_Destaque Europa Pickups Volkswagen

Volkswagen Amarok 2017 aparece com leve retoque e motor V6 3.0 TDI na Europa

amarok-2017-europa-1

A Volkswagen Amarok 2017 apareceu com leve retoque no visual e motor V6 TDI na Europa. No exterior, o modelo ganhou faróis repaginados e com projetores bi-xênon com LEDs diurnos, assim como grade atualizada e para-choque redesenhado. As rodas de liga leve foram igualmente revisadas.

amarok-2017-europa-2

No interior, o painel foi atualizado, assim como a padronagem do acabamento. A multimídia tem Car Play e Androi Auto, além de MirrorLink. O modelo agora adota o Multicollision Brake, que prepara o veículo para um segundo impacto em caso de acidentes. A Amarok 2017 recebeu freios maiores e ajuste na direção Servotronic.

amarok-2017-europa-3

Em termos mecânicos, agora a picape da VW perdeu o motor 2.0 TDI, que foi substituído na Europa por três opções do V6 3.0 TDI com 163, 204 ou 224 cv, tendo essa última 55,9 kgfm. A transmissão é automática de oito marchas e a tração é 4×4 4Motion, embora haja opção 4×2 e caixa manual de seis marchas. O consumo médio é de 13,2 km/litro. Aqui, provavelmente manterá o 2.0 TDI.

amarok-2017-europa-4





  • octavio cesar godoy

    Sempre não teremos as inovações que estão vendendo lá fora, aqui é tudo nas coxas, tem que ter um presidente abaixando esses impostos, só não ve quem é idiota que abaixando impostos e preços vende-se mais, a economia é movimentada, mais empregos, mas infelizmente moramos num país ridiculo

    • Victor Hugo

      Mas se abaixar os impostos como os Deputados vão ter uma vida boa, regada de luxos? A “máquina” precisa continuar movimentando, os políticos, cada um significa uma pequena engrenagem. Temos sempre que “lubrifica-los” bem.

      • everton nogueira

        Será que vendendo com menos impostos e vendendo em maior quantidade a arrecadação talvez não seria até maior? Vide outras economias.

    • leandro

      Talvez não são tão bonzinhos nem com a Europa e só trocaram de motor pra fugir do diesel gate na possibilidade do 2.0 também estar envolvido… Sabem q aqui na bananalandia podem poluir à vontade…
      Falando em poluir, não sei se vcs viram que foi aprovado no senado e só falta a sanção da presidenta a obrigação de andar com faróis acesos durante o dia, sem nenhum embasamento técnico e baseado apenas no achismo de que isso irá diminuir o número de colisões quando na verdade vai aumentar o consumo e poluição!! Ponto pra nossa “democracia”

      • GPE

        Em diversos países do mundo é obrigatório andar com os faróis acesos durante o dia em razão da maior visibilidade gerada, além da própria impressão de maior proximidade que o motorista do outro carro terá, diminuindo, por consequência, o número de ultrapassagens forçadas. Dê uma pesquisada.

        Agora imagino o quão absurdo deve ser o aumento do consumo e da poluição pelo fato de ligar os faróis. Meu carro deve passar de 8,5 pra 8,499. Vai impactar bastante no meu bolso…

        • leandro

          Não existe nenhum estudo que comprove tecnicamente que o farol aceso aumente a visibilidade, dê uma pesquisada.. Isso é empírico e achismo, em nenhum desses países a tendência no número de acidentes modificou.

          Com relação ao consumo deve-se pensar no coletivo e não no umbigo próprio. Se houver um consumo de 0,001 km/l a mais e vc multiplicar isso pelo número de veículos e multiplicar pelos km rodados diariamente garanto que o número será na média de milhares de litros a mais, fora desgaste de bateria, lâmpada e alternador e a poluição gerada para a fabricação dessas peças de reposição. Com certeza toneladas a mais de CO2 emitidos

          • Marcos megdA

            Já vi notícias falando que em alguns países diminuíram os acidentes sim.
            Agora só preste atenção o quanto fica mais confortável dirigir vendo os outros carroa com luzes ligadas. A diferença é pequena, sim. Mas fica mais fácil para atentar a proximidade. Quem dirige bastante em estrada vai se beneficiar

            • Filipe Augustus

              Sempre ando com os faróis ligados desde sempre, e eu mesmo já fiz alguns testes, os pedestres e outros carros te visualizam melhor com os faróis ligados, e não precisei fazer nenhum estudo científico para descobrir isso.

