Motos Segurança Trânsito Vídeos

VÍDEO: Policial aborda motociclistas com placas cobertas





  • SDS SP

    Espíritos de porco de plantão.

    • Pedro Rocha

      E pensar que há 52 anos atrás, em um 31 de março, tantos patriotas se voltaram contra a corja vermelha que ameaçava nossa Pátria e hoje temos essa mesma corja destruindo nosso país.

    • Ezequiel Favero Pires

      Os motociclistas ou os policiais?

      • SDS SP

        Os condutores das motos, é claro.

  • Vicente

    Queriam o quê? Que o Policial os abordasse oferecendo um croissant e uma xícara de chá inglês? Pelo amor de Deus…
    Abordagem correta, vídeo mostra o oficial no cumprimento do dever.
    Agora, se esses criminosos (determinadas velocidades já caracterizam crime de trânsito) têm a motinha roubada, aí querem que tenha mais fiscalização, né?

    • Leonel

      São trouxas mesmo e quem os apoia são mais trouxas ainda. Infrigem a lei, escondem a placa e etc. E é como tu disse, quando tem as motos roubadas, reclamam que não tem polícia fazendo abordagens e etc, porém quando é para fazer bagunça no trânsito querem tudo liberado.

      Enfim, inversão de valores e apoio totalmente a ação da polícia.

    • Rafael Trindade

      De acordo!

    • Pedro Rocha

      Existem cidadãos de primeira e segunda classe. Esses eram de primeira classe, turminha de classe média ou riquinhos brincando de racha com motos caras.
      Para os fidalgos, a Polícia tem que pensar duas vezes antes de falar um pouco mais grosso porque senão aparecem filminhos desses questionando ou atacando de forma enviesada o trabalho policial. Se fossem moleques de havaianas em CGs todo mundo iria dizer que a Polícia estava certa e ficariam apenas trolls petralhas falando bobagens.

  • ÓQUEI

    Quase tive um orgasmo quando o policial disse “não põe a mão na placa, seus trouxa”

    Vi nada de polêmica na abordagem, querem que bandidos sejam tratados “a base de pão de ló”??

    • Pacheco

      É que tem gente que é a favor de direito pra bandido e infratos e acha que a Policia deveria mandar um buque de rosas e oferecer um abraço.
      Abordagem correta e queria ver o final, ver as motos todas apreendidas e eles chamando o Taxi pra ir embora.

  • RafaCtba

    Apesar da abordagem “agressiva” do policial, a detenção desses motociclistas foi correta, principalmente por estarem com as placas totalmente irregulares. Bom, está é a minha opinião.

    • V.mario

      Abordagem enérgica e eficaz do policial. Infelizmente nossas leis são muito brandas com ocorrências de trânsito.
      Deveria ter uma lei mais forte em relação a este tipo de ocorrência: placa adulterada deveria dar perda do bem (moto); imagens do condutor, carona ou de terceiros poderia ser utilizada para que fossem aplicadas todas as multas possíveis, inclusive com a possibilidade de ir ao tribunal por ter colocado a vida de terceiros em risco. Mas isto não ocorrerá, pois nem mesmo existe o crime de fugir da Polícia (para aqueles que dão fuga), colocando em risco a vida das pessoas.

      • Pacheco

        Placa adulterada é crime, igual adulteração ou falsificação de documentos. Vai preso por falsidade ideologica e já era.

        Nesses casos, deveria ter uma suspensão permanente do direito de dirigir e ainda tomar uma multa absurda. Ter o veiculo retido pelo estado e ser enviado para leilão para pagamento da multa e custas operacionais.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Policial merecia um promoção.

  • Ederson Lima

    Com uma moto dessas andar “corretamente” é meio difícil, mas tampar a placa já é sacanagem!

    • Louis

      Qualquer um daria umas esticadas com estas motos, mas do jeito que estes andam como loucos estão colocando em risco a vida de terceiros…

    • Pacheco

      Sim, até concordo que todo mundo vai dar uma esticada. Mas os caras ultrapassam em curvas, fazem muita besteira. E quem pega rodovia todo dia, sabe que sempre tem um no caixão desses dai.

      Pega a Rodovia que liga Bragança a Serra Negra e todo final de semana um vai embora no paletó de madeira.

