Volkswagen Jetta 1.4 TSI parte de R$ 78.230

28/01/2016

vw-jetta-tsi

A Volkswagen começou a produzir o Jetta 1.4 TSI na fábrica da Anchieta, em São Bernardo do Campo/SP. Aposentando o velho 2.0 8V Flex de até 120 cv, o sedã médio da marca alemã agora é vendido somente com motores dotados de turbo e injeção direta, movidos somente por gasolina.

Disponível nas versões Trendline e Comfortline, o Volkswagen Jetta 1.4 TSI custa respectivamente R$ 78.230 e R$ 89.750. A diferença aqui é que a versão de entrada agora dispõe de opção manual de seis marchas, tendo a versão Tiptronic com preço sugerido de R$ 83.630.

A troca de motores significou um aumento nos preços, já que anteriormente o Jetta 2.0 partia de R$ 75.290, sendo equipado apenas com caixa automática. A Highline continua com o motor 2.0 TSI de 211 cv e 28,5 kgfm. Seu preço foi alterado: R$ 103.990. O motor 1.4 TSI do Jetta entrega 150 cv e 25,5 kgfm. Em breve, publicaremos nossas impressões ao dirigir.

Confira abaixo os preços do Volkswagen Jetta 2016:

• Jetta Trendline 1.4 TSI – R$ 78.230 (2.0 inexistente)
• Jetta Trendline 1.4 TSI Tiptronic – R$ 83.630 (2.0 antes 75.290)
• Jetta Comfortline 1.4 TSI Tiptronic – R$ 89.750 (2.0 antes R$ 80.790)
• Jetta Highline 2.0 TSI DSG – R$ 103.990 (antes R$ 102.990)












  • Gabriel

    Vendo os preços ja da pra ter uma noção do preso que ira custar o novo cruze se for com motor turbo

    • Marcos Souza

      o cruze parte de 82 agora que é 1.8 aspirado…vai passar dos 90

      • Daniel

        A diferença é que o Cruze é vendido com grandes descontos. Meu pai fechou um LT recentemente por 70k

        • Gustavo73

          Descontos porque uma nova geração vai chegar.

          • Edson Fernandes

            Po… mas são mais de R$12000. A VW aumenta a comfortline em R$9000. E a versão equivalente Trendline em R$8000.

            Tá muito alto para um sedan que precisa ter um que dispute com outros modelos de entrada. Só para comparação, dá para pensar em Civic 2.0 LXR (em comparação ao Trendline, eu consideraria, já que o Civic tem mais itens de serie e só andaria menos). Isso sem contar que por R$89000 já tem vários modelos que já praticamente são topo de linha ou começam a ser as versões desejadas. Acho que a estrategia de preços do Jetta equivocada.

            • Gustavo73

              A VWB está apostando no motor turbo como diferencial. Ele também ganhou mais equipamentos, esp/tc, o Trendline pelo que li teria a saida de ar para os bancos traseiros, volante em couro(não sei se no Trendline com comandos) e a nova CMM. Mas mesmo assim também acho que aumentou muito.

              • Duro é que como diferencial já não cola muito. Tudo bem, os franceses tem resistência no mercado, mas temos 408 e em especial o C4 (em versões mais básicas) a preços bem mais módicos e com o motor turbo. E logo Teremos Cruze e Civic turbinados. Difícil de o Jetta emplacar algo além do quinto ou sexto lugar nas vendas.

                • Gustavo73

                  Novamente a questão é o preço de Civic só na top e acima dos 110 mil e o Cruze que não sabemos, o único que tem um turbinado sem ser na top é o C4 mas com bem menos equipamentos e a resistência do consumidor. Se ele já era 5/6 vom o 2.0 acho que.o TSi pode sim dar um impulso. Mas nada muito grande. Veja que a VWB só racionalizou o Confortline que deve ser a versão mais vendida.

                  • Sei não, hein… acho bem limitado o potencial de impacto no mercado pela troca do motor. Se ao menos viesse acompanhada de uma mudança de visual considerável… mas como medida isolada, não vejo no mercado um exemplo em que possamos nos amparar para indicar que o Jetta vá dar um salto significativo nas vendas, mesmo que fosse apenas para alcançar um possível terceiro lugar, já que nada abala a dupla Corolla – Civic.

                    • Gustavo73

                      Não acho que o objetivo seja entrar no top 3. Hoje ele fica oscilando entre o sexto e quinto lugar. Se conseguir se firmar em quarto com vendas mais perto para o terceiro do que para o quarto já seria um avanço na minha opinião..
                      Já no top 3 Civic deve tomar a liderança na minha opinião. O Corolla deve ganhar equipamentos até para ter novidades para apresentar, a sopa de letrinhas finalmente e ve chegar talvez em mais de uma versão e o xénon e teto solar que se perderam na troca de geração devem voltar. O Cruze tem condições de atrapalhar os japoneses, pode até repetir o sucesso do Vectra B o parte dele. Mas aí vai depender do cxb e de convencer o mercado. Oque não é nada fácil.

                    • mauricio

                      tbem acho, 1 civic, corolla, 3 cruze,

                • Marcelo Amorim

                  Pra VW é ruim,mas eu como dono de um,acho bom pq nao vira figurinha fácil na rua,rsrs.

                  • MMM

                    Não entendi, Marcelo. Por que isso seria bom?

                • kravmaga

                  Mas em maio do ano passado, quando fui comprar o meu carro, estavam me pedindo 90 mil pelo Citroen C4 Lounge THP.

                  Infelizmente o preço de todos os carros no Brasil aumentou tanto que está difícil achar qualquer um barato.

                  • O Lounge está a praticamente 90 mil, mas na versão exclusive, com sensores crepuscular e de chuva, ar digital bizone com saída dedicada para os bancos traseiros, multimídia com GPS, sensores de presença lateral, cruise e limitador, couro, retrovisor eletrocrômico, controles de tração e estabilidade, 6 airbags, além de contar com um interior que chega a ser primoroso quando comparado em requinte com o do Jetta, por exemplo. E consegue-se descontos e condições de parcelamento muito razoáveis na negociação ainda.
                    Aí está a diferença: não que o Citroen esteja “barato”, mas na sua versão completíssima super recheada de equipamentos, você tem o preço das versões intermediárias da concorrência, onde se sente a falta de muitos dos acessórios descritos acima, e que no caso do Jetta escondem-se em boa parte em pacotes de opcionais, e em alguns casos nem neles (6 airbags só na highline acima dos 100 mil reais).
                    Na Peugeot, o 408 sai por 86 mil na Griffe completa no preço de tabela. Portanto, sim, a VW dá um salto ao oferecer o motor turbo nas versões mais em conta, mas poderia ter pesado menos a mão nos preços. Sem levar em conta o “peso” da marca, o Jetta ainda toma um banho da dupla da PSA no custo x benefício concreto, sem as subjetividades inerentes ao mercado automotivo.

              • Edson Fernandes

                Vamos ver, mas está muito alto. Só por comparação tem o C4 Lounge Exclusive THP por praticamente esse preço. Perde em peso e suspensão mas oferta mais perante o Jetta 1.4 TSI em itens de série.

            • GPE

              Fora o fato de que vc vai ter que adicionar pelo menos uns 3mil em opcionais pra ficar equivalente aos modelos de 90mil de outras marcas.

              • Edson Fernandes

                E aí qdo vc percebe… o Jetta intermediario, custa o mesmo que as versões de topo de muitos modelos.

                Para mim ainda não vale a pena. Melhorou o motor e precisava, mas nesse preço, está ruim.

                • GPE

                  Pior é saber que vc bota uns opcionais e o preço praticamente bate no 2.0 tsi básico (que tem tudo que 1.4 top tem)

                  • Edson Fernandes

                    Exatamente! Não faz muito sentido isso.

            • Wellington Myph13

              Mas vai ter desconto bom também, pode apostar.
              Mês passado estive na CSS e tinha um 2.0 Comfortline com Teto Solar e pack exclusive com couro na cor bege por 74900…
              Por mais que seja um 2.0 antigo, o preço é extremamente atrativo pra tudo que tinha nele.
              Pode apostar que um Comfortline “Base” que já vai ter Ar Digital duas Zonas, Comandos no Volante, Piloto Automático, ESP/TCS/HLA, deve sair de 89 por 85 facil, e com um pouco mais de dificuldade deve achar por 80-82mil…
              Por 85-89 deve pegar o Comfortline com Pack Exclusive que já alcança os itens de série do Corolla XEi…

              • Edson Fernandes

                Por R$82000 eu te digo que tirando teto solar e a central topo de linha mas tendo os demais itens citados como opcional, eu te digo que seria um otimo preço.

