Mercado

Usados: Vendas estáveis em 2015 – 13,36 milhões de unidades negociadas

Feirão de carros usados

O mercado de carros usados apresentou estabilidade em 2015. Foram negociados 13,36 milhões contra 13,35 milhões do ano anterior, de acordo com a Fenauto, associação que reúne os revendedores do setor.

A média diária de vendas subiu 1,2% no ano passado, contando com 53,4 mil unidades. Os mais procurados foram os carros com até três anos de uso, que ficaram com 33,6%.

Os comerciais leves subiram 2,5%, mas os automóveis e utilitários esportivos caíram 1,2%. Caminhões e ônibus caíram 3,6%. As vendas de motocicletas usadas caíram 1,4%.

[Fonte: Fenauto]





  • DevXav

    Sinceramente acho isso péssimo.
    É mais gente com carro mais velho, pagando preço de carro novo e manutenção de carro usado.

    • kravmaga

      Péssimo é pedirem o preço que estão cobrando nos 0km.

      Com 50 mil só dá para comprar 0km modelos bem populares, enquanto que no mercado de usados dá para comprar muitos carros médios usados por 2 ou 3 anos com muito mais segurança, tecnologia e motor do que qualquer carro popular atual.

      • Fernando S.

        Carros nessas condições são minoria nesse mercado, Kravmaga. O normal é a compra de carro com mais de 5 anos de uso. Fora que isso já é assunto batido aqui, quem tem dinheiro para comprar “apenas” um Palio 1.0 zero km não tem condição de comprar um Corolla 2009 pelo mesmo valor.

        • Junoba

          Como não !? Meu pai por exemplo, queria um de 30k, só podia levar um Palio pelado, e acabou comprando um Fous 2011.

          • Se seu pai tem grana para bancar a diferença de manutenção, tudo bem. Mas não dá para dizer que isso é universal.

            • automotivo

              Simples assim……..

            • SDS SP

              Por isso eu falo que o cara tem que saber onde pisa.
              Um usado de categoria superior parece tentador, mas precisa avaliar com racionalidade. Isso vale também para o 0km.

            • Junoba

              Se o cara pode comprar um carro de 30k, ele pode bancar a manutenção de um carro muito mais superior. Ao contrário ele é uma pessoa que compromete toda a renda familiar em um carango.

              E se a diferença é tão grande assim, então prove !

              • Esse é o Junoba que eu conheço! Profunda experiência baseado em vídeos do Youtube!
                Acorda Alice! Que raciocínio torto! A pessoa pode comprar um Palio Fire zero km com esse valor e ter todas as condições de fazer a manutenção em um carro de 30 mil que é o Palio, sem comprometer sua renda. Manutenção básica aliás que será bem pequena, por se tratar de um carro zero com baixa tecnologia (Fui proprietário de 3, sei do que falo).
                Quanto você acha que é a manutenção anual de um Palio? Alguém aqui em São Paulo que ganha uns 4 mil e não tem sua renda comprometida com nada consegue cuidar desse carro em concessionária respeitando tudo que o manual pede.
                Mas aí temos o “espertão”, cara que acha que as peças de um carro superior ao contrário de um popular feito com papelão são feitas de Adamantium, que pneus duram mais, óleo… E vai lá e compra um Focus 2009. Curiosamente, a mesma escolha que meu irmão fez, mas pegou zero. Um universo em relação ao Palio, mas pneu dura a mesma coisa, óleo dura a mesma coisa… Suspensão em eixo de torção é uma solução mais simples, mas também é mais robusta e requer menos manutenção. Esse já é o gasto de cara que o dono do Palio não vai ter. Consumo do 2.0 será maior, mesmo o Fire não sendo um expoente da categoria. Pneu maior? Pneu mais caro! Acho que em condições normais, no confronto de categoria (Punto x Fiesta, Bravo x Focus) a manutenção Ford já daria uma diferença boa (Acho eles carros superiores também). Agora, tenho que provar que Palio x Focus a manutenção são em prismas diferentes?
                Meu irmão que acabou de comprar um carro de 90 mil se incomodou com a revisão do antigo Focus dele e não foi por não ter condições de manter mas por achar que o valor economizado nesse aspecto poderia ser revertido em outras coisas na vida dele. Minha irmã tem um Palio, e até agora não colocou a mão no bolso (Aliás, segunda revisão foi ontem. 200 e poucos reais). Nem o maior defensor de usados aqui do site cometeria o sacrilégio de dizer que muda pouca coisa de um carro DA FORD para um POPULAR DA FIAT. Das 3 antigas mais a Fiat, esses são exatamente os extremos!
                Mas então se a pessoa compra um carro de 30 mil e gasta pouco mais de 50 reais por mês em manutenção será a mesma coisa que comprar uma Freelander 2005 automática, V6, 4×4, com 150 mil rodados, importada por esse mesmo valor que sofre com nossas ruas e tem a troca dos itens de desgaste da suspensão da casa dos 12, 13 mil reais?
                Parabéns Junoba. Primeira quinzena do mês e já temos o candidato a comentário mais sem noção do ano.

                • Junoba

                  Lagoeiro, calma, você não entendeu. Qual seria a diferença entre a mantenção de um Palio pro Focus !? Uns 200, 300 reais ? E a ´´superioridade“ que o da Ford vai te proporcionar, é outro nível.

                  • Essa diferença de 200 a 300 reais virá a cada revisão, a cada X mil quilômetros. Aí nem o tipo de manutenção mudará de um Palio para um Rolls Royce: Verificação e eventual troca de correia, troca de fluídos, alinhamento… Mas chegará uma hora, a cada 4, 5, 10X mil quilômetros que o carro precisará mais que a velha troca de óleo/fluído de freio/verificação de itens. Aí você verá a diferença entre um Palio e um Focus. Com uma diferença: O Palio provavelmente essa fase chegará dentro de dois ou três anos, ou talvez a pessoa venda o carro antes dessa fase, o Focus talvez você já tenha que pegar ele fazendo essas coisas mais pesadas. O seu comentário mostra bem porque tem tanto Stilo, A3, Cherokke, Fusion caindo aos pedaços por aí… Pegou o carro? “Bem melhor que Gol, Mille, Palio… Essas podreiras que tem por aí”… Aí andam 10, 20, 30 mil quilômetros fazendo troca de óleo e só..Mas uma hora vem o orçamento do desgaste da suspensão, reparo de câmbio, problema eletro/eletrônico… Aí eles vão ver a diferença entre o popular e o “carrão”. Aí o valor de mercado dos dois é o mesmo e ninguém entende porque!
                    Isso sem contar eventuais acidentes. Aí a diferença de manutenção vem mais rápida.