    • Gabriel

      Autódromo é lugar de correr.

  • Caio

    Abordagem Ok. só acho que a parte das ofensas não pega bem em nenhum tipo de abordagem. Independente de quem seja… afinal de contas apesar dos motociclistas estarem cometendo uma infração de transito (que ao meu ver deveria ser uma punição bem maior que os atuais R$ 191,00) eles não demonstraram resistência nenhuma a abordagem.

    Outra coisa que acho que deveria ser feita é o recolhimento das câmeras para averiguação de outras infrações cometidas pelos mesmo. uma vez que quase sempre saem impunes a todas as transgressões que cometem em vias publicas

    • TijucaBH

      Nao demonstraram resistencia mas queriam arrancar o adesivo da placa. Achei a abortagem OK também, o policial precisava se impor, já que naquele momento estava sozinho.
      Sobre recolher as cameras, voce nao é obrigado a fornecer provas contra si mesmo, mesmo argumento legal usado pra quem nao quer soprar o bafometro. Se começassem a recolher cameras, eles simplesmente deixariam de filmar…

      • Pedro Rocha

        O pior é que isso de não ser obrigado a fornecer provas contra si mesmo não está em nenhuma lei, mas trata-se apenas de uma interpretação abusiva dos artigo 5º da “constituição bandida” de 1988.

      • V.mario

        Acho que deveria ser aplicada a sanção de perda de bens, no caso a moto, cassado o direito de “dirigir”, multas e mais multas inclusive utilizando as imagens geradas por eles ou terceiros, para que assim surta algum efeito.
        Se querem filmar pra se mostrar a terceiros, da mesma forma estão sujeitos ao recolhimento das imagens, na mais justo, tudo tem seu bônus, mas também seu ônus.

      • Pacheco

        Na vdd a infração de transito só tem validade em flagrante. Um radar fotografou, ok. Porem não pode usar o tacografo do caminhão para fiscalizar excesso de velocidade e multar.

        Infelizmente no Brasil a lei é essa. Exceto em caso de acidente, durante a investigação pode ser usado cameras e imagens passadas para confirmar as provas averiguadas.

    • Rodolfo

      Não é apenas uma infração de trânsito, sujeita à multa, mas sim situação flagrancial do crime descrito no Artigo 311, do Código Penal.
      “Art. 311 – Adulterar ou remarcar número de chassi ou qualquer sinal identificador de veículo automotor, de seu componente ou equipamento:
      Pena – reclusão, de três a seis anos, e multa.”

      Ou seja, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia para a lavratura do Boletim de Ocorrência e instauração do Inquérito Policial. Responderão por crime.

      E a postura do Policial Militar não teve absolutamente nada de ilegal ou abusiva. Não entendo o porquê da polêmica em torno do vídeo.

      • Rodrigo Monteiro

        E esta certissimo, esse não foi o caso, mas é muito facil um motoqueiro com a placa tampada assassinar alguem e fugir sem ser identificado.

        • Pacheco

          Nesse caso eles estavam adulterando as placas para evitar multas, porem muitos usam para praticarem assaltos e outros crimes e não serem identificados. A Policia precisa agir assim mesmo e acabar com essa farra.

          E pela forma que o Policial chega e ja fala, isso deve ser uma pratica comum na região. O melhor é que os motoristas que seguiam no sentido contrario, não avisaram sobre o “Comando” e todos eles puderam ser pegos e indiciados.

      • Junior Guedes

        Os motociclistas estão totalmente errados, concordo, mas o policial ofender tambem não, e se fosse ao contrario, o policial sendo chamado de trouxa o que aconteceria?? Respeito e cordialidade cabem em qualquer situação!

        • Rodolfo

          Junior, direi à você o que eu digo à todos que criticam a atuação da Polícia: antes de criticar, coloque-se no lugar do Policial, de preferência, no momento da abordagem.

          O que temos de um lado é um bando (no sentido de baderna) de motociclistas, pessoas essas que são criminosas — afinal, colocam vidas em risco, violam as leis de trânsito, além do próprio Código Penal.
          Do outro lado, temos o agente do Estado, que é o Policial Militar, que, apesar de estar armado, está em grande desvantagem em relação ao bando.