                É um preço de alguns modelos de topo de algumas fabricantes, mas coerente com os itens de série de mimos e conforto e só faltando a parte de segurança mesmo.

                Considerando claro, o motor downsizing, ainda que seja um valor alto ao meu ver.

          • Daniel

            Sim, sim. Sem dúvidas! Mas creio que esses reajustes que o modelo teve já foram feitos com intuito de abrir terreno para a nova versão. Não creio que a versão de entrada passe dos 90k

            • Gustavo73

              A atual já custa 81 na tabela. Vai passar.

      • Vattt

        Sedan médio, todo ele vai passar dos 100 mil e carro “popular” logo, logo chegará aos 70 mil, pq “completinho” (itens indispensáveis hoje) já tem uns que passam dos 50 mil.

  • Blessa

    Um bom carro, melhor ser só a gasolina do que flex, o primeiro com cambio manual é meu preferido, pena só para a suspensão traseira e o cambio AT6 do mesmo Golf dos anos 2000.

    • Por que só a gasolina seria melhor do que o Flex?

      • Paulo

        Teoricamente. A adoção de uma taxa de compressão adequada ao combustível a ser usada. No caso do flex a taxa de compressão precisa “satisfazer” ambos os combustíveis. Tornando o conjunto propulsor a quem da sua capacidade e eficiente, caso o mesmo fosse somente dotado de um tipo de combustível. Além da taxa de compressão, resposta do acelerador eletrônico, avanço da ignição e seu tempo de acão. Todos são fatores limitantes da eficiente energética do motor.

        • george

          Bacana se fosse só a álcool

          • Ricardo

            Com Etanol à R$ 3,4 também não rola!

        • Louis

          E se a taxa de compressão do Flex for igual ao do gasolina, qual seria a desvantagem de andar no Flex com gasolina ?

          • th!nk.t4nk

            Se a taxa de compressão do flex fosse igual a do motor a gasolina, a potência cairia demais. Você seria obrigado a usar rotações mais elevadas também, logo perderia tanto em economia de combustível quanto em desempenho.

            • Pelo que vi, meu UP TSI tem taxa de 10,5:1 que é ideal para gasolina mas ele é flex.
              Com gasolina, ele rende 100 cv, Com etanol, 105 cv.
              E aí?

            • Louis

              Mas a taxa de compressão dos meus carros Flex são taxas de compressão de motores gasolina…

              • Lucas de Lucca

                Acho que ele quis dizer usando etanol. Taxa pra baixo de 10,5:1, mesmo sendo flex fica melhor com gasolina e ruim com etanol.

        • Sim , a taxa de compressão é uma questão importante, mas a tecnologia flex já evolui bastante, devem ter chegado a uma taxa que seja favorável a ambos combustíves. Temos que lembrar que nossa gasolina leva 27% de alcool já. Você acha que a durabilidade de um motor a gasolina deve ser maior que de um flex?

          • Paulo

            Para a nossa gasolina acho que não. Vendem que os motores flex são preparados para adoção de altas proporções de etanol na mistura o que eu acho que prolonga a vida útil do conjunto. Sobre adotar taxa de compressão da gasolina, o mesmo não seria flex. Só se os componentes estejam “preparados” para o etanol por assim dizer. Acho que o ponto principal é a melhora do combustível depois a adoção de tecnologia como flex e outras. Ainda tem um detalhe importante: o preço. O combustivel (gasolina ou etanol) é muito alto, logo a escolha fica puramente financeira. Exemplo possivel, meu carro é flex, assim como acredito que o seu tambem. Mas aqui em salvador, nunca usei etanol.

          • leaozin

            Guedes, o que ocorre é que o álcool tem melhor eficiencia com altas taxas de compressão, já a gasolina com taxas mais baixas.
            Como a taxa de compressão em geral é fixa, o que se faz nos motores flex é utilizar uma taxa de compressao intermediária, ou seja, o Flex não é eficiente nem com um combustivel e nem com o outro.
            O resultado disso, consumo mais elevado e potência desperdiçada.

          • Retrato do Papai

            o que existe é uma taxa de compressão que funciona de forma satisfatória com ambos os combustíveis… como o amigo “leaozin” disse, isso faz com que o motor flex seja ineficiente com ambos os combustíveis… é só reparar que alguns motores (o vht é um deles) costumam grilar muito com gasolina, não tendo esse comportamento no etanol

            sem falar que, pelo fato de a gasolina daqui já sair das usinas batizada com quase 30% de etanol, todo motor fabricado no brasil acaba sendo flex, querendo ou não, mesmo que se diga que é apenas gasolina… afinal, entre a gasolina e10 (gasolina de verdade) e a e27,5~30 (essa porcaria que nos obrigam a comprar) há uma grande quantidade de etanol, sem falar nas possíveis adulterações

            • Renan Sesti

              Só 1 detalhe… o álcool q é misturado a nossa gasolina não é o etanol vendido no posto, e sim álcool anidro.

              • Paulo

                Etanol anidro.

                • Renan Sesti

                  convencionou-se que no brasil Etanol = Alcool Hidratado então não tem logica dizer Etanol Anidro, pois seria um Alcool Hidratado Desidratado heheheheh

                  • Nostress

                    Etanol é um tipo de álcool. Hidratado ou não, o extraído da cana é Etanol.

        • Antonio_Brust

          Pena que estamos no Brasil onde o combustível possui 27% de etanol e um motor monocombustível é uma péssima ideia.

          • Eng Turbo

            E dos quais, 7% é pura ÁGUA (era 4%, porem foi aprovado esse novo valor de “impureza”)

            • Paulo

              De onde vem essa água? o etanol utilizado na gasolina é anidro.

          • Lucas de Lucca

            Esses motores monos atuais, em seu processo de tropicalização já são preparados para aguentar o alto teor de etanol em nossa gasolina. Tirando o consumo que se eleva um pouco, não traz nenhum problema ao motor. Não há nenhum empecilho para ser somente mono.
            Os motores monos antigos sim sofrem mais com o teor de etanol alto. Principalmente aqueles anteriores a 2000.

      • Renato Duarte

        Taxa de compressão ideal para etanol = 12,2:1
        Taxa de compressão ideal para gasolina = 10,5:1

        portanto a “tecnologia” Flex nunca foi viável devido à esses parâmetros. Estados Unidos que são anos luz mais evoluidos não utilizam essa tecnologia

        • “ideal’ não quer dizer que ‘não vai funcionar’. Se fosse assim, motores flex não existiriam. Perde-se um pouco em eficiência, mas ganha-se muito em comodidade.
          e Pelo que vi, taxas acima de 11;5: 1 já são boas para Etanol.

          • Lucas de Lucca

            Por favor, descreva do que se trata essa “comodidade” desses motores patos (flex) que faça valer a pena os efeitos colaterais como: batida de pino com gasolina, consumo aquém do que poderia, perca de eficiência/desempenho por funcionar no “meio termo” e o preço do etanol, que não é vantajoso em 95% do território brasileiro.

            • Renan Sesti

              parei de ler qdo li “perca”

              • Paulo

                Professor de Português….

                • Renan Sesti

                  doeu o olho… ai nao consegui mais me focar

              • Lucas de Lucca

                Corrigido e obrigado pelo toque, realmente digitei sem atenção. Agora que o português está do seu agrado podemos voltar ao assunto do site?

            • MMM

              Provavelmente você não viveu os anos 80 para saber. Tínhamos carros a gasolina, quando aumentou a oferta de álcool. Aí todos os carros eram a álcool e depois não tinha mais álcool.

              • Lucas de Lucca

                Só que hoje não temos o menor incentivo para o etanol e acredito que nem teremos num futuro próximo. Mesmo em lugares que valia a pena já não é mais vantajoso. No fim, a maioria esmagadora que tem carro flex acaba usando somente gasolina e acaba perdendo dinheiro, pois o motor não queima a gasolina com a mesma eficiência de um mono.
                Fora do Brasil todos os carros são mono, até tem alguns “flex” por lá como o E85 nos EUA mas suas vendas são baixíssimas. Ninguém quis, só aqui somos obrigados a comprar essa “tecnologia” que serve como uma saída de emergência pra usineiro desovar etanol no mercado quando o preço do açúcar não está valendo a pena.
                O mesmo penso a respeito das urnas eletrônicas, só tem aqui, ninguém mais quis. Por que será né? Mas isso é outra história hehehehe

                • MMM

                  Eu concordo, Lucas. Só que antes dos carros flex, esses mesmos usineiros decidiam fabricar açúcar ou expostas o etanol e você ficava literalmente a pé porque não tinha o combustível do seu carro no mercado. Se tornou muito comum transformar carro a gasolina para álcool e depois o inverso. Particularmente acho que o maior problema hoje não são os carros flex mas nossa gasolina com quantidade enorme de álcool.

