Etc

10 atitudes para economizar no seguro do carro

economizar-no-seguro-do-carro-620x412 10 atitudes para economizar no seguro do carro

artigo_patrocinado 10 atitudes para economizar no seguro do carro



Lista aponta tudo o que você precisa fazer para encaixar o valor do seguro do automóvel no seu orçamento

Modalidade de serviço que se compra torcendo para nunca precisar utilizar, o seguro de carro deve ser levado em consideração desde o momento da compra do automóvel. Na prática ele é um item obrigatório para todos os proprietários de carros, especialmente os que vivem nas grandes cidades do país.

Existe uma grande oferta de seguradoras, que oferecem benefícios e serviços adicionais que vão além da “simples” missão de proteger o seu bem. Algumas empresas disponibilizam serviços domésticos, como eletricista, encanador, chaveiro 24h e até consulta veterinária gratuita. Mas é lógico que estes tipos de benefícios impactam diretamente no preço final do seguro. Portanto, quando for comprar o seguro é bom ficar atento aos detalhes e ao que realmente você necessita.

Para te ajudar a pagar menos pelo seguro do seu carro, preparamos uma lista com algumas recomendações que certamente vão te ajudar a economizar na hora de contratar o seguro do seu automóvel. Confira!

1 – Carro na garagem: Evite expor o carro a riscos, isso ajuda a baixar o valor do seguro. Quando se deixa o carro em estacionamentos e garagens a chance dele estar envolvido em um acidente, ser roubado ou furtado é menor. Em alguns casos, ter garagem em casa reduz em até 20% o preço da apólice.

2 – Rastreadores diminuem o preço: Dispositivos antifurto, como rastreadores, colaboram para reduzir o custo do seguro. Isso porque eles facilitam a localização do carro em caso de sinistro e diminuem o risco da seguradora. Porém, a instalação destes só vale a pena se forem oferecidos pela própria companhia, que instala de graça em carros com altos índices de furtos e roubos, aumentando o valor de desconto no seguro.

3 – Jovens motoristas, condutores casuais: A falta de experiência de motoristas na faixa etária entre os 18 e 25 anos aumenta a os riscos. Seguro em nome de pessoas neste perfil tem um preço mais alto. Caso o jovem utiliza pouco o veículo, classifique-o como um condutor eventual (que utiliza o carro no máximo 15% do tempo), mas nunca omita informações à seguradora. Se em caso de sinistro com o jovem ao volante e ficar constatado que é ele quem utiliza o veículo por mais tempo pode-se perder o direito a ressarcimento.

4 – Cobertura adequada às necessidades e ao bolso: Avalie sempre os itens que são necessários para você. Existem modalidades de seguros parciais, de responsabilidades facultativas e contra terceiros. Para evitar surpresas é melhor optar pelas coberturas completas, esta é a melhor forma de economizar sem preocupação. Fique atento a outros serviços e comodidades oferecidos pelas seguradoras, como serviços domésticos, chaveiro 24h, carro reserva e etc. Analise todos e elimine os que não são adequados ao seu perfil.

5 – Desenvolva a “síndrome” do bom motorista: Não registrar sinistros durante o seu relacionamento com a seguradora lhe rende bônus (descontos) na hora de renovação da apólice. Os bônus pertencem ao segurado e podem ser aproveitados em qualquer seguradora que escolher contratar. Algumas empresas concedem descontos para motoristas que não possuem pontos na carteira. Portanto, além de colaborar para um trânsito melhor, evitar multas também se torna um grande negócio!

6 – Franquia que cabe no bolso: Confira as condições de sua franquia. Existem três modalidades: a obrigatória (proporcional ao valor do seguro); a facultativa (que é somada à obrigatória e tem como intuito aumentar o valor de franquia para diminuir o valor do prêmio); e por último, a reduzida (que possui valor menor que a obrigatória, mas tem um valor maior do prêmio). Mas preste muita atenção: dobrar a franquia não significa que o prêmio será reduzido à metade. Escolha a franquia mais adequada ao seu perfil.

7 – Mentira, nunca! Ao informar o seus dados à seguradora é fundamental repassar informações verdadeiras. Qualquer divergência, mesmo que mínima, para tentar diminuir o valor da apólice pode acarretar em perda do direito ao ressarcimento em caso de sinistro. Arriscar reduzir o valor mediante alteração do seu perfil vai gerar sérios problemas, e as seguradoras possuem rotinas profundas de averiguação de veracidade.

