• Ângelo Coppo

    o UP, Skoda e Seat tem a mesma traseira (sei que são do mesmo grupo etc) mas isso fica tão ridiculo… falta criatividade.

    • AHSOliveira

      Não é nem questão de ser do mesmo grupo e sim o mesmo carro (up, mii, citigo) com pequenas diferenças, assim como o aygo, 108 e c1, apesar de nesta geração eles terem um visual externo distinto o interior é praticamente idêntico, a falta de criatividade aí se chama cortar gastos.

  • vicegag

    VW no quarto, terceiro e segundo lugares.

  • inuyasha

    Por que sera q Aygo não vem pro BR?

    • Yago G.

      Os carros por enquanto no Brasil, ainda se enquadram como “família”. O Aygo, está mais voltado para segundo carro, o que ainda não é viável, nem pro brasileiro médio e nem para a toyota.

    • alexandre

      Pelo mesmo motivo que a VW teve que “alongar” o UP! para o nosso mercado: mesmo aqueles que não precisam de carro para carregar mais do que duas pessoas e suas malas, compram carros por metro. Não conseguem identificar as suas reais necessidades e vão no embalo da boiada, repetindo que “nunca pagariam tanto num carrinho de tal tamanho”…rsrsrs

      • Tosoobservando

        Um carro desses da materia custa 8 mil euros mais ou menos, lança estes modelos aqui por 8 mil reais pra vc ver se nao vende igual agua.

    • Clovislauro

      Preferiria que a Hyundai vendesse o i10, ou até mesmo um HB10. Com certeza iria mostrar o dedo do meio para Mobi, Kwid, QQ, até mesmo pro bonzinho up!

  • Mr. Car

    Muito bacana. Queria ver aqui todos os que não temos, especialmente o Opel Adam, o “500” da Opel que conseguiu ficar ainda mais bacana que o 500 da Fiat, he, he!

  • Marcos Wild

    VW no quarto, terceiro e segundo lugares

    • Hox

      Mas é isso que a VW é, uma marca de carros popularescos, reles.

  • R1 – o comentário nº1

    O Panda é o melhor

  • oscar.fr

    No passado tivemos alguns subcompacto no Brasil e eles tiveram um relativo sucesso. Peugeot 106 e Renault Twingo ainda são figurinhas fáceis de se ver na rua. A Renault a gente sabe que adotou no Brasil a estratégia de vender custo beneficio, portanto o Twingo acabaria saindo um pouco desta filosofia. Mas a Peugeot poderia trazer o 108, certamente ele não seria um sucesso de vendas, mas a marca precisa de um produto mais barato que o 208 e é ali que ele poderia se inserir. Considerando as vendas da marca, mesmo emplacando apenas umas 500 unidades por mês, já seria excelente.