          • Retrato do Papai

            “”ideal’ não quer dizer que ‘não vai funcionar’. Se fosse assim, motores flex não existiriam.”

            o ideal é que o nível de líquido de arrefecimento do radiador fique entre os níveis mínimo e máximo, mas fora disso o carro ainda funciona… o ideal é que a troca de óleo seja efetuada no tempo e km recomendada, mas se isso não for respeitado o carro ainda funcionará… e por aí vai…

            pode ter certeza, se um dia o VERDADEIRO motor flex existir, este virá do exterior com tecnologias de ponta, como taxa de compressão variável dos cilindros, e não essa gambiarra que tanto se orgulha a indústria brasileira…

            “Perde-se um pouco em eficiência, mas ganha-se muito em comodidade.”

            aí é que tá, essa tal “comodidade” é pura ilusão… é só observar que, assim que titia dilma liberou o aumento no preço da gasolina, o etanol disparou junto, e houve até a justificativa: o preço do etanol aumentou porque as usinas não iriam conseguir suprir a demanda que ocorreria por causa do aumento da gasolina, e essa não foi a primeira vez (nem será a última)… em 99% dos postos do país a proporção de preço entre os combustíveis sempre fica num patamar que nenhum deles possui vantagem, ficando a escolha basicamente pelo gosto do freguês… isso é causado tanto pelos usineiros (como exemplificado acima), quanto pelos postos (geralmente a venda de etanol é menos lucrativa, portanto amplia-se o preço para compensar)…

            na minha opinião o motor flex foi uma mera conquista dos usineiros… porque o consumidor só tem prejuízos (menos desempenho, maior consumo, manutenção mais frequente)…

            “e Pelo que vi, taxas acima de 11;5: 1 já são boas para Etanol.”

            é boa para o etanol mas ruim para a gasolina, o que causará detonação em momento errado e grilos

            • Cara, temos que parar com essa mania de achar que só o que vem de fora é bom.

              Quer dizer que motor flex só prestará quando fizerem lá fora?Por que a BMW tem motor flex então?

              Quem fez a tecnologia flex foi a BOSCH, empresa alemã altamente respeitável.
              os carros flex estão aí na praça há mais de 10 anos.

              Esse preconceito com flex me parece o mesmo preconceito com carro turbo de fábrica. As pessoas lembram logo de carro turbo preparado em fundo de garagem. Não dá pra comparar.

              Flex acho que comparam e pensam ainda com carro a alcool da década de 80/90.

              Vejam o UP TSI. è FLEX, é potente e MUITO econômico.

              E aí, onde ficam os seus argumentos contra o flex?

              • leaozin

                Bmw fez motor flex para aumentar seus lucros, pois a tributação de um automóvel flex é inferior a de um carro similar a gasolina.
                No caso do 320i o motor flex é o mesmo do motor a gasolina, com mesma taxa de compressão, o que eles fizeram foi apenas adaptar o restante do sistema para que ele pudesse suportar o álcool.

                Não é preconceito, é um fato que em geral a tecnologia flex só serviu para aumentar o valor dos veículos, assim como seu consumo.

                Up tsi é potente e econômico pelo fato de ter um turbo de nova geração, assim como outras tecnologias, não por ser flex.
                Se o Up tsi fosse monocombustivel ele com certeza seria mais econômico do que já é.

                • Obvio que o TSI não é potente por ser FLEX. o que eu disse, eu vc fingiu que não entendeu, é que o fato de ser FLEX não compromete o desempenho do TSI. Inclusive com alcool ele é mais potente do que com gasolina.

                  A conversão de um carro para flex não é tão cara quanto vc pensa. Custa em torno de US$100a US$200 dólares as adaptações.

                  • leaozin

                    A questão é que o Flex foi lançado como uma tecnologia agregada que gerou aumento nos veiculos, no caso especifico do civic o aumento do preço ao consumidor foi de mais de 2 mil reais, eu não quis dizer que elas são caras, mas sim que as industrias cobraram caro por isso.
                    O fato de ser flex influencia sim no desempenho, que poderia ser superior ao já apresentado.

                • kravmaga

                  E a BMW flez um flex meia boca, onde o start-stop só funciona se o carro estiver com gasolina…

              • Leandro

                Se o Up fosse só a gasolina seria ainda mais econômico, passando dos 20 km/l fácil.. Veja o consumo do up! na Europa. O Golf com esse motor na Europa faz 23,3 km/l.

                • Note que a taxa de compressão do UP TSI é a dita boa para gasolina: 10,5.1. Já fiz 18 km litro com gasosa.
                  Talvez a diferença por Golf seja por conta da gasolina da Europa ser de melhor qualidade.

                  • Leandro

                    Golf é muito mais pesado.. V

                    “Vejam o consumo de um motor [1.0] abastecido com etanol:
                    Consumo com motor exclusivo a etanol: 18 km por litro
                    Consumo com motor flex (etanol e gasolina): 12 km por litro

                    www(.)biodieselbr(.)com(/)blog/vedana/2010/carro-alcool-etanol-desvantagens-motor-flex/

                • fredggp

                  Mais aqui chega a fazer mais de 20 km/l com uma gasolina com 30% de etanol….Sei lá, mais esta diferença pequena não “inviabiliza” tecnicamente o motor à etanol como escrevem, nem potencializa a ideia do motor mono combustível.

                  • Leandro

                    Motor flex, você quer dizer né? Pro que motor a etanol é mono combustível..

                    • fredggp

                      Sim, não ficou claro!! Escrevi “aqui” e repliquei o comentário sobre motor 1.0 e sobre os dois combustíveis…

                • MMM

                  A questão principal aí é a qualidade da gasolina na Europa e não a diferença de motor.

              • Retrato do Papai

                “Cara, temos que parar com essa mania de achar que só o que vem de fora é bom.”

                não é isso, o brasil é bom em outras áreas (como agricultura e medicina), mas na área automotiva, para ser bonzinho, digamos que o nosso know how é um pouco inferior a uma alemanha ou japão…

                “Quer dizer que motor flex só prestará quando fizerem lá fora?”

                o brasil não tem p&d suficiente pra esse tipo de tecnologia… a porsche se não me engano tem um projeto de motor com taxa de compressão variável, o que seria extremamente útil para um futuro motor flex…

                “Esse preconceito com flex me parece o mesmo preconceito com carro turbo de fábrica.”

                diferentemente do flex, a tecnologia turbo só traz benefícios ao consumidor: maior potência e torque e menor consumo…

                “Flex acho que comparam e pensam ainda com carro a alcool da década de 80/90.”

                quem dera fosse! um escort cht 1.6 álcool dos anos 80 faz quase 10km/l na cidade e por volta de 13km/l na estrada… enquanto um onix 1.4 flex não chega nem aos 8km/l na cidade e 10km/l na estrada… quem dera fosse meu amigo!

                “Vejam o UP TSI. è FLEX, é potente e MUITO econômico.”

                up tsi não é econômico por ser flex, é econômico porque possui, entre outros, um motor 3 cilindros com turbo e injeção direta… o flex nessa história só piora a situação, se fosse mono combustível certamente seria ainda mais econômico…

                “E aí, onde ficam os seus argumentos contra o flex?”

                os meus argumentos contra o flex são os “benefícios” que ele traz para o consumidor: maior consumo, menor potência, manutenção mais frequente…

              • Bruce Wayne

                Poderia ser ainda mais. E ai, quais são seus argumentos?

        • Louis

          Meus 2 carros flex têm taxa de compressão de motores gasolina. Então, andando na gasolina, terá mesma eficiência.
          Agora, concordo que os Flex não são tão eficientes com etanol.

          • Lucas de Lucca

            Tem um Sentra ou Fluence?

            • Bruce Wayne

              Provavelmente ele tem um Fluence e um Civic.

            • Louis

              206 e Livina

          • Renato Duarte

            é pelo fato de que se os carros flex fossem taxados sob conformidade com etanol, se fossem abastecidos só com gasolina provavelmente

            se transformariam em carros de corrida. Por isso o meio termo para que o flex fique receptível tanto para um quanto para outro combustível.

        • Gustavo73

          Lá tem vários carros E85 não são E100, mas não está tão longe.

          • Leandro

            Problema é achar posto com esse combustível lá..

          • Renato Duarte

            mas os motores lá são especificos para aquele tipo especifico de mistura,, não são flex não.

            • Gustavo73

              Acheibque iam do E10 ao E85…

              • Renato Duarte

                Correto,, mas note que há pelo menos uma parte de mistura de etanol. Nos carros com essa especificação não é recomendado abastecer com gasolina pura pois a octanagem alta de lá prejudicaria o motor.

