Home Etc Vagas de garagem dos apartamentos

estacionamento apartamento vaga condominio predio Vagas de garagem dos apartamentos




Pelo menos uns 70% dos carros vendidos no Brasil são pequenos como Gol e Palio e pouca coisa maiores como SpaceFox, Montana e Honda City, por exemplo. E as construtoras de prédios de apartamento parecem saber muito bem disso por conta das ridículas vagas que oferecem em seus lançamentos imobiliários.

Para começar, nos prédios de apartamento existe o privilégio das vagas cobertas. Nem todas são. Mas na maioria das vezes as cobertas acabam sendo parcialmente cobertas – sempre fica um “rabicho” pra fora se seu carro for maiorzinho como um Corolla ou uma antiga S10 cabine simples.

Há casos em que a construtora oferece duas vagas: uma coberta e uma descoberta, igual e ridiculamente insuficientes. Mas aqui entra o bom senso de quem vive em apartamento para que a situação não fique ainda pior. Saber até onde começa e termina sua vaga já é um bom começo. E, além disso, ter ciência que ter direitos e ter bom senso são coisas bem diferentes.

Mutas das vezes o cidadão muda de uma casa para um apartamento pela primeira vez e pensa que é a mesma coisa, que um apartamento nada mais é que uma casa em cima da outra. Assim, crê que é normal fazer churrasco na varanda (não estou falando de espaço gourmet, mas de varanda mesmo). E também acha que é normal ocupar um metro a mais do que sua vaga permite, invadindo a área comum.

Tenho um vizinho no prédio, a quem chamo “carinhosamente” de Seu Zé Carroça, não apenas pelo gosto pessoal – tem uma L200 cabine dupla ano 1995 e um prisma 1.0 – mas sim pelo ruido que sua picape faz devido ao motor diesel de antiga geração e ao tamanho número de manobras que tem que fazer para encostá-la (mal). Quem já teve o desprazer de ter dirigido uma L200 velha sabe que elas esterçam muitíssimo pouco. Continuando: o sistema das vagas é tipo gaveta, então seu Prisma fica coberto e a L200 descoberta.

É um direito dele, mas se o morador do outro bloco decidisse ter dois carros do mesmo tamanho, as traseiras das picapes encostariam uma na outra e ninguém passaria no meio, pois tomariam todo o pátio. O espaço da vaga segundo a planta é de 4,30 m. Então, o cidadão teria 8,60 m seus. Acontece que uma L200 mede 5,23 m eum prisma 4,12 m, o que dá 9,35 m, mais um espaço de uns 50 cm que ele deixa para que sua esposa abra o porta-malas do Prisma e para ele poder passar pela frente do carro sem dar a volta. No total são quase 10 metros. Não há uma linha amarela que delimite seu espaço. Então ele está legalmente certo.

Mas e em matéria de bom senso? Aí já é outra história. Até porque Seu Zé Carroça é um dos últimos que chegam e um dos primeiros que saem do prédio, assim como a esposa. Juntos discutem às 6 da manhã em voz alta, competindo com o ruído do motor diesel que esquenta, a rotina de cada um e quem vai fazer supermercado ou pegar a criança na casa da sogra no fim do dia.

Estive vendo plantas e medindo algumas vagas do jeito mais rudimentar possível, com trena. No meu prédio, que é novo e de padrão médio, elas têm 4,30 m X 2,30 m. Para visualizarmos melhor a largura, vamos usar exemplos de carros e suas medidas laterais.

Um Gol ou Clio têm 1,66m, um Cruze 1,80 m, um Captiva 1,85 m e uma Amarok 1,94 m. Então dá e sobra, certo? Errado. Você precisa de uns 40 ou 50 cm de espaço lateral, para cada porta quando aberta. Assim, se você e seu carona se esticarem como um felino e conseguirem utilizar só 40 cm de cada lado, seu carro terá 80 cm a mais. Se for um Gol, a esta altura você estará utilizando 2,46 (a vaga tem 2,30 m).

Se seu carro for uma Amarok, com portas maiores, você precisará de meio metro de cada lado, o que vai levá-lo a usar 2,94 m de espaço lateral. Sendo assim concluímos que 3 m de espaço lateral seriam o ideal. E pelo menos 5,5 m de comprimento – tamanho de vaga que vi apenas em apartamentos de mais de 120 m2, que no interior de SP custariam por volta de R$ 500 mil e em São Paulo Capital, perto de R$ 1 milhão.

Em apartamentos de menos de R$ 200 mil (interior de SP como Taubaté, São José dos Campos, Ribeirão Preto, por ex), a vaga é como a minha; em apartamentos de até R$ 400 mil na mesma região, as vagas têm por volta de 2,50 m x 4,50 m, segundo minhas pesquisas.

Com relação às motos, geralmente elas ficam em um espaço destinado a elas atrás dos carros. Mas se todos tivessem uma, seria uma embolação só e ninguém conseguiria chegar ao lobby do bloco do edifício. É óbvio que existem questões legais de proporção que as vagas devem ter num projeto, preço do metro quadrado de determinada região e tudo o mais, mas será que não está ocorrendo um certo Lucro Brasil da construção?

Em que lhe vendem o mínimo cobrando o máximo? E, diferentemento dos carros, em que se pode optar por equipamentos opcionais, não há nem possibilidade de se optar por vagas maiores, nem pagando mais caro. O que já vi foram vagas lado a lado, no caso três vagas ruins em que se pode fazer duas boas, mas aí você pagou três e levou duas! Uma anti-promoção.

Como disse um amigo meu, a engenharia “boa” hoje é aquela que corta custos, não a que cria soluções inteligentes. E ele completa: Se um grupo de 50 engenheiros civis se reunissem para elaborar um prédio de apartamentos para eles morarem com suas famílias, aí sim sairia um prédio com soluções decentes incluindo vagas de garagem cujos carros cabem nelas, sem colunas que atrapalhem e por aí vai!

Mas economia nos projetos parece ser uma tendência em qualquer ramo, vide a quantidade nunca vista de recalls na indústria automobilística nos últimos anos. Mas a questão das vagas poderia ser ainda pior. No Japão, que é um arquipélago, devido ao grande número de carros e ao reduzido espaço para construções, conforme a região onde você resida, primeiro você tem que provar que tem a vaga para depois poder adquirir o carro!

Bem, amigos, de certa forma essa matéria foi um desabafo de quem defende a cidadania habitacional e as relações de consumo justas. E que adora carros e não quer se conformar com os amassadinhos e picadinhos de porta que acabam acontecendo nas vagas de hoje em dia. Ter um clássico numa garagem dessas nem pensar! Já pensou guardar seu Maverick GT, Karmann-Ghia ou Opala SS numa dessas? Dói só de pensar, não é?

Fico pensando também no transtorno futuro, já que a classe média está investindo em carros cada vez maiores, principalmente picapes e SUVs. E carros como Hyundai Sonata, Ford Fusion e Santa Fe tendem a ser um bom negócio quando usados. Como irão guardá-los não sei.

Aliás tenho curiosidade de saber se as garagens são maiores em cidades grandes de estados como Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia, por exemplo, onde as picapes médias são muito vendidas. Vocês que são dessa região podem me contar.

O que sei é que passarei a analisar a compra de um apartamento a partir da vaga. O que acabou surpreendendo um corretor que disse que foi a primeira vez que alguém chegou e disse que se a vaga não prestasse não queria nem ver o apartamento decorado e que pediu para ver a planta do subsolo, onde se encontram as garagens.

Você que mora em prédio ou que pretende mudar-se para um, já analisou esta questão? Como guarda o seu xodó atualmente? Fique atento ao alugar ou adquirir sua próxima morada!

Grande Abraço,

Por Gerson Brusco Gonzalez


  • victorbueno10

    isso acontece msm pior e um cara no prédio do meu amigo q teve q mudar para uma casa pq a dodge ram dele n entrava na garagem pq era muito alta kkkkkkkkkk

    • rajkoothra

      Ultimamente poucas vagas podem ser consideradas como tal… a maior parte so da para estacionar as bicicletas e os carrinhos de pedalar dos filhos !!

      Mas sempre pode ser pior…. podia ser apertada e com uma armadilha embaixo :)

      <img src="http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/foto/0,,17601640-EX,00.jpg" width="500">

      • AutoIng

        No meu prédio é comum chegarem novos moradores em grandes sedãs e pick-ups, aí depois de poucas semanas trocam por um carro menor (ou hatch). Coincidência ou não tá cheio de Honda Fit aqui. É por isso que questiono esses sedãs compactos esticados, tipo o Cobalt. Que adianta ter espaço de sobra no banco de trás se todo dia é um martírio pra entrar e sair da vaga? Se o carro vive ralado raspando nas colunas?

        • JonathanAbud

          Não sei se criticou os que compraram Cobalt e moram em apartamento, como não entendi dessa forma, pra mim a resposta é simples: Como nem todo mundo mora em apartamento, o tamanho do carro não importa tanto…

          • TecoPadaratz

            É só comprar uma merd@ (pelo tamanho) de um fiat 500 e tentar viajar com uma família de 4 pessoas.

            Não adianta, resolve um problema e cria outro.

            • JonathanAbud

              Não tem pra onde correr, sempre se perde algo. Se for um carro pequeno perde espaço interno e/ou espaço para bagagem e ganha maior facilidade de manobrar. Se for grande, ganha espaço. Ai vai da necessidade de cada um né.

              • DCald

                Corre pra uma Meriva! hahaha…
                Aqui em Curitiba, moro em casa, projetada por um excelente engenheiro (eu… hehe) e garagem não é problema (tanto é que estamos com 4 carros mais uma carretinha etc – e já colocamos 8 carros aqui dentro!) Mas, fui procurar ap em macaé e dai vi como carro um pouco maior sofre! A Meriva dá na medida… conforto pra 5 pessoas e cabe em qualquer vaga

                • AutoIng

                  Respondendo aos comentários anteriores, o DCald me entendeu perfeitamente. Um carro não precisa ser gigante por fora pra ter bom espaço interno. O Meriva é o melhor exemplo disso, e a meu ver a GM deveria continuar a oferecer uma opção de minivan com suas medidas. Não estou criticando quem compra o Cobalt, e sim apontando que muita gente não pensa no problema da garagem ao comprar um carro desses e acaba sofrendo muito depois.

            • DCald

              Semana passada fui procurar apar… apertamentos para alugar na cidade em que vou trabalhar… bom, os aps mais antigos nem garagem tinham (e alguns novos tbm…) em outros a garagem era um exercicio de manobras (se entrar de frente, tem que sair de ré – parece logico… mas estou falando de 20-30mts! haha, sem contar as manobras entre os pilares)
              Bom, acabei achando um ap com garagem "aceitável" (meia coberta)…
              Mas, nisso ainda fiquei mais feliz de ter comprado uma outra meriva pra mim… tem pouco mais de 4mts, cabe em qualquer vaga, e oferece muito espaço interno!
              Na casa de um amigo, o Focus Sedan tem que encostar na parede para poder fechar o portao…

            • Eugenissimo

              Sugestão: alô, Fiat! Já que vocês criaram a Strada Cabine Dupla, que tal criar o Fiat 500 Double Deck?:D

              • TecoPadaratz

                Kkkkkk, essa foi boa……

                Nem que fosse como uma daquelas séries especiais que a fiat lança a cada semana do 500…..

          • victorbueno10

            mais tem uns carros que são enormes eu que moro em casa tivemos q reformar a garagem pra estacionar o sonata…

            • JonathanAbud

              Aqui também moramos em casa e tivemos que reformar, pois cabia um sedã e tinha uma sobra, mas não cabia 2, ou seja, agora tem um garajão… uhauhaua

            • DCald

              Na epoca de faculdade, morei em alguns Aps em Sao Carlos em que estacionar a Caravan com seus 4,84m de comprimento (mais uns 15cm do engate! haha) e 1,77m de largura exigia muitas manobras… pior foi em um predio que as vagas não eram privativas, e a caravan só cabia em 2 delas… (nas outras não entrava MEEEESMO)

        • Leandro1978

          Isso é uma das coisas que penso, quando muitos aqui vêm criticar a compra de certos modelos. Falam de Sentra, Megane GT, Fusion são os "melhores dos melhores do mundo" em sua faixa e até acima. Quem não os compra é bobo ou otário. Mas e quem mora em apartamentos que têm vagas como as que o autor cita? Será que seriam tão bons assim? Vai manobrar um "trambolho" desses neste tipo de espaço… Algumas vezes, por mais que o consumidor queira um carro maior, acaba "esbarrando" neste tipo de problema e, assim, acaba optando por um menor, mas que acaba sendo mais prático no dia-a-dia. Eu mesmo, apesar de morar em casa que possui garagem para dois caros, tenho alguns problemas. Uma é "normal", porém em uma das vagas há um poste que me faz manobrar bastante na hora de sair ou entrar. Para piorar, este portão é mais estreito devido à coluna que sustenta a laje da garagem. Nesta vaga, só cabem carros pequenos. Médio, nem pensar. Por isso não critico certas escolhas, pois não sei o que leva um consumidor a optar por um modelo a outro.

          • Marcelo_Machado

            Um morador do mesmo predio que eu trocou um Fiesta hatch por um Megane GT, como ele para de frente para a parede, da roda para trás o Megane GT fica para fora da faixa, invadindo a passagem dos carros.

          • Edson Roberto

            Legal era meu cunhado que comprou uma Captiva que nem cabia na vaga da casa dele. E tinha que guardar de lado…. e o pior… tinha um Civic ao lado que teve que ficar encostando a traseira do modelo (diexando marcas) para conseguir então espaço sem encostar no Civic. Abrir portas? Bem… do Captiva era facil… do Civic tinha que tirar a Captiva….

          • AutoIng

            Por isso tenho um pé atrás com essa moda de esticar carros compactos. De repente surgiu essa fixação com espaço, mesmo pra quem anda 99% do tempos sozinho no carro. O povo vem falar de "é porque preciso viajar com 5 pessoas no carro", mas não pensa nas consequências do dia-a-dia. Se faz tanta questão de ter uma barca, melhor pensar seriamente em morar numa casa antes de mais nada.

