Mercado

Vendas dos carros chineses de agosto

lifan x60 2016 18

Quando chegaram ao Brasil, no ano de 2011, Chery QQ e JAC J3 venderam 1.926 e 1.927, respectivamente, em apenas um único mês. Agora, as vendas da dupla chinesa são muito menores.

Nos últimos quatro anos, as marcas chinesas viram o mercado nacional se fechar diante das importações com IPI majorado de 30% e alta do dólar, que acabou por fazer despencar as vendas dos importados.

A Chery apostou tudo em uma fábrica para fazer o Celer, mas até agora não viu as vendas decolarem como deveria e a média fica bem abaixo da registrada em 2011. Já a JAC Motors teve problemas para construção da fábrica e hoje, sem uma planta no país, está na mesma situação.

Ainda assim, as marcas chinesas não desistem do mercado nacional e preparam mais lançamentos. A Chery pretende nacionalizar o Novo QQ e o Novo Tiggo. Já a JAC vai colocar no mercado o crossover T5 no final do ano. A Lifan pretende vender o modelo X50 em 2016. Além disso, a Zotye se prepara para entrar no mercado brasileiro.

Confira abaixo as vendas de carros chineses em agosto de 2015:

• Lifan X60 = 226
• Chery Celer = 168
• JAC T6 = 141
• Chery QQ = 110
• Chery Tiggo = 89
• Lifan 530 = 75
• JAC J2 = 62
• Chery Celer Sedan = 51
• JAC J3 = 51
• JAC J3 Turin = 41
• Geely EC7 = 26
• JAC J5 = 26
• JAC J6 = 16
• Chery Face = 4

Agradecimentos ao Lucro Brasil.





  • zekinha71

    O J3 virou um king kong, está até difícil de ver na rua.
    O Celer nacional acho que só ví 1 até hj.

    • Fernando S.

      O J3 está no mesmo preço de um Ka 1.5, de um Onix 1.4, um Sandero 1.6, só com muita coragem para comprar um chinês que vem fechando css de baciadas.

  • Thiago K. Galiza

    Esses 4 Chery Face deve ser modelos 2013/2014 encalhados

    • Fábio S

      Pensei a mesma coisa…não estava fora de linha?

      • Thiago K. Galiza

        acho que ainda é montado em CKD no Uruguai, mas pra cá não vem mais (mas posso esta errado sobre a montagem, talvez nem por lá estão montando mais)

        • A fábrica da Chery Socma no Uruguai fechou no primeiro semestre deste ano e já não produzia desde 2014. O modelo já foi descontinuado da gama Chery em todo mundo, passando a ser parte da linha da marca Cowin na China, submarca do grupo Chery para carros com relativa demanda (Cielo e Face) e ultra modernos, como o conceito TX da Chery que foi para a marca. Há muitas unidades ainda não emplacadas, zero km do Face, disponíveis em algumas concessionárias.

    • Bruno Wendel Marcolino

      engraçado que já vi vários donos elogiarem esse carro, vi até um relato onde o cara ficou com o carro até os 153 km e disse que ficou só com manutenção normal e de desgaste.

      • Thiago K. Galiza

        Pois é, eu gostava do carro até, dirigi um uma vez e me agradou. Porém ao que me parece a Chery não vai investir mais nele, por aqui não vem mais 2015
        mas aparentemente ainda é montado CKD no Uruguai

        • Leandro Balmant

          Acho que não vem mais por ter preço muito próximo ao QQ e Celer. Se não iria virar um amontoado de carros na mesma faixa de preço como ela fez tempos atrás com QQ, S18, Face e Celer.

          • O Chery Face não vem porquê foi descontinuado no mundo inteiro. O modelo, assim como o Cielo e o S-18 fazem parte da gama Cowin, submarca da Chery.

      • Bruno Brasil

        Essa eu duvido, 153k sem manutenção num “china” é impossível ! Nem um honda/toyota passa imune nesse km…

        • Bruno Wendel Marcolino

          ai não sei, claro que teve troca de amortecedores, disco de freio, etc, coisas de desgaste natural, mas ele descreveu o carro dessa forma.