                • Gustavo73

                  Mas não existe gasolina pura em lugar algum. O etanol é usado também nos EUA e Europa como antidetonante, a diferença para cá é o índice lá de 5/15%.

        • kravmaga

          Os EUA tem o combustível E85, que é uma mistura em proporção fixa de 85% de etanol anidro com 15% de gasolina pura.

          Aí sim o motor pode ser otimizado para essa mistura e os 15% de gasolina fazem com que o carro pegue mesmo no frio sem precisar de tanquinho ou outras tecnologias para aquecer o combustível.

          Mas como o Brasil é uma zona, eles criaram o motor flex para tentar fazer o carro se adequar ao jeitinho brasileiro.

      • Lucas de Lucca

        Só a gasolina seria melhor que o Flex assim como o só a etanol também seria.
        O problema é o Flex, que não funciona direito nem com um, nem com o outro, ou em alguns casos que funciona bem apenas com um dos dois, o que vai contra a ideia do “flex”.

    • ÓQUEI

      Suspensão traseira?

      Pensei que seria flex, já que pelo que sei o Golf usará o TSi flex, correto?!

      • JP_SP

        Pelo que eu li ele não será Flex porque o Jetta mexicano continuará a ser vendido aqui para completar a produção.

    • José Luiz Junior

      A suspensão é Multilink em todas as versões.

    • Ricardo

      Só à gasolina hoje em dia com essa merda de combustível que temos não rola!

    • Gustavo73

      Suspensão traseira multlink, e o câmbio Aisin 6. O nome Tiptronic é como a VW chama seus automaticos. Não tem nada haver com ser exatamente o mesmo câmbio.

      • Lucas de Lucca

        O antigo não era da Aisin?

        • Gustavo73

          Sim, mas não significa que é o mesmo dos anos 2000.

          • Lucas de Lucca

            Sim claro, deve ter sido melhorado. Mas mesmo o dos anos 2000 eu já achava um bom câmbio AT.

      • oloko

        Tiptronic não seria um sistema da porsche? Tipo, o cambio é sequencial, entretanto o nome ”tiptronic” é algo patenteado pela porsche não?

        • Gustavo73

          A nomenclatura Tiptronic surgiu nos Porsche automáticos que passaram a ter a opção de trocas manuais. Todo grupo VW usa o nome Tiptronic para os automáticos, é só ver os Audi como o novo Q7 que usa o Tip de 8 marchas.

    • Phillippe II

      Mau negócio.

      Esse carro apenas a gasolina não vai rodar bem utilizando a gasolina com 30% de etanol que é vendida aqui no Brasil.

      E não faz sentido comprar um sedã desses para abastecer com gasolina premium, de 5 reais o litro.

      A diferença de consumo não deve ser tão grande. OS carros flex hoje estão conseguindo níveis de economia nunca antes alcançados (vide Up!, Ka, entre outros).

      Mas tem gente que ainda pensa que 16v é ruim… Então, fazer o quê.

      • Exato, tem gente que não quer que a tecnologia evolua, deve achar que bom mesmo é V8 dos anos 70, o resto é ‘motorzinho’.

        • Phillippe II

          Já que vc falou nos motores V8, tipicamente americanos, lá nos EUA a maioria dos Ford e GM são flex.

          Muita gente não sabe disso (ou se esquece) e fica nesse viralatismo que no Brasil tudo é ruim e lá fora é tudo maravilhoso.

          O problema dos flex é que o Brasil não sabe administrar direito (ou não quer) a questão das usinas de cana e da importação de gasolina. Se fosse adotada uma política PRÓ-CIDADÃO (e não PRÓ-GOVERNO) a gente teria uma situação bem melhor, com etanol nacional a bons preços e gasolina importada apenas para a entressafra.

          • É mesmo, nos EUA tem etanol de milho.

            • Phillippe II

              HOJE eu acho que o petróleo está mais barato que o etanol por lá… Por isso existe o flex, para resolver esses problemas comerciais (e internacionais, inclusive) e beneficiar o consumidor.

              Só que, como eu digo, no Brasil a política é feita às avessas…

          • oloko

            O problema é justamente a gasolina ter 30% de etanol, quando deveria ter bem menos.Sim la no EUA tem vários carros flex(tem até bentley flex), mas lá o preço é justo e a porcentagem de alcool na gasolina é aceitável, agora aqui a culpa é de quem por ter 30% de alcool na gasolina? Ai quando tem algum carro que é só a gasolina e vc diz que não vale a pena pelo fato de a gasolina ter 30% de alcool, a culpa é da montadora/carro ou desse governo lixo? Acho que tem que ter carro só a gasolina sim, tendo em vista ainda que o alcool só vale a pena em poucos estados do país, deveria ser algo da escolha do cliente.

            • Phillippe II

              Aqui isso ocorre por questões políticas.
              Como eu disse, fazemos política às avessas.
              A gasolina tem todo esse etanol pra ajudar os cumpanheiros das usinas…
              E o preço não baixa pra cobrir os furos da Petrobrás, pois sabemos que o petróleo importado está de graça.
              Isso engessa o crescimento interno, pois 90% dos transportes dependem do petróleo (aviões e veículos automotores).
              Que me desculpem os usineiros, mas eles precisam se adequar à nação, e não nos a eles. Precisamos de um líder de pulso firme para colocar ordem nessas questões. Chega de bonzinhos humanitários. Veja a decadência dos EUA

              • oloko

                Exato, esse governo ai não dá mesmo, sempre tomando decisões baseadas nos interesses de terceiros e não da população, me desculpe quem trabalha ou tira o seu sustento das usinas de etanol, mas por mim se precisassem ser fechadas 90% das usinas para que tivessemos gasolina de qualidade e a um preço justo, que seja, tenho o mesmo carro a quase 4 anos e coloquei etanol 1 vez só para ver qual que era, e não coloquei mais, acredito que isso acontece com muita gente no país.

                • Zoran Borut

                  E se precisássemos fechar todas as fábricas brasileiras de qualquer produto para que tivéssemos preços justos com produtos importados da China e outros países, você acha que seria bom também?

                  E aí, onde as “poucas” pessoas cujo dinheiro para comprar produtos a preços justos vem do fato de trabalharem nessas fábricas iriam conseguir emprego? Vendendo produtos Jequitichina para vendedores de produtos Avonchina?

                  A agroindústria canavieira gerava em 2009 cerca de 1,5 milhão de empregos diretos e indiretos – a mesma quantidade da indústria automotiva na época.

                  • oloko

                    Bom então pelo visto você concorda com os preços dos combustiveis aqui no brasil? Não estou dizendo que seria bom o fechamento de tudo ai que vc falou, e sim que por causa desse lobby do caraio ai dos usineiros é que rola essa palhaçada, não venha deturpar o meu comentário falando de coisa que nem foi mencionado no mesmo,fazer o que se eles não baixam os preços? Tem que fechar mesmo, foda se

          • Leandro

            São flex mas não rodam 100% com etanol, se não me engano o máximo é 85%, ou E85.

          • Leandro

            “Um carro flex 1.0 andando até 100 km/hora faz entre dez e onze quilômetros com um litro de álcool e cerca de treze quilômetros com um litro de gasolina.

            O mesmo carro 1.0 com motor a gasolina faz 17 km com um litro. Alguém poderia me dizer aonde está a vantagem de se comprar um carro flex?”

            www(.)biodieselbr(.)com()/noticias/biodiesel/comprou-um-carro-flex-entao-entrou-numa-flex-enrolation.htm

            • Phillippe II

              Ok amigo, em partes eu concordo sim.
              Mas essa sua fonte é do biodiesel, claro que vão advogar em causa própria.
              Eu só acho que o flex poderia ser muito bom, se fosse adotada uma política de acordo com esse sistema…

              • Leandro

                Bem, biodiesel é de origem vegetal, assim como o etanol. Mas biodiesel não é concorrente de etanol, pois ele é misturado ao diesel tradicional, que no brasil só está disponível em caminhões e utilitários.. Procure sobre “desvantagens dos carros flex” ou consumo de um carro flex X consumo carro monocombustível” no Google.

                “Normalmente a referência está ancorada em tempos quando os motores eram individualizados, queimando apenas gasolina ou apenas álcool. É uma realidade. Desenvolvidos para operar com um ou outro, havia melhor aproveitamento. Para criar um ponto misto de equilíbrio permitindo a capacidade, ambos os extremos perderam para que o meio fosse alcançado, mas o consumo aumentou bastante.