    • spok

      HAHA no meu o morador dono de uma hammer bancou sozinho a reforma do portal pq nao passava. Tem gente que tem cáca na cabeça, pra que comprar um carro desse?! só pra se encomodar

      • alan_ichitani

        Eu teria fácil, adoro viajar e tenho família. Considerando que um Hummer não é barato eu imagino que também me sobraria dinheiro pra pegar a estrada e viajar, então não vejo porque não comprar. Agora o portal? se eu tivesse grana sobrando, mandava era fazer um novo! huauhauauh… Quando a gente tem saúde e dinheiro o resto é resto!

    • Gutislo_o_godo

      Simples! Basta que o cidadão, dono da Ram venda o carro e compre um Uno Mille… :p

  • Henrique

    Me lembrei de dois casos muito engraçados que eu vi na TV e na internet.
    No primeiro um empresário de São Paulo que mora num apartamento e tem uma Dodge RAM teve de comprar duas vagas na garagem pra poder estacionar sem acertar ninguém.No outro caso o dono de uma Ferrari comprou 3 vagas pra ninguem estacionar do lado dele e correr o risco de ter o carro amassado ou riscado.
    Quando si tem dinheiro tudo se resolve kkkkkkk

    • Sias

      Já morei em apartamento e tive esta idéia de comprar a vaga do lado (só não comprei porque a corretora não deixou o cara vender a vaga e o AP separados), e por dois motivos: ficaria com duas vagas (óbvio) e não teria outro buscapé do meu lado correndo o risco de amassarem meu carro. Mas ainda bem que morei por pouco tempo em AP…agora estou em casa novamente e minha garagem é grande o suficiente parar manobrar a camioneta dentro.

      • Edson Roberto

        Bem Sias, ai que está o problema. Vc iria comprar duas vagas para um IDIOTA dando uma de espertão, roubar espaço da sua vaga e ainda te apertar novamente. Talvez nao amassasse seu carro, mas iriam invadir sem piedade.

        Te falo isso, porque ocorreu com um colega que fez exatamente isso, alugou uma vaga ao lado e a outra era dele, ao estacionar sempre no meio das daus, os vizinhos de vaga perceberam e passaram a "ficar em cima da faixa" o suficiente para começar a trazer problemas de batida de porta.

        • Sias

          No caso do AP onde morava eram as duas melhores vagas do prédio e eram só elas, não haviam outras do lado, então isto não iria acontecer. E as vagas não eram tão ruins…estes dias estive lá visitando um amigo e coloquei a Sorento em uma delas: ficou sobrando no comprimento e era possível abrir as portas de ambos os lados.

        • Leosena

          Eu sou um cara de sorte. Comprei um apt. com duas vagas de garagem e um dos meus vizinhos de garagem tem uma van Mercedes Sprinter. Nem preciso dizer que quase sempre ele invade uma de minhas vagas, não é mesmo?

          Abraços.

    • JonathanAbud

      Como não moro em apartamento, não entendo desse tipo de negociação. O que acontece se a pessoa que vendeu a vaga quiser vender o apartamento depois e a pessoa que comprou a vaga não quiser devolver?

      • Sias

        Tudo depende de como foi escriturado o imóvel. No prédio onde morei os apartamentos e as vagas tinham escrituras individuais, tu poderia vender um e continuar com o outro sem problema. Não é vaga do prédio (estacionamento rotativo), é vaga particular.

        • JonathanAbud

          Obrigado pelo esclarecimento :)

    • DCald

      Importante lembrar que a Dodge RAM é classificada como CAMINHAO! por causa do pbt >3,5ton

  • Gregori_Costa

    Nunca nem havia pensado nisso. Eu moro em casa, mas a garagem não é das melhores, tem uma rampa ingrime e é um pouco justa, creio que algo maior que um corolla teria muitos problemas p/ estacionar lá.

    • diegogerman

      Casa de concepção antiga?

      • Gregori_Costa

        o espaço da garagem é mais porque foram construidos uns comodos(quarto e sala) ao lado do portão antes mesmo de eu mudar. Mas se derruba-los já se tem espaço p/ manobrar e tudo lá dentro. mas a rampa ingrime é por causa da localização mesmo.

        • Eugenissimo

          Por isso que vale a pena pagar um arquiteto para projetar a casa, ao invés de fazer um "puxadinho" com um mestre de obras, como ocorre na maioria das casas brasileiras… Vejo gente com dinheiro para construir uma ótima casa, mas com espírito de avareza que acha que arquiteto é um capricho caro e que quanto maior a casa, melhor! Como eu moro de aluguel, já enfrentei muita casa com problema de infiltração, umidade, espaços mal aproveitados, mau funcionamento de encanamentos e má localização de itens importantes. Isso sem contar aquelas em que a garagem era tão estreita que só cabia um quadriciclo, rsrs. Não é à toa que vejo tantos Chery QQ no meu bairro: o bicho tem só 1,50m de largura…

  • carlosluzzi

    aqui em floripa a vaga deve ter no minimo 2,5x5m e deve ter 5 metros livre para manobra, não acho ruim não… as garagens de predios mais antigos que constumam ser bem ruins, muitas colunas e tal..

    • diegogerman

      Aqui na Paraiba a questão é exatamente oposta: Os antigos possuem farto espaço de garagem, e os novos, lamentáveis…

      • WorthWRT

        Digo o mesmo, sou dos antigos e um motivo pra nao trocar é isso, um amigo ficou 2 anos procurando prédio bom, aí comprou e depois se arrependeu da garagem pois seu vizinho só anda de pajero e quando abre a porta já sabe…..
        Na minha garagem (em série) da pra colocar dois sedan médio tranquilo e espaço pra porta tem demais pois entre as garagens além do espaço tem colunas largas.

  • rpasini1

    Na real a conta é simples, o que traz mais lucro pra construtora, construir garagem de 2, 3 pisos com vagas amplas, ou diminuir o tamanho das vagas e dizer que são duas vagas onde mal cabe um carro grande? Nesse país ninguém quer perder, muito menos quem investe, e pra variar nós sabemos quem paga a conta, o pato.

    • diegogerman

      A partir do momento que numa laje onde seria possível a construção de 2 apartamentos amplos, totalizando 350 metros quadrados (150 x 2 + 50 de circulação e caixa de elevador) seria plausível 4 vagas pros 2 apartamentos, e o preço de venda ao consumidor, seria algo entre R$350.000 por cada apartamento, totalizando R$700.000 por laje.

      Se este mesmo construtor vende 6 apartamentos de 50 metros quadrados por laje, com um preço de venda de R$140.000 por cada apartamento ele consegue "vender" a mesma laje por R$840.000, ou seja, lucra mais!
      Isto onde é cobrado um valor diferente à media de preço por metro quadrado da região (coisa comum hoje em dia…!)

      Só que a problemática é justamente essa, é necessário pelo menos o bônus (essa palavra mesmo, porque tudo que não seja o apartamento em si e considerado UM BRINDE) de 1 vaga de garagem, em tempo, onde seriam necessárias 4 vagas na área de estacionamento, passam pra 6, e o problema, repassado para nós arquitetos!

      • Edson Roberto

        Bom saber… pq vc DISSE TUDO que aconteceu onde moro. Motivo pelo qual, tem feito as pessoas se mudarem… por causa justamente da vaga do carro!

        Predio do meu pai (onde é antigo mas o apto tem 90m2), a vaga é bem mais larga e não a toa, fica "justo" colocar uma Veracruz. Mas tomando cuidado, não bateria ou atrapalharia o vizinho. Carros menos tem espaço de folga e só bate se o vizinho deixar o carro mais em cima de um lado das faixas.

    • Sr_Wilson

      na verdade isso não muda nada para as construtoras, quem manda ai são os clientes.
      afinal para se fazer vagas maiores se aumenta o custo e como o preço do AP está diretamente ligado ao custo a pergunta é, os clientes estão dispostos a pagar 30 mil a mais para ter 2 vagas amplas ao invés de 1 vaga apertada?? se sim as construtoras irão fazer.
      alias, fui no AP de alto padrão do pai de um amigo meu em SP e cada apartamento tinha 6 vagas bem amplas, todos estão dispostos a $$$$ por esse luxo?? eu acho que não.

      • rpasini1

        Disposto a pagar todos estão, mas quantos tem grana ou crédito pra isso?

        • Sr_Wilson

          vamus então a uma situação hipotética você pode levar pelo mesmo preço, um AP de 70 m2 com duas vagas amplas e sem lazer, ou um AP de 70 m2 com 2 vagas apertadas mas área de lazer completa, com piscina, salão de festa, churrasqueira, quadra poliesportiva, quadra de tenis, área baby??
          entende o que falo, a construtora vai atrás do que as pessoas querem, numero de vagas e área de lazer, agora qualidade dessas vagas ninguém pensa, só começam a pensar depois que começam a morar no AP.
          Alias normalmente a pessoa pensa na vaga de carro depois de já ter tido seu primeiro AP, isso é, já teve um, já quitou, vendeu e hoje tem dinheiro do primeiro AP, mais FGTS e mais renda pra financiar o resto e poder pagar 700 mil num AP com área de lazer, 3 vagas amplas, com 150 m2 de área privativa…

  • JonathanAbud

    "Outro fato ético interessante é que o ilustre morador em questão é pastor evangélico, ou seja, prega para multidões o que devem fazer certo." Desculpe, mas foi um comentário infeliz e nada tem a ver com as regras do estacionamento. Acho que evitar citações envolvendo religião, time, questões raciais deveriam não ser mencionadas, pois outras pessoas poderão se sentir ofendidas, o que levaria a discussões que nada tem a ver com o foco principal do site. Não me incluo nesse grupo, mas acho que a citação poderia ter sido evitada, ainda mais que não acrescentou nada…

    Sobre o tópico, acho que outra coisa que incomoda em morar em apartamento é o fato de a maioria (se não todos) não terem um local adequado pra lavagem de carro, o que já gera um gasto pra manter o carro limpo, ainda mais pra quem tem como lavagem do próprio carro um Hobbie…

    • RomuloMadruga

      Seu comentário também não é muito feliz, que tem a ver religião e time com questões raciais? Vamos deixar a hipocrisia de lado um pouco, o que ele quis dizer é que um pastor, que é uma pessoa pública, é exemplo pra muita gente, logo ele deve procurar passar o que for de melhor no seu comportamento, assim como deveria fazer um político ou qualquer outra "liderança".

      • JonathanAbud

        Não disse que tinham a ver, disse que são citações que poderiam ser evitadas pois não acrescentam nada ao texto. Se for pra citar lideranças, que sejam os governantes, se for pra citar exemplos, que sejam autoridades de trânsito. E como o autor mesmo citou "É um direito dele". Cabe aos moradores reivindicarem junto ao prédio.

    • O_Corsario

      Normalmente proíbem lavar os carros em prédios pois gasta muita água do condomínio.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Este trecho foi retirado.

      • giodoesitbetter

        É, Eber. As vezes tem que tirar umas coisas sem noção pois tem gente achando pêlo em ovo…

  • Castle_Bravo

    No momento que os compradores começarem a desistir de comprar imóveis sem vagas para estacionar ou com vagas muito pequenas, as construtoras tomarão providências.

    Vaga para estacionar é fundamental ao comprar um apartamento, é incrível como algumas pessoas compram o apartamento e depois dão-se conta que não há vagas para estacionar ou que elas são muito estreitas.

    • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

      Falou tudo. E digo o seguinte: eu sou um dos que mais criticam aqui as compras irracionais de carros no Brasil, mas ao fechar a compra do meu imóvel, dei essa mancada. Verdade seja dita, nessa vacilei – deixei o lado emocional falar mais alto – principalmente em virtude da minha falta experiência ao adquirir um imóvel que estava na planta. Então, que seu post e meu erro sirva de alerta àqueles que irão comprar um imóvel que está na planta.

    • clarice costa

      é verdade sobre isto, sabe comprei um apartamento, quando comprei estava escrito , 3 dormitórios , sala c2 ambientes, cozinha, banheiro, 1 vaga garagem; e agora que vi, não sei se é normal, estou mal informada, então o boleto do condominio está especificado como vaga de garagem aluguel 100,00 reais, então, uma dúvida a vaga não e minha, comprei o apartamento e a vaga é alugada?

  • R_M_O

    Infelizmente, o que determina o tamanho das vagas é o codigo de construção civil de cada cidade. O que as construtoras fazem é pegar o codio e seguir "nestes casos" exatamente o que manda a lei.

    Quanto ao lucro Brasil na construção civil, é até maior que no setor automotivo.
    Li em reportagem, não tenho as referencias, que o custo do metro quadrado construido em SP gira em torno de 900,00 e não encontro na zona norte desta cidade qualquer construção com o custo menor 5.000,00.

    • Pedro_Lourenco

      Não exatamente. Provavelmente o amigo leu algo sobre o CUB. Mas existem vários CUB´s e cada um se aplica a um tipo de construção e padrão.
      Só que o CUB não inclui o custo do terreno, impostos, ações trabalhistas, desperdicios, retrabalhos, paisagismo, elevadores, acabamentos especiais, roubos, frete, propaganda, plantão de vendas, corretagem, documentação, etc.
      O CUB é referencial apenas de material e mão de obra direta. Assim sendo, Não é verdade que as construtoras ganham absurdos de dinheiro.
      Ganham bem, dá para ter um bom padrão de vida, mas não é isso tudo que pregam na TV. (Falo isso porque sou eng. e sócio de construtora).

      • R_M_O

        Nunca havia me aprofundado no assunto, mas foi bom pois veja o que encontrei:

        Fonte Sinduscon-SP / Fev-2012 padrão RN-8
        mão de obra: 523,44
        material: 409,27
        administrativas: 26,69
        total 959,40

        De praticamente R$ 1.000,00 para (o minimo) R$ 5.000,00 tem uma longa distancia (lucro) no meu ponto de vista, falta de planejamento e desperdicios (no seu ponto de vista)

        • ricardobarros83

          E o preço do terreno?

