Lançamentos Motos Yamaha

Yamaha NMax 160 chega para enfrentar o PCX por R$ 11.390

yamaha nmax 160 abs 2017 12

Além da MT-03, a Yamaha apresentou neste sábado (19) o novo scooter NMax, que chega às concessionárias na primeira quinzena de maio. O modelo será oferecido por R$ 11.390, o que representa uma diferença de R$ 576 em relação ao valor cobrado por seu principal rival, o Honda PCX 150, mas “recompensa” o preço superior com uma série de diferenciais, como é o caso dos freios ABS de série.

O novo NMax é equipado com um motor monocilíndrico de 160 cc, com quatro válvulas e arrefecimento líquido, que desenvolve 15,1 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 1,47 kgfm a 6.000 rpm.

Este propulsor traz o sistema VVA (Variable Valve Actuation) de controle de abertura variável de válvulas, algo exclusivo entre os scooters. O sistema determina o momento de abertura e fechamento das válvulas tanto de admissão quanto de escape. No caso do Yamaha, o sistema comanda o momento de abertura e fechamento das válvulas conforme a rotação do motor e a carga, tudo controlado através de uma unidade eletrônica.

yamaha nmax 160 abs 2017 6

Além disso, o cilindro é deslocado a partir do centro do virabrequim, visando reduzir perdas por atrito. Ao deslocar o cilindro, a posição da biela é perpendicular em relação ao cilindro, no momento da combustão, o pistão não é forçado contra a parede do cilindro. Isso melhora o torque do motor. Esta tecnologia estreou na Yamaha YZ450F.

Outra novidade é a tecnologia DiAsil (Die cast Aluminum silicon). O desgaste do cilindro é ocasionado pela temperatura que não é totalmente dissipada das paredes internas, com este sistema a dissipação do calor é mais efetiva, o que reduz o atrito causado entre o pistão e o cilindro.

O Yamaha NMax traz freios a disco dianteiro e traseiro de 230 mm, com sistema antitravamento (ABS) de série. Já a suspensão traz amortecedores traseiros Double Shock (curso de 90mm na roda) e garfo dianteiro com curso de 100mm. As rodas de 13 polegadas forjadas em liga de alumínio são calçadas com pneus sem câmara (110/70 na dianteira e 130/70 na traseira).

yamaha nmax 160 abs 2017 7

Nos demais destaques, há porta-capacete com capacidade de 25 litros, painel de instrumentos digital em LCD com computador de bordo, indicadores de pilotagem econômica ECO, de consumo instantâneo e de nível de combustível no tanque, dois hodômetros parciais, relógio e avisos importantes, como o momento de troca do óleo lubrificante e da troca da correia do sistema CVT (Continuosly Variable Transmission).

A lista inclui ainda faróis e lanternas de LED e tanque de combustível com capacidade de 6,6 litros de gasolina e reserva de 1,4 litros, entre outros.

O NMax estará disponível nas cores Titanium Grey (Cinza Fosco); Power Red (Vermelho Metálico) e R-White (Branco Metálico). A Yamaha vai oferecer ainda revisões com preços fixos.

Galeria de fotos da Yamaha NMax 160





  • Alvaro Guatura

    Chegou para bater de frente com a PCX, e está nivelada.
    Falta o start&stop, mas dá o troco com o ABS.