              • Marcos megdA

                Concordo em grau e gênero

          • GPE

            Sequer precisa de pesquisa pra comprovar isso. É constatado de plano. Sempre ando na estrada com os faróis ligados e isso contribui demais, seja para o carro da frente abrir passagem sem eu precisar chegar perto, seja pra evitar os carros que andam na direção oposta (quando a pista não é duplicada) forcem ultrapassagem. O maior exemplo disso são as motos. Um moto com o farol apagado é mt menos visível que uma com o farol aceso.

            Se 1 acidente for evitado, já se economiza o gasto em deslocamento de viaturas, ocupação de leitos em hospitais, pessoas sem trabalhar sendo sustentadas pelo INSS.

            Os países da união européia, o Uruguai, dentre outros tantos países devem estar errados em ter obrigado os carros a ligarem os faróis durante o dia. Talvez isso seja uma conspiração das fábricas de faróis e baterias pra venderem mais…

            • leandro

              Argumentos com base em achismos e sem comprovação técnica é o que nos torna tão amadores, o famoso “jeitão” brasileiro que tanto nos atrasa. Isso tá igual a pílula do câncer que só serve como placebo.

              Se uma pessoa precisa que o carro q vem em direção oposta esteja com farol aceso para poder enxerga-lo melhor, então está na hora de aposentar a CNH.

              Quer evitar mortes no trânsito? Bafômetro + teste toxicológico, fiscalização dos carros caindo aos pedaços que nem sequer tem farol, radares de velocidade e outras tantas formas reais de melhoraria da qualidade no trânsito que sejam realmente efetivas.

              Daqui a pouco vai ter gente falando “eu bati o carro atrás do seu pq seu farol não tava acesso”

              • GPE

                E aí, sabidão, mais de 24h e eu to aguardando vc comentar as pesquisas que mostram uma redução significativa nos acidentes nos países que adotaram o uso do farol durante o dia

                • leandro

                  Vc não mandou nenhuma pesquisa ou estudo, só mandou notícias, algo que versa do ponto de vista de um repórter.
                  Quero ver estudo com análise científica e estudos técnicos que comprovem com metodologia adequada.

                  • GPE

                    Tem aí as notícias de fontes confiáveis fazendo menções às pesquisas. Vc q ta em dúvida e que nao quer acreditar no óbvio, que pesquise pra acha-las.

                    • leandro

                      1) Todas as pesquisas citadas nas reportagens não são brasileiras, são de países nórdicos onde a luminosidade é menor em boa parte do ano
                      2) Nenhuma tem metodologia duvidada nas notícias
                      3) muitas são sobre o uso das luzes diurnas (DRL) e não sobre o farol baixo. O DRL tem cor apropriada para o uso diurno (azulada), menor consumo elétrico e acendimento automático

                      Como disse só querem defecar leis, fazer o certo obrigando o uso de equipamentos de segurança não vão fazer pois o lobby da indústria automotiva é muito maior.

                    • GPE

                      Os EUA não é um país nórdico. Mt menos o Canadá. O Uruguai tb obriga o uso e está na América do Sul.

                      O DRL não é apenas lâmpadas de LED. Se vc já observou, o Golf alemão, as bmw’s que nao tem led (116 e algumas versões da 118, bem como a 316) e o nacional Peugeot 208 tem DRL e não usam LED, mas sim, lâmpadas amarelas comuns.

                      O Brasil é enorme e mesmo em cidades dos Nordeste, há muita neblina e visibilidade baixa em boa parte do ano pela manhã e no fim da tarde (Garanhuns e Triunfo em PE, Campina Grande na PB, dentre inúmeras outras). O uso do farol ajudaria mt pq existem pessoas que não tem o senso de que a neblina dificulta a visibilidade do seu carro pelas outras pessoas

            • Sergio Moro

              kkkk. Verdade. Deve ser uma conspiração por parte das empresas de lâmpadas, baterias e alternadores para ganharem mais $$.
              Só rindo mesmo.

      • Sergio Moro

        Deveras infundada sua opinião.

        * O uso dos faróis ligados durante o dia é adotado em diversos mercados mais exigentes e seguros que o nosso.
        * Sempre esses projetos de lei passam por comissões onde parlamentares discutem e recebem o depoimento de especialistas. Portanto, foi ridículo ler ”sem embasamento técnico algum”.

        > Realmente, quanto mais dispositivos eletrônicos ligados, maior o consumo e poluição. Porém, o acréscimo será insignificativo diante do objetivo precípuo que é o de salvar vidas e evitar acidentes.

        • leandro

          Então me mostra o embasamento técnico. Deveriam estar preocupados em obrigar o ECP, isso sim deveria ter sido copiado lá de fora.

