lifan-visita-fabrica-china (20)

Sueli Osório
Enviada a Chongqin (China)

Diferentemente de outras montadoras chinesas, a Lifan, fundada em 1992, é uma empresa privada. Sua sede fica em Chongqin, o maior e mais populoso dos quatro municípios da República Popular da China que possuem o status de províncias e o único deles localizado no interior do país.

A fábrica tem 2.000 funcionários, que trabalham em dois turnos, seis dias por semana. Nas áreas visitadas, não havia robôs. O processo era todo manual. Agora é verão, época do ano em que as temperaturas são extremamente quentes, frequentemente ultrapassando os 40° C na região.

Por conta de todo esse calor, a fábrica não está funcionando a todo vapor, já que muitos funcionários estão de férias. Atualmente, a capacidade de produção é de 150 mil unidades por ano. São quatro os veículos de passeio produzidos na unidade: o compacto 320, 530 (um sedã compacto), o 630 (sedã médio) e o utilitário esportivo compacto X60, que já é vendido no Brasil. Uma nova fábrica de automóveis está em construção para ampliar a produção da marca.

lifan-visita-fabrica-china (2)

A caminho do Brasil

Segundo Luiz Zanini, diretor de marketing da Lifan, o próximo produto a chegar ao Brasil será a picape Foison, que estará disponível no mercado brasileiro até o fim do ano. No primeiro semestre de 2014 será a vez do 530, sedã compacto que vai concorrer com o também chinês J3 Turin, além de ter como alvo os veteranos Fiat Grand Siena e VW Voyage. Segundo Zanini, esse será o principal entre os próximos lançamentos da marca.

lifan-modelos-na-china (12)

O modelo tem sob o capô o motor 1.5 VVT que entrega 103 cv de potência a 6.000 rpm e torque de 13,5 mkgf entre 3.500 e 4.500 rpm. O câmbio é manual de cinco velocidades. Dirigimos o carro em uma pista de testes pequena na área da fábrica em Chongqin, que tinha também pisos irregulares.

No breve contato com o carro, o motor apresentou boa saída e os engates do câmbio foram suaves. O design é interessante, mas o modelo poderia ter acabamento melhor. Há peças de plástico mal encaixadas e é possível perceber ruídos internos ao passar por irregularidades do solo.

X60 automático

lifan-modelos-na-china (8)

O SUV X60 equipado com a transmissão automática deve desembarcar no País no segundo semestre do ano que vem. A montadora ainda não produz esse tipo de câmbio, que ainda está em desenvolvimento. A unidade testada tinha transmissão de quatro velocidades, com opção de trocas sequenciais.

Sedã 630

lifan-visita-fabrica-china (36)

O 630 é a evolução do 620, três-volumes que já foi vendido no Brasil na época em que a Lifan era representada pelo grupo Effa. Em relação ao 620, o modelo recebeu facelift no exterior e também no interior. O 630 chegará ao País com o bloco 1.8 VVT de 133 cv a 6.000 rpm e torque de 17,8 mkgf a 4.200 rpm. O 620 era equipado com motor 1.6.

O modelo está em fase inicial de produção. O visual externo é bem conservador, assim como o interior, e o modelo ainda precisa de melhorias. Na unidade que dirigimos na pequena pista, por exemplo, a manopla da alavanca de câmbio não estava bem encaixada e girava. O acabamento também precisa de atenção.

720

lifan-visita-fabrica-china (29)

Também guiamos o protótipo do modelo 720, sedã que será o topo de linha da marca chinesa. O visual externo agrada, mas certamente o carro ainda precisa passar por muitos acertos, entre eles o da suspensão, que bateu fortemente nas lombadas da pista de teste.

330

lifan-visita-fabrica-china (43)

Embora o 320 ainda esteja sendo vendido no mercado chinês, já estão sendo produzidas unidades do seu substituto, o 330, que passou por mudanças visuais no interior e exterior. Mas o modelo continua deixando a desejar no acabamento interno e é ruidoso.

O 330 será lançado no mercado chinês dentro de três meses. Para o Brasil, a montadora trabalha com a possibilidade de lançamento em meados de 2014. Enquanto estávamos na pista de testes, vimos passar o protótipo do novo crossover da Lifan, o X50. Menor que o X60 e com visual mais moderno, ele compartilhará a plataforma do 530.

Motores

lifan-modelos-na-china (21)

Também visitamos a nova linha de produção de motores, com capacidade para entregar 200 mil unidades por ano. Somada à produção da linha já existente, a capacidade aumentou para 300 mil blocos anuais. Segundo Luiz Zanini, uma nova linha, que fará os propulsores 1.8, ficará pronta em outubro, elevando a capacidade total para 500 mil unidades anuais. Em 2014, também será produzido um bloco 2.4, que equipará um utilitário esportivo grande que será feito na China.