WillGo chega com preços mais atraentes para disputar espaço com Uber

29/03/2016

willgo

O aplicativo de transporte WillGo começa a operar em breve de forma oficial no Brasil, mas já pode ser contratado no Rio de Janeiro e em São Paulo. A novidade é que terá tarifas mais em conta que o polêmico app usado até o momento.

A diferença principal a favor do WillGo é que não há tarifa dinâmica, que encarece os custos para os motoristas, já que têm de pagar entre 20% e 25% do valor da corrida em taxas, apesar de ser um incentivo no momento em que poucos carros estão circulando.

No WillGo, o motorista paga taxas fixas, que podem ser bianuais (correspondente a R$ 170/mês), anual (R$ 220/mês) e trimestral (R$ 350/mês). O pagamento das corridas é feito diretamente ao condutor em até 24 horas.

No caso dos clientes, estes poderão pagar as corridas com cartão de crédito no serviço PayPal e podem escolher pelo smartphone cinco tipos de veículos: SUV (sedã de luxo), Amor (blindado), Black (sedã comum), Smart (compacto) e Moto (para entrega de documentos e encomendas).

Bons motoristas podem virar favoritos no momento da busca, caso estejam por perto. Além disso, pode-se agendar uma corrida com até 48 horas de antecedência. O serviço Premium permite pagar uma taxa anual de R$ 69,00 e escolher qualquer tipo de veículo, ganhando ainda 5% de desconto nas viagens.

Outro destaque do WillGo é que os valores são fixos em todo o Brasil, diferente do Uber. Isto ocorre porque o aplicativo calcula o valor das corridas dependendo da quilometragem e do tempo de viagem. Em alguns casos, um serviço Black custará menos que um táxi bandeira 1. Não há cobrança de tarifa base, enquanto o Uber cobra de R$ 2,00 a R$ 3,80 e o táxi B1 em torno de R$ 4,50.

Confira abaixo os preços das tarifas do WillGo:

Serviço – Tarifa Base – Adicional por km – Adicional por minuto

• WillGo SUV – zero – R$ 3,53 – R$ 0,62
• WillGo Smart – zero – R$ 1,61 – R$ 0,32
• WillGo Moto – zero – R$ 1,00 – R$ 0,20
• WillGo Black – zero – R$ 2,72 – R$ 0,43
• WillGo Armor – zero – R$ 5,00 – R$ 0,88

Os carros do serviço WillGo partem do ano 2008 e são obrigados a ter bancos em couro, ar condicionado, seguro próprio e quatro portas. A empresa espera ter entre 3 mil e 4,5 mil motoristas no Brasil e diz que os que já participam são, em média, 80% oriundos do Uber.

[Fonte: Gizmodo]













  • Preetinho

    E viva a concorrência

    • Carlos Eduardo

      Agora o governo vai intervir…kkkkk

    • Blessa

      Concorrência sempre é bom para os consumidores, mas esse e outros do mesmo ramo são apenas algumas pessoas ” Nerds ” que criam aplicativos para nada mais nada menos ganhar dinheiro em cima de
      “escravos”, que vão sim ganhar dinheiro dirigindo mas apenas para sobreviver, em quanto os donos do aplicativos ficam milionários em pouco tempo.

      • thiago oziris

        Verdade…

  • Zé von Mises Silva

    Os taxistas estão tão gentis ultimamente em S.Paulo que eles perguntam, antes da corrida:

    “dotô, quer o preço fechado ou vai ARRISCAR no taxímetro?”

    “taxímetro, por favor”

    “dotô, sei não… Tão dizendo que tem trânsito na marginal… O senhor vai pagar mais, hein…”

    No RJ nem perguntam. E só avisam o preço [fechado] ao término da corrida.
    Manaus, Aracaju, Recife idem…

  • CharlesAle

    O Blindado chama amor???..Como se diz, quem ama, cuida!!!

    • Leonardo C.

      Acho que deveria ser Armor, faltou um R aí no meio.

  • Alvaro Guatura

    Interessante permitir o serviço de motos.. quem sabe o Uber adote

    • Ubiratã Muniz Silva

      só pra entrega de encomendas. serviço de motoboy, não mototáxi.

      vale lembrar que em alguns países da Ásia (acho que na Tailândia) a Uber tem um serviço de passageiros em moto. É o único serviço da Uber no mundo inteiro que aceita, aliás, pagamento em dinheiro.