              • “…Se o cara pode comprar um carro de 30k, ele pode bancar a manutenção de um carro muito mais superior…”

                Se o cara compra um carro de 30 mil ele tem que bancar a manutenção de um carro de 30 mil, sendo Palio ou Fusion. Mas Palio custa 30 e tem manutenção de um carro de 30 e Fusion custa 30 e tem manutenção de carro de 100 mil. Ou você acha que quem compra um up!, Palio… Tem que ter condição de manter um 408 THP, Jetta Tsi, Focus?

                • Junoba

                  Você já está aumentando lagoeiro… Dei um exemplo de alguém próximo, que só podia comprar um carro de 30k, e preferiu levar um Focus. Ele poderia ter um Golf ? Não, porque o seguro é uns 300% mais que o que o concorrente da Ford. Isso varia meu amigo.

                  • Junoba, uma pergunta: Você pode bancar a diferença da troca de óleo de um Palio e um Focus, não pode (talvez do Ford seja até mais barato)? A diferença de consumo, de uns 200, 300 reais ao ano (As vezes o consumo é o dobro. Mas meu Palio 1.0 era fraco de consumo, embora bebesse menos que o Focus do meu irmão, bebia mais que a Mercedes 1.9) diluídas em 12 meses talvez valha o conforto e segurança do americano da Inglaterra. Agora, quando você recebe um orçamento de um Focus que vale 1/3 do valor do Palio ainda acha razoável? Trocar óleo de um Palio em relação a um Fusion não vai ter muita diferença mesmo. Mas a pergunta é: Você tem condições de fazer a manutenção pesada de um Focus que envolve troca de peças de borracha da suspensão e motor, sensores eletrônicos adicionais que não existem no Palio, pneus maiores, fluídos e correias mais caros? Aí que a porca torce o rabo. Mas as vezes isso demora 10, 20, 50 mil km para aparecer. Talvez o carro até seja vendido antes. E a pessoa irá dizer que o Focus tem manutenção mais barata que o Palio! Mas engraçado que isso poderia valer para o Palio no papel de “vilão”: Ele já teria manutenção mais cara que um Mille 2005 por exemplo.

          • Fernando

            que carro é esse “fous” ?

            • Junoba

              Focus…

          • Brenno

            Já peguei uma situação uma vez: Palio 0km por 28 mil ou Polo Sportline 2010 completo pelo mesmo valor. E com relação a manutenção, nunca achei caro. Aqui em casa teve 5 Polo. E na real, é mais barata que a do Fiesta 99. Carro 0km é estritamente pra quem precisa. Do contrário, usado.

            • Mas aí é uma comparação plausível: Um compacto contra um compacto “premium”. Agora compacto contra médio é um outro universo.

        • João Cagnoni

          Eu troquei meu Palio 2010 com 30 mil km por um C4 Pallas 2008 (Exclusive AT) com 110 mil km. O Palio custou em torno de 26k 0km em 2010 e o C4 30k em Janeiro do ano passado. O C4 está em estado de 0km, enquanto o Palio estava todo estourado com a mesma km… Já rodei 30 mil km com o C4, me arrependo a cada segundo por ter comprado um popular ao invés dele. Fiquei sem palavras depois da troca, não tem absolutamente nada que o Palio seja melhor. Nem em manutenção, as peças do C4 são um pouco mais caras mas não tem reinciência, duram muito mais que as do Palio, além de que o carro já me salvou de muitos acidentes. Ele aparenta freiar em metade da distância do Palio, mesmo com o dobro do peso. Consumo? O C4 faz 8km/L na cidade na gasolina, o Palio não chegava a 7, pois o carro só andava com o giro lá em cima pra se ter o mínimo de dignidade. Além de tudo, acho que dá pra montar uma notícia do NA só falando dos opcionais do carro… Tem muita coisa.

          • Que peça do C4 tem mais durabilidade que do Palio? E qual a diferença de valor?

            • João Cagnoni

              Os batentes do Palio viviam estourando, tem um problema crônico de partida no etanol, qualquer batidinha amassava o carro inteiro (os paralamas parecem feitos de latinha de refrigerante), o carro parecia “velho”, mesmo com 30 mil km o volante foi ficando gasto, algumas coisas no interior quebraram facilmente (como as molduras da parte de dentro do retrovisor), além do câmbio que em pouco tempo de uso entra de férias.

              • Desculpa, tive um monte de problema com o Palio, mas não na suspensão. Não tinha nenhum problema na partida devido ao etanol, embora passei com problema nesse aspecto. E olha que coincidência: Eu troquei os paralamas! E não me consta que do C4 sejam mais resistentes. Aliás, sabiam que de alguns carros são plásticos? Não é peça estrutural, não precisa ser resistente. Está claro que você pegou uma unidade premiada e sabe disso. E aliás, além de pegar uma unidade premiada ainda bateu! Quer mesmo comparar com o C4? Como sabe a diferença de preço das peças dele para o Palio? E câmbio da Fiat não tem folga: Eles são essa porcaria aí mesmo.

                • João Cagnoni

                  Você nunca bateu o Palio? Já andou com ele na chuva? Não há nada mais perigoso nesse mundo…

                  • Não bati mas um ônibus acertou a lateral na parte da frente, o que dá na mesma. O Palio é mais macio que seus concorrentes, o que em tese já representa um cuidado maior de dirigibilidade. Mas fora a primeira versão com problemas sérios de iluminação, corrigidos no primeiro facelift e que depois se tornou no belo farol da atual versão Fire, não vejo porque ele seria mais perigoso na chuva que seu concorrentes, se a pessoa conhecer e dirigir conforme seu comportamento dinâmico inferior a Gol, Corsa, Fiesta, 206…

                  • A propósito: Ontem vi um C4 Pallas na rua e por causa da nossa conversa fui lá dar um tapa no para lamas dele! Heheh… Não é nada diferente do Palio, e não tem que ser. De alguns carros top é de plástico!

                    • João Cagnoni

                      O C4 tem os paralamas e parachoque de plástico e o capô em alumínio.

                    • Pois bem, então do Palio é mais resistente e isso é um problema no caso. Mas se tiver a mesma batida do Palio e do C4, manda a conta para ver como as manutenções são “iguais”…

                    • João Cagnoni

                      Posso incluir as despesas médicas?

                    • Eu não tive nenhuma. Mas vai responder a pergunta ou vai continuar com suas verdades absolutas a base de conjecturas, exatamente do mesmo modo que justifica sua opção na eleição?

                    • João Cagnoni

                      Alessandro, não vou nem entrar no mérito de te convencer que o C4 é mais resistente/seguro que o Palio, mas vamos falar sobre custos de manutenção. Capô do Palio (latão) R$800, capô do C4 (alumínio) R$1100. Não é nenhum absurdo, muitas pessoas acham que a manutenção de um médio é uma coisa de outro mundo, mas não é.