          Legislação importada não funciona na bananalandia, podem devolver a constituição pra França que aqui a bandidagem tá comendo solta

          • Sergio Moro

            Me mostre argumentos científicos que provem que o uso do farol não aumenta a visibilidade e nem diminui acidentes.

            Que cara chato.
            Se não gosta, ande com seus faróis apagados, garotinho.
            Simples.
            Ai quando vc sofrer um acidente ou levar uma multa, vc pergunta ao policial ou ao Bombeiro qual o fundamento técnico para andar com os faróis ligados.

            • leandro

              Exato!!! Você acertou em cheio! Se não tem argumentos que falam contra e nem a favor tudo que for dito é achismo e qualquer lei é empírica!

              Quero um estado que me deixe fazer qualquer coisa, dentro da ética e moralidade, se eu quiser bater o MEU carro o problema é MEU (e não do estado), se eu quiser andar com farol aceso ou apagado eu deveria fazer como eu quiser por minha conta e risco. Eu julgo melhor andar apagado pela questão ambiental e vc aceso pela segurança, então nós deixe fazer como quiser!

              As máquinas de defecar leis agora estão até querendo determinar o dia de fazer as compras no supermercado (lei aqui de BH proibindo o supermercado de abrir aos Domingos)

              • Sergio Moro

                ”Estudo do SWOV (Instituto de Pesquisa em Segurança Viária da Holanda) mostra que veículos que transitam de dia com o farol aceso correm 15% menos risco de se acidentarem.”

                Joga no google o texto.
                Pois não posso colocar link

                • leandro

                  Essa notícia da folha não cita metodologia nem nível de evidência do estudo.

                  E lá no final diz:

                  Favorável ao sistema de luz diurna, o engenheiro mecânico Alfredo Bútulo, secretário-geral do comitê automotivo da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), diz que a implementação pediria tempo e investimento da indústria. “Às vezes é preciso mudar até o desenho de peças externas para acomodar as novas lâmpadas.”

                  Nos Mercedes, por exemplo, elas costumam ficar nas extremidades inferiores do para-choque dianteiro.

                  Sem um estudo nacional específico sobre a eficiência do uso do farol baixo na cidade durante o dia, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) recomenda aos motoristas acendê-lo apenas em rodovias.

                  Já na Argentina e no Paraguai, quem circula com o veículo com o sistema de iluminação apagado leva multa.

                  De acordo com a fabricante Philips, a lâmpada comum possui tempo de vida limitado para ser mantida acesa também durante o dia.

                  A luz diurna é a mais apropriada para o claro, além de ser mais resistente e consumir menos energia do motor.

                  • Edson Fernandes

                    Leandro, aqui um estudo especifico para uso do farol baixo e citando os efeitos do DRL:
                    http://www.dot.state.mn.us/research/TRS/2011/TRS1009.pdf

                    • leandro

                      Estudo bom, na verdade acho que é uma monografia, mas como tem 80 páginas só corri o olho rapidamente, mais tarde quando chegar em casa vou tentar ler no computador.

                      Mas sem ler direito já vi viés.. Um deles é que, diferente do que querem fazer no Brasil, ele não baseia sobre o uso de farol baixo e sim do DRL que é uma luz de uso apropriado diurno raríssima aqui no br com melhor visibilidade e menor consumo elétrico, ou seja, o apropriado.
                      Segundo na metodologia parece que ele compara o mesmo tipo de veículo que após a mudança para um modelo mais novo passou a incorporar o DRL, mas que junto pode ter vindo novas mudanças estruturais e de segurança como frenagem automática, ESP, freios ABS de nova geração que influenciariam positivamente o estudo.

                      Mas como disse preciso ler com calma, pois ta em inglês, pra me convencer

                    • Edson Fernandes

                      Ok, na verdade eu não estou querendo te convencer de nada.

                      Na verdade esse estudo diz preferir na verdade o farol baixo em relação ao DRL pois em alguns exemplos ele cita que o farol baixo daria melhor visibilidade que o DRL.

                      E que em alguns carros pode existir confusão para veiculos menos ou até bicicletas de criar confusão visual com o DRL. Mas ele compara muita coisa e cita as aplicações que poderiam ser ideais, mas defende o uso do farol baixo nas estradas.

