Home Etc Vale a pena ter carro a gás (GNV) hoje??

carro a gas gnv golf Vale a pena ter carro a gás (GNV) hoje??




Será que ainda vale a pena ter carro a gás GNV hoje em dia?? Passada a euforia inicial do combustível alternativo, e com preços bem mais altos, muitos ficam em dúvida. Isso depende muito de onde a pessoa mora e como ela dirige.

Pesquisando no site da ANP, notamos que a última verificação de preços praticados do GNV mostra bastante diferença de preços entre as capitais do país. Na cidade de São Paulo a média paga pelo metro do GNV é de 1,49, no Rio de Janeiro 1,63, Belo Horizonte 1,66, Porto Alegre 1,81, Salvador e Natal 1,74.

Se em 2004 existiam 700.000 carros movidos a gás no Brasil, hoje esse número passou para mais de 1,5 milhão. O mecânico Thiago Lima comentou para o site G1 que quando ele visita seus pais que vivem a 160 quilômetros de distância, gasta 35 reais, contra 100 reais que gastava anteriormente.

Só que os sucessivos aumentos no preço do GNV tem desanimado as pessoas. O taxista carioca, Renato Pereira, não está satisfeito. Disse que antes dos aumentos de preços no primeiro semestre a economia era maior. Ele gastava 30 reais por dia e hoje gasta 50.

Antes as pessoas queriam muito transformar o carro para o gás, devido ao preço bem baixo, só que ficavam com medo da qualidade duvidosa das transformações feitas na maioria das oficinas especializadas. Agora, a qualidade já não é um problema tão sério. Se a pessoa usar uma oficina credenciada pelo Inmetro, é tranquilo. Só que a vontade de tranformar o carro já não é mais tão grande, pois o preço do gás subiu demais.

Será que vale a pena transformar?? Bem, se você vive em lugares como a minha cidade, no Sul de Minas, essa dúvida nem existe em sua cabeça, pois não existe GNV disponível. Mas se você é morador de uma grande cidade, analise que a conversão, vistoria, mudança de documento, etc, ficam em um total de uns 3.000 reais.

Levando em conta que o GNV custa o mesmo que o álcool, ou um pouco mais, só que rende bem mais, até mesmo o dobro dependendo do modelo, se você rodar 1.000 quilômetros por mês vai economizar 700 reais por ano. Isso se usava álcool, e 1.500 reais por ano se usava gasolina. O dinheiro leva um tempo para voltar ao seu bolso. Mas se você roda uns 3.000 quilômetros por mês, a economia por ano sobe para 2.100 reais no caso do álcool e 4.500 reais no caso da gasolina!

Mas cuidado. Se der uma dor de barriga na Bolívia, amanhã mesmo o preço do gás pode dobrar.

[Fonte: G1]





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.