8 – Evite acionar o seguro em pequenas colisões: Quando o valor de reparo de pequenas colisões for um pouco mais caro que o valor da franquia, a melhor opção é não acionar o seguro, preservando assim, a classe de bônus. No período acumulado ela renderá descontos no preço do seguro.

9 – Pague à vista: Se houver condições financeiras, procure quitar o seguro do automóvel à vista, assim você vai conseguir um desconto maior no valor total da apólice. Caso opte por parcelar o pagamento, procure dividir em um número de parcelas que não possuam juros embutidos.

10 – Pesquise as melhores condições e seguradoras: Compare e cote as melhores condições e valores cobrados pelas principais companhias seguradoras. Você pode efetuar a sua pesquisa pela internet.

Clique aqui e em poucos minutos você terá os valores e poderá comprar online o seguro do seu carro.

  • PONCIO PILATOS

    é bem por aí mesmo.
    mas a melhor regra, é não precisar.

    • DougSampaNA

      é o tipico produto que vc paga e torce pra não precisar usar, seja pra não ferrar seus bonus, seja pela possibilidade de um grave acidente com machucados, ou simplesmente pra não ter um carro que já foi batido, ter é necessidade, não usar, é benção Divina..hehehhe

    • Luciana

      Seguro é como airbags; voce paga um pouquinho a mais, torcendo para NUNCA precisar usar. :D

  • shemhazai

    Melhor ainda é andar de carro velho! Pelo menos pra mim!

    • Fabio D.

      Bicho, carro velho também é roubado e sofre acidente. Vai ver se o Fusca antigo não está na lista dos mais roubados…

      • shemhazai

        Sim, mas eu posso comprar outro!

        • Louis

          KKK, eu faço isso, meu 206 SW "véio de guerra" está sem seguro, não utilizo ele mais para viagens, comprei uma trava de volante/pedal para quando eu deixar na rua, meu maior risco é contra terceiros, então nem posso pensar em colar na traseira de carrão. Se eu "perder" esse carro, compro outro no dia seguinte hehehe

          • saosao

            Mas vc já fez as contas do valor do seguro do seu carro, e quantos anos de seguro vc terá de pagar para comprar uma nova 206 SW?

            Por ex., tenho um Civic 04 no qual pago cerca de R$1600,00 de seguro. O carro, se eu for vendê-lo, devo conseguir uns R$20 mil. Se eu deixar de pagar o seguro, só vai me compensar comprar outro igual daqui no máximo 12 anos. Se eu considerar desvalorização ao longo dos anos, talvez esse tempo caia para uns 8 ou 9 anos. Ou seja, é muito tempo para eu não bater e dar PT no carro né?

            • Louis

              Entendo, meu seguro tinha bônus máximo, mas eu não perdi porque passei o seguro para o outro carro (que está com minha esposa), então eu teria que fazer um seguro novo sem bônus, que dificilmente ficariam em menos de R$ 2 mil… Pra um carro que, se eu levar na loja pra vender, vão me oferecer R$ 13 mil (creio eu, porque peugeot todo mundo quer desvalorizar )

              • saosao

                Entendi o seu caso… realmente pode não valer a pena.
                Mas e em caso de batida onde o terceiro leva prejuízo? Bom, certamente vc tem ciência disso e toma muito cuidado… rs

                Abs

            • AutoNacional

              Mas pensa comigo, dar perda total num carro a cada 9 anos é muito difícil. Acho que para isso acontecer o motorista precisa assumir um comportamento de risco. Uma coisa que vale a pena é ter seguro contra terceiros, caso eu seja culpado por um acidente, não me preocupo em ter que pagar o carro do outro.

          • pauloferrer

            pode deixar sem as travas pug 207 e sw ainda ninguem leva nao!!! (perco o amigo mais nunca a piada!!!)

      • saosao

        Outro que está na lista dos mais roubados é o Monza, acredite se quiser…

    • MM_

      Não necessariamente.

      Vai ver qual seguro é mais barato: de um Golf velho ou de um C4 novo.