          Segue uma conta simples:
          Preço do terreno em Higienópolis: R$ 11.000/m2 (no ano de 2009, que foi o que encontrei na internet agora)
          Área de um terreno para um prédio pequeno: ~1.000m2
          Preço do terreno: R$ 11.000.000

          Se for construído um prédio com 40 apartamentos de 100 m2 cada, a área construída total é de 4.000m2
          Logo, só o custo do terreno por m2 construído dá: R$11.000.000/4.000m2 = R$2.750/m2

          Isso só o terreno…

        • Alessandrex

          Existem incorporadoras e incorporadoras. A margem varia muito.
          Uma vai focar em baixo padrão e outra em médio e alto padrão. Uma é conservadora, guarda mais dinheiro, pega dinheiro empréstado só quando a taxa é baixa, etc. Outra quer crescer mais rápido, toma bastante dinheiro emprestado e depois os juros comem uma parte do lucro. Além disso, evetualmente surgem imprevistos e o fluxo de caixa não cobre o pagamento das parcelas. Aí já viu.
          Terreno é relativo. Compram os terrenos montando o chamado banco de terrenos, também conhecido como land bank. Depois de um ou dois anos começam a construir, ou seja, o terreno já valorizou. Quando fica pronto, já fica mais caro e assim vai…

  • MM_

    A pessoa tem que se adequar ao lugar que quer morar.

    O cara quer morar em um apartamento, na região central de uma grande cidade e ainda quer dirigir um caminhão? É natural que vai ter que pagar por isso.

    De toda maneira, é como o Castle_Bravo falou, tem que ver ANTES de comprar o apartamento, pra ver se está adequado para vc.

  • PauloPGomes

    Essa matéria caiu como uma luva! kkk
    Aqui onde eu estou morando é um calvario.
    O Prédio é mal projetado, e a vaga onde eu e meu pai guardamos nosso carros tem 5 no maximo 6 metros de largura.
    Daí tu pensa, "5 ou 6 metros são uma boa largura", pra um carro de largura sim.
    Agora imagine que o vizinho tem uma Captiva, com nossos carros estacionados lado a lado, sobra 15, 20 cm no máximo.
    E pra piorar meu carro ainda não tem rebatimento dos retrovisores.
    E o que mais me revolta é que as vagas do lado são bem maiores, cerca de 7 metros.
    Bom, mas pelo menos to ficando especialista em estacionar em lugares apertados.

    • Diego Casagrande

      Paulo, este problema em edifícios residenciais não é culpa do autor do projeto, nem do construtor e não tem nada a ver com metragem vendida por parte deles como a maioria cita. Este problema está ligado diretamente (como sempre) ao nosso plano de governo, toda cidade (que em muitas matérias já citei e mencionei) tem seu plano piloto e Código de Obras e cada lugar tem seu método e resolução para resolver os problemas da cidade, e neste Código de Obras é citado as dimensões mínimas que uma vaga para automotor deve possuir para o projeto para a aprovação da prefeitura, coisa que na maioria das vezes não é revisto pelos órgãos competentes. Aqui na minha cidade (Curitiba-PR) as dimensões mínimas para uma vaga de carro que deve ser respeitado pelo Código de Obras é de 4,5m x 2,2m + 2,5m para a caixa de rolagem (faixa de circulação e manobras para o carro) ou seja, 9,9m&sup2; + 5,5m&sup2; de faixa para estacionamento e também depende do ângulo que a vaga possui em relação ao fluxo que também pode variar, na minha antiga cidade em que morava tinha um código para vagas de estacionamento adequado para vários veículos, onde era 15m&sup2; (5,00m x 2,5m) de vaga+ 7,5m&sup2; (3,00m x 2,5m) para faixa de caixa de rolagem e fluxo. E notavelmente muitas capitais desrespeitam as dimensões de veículos maiores considerando uma medida padrão para carros de pequeno porte (falha de urbanistas e engenheiros dos órgãos públicos competentes [incompetentes]) e também tem casos de construtoras e autores desrespeitando as dimensões mínimas cabe ao proprietário ou síndico de um edifício investigar e cobrar da construtora.

      • PauloPGomes

        Sim, mas aqui é basicamente um conjunto de 5 predios
        4 na "vertical"
        e na ponta um na horizontal, e desses quatro, pro ultimo prédio, tem uma lacuna enorme, a qual poderia ter sido aproveitada nas vagas.
        E quando eu digo mal projetado, é por conta de um lado ter 5,5 e o outro 7, sendo que poderia ter sido dividido em 6,5 para cada um por exemplo.
        Mas é obvio, que tem muita falcatrua. Se tratando de Brasil? Onde não existe?

        • Diego Casagrande

          Depende, pode ser mal projetado, porém as dimensões na tua vaga pode ter estar correta, se tem diferenças nas distancias de cada lado pode ser por recuos que o Código de Obras da tua cidade exige, ou até mesmo por opção do autor do projeto, não sei tem várias variantes, mas se quiser conferir, no site da prefeitura da tua cidade tem o Código de Obras e Guia Amarela (para consultar Guia Amarela não sei como procede no teu município mas você precisaria do número de Indicação Fiscal e/ou Inscrição Imobiliária) é interessante dar umas pesquisadas nestes assuntos onde você mora se te interessa. ;)

  • ccn1410

    O grande problema não está no tamanho das vagas, mas sim no tamanho dos carros, que o povo quer sempre maior.
    Se cada morador um tivesse dois carros com 3,60m cada, totalizaria um espaço de apenas 7,20m e ainda sobraria 1,20m.
    Se todos optassem por carros pequenos, viveríamos melhor não só nas garagens.
    Tudo é uma questão de civilidade.

    • simoloko

      Fala isto para quem tem 3 filhos adolescentes, sai do interior rumo a SP para TRABALHAR e só consegue alugar um apartamento de 75m&sup2; próximo ao trabalho, pagando 2 mil reais de aluguel com uma vaga pequena.

      O cara vai te mandar para aquele lugar e vai continuar com a Santana Quantum ano 2000 dele, porque não tem dinheiro para comprar um automovel como o Fit, que custa mais de 50 mil reais, já que ele tem 3 adolescentes e precisa de espaço para voltar ao interior com a família todo final de semana.

      Mas, como o autor do texto magnificamente disse, um apartamento de 120m&sup2; custa mais de 500 mil em cidades médias do interior de SP e passa de 1 milhão na capital. Acha barato viver em um apê desses? Tudo custa caro neste país!
      Se automovel bom fosse barato no Brasil, seria motivo de se ponderar algo como você fez.

      • freemontomaisvendido

        São Paulo é barato perto Rio. No Leblon a média de preço de um 2 quartos com 1 vaga é de R$ 2.300.000. Na Barra da Tijuca é fácil ver apartamento beirando de 4 a 5milhões, isso na Península da Barra com 3 a 4 quartos.

        • Edson Roberto

          Se for assim, na Paulista é possível achar prédios "blindados" (que tem construção diferenciada para evitar ruidos e é mega protegido) que custam 10 milhoes de reais. Quier lugares caros? Berrini – 3 milhoes, Morumbi – 7 milhoes e Vila Olimpia 8 milhoes.

          Além disso, se o condominio for perto do Shopping Market Place, podemos pensar em no minimo 20 milhoes. A questão é que morar perto de onde se trabalha (ja que São Paulo é um aglomerado de empresas em um mesmo local) é bem caro saindo mais em conta morar um pouco mais longe e ir de carro. Alias, só mora perto quem realmente ganha muito bem.

          • freemontomaisvendido

            A diferença é que aqui no Rio, para você morar realmente bem, tem que ter pelo menos 600.000 na conta. Em São Paulo tem ótimas cidadezinhas, como Piracicaba, e não custam tão caro. Aqui no Rio tem casa de até 88 milhões, apartamentos de até 45 milhões. 90% dos apartamentos na orla do Leblon, Ipanema e Copacabana, sai a partir de 5 milhões. Tanto é, que o Rio entre as principais capitais do mundo, é a mais cara de se viver, mais que São Paulo inclusive. Isso também acontece por ser a cidade mais bonita do mundo, aí eles enfiam a faca mesmo.

          • freemontomaisvendido
    • Diego Casagrande

      Errado. Penso totalmente diferente, garagem pequena é um abuso à população e um desrespeito por parte de órgãos "competentes", construtoras não fazem nada a não ser respeitar Código de Obras do seu respectivo município, o que acontece que soluções por parte de construtoras não existem por serem gananciosos oferecendo o mais básico possível (barato) e prefeituras são os mais desatualizados e desinformados do planeta por não corrigirem o óbvio.

      • JonathanAbud

        Complementando seu raciocínio, ainda existe o fator de que um carro de 3,60m não atende as necessidades de muita gente. Famílias com 4-5 pessoas não vão ter tanto conforto quanto se tivessem em um carro maior, além de ser inviável viajar em carro pequeno. Além do fato de que a pessoa compra o carro que mais lhe agradar…

        • Diego Casagrande

          Está certo Jonathan, mas o que quis dizer mesmo é que prefeituras de cada município tem suas normas para vaga de carro e muita construtora exige estas normas tranquilamente, aliás é obrigado a exigir as normas, o que acontece é que população e famílias evoluem e crescem e o que precisa caminhar junto, que seria os órgãos competentes, para ajustar as normas para corrigir os problemas, NÃO acontecem.
          Outra coisa Jonathan, se eu fosse ter um carro grande na faixa dos R$ 70 mil, acho que compensaria mudar para uma casa própria e ter mais conforto em TUDO do que ficar em um sufocante AP. que na maioria das vezes vizinhos se incomodam com um salto alto de mulher.

          • JonathanAbud

            Concordo. Conheço muita gente que mora em AP e conta que é muito incomodo morar em apartamento, porque tudo que você faz, até falar baixo pode incomodar o vizinho, tem limitação de poder fazer obra, de ouvir música, e principalmente de quem gosta de criar animais e não pode. É muito mais comodo você se mudar para uma casa do que trocar de carro, caso haja essa possibilidade, até porque os preços tendem a aumentar, e hoje, ao meu ver é melhor investir em imóvel do que em carro. Também concordo com o que disse sobre atender as normas, é fácil atingir a pouca exigência de antes. Hoje já é diferente. É mais fácil comprar carro e mais fácil encontrar mais famílias com mais de um carro..

            • Sias

              Eu me mudei para um AP para ficar mais próximo do trabalho e porque não tinha recursos ($$$) para bancar uma casa. Mas assim que pude e achei uma casa na mesma região, vendi o AP e me mudei. Nada como não se preocupar se tu faz ou não barulho, como um pátio para lavar o carro e para as crianças brincarem.

              • JonathanAbud

                Acho que AP é mais para pessoas que moram só ou para quem ta começando a morar sem depender dos pais. Também é bom para que mora de aluguel, ou para quem passa o dia fora de casa e só vai pra dormir.

                • Sias

                  Era meu caso: recém casado, os dois trabalhavam…passávamos mais fora. Mas foram só 4 anos (e os únicos em que morei em AP), agora somos 4 em casa e já não daria mais.

                  • JonathanAbud

                    Que bom que conseguiu uma casa novamente. As vezes é preciso dar um passo pra trás para depois poder dar dois para frente. Felizmente (e aparentemente) você viu isso e não forçou as suas condições, e provavelmente hoje está sendo recompensado por isso ;)

                    • Edson Roberto

                      Pois é… não sei se conseguirei fazer isso no mesmo tempo do Sias, mas se Deus quiser, se eu não for morar em um predio com melhor estrutura, com certeza será uma casa com duas vagas boas para não passar nervoso.

                    • DCald

                      Eu to passando por isso agora… estou saindo de uma casa com 300m2, num terreno de 450m2 (a casa é 2 pavimentos, entao sobra bastante gramado!) com horta e qse um pomar… já coube até 8 carros aqui dentro tranquilo (acho que se quiser apertar, cabe mais! haha) e vou morar sozinho num ap que é menor do que meu atual quarto! hahaha… pelo menos a garagem é tranquila (a Meriva tbm ajuda)

            • Diego Casagrande

              Bem dito, principalmente pra quem mora em cidade grande, fugindo um pouco do assunto, faz 1 ano que moro em capital, estou em residência, e vou te falar uma coisa, morar em capital é uma porcaria, não tem conforto nenhum, barulho excessivo, toda vez que chego do trabalho estou cheirando à petróleo, custo de vida absurdamente gigante e fora as dores de cabeças de locomoção, não me arrependo muito porque melhorei financeiramente mas a primeira oportunidade voltarei para minha terra ou pra outra cidade do interior.

  • lsm300c

    Tenho um amigo que tem dificuldades de estacionar um siena na garagem do ap, fico imaginando, o ap dele é maior que minha casa e eu tenho uma 300c touring e um c4 pallas, minha esposa adora o ap dele se eu comprasse um no mesmo predio teria de comprar umas 4 vagas juntas….

    • Edson Roberto

      Ela pode amar o lugar, só que se for para voltar a ter dificuldade melhor ficar onde vcs estão.

      Eu moro em um AP onde as vagas também são tão ruins como dito na materia. Porém é possível colocar um Fusion em cada vaga. Mas modelos como ix35 e Vitara (bem comuns por aqui), atrapalham os vizinhos e muito.

  • diegogerman

    A critica é pertinente, o assunto revoltante. Digo como estudante de arquitetura, que procede tal comentário : Os construtores querem lucrar mais em vendas, e o resto não importa…
    Ainda costumam usar o mínimo permitido de anos atrás no qual os carros eram mais estreitos, e veiculo largo, coisa de quem tinha casa de 2 andares! Então, basta agir como o Gerson e exigir um espaço digno, e em alguns anos, os construtores terão que se atualizar…

    E como falta bom-senso do brasileiro… ACHO PRIMORDIAL se você tem 2 carros, comprar um apartamento que possua DUAS VAGAS, é mais do que óbvio, mas não é o que se vê no meu prédio por exemplo, na qual qualquer espaço mínimo de circulação é bem visto pelos que pregam o "dá pra dar um jeitinho" brasileiro. Terminam atrapalhando o próximo, gerando confusão, estresse, e por vezes problemas jurídicos!

    • Diego Casagrande

      Concordo em todas as vírgulas do teu comentário, sou formado na área também e o desrespeito das construtoras e dos órgãos públicos que deveria atualizar o Código de Obras para seguir de acordo como ocorre no urbanismo presente é realmente uma gambiarra, e quem mora em prédio é um saco mesmo, estes prédios tem todas as vagas para todos os APs. e sempre acontece de um síndico vender uma vaga desocupada de outro ap. para dono de vários carros. este famoso "Jeitinho Brasileiro" é uma verdadeira palhaçada.

