brasileiro no ano de 2014. O novo utilitário 4×4 surgiu com motor diesel Ford Duratorq 3.2 de cinco cilindros e 200 cv, utilizado pela picape Ranger. Com rede própria, a marca brasileira continua com seu foco nas competições de rali e nos clientes que buscam aventura com jipes 4×4.





  • Mr. Car

    O Toyota Bandeirante também fez. E é com ele que eu vou, he, he!

    • Yuri Calmon

      E o Javali da CBT.

      • Mr. Car

        Sou fã do jipe japa, he, he!

  • Pacheco

    Otimo carro, o problema é que atualmente custa muito caro.

    • pedro rt

      e o unico carro nacional q esta fora da legislacao de usar abs, ebd e airbag2 hj

      • Pacheco

        Está fora pois não é carro de passeio e sim um modelo especifico para trilha.

        • Sim, mas essa desculpa já foi discutida aqui. Outros específicos para trilha também entraram na obrigatoriedade…

          • Pacheco

            Quais são tão especificos para trilha Alessandro?

            • Jimny por exemplo. Defender.
              Mas Wrangler tinha air-bag. E afinal, o que qualificou ele como veículo off-road e outros não? Existe essa divisão no CBT? Até porque pare chegar na trilha, ele terá que percorrer as vias urbanas normais (E para muitos esses serão as únicas vias que irão conhecer).

              • Pacheco

                A Suzuki poderia tirar o Air Bag do Jimny, quem sabe isso faria ele vender até mais para praticantes de off-road. Mas a Suzuki gosta de mostrar a versão de shopping dele.

                • De onde você tirou que os fabricantes de off-road não ligam para sua segurança quando estão dentro ou fora da trilha? Mas deixa eu tentar entender. Você está defendendo um fabricante que oferece menos segurança para seu cliente com uma desculpa esfarrapada de não ser necessário e dizendo que UM EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA TORNA UM CARRO MAIS APTO A IR PARA O SHOPPING?
                  Alguém poderia desenhar para mim que acho que não entendi.
                  Bom, teve gente que defende a invasão alemã à Polônia e o controle de natalidade forçado exclusivamente em países pobres. E olha só, nos dois casos é a mesma empresa: A fabricante do Troller.

                  • Pacheco

                    Olha amigo, só pra deixar claro eu não sou a favor da invasão alemã a Polonia, mas muito a favor do controle de natalidade não só em regiões pobres mas em todo o globo.

                    Segundo, sim. Estou dizendo que um modelo desenvolvido e vendido exclusivamente para pratica de off-road não precisa de um equipamento de segurança que não se mostra util em trilhas e pode até causar maiores danos.

                    Na trilha, a batida não é frontal e o air bag não ajuda a salvar. Na trilha, dependendo do mergulho que fizer num poço de mala, ele poderia até abrir causando problemas.

                    A Ford não iria eliminar o item sem um estudo e claro, uma clinica com proprietarios e possiveis compradores do veiculo.

                    Pra mim, o problema não é ele vir sem air bag. É usa-lo na cidade. Um Troller não foi feito pra isso e nem deve ser usado para isso.

                    • Concordo com sua última parte. Sobre a Fundação Ford, o problema é outro. O controle de natalidade não é um benesse aos países mais pobres. É para não ter uma outra China para concorrer com o país de origem deles. Pobres tem em NY, Detroit, New Orleans… Mas esses não interessam a Ford. Você sabe que ambientalmente não se pode ter mais um EUA ou uma China no mundo, não sabe? Pois bem, então que se implemente políticas de controle de recursos naturais… No país dos outros!

          • Pacheco

            Entraram por que quiseram. A Ford observou os clientes e não viu a necessidade. E continua vendendo ao seu publico Fiel. E duvido que eles queiram equipado com air bag.

            • Desculpa, essa é sua percepção. Você pode alegar que quem quer a capacidade off-road do Troller abre mão do air-bag, agora preferir sem não é nada inteligente.

              • Pacheco

                Amigo, carro para trilha não tem que ter ABS, Air Bag, ESP, ASR e air bag.