      Além disso você pode se envolver em um acidente e danificar propriedade de terceiros, por exemplo, tendo que assumir o prejuizo.

      • shemhazai

        Aí eu andaria sem seguro, amigo!

        E Golf nao precisa ser novo para ter seguro caro. Sempre teve fama de seguro caro.

        • saosao

          Será que o Golf continua sendo visado assim para que seu seguro continue caro?

          • Luciana

            Carro de boyzinho, com peças caras.

    • alfredo_araujo

      Se vc bate no carro de alguém o q acontece ?? O alguém se ferra pra lá com o preju ??

      • Louis

        Mas seguro também não é 100% de garantia, se alguém com seguro "normal" afundar a traseira de uma Ferrari, eu mesmo der PT em uma Hilux, prepare o bolso porque o seguro não vai cobrir tudo. Se não me engano, meu seguro cobria até R$ 50 mil contra terceiros.

        • Thiagusss

          o valor varia de acordo com o combinado entre as partes e constará na apólice…pode ser 50mil…pode ser 500mil…

        • cepereira2006

          Hoje em dia tem tanto carro caro na rua que é bom contratar ao menos 100 mil. Não encarece tanto assim.

          • Luciana

            Isso, eu contrato 150 mil.

        • betão

          se vc der PT na Hilux, já morreu, cara

  • SilenceBass

    Na renovação de meu seguro, feita há 2 meses atrás, o Itaú me veio com um aumento de 1000 reais, sendo que todos os 10 passos (e mais alguns, pois não custa nada, literalmente) foram seguidos.

    Quase liguei na ouvidoria p/ saber se eles me acham realmente um otário com "O" maiúsculo.

    Renovei com a Porto Seguro e paguei 600 reais a menos que no anterior, saiu 1300 à vista (e ainda acho caro, como tudo no Brasil).

    • Tiago Henrique

      A Porto hoje em dia pertence ao grupo Itaú.

    • Ygor

      Poxa, e eu que paguei 3.500,00 na Sulamerica pelo meu Peugeot 308 :( Infelizmente só tenho 1 ponto de bônus e espero que no próximo ano isso melhore :)

    • mmcinza

      Isso pq o Itaú é atualmente a dona da Porto Seguro.

      • SilenceBass

        Pois é meu caro… é rir p/ não chorar.

      • saosao

        Esssas empresas… se vc se esquiva de uma facada, te dão uma paulada por trás.

  • Diegorji

    Eu optei pelo Seguro da Mapfre com rastreador Ituran( Roubo, furto e incêndio – não cobre colisões ), incrivelmente mais em conta, além de contar com serviços como Guincho, pane elétrica, pane seca, chaveiro, cobertura de 5 mil Reais em caso de acidente para os passageiros . O seguro do meu Focus 2003 ficou em 1200 Reais; caso contratasse uma Porto Seguros, Azul seguros, Bradesco, BB seguros; tive cotações de 8 mil Reais na BB seguros, 4500 Reais na Porto Seguros e incríveis 12 mil Reais na Bradesco Seguros, totalmente desinteressante.

    • Marcio82

      Essa eu não sabia, vou pesquisar já que meu seguro está para vencer. Valeu pela dicaxD

    • 356

      Nossa cara, tá doido?? Eu tenho dois Focus Mk1,5 ano 2009, renovei os seguros dos dois agora e paguei 1400 reais cada um pela HDI, seguro completo, franquia normal, todas as coberturas contra terceiros e colisões. Isso porque eu só tenho bonus 3. Troque de corretor amigo.

      • Diegorji

        O valor alto é por causa do meu Perfil. Eu saio muito aos finais de semana, principalmente de madrugada pelo Rio de Janeiro e utilizo o mesmo para ir e voltar do trabalho.

        Para ter noção, meu pai é classe Bônus 9, o seguro do meu carro na Porto Seguros ficaria 1700 Reais. É questão de perfil.

    • cepereira2006

      Já eu gostaria de contratar um seguro ao contrário do seu: só contra colisão. Os roubos em minha cidade não são tão frequentes, mas o já pessoalzinho que anda no trânsito… Pena que não existe só contra colisão.