          Me nego a crer que alguém perca tempo postando uma opinião se for mentira.

  • Fanjos

    Infelizmente a situação vai se agravar muito mais, a crise só começou e já estão em situação crítica.
    Já tem economista calculando dólar a R$ 7.00 até final de 2017,com outros rebaixamentos que o Brasil irá sofrer, mais a melhoria nos investimentos no EUA, etc etc
    Basicamente o Brasil que existia morreu, teremos que começar do zero novamente.
    Masssss aperta 1 e 3 e esmurra o botão verde do confirma e Fod* Mais! Parabéns aos envolvidos…

    • Linkera

      É triste, mas é a realidade. O Brasil tinha muito potencial para de fato emergir, mas esse governo intervencionista e protecionista (vulgo bolivariano) conseguiu fazer com que os investidores fugissem daqui. Infelizmente o cenário é desastroso e as notícias que lemos constantemente aqui no NA de montadoras demitindo ou entrando em layoff logo se tornarão notícias de fábricas fechando e, em seguida, de montadoras indo embora, que muito provavelmente será o caso das chinesas.
      A Chery, por exemplo, investiu alto na fábrica no Brasil e os números desta reportagem mostram que eles não estão tendo retorno (tanto na venda do Celer nacional quanto na venda dos seus importados) e isso é um agravante para que a montadora desista, de fato, do Brasil.
      Mas, felizmente amigos, não se desesperem, a história mostra que grandes mudanças só acontecem em cenários disruptivos. Teremos que passar por esta tribulação e a coisa terá de piorar muito antes de melhorar.
      Façamos somente nossa parte em 2018 e tiremos o poder daqueles que o tem hoje, não é garantia de melhora, mas ao menos é promessa de mudanças.

      • Tosoobservando

        Se o governo fosse mais esperto pegaria estas fabricas que vao embora e investiria em empresarios locais pra tocar e fabricar carros proprios, ja que a maior parte da grana vem do BNDEs mesmo.

      • Fanjos

        A noite é sempre mais escura antes de amanhecer…

        • Bruno Wendel Marcolino

          o loco, ta poético hoje hehe

          • Fanjos

            Vi isso em algum filme que não me lembro o nome xD

            • The Dark Knight… Curioso que quem disse isso foi um vilão… Duas Caras… Aliás, você está comentando e o Lucro Brasil não está aqui… Estranho….

              P.S: Para variar sua foto é de um vilão…

              • Fanjos

                Vixi a casa caiu… Me descobriram

              • Bruno Wendel Marcolino

                esse mesmo, baita filme!!!

                Melhor trilogia de filme de herói foi esse ultimo Batman, fora aquele Batmovel muito louco!!!

        • THE GUNSLINGER

          E mais fria.

        • Rude Voleur

          Então estoque pilhas pra sua lanterna porque essa noite não termina antes de 2018.
          – E olhe que ontem eu telefonei pra minha numeróloga e os astros preveem os números 1 e 3 até o próximo alinhamento dos planetas.

      • francis

        Quem foi Simon Bolívar??? e qual a relação com o Brasil… ??????

        • Linkera

          Me refiro à forma de governo. Não precisa ser bom entendedor para assimilar isto.
          E, em vistas do trecho que decidiu comentar do meu texto, vejo que deves ser a favor da forma de governo atual.

    • Colorado

      dólar a R$ 7.00 ..as vésperas de ano eleitoral, sera que o Lula vai conseguir voltar kk

      • Fanjos

        Se Deus quiser ele vai ter morrido antes.

        • ALVIN_1982

          Não desejo a morte do Lula, mas sim, vida, pra ele ver como se faz um país crescer sem roubar nada de ninguém… ops… acordei, era um sonho… mas gostaria que fosse verdade…

        • Carlos H. Ferreira

          Que isso, seria pouco para ele, o ideal é ele levar uma bela lavada nas urnas e entender que o BR não quer ele nem como sindico de condomínio,

          • Fanjos

            Com essas urnas manipuláveis fica meio complicado confiar só na eleição.
            Lembre se que um parasita jamais deixa o hospedeiro até que ele mate o hospedeiro ou que vc mate o parasita.

        • francis

          E vc vai primeiro ….

        • Rude Voleur

          Não vai rolar. Quando ele chegar na porta do inferno, o Diabo manda de volta.

      • Foxtrot

        Acho difícil, ontem eu li uma noticia que aponta um número vertiginoso de desfiliações do PT partindo de deputados, vereadores, prefeitos e vices. Ah, a recessão não é só econômica, em breve a briga devera ser apenas PMDB vs. PSDB (que também não é nenhuma maravilha)

    • ALVIN_1982

      O Brasil virou um Pais de nada, imergente, literalmente…

    • pgoytaca

      A crise não é só no Brasil. EUA e Europa mergulharam em 2008, somente este ano Br e China também passaram a sentir o golpe. Não creio em dólar na casa dos 7, previsões apocalípticas sempre existiram. Se os chineses vendem tão pouco e não largam o osso não devem estar no prejuízo já que ninguém lança novos produtos estando no vermelho. Partindo desse princípio o lucro das que vedem de verdade aqui deve ser fabuloso. Por fim tembém existem previsões de melhora do mercado para 2016/17.

      • “…Se os chineses vendem tão pouco e não largam o osso não devem estar no prejuízo já que ninguém lança novos produtos estando no vermelho…”

        Ah sim, construir uma fábrica e vender menos de 500 produtos não deve ter saldo negativo, não é? E ninguém “larga o osso” no primeiro mês ou primeiros meses de baixas vendas. Isso não implica que o cenário não esteja desenhado. E você não conhece Autolatina e nem sabe o que é o Ágile… Está claro o viés político do seu comentário. Que não teria problema algum desde que não desafiasse a lógica.

        • pgoytaca

          Conheço os dois, autolatina e ágile, mas não vejo semelhanças com as montadoras chinesas. Meu viés político é: estamos em crise, apenas mais uma no Brasil, para mim nem de longe das piores. Quanto as chinesas se operam no vermelho apostam na melhora do nosso mercado pois certamente estão aqui para ganhar dinheiro.

      • André Borges

        Excelente comentário. Esse site volta e meia vira o clube dos oráculos q não entendem nem de economia, nem de política, mas adoram fazer profecias apocalípticas. Fica a dica: joga no google o seguinte…

        GM dobra plano de investimento para R$ 13 bilhões no Brasil

        Aporte extra de R$ 6,5 bilhões será aplicado no desenvolvimento de uma nova família global de veículos a ser produzida no Brasil

        SÃO CAETANO DO SUL- A General Motors anunciou hoje que está ampliando seu plano de investimentos no Brasil para R$ 13 bilhões no período de 2014 a 2019.

    • tjbuenf

      começou o:

  • Marcelo

    Estive recentemente em uma concessionária da Chery aqui em SP. Fui atrás do Celer nacional e mesmo com a CSS as moscas o atendimento foi tão ruim que desisti até de fazer o test drive, mas só de ver o carro no showroom fiquei com a impressão de que os (muitos) plásticos no interior do veículo são extremamente frágeis.

    • Bruno Brasil

      Mas é isso mesmo,o carro é para quem não tem exigencia alguma e/ou vem de carros básicos pelados para impressionar, quem tem carros médios até dos anos 90 vira a cara…

  • vinicius

    Se a chery fechar a parceia com Santander, tem tudo para vender mais, pois a taxa de juros vai melhorar bastante. Hoje comprar um Chery financiado fica meio caro.

    • Tosca16

      tava fechando o contrato, bom acredito que fecharam sim .

    • Carlos H. Ferreira

      Já fecharam.

  • ARENANB

    Eu ainda duvido da existência desse Geely, puro trabalho do grupo Illuminati.

    • Bruno Wendel Marcolino

      meu compadre comprou o EC7, fiquei impressionado com o carro, sedã médio por 45k, vale muitíssimo a pena para quem tem CCS nas redondezas claro.

      Ao contrário das demais marcas, a Geely está abrindo CCS ao invés de fechar, o que é uma boa noticia.