                    • Não é nenhum absurdo para quem pode pagar a diferença João. E em que aspecto você diz que o C4 é mais resistente? Se falar de suspensão vou ter que discordar.
                      A propósito: De onde tirou esse preço do capô do Palio? O meu fiz por 600. Está comparando fontes iguais, não está? Ou está comparando peça paralela com concessionária?

                    • João Cagnoni

                      Os 2 em concessionária. O capô paralelo do C4 dá pra achar até por 500.

                    • E do Fiat por 300. Nesses pontos ainda existe uma diferença considerável da Fiat para o Citroen.

              • automotivo

                Batente do palio estourar é baratinho só 19,00 cada cofap, vendo aqui.
                Mas vou lhe dá um exemplo prático
                Troquei
                2 amort diant cofap
                2 amort tras cofap
                2 kit bat diant cofap
                2 coxim diant axios
                2 coxim tras axios
                2 pivo nakata
                2 terminais direçao nakata

                2 terminais barra estab nakata
                4 kit borrachas estab

                de uno 2007 fire velho de guerra 160k rodados.
                deu um pouco mais de 1000,00 que dividi em 6x

                Tem ideia de quanto vc gastaria num C4?
                O uno ficou novinho de novo, gastei isso por que vou passar para um conhecido.

                Tenho condições de migrar para um sedan médio (talvez um corolla) ou poderia comprar o dito C4. Mas não, tou a procura de um Siena 2010 a 2012 (ainda não vou possuir um carro com air bag, mas sei q deveria), porque vou economizar pra bancar a faculdade de medicina de minha filha, então casos assim eu acompanho a rodo.

                • Leo Romano

                  Cara, exatamente isso.
                  Meu caso é parecido!
                  Troquei um Fox 1.6 13/14 c 40mil km por um Jetta TSi 12/13 com 29mil km.

                  Diferença de consumo = R$ 60,00 por semana
                  Diferença de Ipva = Fox 1000 Jetta 2.300, R$ 1300 por ano.

                  Trocas de oleo = Jetta 5L do 5w30 ou 0w40 = 200 + filtro
                  Fox 3.5L do 10w40 = 120 c filtro.
                  Diferença R$ ~ 130,00

                  Pneus = Jetta 225/45 R17 = na faixa de 500 cada = 2mil
                  Fox = 195/60 = na faixa de 250 cada = 1mil
                  Diferença = R$ 1mil.

                  Isso é manutenção básica, senti a diferença no bolso, ainda mais no IPVA. Mas valeu cada centavo.

                  • automotivo

                    Perfeito. Nem mencionei os pneus 175/70r13 139,90 cada e o emplacamento

                • Leonardo Teixeira

                  Manutenção do C4/307 é muito barata. Tenho um 307 SW, troquei algumas coisas da minha suspensão essa semana. Par de bandejas com buchas e pivôs 189,00. 2 kit batentes 125 reais. par amortecedor kayab 480,00 reais, 2 ponteiras de direção 90,00, 2 bieletas 70 reais, 2 terminais 70 reais. Comprei tudo no mercado livre e a mão de obra foi 150 reais. 1174 tudo, acha mesmo que não vale a pena? Isso de peça barata é do passado, hoje temos milhares de lojas online para pesquisar. Sai de um palio fire 2010 desconfortável para um peugeot 307 2007 6 air bags, automático com tudo que tem direito

                  • automotivo

                    Tudo Made in China, suponho. Mas pergiunto-lhe quantas pessoas terão a paciência, ou disponibilidade pra comprar no mercado livre?

                    • Leonardo Teixeira

                      Aqui veio com 7 dias, e tudo com garantia de 3 meses, se vier errada é so entrar em contato com o vendedor que eles fazem a troca, claro tem que ver as qualificações do revendedor

                    • automotivo

                      Sei… os tradicionais 3 meses de garantia dos produtos chineses q geralmente vêm sem caixa ou sem nome do fabricante, também vendo elas. Algumas não duram nem 30 dias se fizer um uso pesado. Boa sorte!

                    • Leonardo Teixeira

                      Nenhum produto é da china, por exemplo os amortecedores que comprei são kayab, as bieletas axios, as bandejas são da marca v3, todos de 1º linha, é só pesquisar os preços

                    • Na verdade acho que todos os produtos são chineses, sendo de marca ou não! heheh

                    • Leonardo Teixeira

                      Se for eu não sei, só sei que quando compro sempre vem nota fiscal e garantia, ai fico mais seguro

                    • Zé Mundico

                      Na boa, mas isso é um falso dilema. Se a pessoa não tem paciencia nem disponibilidade para comprar peça online, problema dela. As peças estão lá para qualquer um comprar. Não é porque a pessoa não pode comprar que a peça não presta.

                    • automotivo

                      Como disse antes, trabalho há 28 an oscado de autopecas conheço praticamente todos as marcas. É algumas, sinceramente, não deveria entrar em nosso mercado. Temos 40. 000 itens e um bom percentual é importado.

                    • automotivo

                      Imagina q vc vai viajar e aparece um problema (acontece bastante na em nossa loja) inesperado no carro, não tem a peça, vc temq ccancelar sua viagem, tomar emprestado um carro (q é muito chato). Já pensou como o cara fica na mão.

                    • Um exemplo mais simples: Um simples parabrisa de um Vitara 98, Taurus 96, Accord 93… Tudo é tão simples no mundo maravilhoso da internet.

                    • Estou pensando em comprar um Accord 93, 94. Aceito idéias de compra de parabrisa online. Do Palio eu vou no vidraceiro do meu bairro e com certeza ele vai ter.

                • João Cagnoni

                  Vamos por partes… Amort. Diant. R$650, traseiro R$350, kit batentes + coxim R$250, pivô R$70 cada na concessionária, terminais de direção R$120, buchas R$170 as 4 na concessionária. Falei alguns preços aproximados de marcas boas (se for xing-ling é 1/3 do preço e não dura 1 semana) perto do que conheço do carro, me corrija se eu estiver errado. Certo, deu por volta de R$1600, mas é capaz que seja até inferior a isso (seus preços são bons). Tem gente que acha que esse valor aumenta pra 3, 5 mil reais… Não é nenhum absurdo, pra quem gosta de carro é um dinheiro muito bem investido você passar de um uno pra um C4. Quando eu tinha o Palio já bati o carro 3 vezes na chuva, o carro pode estar a 40 por hora que não para… ABS só piora a situação pois mata o pedal de freio, o carro não tem aderência e estabilidade, as rodas são finas iguais cadeira de rodas (só ganha do QQ), na frente tem disco de freio mas é menor que o disco traseiro do C4.