    • saosao

      Ano passado mudei da Mapfre para a Porto pelo custo menor.
      Tenho um Civic 2004 e não me obrigaram a ter rastreador. Ficou em cerca de R$1600,00…

    • Bruno

      O seguro só com localizador é realmente interessante, principalmente porque "obriga" o motorista a dirigir corretamente e com atenção redobrada, ou seja, é só ter cuidado no trânsito que tá tudo certo!

      • MM_

        Nem sempre. Quando estava na faculdade, o tiozinho da kombi de caldo de cana entrou na traseira de um colega que não tinha seguro. Meu amigo teve que amargar o prejuízo pq não teria como cobrar do velhinho.

      • Luciana

        Isso não garante que voce não sofrerá acidentes. O trânsito é composto de inúmeros motoristas, sempre tem um para encher a sua porta avançando sobre uma preferencial, furando um sinal fechado…
        Isso só seria verdade se todos os motoristas diregissem corretamente, algo que nunca iremos ter.

  • andrevidigal

    Um bom corretor, ou um corretor de confiança também ajuda, para nos, que nao temos tempo de estar correndo atras. Ele ganha a comissão dele, mas ele tem o trabalho todo de fazer cotações e nos passar os entrelinhas das apólices. Nunca tive dor de cabeça assim.

    • rgmmelo

      Pois é, tenho um corretor que foi indicado pelo meu sogro, e por definição é bom, já que me confiou a filha né?!!! E eu recomendo este corretor a todos os meus colegas…

  • Fabio D.

    Cotação com três, quatro seguradoras distintas faz diferença. E corretores também, às vezes um possui alguns descontos "na manga" que outros não possuem, coisa de campanha de marketing das empresas, sendo que isso pode se reverter muitas vezes em descontos expressivos na apólice.

  • kikofar

    Boa e útil matéria.

    Procuro seguir estes passos, pois, literalmente, como disse o colega acima, não custam nada. Aliás, custam sim, custam um bom desconto na hora de pagar pelo seguro. rs

    Tenho 2 carros mais velhos, que não compensam muito o seguro completo. Ainda assim, fiz a modalidade contra terceiros (batidas e atropelamentos). Preços bem em conta, por volta de 400 reais a apólice para 1 ano e ainda com direito à pequenos reparos em casa. Já meu outro carro, vejam só como são as coisas: tinha uma Parati 2005, valor de 26 mil reais na FIPE e o seguro nunca saiu por menos de 1.600,00. O último que paguei me custou 1.800,00, mesmo após intensa pesquisa (lembrando que meu perfil é mais de 25 anos, bônus máximo, garagem fechada em casa e nos trabalhos etc…). Mas era um carro sabidamente 'procurado' pelos meliantes. Por outro lado, meu outro carro, ano 2006, importado, bem mais completo que a Parati, custando atualmente 38 mil reais (FIPE), eu tenho conseguido renovar há 2 anos por 1.700,00, obviamente com a franquia maior (era 2.000, passou para 3.500), mas é um custo que posso não utilizar, não é verdade?

  • ubiratamuniz

    outra dica:
    Faça leilão entre seguradoras. Pesquise, volte nos corretores, apresente os orçamentos dos concorrentes. Não descarte também seguradora de banco, ainda que eles não tenham o serviço "personalizado" do corretor e geralmente dêem um pouco de trabalho na hora que você precisa, como dito, seguro é despesa que você faz esperando não precisar. No caso particular do Banco do Brasil, se você cota pela internet e não fecha, pode ligar na cental de atendimento e conseguir um preço bem melhor depois.
    mais uma:
    pra seguro de moto, existem algumas seguradoras que dão descontos a membros de motoclubes (sendo que alguns fóruns de internet como o clube XT são considerados pelas seguradoras como tal). procure se informar.
    e por fim: seguros coletivos costumam ser interessantes. algumas instituições oferecem aos seus empregados, alguns grupos ou lojas do ramo (ex: a MB Pimenta pros donos de harley davidson), e até as forças armadas (eu sei que a Marinha e o Exército possuem seguros coletivos com preços bons, que valem tanto para os oficiais/praças quanto seus familiares e pensionistas).

  • survivor123

    Gostei muito do artigo, mesmo sendo patrocinado.

    Apenas a título de adendo, sempre que a situação for agravada num seguro, ou seja, aumentarem os riscos para a seguradora, esta deverá ser avisada. Caso não seja notificada, ela não irá pagar. Evite ações judiciais sem necessidade…

    A propósito, a capacidade de investigação das seguradoras é algo impressionante.