              • gabriel moraes

                gostei muito do seu pensamento camarada mas esqueceu q memso se bater o SEU carro pode prejudicar outros carros em voltas alem da trabalheira de mover viaturas, ambulancia e guincho por causa de um cara q bateu o SEU carro pq era problema dele

                • leandro

                  Eu não quis dizer que vou bater de propósito e sim que se eu bater eu já pago meus impostos justamente para custear essa trabalheira toda de viaturas, além disso também pago convênio de saúde pois sei q não dá p contar com o SUS

            • anderson

              É curioso observar como o “homem moderno” quer complicar tanto coisas que podem ser resolvidas de forma tão simples. Querem pesquisas que comprovem “tanta coisa”, mas muitas vezes estas “tanta coisa” podem ser comprovadas com apenas uma pequena observação. Por exemplo: Basta estacionar o carro na beira de uma estrada de pista simples e observar a visibilidade dos carros na faixa contraria. Os de cor cinza, azul escuro, preto (não se destacam sobre o asfalto) e com faróis acesos podem ser vistos a uma maior distancia. Essa constatação se acentua muito nas horas proximas ao por do sol, quando voce ainda não precisa de farol para dirigir, porem o farol aceso pode ser a diferença para que um outro auto o veja e não inicie uma ultrapassagem, ou um pedestre atravesse a via. Talvez um carro amarelo ou laranja não precise tanto do farol aceso. Talvez na pista dupla não seja tão importante a questão da ultrapassagem, mas permanece a do pedestre, e por aí vai…como não dá pra fazer lei considerando a cor do carro, a hora do dia, etc, é obvio que os faróis acesos trazem beneficios de vizibilidade e tendem a reduzir os acidentes. É simples assim, não precisa de pesquisa científica pra ratificar o obvio.
              Quanto aos faróis acesos na cidade a questão é outra. Como a velocidade de aproximação do veículo será em tese muito menor, a “lata” do veiculo é suficiente pra ser “vista”. E aí temos ainda um fator “psicológico” importante a ser considerado. Se tudo que “se move” tiver sempre que ter faróis acesos, voce perdera a referencia de que aquilo que “se move” com “luz acesa” esta em velocidade e é bom não entrar na frente.
              Agora, aumento de consumo? Nosso colega Leandro esta preocupado com consciência ambiental e por isso prefere não acender os faróis, então pergunto a ele se anda por aí com o radio desligado, carro sem hidraulica e o ar condicionado? Acredito que ele deve ter retirado o compressor pro caso de não resistir a tentação…

        • Aleferreira1000

          Não sei se esse motor seria bem aceito aqui também ñ. Os consumidores desse tipo de veículo são bem tradicionais. Deveria vir com um 3.0 TDI de 4 cilindros e corrente no lugar da correia dentada que arrebenta a cada 10 mi km…..

      • Octávio Coas

        Q mané consumo…. se ligar o radio vai secar o tanque em poucos kms…. pare né!
        Agora imagine a seguinte situação cara: vc e tua família viajando em uma estrada com neblina ou/e chuva e vem um bitrem DE LUZES APAGADAS (branco) passando outro caminhão …. VC ACHA Q CONSEGUE ENXERGAR???? vai ver quando o tiver a 10 mtros da tua frente…. não preciso nem continuar né….

        • leandro

          Artigo 40 do código de trânsito brasileiro

          Parágrafo IV – o condutor manterá acesas pelo menos as luzes de posição do veículo quando sob chuva forte, neblina ou cerração;

      • Paulo Lustosa

        O 2.0 da Amarok está envolvido no dieselgate… a própria VW confirmou

  • dallebu

    Com esse motor, que usa corrente, se resolveriam os problemas de correia dentada do 2.0, além de um ganho enorme em suavidade e silenciosidade.

    • Joaquim Grillo

      Nossa usa correia dentada ainda??? Não é considerada uma ótima pick-up a Amarok???

      • RFGV

        É uma ótima pick up, tenho uma 2013 com 60 mil km e não tive problemas. O problema da correia dentada foi resolvido a partir de 2013. Estou esperando a nova chegar pois não há produto parecido com ela hoje no mercado (na minha opinião).

        • rodrigo

          resolvido nao foi, pode ser que tenha diminuido.

      • Lucas

        É ótima. Eu tenho uma 2013 com 40 mil km, uso pouco, mas já tive outras duas concorrentes (S10 e triton) e te afirmo: Nenhuma caminhonete é páreo pra amarok no uso urbano/rodoviário/fora de estrada leve. E não, não dá problema se você não achar que está num Bandeirante 1991 e usar pra carregar 1 ton de carga a 80 por hora numa estrada de terra.

  • JAG

    Deveriam colocar este motor nas versões mais caras, com tração integral e no mínimo 8 air bags, ou seja versão Top, dai rebateriam a concorrência! E nas versões iniciais o motor 2.0 Turbo, modificado para 160 cv, com no mínimo 6 air bags, controle de tração e de estabilidade, como foi feito pela Ford. E esquecer este motor Bi-Turbo.