                  • “…Não é nenhum absurdo, pra quem gosta de carro é um dinheiro muito bem investido você passar de um uno pra um C4…”

                    Para quem gosta de carro e tem condição de ter gastos a mais, não é?

            • Pedro Rocha

              O câmbio AL4 é um que não dura mais, se bem que pela quilometragem (110mkm) “a bomba” já tenha sido desarmada pelo antigo proprietário.

              • Leonardo Teixeira

                Só trocar as solenóides e depois ficar trocando o óleo da trasmissao a cada 50 mil km, o cambio vai durar bastante, no grupo do peugeot no facebook tem 307 com esse cambio com 200 a 250 mil km tudo em dia. O que estragou esse cambio foi a própria peugeot, pois no manual está como óleo vitalício, coisa que não existe

          • automotivo

            O custo de manutençao NÃO É O MESMO. Acredito q o colega se referia a isso. E não adianta, trabalho há 28 anos no mercado de auto peças. O cara q compra Palio, Uno, Gol não o mesmo( daí o UP! não ter ´´pegado ainda´´).

            • Quero ver qual peça do C4 dura mais e qual a diferença de custo dela. Será que teremos um tradicional “todas as peças duram mais”.

              • SDS SP

                Ainda mais para quem mora longe dos grandes centros urbanos onde peças desses carros “exóticos” são mais raras. Não é por menos que Uno, Pálio e Gol ainda vendem tanto por ai…

                Pessoal gosta de tratar a sua realidade como verdade absoluta, mas não é assim que funciona.

                • Meu irmão que tem grana amava o Focus Sedan dele, mas achou abusivo o preço da manutenção e foi para uma SpaceFox. Hoje está com o Corolla. Mas se ele que gastou na época 60 pila com o carro achou caro uma revisão, imagina quem vai gastar 30 com o Focus em relação a um Palio! Ah, lembrando que a manutenção é proporcional ao preço do carro zero km.

                  • SDS SP

                    Peças básicas de manutenção pesam muito, ainda mais para aqueles que rodam muito.
                    Além disso, peças de funilaria, farois, lanternas e por ai vai, pois eu sei que muitos não colocam seus carros no seguro.

                  • Pedro Rocha

                    “…lembrando que a manutenção é proporcional ao preço do carro zero km.”

                    A exceção é o carro atual dele – o Corolla: hoje ele é mais caro que a concorrência mas não há sustos nos preços das revisões.

                    • Será Pedro? Eu tenho curiosidade de saber até que ponto isso é verdade. Vou aqui desprezar custo de peças de acabamento: A suspensão do Corolla tem uma arquitetura mais simples em relação ao Jetta TSI/Focus/Civic, e até em relação aos franceses e Coreano, ficando no nível dos Renault/Nissan. Seu câmbio é dos mais avançados, junto ao Sentra, Lancer, Fluence, TSI e Focus, o que em tese representaria uma “desvantagem” de manutenção em relação aos PSA, Civic, Cruze, Elantra e Jetta Confortline. Em termos de motorização ele está atrás (O que em manutenção tende a se transformar “na frente”) de Focus 2.0, Jetta TSI, Elantra 2.0 e PSA THP, e no mesmo nível ou pouco à frente que as versões convencionais dos PSA’s, Focus, Jetta, Civic, Fluence, Sentra… E com o agravante que há pouca sinergia entre suas peças e outros modelos: Elantra compartilha peças com ix35, Focus 2.0 com o 1.6, assim como os PSA’s, Renault/Nissan… Claro, antigamente a Ford cobrava mais por uma peça similar a de outro concorrente, então de repente a minha análise pode não valer nada, porque a Toyota e seus fornecedores podem cobrar menos nas peças simplesmente porque querem. Mas nessa atual configuração, não vejo porque a manutenção do Corolla seria mais barata.

              • lucas

                Tio vai andar de Palio então. Ou então compra um gran siena e já compra a cadeirinha de bebe. GURGEL >>>>>>ABISMO >>>>>>>> PRE SAL>>>>>>>> FIAT

                • Já tive 3 Palios e atualmente ando com um modelo novo. Não gosto, mas reconheço que ele tem qualidades que possam atrair algumas pessoas. Mas que bom que está aprendendo a usar pontuação. Próximo passo é acertar os nomes próprios! Aí quem sabe pensar em dar sentido no que escreve. Mas esse passo será um pouco mais difícil.

                  • Fernando

                    você critica sua irmã que só compra fiat sendo queseu carro também é. não entendi nada

                    • O Palio que ando é o dela! O meu cunhado tem um Uno Way. Esses meus Palios vieram com o “casamento”. Meus carros eram Peugeot, VW ou Mercedes. E critico ela também por não saber dirigir, querer andar no carro em rotação de marcha lenta. Ontem perguntei se ela sabia para que servia o conta-giros e ela disse que não. Fora o senso de posicionamento na rua que mataria um cardíaco. Mas o teto não é feito de papelão, o carro não tem lata aparecendo, o volante não é o mesmo de outro carro mais barato… Então é um bom carro…
                      E Fiat para mim tem os dois melhores carros da história. Mas passou… Não tem mais nada…

                    • Fernando

                      Eu já tive palio 98 e uno mille 2001, depois tive 2 gosl um 2009 e o atual 2014. Acho os vw superiores.

                    • Também acho. Os Fiat’s tinham algumas coisas positivas em relação ao VW (Com 1,85 não existe posição boa no Gol G5 para viajar. Curiosamente no Bola não tinha problema). Mas no quesito CARRO, você está corretíssimo. Não tem como comparar. A questão que os Fiat’s eram mais baratos também.

                    • Fernando

                      eu viajei de farroupilha/RS-São Paulo/SP, parando só pra mijar. chuva e heavy metal de lá até aqui. sai de lá 5 da manha e cheguei em casa 11 da noite.

                    • A posição do Fiat “sofá” favorece acomodação de pessoas altas. Mas mecanicamente… Um abismo de diferença. Manuseio do câmbio, direção, modulação de freios… Mas o Palio era 1.3. Em trechos com grandes retas era mais gostoso que o Gol.. Em curva era um abismo de diferença fazer no Gol e no Palio.

                    • automotivo

                      Realmente.. a Fiat poderia te mudado um pouco na suspensão pra deixar um pouco mais dura.

                    • Sim, mas eu entendo a decisão do fabricante. A própria Fiat tinha um carro mais duro (Mille) e o mercado já tinha suas opções: Gol, Fox, 206. Também já tinham carros mais equilibrados em relação a conforto/estabilidade, como Clio, Fiesta, Ka e Corsa. Ela de fato ofereceu alguma coisa diferente. Em ruas esburacadas que você teria que passar em baixa velocidade o Palio seria a melhor opção de longe.