  • O Uber vai perder várias corridas nessa. E pro motorista, se quiser ter os 2 aplicativos, também não é ruim.

    • Louis

      Será que não daria conflito? Tipo, 2 aplicativos chamando simultaneamente?

      • Marcelo Nascimento

        Hoje já tem aplicativo que concentra o easy, 99 e resolve aí. Mostra o ícone dos 3 na tela, o cara escolhe qual ele quer. Não vejo como ter problema.

        • Louis

          Mas será que não há cláusula de exclusividade? Tipo uma operadora vai permitir que o motorista, mesmo estando disponível naquele momento, opte por atender outra operadora ?

          • No Uber pelo menos não tem nada disso hoje,e cobrando de 20 a 25% seria burrice querer ser ‘exclusivo’. Creio que essa nova, uma vez que o motorista pague a taxa dela, também não se importe (até pq o modelo deles é de taxa fixa mensal, pouco importando se o motorista rodou o mês inteiro ou 2 horas no mês).

          • Marcelo Nascimento

            Boa pergunta. O Thiago disse que no Uber não tem. Falando dos taxis comuns, olhei no easy e no 99 e os dois permitem:

            17. DA LICENÇA
            17.1. A EASYTAXI concede ao TAXISTA uma licença limitada, pessoal, não exclusiva, não transferível, não comercial e plenamente revogável, para utilizar o APLICATIVO em seu aparelho celular, tablet ou computador em conformidade com as condições previstas neste TERMO.

            O 99Taxis é grátis, fácil de instalar e você não precisa abandonar sua forma atual de conseguir passageiros!

    • rafael azevedo

      sera que a willgo aceitara se eu trocar meus bancos do meu fiat Ideia por bancos de couro

  • th!nk.t4nk

    Banco em couro obrigatório, em um país tropical? Brasileiro é um ser estranho.

    • Aristeu Junior

      acho q é pelo lance da higiene né.
      além disso, o ar-condicionado tbm é obrigatorio, logo a pessoa não vai entrar sem camisa e encostar as costas num banco pegando fogo…

      • Eduardo Tagliaro

        Entrar sem camisa?? E onde fica a higiene por parte do passageiro?

        • Aristeu Junior

          tu não entendeu champs, eu falei q o banco de couro é questão de higiene, mais fácil de limpar, não gruda sujeira…. não falei q o cara vai entrar sem camisa
          -.-‘

          • rafael azevedo

            E se eu colocar banco de couro na minha Fiat idea será aceito

  • Lucas Irrthum

    É uma opção interessante, sem dúvidas. Mas o meu questionamento é o seguinte: será que este valor fixado por km, realmente vai dar lucro aos motoristas? Em 29/03/16, todos os condutores da Uber fizeram uma paralisação geral devido ao baixo preço das corridas.

    • No fundo o que complica o Uber é a alta taxa de cobrança deles, de 20 a 25%, além de uma política agressiva de estimular cada vez mais motoristas, que acabam dividindo o mesmo ‘bolo’. Para os passageiros sai bem mais em conta do que um taxi em muitas vezes (já paguei 73 reais de Guarulhos até o fim do mundo em SP, sairia no mínimo o dobro de taxi), mas pro motorista realmente fica inviável. O que eu gosto no conceito de empresas como o Uber e agora a WillGo, é que ninguém paga pra entrar, nem pra sair. Se não está rentável, para de dirigir e pronto. Certamente a Uber muda as regras quando não tiver ninguém disposto a dirigir pra ela.

      • Lucas Irrthum

        É tudo menos burocrático, sem dúvidas. E a tendência é aumentar a concorrência da Uber por aqui. Esse tipo de transporte de passageiros virou uma febre, muitos empresários estão investindo nesse ramo.

    • Lucas

      é história conheço alguns motoristas de Uber que tão ganhando muita grana aqui em porto alegre tiram 8k/ 10k por mês

      • Lucas Irrthum

        Aqui em BH, por várias vezes, andei com motoristas novatos. Diziam que estavam trabalhando a menos de uma semana. O número de motoristas cresceu muito por aqui, e aí o preço cai demais.