                Com disse com ácida sabedoria o engenheiro Sérgio Habib, maior revendedor do país e sócio na implantação da chinesa JAC, motor flex é igual ao pato: anda, voa e nada — mal. Mas esta é a escolha que fizeram para você.”

                http(://)bestcars(.)uol(.)com(.)(br)/bc/informe-se/colunas/de-carro-por-ai/motor-flexivel-verdades-mitos-e-papos-furados/

                Best cars é uma boa fonte, não?

      • oloko

        O problema é justamente a gasolina ter 30% de etanol, quando deveria ter bem menos.Sim la no EUA tem vários carros flex, mas lá o preço é justo e a porcentagem de alcool na gasolina é aceitável, agora aqui a culpa é de quem por ter 30% de alcool na gasolina? Ai quando tem algum carro que é só a gasolina e vc diz que não vale a pena pelo fato de a gasolina ter 30% de alcool, a culpa é da montadora ou então do carro? Acho que tem que ter carro só a gasolina sim, tendo em vista ainda que o alcool só vale a pena em poucos estados do país, deveria ser algo da escolha do cliente.

    • Rafael

      Que ou saiba todos vem com multilink na traseira ou estou errado?

      • Blessa

        O 2.0 que sai de linha agora, vinha com eixo de torção, não sei se este novo 1.4 vem com multilink, acho difícil já que o Golf nacional vem com eixo de torção.

        • Vinicius LMS

          Veio com eixo de torção até 2012, o modelo 2013 trouxe Multilink em todas as versões.

        • Rafael

          Na verdade todos,inclusive os 2.0 aspirados, estavam vindo com suspensão multilink. Não faria sentido tirar essa suspensão sendo que ela foi colocada a pouco tempo. além do mais, o golf que agora conta com eixo de torção é o aspirado, porque turbo com eixo de torção não faz muito sentido.

    • Wellington Myph13

      A Suspensão traseira não mudou no Jetta ta? é Multilink.
      E o AT6, apesar de pior que o DSG, você vai agradecer na hora da Revenda, pois infelizmente os Dupla Embreagem estão queimados.
      E o fato de ser apenas gasolina é bom pra qualquer estado menos SP, onde o Etanol compensa… ainda…

    • MMM

      Qual o problema com a suspensão traseira?

      • Zoran Borut

        MMM, sou meio por fora do que envolve o Jetta 2.0, mas só para ajudar, lembro de ter lido que o eixo de torção foi colocado para baratear os custos em relação ao projeto original da PQ35 usada pelo Jetta e aí começou a apresentar problemas, chegando a quebrar em algumas unidades. Por isso a VW teria substituído a suspensão do Jetta especificamente pela multilink do projeto original.

        • MMM

          Então, foi isso que não entendi. Também não sou nenhum expert nisso, mas pelo que li, a adaptação do eixo de torção na PQ35 foi mal feita e por isso causou os problemas de quebra. Aí colocaram multilink, conforme o projeto original e que até onde eu sei, não dá problemas no TSI e então o problema foi resolvido. Aí, pelo menos em teoria não existe mais nada de errado.

      • Zoran Borut

        Vou colar a explicação que o usuário Ilbris deu em outro site:

        “O eixo de torção na plataforma PQ35 foi desenvolvido para encaixar nos mesmos pontos de montagem da suspensão multilink, esta a original do projeto da plataforma PQ35. Se formos olhar para o eixo do Jetta VI, ele lembra o de um Passat I (eixo de torção em U com paralelogramo de Watt), significando que a travessa fica mesmo bem baixa, uma vez que o multilink, apesar de ocupar mais espaço, permite mais racionalidade na ocupação desse espaço, permitindo, por exemplo, um piso de porta-malas mais baixo, uma vez que não há a necessidade de levar em conta um espaço central para a subida e descida de uma travessa. Por isso que o eixo de torção traseiro do Jetta VI tem perfil diferente do eixo de torção normal dos VW após o Passat I, uma vez que estes usam perfil em H com a travessa mais próxima dos pontos de pivotagem fazendo a vez do paralelogramo de Watt em deixar o eixo no prumo.

        Pode ser que essa suspensão esteja sacrificando mais a plataforma do que o multilink original, talvez por mais massa não-suspensa (vide o tamanho da tal travessa, mesmo que a suspensão em si seja mais leve e simples que o multilink, que por sua vez só tem de massa não-suspensa os braços). De certa forma, lembra um problema que acometeu os primeiros Passats I nacionais, em que alguns exemplares chegaram a quebrar o eixo ao meio pelo fato de um dos parafusos acabar se desapertando com o sobe e desce da suspensão, enquanto o do outro lado acabava ficando cada vez mais apertado com esse mesmo movimento. Àquela época, solucionou-se o problema do parafuso que desapertava trocando-o por outro com uma trava transversal que limitava o curso. No caso atual do Jetta, pelo que vi, irão montar alguma peça que propositadamente deixa o eixo traseiro barulhento se houver algum problema. Talvez também incluam algum outro dispositivo para reforçar, mas aí não saberei.

        Se formos olhar a MQB, sucessora da PQ35 e todas as outras plataformas acima de NSF na VW, ela passou a ter uma suspensão multilink desenhada em função de um espaço destinado a um eixo de torção em H, podendo aí significar que a menor massa não-suspensa do multilink impõe à base um esforço muito inferior ao da massa não-suspensa do eixo de torção em H, que por si só já tem menos massa não-suspensa que o eixo de torção em U com paralelogramo de Watt.”

  • DevXav

    Uma excelente melhoria com um péssimo preço.

    Pra mim 89.900 deveria ser o preço do Jetta Highline com todos os opcionais..

    Enfim… Banãnia fazendo o que sabe fazer: subir preço em qualquer situação.

    • José Luiz Junior

      Vc acha que um Jetta 2.0 TSI com DSG6, Multilink, ESP e todos os opcionais possíveis deveria custar menos que um Corolla Xei?

      • Renato Duarte

        é por causa desses ai que os carros nunca vão ficar mais baratos,,, pedem-pedem-pedem pra caprichar na qualidade e baixar os preços mas aderir às melhores opções isso ninguém quer.

      • Kadu

        E de onde vc tira que o Jetta com o que vc falou tem que ser mais caro que o Corolla? O Corolla não é caro então?
        Se formos pensar assim, um carro que teoricamente é melhor, sempre vai ser mais caro.

        • DevXav

          Exatamente.
          Pior que é exatamente esse tipo de lógica que a galera usa por aqui, por isso que os preços só sobem…

          Eu sou a “Montadora X” e vendo o “Carro AX”.

          Eu, Montadora X, subo o preço do meu Carro AX, e discretamente convido as demais a fazerem o mesmo, passando esta a ser a mais nova referência de preços.

          O “consumidor” HuE paga sorrindo e compara os valores achando que “Está tudo ok, afinal de contas estão na mesma faixa de preço né? Certinho poxa!”

      • DevXav

        Quem está comparando os valores entre os carros é você.
        Eu só falei do valor que acharia RAZOAVELMNETE “justo”.

  • saulo

    Orra, aumento de quase 10 mil só por causa do motor sendo que o carro basicamente é o mesmo??? Brincanagem né….

    • No_Name

      E o Golf que chegou custando R$ 68 mil, agora custa R$ 92 mil e piorado!!!

      • Fanjos

        MUDA MAIS!!

      • Gustavo73

        Esqueceu da vokya donIPI e inflação no período né. Fiesta partia de 38 nessa época hoje custa 50.

        • Edson Fernandes

          Po…. mas de R$68000 para R$92000 é muita coisa mesmo considerando o periodo.

          • João Martini

            Ele também ganhou bancos em couro. O couro da VW é de ouro. Lembro que na época em que os opcionais da Tiguan eram soltos, rodas 18 + couro custava 11 mil. Pelo menos uns 6 era dos bancos.
            Não que eu concorde, mas “justifica”.

            • Gustavo73

              Calma, achobque os bancos em couro de série não serão os Vienna. Mas deve ter mais equipamentos, digo isso pois custar 6 mil a mais que o mexicano sem a multlink não rola. Acho que ele integra o pacote Elegance.

              • João Martini

                Não, o elegance ainda é opcional Rs. Agora eu quero ver quanto que tá o pacote Exclusive, porque basicamente é só Xenon.
                E os couros são o Vienna sim, tá igual à Variant.