          Por que em desvantagem? Explico.
          Porque é extremamente comum casos em que motociclistas furam bloqueios e passam em cima de policiais, evadindo-se em velocidade, com suas motos de alta cilindrada. Sugiro uma breve pesquisa no Google com as palavras “motociclista fura bloqueio” (e similares) para que você veja como é comum a ocorrência desse tipo de situação.
          O que impede um criminoso, que já altera sua placa para não ser identificado, simplesmente de acelerar e passar por cima do Policial, naquele momento? Absolutamente nada.

          Por fim, digo mais uma coisa: os policiais, provavelmente, já tinham conhecimento de que havia um bando dirigindo de forma perigosa e com as placas adulteradas.
          Não se esqueça que há câmeras pelas rodoviais que repassam as informações para os postos policiais. Há também ligações de outros motoristas, que podem relatar o que presenciam.
          Tenha em mente, portanto, que é provável que o policial já tinha conhecimento de que aquele grupo não era composto por “pessoas de bem”, logo, a abordagem mais expressa, inclusive com armas em mão, era a adequada.

          A situação é diferente quando essa abordagem expressa, mais violenta, é utilizada com pessoas que nada estavam fazendo de errado.
          Se essa situação ocorrer com você, fique tranquilo! Seus direitos serão devidamente assegurados.
          Se você sente que teve seus direitos lesados, que a abordagem foi desproporcional, ou qualquer outra situação que você considere ofensiva, não deixe de fazer sua reclamação na corregedoria da Polícia (há corregedoria da Polícia Militar e da Polícia Civil, lembre-se!), para devida apuração. No caso de violação da Lei de Abuso de Autoridade (nº. 4.898/1965), você também deve comparecer à uma unidade de Polícia Judiciária e registrar o Boletim de Ocorrência, relatando os fatos para a Autoridade Policial.

          Um abraço!

    • Pacheco

      Não é infração de transito. Adulterar identificação do veiculo é crime no codigo penal, igual adulterar ou falsificar documento. Isso dai da cadeia direto.

  • mariostefa

    Corretissima a atitude do policial

  • Murilo Rodrigues

    Tem gente que tem dinheiro pra comprar uma moto dessas 1000cc que 0KM chegam a passar dos 60 mil reais mas não tem dinheiro pra participar em pista fechada de track days…. vai entender!

    Não vou ser hipócrita de dizer que se eu tivesse uma 600 ou 1000cc iria andar a 80 – 100 km/h não iria mesmo, mas esses caras abusam demais tudo tem um limite. Uma coisa é acelerar um pouco mais forte em uma estrada quase deserta (que também não é certo, mas ninguém é de ferro rs), outra é ser extremamente imprudente igual esses ”pilotos” do vídeo acelerando forte em uma rodovia movimentada com muitas curvas onde qualquer erro pode ser fatal com eles e principalmente com os outros que não tem nada a ver com isso.

    • Poperon

      As vezes até tem dinheiro pra track day, só que geralmente em track day não existe o que eles estão procurando: a atenção das pessoas. É tipo naqueles vídeos de Reaction que tem no YouTube.

  • Lucas086

    Só pq o policial chamou de trouxa? Nós que somo trouxas, andando no limite da via enquanto esses “valentino rossi” fazem o que querem, colocando a vida de pessoas que não tem nada haver em risco, famílias e tudo mais, se eu um acidente eles se arrebentassem só, blz, mas geralmente prejudica outras pessoas, e ainda os “amiguinhos” querem bater no motorista que tá na via em velocidade normal. E olha que o que tava filmando parou antes da barreira, claro que ele ia tirar o que tinha placa. Achei uma abordagem correta.

  • fbl

    Devia atirar logo. Motoqueiro que anda com placa coberta é marginal. Essas pragas vivem fazendo M, andando em calçadas, furando sinal, cruzando pistas em faixa de pedestres e passarelas, sem placas… Por mim o policial que pegasse deveria prender na hora e se tentar fugir leva bala. Se quisessem respeito andariam na linha como muitos motociclistas.

  • Jackson A

    Certíssimo, não pode é sair andando com placa coberta.

  • Antonio_Brust

    Temos uma sociedade bem interessante. Gostamos de aplicar nosso senso de “justiça” com bases empíricas, onde uma mera observação de um fato já nos leva a concluir quem é ou não um “bandido” e, por esse motivo, aquele que o comete merece a decretação da sentença instantânea, geralmente através de uma arma de fogo.

