Matérias NA Mercado

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

O mercado automotivo nacional tem alguns modelos que estão quase desaparecidos diante da maioria dos consumidores, seja por anúncios de fim de produção, seja pelas baixas vendas.


Outros, nem ao menos são conhecidos de muitos.

Algumas marcas insistem em manter certos produtos no portfólio por razões variadas.

Existem aquelas que precisam manter uma grade de modelos essencial para satisfazer certos clientes e outros porque ainda é viável vender um carro antigo, que ainda tem apelo junto a parte dos clientes.


Nessa história, alguns carros que já foram bem famosos e tiveram vendas expressivas, acabaram sucumbindo ao tempo e também à mudança de perfil dos consumidores, especialmente no caso das peruas e multivans.

Neste último, dois modelos comerciais ainda prevalecem no mercado, mas estão fora dessa lista por conta do foco mais direcionado nos automóveis.

Outros modelos simplesmente saíram de cena de forma discreta e muita gente ainda não sabe que eles não existem mais. Mas, isso é assunto para outra pauta.

Aqui, veremos alguns modelos que estão por aí no mercado e muita gente pode pensar que já foram tirados de circulação.

Confira abaixo 10 carros que vc pensou que já tinham saído de linha em 2019:

1) Dodge Journey

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

O crossover da FCA está no mercado há 10 anos e ainda continua firme e forte, embora muita gente acredite que tenha saído de linha.

O pior é que o futuro do Dodge Journey ainda não está definido, sendo que não existe um sucessor pronto para tomar seu lugar.

Com preço sugerido de R$ 149.900, o Dodge Journey ainda está disponível e traz sete assentos em couro, um sistema de áudio com subwoofer, multimídia Uconnect com tela de 8,4 polegadas, teto solar elétrico e um potente motor V6 3.6 Pentastar de 280 cavalos com câmbio automático de seis marchas.

O Dodge Journey ainda tem um pacote de opcionais chamado Blacktop com detalhes em preto brilhante, incluindo as rodas de alumínio aro 19 polegadas, grade e retrovisores.

Os faróis duplos de LED possuem máscara negra.

2) Fiat Doblò

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Desde 2001, o Fiat Doblò é a multivan da marca italiana.

Ainda na primeira geração, sendo que o modelo já evoluiu duas vezes na Europa, o veículo teve uma versão furgão, mas hoje está limitado à Essence e tem motor E.torQ 1.8 de 130 cavalos na gasolina e 132 cavalos no etanol, sempre com câmbio manual.

Com preço de R$ 92.390, o Fiat Doblò tem um bom espaço interno com altura elevada e dois bancos articulados na parte traseira, conferindo assim disposição para sete pessoas.

Feito para uso misto, também pode ter seus bancos retirados para colocação de carga. Para essa tarefa, também tem eixo traseiro rígido.

Desde 2017, é noticiado que o Fiat Doblò saiu de linha de produção em Betim-MG.

No entanto, o modelo continua a ser oferecido e vendido no mercado nacional, mesmo após um grande corte de produtos na Fiat.

3) Fiat Weekend

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Assim como o Doblò, a Fiat Weekend também teria sido retirada das linhas de montagem de Betim, porém, a perua da marca italiana continua disponível para quem quiser.

Hoje, no entanto, os que lembram dela são os frotistas, que praticamente compram tudo o que está ofertado no mercado, o que fez pensar que tenha saído de linha.

Partindo de R$ 64.990, a perua que um dia foi a Palio Weekend, atualmente tem duas versões, incluindo a famosa Adventure.

Ela tem motor 1.4 8V de 85 cavalos na gasolina e 88 cavalos no etanol, enquanto a aventureira clássica tem motor E.torQ 1.8 de até 132 cavalos.

Presente no mercado desde 1997, a Fiat Weekend já foi a perua mais vendida do mercado e teve inúmeras versões e séries especiais. Agora aguarda seu fim.