    • Paulo_Aralde

      No meu caso é mais complicado, porque quando meu pai comprou o apartamento, tinha só um carro, um Polo Sedan. Aí eu tirei minha habilitação, comprei meu Celta, minha mãe começou a trabalhar e precisava de carro e comprou um Uno, meu pai trocou de carro pegou um Fit… E nessa ele paga o condomínio (incluindo a garagem do Uno), paga 150 reais por mês de estacionamento pro Fit e o meu Celta dorme na rua…

      • diegogerman

        Pelo menos amigo Paulo, ficas com a estigma de pessoa respeituosa… Galera encaixa onde não deve, atrapalhando o próximo que nada tem a ver com isso…

      • DCald

        Qdo eu era pequeno, moravamos num ap que só tinha 1 vaga de garagem… e tinhamos 4 carros (2 do meu pai e 2 da minha mae)… os carros ficavam na rua, mas era tranquilo e nunca ninguem mexeu neles…
        Depois mudamos para um apartamento bem maior, mas com apenas 2 vagas… até tinha opção de adquirir mais vagas, ou alugar de quem não usava… mas a solução foi reduzir a frota mesmo…

        Nesse momento estou ouvindo o barulho dos martelos fazendo a cobertura para mais 3 carros aqui em casa (vai ser 5 vagas cobertas – sem contar a cobertura provisoria da meriva capotada…)

        • diegogerman

          Gostei Dcald, até a PT tem vaga com direito a sombra e agua fresca! rsrsrsrs

          • DCald

            O perito veio no final do ano passado (mais de 3 anos depois do acidente) para fazer a pericia do carro… ele se surpreendeu com o estado de conservação. Disse que normalmente já tá tudo enferrujado, depenado, etc… Alem da cobertura, ainda tem uma lona (daquelas locomotiva, boas pra caramba) cobrindo o carro…

      • ALFA_MOBILI

        um consolo pra vc é que aqui onde moro vc gastaria 100 reais a mais de estacionamento mensal… 250 paus!!!

  • ccn1410

    Mas na hora de comprar carro, brasileiro quer que o mesmo seja enorme, só para impressionar o vizinho.
    Santa Ignorância!

    • Sias

      Diz isto pra quem tem 4…5 pessoas na família. Quem gosta de andar enlatado e apertado e sardinha.

      • DCald

        Para 5 aqui em casa compramos Meriva… de baciada… haha
        é a legitima "pequena por fora, gigante por dentro"

    • Julio_F

      Familia grande reclama de carro pequeno mas mora em 75m2? Contrasenso viu.

      • simoloko

        O que se pode fazer? Quem quer segurança ou morar perto do trabalho, vai de apartamento.

        Convenhamos: Apartamento pequeno é muito mais tranquilo do que viajar com os joelhos apertados e sem espaço para pôr as malas…

        Enfim: Viva e deixe viver.

        • Julio_F

          Concordo com a parte do trabalho, foi o que eu disse abaixo, nem sempre nós temos opção de escolher a cidade ou bairro onde vamos morar devido a fatores como trabalho e outros. Mas quanto a segurança eu vou discordar. A maioria dos conjuntos de apartamentos que conheço, muitos deles com condominios bem caros por sinal, não é difícil de se entrar. Já houve até alguns incidentes bem chatos com amigos meus. Você pega o controle do portão de algum carro e pronto, entrou. Alguém sequestra o carro de um dos moradores e pronto, entrou. Dá uma desculpa esfarrapada para um porteiro desavisado e pronto, entrou. Infelizmente estamos vulneráveis em qualquer lugar hoje em dia.

          • Edson Roberto

            Bem Julio, creio que o caso do Simo, é de um predio de EXTREMA segurança, algo passível de só entrar com identificação. Há diversos predios nesses valores citados que você só pode entrar com seu carro e com sua identificação (as vezes biometrico ou mesmo "ometrico" (por olhos…rs)).

            Claro que segurança é algo que falta e mto em qualquer lugar. Digo isso, pois existem bairros em SP, que para acessar a casa vc precisa de passar por diversos seguranças e isso tem sido bem comum ver na TV. O negocio, é tentar aliar as suas necessidades.

            Talvez, 75m2 para uma pessoa seja suficiente e talvez ideal. Pensando na limpeza, entre outras coisas. Mas como disse, tudo depende da necessidade. Quanto ao carro maior, acho que tem outro proposito também: É os que geralmente possuem mais itens de conforto, mimos, espaço interno e por fim são os que mais agradam seus donos. Seja pela altura, desempenho ou mesmo pela acomodação.

            Tanto que vejo gente ai com X5 gastando 800 reais por semana(!?!) só para ter o conforrto do carro. E acredite, mesmo parecendo o contrário, a pessoa é bem humilde de carater. (tanto que felizmente pude dirigir o modelo inclusive).

            Eu critico exatamente a falta da necessidade de um tipo de automovel para uso urbano, mas critico outros fatores que as montadoras faltam com um carro mais completo sendo menor. Se observar, 95% dos modelos menores (mesmo importados de "marca") faltam com diversos itens de conforto e ficam aquem do que deveria se esperar do modelo.

            • Sias

              Eu pretendo ter ainda um compacto do tipo do 500 para as situações em que eu vá sair sozinho, assim não preciso sempre sair com a camioneta, mas gosto mesmo é de carro grande, não gosto de andar apertado com o parabrisa perto da cara e colado na porta. Se tivessemos carros como o C1 ou outrso urbanos (completos e com bom acabamento) seria bem melhor.

              • Edson Roberto

                Ai sim! Apesar do C1 sinceramente…. eu conheci um dono aqui do Brasil (assim como era dono de um C2!!!) e te digo… ele não tem acabamento bom não. A montagem é boa, mas nem parece que foi um Citroen.

                Enfim, gostaria e penso da mesma forma que vc. Só que um 500 infelizmente não me serve…. tentei andar em um… mas só batia a cabeça no teto!!! (com o banco mais baixo possivel!) Nem mesmo se o Mini tivesse proposta para um rodar "macio" daria certo, pois o mesmo é apertado… e assim como vc, não nasci para ficar com a cara no parabrisa.

                Eu ainda vou andar no A1 para ver como que é, mas esse é bem carinho….rs

          • DCald

            Isso é mais um dos motivos pelos quais eu sou totalmente contra a pelicula escura nos vidros…
            Para o guardinha na guarita, é o CARRO X que está entrando, e não o FULANO DE TAL…

            • ALFA_MOBILI

              dãã… só por isso vc é contra insulfilm?

              cara é só fazer um procedimento simples de segurança, utilizado até por forças armadas:

              uma placa na entrada com os dizeres: ATENÇÃO, DESLIGUE O FAROL, ACENDA A LUZ INTERNA E IDENTIFIQUE-SE.

              ponto final.

              • DCald

                "Isso é mais um dos motivos…"

                A lista é grande!

      • Sias

        Mas mesmo em um AP com este tamanho é possível terem 4 moradores (casal + 2 filhos) e um carro pequeno é ruim.

  • Alvarenga1

    So depende de nos mesmos como consumidores, deixarmos de comprar algo que não nos atende.
    Talvez por inexperiencia muita gente acaba comprando um apartamento sem verificar coisas basicas ( situação da garagem, feira na rua, chance de enchente, etc, etc….)
    Ja deixei de comprar apartamento por causa da vaga ruim. Para quem curte carro isso é um item prioritario…..ou então vai ter que andar de carro compacto por muitos anos ……

  • AF1979

    Ainda bem que moro em um prédio dos anos 1970 e a vaga que corresponde a meu apartamento é daquelas pensadas para abrigar um Landau (aliás, um dos moradores já teve um e ele cabia com justeza em uma de tais vagas). O único inconveniente é ser vaga compartilhada, o que por vezes gera alguns problemas, como vezes em que os carros ficaram com um amassado correspondente a um guidão de bicicleta estacionada no espaço que deveria ser de manobra.
    Problema mesmo por aqui são as vagas que eram pensadas para carros compactos daquela época, cujas larguras eram de fato muito menores que as de carros compactos mais atuais. E isso acaba gerando problema para os donos dessas vagas, uma vez que os carros compactos atuais têm por volta de 1,70 m de largura e muitos habituais compradores de carros médios (que tinham por volta de 1,70 m e cabiam direitinho nessas vagas) acabaram passando para os sucessores desses modelos, cujas larguras são dignas de carros grandes. E aí o que vemos são carros que ficam a poucos centímetros daqueles do lado e por vezes a milímetros das colunas (sendo por vezes comum a pessoa esterçar ao máximo e deixar o pneu de propósito encostar no concreto para ter uma noção bem palpável do quanto de espaço sobra dentro daquele espaço exíguo).

    • DCald

      Eu morei num predio que tinha uma vaga que o unico carro que entrava "direto" era o meu BR800! ahhaha

      Tai a solução para o problema… todo mundo andando de BR 800… cabe em qualquer vaga, é economico pra caramba, barato de manter e divertido de guiar! haha

    • Miguel Osterroht

      Falando nesses apartamentos, são excelentes. A gente acabou de vender um em Santo Amaro, super antigo, mas a qualidade insuperável, paredes muitos mais grossas e fortes, alto, sala muito ampla, tinha quase 200 M2, mas por ser antigo não tinha varanda, e só uma vaga, o que fez com que custasse metade dos novos de mesmo tamanho. Por um lado se ganha por outro se perde.

      As vagas eram muito amplas, e aquelas que estavam entre as colunas, como as colunas eram muito grossas (coisas de antigamente), a largura considerada era entre as colunas, mas na prática, para trás, sobrava tanto espaço que meu vizinho colocava dois carros lado a lado em uma vaga dessas. Ficava na linha, era muito engraçado, ele parava na frente da vaga, alinhado, e descia do carro e empurrava, porque depois não abria mais a porta.

      E só uma coisa que não concordo com o autor. A largura de uma vaga não precisa ser a largura de um carro mais o espaço para abrir as portas. se fpr a largura de um carro, mas metade da abertura das portas é suficiente, quando voce abre a porta invade o espaço de abrir portas do vizinho, é muito raro voce abrir a porta ao mesmo tempo, haha…..

      • AF1979

        Sobre varandas, temos de lembrar que a maioria dos prédios daquela época usava janelas cuja largura era integral em relação ao cômodo em que estavam instaladas, janelas essas que tinham uma abertura bem grande e por si só deixavam uma área livre possivelmente maior que a de boa parte das varandas. De minha parte, nem sinto qualquer falta de varanda em meu apartamento e talvez me sentisse mais claustrofóbico em um apartamento mais novo com janelas cuja largura não é integral e há uma varanda só para dizer que há uma dessas. E neste caso, o lance de custar metade do preço de um avarandado acaba significando mais grana no bolso, especialmente em tempos de imóveis caros.
        Em relação às vagas, outro detalhe interessante é que elas são pensadas para carros de duas portas (maioria naquele tempo), de maneira que os carros mais antigos, se estavam perto de uma coluna, acabavam sendo estacionados um pouco mais adiante, de maneira a aparecer boa parte da frente (e permitir a abertura total da porta). Com os carros atuais sendo majoritariamente de quatro portas, deu para estacioná-los mais recuados, de maneira que ficam escondidinhos para quem os vir do corredor. Vamos considerar que eles ficam mais protegidos de pequenas batidas por causa das tais colunas grossas e não ficar aparecendo lata depois delas.

        • Miguel Osterroht

          Exatamente, a janela era gigante, ia de uma parede até a outra, e a sala era bem grande, acho que tinha uns 6 metros, e bem alta também, eu como tenho 1,99m, meu centro de gravidade é meio alto, então não me sentia seguro de ficar perto da janela com ela aberta (não tinha rede e era o 18 andar). E varanda, a maioria é só pra falar que tem, porque nem da pra usar, eu prefiro sem varanda e o apart. mais barato, e se for pra ter varanda, que seja uma bem grande, com utilidade…espaço gourmet, uma grande mesa pra comer com os amigos e tal…

  • Rafael_rec

    No meu caso. no lado esquerdo da minha segunda garagem tem uma coluna que deixa um espaço livre de quase um metro fora da linha amarela. Como o meu vizinho de garagem tem um Tucson e um Freemont, e a menos de 2 metros do fim da garagem dele fica o muro da rampa de descida, e no lado direito da garagem dele também tem uma coluna, com bem menos espaço livre que no meu lado. Então para harmonizar as coisas, fizemos um acordo de cavalheiros onde eu estaciono metade do meu carro ou mais fora da minha vaga, junto a coluna, e sobra um espaço onde facilita um pouco as manobras para a saída dos carros dele, vale salientar que ele sempre respeita os limites das garagens.

    Meus carros são: Classic e Clio

    P.S.: Pena mesmo eu tenho do cidadão que tem um Vera Cruz e pegou 2 garagens separadas espremidas entre colunas, ali sim faz ginástica todos os dias para tirar e colocar o carro na vaga.

  • adilson05

    o melhor a se fazer é comprar uma casa, se a garagem for pequena, é só fazer uma reforma e pronto. e além do mais que casa agente pode aumentar e fazer reforma fazer 1° 2° 3° quantos andares quiser. melhor que morar um em cima do outro feito gaveta e o pior de todos é ter que pagar a porcaria do condominio, que é um eterno aluguel.

    • vagnerclp

      Estou contigo, acontece que em cidades grandes como são paulo, quem consegue comprar uma casa num lugar decente? Pois custa um absurdo, daí a única opção é morar num apertamento. É por isso que eu não deixo minha casa no interior pra morar em ap de jeito nenhum, mas infelizmente nem todos conseguem devido aos altos preços dos imóveis.

  • radiobrasilcombr

    Só uma CORREÇÃO: Captiva mede 2,00 de ponta a ponta INCLUINDO os retrovisores…

  • freemontomaisvendido

    Aqui no Rio, tem apartamento de 1.800.000 que não tem 2 vagas. É um absurdo, pois normalmente quem compra um apartamento desse tem pelo menos 2 quartos.