    Ao mesmo tempo, invejamos países do dito 1º mundo, justamente porque possuem menores índices de criminalidades e outras benesses como alta qualidade de vida, algo congênere ao respeito às garantias dos direitos fundamentais. E tal desenvolvimento se dá, principalmente, pelo fato da autotutela não ser admitida, muito menos através de um Agente Estatal.

    É um pensamento que não se coaduna.

    • Ontem a corte européia recusou o pedido da família do Jean Charles de condenação dos policiais envolvidos na morte do brasileiro. Um inocente morreu com sete tiros na cabeça e ninguém foi preso. Ninguém vai preso. Vai ver eles não eram os tais agentes estatais.
      E faltou falar o que acontece com quem anda nesses países desenvolvidos (Primeiro mundo? Em que ano você está? Ainda usa walkman?) com a placa coberta ou dar um motivo justo para quem uma pessoa que não fosse bandida andasse com o veículo nessa condição. Já assistiu faces da morte? Eu assisti só um e não recomendo, acredito que seja o 4 (Que tem a morte dos músicos em Piracicaba). Pois bem havia um louco que tinha matado uma enfermeira e estava com outra dando choque com máquinas de choque. O médico insistia para o policial não atirasse, tentando “salvar” o assassino. Na frente das câmeras o assassino matou a enfermeira. Médico e policiais foram presos. Mogi-Mirim, após matar duas pessoas, homem carrega uma criança de seis anos como refém em uma auto estrada que havia sido bloqueada por causa do ocorrido. Policial se aproxima durante uma tentativa de negociação com a arma escondida e a queima roupa mata o homem que ameaçava uma criança de seis anos. Sério que alguém precisa de lei para saber o que é certo ou errado? Gosto de bons exemplos independente do país que vieram.

      • Antonio_Brust

        Para uma situação complexa, a lógica encaminha para uma solução simples, sempre errada. Não digo que o sistema jurídico e policial de um país dito de 1º mundo (usei a palavra “dito” antes justamente para elucidar algo que é de conhecimento comum, ainda que a expressão esteja em desuso) é perfeito, mas com certeza, é mais eficiente que o nosso. A situação do caso Jean Charles e a posterior absolvição de quem o matou é um reflexo de xenofobia, que, querendo um não, acomete o pensamento de grande parte dos europeus em relação aos imigrantes do “3º mundo” que vão para lá. Mas isso é uma outra situação-problema. Ao menos, os policiais foram a julgamento.

        As leis existem não apenas para demonstrar o que é certo ou errado. Elas servem para salvaguardar uma minoria de ser esmagada pela maioria. Se fôssemos sempre nos guiar pelo senso comum da maioria pública do que se acha o que é o certo ou o errado, até hoje a escravidão não teria sido abolida e muito menos a união homoafetiva homologada (isso são só exemplos do funcionamento das leis). O que seriam bons exemplos? Baseados em quais critérios? Aqui no Brasil há previsão Constitucional sobre o devido processo legal e a presunção de inocência. Ver qualquer “bom exemplo” que foge dessa premissa é tirar conclusões completamente equivocadas. Quando se deixa de seguir o que se está na lei (sobretudo leis maiores) para “ouvir a sociedade” e satisfazer critérios pessoais de “justiça”, sempre se caminhará ao retrocesso. Para enriquecer esse debate é necessário adentrar em doutrina, o que não vem ao caso por aqui.

        Enfim, temos a polícia que mais mata (e também morre) no mundo, praticamente. Todos os dias diversos suspeitos, marginais e bandidos morrem. Policiais sucumbem também. Detentos sofrem e são torturados, para o deleite da opinião pública. Mas no entanto, a criminalidade só se acentua? Não é de se questionar se há procedimentos ultrapassados?

        Evidentemente que um policial deve reagir em caso de ameaça de vida ao refém (ou a sua própria vida), devendo sim chegar ao extremo se a situação assim demonstrar. Isso é indiscutível. Mas não é isso que percebemos em grande parte das situações que envolvem os “autos de resistência”.