4) Kia Grand Carnival

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

A Kia Motors já colocou e tirou vários carros do mercado nacional, mas tem um que resiste a dólar alto, cotas de importação e sobretaxas das mais variadas.

Não tem tempo ruim, mas poucos sabem disso… A Kia Grand Carnival é a última de uma linhagem de minivans “americanas” que circulou pelo país desde os anos 90.

Desde sempre cara, a Kia Grand Carnival custa hoje R$ 289.990 e cobra até R$ 2.300 numa pintura perolizada.

Com 8 lugares, a “minivan” da marca sul-coreana tem portas corrediças elétricas, acabamento geral em couro, teto solar duplo, ar condicionado tri-zone, abertura automática de portas e bagageiro na chave, entre outros recursos.

Além disso, vem com um V6 3.3 de 270 cavalos e 32,4 kgfm.

O câmbio é automático de seis marchas, tendo tração dianteira e um avançado pacote de segurança.

5) Lifan 530

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Hoje os carros chineses estão mais valorizados do que há uns anos atrás.

No entanto, ainda existe um produto da velha safra de modelos que tinham baixa qualidade construtiva e este é o Lifan 530 ou LF 530. O sedã compacto é quase um fantasma no mercado e muita gente imagina que ele tenha saído de linha.

Porém, o Lifan 530 continua lá no site da marca chinesa, apesar de não ser visto nem em concessionária.

Custando R$ 43.990 há um bom tempo, o compacto tem pouco apelo e os deslizes de montagem são nítidos em toda parte.

Raro nas ruas, ele tem motor 1.5 16V com apenas 103 cavalos e 14,5 kgfm, obtidos em 6.000 e 4.500 rpm, respectivamente.

Embora com ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, entre outros, poucos se arriscam nele.

6) Lexus CT 200h

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

O hatch médio da marca de luxo japonesa, que é de propriedade da Toyota, continua a ser vendido.

Presente no mercado há bastante tempo, o Lexus CT 200h ainda utiliza a tecnologia do Prius da geração anterior e recebeu apenas um facelift desde 2011. Pouco visto por aí, poucos imaginam que ainda é vendido.

Com preços a partir de R$ 143.990, o Lexus CT 200h tem motor 1.8 de ciclo Atkinson com 99 cavalos e motor elétrico integrado, somando 136 cavalos.

Dotado de câmbio CVT, o hatch premium tem quatro modos de condução, sendo eles EV, Eco, Hybrid e Sport. Fora a opção Boost, que acrescenta mais força nas saídas.

Já bem desatualizado, o Lexus CT 200h é uma opção para quem quer gastar pouco com gasolina, tendo consumo 15,7 km/l na cidade e 14,2 km/l na estrada.

7) Mitsubishi Lancer

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Em produção desde 2007, alguns podem se lembrar dele como o poderoso Evolution X, mas hoje ele passa longe do que foi no passado e até parecia que ele tinha saído de linha.

O Mitsubishi Lancer não tem futuro no mercado internacional, exceto pela predileção de parte dos chineses de Taiwan. Aqui, ele ainda é feito pela HPE em Catalão-GO.

No entanto, ele está entre os carros que vc pensou que já tinham saído de linha em 2019. O Lancer tem duas versões e ambas com motor 2.0 de 160 cavalos e câmbio CVT.

Custando entre R$ 81.990 e R$ 86.990, o sedã médio da Mitsubishi mantém o mesmo estilo desde que foi lançado.

Mesmo a atualização de meia vida do Lancer por aqui, já existia nos EUA em 2008… Ou seja, mais desatualizado, impossível.

8) Subaru Outback

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Outro japonês que muita gente acha que já foi é a perua aventureira Subaru Outback. Impreza e Legacy já vieram e foram embora, mas este modelo resiste ao tempo.

Custando R$ 200.900, ela é uma verdadeira familiar purista com amplo espaço interno e porta-malas generoso.