    • DCald

      Exatamente… atrase 1 dia a parcela do seguro para ver se seu carro não "some" ou é acertado por um motorista fugitivo…

      Já conheci varios casos assim, a pessoa fica com problemas financeiros e corta o pagamento do seguro… imediatamente o carro some. Num dos casos, foi negociado com o corretor que conseguiu reativar o seguro… então, 1 dia antes do prazo para "desistir das buscas e o seguro pagar o valor do carro" o carro reaparece a 2 quadras da casa do dono… devidamente depenado ao ponto de não dar PT, apenas pro segurado "ficar esperto".

  • TacodeSinuca

    Achei que a matéria foi escrita pelo Captain Obvious, pensei que ia encontrar algum segredo, mas não, só o óbvio.
    Então, como tenho amigos corretores vou deixar mais algumas dicas.
    Portão automático diminui o valor do seguro, principalmente nas capitais.
    Morar em apartamento com porteiro e portão automático tb diminui dependendo da região, entre uma casa mesmo com portão automático e um Ap do lado dessa casa, o do apartamento fica mais em conta.
    Não preciso nem dizer que se o carro lembra qualquer coisa que possa remeter a esportividade já fica mais caro.
    Seguradora nunca ouviu falar de downsize, o motor é turbo, para ser mais eficiente e econômico? Então já era pois vai ser mais caro mesmo que seja uma van.
    Homem solteiro ou divorciado sempre paga mais, em qualquer idade, a seguradora acha que vc vai caçar mulher ou coisa assim, vai beber e bater o carro.
    Carros mais velhos e fora de linha ou com peças importadas tb fica mais caro
    Se eu lembrar de mais alguma coisa ridícula que é a cabeça das seguradoras eu posto

    • saosao

      "Seguradora nunca ouviu falar de downsize"
      Se não me engano, nos países de 1º mundo há descontos para carros menos poluentes, etc.

      • TacodeSinuca

        Meu amigo comprou o 3008 e quase infartou com o valor do seguro, mesmo com um "bilhão de bônus" ainda queriam mais de 6 mil, conseguimos com um outro conhecido abaixar para 4500, pq o corretor já avisou como a seguradora iria enxergar o carro, carro turbo = esportivo! ( MANJA!!! )
        Para se ter uma ideia, motores 2.0 para cima também podem ficar absurdamente caros,vou tomar como exemplo eu mesmo, fiz o seguro de um Fiesta de 52 mil e o seguro ficou em R$ 1800,00, mas mesmo fora da Ford o valor girava em 2 mil reais, já o 308 no mesmo valor, mas com motor 2.0 o valor subia para apenas 4 mil reais, pq é "esportivo" e como sou solteiro, é obvio que eu iria beber e assassinar alguém ,dando perda total no carro, mesmo que não tenha tomado uma unica multa a vida toda..
        Brasil…. um país de tolos.

        • saosao

          Mas é claro que vai beber todas e ir em todas as festas do mundo ao mesmo tempo, todos os finais de semana né! Quer enganar a quem TacodeSinuca?? kkkkkk
          As seguradoras precisam urgentemente readequar seus parâmetros de análise… mas ao invés de se adequar à realidade, julga-se pela forma mais rápida de se ganhar dinheiro.

          O meu caso foi parecido. Tive um Astra 2.0 flex, era solteiro com 25 anos. Eu pagava exatos R$4750,00 de seguro em SP. Não concordei em pagar tal seguro e troquei de carro depois de 1 ano, assumindo perda de R$10 mil no Astra. Comprei meu atual Civic, e com 26 anos e solteiro, o seguro do Civic (que era mais caro) ficou em R$2600. Continuo com ele e hoje pago R$1600…

        • Luciana

          Cara, eu sou mulher, mais de 30 anos, sem sinistro, sem multa na habilitação, bônus classe 1 (sim, fiz a caca de passar o seguro para o meu nome apenas no ano passado), garagem no serviço e em casa, porteiro, portão automático, nunca paro o carro na rua e só faço o trajeto casa/trabalho, o seguro do meu veloster foi 3800 reais!!