  • ZEKINHA71

    Eu fiz isso de ir ver apto e só olhar a vaga, mas geralmente a garagem nem na planta aparece. Depois que vc vai morar descobre o cubículo que vai ter que enviar a viatura. Tem uma obra perto de casa que vc escolha as vagas e daí fica sabendo qual é o seu apto. Me interessei muito, pois são duas vagas por apto, podendo ser presas ou lado a lado, mas o valor do apto está irreal. O jeito é ficar na micro vaga atual, onde só um Ka entra e ainda várias vezes rola uma encostada na parede ou pilastras. O parachoque está todo riscado, mas não tem jeito, só mudando ou comprando um Smart.

  • felipesfc87

    "Como disse um amigo meu, a engenharia “boa” hoje é aquela que corta custos, não a que cria soluções inteligentes."
    Não, engenharia é fazer por 1 real, o que os outros fazem por 2, isso não significa necessáriamente em redução de qualidade.
    Também seria uma boa informar ao seu amigo, que o projeto arquitetônico, pelo menos nas construtoras que se prezem, é feito por arquitetos e as vagas são definidas muito antes de chegar a um escritório de engenharia. Se existe um pilar ali, é porque é necessário e os engenheiros não têm total liberdade para modificar isso, nem o local do pilar, nem da vaga.
    Vale também ressaltar que o problema de espaço nas cidades envolvem questões mais complexas do que você possa imaginar, até porque vemos esse problema (falta de espaço para os carros), em muitos outros lugares além dos apartamentos.
    Também não vamos comparar os lucros abusivos das montadoras, com o das construtoras, o mercado imobiliiário também é mais complicado e volátil do que vc pensa, o prejuízo da Gafisa (maior empresa S.A de SP) de 1 bilhão no último ano mostra o que estou querendo dizer.

    • diegogerman

      Você repassou o problema dos engenheiros, pros arquitetos… Eu passo como estudante e conhecedor do assunto, dos arquitetos para os construtores…

      • felipesfc87

        Na vdd eu só quis mostrar que o conhecimento do autor do post é nulo no assunto e que ele deveria pesquisar um pouco mais antes de sair postando aqui, que é um veículo de informação importante.
        Se vc ler minha frase: 'Vale também ressaltar que o problema de espaço nas cidades envolvem questões mais complexas do que você possa imaginar, até porque vemos esse problema (falta de espaço para os carros), em muitos outros lugares além dos apartamentos." Você vai perceber que não estou colocando a culpa nos arquitetos, mas talvez meu texto tenha sido mal escrito e eu tenha passado uma msg diferente do que queria. Mas vai uma dica, o mundo real é muito diferente do que vc vê em sala de aula, e eu te digo isso como pessoa formada na área, acostumada a trabalhar com escritórios de arquitetura e engenharia.

        • diegogerman

          Trabalho na área a um certo tempo felipesfc87… Não colocaria minhas palavras aqui em jogo com o intuito de informar alguém equivocadamente… Mas entendi o que você quis dizer!

    • DVC

      Tá… e daí? Só mudou de endereço o problema… arquiteto, engenheiro… o que importa é ter uma vaga decente!

      • diegogerman

        Se você passasse 5 anos numa sala de aula estudando uma coisa, visse onde está a raiz do problema e sofresse com criticas e pre-conceitos você iria entender a problematica nesse tipo de comentário amigo…!

    • DCald

      Pois eh… eu fiz a minha parte…

      Como engenheiro, eu orientei o maximo que eu pude o investidor/construtor… qdo vi que não adiantava falar e que ele queria fazer "do jeito dele" peguei minhas malas e sai fora!

      Pra mim é assim… ou faz direito, ou não faz! Eu não vou querer meu nome aparecendo numa coisa que eu sei que está errado!

  • Absinthe666

    e não acontece so nos prédios, na minha faculdade ampliaram as vagas de estacionamento mas os gênios fizeram somente a medida dos carros nas faixas, se a pessoa entrar certinho fica presa até a morte dentro do veiculo, ai tem que subir na calçada até passar a frente do carro ao lado para conseguir pular fora ou então (como alguns fazem) pegam duas vagas, principalmente os donos de hilux
    e como eu chego cedo e tem pouca gente sou obrigado a ficar estuando dentro do carro até pararem do meu lado so para ver se não batem em mim

    • CyborgPilot

      Caramba, que doidera hein!

  • Alec_T

    Opinião pessoal… Moro em apartamento [alugado], mas não há nada melhor que morar em Casa… O interessante é que as casas estão mais baratas que os aPERtamentos atualmente: assim realizarei meu sonho mais cedo.

    • Julio_F

      Perfeito. Pagar caro para morar em algo que, na prática, não é seu, não me parece muito adequado.

      • Miguel Osterroht

        Tem diversos pontos de vista. Se voce for um investidor e tal, muitas vezes é mais sensato morar de aluguel. Por exemplo, um dia eu visitei uma casa que estava para alugar, custava absurdos 25 mil reais por mes, de aluguel. Mas o preço para compra era de pouco mais de 3 milhões, ou seja. Se voce tivesse os 3 na mão, poderia pagar a vista, ou investir e com o lucro pagar o aluguel, tendo a vantagem de quando quiser sair não perder tempo procurando comprador, no máximo uma multa e voce esta fora, com os ses 3 mi aplicados.

        Aluguel é uma coisa muito pouco rentavel mas segura. Nesse caso que citei quase que uma poupança (não sei os valores que estão agora), conseguiria manter a casa.

    • vagnerclp

      Casas mais barato que ap? Amigo aonde você mora? Porque aqui no interior de sp (Jundiaí) e na capital, uma casa é muitíssimo mais cara que um apertamento, mesmo sendo em regiões afastadas do centro da cidade.

    • CharlesAle

      Alec,na boa,aqui na minha região(abc)as casas térreas e sobrados estão pela hora da morte…….ap tá caro,mas tá mais barato que os citados…

    • DCald

      Vc deve estar confundindo as coisas… se for pra comprar casa na periferia… nas "comunidades" e tal, nem dá pra comparar com um apartamento num bairro bom com serviços e infraestrutura…

      Casa sempre vai ser mais cara que um AP, e o principal motivo disso é o custo do terreno…
      Qdo vc constroi uma "casa em cima da outra e depois escreve é-dificil na frente" vc dilui esse custo do terreno e dai fica mais barato… sem contar que, para produzir varios apartamentos, vc compra tudo em grande escala, entao reduz ainda mais os custos…

      AP sempre vai ser mais barato que casa…

  • Marcelo_Machado

    O que deve ser levado em consideração é que as vagas nos edifícios são feitas para automóveis e não para utilitarios. Fato que esta escrito na maioria das convenções de condomínio. Mas as pessoas querem colocar pick ups grandes, cabines dupla etc. Veículos que não são "permitidos" nas garagens por convenção.

  • Jack_Nicholson

    O que vejo como grande problema não é apenas o tamanho das vagas em si, e sim como chegar ou sair delas !!!! Ja vi casos de apto com 4 vagas…. vc vai falar ÓTIMO…. mas as 4 são em linha, se vc tiver 4 carros e quiser tirar o primeiro, vc vai ter que manobrar os outros 3 antes… ridiculo.

    Pessoal que tem carros 2 portas estão cada vez mais sem opções, elas precisam de mais espaço lateral para entrar e sair do carro !!!!

    E quando tem um pilar bem pontiagudo no alinhamento da sua porta?

    Bom, uma vez ouvi essa frase e me tornei fã …. ARQUITETOS SÃO OS CARAS QUE IDEALIZAM OS AMBIENTES PARA OS OUTROS MORAREM !!!!!

    abraços for all

    • Alec_T

      "E quando tem um pilar bem pontiagudo no alinhamento da sua porta? "

      O que eu vejo bastante é gente colando aquelas espumas (tipo de tatame) nas colonas pra evitar as batidas de porta.

      • Edson Roberto

        E quando o puto tem um carro 4 portas e costumou fazer isso no tatame mas abre com tudo a porta de trás do carro e ferra o seu carro? Isso aconteceu comigo onde moro…. a brincadeira saiu de R$300 do meu bolso mas ele ficou sem um farol e um arranhao na porta. (curiosamente o segundo nao fui eu, mas sinceramente, achei bem feito , isso que dá não dar valor para o carro dos outros).

    • Sias

      Imagina se o cara tem um carro com as portas iguais as do Corcel II… Vai ter que sair pelo porta malas.

      • Edson Roberto

        Sai pela janela….rs

        • Sias

          O Corcel era fogo…Meu pai teve uma Belina II…Aquilo não era uma porta, era uma porteira.

          • Jack_Nicholson

            Numa 4Rodas da vida li que a Belina era a maior porta ja produzida no Brasil, a maior dificuldade era parar o carro num descida e o passageiro fazer uma GINASTICA para fechar a porta…rss

            • Sias

              Na descida se não segurasse ela dava um trancasso no limitador e se fosse em uma subida tinha que ter força pra abrir….Geralmente mulheres se quebravam nestas situações.

            • Tripa-Seca

              Em compensação a Caravan tinha uma porta "pequena" para o tamanho do carro…

    • diegogerman

      E quando você é arquiteto, chega pro construtor depois de meses de trabalho com uma planta bem resolvida, e o mesmo chega e diz : MEU AMIGO EU QUERO LUCRAR, DIMINUA ESSAS VAGAS OU ENTÃO PAGO OUTRO ARQUITETO… E aí??? O que você faz? Perde o "cliente", manda ele se fu#$% e fica com o nome sujo, ou diminui? Filho, vá por mim, esse tipo de coisa não compete a nós, quem investe, financia e toma a batuta do negocio não são os arquitetos…

      • DCald

        Diego…
        Comigo já aconteceu algo parecido (não com tamanho de vaga, mas com "concepção sustentável")… Eu simplesmente sai… deixa que outro vá lá gastar o nome dele.

        • diegogerman

          Quando a questão é estrutural e arrisca seu CREA, curriculum, nome, e quem sabe até possa ir pro xadrez em caso de erro estrutural a questão é muito diferente DCald… Concordo, nesse plano o certo a fazer e cair fora…

          • DCald

            Mas nem era estrutural… era de concepção mesmo do condominio… Ele disse que ia fazer um negocio "sustentável, verde, etc"…
            Dai, como estou me especializando na area, já pontuei varias coisas… começamos corrigindo algumas, dai ele aceitou algumas sugestoes, dai começou cortes para todo lado e alguns outros problemas na escolha de fornecedores… mudanças demais no projeto, alguns "jeitinhos" para questão de desmatamento, etc… dai assim que tive oportunidade, sai…
            Pior que as sugestoes eram todos itens de baixo custo (algumas até soluções mais baratas) e que valorizavam muito os imoveis… mas preferiram fazer do jeito deles e depois no final passar uma tinta verde em tudo e vender como sustentável…

  • Julio_F

    Entendo que muitas vezes as pessoas não moram em apartamento por opção (dependendo do local em que moram, bairro, densidade populacional, etc…) mas é difícil engolir como elas se sujeitam a essas coisas. O sujeito paga para morar em um lugar pequeno (e não tem pagado barato ultimamente), tem de conviver com pessoas muitas vezes folgadas e deselegantes não só no quesito vagas de estacionamento, mas também quanto a barulho, enfim. Apartamentos a meu ver são úteis apenas para quem mora de forma provisória, com data para entrar e para sair. Já morar em apartamento, e por opção própria, me parece sempre um péssimo investimento. Não há dinheiro (ou economia dele) que pague por privacidade, paz e, algo muito importante a meu ver, o fato de ser dono da própria terra que você habita. Antigamente poderia até se utilizar o argumento da segurança (prédios de apartamentos são mais seguros), mas hoje em dia há roubos e sequestro relâmpago em qualquer tipo de local, casa, apartamento, enfim. Tendo opção, eu recomendo casa, sempre.

    • Edson Roberto

      Bem…. me lembrou uma visita que tomou uma sapatada de um outro vizinho ao ficar gemendo de madrugada com janela aberta. Achei bem feito….rsrsrsr

      Mas foi uma realidade, tanto que por duas vezes eles já ouviram "Cala a boca vadia fdp!!!!" e depois disso, tomou multa. Como existem meios para punir o proprietario que causa problemas, ele já foi informado que caso continue a desesrespeitar o condominio, o mesmo será convidado a se retirar.

      Porra, será possivel quando quiser algo mais "selvagem" não gastar R$50 que seja e ir para um Motel??? Ou então que compre uma casa….

    • MM_

      Algumas considerações:

      - Roubos e sequestros acontecem em prédios, mas são menos comuns. De qqr maneira, nunca vi invadirem apartamentos fechados, ou seja, se vc trabalha o dia inteiro ou viaja muito, a segurança de um apartamento ou casa em condomínio é muito maior;

      - Sobre paz e privacidade, temos uma faca de 2 gumes. Primeiro pq algum infeliz inventou casas geminadas, ou seja, muitas casas tem exatamente o mesmo problema de um apartamento. Além disso temos outra questão: se existe algum folgado quanto a barulho em um apartamento, vc reclama no condomínio, com a síndica, etc para resolver o problema. Se vc tem um vizinho na sua casa que faz barulho vc não tem pra quem reclamar. Te digo isso pq certa vez aluguei uma casa e na casa ao lado moravam QUATRO motoboys, que faziam churrascos com pagode até as 6 da manhã.

      • diegogerman

        MM_ uma curiosidade pessoal, es de que estado? Um colunista automotivo daqui da PB usa seu mesmo codinome…

        • MM_

          Sou de SP e não sou colunista automotivo não, rs.

    • vagnerclp

      Exatamente, penso como você. Se a pessoa tem condições de morar numa casa e opta por um aper, eu não acho esta pessoa muito inteligente.

    • Miguel Osterroht

      Eu sempre fui dessa opinião, mas nos ultimos 4 anos moramos em um apartamento. E é sim mais seguro, o indice é mais baixo, não zero como voce disse, mas mais baixo. Minha mãe achou ótimo ter um jardim maravilhoso (o nosso era um predio bem antigo com muita area verde) e não ter que se preocupar em cuidar do apartamento, sem contar que caso voce não tenha uma mansão, ter uma super academia, piscina, quadra de tenis, quadras poliesportivas, salão de jogos, internet e tv a cabo mais baratas, etc são vantagens de se dividir. Ambos tem pontos positivos e negativos, e tem que ver a necessidade de cada um. Esse ano voltamos para uma casa, finalmente conseguimos a casa que queriamos, muita privacidade, bem mais ampla, mas não tão completa em relação a quadras e tal, nada que um clube não compense.