                    • automotivo

                      Rapaz, tô procurando um siena pra comprar em minha cidade. Incrivel como uma cidade tem tantos sienas (30k hab) em tão bom estado.

                • automotivo

                  Já sei…. O único carro da FIAT q vc usa é a Ferrari, né?

            • João Cagnoni

              Concordo com você para o mercado paralelo de peças, ou seja, comprando na internet e/ou em desmanches, neste caso as peças do Palio são muito mais baratas. Entretanto, pra quem só compra peças em concessionária (assim como eu), a Citroen tem pouquíssima diferença da Fiat, e algumas peças chegam ao absurdo de serem até mais em conta. Quando bati o carro, vi que o farol do C4 (sem xenon) na Citroen custa o mesmo de um farol do Fiesta Rocam na Ford (algo em torno de R$800~900, não me lembro exatamente). Buchas de suspensão (bandeja)? Paguei R$40 em cada na concessionária. Já recebi orçamentos assustadores, como o parabrisa que tentaram me cobrar R$3500, mas na maioria das vezes o custo foi bem parecido com outras marcas de carros muito inferiores.

              • Tem que comparar peça paralela com peça paralela, peça de concessionária com peça de concessionária, peça de desmanche com… Bom, nos concentremos no caso: Não adianta: Peça de um Fiat básico na concessionária tenderá a ser mais barato que um PSA médio fora de linha na concessionária.

              • automotivo

                Pois é cara.. Acredito que uma grande parte não usa sequer 1 ano de garantia direito. Já caiu no mercado paralelo. O up! pouco tempo de lançamento o pessoal já veio trocar óleo em nossa loja depois virão as pastilhas….etc.

                • SDS SP

                  Peças de funilaria do Up são bem caras também.

              • automotivo

                Ok. Se vc só compra em autorizada, vc faz parte de um grupo seleto. Não é o mesmo das pessoas que compra populares.

        • Eduardo

          Se o dono anterior do Corolla não deixou “acumular” manutenção, a diferença não é tããão absurda assim, mas lógico que será mais cara que um popular.

        • Ricston

          A própria matéria aponta dados no sentido de que a maior parte das vendas foram dos carros com até 3 anos de uso.

      • SDS SP

        Não há dúvidas de que existem boas oportunidades no mercado de usados. Agora o que muitos precisam entender é onde estão “pisando”. Quem tem cacife para ter um carro no valor de 50k não pode se aventurar em qualquer coisa.

      • Mauricio

        Exatamente, em janeiro de 2013 comprei um Civic 2008 por R$ 41, poderia ter pego um popular zero, mas não me arrependi, tanto que agora estou pretendendo trocar de carro novamente, e ao invés de gastar R$ 60 em um popular ou algo pouco melhor zero, irei comprar novamente um usado, (2012/2013 – Civic ou Corolla)

      • Nelson Oliveira

        Minha irmã, ano passado, comprou um pegeout 208 Griffe A/T 13/14 por R$ 42.000, depois de rodar com seu pálio fire 2010, cujo veículo ultrapassa dos 100 e o carro todo fica batendo, além de ser super beberrão. Ademais, é muito fácil você achar carro com 1 a 3 anos de uso aqui em São Luís. Um professor meu trouxe o filho de Ribeirão Preto pra comprar usado aqui, pois o próprio disse que é mais barato que lá

      • DevXav

        Não entendi.. Veja que você falou a mesma coisa que eu..

        “Pagando preço de carro novo em carro velho”

        Isso significa que o preço do carro novo está extremamente alto!

        hehehehe

  • O ‘problema’ desse boom nos usados é que, como sempre, os preços sobem.
    Bom pra quem vende, pior pra quem compra.
    Mas a inflação tá gritante, pra usados ou novos.

    • 4lex5andro

      é o basico da lei de oferta e demanda, mas o principal responsavel por esses preços é o governo ..

      com os impostos tomando 40 p.p. no valor de um carro na css, fica dificil um carro , mesmo com pouco tempo de usado, ter um preço considerado razoavel ..

      • Não culpo só o governo não.
        Se a lei da oferta e demanda se aplicasse, os zero km estariam abaixando, mas não.

  • Jaderson

    Isso é ótimo.

  • inuyasha

    Eu acho perigoso comprar carro usado no BR

    • Hélio

      hauahauahaua boa a piada

    • Artur

      Desde que tenha procedência e o comprador tome o mínimo de cuidado (levar a um mecânico de confiança, verificar se tem multas ou se o veículo está bloqueado judicialmente etc.) não vejo problema algum.
      No meu caso, comprei no final de 2014 um Civic LXL 2012/2012 com 20mil km e com todos os carimbos das revisões feitas na concessionária. Nem levei a um mecânico, só dei uma olhada geral no carro (para ver se não foi batido etc.) e comprei. Não tive qualquer problema até agora.

      • Junoba

        Diz para ter o mínimo de cuidado, mas nem o que tu indica você faz. First.

        • Artur

          Releia o que escrevi: o Civic que comprei tinha apenas 20mil km, era seminovo (2 anos de uso) e o manual continha o carimbo com as duas primeiras revisões realizadas na data correta – isso sem contar que ainda estava na garantia. Óbvio que dei uma olhada no site do DETRAN para ver se tinha multas ou alguma restrição (isso realmente eu esqueci de mencionar), mas levar a um mecânico pra quê?

          • SDS SP

            Mas é ai que mora o perigo. O proprietário anterior pode ter vendido o carro por várias razões e uma delas é ter ficado pé da vida por algum problema mecânico. Mas como não ha relatos de problemas no Civic, esta possibilidade é pequena.
            Contudo, isso não pode ser generalizado. Vide os problemas com o EA111 1.0L VHT da VW e a transmissão PS da Ford em carros relativamente novos.

            • Artur

              Ah sim. Mas como o carro ainda estava na garantia, resolvi arriscar. De qualquer forma, não apresentou nenhum problema até hoje e já rodei mais de 20 mil km com ele… Abraço!

          • Junoba

            Pra mim um carro com 2 anos de uso é usado. Um seminovo seria com poucos meses de uso e não mais que uns 5k rodados ( o que já é muito). Também já vi carros com carimbos de CSS que deram muita dor de cabeça.

            • Artur

              Só pra você, amigo. Pois, por definição, carro seminovo é aquele com até 3 anos de uso, único dono e até 20 mil km rodados por ano, no máximo. Quem determinou isso foi a Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado de São Paulo (Assovesp).

              Ademais, carro seminovo é, de qualquer forma, um carro usado. Quando você tira um carro 0 km da concessionária, ele já se torna usado. A diferença é que o seminovo tem de obedecer às características supra, para poder diferenciá-lo e fomentar seu mercado.