Equipada com motor boxer 3.6 de seis cilindros de 260 cavalos, além do CVT Lineartronic com simulação de seis marchas e mais o sistema de tração integral S-AWD, tudo sempre no mesmo nível, a Subaru Outback tem centro de gravidade baixo e muito conforto a bordo.

Sistema de som Harman Kardon com 8 alto-falantes, teto solar elétrico, tampa do bagageiro de acionamento elétrico, acabamento geral em couro, ar condicionado dual zone, multimídia com Google Android Auto e Apple Car Play, estão entre os itens oferecidos pela perua.

9) Suzuki S-Cross

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Misto de crossover e minivan, o Suzuki S-Cross tinha um visual aceitável quando chegou ao Brasil em 2014.

O modelo japonês é importado e tem presença bem discreta no mercado, até menor que o Novo Vitara, outro pouco visto em nossas ruas, diferentes do antigo Grand Vitara.

Com visual atualizado em 2016, o Suzuki S-Cross parece até ter saído de linha, mas está disponível com preços a partir de R$ 114.490.

Quase um Honda Fit anabolizado, o crossover é oferecido atualmente em três versões, todas com motor 1.4 Boosterjet 1.4 de 146 cavalos e câmbio automático de seis marchas.

Praticamente sem marketing, poucos sabem que ele ainda existe e tem inclusive tração nas quatro rodas com variação total de força, chegando mesmo a ter 100% de tração nas rodas traseiras.

Poderia vender mais se fosse conhecido ou invés de passar a impressão de ter saído de linha.

10) Volkswagen SpaceFox

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019

Na linha de montagem, se despediram dela. Depois, veio o anúncio oficial de sua saída, mas na Argentina.

Aqui, ainda vivendo de estoques, a última perua da Volkswagen (sim, a Golf Variant já foi embora) tem unidades esperando pelos últimos clientes.

A Spacefox deixou de ser feita no país vizinho em fins de 2018.

Por aqui, ela ainda não tinha saído de linha.

Com apenas a versão Trendline, a Volkswagen Spacefox parte de R$ 66.190 e tem apenas um pacote de equipamentos, o Connect: rodas de liga leve aro 15, multimídia Composition Touch com Google Android Auto e Apple Car Play, faróis de neblina, computador de bordo, volante multifuncional, entre outros.

Ela ostenta o velho motor EA111 1.6 MSI de 8 válvulas com 101 cavalos na gasolina e 103 no etanol, com câmbio manual.

10 carros que você pensou que já tinham saído de linha em 2019
Nota média 5 de 7 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Andre Studart

    NA, gosto muito do site e acompanho diariamente, mas peço, como leitor, mais atenção na escrita e chamada das manchetes..

    No meu ver, um site profissional como o de voces nao deveria escrever “vc” na chamada

    • Mateus Pinheiro de Carvalho

      me espantei quando li isso, absurdo ver isso no jornalismo.

    • Zé Mundico

      Realmente, excesso de coloquialismo não combina com um site profissional. O melhor cartão de visita do jornalista é o bom uso do idioma.

    • th!nk.t4nk

      A qualidade da escrita do site tá de chorar de desgosto mesmo. Uma pena.

  • João Senff

    Fomos ver uma Journey o que desanimou foi as revisões a cada 6 meses.

    • Ricardo

      Se essa revisões ainda fossem 100% gratuitas, mas empurram um monte de coisas desnecessárias.

    • José Eduardo D’Acampora Guazzi

      Só compra se for sócio de posto de gasolina huahahua

    • Dead Lock

      Fui ver um Suzuki mas desanimei pelo mesmo motivo (revisões semestrais).

  • El Gato!

    A lista possui três “carraços”: a Journey, o S-Cross e o Outback. Analisando apenas o produto, e caso eu desejasse um SUV, compraria qualquer um dos três de olhos fechados. O problema é o pós-venda, um pouco mais crítico nos casos do S-Cross (poucas concessionárias) e do Outback (CAOA…).