  • heliofig

    Gerson:

    Sua matéria é interessante. Como natural de Campo Grande-MS, posso relatar um fato no lançamento do 1º prédio da finada Encol na cidade, nos anos 90.

    Campo Grande possui uma das maiores densidades de pick-up por habitante no Barsil. Na época, eram F-1000 e D20 cabine dupla, bem maiores que as atuais cabines duplas (mais largas, principalmente).

    A Encol não conseguia vender os apartamentos. Pesquisando, verificou que os compradores não compravam porque não tinham onde guardar as pick-ups (não cabiam). Solução: comprar a casa do vizinho e demolí-la, apenas para criar um estacionamento com espaço para os carros. Assim, com 1 vaga a mais por apartamento, venderam todos em pouco tempo.

    Em Campo Grande, quem não tem propriedade rural sempre tem um amigo que tem, e ter um carro alto é útil.

    • Avantimes

      Interessante Helio!
      Li numa Veja passada que em Teresina devido ao Agronegócio picapes estão vendendo muito bem. A Concessionária Toyota que mais vendeu Hilux foi a de lá em 2011: cerca de 600 unidades! E Shoppings, mercados, bancos e comércios terão que se adaptar também. O que é bom!

  • AndreFerrazBR

    Na garagem do meu prédio as vagas são tão apertadas que eu tenho de pedir para o zelador tirar o carro da vaga para mim porque não consigo entrar no carro, não sei nem como ele entra naquele vão de no máximo 30cm que da para abrir de porta. Minha garagem é um belo lixo e o odeio ela, temos de deixar a chave no carro e coisas do gênero, pois tem mais carros no prédio do que vagas, dai as pessoas tem de ficar manobrando, semana passada arranharam o retrovisor do meu carro e não se sabe quem foi, só se sabe que foi na garagem, mas como as câmeras não gravam nada (só passam a imagem ao vivo) não da para saber quem foi. É uma tristeza e uma briga, principalmente porque quase nenhum apartamento tem vagas em suas escrituras (o meu tem), mas todos querem estacionar e tem carro, nas reuniões a maioria (que não tem vaga) sempre ganha as votações, o próximo passo que eu tenho de fazer é mover uma ação na justiça para fazer essas pessoas pararem o carro fora.
    Informações sobre minha garagem: 30 vagas (de verdade, tem mais 10 adaptadas), 60 apartamentos e 65 carros (sim, mais carros do que vagas, apesar de estar BEM claro que só pode um carro por apartamento). Aproximadamente uns 400m quadrados, divididos com pilastras de 4m de perímetro.
    Quando eu era criança a garagem era ótima, tinham uns 10 ou 15 carros na garagem, dai cabia todo mundo, bons tempos, tinha até um Landau e um C AMG (esse foi trocado por outro classe C, mais novo, mas não AMG).

  • Filippeyke

    Não posso dizer sobre a Triton, mas até a L200 é péssima pra esterçar

    • Jack_Nicholson

      O meu carro (Dacia SW) não esterça NADA…. para manobrar o bicho é uma canceira

      • Tripa-Seca

        Dacia SW= Duster?

  • esojr

    O problema das vagas pequenas não é apenas a economia e corte de custos das obras .
    O problema está também na legislação.
    As vagas comentadas no texto até que são grandes perto dos padrões atuais de edifícios novos em SP.
    Pela Lei 11.228, de 25 de junho de 1992, da prefeitura de SP, as vagas de veículos pequenos são de 2.00 de largura por 4.20 de comprimento (2.10 de altura min).
    Meu civic, de ponta a ponta do retrovisor pega 1.97cm! E as vagas são pequenas.
    Bem que as contrutoras podiam deixar 80% de vagas médias e o restante de vagas grandes, mas certamente é melhor anunciar o imóvel com 2 vagas minúsculas do que com 1 só.

    • diegogerman

      Certissimo…

  • ArthurFaria

    Lendo todos estes comentários pensei: 'Caramba sou um sujeito de sorte'
    Pra começar, meu ap tem 96m&sup2; (o dono do prédio construiu o meu apartamento para que seu pai morasse, deixou as melhores vagas pra ele, aí o pai desistiu de morar e ele acabou vendendo o ap) as vagas (duas) são imensas, atualmente só tenho um carro (New Focus) como todos sabem ele é bem largo e mesmo assim cabe perfeitamente na vaga, já coloquei uma Hillux ao lado do Focus e dava pra abrir as portas sem complicação..
    Não pretendo me mudar daqui tãaao cedo kkk
    Sorte pra os que tem vagas apertadas aí…

  • Armando_Perez

    No Brasil pensam e constroi como europa, com extensão territorial de EUA,
    vai entender…
    eu mesmo tive que comprar uma vaga pq o carro não entrava..

    • diegogerman

      Tudo do empreendedor brasileiro se resume a REDUÇÃO DE CUSTOS, e LUCRATIVIDADE MÁXIMA. O problema reside nos planos diretores, e nas devidas fiscalizações municipais…

      • Tripa-Seca

        empreendedor brasileiro? Sério que em outros lugares no mundo eles não pensam nisso? Ah, isso explica muita coisa…

        • diegogerman

          Não como o brasileiro Tripa-Seca… Estamos atrás de países vizinhos nessa relação, como a própria Argentina;

    • Tripa-Seca

      E com uma diferença: Nosso único "deserto" é a Floresta Amazônica. Nós não temos um Alasca ou um Arizona…

    • Miguel Osterroht

      Bingo, voce pegou o ponto exato do problema no Brasil.

      Temos sempre que olhar para os melhores e tentar fazer igual ou ainda melhor. Europa e EUA são os melhores (não vou colocar Asia nessa comparação).

      EUA tem péssimo transporte publico, mas ruas EXTREMAMENTE largas, a não ser que seja uma big metropole (LA e NY por exemplo), não se tem transito, e isso que lá quase tudo é carro gigante, compacto lá é Civi e Corolla, Camry é medio, o carro mais vendido é o pequeno monstro Ford F150 terra de Suburban e Escalade, enfim.

      Já na Europa, por muitas cidades ainda terem ruas super apertadas até da idade media, os carros em geral são menores (Smart por exemplo é europeu), mas o principal, lá voce vice muito bem sem carro se quiser, pois o transporte publico é excelente.

      Em resumo, EUA estradas e ruas muito espaçosas, é o país dos carros, Europa mais apertada mas com soluções que compensam, como muitos trens.

      Já nosso querido Brasil é grande quase como os EUA, mas fizeram tudo apertado, como no Europa, mas sem o transporte publico bom, ou seja, temos a parte ruim da Europa (de ser apertado), e a parte ruim dos EUA (transporte publico ruim, claro, aqui é muito pior, mas lá não é uma maravilha como europa). No lugar da Europa poderia se colocar Japão, seria até uma comparação melhor…

  • CyborgPilot

    E se a pessoa que mora num prédio de vagas apertadas desse for deficiente físico e precisar abrir toda a porta do carro pra conseguir entrar e sair?… Por isso que as vagas destinadas a PNEs são 50% mais largas.

    • O_Corsario

      Aqui no meu prédio os deficientes conseguiram "reservar" duas vagas maiores para eles.
      O detalhe é que são "deficientes" de fachada…

      • CyborgPilot

        Quanto aos seus vizinhos eu não conheço, mas sei que a pessoa que se locomove de cadeira de rodas ou com muletas, para entrar e sair de seu carro precisa abrir a porta toda até ela travar, pois precisam usar as mãos para entrar e não podem simplesmente segurar a porta para que ela nao volte e bata nelas. A questão é que as pessoas que não tem probelmas físicos não se atentam para isso, pois nunca passaram por essa dificuldade.

        • diegogerman

          Pois é, vem havendo uma grande conscientização em relação às vagas dos PNE's, com fiscalização municipal na liberação do ABTIS porém nada em relação as vagas convencionais, o que EU ACHO MUITO ERRADO!

  • safas44

    bela materia, mas discordo de quem fala q casa é melhor e tal… Cada caso é um caso, à parte. Moro num bairro bom da zn de sao paulo, em casa, e estou me mudando pra um apto dentro de 2 meses num bairro proximo. Casa tem mais liberdade, pode-se fazer o q quiser, mas tem q aprender a conviver com roubos e assaltos, q aumentam a cada dia. Meu bairro apesar de bom, meia volta sempre ouço falar de vizinhos q foi roubado casa, feito refem dentro da propria casa e etc. Ou entao, pense em passar 10, 15 dias de ferias fora de sua casa pra ver se vc vai achar igual quando voltar. Esqueça.

    Nem adianta falarem q isso só acontece aqui ou ali, isso acontece em toda cidade e bairro bom, seja aqui em sp ou qq outro lugar. Sei q vou me adaptar um pouco pra um apto, nao vou ter minha ampla garagem pra 3 carros mas em contra partida vou ter o mesmo conforto, vou ter maior segurança (pra um ladrao entrar lá nao é tao facil como numa casa, e num condominio como o meu com 8 predios, tenho q ser muito ''sortudo'' pra escolherem o meu apto, vulgo o ultimo apto do ultimo andar).

    Tem a questao da vaga, q é um aperto, mas tudo se dá um jeito. Afinal nao quero morar num apto de 200 / 300 mil com um carro de 80 mil né. Tem um maluco q o carro vale metade da casa onde mora, q pelo amor, é ridiculo. Meu carro acompanha o padrao de vida q tenho, o q inclui minha moradia, seja apto ou casa.

    Casa = só se for em condominio fechado
    Apto = carro grande só se ter um grande apto com pelo menos 2 vagas
    Ah mas o apto assim 'ideal' é caro? Paciencia, trabalharei e pronto, quando puder mudarei, é simples assim.

    O problema das pessoas pelo comentario q vejo é q a maioria quer ter tudo, mas ninguem quer pagar por isso, entao, nao reclame. É tão facil, trabalhando se alcança, agora, vc comprar um apto de 50 mts e querer meter um jetta ou qq carro assim na garagem me poupe né, pega o dinheiro de um carro assim e vá comprar um apto melhor/casa condominio.

    Este eh meu ponto de vista.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Casa é bom no interior. Aqui em minha cidade, de 150.000 hab, só se ouve falar de roubo de casa em bairros "barra pesada". No restante da cidade, é muito raro. Meu bairro é bem sossegado, é aquela área onde começo os vídeos do NA. Nas quadras aqui perto da minha casa, todos vivem de frente para uma mata fechada que é propriedade do exército. Ou seja, é um local que nunca será desmatado para ser feito loteamento, é uma vista maravilhosa.

      Morei em apartamento aqui, foi horrível. Pois hoje os prédios são feitos com tijolo baiano e os forros são de isopor. Resultado: quando alguém peida no outro apartamento, você ouve. Vivi mal e dormi mal por 11 meses. Apartamento nunca mais.

      • diegogerman

        Forros em drywall você quis dizer Eber… É justamente isso aí…

        • DCald

          Acho que ele está falando do preenchimento das lajes, hoje usa-se muito o isopor no lugar das lajotas ceramicas…

          Mas, eu, como engenheiro, vendo como os "colegas" estão trabalhando… só vou morar num apertamento provisoriamente, até comprar um terreno e construir uma casa do jeito que deve ser… atentando para posição do sol, dos ventos, pensando milimetricamente em todos os detalhes! Dai sim eu fico "sossegado" hehe

          • diegogerman

            Dcald, preenchimento de laje é uma coisa… Forro é outra! Forro é ligado diretamente a parede, ao visível.

            • DCald

              sim, eu sei que são coisas diferentes… Mas, o Eber não é da area de construção, e acredito que ao dizer "forro de isopor" ele se referia a "laje com isopor"…

              Sobre sua sugestão de drywall, não creio que seja o caso… primeiro… drywall é gesso acartonado, não isopor. Segundo, construtoras não usam forro de drywall, mais caro que o forro de gesso convencional (eu usei na minha casa mas pq ia ser sobre um mesanino de madeira que tem uma certa movimentação, se fosse gesso normal já estaria tudo trincado…

              Por isso, continuo achando que o isopor citado pelo Eber é o do preenchimento das lajes…

    • diegogerman

      Concordo, Brasileiro só pensa em reclamar… Compra um carro ruim, e depois reclama do vendedor da css, compra apartamento mal projetado se deixando levar pelas labias dos corretores e depois esculhambam com os arquitetos e engenheiros…

    • Miguel Osterroht

      Exato, cada caso é cada caso. Eu tive sorte e de meus avós comprarem um terreno nos primórdios de um bairro do Morumbi, a casa tem mais de 40 anos, nunca foi assaltada, bairro super tranquilo (a parte do Morumbi perto do estadio já é outra historia, lá está decadente e teve muitos assaltos ano passado). Mas morei em apartamento também, em ambos tem suas vantagens e desvantagens, e tem que ver quais as prioridades de cada pessoa. O apartamento era super antigo, o que era ótimo, pois eram feitos com tijolos de verdade, paredes grossas, eu não ouvia nenhum vizinho, e garagem muito grande. Mas por não ter varanda e só 1 vaga, vale metade do que um novo do mesmo tamanho (200 m2)

      Meu avó quando fez a cas fez uma super garagem, que cabe até 6 carros (3 na frente de 3), mas temos 4, então sobra muito espaço para circulação e abrir portas.

      • safas44

        mas aí que tá: O apto grande seu apesar de valer metade comparado com os novos isso é o de menos. O que importa é o conforto q o lugar oferece, facilidade de locomoção para trabalho. O lugar sendo confortavel, é o q importa, e mais, internamente no seu apto vc pode dar uma reforma e ele ficará tao bom ou melhor q construções mais novas.

        E outra, com a grana da qual vc investiria num apto 'novo' nas mesmas caracteristicas, vc junta mais um pouco e compra outro 'antigo' e poem pra alugar, é grana no bolso, isso q manda.