  • Fabio Marquez

    Se soubesse que Dieselgate deixaria um filho V6 teria clamado por ele antes…

    • Giovane Fortuna

      Por mais dieselgates! #euapoio

  • Eduardo Brito

    Cadê as fotos do interior?

    • GPE

      Cadê?

      • Jaspion

        Cadê?

        • Wald Queiroz

          Só dando uma base do interior!

          • rodrigo

            acho que vc pegou do gol essa imagem, nao? se nao, ficou a mesma coisa, se sim, vai vim a mesma coisa de qualquer jeito..

    • Jonas

      Cadê?

  • JAG

    A Nissan esta perdendo a oportunidade de lançar um motor parecido, que existe na Europa, na nova Frontier!

  • V12 for life

    Alguém sabe se o motor da Argentina é feito lá ou importado?

  • Kaian Reis

    Por falar em picape, alguém sabe quando vai chegar a nova frontier no Brasil?

  • Jaspion

    Provável que virá na nossa Highline no futuro…

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Os Agroboys piram na Saveirona, kkkklkkk

    • Decio Antonio Bozo

      Toyotero hater detected

      • Maçaranduba o Porradeiro.

        SQN. A Hiluke também é de agroboy…..

  • Martini Stripes

    Como no Brasil o imposto é por cilindrada e não por CO2, esqueçam esse motor. Mas até que achei mais bonita com essa frente e roda de Golf Highline.
    Vi noutro site o interior foi pro estilo do novo gol.

    • Heisenberg

      Mas o imposto para as pickups é independente da cilindrada (fixo seja, 2.0 ou 8.0)…

      • Martini Stripes

        nao sabia nao… Entao fiquei na duvida mesmo.

    • Decio Antonio Bozo

      Ja esta confirmado pro Brasil o motor V6 3.0 amigao

      • Martini Stripes

        hahahaha.
        Saudades de vc amigão! Não sabia que comercial leve a tributação era diferente de passeio no quesito cilindrada.
        Que bom que virá, parece muito bom. ^^

      • gabriel moraes

        segundo a materia nao ta ainda nao ein parcero “Em termos mecânicos, agora a picape da VW perdeu o motor 2.0 TDI, que foi substituído na Europa por três opções do V6 3.0 TDI com 163, 204 ou 224 cv, tendo essa última 55,9 kgfm. A transmissão é automática de oito marchas e a tração é 4×4 4Motion, embora haja opção 4×2 e caixa manual de seis marchas. O consumo médio é de 13,2 km/litro. Aqui, provavelmente manterá o 2.0 TDI.”

  • saosao

    Design revolucionário esse.

  • Wald Queiroz

    Você vê a dianteira e acha linda. Vê a lateral e acha linda. Mas quando chega a traseira, acho que tem algo que não agrada… Não sei o que poderia ser feito mas acho a traseira da Amarok insossa.

    • RFGV

      Faltou upgrade na traseira, concordo!

  • RFGV

    Se a mecânica de hoje esbanja potencia e tecnologia, imagina esse V6! vai dar pau em muito SUV.

    • Lucas

      Já dá pau em todas por causa do excelente câmbio, exceto na s10 no 0 a 100 (porque lá pelos 180 km ela passa), e na frontier manual de 190 cv.

  • rodrigo

    tenho quase certeza que nao virá pro brasil pelo menos daqui 8 anos, esse motor é do audi Q7, pq o audi Q7 nao vem pro brasil com esse motor? tambem é o mesmo motor V6 Diesel do Cayenne, mas nao vemoa Cayenne na rua com motor v6 diesel. tem muita gente que importa independente esses veiculos com motorizacao diesel, pq a marca nao o traz de linha? pq tem alguem segurando, imagino eu, e esse alguem vai segurar da amarok tambem. acho muito precoce a ideia de trazer um motor V6 pro brasil, sendo que o povo brasileiro quer economia inves de performance. e sem falar nos problemas, coitado de quem sonha que esse motor nao da problemas, aqui na fronteira com paraguay onde moro, tem muito dando problema com DPF..

  • Decio Antonio Bozo

    No Brasil vai ter o atual motor turbodiesel 2.0 nas versões de entrada, e 3.0 V6 turbodiesel nas versões de topo.

  • leandro

    O primeiro site tem 2 PDFs que são só gravuras e ilustrações, não dizem nada além de uns dizeres que o número de acidentes de trânsito na década de 80 diminuiu.
    No segundo site em holandês fala q em 2015 o número de vítimas fatais no trânsito da Holanda aumentou comparado aos dois últimos

  • João Silva

    Dieselgate