                • Gustavo73

                  Se for o Vienna será bem legal. Mas li que ele teria botão de partida e os modos de condução de série que fazem parte do Elegance. Os.pacotes deve ser reconfigurados. Agora é esperar…

            • Junoba

              Lembrando que o Golf ainda perdeu equipamentos depois que deixou de vir da Alemanha ( e ainda mais depois que passou a ser feito aqui )…

              Ps: Lembrando que depois que ele passou a ser importado do México ele parou de pagar o IPI marojado e pagar um frete menor. E agora que ele está sendo feito por aqui, piorou ainda, nada justifica tal aumento…

              • João Martini

                Mas o IPI do Golf sempre foi reduzido, se não me engano. Como ele seria fabricado aqui o IPI já era abatido. Se alguém tiver certeza que confirme.

                • Junoba

                  Acho que somente uma parte, a cota só aumentava um pouco, já que ele seria produzido aqui…

            • Edson Fernandes

              Não entendo como pagam esses preços pelos opcionais. Prefiro que as versões tivessem itens de série fixos. Aí poderia ter Starline, Trendline, Comfortline, Sportline, Highline e assim por diante. Cada um já definido. Esses modelos com opcional sofrerão um absurdo na revenda e terá muita gente que abrirá mão só por conta disso.

              Eu abro mão porque considero caro o que cobram do Jetta.

          • No_Name

            E na prática não subiu tudo que eles pretendiam subir porque caparam o carro. Um Golf nacional igual ao Highline alemão de 2013 de certo custaria uns R$ 95 mil hoje.

            • Gustavo73

              O mexicano custa 85 só perde o auto hold. O nacional mantendo a mesma lista de equipamentos pela perda da.multlink deveria custar menos, ou mesmo com mais equipamentos.

          • Gustavo73

            O mexicano custa 85, mais dentro da nossa realidade. O nacional perdendo na suspensão deveria na pior das hipóteses cuatar o mesmo. Mas parece que ele ganhou equipamentos há ver quais , mas duvido valer os 5mil.

        • Junoba

          Melhor pagar 78k num Jetta, do que 92k em Golf.

          • Gustavo73

            Jetta de 78 muito menos equipado que o Golf de 92. 4 aibags contra 7(fora os outros itens de segurança), bancos em tecido vs couro, arcondicionado manual vs digital duas zonas e. por aí vai. O Jetta é o Trendline básico contra o Golf Highline top. E que o acabamento do Golf Highline é superior ao Jetta Highline. O Jetta contra-ataca com a suspensão mais elaborada. Se o objetivo é ter o 1.4 Tsi pelo menor preço o Jetta é sem dúvida o melhor negócio.

    • th!nk.t4nk

      Se bem que mudou de um motor baratíssimo e pré-histórico pra algo bem mais sofisticado e moderno. A diferença de 10 mil é porque o Real não vale nada mesmo.

  • Matheus Cavalheiro

    Não que eu goste dos flex, mas por que esse TSi é somente a gasolina e o Golf flex?

    • Zoran Borut

      O motor flex é montado no Brasil, em São Carlos – SP, o a gasolina é montado no México.

  • No_Name

    Motor monofuel, suspensão multilink… Tá melhor que o G-olf!!! E com uma diferença brutal nos preços, G-olf (TSI manual) começa em R$ 92 mil e esse Jetta R$ 78 mil…

    • CorsarioViajante

      Também achei incrível este detalhe…

    • Rafael Yashiro

      A VW está totalmente perdida. Não da mesmo para entender o que estão fazendo.
      Começam a produzir o Jetta no Brasil e começa com motor monofuel, sendo que o Flex já está sendo produzido aqui? A suspensão continua Multilink (culpa da plataforma que antiga, continua muito boa) e o Golf perde isso.
      Ao meu ver, o Jetta compensa mais que o Golf apesar de ter menos segurança embarcada, mas só pelo fato de a versão Confortline ter o TSI, já vale mais que o Gol….F.

      • Gustavo73

        Só o Jetta Confortline é feito no Brasil

    • Marcelo Ceno Dutra

      Deve ser pelo fato do Golf ser mais caro de produzir (plataforma MQB). O projeto do Jetta creio eu já está pago

      • Junoba

        Aff, é sério que eu li isso !? Admite que é lucro abusivo… Montadora não faz caridade não filhão!

        • No_Name

          E a MQB surgiu para reduzir custos… O Golf 7 quando foi lançado sofreu uma pequena redução de preços em relação ao 6 na Europa.

  • Marcos Vinicius

    Estou ansioso para ver o teste de consumo deste motor a gasolina no Jetta.

  • Michel Soares Pintor

    Imagina o valor do seguro desse carro, aqui em SP!

  • Louis

    Mas precisa urgente de um novo desenho. Novo Civic vai chegar espancando.

    • Robinho

      com certeza.

    • Junoba

      Mas ele num passou por um tapa no visual a pouco tempo ?

      • Ninguem reparou kkkkkkkkk.

      • Louis

        Sim, mas praticamente nem dá para perceber. Eu só percebo pela lanterna traseira, isso que eu sou bem detalhista. Precisava de uma mudança de verdade, mas sem perder a sobriedade que admiro nos VW.

  • RVM

    cada vez mais longe o sonho de continuar comprando carros zeros.

    por mais que alguém diga que o ideal é usado (que eu concordo, pensando financeiramente) o prazer de um zero, não tem preço.

    • th!nk.t4nk

      Se o Brasil não tivesse essa inflação maldita, você teria a opção do leasing. Nada mais é do que um aluguel a preços bem baixos. Aqui na Europa pagando 150 Euros/mês você pega um carro médio. Se pagar o dobro, pega um modelo de luxo com um motor top. Claro que pegar um usado ainda é melhor negócio geralmente, mas ao menos a pessoa tem a opção de ter o carro dos sonhos mesmo sem estar nadando em dinheiro (ou ter que financiar até o rim pra isso). No leasing, ao final do prazo do contrato (ex: 2 anos) você simplesmente devolve o carro e pronto.

      • RVM

        eh eu conheço bem… esquece soluções inteligentes no Brasil. Somos colonia de extração desde 1500… aqui so se pensa em sugar, seja como for ou em qualquer seguimento que se pense.

    • Kadu

      Pera ai… vc foi contraditório! Se o prazer do zero não tem preço, pq vc diz que o sonho de continuar comprando carro zero está longe?
      Se não tem preço, tem que comprar zero!

      • Fábio

        Acredito que ele quis dizer que a compra do usado atualmente é mais racional em comparação ao novo que é mais emocional. O primeiro a tirar o cabaço sempre será o primeiro hahahaha

      • RVM

        Não SAbe?

        Explico… Porque nao terei dinheiro para comprar um novo quando a hora chegar.

        Eu tive sempre hatchs. Celta, corsa, Astra, Stilo, i30, 308, Golf. E sempre conseguir comprar em cash entregando o outro nas ccs, e nao me apertava.

        hoje, proporcionalmente ganho mais que a época que comprei todos esses carros, mas o valor é menor exponencialmente ao crescimento do valor dos carros.

        não sei você, mas pagar 80,90 mil num carro dessa categoria é insano pra mim.

        ou seja, o prazer do zero não tem preço, mas o carro tem!

        • Kadu

          Entendi o que falou agora!
          Mas infelizmente não tenho poder para pagar isso em um zero e ainda se tivesse não pagaria.

          • RVM

            cara, se tiver paga… infelizmente a vendedora bonita e o cheiro de carro zero, seduzem qq homem. Se fizer um TD com a moça do lado então, começa a pensar besteira, ja era… rsrsrsr

  • Foxtrot

    NA,
    Por favor, publique mais sobre o mundo das 2 Rodas, pq o sonho do mundo das 4 rodas esta insustentável.
    Grato.

    • Marcelo Nascimento

      Aí, no notícias motomotivas, a discussão ia ser que a moto X custa R$60 mil e não vem nem com espaço para guardar pequenos volumes, que o banco não é de couro, etc. Não ia mudar nada! :-)

      • Foxtrot

        Prefiro discutir um popular custando 6 mil do que 60 mil :/

      • Zoran Borut

        Detesto as motos da Honda, além de caras não têm cinzeiro! hehehehehe

    • Junoba

      Concordo plenamente. Carro zero hoje é para as ´´elites“, principalmente se for carro médio…haha

  • Ricardo

    Agora o Jetta virou o melhor sedam do Brasil de vez!!

    • Edson Fernandes

      Negativo, porque ele é muito caro. E se vc ver o que vem no Trnedline e olhar o rivais verá que está muito caro!

  • CorsarioViajante

    A VW é engraçada, agora o sedã Jetta com 1.4 TSI é mais barato que o hatch Golf com o mesmo motor. Vai entender. E um é flex, o outro não. Está difícil entender o que pretendem.

    • Gustavo73

      Aí não, o Jetta 2.0 TSi sempre foi mais barato que o Golf GTi.

      • CorsarioViajante

        É verdade, e olhando as versões o jetta de entrada é bem mais simples, nem volante revestido em couro tem.