          • SilenceBass

            No teu caso, teu carro tem o custo de reparação devido a peças e "nicho" caros, isso encarece o valor da apólice…

            Meu perfil também é "bom", além do fato de eu trabalhar em casa e não estudar mais, só usar carro em fim de semana praticamente e veio 1300 (Celta 2008), achei meio caro, tá certo que é minha segunda apólice apenas, mas… achei que ia ficar na casa dos 900, por aí. Até poderia ser, mas com franquia de 3000 e pouco, ai não dá né.

            Tenho 32 anos.

            • Luciana

              Sim, o problema é o carro, fora a questão das peças é eles acharem que o veloster é esportivo…. :D

  • Lexus GS300

    O meu é pelo Banco do Brasil Seguro Auto. Coloquei em uma frota de nome específico com os da família onde todos são segurados. Assim o desconto é melhor.

  • Mak06

    Dirijo 20 anos nunca bati o carro e nunca me bateram e mês passado recebi a minha primeira multa na vida em 20 anos de CNH,numa via de 60km estava a 70km.
    E todos esse anos pagando e pagando seguro.

    • Louis

      Ou seja, você já pagou uns 2 carros para a seguradora.
      Normalmente é um mal necessário, mas dá raiva quando vemos gente tentando forjar o seguro, e isso é mais comum do que pensamos, principalmente nessa época de desvalorização acentuada dos carros.

    • 356

      E continue pagando, pode contar que o dia que voce falar: " nunca me aconteceu nada, esse ano eu não vou fazer seguro". É sempre quando ocorre a cagada. rsrs

  • Nenhuma dica é válida. O cara preenche uma ficha enorme, dá todos os dados, mas o que mais importa na ficha é seu CEP. "Morou mal", já era.

    Simples assim!!!

    • saosao

      Pensei a mesma coisa quando abri a página: duvido que vai ter um item falando que morar em lugar feio é ruim.

      • MM_

        O problema não é o lugar ser feio. Existem áreas de risco maior de furto e por isso o seguro é mais caro. No caso da cidade de SP existem muitos bairros relativamente bons que encarecem o seguro, como Vila Mariana, por exemplo. Uma curiosidade é que Santo André é o lugar mais caro da região metropolitana.

    • Andre Dias

      O CEP é o principal item mesmo.
      As vezes vale a pena, para quem mora de aluguel, inclusive, pagar um pouco mais caro no aluguel (e morar em um lugar mais legal) para reduzir um valor maior no seguro do carro.

    • abussade

      Verdade!
      Um amigo que morava em SP (bairro Butatã) e tinha um Astra pagava um seguro menor apenas trocando o CEP do mesmo endereço… Vou explicar!

      O condomínio dele tinha 2 saídas, uma na Av. Escola Politécnica e outra saída em uma rua acima com outro CEP, em local residencial. Foi dica do seu próprio corretor que conhece o local..

  • Fer.P

    meu pai disse que ano que vem quando ele for renovar o segura da camionete dele, ele disse que ñ vai falar que tem um filho de 18 anos, mas no caso eu usaria eventualmente a camionete, pois eu ja tenho uma montana que minha mãe usa, pois ano que vem ela vai compra um carro pra ela, ai a montana fica só pra mim

  • saosao

    Mas esse negócio de pesquisar, leilão, brigar por preço, já não é papel do corretor?

    • ubiratamuniz

      Deveria ser, mas ele também tem a margem de lucro dele né? eu NUNCA consegui seguro com corretor mais barato que cotando por conta própria.

  • saosao

    Dá até raiva, mas o primeiro e mais importante da lista eles não divulgam: MORE NUM LUGAR BOM.
    Se não tem dinheiro pra pagar o absurdo que é o imóvel no Brasil, se ferrou, bonitão.

  • paulistadalapa

    Depende muito da marca… pago no meu corsa R$ 1.057,00 com seguro até contra danos a terceiros, fui ver qto ficaria uma Spacefox para trocar esse carro, o seguro saltava para 2800 reais com bônus, com descontos do cartão da porto, perfil casado, com filho e etc…. pulei fora. Se eu pegar um prisma, cobalt ou spin não muda o valor. Hb20 sobe pouquíssimo.

