VÍDEO: Ford vai lançar quatro novos SUVs até 2020

11/02/2016

[youtube id=”https://www.youtube.com/watch?v=NfkF5rd8M3A” width=”600″ height=”350″ autoplay=”no” api_params=”” class=””]

Responsável por alavancar as vendas de diversas marcas no mercado mundial, o segmento de SUVs vai continuar sendo a aposta de muitas montadoras nos próximos anos. Nesta quinta-feira, 11, a Ford anunciou que vai lançar quatro novos SUVs nos próximos quatro anos, todos nas categorias em que a companhia não compete atualmente.

Estes novos SUVs terão novas “placas de identificação”, ou seja, terão nomes diferentes de acordo com o mercado, como acontece hoje com o Kuga e Escape, que são praticamente os mesmos modelos.

De acordo com uma pesquisa da Ford, boa parte das vendas dos novos SUVs serão para os chamados “millennials”, o que inclui pessoas mais jovens que estão iniciando uma família e olham para os utilitários-esportivos. Outro público esperado pela empresa é o de consumidores mais velhos, já que a marca considera que é mais fácil de entrar e sair de um veículo mais elevado do chão do que um carro de passageiro, além de que essas pessoas se sentem mais jovens quando estão a bordo de um SUV.

Além disso, a fabricante acredita que os esforços para o desenvolvimento de novos modelos para a categoria estão ligados diretamente ao aumento da eficiência de combustível fornecido pelos novos motores da linha (leia-se os EcoBoost). Por isso, um potencial aumento nos preços dos combustíveis não iria “empurrar” os consumidores de volta para os carros de passeio.













  • Mumm Rá

    Estamos rumando para a SUValização dos veículos ?

    Até empresas de luxo extremo e superesportivos se renderam á este tipo de carro

    Bentley já possui o seu, Rolls Royce já flertou e a Lamborghini irá fabricar o Urus ( embora já tenha produzido um jipe chamado LM002 )

    Espero que no futuro haja outros tipos de carro ( como sedans, hatches, cupês etc.. ) e que não se tornem carros de nicho ultraespecíficos

    • Minerius Valioso

      Torço também. Senão vou passar a minha vida adulta só assistindo o sumiço de peruas, hatches e sedãs…

  • Mas quais categorias ela ainda não tem SUVs?

    Superpremium?

    Mini?

    Off-road?

    Plug-in?

    Só consegui pensar nestas.

    • EuMeSmObYmYsElF

      cupês?

    • Guilherme Eduardo

      Superpremium tem o Bentley e cupê o BMW X4. Menos 2 categorias da lista

  • Ricardo

    Malditos SUVs! Quando essa onda vai passar!?

    • rafa93

      é só uma marolinha.
      acredito que essa tendência siga crescendo, como ainda é recente, não dá para saber se é uma necessidade momentânea do mercado, mas pelas apostas das fabricantes provavelmente suvs vieram para ficar e quem sabe, ameaçar a hegemonia dos sedans nos portfólios.

    • Clovislauro

      Não tem mais volta. Mesmo na Alemanha, onde as estradas são ótimas e não há limite de velocidade nas Autobahn, onde teoricamente o pessoal está acostumado a buscar maior esportividade dos carros, os SUV são um sucesso. Os EUA também já aprenderam o jeito de garantir a instabilidade politica no Oriente Médio para manter o preço do petroleo baixo, então o argumento do maior consumo cai por terra. Então meu caro, será difícil. As mulheres adoram, os mais velhos também porque precisam fazer menos ginastica para entrar e sair do carro, os babacas adoram também porque o vizinho tem e as montadoras mais ainda porque vendem tecnologia mais simples a um preço maior.

      • Leo

        Não há qualquer relação causal entre a instabilidade no Oriente Médio e os preços baixos do petróleo. Muito pelo contrário, seria de se esperar que aumentassem. Quem está puxando o preço para baixo é justamente a Arábia Saudita, com o intuito de inviabilizar a produção de combustível a partir do xisto fraturado nos EUA. Além disso, os próprios americanos ajudaram involuntariamente a baixar ainda mais o valor do barril de petróleo ao trazer o Irã, grande produtor, de volta aos mercados com a assinatura do acordo de energia nuclear.

  • Leonardo

    sejam bem vindos novos suvs

  • Fabão Rocky

    O pessoal aqui chamava tanto os EUA de caminholândia, o Brasil tá indo no msm ritmo. Pelo menos lá o leque de opções é bem maior. Infelizmente aqui não temos Peruas, Fastbacks/Notchbacks, Cupês nem Conversíveis.

  • Schlatter70

    Estou morando a seis meses nos EUA. Aqui você encontra praticamente qualquer tipo de carro que queira comprar (exceto os franceses). Mas você ter um SUV é muitas vezes uma questão de racionalidade e não obrigatoriamente de gosto. Eu não gosto muito, mas tenho um RAV-4. Porque? Aqui neva. Então o 4X4 faz muita diferença. Mas também tem sedãs com AWD. Mas a altura do solo e os pneus maiores fazem muita diferença. Não é a mesma coisa. Sedã AWD é bom para pistas molhadas, é só.
    O consumo é pior que um automovel baixo. Verdade. Mas a gasolina aqui é barata. Então tranquilo.
    O espaço interno é tão bom ou melhor que o de uma boa perua. Se você só pode ter um carro é a melhor opção. Quem pode ter dois carros, sempre tem um SUV e um Fiat 500 ou um Mini, para ir e voltar do trabalho e andar nos centros urbanos.
    Quem pode ter três carros, tem um SUV, um compacto e um esportivo ou conversível para passear no final de semana ou quando faz sol.
    Eu também sou motociclista. E sempre só pude ter um única moto. Já tive esportiva, Custom, trail e Big Trail. Qual é a melhor para fazer de tudo um pouco? É a Big Trail com certeza. O SUV é mais ou menos isso.
    Então não adianta dizer que é moda. Ou os pilotos de teclado dizerem que preferem um Golf GTI para tudo, pois quando tiverem que colocar uma cadeirinha de Bebê no banco traseiro vão amaldiçoar aquele carro como se fosse cria do próprio Satã.
    A onda SUV tem muita racionalidade envolvida também. Não é só para mostrar para o vizinho ou ocupar espaço urbano.

  • Um movimento que observo nos últimos anos, é que muitos amigos e conhecidos venderam os carros, e hoje moram perto do trabalho e/ou escola e/ou metro e na maioria tem uma faixa etária menor de 30 anos. Eu fico pensando se não será uma geração que não ligará tanto assim para carros.

    • Marcos Medeiros

      li em uma reportagem um tempo atrás sobre o aumento do desinteresse dos jovens por carros (não que todo jovem não goste mais de carro, mas que esse número está aumentando), seja ele ter um carro ou usar um carro.