      • Adriano

        Se eles conseguem vender um carro por esse preço, imgina ai quanto que as outras que vendem a 80 mil não lucram, cartel descarado e ficam sempre culpando o governo.

        • Bruno Wendel Marcolino

          claro, o EC7 não chega ao nível de acabamento e motorização de Focus por exemplo, mas diferença de 40k em algumas versões é piada. Uma diferença de 10k é aceitável por ser chines, mas 40k ¬¬

          • Acho o acabamento e motorização nem é o problema maior. Acho que o bicho pega nesses importados é na manutenção… Ou melhor, medo da manutenção.

            • Bruno Wendel Marcolino

              depende, o veículo é fabricado no Uruguai desde 2011, salvo engano, e o mercado de peças é bem forte por lá, o que me parece é que por ter poucas CCS e poucos veículos vendidos, consegue atender tranquilamente seus usuários, coisa que as demais não fizeram corretamente.

              • Mas mesmo a importação do Mercosul não é tão simples. Mas olhe os concorrentes deles (Alguns do Mercosul). No mercado há mais e menos tempo, mas bem mais servidos de concessionárias e peças de reposição.

                • Bruno Wendel Marcolino

                  o que quero dizer é que, a marca está entrando aos poucos e hoje com a baixa demanda é fácil conseguir peças e aos poucos a marca está aumentando o número de CCS, sei que não é tão simples, mas ao meu ver a marca faz certo.

                  • Então Bruno… Concordo que a estratégia está correta, mas a pergunta que eu sempre faço é: “E o consumidor com isso?”. Ou melhor: O que ele ganharia em comprar um carro da marca hoje? Vamos pegar como exemplo a Hyundai. Hoje ela tem uma linha consolidada, com bons e excelentes carros a venda no país, e uma cobertura de concessionária razoável. Se falasse que seria assim na década de 90, seria um motivo para você comprar um Accent, Sonata, Excel? Talvez sim, mas a realidade para quem comprou carro naquela época foi sofrer com alta desvalorização, falta de peças e ausência do fabricante do país. Essa é a pergunta que acho relevante.

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      entendo o teu ponto de vista e não discordo de quem pensa nessa possibilidade, até porque ela existe.

                      Quanto a pergunta: “O que ele ganharia em comprar um carro da marca hoje?”

                      Um carro de nível superior a preço de carro popular, resumidamente falando.

                      Agora pense na Jac Motor, chegou chegando em 2010, com marketing forte, diversas CCS, o pessoal se atirou a comprar os veículos e aconteceu isso, faltou peças, desvalorização terrível até a linha 2014 e hoje a marca fechou diversas CCS e seus clientes vem ficando na mão, talvez melhore com a fábrica, mas já não sei até que ponto, pois a Chery está investindo e até então não teve retorno forte, claro que melhorou questão de peças e desvalorização diminuiu bastante se comparado aos modelos Cielo por exemplo, mas ainda sim está aquém do esperado.
                      Só acho que a Geely está no caminho certo, dei uma olhada na desvalorização na FIPE e é de “apenas” 4 mil no primeiro ano, não achei muito para um carro pouco conhecido e de marca nova.

                      Enfim, continuo achando que investir na marca é bom negócio, mas só o tempo vai dizer se estou certo ou errado.