              Também já ouvi falar de carimbos de revisões com problemas, mas o da concessionária que o dono anterior fez as revisões é a mesma onde meu pai e minha irmã compraram seus carros (um City e um Civic) e os leva para revisá-los, uma excelente concessionária do interior de SP, com atendimento de primeira e que não faz falcatruas (pelo menos até onde eu conheço).

              O que interessa é que estou com o carro há mais de 1 (um) ano, andei bastante com ele (já levei para fazer a revisão dos 30 mil km e dos 40 mil km – essa última meio salgada, por sinal – paguei mais de R$ 1.000,00), não apresentou nenhum problema (só a bateria teve de ser trocada, perfeitamente normal para um carro que irá completar 4 anos), estou muito satisfeito com ele e só troco por outro Honda (usado, de preferência! :D).

      • Cássio Amaral

        Carimbo de revisão é a coisa mais fácil de fraudar, não é garantia de nada.O ideal é coletar os dados do carro e pessoalmente pesquisar o histórico de manutenção na concessionária pra conferir se realmente a revisão foi feita lá.

        E tem que ver também quais peças foram trocadas nas revisões ou quais serviços foram feitos.

        Eu não confio em um simples carimbo num papel que pode ser facilmente forjado.

        • Artur

          Ah sim, isso é verdade. Mas o carimbo era da concessionária Honda da mesma cidade onde comprei o carro, já conhecida por mim, e a Honda fornece um pacote fechado e obrigatórios de serviços e itens que devem ser trocados nas revisões. Sem aderir a esse pacote, eles simplesmente não fazem a revisão (pelo menos nesse concessionária, que eu conheço, confio e sempre faço revisão lá – meu pai já tinha um City e minha irmã também tem um Civic, ambos comprados 0km, na mesma concessionária).

    • O Negociador.

      perigoso é comprar em garagem fundo de quintal, onde se vê do outro lado da avenida que os carros são maquiados.

      • Artur

        Exato.

      • Mas em estacionamentos grandes se perde muito a vantagem financeira de um usado.

  • Creio eu que um fator que ajuda é a pessoa comprar um carro 0 km financiado e por problemas financeiros o troca na revenda por um usado de categoria inferior. Também tenho dúvidas de como é contabilizado uma negociação dessas. Por exemplo eu transfiro um civic para a revenda (1 negociação ) e pego um gol na negociação (2 negociações ) depois a revenda vende meu civic (3 negociações ) e o comprador deixa o carro dele na revenda (4 negociações ). Ou seja , nessa situação temos a negociação de 2 carros , todavia são 4 negociações ou transferências . Isso partindo do princípio que a revenda que pegue o carro no nome, sem procuração. O mesmo carro sendo vendido várias vezes contabiliza todas as transferências?

    • Fernando S.

      Boa questão, André. Nunca tinha me atentado a isso.

    • Artur

      Eu acredito que sim. Mas são raros os casos em que a revenda transfere o veículo para o nome delas. Elas normalmente deixam no nome do antigo proprietário até o momento da venda.

      • SDS SP

        Meu último carro usado estava em nome da css, mas normalmente vejo mais registrado em nome do proprietário anterior.

      • Zé Mundico

        Mas quando vira o ano, a revenda tem que transferir para o nome dela, senão vai gerar débito de ipva para o antigo proprietário. Fazendo isso, a revenda também tem que pagar icms quando vender o carro para o próximo comprador.

        • Artur

          Sim, isso é verdade. Tem revendas aqui na minha cidade (e acho que em praticamente todas as cidades do Brasil) que fazem feirões no final do ano para “desovar” esses veículos! rsrs

  • SDS SP

    Para quem conhece, tem paciência e sabe negociar, até um popular usado é bom negócio neste período de crise econômica.

    Mas é uma pena ainda custar caro automóvel usado aqui no Brasil.

    • CignusRJ

      E outra coisa tem que dar sorte também.
      Hoje recebi mais ofertas da Localiza de venda de carros usados que eles chamam de “semi-novos”
      os preços praticados estão no valor da FIPE, alguns menos e pasme outros mais.

      Em contrapartida um cunhado meu achou uma oferta de carro, um Renault19 por uma TV de 55 polegadas
      .

      • SDS SP

        Verdade, ainda mais se o cara não conhece nada de carro. Esse termo “seminovo” é o pior. Só foi feito para valorizar ainda mais o carro usado. Carro de locadoras, eu pulo fora, mesmo pouco rodado.

        Kkkk Legal essa oferta da TV por carro… Daqui a pouco vai virar moda. Culpa da turma de Brasília.

      • A TV tem que ser Full HD? heheh

      • Cesar Mora

        hahahaha tive um por um tempo, e pensando pelo valor que vendi ele, não foi muito diferente não.. hahahaha

    • 4lex5andro

      pq o preço do usado parte , sempre, de um carro que já foi zero ..

      e nessa partida já estao inclusos uma pu4a margem de lucro das montadoras, o proprio comprador que por vezes (principalmente quando o país estava em crescimento) pagar agio, e o estado, pesando em quase metade do preço do zero km..

      o mercado brasileiro, se fosse minimamente decente em serviços de transporte e carga tributaria, poderia estar vendendo por ano, estimando, uns 5 milhoes de carros..

  • Louis

    Nem novo, nem usado, o negócio é ficar com o mesmo carro, esperando algum horizonte na crise.

    • Fernando

      Este aqui também está esperando a crise acabar

    • Fernando

      Comentando no site enquanto espera a crise passar ….

  • Michel Soares Pintor

    Vender no Anhembi ( Foto da matéria ) é uma ótima pedida. Vendi 4 dos meus últimos veículos com valor de 95% da FIPE, ao contrário das concessionárias que me ofereceram, em média: 75~80%.

  • Cezar Rodrigo Lopes

    Olha, estivemos atrás de trocar o carro da minha esposa nesse final de 2015. Fomos ver tanto novos , como usados. Pensei: Com a CRISE vamos conseguir bons descontos e talz, mas o que vimos foi bem diferente. Fomos tratados pelas lojas como se estivessem nos fazendo um favor. Na Honda e Renault, ao perguntar sobre as vendas x crise , recebi a seguinte resposta: que crise?

    • Fernando

      Na Honda até entendo, mas na Renault?

      • Pedro Rocha

        Oroch está indo bem nas vendas.

    • Junoba

      Fiquei sabendo de um caso pior que esse, onde o vendedor se gabava, e pouco tempo depois foi demitido por causa da crise.

    • SDS SP

      Obviamente que nenhum vendedor vai falar de crise. Pergunte para algum corretor de imóveis a respeito da crise rs.