        • Sim, eu também questiono que um sistema com resultados tão ruim não pode estar correto. Dou razão a você. E concordo no que tange a simplificação da questão. E acho que esse é exatamente o viés errado da questão: Dizem que a polícia produz a violência por ser violenta. Amanhã se o procedimento da polícia passar a oferecer rosas para meliantes teremos uma carnificina muito maior que existe hoje. Lembro até hoje o que aconteceu em Salvador quando na greve da polícia. Fico pensando se as pessoas só são honestas quando a polícia está trabalhando? Por outro lado a polícia repressiva que temos também não funciona.
          Porque o problema não está na polícia.
          Certa vez acompanhei o “crime da moda” que era o assalto com moto na saída do banco, a famosa saidinha… Adivinha o que nunca consegui ler nessas notícias? “Fulano NÃO tinha passagem pela polícia”. Então acredito que pelo menos uma vez a polícia fez seu papel, prendeu um indivíduo.. E porque ele está na rua? Quem soltou?
          Acho essa a questão mais relevante de tudo isso.

  • predadordemarea .

    Placas cobertas devem ser para não serem pegos por radares.
    Os motociclistas estão totalmente errados mas achei desnecessário chamar os caras de trouxas.

    • Poperon

      Achei foi pouco. Deveria ter chamado de marginais, que é o que eles são!

  • Hugo Avelar

    Esse PM merece uma medalha !

  • Diego Sampaio Vieira

    Bem feito, babacas que tampam a placa tem que se foder mesmo !!! Parabéns a ação da Polícia Militar Rodoviária.

  • Luiz Oliveira

    O policial errou. Eles não poderiam ser chamados de trouxas, deveriam ter sido tratados por Sua Senhoria, afinal não é porque alguém arrisca a própria vida e a vida de terceiros, infringe leis de trânsito, tentam enganar a polícia escondendo a placa que isso significa que a pessoa seja trouxa.
    Ironia, gente, pelamor, hein!

  • Mr. Car

    Está certíssimo. Rodovia não é lugar de retardado brincar de Valentino Rossi. E já disse: assim como caçam pedófilos na internet, deveriam caçar quem participa destes atos de direção criminosa, e depois posta os vídeos na rede. Simples assim.

  • Fábio

    Não, que isso…os policiais estavam completamente errados ao abordarem esses “anjos sem asas”. Só pq estavam a 200 km/h? Só pq ultrapassavam em local proibido? Só pq as placas estavam modificadas? Só pq ofereciam risco aos outros motoristas?

  • The Monster Man

    O policial está corretíssimo, vide a quantidade de infrações cometidas por estes, ocultamente de identificação, ultrapassagem em local proibido, excesso de velocidade, etc.

  • Ancelmo Henrique

    Interessante seria se um dos motoqueiros fosse um policial de patente mais alta…
    Brasil e suas loucuras

  • Rafael Trindade

    Bolsonaro diria “Por isto que o Brasil está como está, queriam o que? Que fosse pra guerra com flores?”.

    Concordo com o policial

  • Thiago

    ADULTERAÇÃO DE PLACA DE AUTOMÓVEL. FITA ADESIVA. CRIME PREVISTO NO ART. 311 DO CÓDIGO PENAL . 1. A adulteração de placa de veículo automotor, por intermédio de fita adesiva, configura o crime previsto no art. 311 do Código Penal , não se exigindo finalidade específica do agente. REsp 912059 SP
    Adulteração de sinal identificador de veículo automotor (Redação dada pela Lei nº 9.426, de 1996)
    Art. 311 – Adulterar ou remarcar número de chassi ou qualquer sinal identificador de veículo automotor, de seu componente ou equipamento:(Redação dada pela Lei nº 9.426, de 1996))
    Pena – reclusão, de três a seis anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 9.426, de 1996)
    Cabível prisão em flagrante.

  • Leo

    Total apoio à Polícia. Se quiser ser bem tratado não faça coisa errada. Simples assim.

  • Fabio

    A classe média é medíocre: quer a Rota na rua e o Batalhão de Trânsito no Romão Gomes.

    • dogmarley

      pleonasmo forte ein

  • Fanjos

    Chefe Wiggum mandou bem!

  • Lucas

    Perfeito.

  • EDU

    Se fosse um cidadao de bem nao cobriria a placa. O problema do pais e seu proprio cidadao onde cada um faz as leis da propria cabeça.

    • Verdade… placa coberta é apenas para poder fazer o que quer no trânsito e não ser pego.