                    • Também acho que a estratégia é correta, mas eu sou um pouco mais pessimista, não pelo fabricante ou pelo mercado automotivo, mas pela própria economia do país.
                      No entanto, acho que alguns pontos merecem reflexão. Ele é um carro superior por ser uma categoria superior, correto? Mas isso significa algo na prática?
                      O que quero dizer: Carros médios geralmente tem um rodar mais “encorpado” (Não achei a palavra adequada) em relação aos menores, pela maior bitola dos eixos, além do evidente espaço interno e até acabamento. Mas e na prática, isso confere? As vezes os atributos superiores se perdem em uma suspensão macia demais (Problema de alguns chineses) e uma rigidez torcional baixa. As vezes o rodar mais justo e boa rigidez torcional de um Voyage, um Versa compensam a diferença de categoria. E a pessoa pode simplesmente não precisar do que um modelo oferece a mais (Um Focus é melhor que um Fiesta. Mas com o preço do Focus básico, você teria um Fiesta automatizado com 7 airbags. Se a pessoa não precisar do espaço interno maior, talvez o compacto seja uma melhor opção). Não estou dizendo que o chinês sofra com isso, mas é uma hipótese (Já vi um relato de um leito que alega ter feito um test-drive. Mesmo com o feedback negativo, prefiro esperar outros depoimentos para saber se trata de um fato ou é simplesmente ódio ao novo).
                      E não se deixe levar por valor de tabela. O que vale é o que se paga de verdade no mercado, e principalmente a aceitação do mercado. Se o carro tiver uma baixa desvalorização de tabela e uma saída baixa também, em pouco tempo a desvalorização aumentará. Duvido que o mercado toparia essa baixa desvalorização do carro.

                    • Bruno Wendel Marcolino

                      A questão que falei de ser “superior” perante os concorrentes de mesmo valor, se dá, claro, além da categoria, ter motorização mais forte e acabamento mais caprichado.

                      Ok, alguns não precisam de motor mais forte, entendo, porém se é pra dar 42k num 0km 1.0, prefiro dar então 45k num 0km 1.8 com acabamento mais caprichado, alguns itens como ar digital, banco de couro, enfim, depende da necessidade, pela lógica, deveria ser a melhor opção do mercado, mas como o próprio mercado está ruim como citou, é complicado investir em marcas desconhecidas e que ainda não mostram a confiança necessária para o cliente.
                      Outra coisa que levo comigo é que o carro tem que dar conforto ao passageiro, porém cada um define o que é conforto para si, uns preferem um carro raspando o cárter no chão e quicando feito pula-pula e outros preferem o carro original. Uns preferem motorização 1.0 por ser econômicos, outros não ligam muito pra isso pois não rodam muito, enfim, ninguém é dono da verdade e cada um sabe o que é melhor pra si.

                      O relato que eu tenho do veículo é positivo, mas obviamente haverão relatos negativos, Onix é líder e muitos adoram na hora da compra e muitos odeiam.

                      A questão da tabela, sei que o que vale é quanto o mercado paga, porém por ser um carro novo, de vendas baixas, não se tem muita base para afirmar que irá ser ruim ou bom de revenda, usei de base a FIPE apenas para ter um “norte” do que é o carro no mercado de usados.

                      Enfim, eu particularmente arriscaria na marca caso fosse trocar de carro agora, mas não julgo quem não arrisca, já que se pode perder muita mais grana nessa arriscada do que se perde normalmente em qualquer veículo.

          • Marcello Caetano

            Impressionante que estejam abrindo mais concessionárias uma vez que estão vendendo um carro e meio por loja.

            • Bruno Wendel Marcolino

              pois é, deve ser por isso que já estão há alguns meses nesse número de 17 CCS.

              A título de informação, CCS da Geely normalmente ficam juntas com as CCS da Kia, já que é o mesmo grupo Gandini que os importa.

  • Franco da Silva

    Não adianta fazer fábrica e ter pouquíssimas revendas (e a maioria delas bem suspeita)!

  • Bittencourt

    Fiasco…

  • Tosca16

    Eu aposto que o Chery TIGGO 5 vai ser o líder entre os chineses; a Chery aos poucos tem respondido os comentários no facebook e já tem promovido sutilmente o novo modelo que virá e será nacionalizado em breve. Só o fato de já vir automático será um atrativo e tanto, acredito que 250 unidades mês será facilmente alcançado .

    • Bruno Wendel Marcolino

      facilmente não digo, acho que falta um marketing agressivo em horário nobre por exemplo e promoções abaixo de promoções.

      Até vou te contar, meu compadre comprou um Geely EC7 e fiquei até espantado com o carro, de cara se vê o nível superior dele perante os concorrentes nessa faixa de preço, carro muito show, não pude dirigir ainda, mas sem duvido quero test drive com ele hehe.