                Olha o exemplo da Amarok. Quem é 4×4 mesmo, odeia a tração integral da Automatica. Isso por que ela fica tão eletronica que tira toda a graça da trilha. O mesmo vale para as Picapes atuais, é tanto item tecnologico que ela vira sem diversão.

                Eles gostam de carro bruto, para brincar e se divertir. Quem compra um Troller e usa no dia-a-dia que está errado. Pega os 120 mil e compra um BMW.

                • Pacheco, eu tenho um carro para trilha, sem nada disso que você está falando, mas não vejo onde ele perderia a capacidade de off-road se preocupa-se um pouco que seja com a segurança do motorista.

                  • Pacheco

                    Toda tecnologia atrapalha. O ABS-Off-Road mesmo atrapalha na trilha pesada.

                    Não estou falando na estrada de terra pro sitio. Eu to falando na trilha, aquela que o carro voltar rodando pra casa é lucro.

                    • Para falar que toda tecnologia atrapalha teria que encontrar o motorista perfeito. Aqui mesmo tem um monte de motorista que não precisa de ABS, ESP… Uma chave on-off não resolveria a questão ou é tecnologia demais para os Conans que dirigem o carro? A questão é que dos poucos Trollers novos que vi, nenhum estava em cima de um caminhão para ir para trilha, mas compartilhando as ruas com Palios, QQs, Onix, Etios… Todos eles com Air-bag de série. E eles estavam bem limpinhos quando eu vi. Curioso que toda tecnologia atrapalha mas o seletor de tração é elétrico, não é, e lembro que a Ranger era criticada por ele não ser “robusto” como o sistema atual. Fui pesquisar sobre o Troller e olha o que um executivo da marca diz:

                      “…O opção por não adicionar o equipamento de segurança no jipe também vai contra uma imagem que a Troller quer passar com o novo T4. Durante a apresentação, executivos da marca afirmaram que o objetivo também é atrair clientes que priorizam o uso rodoviário, e não costumam colocar o carro em terrenos acidentados. Porém, com a postura, a marca ainda agrada quem faz trilhas, mas terá que usar outros argumentos para quem não abre mão de segurança….”

                      Curiosidade, a lei que desobrigou o Troller de ter air-bag é essa: artigo 4º da resolução 311 do Contran…

                      E vamos fazer justiça: Olha que a AutoEsporte de Junho de 2014 disse sobre a comparação dele com um Wangler:

                      “O T4 é um tratorzinho à moda antiga e vence rampas e inclinações com valentia. O capô mais alto que o do rival dificulta na hora de enxergar o solo, mas em geral a visibilidade lá de cima é boa. Atravessar riachos é mais fácil com o Troller, que atura até 80 cm de água contra 48 cm do Jeep. Contudo, quem quiser enfrentar um lamaçal deve tomar cuidado com os pneus originais ao estilo 70% asfalto e 30% terra. Durante o ensaio fotográfico, nossa equipe atolou ao entrar com pouca velocidade. Não tem jeito, nessa hora somente os pneus mud escapam da areia movediça. As duas marcas oferecem como opção o kit de pneus do tipo, homologados.

                      Após serem desatolados, os utilitários saem da trilha sem um veredicto dividido. O Troller leva vantagem em algumas situações do fora de estrada, ficou mais civilizado mas não incorpora o traquejo de veículo para o asfalto ao dispensar os airbags. O Jeep é mais polivalente, melhor equipado e exibe boas maneiras, além de ser mais seguro. Mas a diferença de preço de projetados R$ 40 mil o relega a uma posição de coadjuvante no mercado. Se você quer realmente enveredar pelas pirambeiras da vida, o T4 é mais negócio….”

                      Sim, o veredicto corrobora com o que você disse, mas não vi essa desvantagem do Wrangler por ser mais seguro.

                      E por curiosidade, a comparação da 4 Rodas com o Renegade:

                      “…Rivais no público-alvo, os dois aventureiros adotam receitas mecânicas bastante distintas. A Jeep aposta em um motor diesel 2.0 turbo de 170 cv, administrado por um câmbio automático de nove velocidades. O Troller é mais violento: seu motor é o mesmo da Ranger: um 3.2 de 200 cv. O câmbio também é oriundo da picape, uma caixa manual com seis marchas. A configuração, em ambos os casos, tem a ver com a proposta de cada carro: versatilidade no Renegade, radicalismo no T4. E é assim por todo o projeto. O curso de suspensão do Troller é quase eterno: raros são os terrenos capazes de fazer com que uma ou mais rodas percam contato com o solo. No Jeep, valetas e lombadas urbanas um pouco mais exageradas – e elas nem são tão raras – são suficientes para uma leve raspada do para-choque no asfalto.
                      INVERSÃO DE VALORES
                      Mas toda a superioridade mecânica do T4 no fora de estrada se perde na cidade. É preciso cuidado especial, pois o longo curso de suspensão e o motor de desempenho brutal o tornam perigosamente indócil, especialmente em curvas longas, onde a carroceria inclina bastante. O Renegade, por sua vez, não permite exageros na trilha: a travessia de um riacho, por exemplo, só deverá ser feita quando a profundidade não passar de 48 cm e a uma velocidade de até 8 km/h. Desobedeça essa recomendação e arrisque-se a ficar encalhado, com o motor condenado por calço hidráulico. Para piorar, em uma situação como essa é bastante provável que você tenha que desembarcar para pedir auxílio, e aí a água vai invadir sem dó a cabine, encharcando o carpete. No T4, a tomada de ar fica em posição elevada (a 123 cm do solo), junto à base do para-brisa. E, se a água entrar, sem problema: a forração de bancos, laterais e assoalho é impermeável. Mas não se engane: motor, câmbio e suspensão do Jeep dão a ele disposição e competência para acompanhar o Troller em qualquer trilha que um motorista iniciante ou de nível intermediário no mundo do off-road se atreva a encarar.
                      A ativação da tração nas quatro rodas é automática no Renegade e manual no T4, apesar de também ser feita por meio de uma interface eletrônica, um seletor giratório no console. No primeiro, o piloto pode indicar ao sistema o tipo de terreno – neve, areia, lama – ou deixar no modo automático. Há ainda assistente de descida de ladeira com baixa aderência, bloqueio de diferencial e até um simulador de marcha reduzida, bastante útil quando há necessidade de força bruta. É, na prática, uma cartografia eletrônica que trava o câmbio na primeira marcha. No T4, as marchas são reduzidas de verdade e transformam o motorzão em uma usina de força e, por tabela, o T4 em um alpinista sobre rodas sem limites….”

                      Não li nada sobre uma pretensa superioridade do T4 devido a ausência de equipamentos de segurança. Sim, ele se mostrou a melhor opção em trilhas extremas nos dois comparativos. E isso não teve nada a ver com equipamentos de segurança. Ele continuaria sendo melhor com equipamentos de segurança. Ele é apenas inseguro assim. Porque tem gente que aceita.

                    • Pacheco

                      Comprar carros originais amigo. Não leu tudo o que eu descrevi.

                      E a ativação eletronica da tração é a maior reclamação dos proprietarios da Troller. Até achei que ela iria mudar, mas manteve.

  • ObservadorCWB

    Parem com isso: ” A partir de então, a Ford disponibilizou sua engenharia e outros recursos para que a Troller evoluísse mais rapidamente”…..a mesma engenharia que não consegue colocar um Air Bag no carro (e posso citar uma centena de Off Roads SÉRIOS que possuem o dispositivo pelo mundo)…e que no lançamento de Fusion e Edge não conseguiam que o carro “entendesse” o Português ou disponibilizasse mapas do Brasil no GPS…..e nem vou citar o famoso e moderno câmbio Power Shi……..t Como marca independente tinha mais respeito. Mas sem dúvidas um carro que enfrenta quase todo terreno.

    • Pacheco

      Pelo que foi informado, a Ford não colocou o Air Bag por ser um carro voltado ao Off-road e isso poderia até causar problemas durante uma trilha forte.

      Lembrando que boa parte dos Troller vendido, são totalmente modificados pelos proprietarios.
      Já ouvi relatos de quem mudou até a suspensão completa.

      • Douwe

        Isso é balela da Ford. O Jeep Wrangler tem airbags e tanta ou mais capacidade offroad que o T4 e nunca se ouviu falar que os airbags causaram problemas em trilhas. Outro que passa por cima de pau e pedra sem reclamar, o Jimny, idem.
        Se for por causa de acionamento indevido, uma chave para desligar e um adesivo informando seria suficiente.

        A Ford viu na brecha da lei uma oportunidade de economia de custos e só.

        • Pacheco

          Procura quandos Wrangler ou Jimny tem nas trilhas. Joga no Youtube, sites especializados e revistas. São minimos.

      • Marquinhos

        A Ford devia mandar alguns da Engenharia fazer estágio na JEEP e aprender como se faz

        • Pacheco

          Mas aqui no Brasil não da pra colocar nenhum modelo da JEEP na trilha forte como o Troller.

          Se vc trocar os pneus do Wangler, ele deixa o ESP totalmente maluco. Nos EUA, existe a opção de recalibra-lo, mas aqui os concessionarios não fazem.

          Da uma pesquisada no 4×4 Brasil o que os caras fazem com o Troller. Até a estrutura do carro eles mudam. Lá, só não tem 4 portas, de resto tem tudo. Muda toda a suspensão, puxa o eixo pra frente, levanta, troca roda e pneu, refaz todo freio.

          Para os verdadeiros off-road, até os equipamentos que colocaram agora são demais.
          Conheci quem trocou a caixa 4×4 da eletronica, para a manual e dizia ser melhor.

          • Marquinhos

            E o Proprietário de Troller não anda em Estrada e na cidade? è relativo, então que ele esteja na Bandeirantes , bata em outro veículo e por causa de ser considerado off road que se lasque a vida do motorista e dos passageiros, sendo que com menos de R$ 5 Reais eles resolveriam esse problema com uma chave seletora , ou desativação por botão. Quanto a questão OFF Road do Troller eu não tenho o que criticar.

            • Pacheco

              Mas amigo, quantos Troller vc ve na rua diariamente?
              Esse pessoal que paga 120 mil num Jipe e mais 100 mil em equipamentos tem um meia duzia de carros na garagem.

              Quando saem, vão em grupos a baixa velocidade e curtindo o passeio. Pode ver, vc não encontra relatos de acidentes com ele. É um publico muito especifico.

              Esse carro é quase um modelo exclusivo. Como te falei, teve quem reclamasse até das melhoras que foram feitas, preferia ele mais rustico ainda.

              Eu concordo contigo que temos que ter o minimo de segurança, mas para quem usa e como usa, o air bag só seria um problema.

              • Marquinhos

                Não é a realidade da minha cidade e o grupo de jipeiros que conheço de outras cidades, não mesmo, todos usam o carro no dia a dia, inclusive o dono de assistência técnica da troller na cidade. Desculpa , mas está totalmente equivocado

                • Pacheco

                  Não estou amigo. Eu fui conhecer o Troller em SP e ouvi isso da concessionaria. E é a realidade vista aqui na cidade. Troller em SP na semana, é raro. Final de semana da pra encontrar os comboios nas estradas e andando no maximo a 80 km/h por causa dos pneus off-road.

              • Nunes Nunes

                Vejo muitos, todos de segunda geração. No sábado, em Balneário, na panificadora, uma mulher manobrando, amarelo. No sábado à tarde um laranja em Itajaí. Hoje, no semáforo aqui em Curitiba.

                • Pacheco

                  Troller em SP é mais raro que PT Honesto. Só pra vc ter uma ideia de como esse carro não é urbano.

            • Navaman

              Concordo. Basta uma singela chave seletora on/off para resolver.

          • Se o carro foi todo alterado tem que ser feita novas revisões legais. Gol Bx, Escort, Kadett… Todos esses carros eram completamente alterados e isso não implicava que eles tivessem legislações específicas para eles.
            Mas Defender, Jinmy, Discovery, Classe G, Hummer, Wrangler, Ranger, Hilux, L200, Vitaras… Todos elas tem capacidade off-road, e air bag. Está falando que o Troller é mais off-road que todos eles?

            • Pacheco

              Sim, estou. Originalmente não, mas para quem pratica off-road e tem um carro exclusivo, somente o Troller é levado em conta e preparado.

              Como falei, existem proprietários que alteram até suspensão, freios, diferencial, ajustes do motor e colocam tantos equipamentos que o carro muda completamente.

              Esse carro, quanto menos tecnologia, melhor. Jipe não tem que ser confortável, não tem que ter mimo. Tem quer ser bom de trilha.
              Para alguns proprietários, a Troller ja avisa que perde a garantia. Trocam tudo, até os bloqueios dentro dos eixos.

              Troller original é feio. A própria marca vende uma infinidade de equipamentos e acessórios. O carro equipado chega a passar dos 200 mil reais.

              Perdão amigo, mas ela preparou o modelo para esse consumidor fiel. Ela não quer o cliente de Shopping. Esse dai, compra a Ranger ou o Edge. O Troller é pro cara que tem um Fusion pra ele, um Focus pra escola, um Fiesta pro filho e vai da um Ka pra filha que vai entrar na faculdade. A mentalidade dela é essa e está correto.

              Quem compra um Troller e usa na cidade, está cometendo dois erros. Um com o carro e outro com o bolso. Só quem andou sabe como é instável, desconfortável e com uns defeitos chatos.

              • Desculpa Pacheco, vou só repetir a lista:

                Defender, Jinmy, Discovery, Classe G, Hummer (Esse da invasão do Afeganistão e do Luciano Huck, sabe?) , Wrangler (A evolução do carro da Segunda Guerra, o sobrinho do Popeye), Ranger, Hilux (Esse das Savanas africanas, o tanque de Guerra das tribos africanas), L200, Vitara.

                Ou eu e o mundo não sabemos de nada, incluindo aí os realizadores de rallye e exércitos, ou temos um tupiniquim mais injustiçado no mundo que Santos Dumont.
                Que legal que ele não quer o cliente do shopping, não é? Mas ela não controla onde o cliente vai, controla? Aposto que a Toyota também não fez Hilux para usarem no shopping. Mas que eles vão, ah, eles vão.

                • ussantos

                  Deixa de ser chato! Você citou aí tantas opções de carros off-Road com airbag e ta super incomodado pq o troller não tem… Compre um que tenha airbag e seja feliz… Não precisa ficar enchendo o saco, tentando convencer que o seu carro é melhor ou pior, pq tem airbag ou não tem, parece briga besta por causa de time de futebol!!!

                  • Caramba Eber, outro moderador? Está com trabalho, hein? Pelo menos não chama Rodrigo. Bem, parece que o Pacheco entende meu ponto, concordando ou não. E isso de alguma forma incomoda você. Esse é um espaço aberto pelo site que tem suas regras e acredito que elas estão sendo seguidas. Se não estão que o dono e seus moderadores chamem minha atenção, não um Zé Ninguém. Aliás, se incomoda o que escrevo, não é mais fácil não ler? É cada um que aparece aqui… Agora é um espaço aberto para as pessoas apenas concordarem uma com as outras… Como o diretório do PT…

                • Pacheco

                  Todos esses carros que vc colocou, nenhum tem a capacidade de um Troller. E metade dessa lista não chegaria ao fim da trilha que um Troller original passa tranquilo.

                  O que vc não entendeu é que um Troller é um carro de nicho especialmente desenvolvido para off-road e esses são modelos citados somente tem capacidade off-road.

                  • Defender tem apenas capacidade para off-road??? H1???? Wrangler????

                    • Pacheco

                      Nas versões urbanas sim. Tem somente capacidade off-road.

                      O Wrangler off-road mesmo é uma versão unica vendida nos EUA. O Humer bom é o H1, os outros são tudo perfumaria.

                      E o Defender bom era aquele rustico do passado. Esse atual nem é visto nas trilhas.

                    • O Wrangler que se refere é o Rubicon? Ele tem airbag.

                    • Pacheco

                      Sim, ele mesmo. Porem, lá fora existem inúmeras alterações que vc pode fazer em concessionário com o veiculo. A Jeep Desabilita o Air Bag, remapeia todo o ESP e ainda permite o desligamento total dele pelo computador de bordo.

                    • E porque a Ford não fez isso?

                    • Pacheco

                      Pq não pagariam por isso.

                    • Ahan, esse é o ponto. Então não tem nada a ver com “atrapalhar a perfomance do off-road”.