  • Gian

    Esse policial deu sorte de ter um vídeo para demonstrar que agiu corretamente.

    O que acontece na maioria das vezes é que as pessoas vêm apenas a ação policial sem ter conhecimento do que antecedeu, sem saber o que o bandido fez para justificar aquele comportamento.

    Sobre os caras nas motos, todos achamos que a lei só se aplica aos outros (nunca a nós mesmos). Uma batida de frente na velocidade que eles estavam é morte instantânea do motoqueiro e do motorista do carro que eles atingirem. Se os pilotos no moto GP, que correm em um ambiente preparado, enfrentam imprevistos muitas vezes caem, imagina os pilotos de fim de semana correndo em estradas públicas…

  • CignusRJ

    Vc esta equivocado.
    Ele já venceu na justiça isto.
    O cara que falsamente o pegou em flagrante delito era secretário municipal do PT.
    No dia deste “crime” o Bolsonaro provou que estava em Brasília e estava no plenário votando.
    Isto que vc mostra na reportagem chama-se mentira.
    Que fique claro, não sua, mas de quem tentou queimar o filme do Bolsonaro. Qualquer dúvida só entrar no site do judiciário.

    Ah, nenhum jornal mostrou que ele ganhou a ação desmascarando o cara que falsamente o acusou.
    .

  • Luciano Silva

    Quem cobre a placa é criminoso e assim merece ser tratado.

  • Vanderlei Santos_JAC_J6_2012

    Tinha que prender fogo neles! Assim não colocariam a vida de mais ninguém em perigo!

  • Wald Queiroz

    Foi uma “abordagem monstruosa”…. A Chacina da Candelária perdeu foi feio! Esse país não tem mais jeito, tem que começar tudo novamente! Tem que se lançar as Caravelas ao Mar e colocar os índios na praia esperando mais uma vez.

  • Bispo

    desce o “kct” em “trouxas”…

  • 1945_DE

    Estes não são motociclistas, são motoqueiros e bandidos. Adar acima da velocidade é apenas uma infração de trânsito. Já cobrir a placa, é crime. São bandidos e tem que ser tratados como tal. Este tipo de gente denigrem a imagem dos bom motociclistas do Brasil.

  • Luiz Pereira

    Pilotar dessa forma é errado em qualquer lugar que não seja um autódromo, mas em um trecho como o da filmagem esse tipo de atitude merecia uma punição muito mais severa. Reparem que os motociclistas ultrapassam dezenas de ciclistas, colocando em óbvio risco a vida de todos eles. Chega de tolerar absurdos nas ruas e estradas. Parabéns à polícia!

  • Henrique

    Corretíssimo a postura e atitude dos policiais, pilantras, irresponsáveis de carteirinha……. alem de covardes. Não respeitam as leis de transito, poem a sua vida e a dos outros…em risco. Que a policia quadruplique a vigilância em cima desses marginais, parabéns a vocês policiais….

  • Lukoh

    Policial errou feio….. eram 3 trouxas, e não 2.

  • Marquinhos

    Se eu fosse o policial falaria para esse motociclistas: Eu vou multar vocês, mas quero que saibam que é por causa de gente como vocês, Lixo, que este Brasil está do jeito que está. É por causa de gente aproveitadora, que se julga maior que a lei , inatingível, é por gente que não vale o que come, que o Brasil está do jeito que está. Gente dessa laia que envergonha a maioria honesta , trabalhadora , que acorda cedo para poder comprar o pão de cada dia… Vou recolher todas as motos e vou avisando… Aqui no meu território a lei funciona

  • Fez corretíssimo. Se fosse eu prendia todos, colocam a vida de inocentes em risco, pois a deles não ligam mesmo.

  • Túlio Leal

    Merece medalha e promoção. Se todo policial fosse assim esse país era outro.

  • Fabão Rocky

    Gangsta FAIL! Quis tirar onda de gangsta pintando a placa e na hora q o policial enquadrou, botou o c* na mão.

  • Vinicius

    Essa espécie é inclassificável, isso é coisa de “motoqueiro” e não motociclista .

  • Gabriel

    Parabéns aos policiais, trabalho mto bem feito, esses vagabundo deviam ficar feliz por não ter levado uma surra.



Send this to friend