    • wagner

      Não sei se tem algo haver, mas o start&stop nas PCX estavam dando muito problema na bateria, com menos de 01 ano de uso já não seguravam mais carga. Algumas a Honda trocou em garantia e outras não, alegando “mal uso”…o que deixa a desejar é o valor dessa bateria que é em torno de R$ 1 mil, quase 10% do valor da PCX.
      Talvez por esse motivo a Yamaha decidiu não instalar esse sistema na Nmax…

      • Alvaro Guatura

        Tive duas PCX, participei muito de fóruns… Nunca vi muitas reclamações da bateria, raros casos isolados.
        Claro que se a pessoa apenas ligar a moto pra ir na padaria a 3km de casa, pega um monte de farol, ai não há bateria que aguente, mas o sistema é muito bem dimensionado e melhorado na 2a geração, se a bateria está com nível baixo o sistema desliga sozinho até que ela esteja recarregada.
        Vi reclamações de gente que chega em casa, a moto desliga sozinha (ao ser estacionada na garagem), e ESQUECE A CHAVE LIGADA (como o motor desligou, se confunde). Aí vai matar a bateria mesmo.. farol ligado e tudo..

        • wagner

          Quase todas as pessoa que conheço e que tem a PCX tiveram problemas relacionados a bateria e ao start&stop….inclusive muitas delas deixaram de usar o star&stop depois dos problemas apresentados, principalmente o da primeira geração quando foi lançada a PCX, agora quando para no farol a PCX fica sempre ligada!.

    • dallebu

      Tenho uma PCX 2014 e gosto muito da moto. O start/stop nem uso pois tem poucos semáforos no caminho que faço.
      O que mais gosto dela é estabilidade, dirigibilidade, economia e design e motor de arranque sem barulho.
      O que menos gosto é dureza e curso da suspensão e baixa capacidade do tanque.
      O que eu melhoraria é a potência e fôlego na estrada.
      Trocaria fácil pela N-MAX, eu ganharia em curso da suspensão, ABS e mais potência, comparando com a PCX 2016.

  • Ailton Junior

    é bonita e prática. espero que venda muito

  • Leandro Santos

    Só faltou mesmo o desliga no para. No mais, é bem superior a pcx. Questão agora é ver consumo. O preço eu já não digo mais nada. Preços no Brasil são surreais.

  • Eduardo Brito

    Parece ser uma moto muito boa. A PCX que se cuide…

  • Tosca16

    Não duvido ser melhor que a PCX, um dos poucos produtos da Honda que tenho que elogiar (falando nas pequenas cilindrada) … Mas sabe como é, Yamaha peca pelo atraso em relação a sua concorrente, demorou muito para lançar e agora tem uma concorrente de peso, que é a PCX, imagino se tivesse inaugurado este segmento a anos atrás se não seria até mesmo o carro-chefe da marca aqui. Bom, preço, idem; se fosse comprar uma scooter eu iria de Dafra, isso mesmo, Dafra, ruim que seja a revenda, são boas motos, especialmente a linha de scooters da SYM; pegaria a Citycom 300i usada, pelo mesmo valor ou algo a menos, trazendo mais potência e conforto e com seguro sabiamente mais em conta, além de chamar menos a atenção para os roubos.

    • Tito Reis

      Pois é por ser da SYM, estou esperando o lançamento da Fiddle 3, uma pena que primeiro falaram fevereiro/2016 depois março e li ontem que será em abril.
      Como essa NMax vem só em maio continuo esperando.

      • Tosca16

        Sinceramente não sei por que tais montadoras não vem como marca própria, não tem concorrência forte aqui, qualquer coisa melhorzinha já se torna a melhor do segmento … E a Yamaha abra o olho, até a Shineray passou ela nas vendas, cuidado dona Honda, nasceu uma concorrente a altura (ironia) .

        • Guilherme7TW

          A Shineray passou quem em vendas? Se se refere a Yamaha não sei que fontes utiliza, pois na Fenabrave a Shineray continua muito longe da Yamaha (esta por sua vez a quilômetros da Honda).

          • Tosca16

            Usei a própria Fenabrave, foi motivo de chacota isso até nos fóruns… mas é claro, por que agora estão computando as cinquentinhas. Mas eu vi que em fevereiro a Yamaha passou novamente e reassumiu o lugar de segunda em vendas, mas em Janeiro deste ano e Dezembro do ano passado ela tinha sido ultrapassada.

      • Tosca16

        A Dafra poderia trazer esta Daelim Steezer 125 .

        • Lucio Adriano Mendonça

          A Dafra tinha era que trazer a Apache 200cc. Eu queria uma Riva Trail pra subsitituir a minha que esta com 40 mil.

          • Tosca16

            Poderia vir também, aliás seria uma excelente opção diga-se de passagem …

          • José Rufino Martins Martins

            Esta também existe alguma possibilidade de desembarcar no Brasil? Qual seria o preço?

  • Pedro Cunha

    Considerando o tradicionalmente porco e destreinado pós-vendas da Yamaha aliado aos preços “de boutique” das peças, vai vender tanto quanto Dafra e ser tão confiável quanto shineray.

    • Guilherme7TW

      Confesso que tenho uma certa paixonite pela Yamaha, e os preços praticados na sua rede de concessionárias são irreais, ainda mais aqui na região de Campinas – SP onde só existe a Madia, uma corja imunda que cobra preços ainda mais absurdos e não tem praticamente nada de peças a disposição além da linha 125 (e ainda olhe lá). Geralmente me desloco até Jundiaí para comprar peças (ainda caras, mas bem mais em conta que em Campinas).

      Mas meu comentário se deve ao sua citação sobre confiabilidade. Já tive experiência com motos chinesas, as Hondas, Yamahas e Suzukis da vida, na minha experiência as Yamahas foram as mais duradouras, não só em mecânica mas no conjunto também.

  • Romulo Moreira

    Só no visual que fico com a PCX, de resto vou de NMax, principalmente pelo ABS….

  • Guest

    Impressão minha ou a garupa está quase sentada nas mãos na primeira foto?

    Concorrência é sempre bem-vinda (e se fosse pra escolher eu iria de NMax), mas que precinho salgado (como tudo).

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    eeeh, pagar 11k em uma lambreta…
    #Tafod@serbr

  • Marcos-DF

    Gosto de scooter tipo o SH300, com plataforma plana…esses com túnel não me atraem muito. Como o SH tem um preço absurdo, e o PCX não me agrada o design, creio que o ideal para mim seria esse NMAX…que não tem start/stop, mas retribui com o ABS que na minha opinião é mais importante, pois se trata de segurança.

  • Gian

    Levando em conta que tem ABS de série, o preço está coerente (se comparado à PCX).
    Nesse caso, ponto para a Yamaha.

  • João Silva

    Esse aro 13 achei sacanagem, a Neo tinha aro 16. Aro 13 é muito pequeno para nossas ruas lunares

  • José Rufino Martins Martins

    Amigos e amigas ela chegou a SHI 300 da honda, tenho uma deliciosa HONDA LEAD 110 e uma poderosa PCX 152,9 da HONDA também, o momento é de todos manterem a calma não se apressarem porquê afinal de contas deve estar em breve nas concessionárias uma de minhas scooter preferida a YAMAHA NMAX. Agora, será que vale a pena ainda aguardar o preço final ou já ir para a fila? Esta NMAX da Yamaha tem tudo que eu preciso, mas o preço da MAXSIM 400I me faz parar no tempo e pensar um pouco mais, até mesmo porquê a nova CITYCOM está com um pouco mais de potência e manteve praticamente o mesmo preço! Boa sorte a YAMAHA NMAX, a HONDA PCX DLX, a MAXSIM400I, a CITYCOM S 300, a HONDA SHI 300, mas LEAD é LEAD e essa é mais gostosa

    • José Rufino Martins Martins

      ….continuando, é verdade também gostaria de ter uma YAMAHA NMAX 160?

      • José Rufino Martins Martins

        A HONDA PCX tem forte concorrente mas terá como vantagem o preço, talvez uns 2.300,00 a mais!

  • Danilo

    A Nmax esta mais superior que a PCX. Tenho um PCX 2014. Vou vender para pegar um Nmax…



Send this to friend