        De nada adianta morar num lugar bacana e nao ter rendas extras, ao menos pra mim, prefiro abrir mao de uma casa/apto top pra ficar num outro mais 'normal' e a grana q investiria num top compraria outros imoveis (até lugares mais simples ainda) só pra fazer aluguel. Hj qq apto aí mesmo antigo mas reformado vale uns 600, 700 conto aluguel, 2 assim é 1400 por mes = 16.800 a mais por ano q vou ganhar, fora q terei os aptos, e os valores de imoveis aumentam sempre, logo, no fim da historia, aumentarei meu patrimonio num todo. Diferente de eu estar com aquele apto top, só teria ele, e mais nada.

  • FellipeZ

    Como estudante de arquitetura eu tenho que dizer, não sei como conseguem aprovar essas vagas ridiculas na planta da prefeitura. O ideal, ensinado na faculdade é 3x 5,5 exatamente. Eu mudei pra um prédio agora, onde cada apto. tem duas vagas, uma atrás da outra. Como ainda tem pouco morador é fácil colocar o carro..mas o meu vizinho de garagem tem DUAS Hilux cabine dupla, e do outro lado do vão para a passagem de carros em movimento o outro tem um Gol e uma S10 Cabine dupla. Quando os dois estão parados com os dois carros NÃO SOBRA espaço pra andar, e o porteiro tem que interfonar pra eles.
    Isso deveria ser cabível de processo contra a empresa, ridiculo.

    • diegogerman

      Vai depender do plano diretor do municipio, porém concordo, acho que no momento da liberação do ABITS pela prefeitura devia haver uma atenção especial às vagas de estacionamento… Menor do que o "sensato" vetado na hora…!
      Processo não é o meio correto, a prefeitura liberando, não se tem o que fazer…

  • Vitão

    Pra quem mora em prédios antigos não se tem garagem pra estacionar….. Dae têm q depender de estacionamentos que cobram o absurdo….. Fora os aumentos anuais sem o prévio aviso e sempre bem acima da inflação…..

    Acho que se têm um cartel à solta, pq todos os estacionamentos da região aumentam de uma só vez…..

    • abussade

      Em São Paulo e Rio é assim mesmo. Alguns tem "vaga" adaptada no térreo e outros vc tem que disputar vaga empurrando carro para sair ou incomodando o vizinho. Um saco.
      Bom, isso quando tem vaga!
      O curto período que morei em um prédio em SP sem vaga morreu uma grana em estacionamento.

  • geoshina

    Já morei em dois prédios aí no Brasil:
    1-) O primeiro era dividido em 4 andares de estacionamento, super apertados. E não havia donos. A escolha era baseado em um sorteio anual. Já fiquei no último subsolo e era péssimo, pois toda hora tinha que manobrar o carro para passar para o andar acima. Acredito que o sorteio anual é uma forma bem democrática de resolver os "perrengues" da falta de espaço.
    2-) No outro prédio em que eu morei era um do lado do outro, com um tipo de "pano" (não sei o nome deste componente) para "cobrir" as vagas, mas que deixava passar um pouco de luz. Ela era bem estreita mesmo, pois eu tinha um Sentra e a vizinha do lado um Audi A3 Sportback, o que fazia com que um sempre ficasse enconstado com o outro. Péssimo. Péssimo mesmo. E o prédio é da Rodobens (só para deixar claro), com uma área verde enorme e sem utilidade prática. Aí eu pergunto: qual a razão disso? lolol

    Agora estou a morar em Portugal, e um prédio novo, praticamente um studio. As vagas de garagem são enorme (cabe um Audi Q7, Cayenne ou Touareg), com muito espaço e já vem com um adaptador de energia caso eu queria ter um carro elétrico….
    E ah.. mesmo em crise as ruas estão a ser recapeadas, com construção de uma pista para ciclismo….

    • CharlesAle

      Na crise,sem grana para gasolina,só na bike mesmo..não chegamos a esse ponto ainda,mas logo estaremos também….

      • geoshina

        Também gostaria de pensar assim. O que ocorre de diferente no Brasil é que para ter o conforto que um cidadão de classe média tem aqui, tens que pagar muito, mas muito mesmo.
        Sei que a cidade de São Paulo (e suas vagas de garagens) é resultado de uma inflação populacional gritante, mas o interior não é. Dessa maneira resta pensar que o capitalismo e o lucro a todo custo não permita que um cidadão que não seja milionário, viva bem. Nem vamos falar sobre os a segurança pública.

  • Tiago_Beneditto

    Interessante essa matéria, isso é culpa dos engenheiros e arquitetos, que não pensam nos carros grandes, será que eles só andam de Celta e Prisma? O ideal na entrada da garagem do edíficio é deixar a largura, comprimento e altura de uma Pajero Full. O edificio pode ser bonito, mas tem que começar olhar a largura dos box e se são juntos e largos se não nem pensar.

    • Romis_gtr

      Tudo está diminuindo hoje em dia, é a questão do número de pessoas mesmo, aqui na baixada santista os caras constroem arranha-céus com aptos de 2 quartos com 55m&sup2;, simplesmente RIDICULO. Aew tu acha que um cara que pensa neste sentido para com o ser humano vai se preocupar com carro? Vai nada, vai fazer uma garagem provativa minuscula só pra colocar no anúncio com preço nas alturas.

    • Victor_GCA

      Culpem mais os arquitetos e donos de construtoras, não nos coloque nesse meio ai não. O que pode acontecer realmente é um erro de execução, que por algum motivo o pilar foi locado errado, ou como acontece de na hora do projeto estrutural as seções das pesas saírem um pouco aquém do que o arquiteto planejava. Existem várias soluções que dependem da viabilidade econômica e da vontade do construtor de executar.

      • diegogerman

        Victor_GCA o IAB gostaria muito de ver seu comentário rsrsrsrsrs. Me compete como estudante de arquitetura criticar suas palavras… Como bom profissional que creio que devas ser, sabes que na realidade a culpa é dos construtores que "comandam" o andar da carruagem; Conheço vários e vários colegas que apresentaram plantas excelentes, e barram na questão dos custos e anseios dos empreendedores por vezes engenheiros, proprietários de construtoras…

    • diegogerman

      O ideal Tiago_Beneditto é você comprar um edificio que case com suas necessidades, seus anseios e seus desejos… Não adianta comprar um negócio mal resolvido e depois "falar bem" da mãe do arquiteto… Cobre também dos administradores municipais para revisarem os planos diretores, eles sim são culpados pelos estupros cometidos pelos maus empreendedores/construtores…

  • Tiago_Beneditto

    O ideal dependendo da quantidade de apartemento e mesmo assim o correto seria constuir 3 andares de garagem e em cima da
    garagem fazer o edificio.

  • josenum

    A resposta é simples, quem compra um apartamento de 100~200mil reais financiado em N vezes provavelmente terá um carro popular pequeno, e logo, quem compra um apartamento custando mais de 400 mil reais vai ter um carro bom, um médio pra frente, logo, as vagas sao proporcionais ao preços e o seu tipo de publico. Voce nao quer uma vaga com 3 metros por 5metros em u m apartamento na periferia custando 130 mil reais né? favor …

  • freemontshit

    Entao Freemont desconto de R$ 2.000 nem pensar! E uma barca!
    Pura verdade… meu vizinho tem um Opala Diplomata novinho dividindo a vaga comigo, e um senhor militar reformado. Usa o carro diariamente aqui em SP, da pena dele… Cheio de amassadinhos e ele vive mandando arrumar.

  • abussade

    Ótima reportagem! Não só as vagas estão encolhendo, mas os apartamentos tb! Hoje um apartamento 4 quartos tem o mesmo tamanho que um de 2 antigo!

    Formei em Ribeirão Preto e a garagem era péssima, dividia com um Classe A de família e as crianças socavam a porta no meu carro…
    Depois morei 3 anos em Sampa e era pior ainda! Mas o carro que dividia comigo era pequeno e de um motorista cuidadoso.

    Agora moro no Mato Grosso e, como dito pelo colega do MS, a quantidade de camionete e carros grandes é intensa. Mesmo quem não tem fazenda. Cito alguns motivos: tem espaço de sobra, mesmo na maioria dos apartamentos, shoppings com vaga para RAM (o comércio sabe disso e disponibiliza vaga ampla) estrada ruim, muitos vão para pesqueiros, etc e passam por estrada de terra e quem trabalha rodando no interior passa por muitas estradas não pavimentadas.
    É a realidade da região, se alguma empresa resolver investir aqui sem pesquisar vai ter prejuízo.

  • diogo_rs6

    A realidade é que no mercado de imóveis há verdadeiros insultos à inteligência de qualquer indivíduo com um mínimo de cérebro: cada vez mais são lançados empreendimentos com espaços reduzidíssimos – não apenas de garagem – mas com economias em encanamento, elétrica e por aí vai.

    E o caso dos imóveis talvez seja até pior, porque diferente de um automóvel, imóvel dificilmente sofre depreciação – na verdade sobrevaloriza e isso dá margens à especulação. Nada contra um valor justo aos imóveis, mas fico com a impressão que a coisa passou dos limites e isso não é culpa apenas das construtoras e imobiliárias, mas também de diversas pessoas comuns que resolvem vender ou comprar algo com um preço que não condiz com a realidade do imóvel.

    Por que, convenhamos, quem aceita pagar 500mil em um cubículo??????

    • O_Corsario

      Depende muito de vários fatores. Um cubículo num bairro nobre pode custar mais que uma mansão num bairro perigoso, só para citar um exemplo.
      Mas concordo com vc, atualmente a "tendência" é oferecer número – muitos quartos, muitos banheiros – mas tudo muito pequeno.
      Provavelmente temos pessoas que nunca compraram um imóvel antes com acesso à crédito, e essas pessoas, sejamos sinceras, são inexperientes e acabam sendo enganadas com certa facilidade.

  • Kravicz

    Recentemente terminei de construir uma casa, e o espaço para os veículos foi colocado no projeto, cabem 2 carros grandes cobertos e mais 5 descobertos. Casa ou apartamento os dois tem os prós e contras

  • O_Corsario

    Em SP o espaço é muito disputado e portanto custa muito caro, e com a deficiência, pouca cobertura e altos preços do transporte público o desejo é ter um carro por pessoa. O resultado só pode ser um, altos preços e baixa qualidade.
    No meu prédio atual as vagas são divididas entre P, M, G e GG, este último fruto da nova safra dos SUVs e Picapes imensos que não cabem em lugar nenhum. Meu Polo é considerado "P" e paro ele na pior vaga do condomínio, entre duas colunas, pois embora difícil de parar garante que vc não será atingido por uma pessoa manobrando um gigante desses – já aconteceu diversas vezes aqui no prédio, gente que compra carro que não é capaz de dirigir. O problema é o mesmo, se todos comprassem um carro "GG" no meu prédio não teria mais vaga, e aí, como faz? Complicado!
    Felizmente até o fim do ano pretendo me mudar para casa em outra cidade, onde o espaço é menos disputado.

    • CharlesAle

      Mas não é só Sampa não Corsário,lá em BH,onde meu primo vai morar uns tempos,é a mesma coisa,com uma diferencia aqui e ali,são os mesmos problemas,mas SP não tem tantos morros,como ele me disse de BH…..

    • Tripa-Seca

      A principal questão para mim é: Você PRECISA morar em São Paulo?
      Deveria ter alguém fazendo essa pergunta no Terminal Tietê, como fazem em Floripa…

      • DCald

        Apoiado! hahaha…

        E nem venham falar em discriminação ou coisa do tipo…
        Todo mundo vem de algum lugar, certo? pra que quer ir pra Sampa? pra virar problema social?

      • O_Corsario

        Pois é Tripa, mas esta pergunta deveria ser feita aos governos passados rs… INfelizmente o Brasil é muito centralizado em poucas cidades.
        Por exemplo, sou paulistano e vou me casar com uma campineira, estamos de mudanças para Campinas, mas é muito complicado achar emprego. Ela está procurando há uns quatro meses em Campinas, em SP já teve umas quatro propostas…

        • Tripa-Seca

          Já pensou em um solução, literalmente, intermediária? Jundiaí!
          E tem Barueri, São Caetano….

          É do setor de tecnologia? Osasco tem acesso fácil para a Berrini…Apesar que isso para mim é continuar enchendo São Paulo, mas enfim…

          • O_Corsario

            Pensamos sim em Jundiaí, mas a família dela é de Campinas e eu consegui trabalho lá. Além do mais gostamos da cidade.
            É o que falei para minha noiva, nem que demore um pouco mais vamos sair de SP neste momento, vale a pena a meu ver.

  • Romis_gtr

    Nossa apartamento é quebra-galho, principalmente em termos de garagem, atualmente moro no centro da minha cidade, em um apartamento de 53 m&sup2; e a garagem é coletiva, 22 vagas para mais de 200 apartamentos, ou seja, é osso.

    Mas teoricamente acho justo, hoje em dia tenho uma moto, guardo ela tranquilamente onde moro, mas acredito que se tivesse um carro, deveria sim reservar espaço pra ele, tanto fisica, quanto financeiramente (afinal o gasto com garagem/mês vai estar incluso no orçamento familiar) por uma opção que eu fiz, a de morar em um centro urbano (onde o espaço é dividido entre muuuita gente) com várias regalias (todo tipo de comércio ao meu alcance a pé)

    O que eu realmente gostaria era de não estar morando tão no centro, mas em uma casa em um bairro mais afastado….mas com isso teria que resolver outras equações como transporte de qualidade para minha esposa (que tem boas ofertas de linhas, mesmo estas estando saturadíssimas em horários de pico) e a própria questão de preço entre casa x apto, cuja relação tem alguns absurdos.

  • Alec_T

    A questão Casa x Apartamento, como tudo na vida, tem seus pros e contras. Cabe cada um decidir o que é melhor pra si. Eu, particularmente, nao me vejo feliz em um apartamento, mas há quem só encontrará a sua real felicidade dentro de um AP.

  • Romul0

    Vale bem como observaçao mas é impossível na prática.
    Hoje em dias os lotes sao menores, os cutos maiores, tanto de mao de obra quanto materiais, alem é claro da ridicula valorizaçao que o Brasil está passando. É impossivel oferecer vagas tao grandes quanto deveriam ser. É muito mais obvio se ter 2 vagas de tamanho médio, que caibam 1 carro medio e outro pequeno do que ter somente 1 vaga grande, mesmo porque, proporcionalmente ha um numero bem menor destes veiculos.

    A questão é partir pra um imovel de padrao mais alto onde as vagas e os tamanhos também são maiores.