      • Tosca16

        Chega fácil sim, 250 unidades mês é tranquilo… nos fóruns há uma expectativa dos já clientes da marca e a muita informação circulando já entre consumidores. Bom, só o fato de ser um modelo maior, mais robusto e da nova geração de modelos da Chery o fará ter destaque; é o que eu digo, publicidade encima do Tiggo 3 pode fazer horrores, não vende mais que isso . Apesar que é um bom carro, no seu preço é imbatível ao meu ver; não peguei o X60 atual mas em comparação com a anterior o Tiggo era melhor em acertos de suspensão e câmbio, além do motor mais adequado ao meu ver a proposta do carro.

  • Louis

    Do jeito que andam as vendas da Chery, ela pode trabalhar 1 mês por ano e dar férias coletivas de 11 meses, que dá conta da demanda.

    • Tosca16

      o volume de produção da Chery é irrisório hoje, tanto é que concordei com um comentário a cerca disso de uma pessoa que estava a par da situação; as férias vieram por dois motivos, mão de obra ociosa já dentro da fábrica pois a produção ainda não requer todos no trabalho e a adequação em especial da linha de montagem para a fabricação do NEW QQ, todo mundo lá sabia que pelo volume de produção as férias pouco influenciariam .

  • Tosca16

    Agora eu sempre disse que os chineses deveriam começar de cima; o consumidor mais pobre não arrisca tanto quanto um de maior poder aquisitivo; um exemplo é o X60 que mesmo barato em relação aos seus concorrentes até pouco tempo atrás era o líder e também o mais caro dos chineses… É o que eu digo sempre, Chery burrou de não vir logo com seu novo SUV; acharia bem mais competitiva se a marca focasse modelos como o Tiggo 5 e Arrizo 7, esqueça por enquanto os modelos de categorias inferiores, só com o tempo e firmamento da montadora aqui que os consumidores especialmente dos populares hão de arriscar numa marca digamos mais nova no mercado .

    • Louis

      Eu tentaria focar primeiro em comerciais leves, vans, etc, pra ganhar nome.

      • Tosca16

        KIA ?

        • Louis

          Sim, mas a Kia errou em outros pontos, porque os utilitários faziam bastante sucesso, quem não lembra da Besta.

          • Tosca16

            sim, líder nos utilitários acho que por dois anos seguidos, nos importados é claro .

      • Adriano

        Olha o que a hyundai fez, aquilo sim foi entrar no mercado com 2 pés no peito da concorrência, começou com um médio que ficou sendo lider no segmento por tempos e depois um popular que só nao vende mais por falta de espaço na fábrica.

        • Louis

          Acho que antes do i30, a Hyundai começou a fazer sucesso com Tucson / Santafe / Veracruz.

    • Bruno Wendel Marcolino

      também acho isso, acho que tanto Chery como Jac e Lifan focaram em carros de alto volume de vendas sem ter como atender a demanda de peças, pós venda, etc.

      A Geely por exemplo, começou com carros de baixo custo, porém poucas CCS, 3 salvo engano, hoje está com 17 e aumentando, ou seja, claramente vai adequando a quantidade de CCS a demanda antes de lançar, diferente das demais que abriram de cara 100 CCS e hoje já fecharam 50 sendo que as que restaram não estão vendendo nada praticamente.

      • Tosca16

        por questão de logística e etc isso é bem mais coerente; abrir 50 concessionárias de uma só vez é um put* marketing mas também é uma loucura do ponto de vista logístico para uma empresa nova. Agora pode crer, se as marcas chinesas focassem veículos digamos acima dos R$ 60.000.00 focando categorias como as dos sedãs médios e SUV’s teriam maior sucesso; não adianta o consumidor mais pobre tem o pé atrás a investir seu dinheiro em marcas novas, já os que tem maior poder aquisitivo além de na maioria dos casos se informar melhor também arriscam mais.