    • Foxtrot

      Mas é o normal, não? Lá fora Hatch é mais caro que Sedan pelo fato de ter uma porta a mais, não?

      • BillyTheKid

        Acho que a diferença de preços entre hatch e sedan depende do mercado mesmo. Aqui no Brasil, os hatches geralmente custam menos (Onix, Focus, HB20, Gol, enfim, pode ver que isso se aplica a praticamente todos), e estamos falando de Brasil, então duvido que as montadoras cobrem menos por algo que custa mais pra fabricar. Nos EUA parece ser o inverso.

    • SDS SP

      O Jetta vem em kits desmontados (CKD) com motor à gasolina e tals. É
      basicamente o mesmo carro comercializado nos EUA, em termos de logística
      fica melhor para a montadora, mas não para nós.

      Se fosse inteiramente produzido aqui certamente teria sido simplificado, assim como foi feito com o Golf e A3.

      • André Martani

        Com a gasolina a U$1.00 fica difícil…

    • Zoran Borut

      Não se esqueça que a plataforma do Jetta é a “jurássica” (termo que usam aqui nos comentários para qualquer carro lançado há mais de 1 mês rsrs) PQ35, enquanto a do Golf é a moderna e muito mais cara MQB (apesar de planejada para custar bem menos que a PQ35, ih, fiquei tonto agora). Então, a lógica é essa, mesmo que sem lógica alguma.

      • CorsarioViajante

        Hahaha perfeito!

    • Guilherme Borella

      Por conta da diferenciação que fazem dos mercados acabam criando aberrações…
      Parte da produção do Jetta está sendo feita no México e atenderá o mercado americano, logo ele segue outro padrão de mecânica (não é Flex e tem suspensão Multilink na traseira). Ao mesmo tempo que o Audi A3 Sedan não conta com essa suspensão mais refinada, uma vez que é uma produção para atender somente o mercado local.
      Já vimos algo parecido com o Ford New Fiesta, onde o Sedan (Mexicano) tinha um acabamento muito superior ao nacional.

      • CorsarioViajante

        Bem observado.

  • Fabio Marquez

    Não estou vendo com bons olhos a adoção do motor monofuel neste carro, todos sabemos que dentro de pouco tempo o carro vai se tornar flex, quem comprar vai tomar bucha na hora da revenda, que no caso do Jetta nunca foi boa e piora quando ele tem detalhes que destoam (para pior) dos modelos concorrentes.

    • Gustavo73

      O Jetta nacional é só o Confortline (montado CKD) o Trendline e Highline continuam vindo prontos do México.

    • José Luís

      Fabio, talvez no centro do país sim, mas aqui no Sul (RS), desde 2007 tenho carros flex usando somente gasolina… hoje a gasolina aqui custa 3,99 e o etanol 3,50… Nem me lembro a última vez que usei… por aqui não faz muita diferença não…

      • Zoran Borut

        O problema que vejo é a quantidade de etanol misturado na gasolina. Um carro que não tenha sido preparado para essas variações acaba sofrendo com elas.

        • kravmaga

          Isso é mito. Se tiver mais do que 27,5% de álcool na gasolina ela foi batizada e sabe-se lá com que. E isso vai ferrar com motores flex também.

          Os carros a gasolina modernos já possuem tratamento contra a corrosão causada pelo álcool.

          Eu mesmo tive uma Captiva, homologada no Brasil para usar somente gasolina, e que até nos EUA ela é homologada para usar E85 (mistura fixa de e 85% de etanol anidro e 15% de gasolina pura). O Fusion é outro carro que pode ser usado com E85 nos EUA.

      • kravmaga

        Não é só no Sul não. Aqui no RJ o álcool NUNCA compensou.

        E isso ocorre na maior parte do Brasil, com exceção de SP e de poucas regiões de outros estados, que têm grandes plantios de cana e usinas próximas.

        Eu só tive 1 carro flex na vida e só botei álcool para testar o rendimento e aumento de potência. Como não compensou, nunca mais ele viu álcool em vários anos de uso.

  • Jetta está ficou mais interessante que o Golf, por esse preço. Só acho que essa potência está errada, os 150cv é para o 1.4 flex. Nesta versão gasolina é 140 pocotós.

    • Gustavo73

      Negativo o 1.4tsi na Europa tem 150 cv desde o final de 2014. Não sei por qual motivo VW/Aufi e BMW mantém o valor da gasolina no etanol.

  • Daniel

    Com esses preços, acredito que muitos migrarão do Golf para o Jetta. A pessoa chega pra comprar um Golf 1.6 e com 3k a mais leva um Jetta 1.4 TSI com conjunto mecânico bem melhor, apesar de ter menos equipamentos. Bem mais negócio!

    • leaozin

      Conjunto mecânico bem melhor? Quais seriam as vantagens?

      • Vinicius LMS

        Motor 1.4 TSI, suspensão multi-link…

        • Daniel

          Exatamente! O que para mim não é pouca coisa.

        • leaozin

          Justo, estava pensando no 1.4 TSI, que no caso do mexicano automático ainda se encontra a venda na faixa de 75k em SP e que já possui ambos.
          Comparando com o 1.6 nacional realmente o jetta é bem mais negocio.

          • Daniel

            Nesse caso acho o Golf uma boa, desde que você não se incomode em ter um carro “desatualizado”. O casamento do dsg + tsi é fantástico. So me atentaria ao preço do seguro, que geralmente assusta, acredito que o Jetta seja bem menor.

            • leaozin

              O seguro do Golf realmente é alto, minha irmã comprou um no começo do ano e ele ficou em 3k, isso que ela mora no interior, tem 35 anos e é funcionária publica.

              • Daniel

                Exato. Quando meu pai foi trocar de carro, chegou a cotar o seguro do Golf, que foi o dobro do valor a ser pago no Renegade e o no Cruze.

  • Minerius Valioso

    Engraçado a Volks oferecer transmissão manual até para o Jetta 1,4 TSI. Enquanto isso a Ford continua insistindo em não oferecer a transmissão para o Focus 2,0. Pode ser que não tenha relação direta, mas é fato que a estupidez da Ford nesse quesito me incomoda.

    Os itens de série das versões Trendline/Comfortline permanecem os mesmos?

    • Luiz Felipe Mello

      Me incomoda demais, ainda mais pelo fato da combinação 2.0 + Câmbio manual ser oferecido pela Ford na Argentina. Se ainda fosse alguma dificuldade de projeto, vá lá, mas não é o caso.

      • Minerius Valioso

        Esse Focus com a transmissão manual deve ser deliciosa de dirigir. Que pelo menos a marca disponibilizasse sob encomenda.

        • No_Name

          Sob “encomenda” consegue-se comprar Fiesta Titanium manual. Podia ser assim para o Focus também.

    • Gustavo73

      Pelo que li ganharam direção eletrica, esp/tc, volante em couro com comandos, a Trendline ganha saida de ar traseira e com tiptronic troca de marchas no volante.

  • Fernando S.

    Eu não consigo deixar de dar uma risadinha marota quando leio o antigo motor 2.0 OITO VÁLVULA de 120 pangarés. Falemos a verdade… quem comprava não entendia absolutamente nada de carro, comprava pelo emblema.

    • leaozin

      O mais triste é que o divulgado para esse motor era de 116cv e 17,7kgfm de torque (motor 2.0 com menos de 18 de torque), mas que no dinamometro da fullpower chegou a incriveis 107cv e 15,3kgfm.
      Uma piada.

      • João Martini

        Essa perda enorme se dá por causa do câmbio. Esse tiptronic da VW rouba uma potência danada de motores fracos. Vide Jettana e Gol-f. No Golf (1,4 rs) e Jetta 2.5 os motores mais fortes compensam essa perda.

        • leaozin

          O novo cambio automático que vai equipar o Golf 1.4Tsi possui as mesmas características do cambio do antigo Jetta?

        • Edson Fernandes

          Compensam nada. Vai ver o consumo que eles tem e veja o quanto atualmente um Jetta 2.5 anda a mais que um 2.0 de alguns concorrentes….

          • João Martini

            O A3 não ficou ruim com esse câmbio. Mas concordo que esse câmbio da uma boa amarrada nos motores em que ele é acoplado.

            • Gustavo73

              O conversor de torque rouba potência.

              • João Martini

                Da segunda pra terceira parece que ele faz o lock Up, dá um lag violento.

                • Gustavo73

                  Mas isso no 2.0 8v.

                  • João Martini

                    Entra no perfil da car and driver no facebook, tem um vídeo lá do Golf 1.6 de 0 a 160. Faz igual rs

                    • Gustavo73

                      Mas também, ambosntem números parecidos com o 2.0 com mais torque. Mas estava pensando no 1.4 Tsi.

            • Edson Fernandes

              Eu sinceramente só acredito comparando. Não acredito que ele seja tão rapido qto o DSG ou o consumo seja o mesmo.

        • SDS SP

          Por este motivo não havia disponibilidade da transmissão AT nos modelos 1.6L da geração 4.

          • João Martini

            Se com o 2.0 8v já era ruim, com o 1.6 VHT não iria sair do lugar kkk

      • Junoba

        Pra mim era 114 cavalos que tinha chegado no fullpower…

        • leaozin

          Dê uma olhada no youtube, foram 107 mesmo: dinamometro jetta fullpower

  • Hox

    Compra MUITO melhor que o GOLf MSI (MANCOcharged Stratified Injection).

    • João Martini

      Falando em injeção estratificada, já que queriam tanto usar o 1.6 deviam ter feito uma versão FSI pelo menos.

      • Gustavo73

        Deveriam colocar no mínimo uma injeção direta.

    • Edson Fernandes

      Infelizmente a sigla MSI não e de injeção direta. E antes fosse.

  • Ygor Soares

    Jetta Trendline 1.4 TSI Tiptronic fosse na casa dps R$ 70.000 eu pensaria nele sem duvida alguma! Ja tive a oportunidade de comprar um TSI 2.0 zero com Xenon e Teto por 90 mil, não tem justificativa vender a versão mais simples do TSI por quase isso!

  • Marcos Paulo Sandri

    Será que pelo menos trocaram as fechaduras das portas por umas que não sejam descartáveis? Meu TSI 2013, que saiu da garantia há poucos dias, está com problema em duas fechaduras. Preço da brincadeira? R$ 2.400,00. No Clube do Jetta já teve proprietário que teve de trocar três fechaduras e quase todos já tiverm problemas em pelo menos uma… uma vergonha a qualidade de um item que deveria durar a vida inteira do carro.

  • EuMeSmObYmYsElF

    estou até vendo a VW lançar o Jetta 1.6 MSI

    • Phillippe II

      Não é de se duvidar.

      A VW sempre seguiu a escola alemã de usar motorzinhos pequenos nos carros (embora bem acertados) – com algumas exceções, é claro

      No tempo em que havia o Vectra, o início das vendas do Civic e do Corolla, a VW vendia o Santana, cujo AP já era considerado defasado (final dos 90’s e início dos 2000).

      Já em meados dos anos 2000, o Vectra entrou em decadência e os japoneses vieram com força total, com seus motores 1.8 16v. Que carro a VW oferecia? O Bora 8v de 116cv, completamente defasado.

      Todo mundo dizia que o Bora 2.0 era DEFASADO lá em 2006… E só 10 anos depois a VW foi corrigir isso no sucessor do Bora, que é o Jetta.

      A título de exceção, sabemos que há os motores TSI, utilizados desde 2010 no próprio Jetta e agora em maior escala… Mas são novidade, e o próprio Golf já começou a perder essa nova tecnologia por um simples motor 1.6.

    • kravmaga

      Não, vai virar 1.5 TSI no futuro, quando a VW trocar o motor 1.4 TSI pelo 1.5 TSI, como já foi relatado na imprensa.

      Quem quiser motor de cilindrada maior basta comprar o 2.0 TSI, já disponível.

      • EuMeSmObYmYsElF

        eu falei do MSI, o mesmo que está no Golf.. lançando uma versão pé-de-boi line por 70 mil… nunca duvide da VWB

  • marcelohenrique1986

    Será que a versão inicial Trendline ja vai vir com volante multifuncional? O do golf msi não é, outra coisa, li em site que a mesma versão no cambio manual será 5 velocidades e não 6, qual é a correta? Seria um grande mico se fosse 5…melhor custo x beneficio sem duvida é a Trendline manual

  • Não fosse o fato de que a VW coloca quase tudo em pacotes de opcionais, o preço até que estaria meio que “dentro” do que a concorrência cobra. Mas, pelos preços de tabela, um comfortline equipado razoavelmente (teto, sensores de chuva e crepuscular, keyless, 6 airbags, couro, piloto automático) deve ficar já bem próximo dos 100 mil (se não passar disso).
    Achei muito elevar o preço em 8 mil reais por conta da mudança de motor. Tudo bem, a diferença de desempenho e economia de combustível será certamente muito significativa, mas não é pra 8 mil reais a diferença de custos de produção entre os dois motores. O lucro aumentou, com certeza.

    • “equipado razoavelmente(teto, sensores de chuva e crepuscular, keyless, 6 airbags, couro, piloto automático) ”

      A única coisa realmente relevante dessa lista são os airbags. o resto é perfumaria.

      Pra mim as coisas mais inúteis e imbecis que um carro pode ser são ‘sensor de chuva e crepuscular’. Pra que ter isso???

      Quem quer perfumaria inútil tem mais que é pagar caro mesmo.

      • cepereira2006

        Sensores de chuva e crepuscular, bem como piloto automático, uma vez que você tem, chora quando entra em carro basicão. Ter que ficar regulando o volume de chuva no braço, em vez de prestar atenção no trânsito, deveria ser até obrigatório. Keyless eu até concordo com você, também acho uma frescura a mais para estragar. Concordo também que os airbags são essenciais.

  • Eder Rodrigo Bialeski

    esses motores turbo sao uma maravlha, mas quando novo, quero ver esses carros com uns 10 anos de idade. eu particularmente ando com arros dessa idade, nao ter que andar de pe de boi.

    • Se a manutenção for feita corretamente estes carros aqui 10 anos estarão normais, o problema é que brasileiro pensa que as únicas manutenções de carro são: óleo, pastilhas de freio e pneus; o resto só troca quando dá problema.

      Aí fica difícil.

      Um exemplo, por causa dessa mentalidade idiota, hoje é dificílimo encontrar um Marea 2.4 em boas condições. É um carro fantástico em muitos aspectos mas a maioria virou sucata.

    • kravmaga

      É só não ter pensamento de pobre e querer ficar economizando na manutenção.

      Aqui no NA tem um relato de um dono de um 3008 com motor 1.6 THP com mais de 125 mil km rodados.

    • CorsarioViajante

      Esse mesmo comentário algumas décadas atrás: “quero ver esses carros com injeção eletrônica daqui uns 10 anos”
      Várias décadas atrás: “quero ver esses carros com A/C daqui uns dez anos”
      e assim por diante… A fila anda!

  • Vattt

    Agora todos vão ter um elefante branco usado com motor 2.0 de Santana na garagem!

    • Sempre tiveram, só comprou esse 2.0 quem é burro.

    • André Pessimista

      Coloca orbitais e tudo fica sussa!

      • Vattt

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • André Pessimista

    Curioso…..vejo elemento filtrante falando mal da cachaça combustivel….. Uso alcool há anos e é só alegria. Outro ponto é como a gasosa ataca o oleo lubrificante. Usando só alcool o óleo na troca sai com cor de novo. E no escape? Usando gasoza ela fica preta por dentro rapidamente, no alcool, demora anos. Acho o alcool melhor que gasolina, devia ser mais barato e com mais refinarias.

  • Gran RS 78

    Tudo bem que o motor é moderno e turbo, mas não precisava ter ficado 8 mil reais mais caro que o antigo 2.0. Acho que o Jetta continuará a brigar pelo quarto ou quinto lugar nas vendas dos sedans médios.

  • Aldo Raine

    Jetta >>> corola >>> cruze

  • GPE

    Valor bizarro. E não me venham justificar que o Corolla XEi é 90mil e vende pq o Corolla é um carro fora do eixo em todos os sentidos.
    85mil tava muito bem pago nesse 1.4 top.

    • Wellington Myph13

      Provavelmente será “fácil” de achar um Comfortline com o pacote Exclusive por 85mil…

  • Diego Sampaio Vieira

    Jetta com motor de kombi…. Kkkkkk zuera

  • Valdemir Souza

    Se não tivesse subido tanto preço seria um produto competitivo, vai sofrer com o Corolla atual e será ESMAGADO pelo novo Honda Civic e novo Cruze.

  • cepereira2006

    Queria saber o consumo dessa barca.

  • Alvaro Guatura

    É da água pro vinho, adeus motor de Santana
    Os preços estão elevados, como sempre

  • Alexandre Maciel

    A VW age como se todo o P&D para construir esse motor tivesse que ser absorvido pelo mercado brasileiro. Aí depois as montadoras ficam de “chororô” porque não conseguem vender. Ou então ficam impondo metas surreais para concessionários que jamais conseguem atingi-las a não ser tendo prejuízo. Tsc… tsc…