  • vagnerclp

    Mais um motivo pra eu não gostar de ap. Moro em casa mesmo, apertamento tô fora! Em relação as picapes da região centro oeste, é bom lembrar que a maioria dos que compram estes carros são fazendeiros ou coisas do tipo, ou seja, eles tem chácarás, sítios, e em pior hipótese moram em casas com terrenos razoáveis, então não há problemas.

  • kikofar

    Matéria muito pertinente. Tenho amigos e parentes que moram em BH, em prédios mais antigos, dos anos 80 principalmente. Na maioria desses casos, as vagas até são boas. Mas os que moram em prédios construídos a menos de 15 anos… que suplício! Pra falar que apartamento tem 2 vagas de garagem, as construtoras abusam de tudo. Uma vaga coberta e outra descoberta (arráaaaa pegadinha do Malandro!). Ou as duas são bem estreitas, com o padrão "pequeno" de medida (2,00 x 4,20 m)(aráaaa… outra pegadinha do malandro!).

    Meu cunhado mora num condomínio de alto padrão e lá as vagas são satisfatórias, pois, como o empreendimento foi tido como de "alto padrão" desde o início, os projetistas imaginaram que as pessoas teriam carros grandes também. Lá as medidas são as consideradas ideais: 2,50 x 5,50 m. Na minha concepção de amante de carro e de observador de portas amassadas por pequenas batidas, as medidas top pra mim seriam 3,00 x 5,80 m.

    CONTINUA…

  • kikofar

    Permitam-me repartir minha experiência de 6 anos morando em apErtamento: Já passei por 3 situações de vagas no condomínio onde moro aqui em Brasília. A primeira, logo que cheguei, pequei a vaga do meio e em 90ºC. Só podia colocar o carro de ré e com 3 ou 4 manobras. Não é à toa que o carro vivia dormindo na rua nessa época. E nem achava tão ruím, afinal, apareceram 2 amassadinhos numa das portas traseiras da minha ex-Parati. Fiquei muito fulo da vida! rsrsrs Por sorte, após 8 meses, uma colega de andar se mudou e me repassou a vaga dela, que era 90º, mas ao menos estacionava de frente, pois era perto da entrada da garagem e não tinha "vizinhos" (pilastra de um lado e parede do outro). CONTINUA…

  • kikofar

    O único inconveniente era os outros virando para entrar na garagem e passando perto da traseira do meu carro, pois minha esposa tinha receio de estacionar mais próximo da parede. Acabei com o problema comprando um obstáculo de metal que se parafusa no chão e que impede o carro de continuar a seguir, na distância ideal da parede e uma espuma que vai colada na parede, no rumo da porta traseira, onde minha filha era colocada ou retirada do veículo, evitando as batidas na parede. Atualmente, não posso reclamar. Consegui uma das poucas vagas em 45º, e nelas, se entra de primeira e só há "vizinho" em um dos lados. Do outro, há a pilastra e um bom espaço livre triangular, que caberia até uma moto. Aproveito para colocar minha bike!

    Mas, no geral, o que se vê aqui em Brasília nos aps novos, sobretudo os direcionados às classes C e D, são vagas de tamanho mínimo e em locais ruíns (entre pilastras e em 90º, por exemplo). Como foi bem dito por alguns acima, o que temos de fazer é exigir mais das construtoras, pois é o que funciona na prática!

    • diegogerman

      Basta investir seu dinheiro num edificio com planta de estacionamento bem resolvida… Simples demais!

  • Fla3D

    O que tem de rudimentar medir uma vaga com uma trena? Pra mim é o normal… :D

    • Sias

      Vai ver ele tem uma daquelas trenas a laser da Bosch :p

      • Fla3D

        Pensei nisso também, se bem que eu ja tive uma dessas mas nunca larguei uma boa trena. :D

        Até porque fica difícil medir com uma trena eletrônica uma vaga se ela for apenas pintada no chão, sem as paredes pra poder medir.

    • Tripa-Seca

      Rudimentar seria usar o metro de pedreiro ou o comprimento das sombras, como no Egito…

      • Fla3D

        Ou contando os passos, ja fiz muito isso. :D

  • Long_life_tobigcars

    Fico pensando também no transtorno futuro, já que a classe média está investindo em carros cada vez maiores, principalmente picapes e SUVs. E carros como Hyundai Sonata, Ford Fusion e Santa fe tendem a ser um bom negócio quando usados. Como irão guardá-los não sei.
    Só se for classe média alta pois sou classe média normal e não tenho condições de adquirir um carro desses. Fica mesmo na minha garagem um Classic Life e um Palio Economy.

    • Gutislo_o_godo

      Eu acredito que este tipo de carro seja sonho de consumo da classe média; como proprietário de um Gol 2010 sonho, após terminar de pagar, em adquirir uma Grand Tour, ou um Duster, ou equivalente…

      • Paulo_Aralde

        Eu terminando de pagar o Celta pego um Vectra, ou um Focus Sedan.

  • viniciusnunesl

    Cara, tenho um apzinho em Tramandaí, que uso para passar o verão.
    Antigamente eu tinha um Picanto, era tudo bacana, perfeito. As vagas são ridiculas de pequenas, a rampa para subir então? parece que foi feita exclusivamente para carros pequenos. Meu carrinho se apertava um pouco nas vagas, mas lá ele conseguia se arrumar.
    Com o tempo fui notando que não tinha sedãs, suv's nem pick-ups ali no prédio, mas não dei bola na hora.
    Só depois que troquei para o Cerato que eu vi o porque… se o rapaz da vaga ao lado tiver um carro que não seja um carrinho pequeno/médio não há espaço para um sedã/suv/pick-up usar a vaga ao lado, ou seja, tu pode colocar o carro ali, mas não há cristo que faça tu conseguir abrir a porta e sair do carro. Ridículo. Solução? Após muita conversa, o máximo que consegui foi trocar para outro local, onde há 2 vagas, e uma está desocupada. Mas não vai durar para sempre…

    • Gutislo_o_godo

      Pois é, em meu prédio, quando está muito cheio, é uma dificuldade colocar meu Gol na garagem! Como minha vaga fica no canto e ao lado direito tem um Sandero, quando este último está, só é possível abrir uma porta de minha "banheira", a não ser que eu queira fazer uns frisos utilizando como ferramenta a parede…
      Tem um rapaz que é dono de uma Blazer, e o carrão invade uma parte da vaga do vizinho; felizmente ainda não deu briga. No próximo apartamento a primeira coisa a ser analizada é a vaga; se for ridícula como a atual, não dará pra fazer negócio. :S

  • http://www.youtube.com/user/WithintheCloud?feature=guide D7V5

    Problemaço muito sério e de enganação.
    Vai ficar ruim com o tempo.
    Não parece haver solução.

  • LuccasVillela

    Essa matéria caiu como uma luva pra mim.

    Nos mudamos (antes moravamos em AP também, sempre, odeio caso, mas lá alugavamos outra vaga) e temos dois carros (antes um C4 Hatch e um Aircross, mas como o predio tava vazio, tinha vaga sobrando). Trocamos por um Fit MT e um 207 AT. Resulta que as vagas ficaram todas ocupadas e o sindico expulsou todos os "segundos carros". Estamos parando do lado de fora do prédio, na rua do condonimio, o problema é que as vezes só tem vaga longe, as vezes tá chovendo e vc tem que andar na chuva :/
    UM INFERNO!

    Estamos pensando em comprar um 500 e um Smart só pra coloca-los numa vaga só, hahahaha, sério.

    • MM_

      Vai aí uma dica: cheque no seu condomínio se isso é permitido (colocar 2 carros em 1 vaga).

      Te falo pq morei em um prédio que as vagas eram tão gigantes, que cabiam os 2 carros lado a lado e na frente ainda cabia um 3o atravessado. Quando iam visitas em minha casa, mandava entrar e estacionava ali. Após um tempo fui proibido de fazer isso pq as vagas eram para 2 carros e não 3.

      • LuccasVillela

        hahahaha, se isso acontecer eu mato eles no grito, meu. Tem gente tem que tem hilux e Freemont aqui… E ESTACIONAM! Então eu tenho direto de usar 5,25 também ou então todo mundo corta pedaços dos carros!!!

  • Mostarda_69

    Gerson, minha namorado mora em um prédio em Bento Gonçalves – RS, esse predio é nivel medio, possui garagem para todos aprtamentos e algumas vndidas a mais na época, são 3 níveis, térreio, 1S e 2S. Existe uma vaga livre, de uma senhora que tem mas não usa carro, que fica liberada a visitantes. Essa garagem é tao ruim de entrar no prédio que quando vou deixo na rua mesmo vezes que fiquei 5 dias la.

    Ela faz uma torção como em shoppings descendo 2 andares, porém é tão curvada e inclinada que preciso passar a no máximo 10cm do parachoque lado do motorista e a uns 10cm na lateral do carona que é uma coluna do prédio, mas se torna estressante e qualquer coisa abro um buraco no carro pois as paredes são de concreto com textura para ajudar..

    Quando for la posto no fo´rum uma foto!

  • Fabio D.

    Até mês passado morei num prédio onde as vagas eram maravilhosas. Sério, nunca vi isso, estacionamento amplo, vaga fácil de manobrar… não que tivesse espaço, mas era bem projetado. Vc não acertava o espelho na pilastra ou ralava o parachoque na parede. Eis que precisei me mudar provisioriamente para um apartamento que é do meu pai, até conseguir me transferir de cidade. Chego aqui, um OVO de garagem e 300 carros juntos. Eu tenho 2, meu vizinho 3, fora os outros… e não tem vaga pra isso tudo, só que ngm controla vaga aqui, vai na boa vontade mesmo (carro na rua é suicídio por aqui). Tome de manobrar, bota pra lá, deixa solto, cola na parede pra dar espaço… ê porcaria!

    Quando aos carros grandes, tem prédio que proíbe. E não tem nada de errado nisso, é simplesmente preservar o direito coletivo. Afinal, se é vaga pra Palio, não inventa de enfiar Ranger que não dá! Quando a gente compra o apartamento, deve olhar a garagem… Onde eu moro, é apertado, mas a gente sempre soube disso. Ou seja, ngm pode reclamar de ignorância hehe!

  • AutoIng

    Sem querer criar polêmica, mas se o povo não se reproduzisse como coelhos não seria necessário ter barcas imensas na garagem pra carregar toda essa gente. Concordo com o comentário de que as pessoas deveriam pensar duas vezes antes de arranjar uma família enorme pra socar em um apartamento de 75 m&sup2; e ainda passar por um calvário pra estacionar barcas em garagens ridículas. Liberdade pra fazer filhos é ótimo sim, mas que tal pensar com uma visão mais geral do mundo antes de espremer tanta gente num apartamento minúsculo?

    • Herumor_

      ter filhos não é o caso… onde moro tem gente que mora sozinha com carro grande (vectra, c4, sw4) em uma vaga que estacionar um Gol já é uma aula de estacionar…

  • Herumor_

    nas vagas que paramos nossos carros (alugadas) são ridiculamente pequenas e (ainda bem) perto de pilares largos então paramos os carros o mais próximo dos pilares (ridiculamente próximos mesmo) para ficar o mais longe possível do animal que para do lado…

    não entendo uma coisa, quando um animal para colado na minha vaga eu me f*do pra estaciona o carro e saio fazendo um exercício de contorcionismo pra não relar no carro dele… porque o cabaço do brasileiro arrebenta a sua porta mesmo que seu carro esteja muito longe do dele? ¬¬

  • Ruuubinho

    No prédio onde tive o "prazer" de comprar meu ap na planta, na minha vaga não cabe meu ford Ka, preciso fechar o carro com o freio de mão solto, empurrar ele p/ dentro da vaga e colocar um calço (toco de madeira) na roda, sendo que meu vizinho de vaga consegue colocar uma tucson e descer do carro sem queimar a faixa que delimita a vaga dele.

  • marcfreitaz

    Muito bom o texto, bastante explicativo. Ainda bem que moro em casa mesmo, apartamentos geralmente são bem reduzidos em todos os espaços, excetos os caros beirando 1 milhão.

  • Antonio

    Aqui em Goiânia as garagens dos aptos pequenos são de no máximo 12,5m2.

  • flavio

    Quando se adquire um imóvel tipo apartamento deve-se medir a vaga antes, eu adquiri uma vaga de garagem e de brinde levei o apt.
    Duas caminhonetes e uma veraneio.

  • Rigol

    Gerson e amigos, está cada vez mais comum as vagas apertadas, comigo não é diferente. Mudá-las de tamanho não conseguiremos, talvez a educação do vizinho, mas, proteger nosso carro é possível. Tem um produto no mercado chamado Antichoque, é uma placa de espuma com ímãs que vc gruda na lateral do carro toda vez que estaciona, assim seu vizinho pode parar e abrir a porta que não vai amassar a sua lateral. Funciona muito bem. Vende no site de mesmo nome. Espero ter ajudado a resolver um pouco os problemas. abs

  • Jeb

    Colega. Entendo perfeitamente o que diz, e aqui em São Carlos/SP funciona da seguinte forma. Prédios com mais de 15 anos, normalmente as vagas são "boas", dão para colocar uma pickup cabine dupla. Mas de 10 anos para cá, só garagens apertadas (1 só) e de díficil manobra (isso as verdadeiramente cobertas). As descobertas, em geral, ainda possuem algum espaço. Só tenho raiva quando dizem "garagem coberta", e na verdade é "garagem com cobertura", como em supermercados, que não proteje nada o carro e cai água da mesma forma.
    Att
    Jeb

  • Paulo Cesar

    mudei-me para um sobrado no mês de setembro, a garagem cabe uns quatro ou cinco carros, mas ´so que a entrada é um funil, conversei com vizinhos e todos tem a mesma dificuldade que eu tenho, quando fui visitar sobrado não reparei no espaço da garagem. porque existem algumas construtoras que não ligam para o comprador por causa da ganância. O nome da Construtora e Personalle.

  • KzR

    So não da pra uma picape…

  • Sias

    Acho muito legal este tipo de solução, mas é preciso um "pé direito" bem alto.

  • Eugenissimo

    Essa "invenção moderna" já existia no começo dos anos 80. Não sei por que não difundiram aqui no Banana Republic…