        • Bruno Wendel Marcolino

          acho que a Geely fez certo, trouxe o EC7, sedã médio com preço ultra competitivo, chegando a 40k de diferença para os concorrentes, algo realmente impressionante, só não sei se me impressiona mais o fato dos concorrentes custarem 40k a mais :O

  • Luccas Villela

    Você montar uma fábrica pra vender 226 carros é MUITA sacanagem. Não dá pra entender, só pode ser falta de propaganda. O preço é razoável (34.990) pra um carro completinho (basicamente) e com motor 1.5… Devia ter uma versão 1.0 com preço de 29.990. E o QQ com duas versões: 25.990 e 27.990 com esse 1.0.

    E o Celer merecia uma versão com mais mimos e equipamentos por 39.990.

    • Tosca16

      deveria vir a versão CVT prometida por esse preço; colocaria bancos de couro e central de série; além do volante multifuncional. De opcional só um teto solar .

  • 1945_DE

    Boa sorte para elas, A concorrência é boa, mas na minha garagem, ainda, não entra.

  • Milton Fabiano Camargo

    Má reputação (ainda), poucas concessionárias, nenhuma propaganda e preços altos são igredientes perfeitos para o fracasso comercial dos chineses.

  • Giovane Fortuna

    X60 no mato grosso esta quase onipresente…nunca vi vender tanto! Tão falando muito bem dele principalmente pra andar em estradas ruins e de terra

  • Jorge Osório Cortese Magalhães

    Acho que a Chery tem que fazer publicidade. A grande maioria das pessoas não conhece o Celer e muito menos sabe que é fabricado no Brasil! E, acho, tem um bom custo-beneficio.

  • Bruno Brasil

    Pois é, talvez o consumidor brasileiro não seja tão imbecil quanto esses “chinas” pensem !!!

    Estou vendo agora comerciais de chineses dizendo de pq comprar carro “tal” por um valor se pode comprar um chines por “tanto”! Boa estratégia, vai mexer com o “brio” dos manés, talvez de uma melhorada nos números…

    Mas pra mim eu quero q eles vendam muito, pq quanto mais venderem, mas as marcas boas vão tentar melhorar os seus preços e dai quem manja mesmo sai ganhando, pq jamais um carro chinês entra na minha garagem.

  • Brasil_MG

    As chinesas estão com preço igual ou parecido com as montadoras mais antigas do mercado brasileiro. Um Celer por R$ 35.990 ou um Gol G6 1.0 completo por R$ 35.990?? Mesmo com motor menor fico com o GOL , com certeza! Aliás sem falar que a NISSAN tá vendendo o MARCH a partir de R$ 34.900 que também é uma ótima opção ( já com o novo motor )

    • Alexis

      Gol COMPLETO por 35990 ?! Onde ? Up completo já vai pra casa dos 40k com com ar, dh, vidros elétricos nas quatro portas, retrovisores elétricos e som.

      O March é interessante, mas o 1.0 dele não é muito bom, e os 380 litros de porta-malas do Celer fazem diferença pra muitas pessoas.

      • Brasil_MG

        Valor promocional amigo..No site é R$ 41.200. Mês passado as concessionárias VW estavam com esta promoção, pelo menos aqui na minha cidade.

  • Diego Ávila Monteiro

    Esses números são vendas no Brasil todo??

    • RicardoP

      Sim

  • jkpops

    Até que o X60 vende bem carrinho honesto por sinal e até com um bom pós venda se a lifan investisse um propaganda venderia pelo menos o dobro…

    • A Lifan começou a fazer propagandas do modelo, mas pouquíssimas na Globo e em horário nobre. Tem investido forte na TV a cabo.

  • jkpops

    Uma marca que devia estar aqui e não está é a MAZDA graças aos antigos representantes FDP’S que ferraram com os clientes e com a marca também…..

  • gustavo

    Eu nunca vi essa chinesada, que mora no Brasil andar com carro da pátria deles, eles são malucos por carro chevrolet !!

  • Magno

    Que pena, uma fábrica investir no Brasil e estar passando por essa fase . Tomara que essa crise passe logo.
    Em relação ao Celer uma pena estar vendendo tão pouco, pelos testdriver dá pra perceber que ele é até um bom carro e, tá no mesmo nivél dos seus concorrentes. Além de ser bem bonito, minha opinião, evidentemente ! Deixando claro aos haters de plantão.



Send this to friend