                    • Pacheco

                      Claro que tem amigo. O comprador não paga. Por isso não compra os outros modelos.

                      Aceita que doi menos amigo, a Troller não colocou e nem vai. E se duvidar, na proxima geração ela ainda tira alguns equipamentos dele.

                    • Pacheco, uma coisa é não ter o equipamento porque mercadologicamente o mercado não dá tanta importância (Ei, vi alguém aí no fundo falando do ESP no Corolla).
                      Outras é desculpa dos fabricantes que “Não faz diferença no uso normal do carro”, “O consumidor prefere isso a isso” ou “Nossas clínicas mostraram que isso não é essencial ao produto”. Eu acredito que o comprador do Troller perdoe a falta de equipamentos de segurança tendo em vista o desempenho forte do carro no fora de estrada. Mas falar que não faz questão… São os mesmos que dizem que brasileiro não quer carros que não sejam branco, preto e prata, que o Corolla não precisa de ESP, que carros de entrada não precisam de ESP…

                    • Pacheco

                      Diferente amigo. Vc está confundindo e generalizando.

                      O troller é um carro desenvolvido para um unico fim. Dirige ele na cidade e vc vai perceber o que estou te falando.

  • Marquinhos

    Só que com imenso desrespeito ao consumidor a Dona FORD encontrou uma brecha na lei , e os Trollers não possuem Air Bags Frontais por alegar ser um veículo Off-road, mas se o proprietário bate o carro na cidade ou na estrada , ele que se Exploda por pagar mais de 100 mil em um veículo que fere o respeito ao consumidor. Dona Ford um botão de liga e Desliga ( pode ser até igual ao do banco do Passageiro que desliga com a Chave do Veículo) não custa nem 5 Reais para vocês. QUE VERGONHA.

  • Martini Stripes

    Na vdd a ford comprou pra reduzir a marca nacional a um nicho específico com medo de um possível crescimento.

  • EJ

    Aqui em Fortaleza, logo que me mudei, notei que muitos donos compram e modificam muito o carro. Principalmente escape, altura de suspensão e o mais óbvio, que é a adoção dos pneus lameiros. Realmente é um carro que é vendido pra jipeiros, mas aqui também uma parcela usa pra ostentar. Repito…pequena parcela, sem generalizar.

    Reitero também que pela próprio preço e características do carro, a maioria dos donos possui 3, 4 carros na garagem. Raramente usam um Troller como daily drive (o carro nem deve ter sido projetado pra isso mesmo).

    • Matthew

      Concordo. Um amigo meu em 2007 saiu de um Astra Elite Flexpower e foi pra um Troller T4 pra ostentar, maior arrependimento da vida dele. Além de vários problemas crônicos de acabamento, era completamente fora de propósito pro uso quotidiano dele. Ele usava muito o carro pra viajar em asfalto com a galera, era péssimo. Desconfortável, difícil acesso ao banco traseiro, sem porta-malas… e pergunta quantas vezes ele usou o carro no off-road. Não aguentou 2 anos com ele passou pra frente…

      • E na maioria dos lugares que ele passaria off-road, um Celta também passaria! hehe

  • Gian

    já disse em outro post e repito: respeito o que a Ford fez com a Troller.
    Na época da compra da Troller, imaginei que a Ford iria acabar afundando o T4.
    Mas não. Ela respeitou a história do T4.
    E evoluiu gradualmente o modelo, até chegar nessa nova geração, que pra mim ficou fantástica.
    Acho inclusive que o novo design do Troller é mais interessante que o do Wrangler.
    Na parte mecânica, o motorzão da Ranger caiu muito bem pro Troller.
    É uma pena a troller não ser 100% brasileira mais, mas ao menos está sendo cuidada.

    • ObservadorCWB

      verdades…..

  • pedro rt

    quem sabe no futuro a troller seja a marca “jeep” da ford ou a “hummer” da gm

  • Bruno Silva

    Gosto muito da Troller. Vejo uma marca com potencial, mas que a Ford não vai investir muito. Ela
    poderia se tornar a Jeep da Ford, ganhando aos poucos outros modelos. Poderia começar com uma versão 4 portas do T4.

  • Jeremias Flores

    respeito o Troller e o Marruá.



Send this to friend