        • Lucas

          Aqui em poa tem muitos, mais fácil conseguir um Uber que um Táxi

      • thiago oziris

        Só se for aí ,porque aqui em são Paulo o negócio com o uber está osso as taxas estão matando a planta…

    • Rogerio

      Se tiver a mesma demanda vai dar lucro superior ao da uber de 15%.

  • shdn2010

    O sindicato dos b*andidos taxistas piram com mais essa concorrencia.!!!

    • Carlos Eduardo

      Com certeza!!! E os ilegais correm da fiscalização!!!!… Kkkkkkkk

    • Lucas

      em grande parte drogados

  • João Cagnoni

    “A novidade é que terá tarifas mais em conta que o polêmico app usado até o momento.”. Não entendi, comparei as tarifas e as do Uber são mais em conta.

  • Carlos Eduardo

    Vai ter viário para todos?????..kkkkk

  • Ubiratã Muniz Silva

    my two cents.

    eu dei uma analisada nas opções de ambos para os motoristas.

    o Willgo, na minha opinião, oferece dois grandes problemas, relacionados entre si (síndrome de tostines)
    1 – ainda não tem uma base de usuários consolidada
    2 – ainda não tem muitos motoristas

    a questão, é que os motoristas não se interessarão em pagar uma taxa fixa mensal relativamente elevada (o cara tem que ser meio maluco ou corajoso pra pegar um plano de dois anos para um serviço que ele ainda não sabe se dará retorno, e a taxa trimestral mais em conta é de 350/mês) se não houver expectativa de retorno, e os usuários não migrarão para o serviço se não houver disponibilidade de motoristas.

    eu acho que a estratégia de entrada da Willgo no mercado tá errada. fica complicado atrair novos motoristas. pelo menos nesse primeiro momento em que a base de usuários do serviço ainda não é grande, cobrando uma tarifa fixa mensal. A meu ver, a empresa deveria (ao menos no começo) adotar uma estratégia similar à da Uber, cobrando percentual sobre o valor da corrida, ainda que em percentuais menores que os da americana, para atrair motoristas para o serviço. Também considero desnecessária a exigência de bancos de couro para a categoria “Smart” (carros pequenos), o UberX não exige isso.

    Outro porém é que o modelo de “taxa mensal fixa” não é interessante para aqueles que querem trabalhar com o carro particular nas suas horas livres para complemento de renda (eu cheguei a pensar em fazer isso em momentos de maior aperto, mas na época meu carro não era elegível para o UberX – hoje é). Supondo uma base de usuários consolidada, esse modelo de credenciamento de motoristas só é interessante para aqueles que dirigem em regime de dedicação exclusiva.

    Outro porém é que a Willgo só cobra por km rodado, não tem tarifa mínima de corrida. Isso também é muito bom para o usuário mas também é um desestímulo a eventuais candidatos a motoristas.

    da forma que está, é boa só para os usuários e para a própria empresa.

    O que eu achei particularmente interessante na Willgo é que, ao contrário da Uber que já se manifestou abertamente não ter interesse em atuar com cidades de menos de um milhão de habitantes, ela tem interesse em preencher essa lacuna. Nessas localidades, sim, ela vai crescer rapidamente. Onde o Uber já existe, acho meio difícil que ocorra uma “migração em massa”.

    não tô dizendo que a Uber é boazinha com seus motoristas, não é, mas, se eu fosse entrar nesse mercado hoje para trabalhar, o sistema de faturamento da Willgo não me convence nem um pouco. Seria legal se ela oferecesse opções de planos: ou a tarifa mensal ou uma participação no valor da corrida, à escolha do motorista.

    • thiago oziris

      Vc está com uma visão de mercado melhor que a própria willgo ,vc tem que trabalha lá .

  • Mayck Colares

    Muito interessante!!! Gostei dos diferenciais. E falo como um usuário do Uber pelo menos 15 vezes por semana.

  • Rogerio

    Alguém já começou a trabalhar pela willgo?
    Meu irmão pagou a taxa para iniciar e nada de funcionar o aplicativo. Não funciona nem o de passageiros nem de motoristas .Estou achando que é golpe!

  • Rogerio

    Cuidado com este App meu irmão fez todos os procedimentos para se tornar parceiro, inclusive pagou a taxa é já pode ficar online , porém ele nunca recebeu nenhuma chamada e o mais estranho, tentem baixar o app de passageiros se cadastrar para pedir um motorista. (Esquece não dá )