      Eu entendo que vão defender o peixe até a morte, faz parte do trabalho deles.

      • Tosoobservando

        Mas poderiam ser mais humildes e fingir um interesse em que vc compre.

        • Fernando

          Eles já tem que fingir que o carro é bom e barato, você ainda quer que eles finjam interesse. Ta exigindo demais.

        • SDS SP

          É o business dos caras que está em jogo, eu compreendo. Cabe a nós estarmos bem informados e não cair nesse jogo psicológico dos vendedores.

          • Cezar Rodrigo Lopes

            É, mas ficaram ambos sem vender os carros. Estão até agora lá no showrrom da ccs. Quem está em crise não faz isso! Na época do IPI baixo, eu tive muita mais atenção dos vendedores. Vá entender…

            • Cesar Mora

              Sempre falo.. eu amo carros, muito mesmo.. mas todo processo de compra em loja/concessionária é sempre um martírio!1 é tipo mudar de casa, vc sabe que vai valer a pena, mas é chato, estressante e cansativo hahahaha

      • Pedro Rocha

        Em Macaé/RJ, os corretores não tem como fingir: estou pagando menos da metade do valor por m2 no meu atual ap se comparado ao primeiro que aluguei em mar/13.

        • SDS SP

          Acredito que ai na sua cidade o que movimenta grande parte da economia é o setor de Oil & Gas e como sabemos que a PTbras está no limbo e cortando investimentos, a situação aí deve estar preta mesmo.

          Aqui em Sampa, está comecando a abaixar os preços do aluguel. Bom para mim que pretendo fazer issso em breve.

          • Pedro Rocha

            Macaé sofre duas crises: a nacional e a crise da Petrobras de forma aguda.

          • Mas os preços dos AP’s se estabilizaram também… Mas ontem ainda vi 299 mil por um AP em frente ao metrô Santa Cecília… de 39 m²!!! Por esse preço podia ser dentro da estação de metrô!

            • SDS SP

              Absurdo, apesar de apresentar uma boa infraestrutura, Sta Cecília é como se fosse uma periferia dentro do Centro. Talvez a proximidade com o bairro de Higienópolis, Universidades, Sta Casa e o Metrô inflacione os preços dessa forma!

              Espero que caiam na real e que eu veja esse tipo de ap por menos de 200k no ano que vem.

      • Anderson Trajano

        Concordo.

    • Eduardo

      Faz parte kkkkk. Mas veja, vendas fracas, começo de ano, estoque de carros 2015 no pátio… Se vc for firme na negociação pode conseguir um bom desconto (com exceção de alguns modelos modinhas que vendem muito).

      Em 2010 meu pai foi ver um Gol 1.6 para comprar, fez uma oferta para o vendedor (tipo uns 4mil abaixo do valor) e ele riu na cara do meu pai (é sério), e falou que não ia nem repassar a oferta para o gerente pois estava muito baixa. Meu pai agradeceu e falou que estava indo no feirão da GM ver um Corsa. Resultado: Ele estava encostando na CSS GM e o vendedor da VW ligou para ele ir lá fechar negócio kkkk. Conclusão: Nunca vá no papo de vendedor.

  • João Cagnoni

    Esta “pequena alta” indica que os compradores de 0km estão migrando para o mercado de usados, que é muito maior que o de 0km.

    • Claro! Um carro zero km se tornará usado. Um usado nunca se tornará zero…

      • Fernando

        No Brasil isso pode sim acontecer. Acredite

        • Hehehe… Bem lembrado… Carros com carimbos de revisão de 120 mil com 60 mil no Odômetro… Com certeza trata-se do De Lorean… Carro de enchente…

          • Fernando

            Você acha que os carros da gm danificados no patio vão ser vendidos como zero? ou vão ter a ética de avisar o cliente?

            • Bem, na verdade eles ainda são zeros. Mas não posso responder pela ética de terceiros sem conhecê-los. Não gostaria que gente que não me conhecesse colocasse minha ética em questão por generalização.

              • Fernando

                Obrigado pela atenção. Abraço

          • automotivo

            Off topic (Se caso vc assiste ou assistiu, qual seria o carro do químico de Breaking bad?

            • Qual, o Pontiac? É um Aztek. O pai do Ágile e Étios… O carro que fez Stevie Wonder, Ray Charles, Demolidor, Andreas Bocelli e a cantora Kátia agradecerem sua condição?

              • Tosoobservando

                Quem é essa Katia?

                • Cantora da década de 80…. Cara, você me fez sentir velho! heheh… Emplacou os hits “Idas e Voltas”, “Não está sendo fácil”… Uma espécie de Rosana sem visão…

                  • Tosoobservando

                    EStou ouvindo hehe

                    • Hahah.. Se eu falar meu playlist jamais volto nesse site para comentar… Herva Doce, Dr. Silvana, Kid Vinil, Ritchie, Katia, Kid Abelha, Heróis da Resistência, Metro, Leo Jaime, Tetê Spíndola, Rosana, Gilliard, Ivan Lins, Guilherme Arantes, Egotrip… A maioria com uma ou duas músicas no máximo…

                    • Pedro Rocha

                      Considerando que de vez em quando ouço Vicente Celestino do alto dos meus 33 anos, até que você está atualizado.
                      =D

                    • CignusRJ

                      Se houvesse uma disputa não teria como ganahr de vc :D

                    • Pedro Rocha

                      E nem citei a ópera que assisti.
                      =D

                    • Você me lembrou de Genival Lacerda! Hahah…

                    • CignusRJ

                      hahaha

                      Eu ouço além de alguns destes que vc citou, Zé Ramalho, Fagner, Elis Regina, Blitz, Tom Jobim, Creedence Clearwater Revival, Elza Soares(as vezes), Billie Holliday e sempre Raul seixas.
                      ,

                    • Blitz! Bem lembrado! Tinha esquecido essa do meu playlist. Zé Ramalho vim conhecer depois, embora também tenha a discografia dele. Fagner eu sempre curti, e a “minha” música é justamente “Noturno”. Elis Regina eu pago um pau, e acho que o fato de gostar de mulheres de personalidade forte vem do fato de conhecer a história dela. Mas cês são tudo mentiroso! heheh… Hoje ninguém fala que curtia Sandro Becker e Maria Alcinda, não é? Hahaha… Era só que que era “obrigado” pelos pais a assistir programa Rau Gil, Bolinha, Chacrinha?