  • Márcio Maia

    Tinha um Peugeot 308 e sofri um sequestro relâmpago na minha cidade (Niterói) e após os saques levaram o meu carro, meu bônus era o 10, seria até mais se pudesse, já que nunca usei, ocorre que a Bradesco negou o pagamento do meu seguro porque o endereço de correspondência fica no de Icaraí (residência dos meus pais) e eu moro no Rio (onde de fato o carro ficava no pernoite), ocorre que não há qualquer mentira, já que na apólice consta que o carro ficava em Laranjeiras (onde moro) e que apenas o endereço de correspondência é o de Icaraí, eles alegam que o endereço de risco deveria ser Icaraí e não Laranjeiras, sendo que quem reside em Icaraí são meus pais e o carro nem vai para lá, somente em momentos de visita e sim em Laranjeiras, onde moro, o problema está na Justiça e devido ao absurdo e confiando na Justiça espero que me indenizem agora em muito mais, mas vejam que precisam ter muito cuidado.

  • ernesto

    tem fraude contra seguradora

    • DCald

      e tem fraude da seguradora tbm!!!

  • Leandro

    Tenho um Corsa 07/08 1.0, vale R$ 18460 na fipe e as seguradoras me pedem sem a menor vergonha mais de 4 mil (em algumas chega a 6 mil) só porque eu tenho menos de 25. Meu carro é mil, tenho garagem em casa e no trabalho (com portão eletrônico inclusive) e nunca tomei multa, porque diabos eu seria IDIOTA a ponto de pagar 1/4 do valor do carro por ano por um seguro? No fim das contas eu pago R$ 750 pela proteção a terceiros e o resto guardo numa poupança, com essa brincadeira ja estou perto de poder comprar outro carro igual ao meu só com o que pagaria de seguro.

  • Andre Dias

    Pelo menos na Porto Seguro, fica claro na apólice o que importa, "endereço de Pernoite / Endereço no qual o carro passa maior parte do tempo". Endereço de correspondência separado é um mero detalhe. Se isso estava bem definido, dificilmente você perderá a ação.

  • ronaldodnt

    Meu carro é 93 e infelizmente só consigo seguro para ele na modalidade RCF, e como dirijo como uma velhinha, para mim não é interessante.
    Trabalho em uma seguradora e tenho desconto de 30%, mas a seguradora é tão cara, que ainda assim não compensa. Nenhum funcionário de lá tem seguro lá para ter noção… Não vou dizer qual é, mas começa com M e termina com E.

  • AlexandreCE

    Sou puto com a Porto Seguro porque os anos passam, meu bônus aumenta e meu seguro só sobe. Sou indignado também com essa porcaria de serviços acessórios. Para que diabos eu quero chaveiro, eletricista, essas coisas? O pior é que não há opção de remover essas tranqueiras. Eles oferecem coisas que sabem não serão utilizadas pela maioria dos clientes para poder subir a droga do preço.

    E não tem para onde correr. Todo ano faço cotação em várias seguradoras e o seguro da Porto sempre fica o menos caro para mim.

    Já não bastasse essa palhaçada, passei meu New Fit para frente e peguei um Fiesta Hatch 1.6 SE e, para minha surpresa, a seguradora veio com uma onda de que ainda classifica o veículo como importado e, também, ante à dificuldade de encontrar peças de reposição, isso afetaria o valor do prêmio. Aí eu pergunto: o aborrecimento pela falta de peças será meu ou da seguradora?

    O mercado de seguros no Brasil é um circo. Existe praticamente uma cartelização do serviço e isso se pode notar nos preços padronizados estabelecidos pelas empresas.

    Honestamente, só pago essa porcaria por desencargo de consciência.

    • sanndro

      não e um circo o mercado de seguro no brasil é porque eles sabem que nos aceitamos pagar caro e isso….

  • SilenceBass

    É verdade, amigo. Logo acima nos primeiros comentários, citei o meu caso, que é patético também pelo valor praticado.

    A sensação é de ter jogado dinheiro fora, até porque não usei seguro e mal uso meu carro, acho que nos próximos anos vou jogar a franquia lá pra cima, pra diminuir o valor da apólice.

  • betão

    sobre seguros.
    O preço do carro sempre é comparado com os dos norte americanos.
    Viram o de seguros? Aí somos muuuuuuuuuuuuuuito mais explorados

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend