Home Ecologia Volvo lança caminhões Euro 5 no Brasil, mas preços sobem até 12%

volvo euro 5 Volvo lança caminhões Euro 5 no Brasil, mas preços sobem até 12%




A Volvo lançou sexta-feira (08) a nova linha de caminhões FH que atende as normas antipoluição Euro 5 e Conama 7 no Brasil.

Com um investimento de US$20 milhões, a linha FH conseguiu uma redução de 5% no consumo de combustível e custo de manutenção semelhante ao atual. No entanto, a montadora ainda não revelou o preço do aditivo para atendimento às novas normas.

A linha FH compreende caminhões com potência entre 420 cv e 540 cv, e equipados com novos cubos de redução e transmissão automática I-Shift. O aumento médio ddos preços da Volvo foi de 11%.

A linha FH teve acréscimo de 10% nos preços, a FM 12%, a FMX com motor de 13 litros subiu 10% e com motor de 11 litros aumentou 12%. Além da Volvo, a Mercedes-Benz também aumentou os preços entre 8% e 15% para atender às normas Euro 5 e Conama 7.

Arla 32

Euro 5 e Conama 7 exigem que o caminhão utilize o aditivo Arla 32 para reduzir as emissões de poluentes. Feito a base de uréia, o Arla 32 captura as partículas de óxido de nitrogênio resultantes da combustão do motor.

Colocado em reservatório separado, o Arla 32 precisa ser reposto a cada cinco abastecimentos com diesel. No entanto, o custo desse aditivo fica com o proprietário do veículo.

Além do aditivo, os caminhões Euro 5 só podem receber diesel com baixo teor de enxofre, o que significa abastecer somente em uma rede de 2.500 postos credenciados com este tipo de combustível. O governo diz que a rede é suficiente para atender a nova frota Euro 5.

Já para o Arla 32, a Volvo diz que terá uma bomba de 20 litros em cada concessionária Volvo em todo o país. A montadora sueca teve participação de 24,8% no semestre e quer fechar 2011 com 57.000 caminhões vendidos no Brasil.

[Fonte: Automotive Business]


  • FAELTIMAO

    Como se pode ver, ajudar o meio ambiente custa caro!!!Mais uma vez o governo não contribui,sem ajuda como isso vai dar certo no Brasil?!!Fica dificil né…..

    • paganeli

      Tenho dó os proprietários quando for fazer alguma intervenção corretiva neste sistema…… ficará mais barato trocar o veículo por um novo do que consertar…

  • JeraDF

    sabem qnt é 10 -15% de um caminhão desses?!?!? de 35 a 60mil reais!!!!
    aonde q uma atualização e o conjunto de uréia vão custar 60mil reais a mais para a fabrica!?!?!?

    • Brunobrasil

      Olha, para o Euro 5 muda uma série de coisas, não é tão simples assim. Tem que adicionar filtro de partículas diesel, objeto este que, pelo menos nos carros, é bem caro; muda-se o escapamento (sofisticado, com sensores etc); acrescenta-se uma nova bomba para a drenagem do Arla 32; uma central eletrônica é acrescida no sistema; mais um tanque no caminhão para a solução e tal… Sem falar que todas estas peças por enquanto devem ser importadas da Europa e que nenhuma empresa coloca alguma coisa a preço de custo, certamente eles tem que tirar uma margem de lucro em cima destas peças que foram inseridas no caminhão, né?!

    • paganeli

      A questão do custo é até justificável. O erro é termos que fazer uma "gambiarra" para atender a legislação, ao invés de exigir melhora da qualidade do combustível. Mas é mais fácil fazer alguém (nós consumidores) pagar a conta, do que investir na Petrobrax.

  • Pedro Evandro

    Arla é um grupo de lácteos da Dinamarca. :p

  • CharlesAle

    É verdade,já passou da hora da petrobras colocar um diesel mais limpo,mas como toda estatal,é lenta,cara e improdutiva!!!

    • Castle_Bravo

      A alguns anos a Petrobrás está melhorando a tecnologia das refinarias e colocará no mercado a partir de janeiro de 2013 um diesel com 10 ppm de enxofre, quantidade exatamente igual a que existe nos EUA, Europa e Japão.

      O diesel atual com 500 ppm de enxofre sairá de circulação, apenas equipamentos agrícolas poderão usar.