                    • SDS SP

                      Hahaha. Gosto de David Bowie, RPM, Nenhum de Nós, Raul Seixas hehe

                    • Sabia que o Raul Seixas foi trazido para o Rio pela Maria Bethânia? Aqui ele se transformou em amigo do Jerry Adriani, seu compadre. Nenhum de Nós! Junto com os Engenheiros, a “resistência” gaúcha “contra” a onda calanga/carioca de Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, Barão Vermelho (Descobri recentemente que o primeiro vocalista da banda teria sido o goianiense Léo Jaime. Ele que chamou o Cazuza!) e as paulistanas Ira! e Titãs do Ie Ie Ie, mais tarde somente Titãs. Sobre o mítico show do Pacaembu do RPM, que gerou o Álbum mais vendido do país durante 10 anos, Rádio Pirata ao Vivo, até ser ultrapassado pelo Só para Contrariar com o disco homônimo, tem uma curiosidade: Você com certeza conhece Secos & Molhados, para mim a banda que se você tiver que indicar uma para um estrangeiro começar a conhecer a nossa musicalidade, tem que ser ela, não conhece? Pois bem, embora não goste do trabalho do Ney Matogrosso, que considero uma versão de Chico Buarque com a voz melhorada assim como Cássia Eller é uma versão do Nando Reis com a voz tão ruim quanto, tenho que reconhecer o valor do artista e principalmente do Secos & Molhados. Pois o Ney disse que assim que acabou a banda, cortaram a luz da casa dele. Ele estava falido (Uma ex namorada acho esses dias um ex integrante da banda vendendo CD’s em São Paulo) mas algumas pessoas quando perdem tudo é apenas para recuperarem tudo que perderam e muito mais.. Mas voltando ao Rádio Pirata ao Vivo, foi o disco mais vendido durante 10 anos com a radiofusão proibida de algumas músicas. Adivinha quem era o produtor do Disco? Ele mesmo, o ex vocalista dos Secos & Molhados, o grande artista Ney Matogrosso. E ainda ganharam nessa sinergia a última música do disco, a excelente Flores Astrais.

              • automotivo

                Sei que é ficção, mas achei interessante q ele ao levar ao mecânico, pra consertar a batida, o mecanico dizia q o pessoal ria desse carro. Bom no conserto ele usou peças recondicionadas pra que o seguro pudesse cobrir a quantia de 1900 doláres. Se isso correspondesse a realidade um carro não teria tanta importância para uma parte do americano. No seriado o cara findou ´´dando´´ ao mecanico por 50 doláres.

                • Ah, já sei qual episódio!

                  • automotivo

                    Assistiu ontem, depois do Netflix as coisas ficaram mais em conta, rs. E acho q não é sou eu. A netflix tá bombando, ja faturou 12 bilhão no Brasil.

                    • Artur

                      Dica: assista Better Call Saul, também no Netflix. É um spinoff de Breaking Bad. Perfeita a série.

                    • automotivo

                      Valeu a dica. Ouvi falar. É melhor ´´consumir com moderação´´, senão não vou ter tempo de postar no NA.

              • automotivo

                Tá mais pra avô ou bisavô (sei lá) do Etios….haha

              • Artur

                kkkkkkk boa!

              • automotivo

                Já q vc manja de carro, q picape azul é aquela q aparece direto na Fatmagul, parece uma ranger, mas não consigo ver a marca.

  • Gran RS 78

    Infelizmente é o que temos por enquanto, pois não dá para aceitar os preços ridiculos que as montadoras estão pedindo pelos Okm. Ou os preços caem ou os usados serão a única solução, até que os modelos usados tbm fiquem com preços altos justamente pela falta de opções, afinal, se as vendas de Okm continuarem fracas, cairão tbm as ofertas dos seminovos.

  • Fernando

    Pra economizar 5 mil se sujeitam a pegar um carro com pelo de cachorro, cinza de cigarro, pentelho, fedor de cachaça, camisinha usada, farelo de comida, mancha de bebida no estofamento, etc

    • Eduardo

      Esse é o menor dos problemas. O problema é pegar um carro que já foi batido, km alterado, dono cupim de ferro, etc.
      Mas tomando alguns cuidados é possível fazer um ótimo negócio sim.

    • Ricston

      Nossa, sério que comprar carro usado é assim? Fiquei tão impressionado que nunca mais vou comprar.

    • Zé Mundico

      A gente fala do que entende.

    • Hélio

      Economiza as vezes 10 mil, fora documentação, IPVA. Dependendo do modelo esta até na garantia ainda

  • Mckinlley Raphael Kava Josefi

    Fiat Palio Attractive 1.4 2010, completo, pouco menos de 70.000 Km, com molas esportivas, aro 15 e pneus 195/55 r15 e restante originalíssima. Veículo honesto, com o acabamento aplicado (praticamente) atualmente nas pick-ups líderes do mercado, Strada, faz 8,5 km no etanol, q compensa mais em minha região, ou 12 km na gasolina, no consumo urbano de uma cidade não tão plana e com 300k hab. Resumo? exceto pela falta de airbags, tem uma estabilidade sem igual, com as poucas modificações executadas e uma manutenção periódica, de valores módicos, só o troco por algum dos consagrados hatches médios atuais, como Golf VII e Focus de frente atual, que pretendo adquiri-lo semi novo, após termino da construção e casamento. Qual base tive para saber? Um Peugeot 307 Griffe, completíssimo e conservadíssimo (at4 + teto + a/c dual + couro), que meu pai ofereceu-me para simples troca, há 3 anos atrás após negocio imobiliário dele e ambos tinham FIPE com 1.5k de diferença a mais, para o Peugeot. Por que não troquei? manutenção básica cara e difícil, já que nem o óleo da total recomendado encontrava-se fora da ccs, média de combustível de 6,5 km no urbano (com o mesmo peso de acelerador do Palio) e a dificuldade extrema de chegar-se perto da FIPE, mesmo o carro possuindo manutenção e conservação em dia. Não me arrependo, mas para vocês, fiz o prudente?

    • Zé Mundico

      Acho que sim, o dinheiro sempre deve falar mais alto.

    • Não acho que a questão foi ser um bom ou mal negócio. Só o fato de ter pensado, colocado no papel vantagens e desvantagens e ter priorizado habitação e bem estar mostra que você está corretíssimo, se não em termos de negócio mas em termos de vida. Mas Palio com estabilidade sem igual? heheh

    • Depende de quanto você pagou. Mas você se mostrou prudente na escolha.

    • Cesar Mora

      Cara, vc fez uma escolha ponderada e prudente… porém….
      gente, estamos em um site de entusiastas! claro que não é momento para se rasgar dinheiro ou passar perrengue… mas não da para comparar você andar num 307 Griffe com teto e o caramba a um Palio 1.4… nem sempre o mais certo é o melhor infelizmente…

      P.S parabens pelo Carro, parece estar muito bem cuidado!

    • Fernando

      Só acho que a kilometragem um pouco alta. A Média razoavel é de 10 mil por ano, seu carro poderia estar com no maximo 50 mil



Send this to friend