    • fschulz84

      A Outback é o que os crossovers médios não são (apesar da OBK ser um “full-size” em nosso mercado).

      O problema realmente é o preço e a dona CAOA que parece estar só esperando pra anunciar que não representará mais a Subaru.

      Tive a oportunidade de andar em uma (acho que era 2016) e não vejo comparações de crossovers para este modelo no que diz respeito a espaço e conforto. Além do que o AWD da Subaru confere uma estabilidade sem igual além deste veículo ter uma boa aptidão para solos irregulares.

      É o único modelo que temos em nosso mercado que se assemelha a linha AllTrack da VW (por exemplo).

      • A CAOA vende todo ano, toda cota que a Subaru disponibiliza para ela. É a Subaru que não tem interesse em vender no Brasil, pela produção limitada e agora associação com a Toyota.

      • Exatamente. Estou entre ela e a Forester para substituir minha Outback.

  • 4lex5andro

    Journey e Outback são naves similares as versões de seus países de origem, são crossovers de alto padrão (e preço também, coisas do Brasil).

    E notável a presença na lista de Spacefox e Palio Weekend (veterana de 2 décadas), sendo a Fiat, a última ainda a ser fabricada, mas aparentemente, por pouco tempo.

  • Compraria fácil uma Journey. Espaçosa, motor forte e com bom nível de equipamentos. Só peca logicamente pelo desenho já cansado.

    • Ricardo

      Eu ainda a acho bonita, mais do que várias SUV atuais.

    • Zé Mundico

      Não resta dúvida que é um carrão, mas recomendo abrir sociedade numa distribuidora de combustíveis e numa importadora independende de peças. Uma simples troca de pastilhas de freio ou de algum batente ou tensor da suspensão pode levar o feliz proprietário a falência.

    • Emanuel Schott

      No mercado de usados tem um excelente preço, as vezes mais barata que muito popular 0Km por aí, problema é o resto: peças caras e difíceis de encontrar, manutenção caríssimo e consumo de combustível alto.

  • Bruno Alves

    O Journey é um bom carro. Usado é uma bela opção por ter desvalorizado muito. Mas não é um carro que deu muito certo no Brasil. A Fiat resolveu deixar a marca Dodge de lado no Brasil.
    Se o Freemont tivesse tirado o Journey de linha e mantido a opção V6 com o câmbio do Journey igual na Europa, teria feito muito mais sucesso aqui. Já que o conjunto mecânico do Freemont era uma tristeza e mesmo assim vendeu até que bem.
    Pra se ter uma ideia, com 11 anos de mercado a Journey ainda não chegou na casa das 18.000 unidades vendidas. A Freemont durou 6 anos no Brasil e vendeu mais de 23 mil…

    • nbj

      A quantidade de revendedoras e a diferença de preços ajudaram muito a Freemont.

  • Domenico Monteleone

    De todos os mais absurdos são os Dinos da Fiat, que tem preços astronômicos pelo que entregam.

    • Emanuel Schott

      Tem preço alto pra dar desconto alto em venda direta. Todos os carros dedicados a isso tem preço de tabela irreal.

  • R. Rover

    Interessante.

  • Dherik

    Conversei neste final de semana com um vendedor sobre a Journey. Segundo ele, é um pesadelo para vender, seguro do carro é caríssimo e a parte da manutenção é um capítulo separado (custo e disponibilidade das peças). No caso que ele contou, a FIPE da Journey era de 84 mil reais e a concessionária pagou 60 mil reais, e agora o carro tá encalhado na concessionária, é difícil vender.

    • tiago

      Concessionária joga lá embaixo mesmo, há uns 15 dias um conhecido entregou sua Rav4 2014, 87 mil de Fipe, por 65 mil.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        Que blasfêmia, Toyota não desvaloriza nada, Se vendesse particular teriam pago 90 mil. 😂😂😂

        • Ernesto

          O cara repassou para a concessionária, coisa que muitos ainda fazem. Se tivesse tentado vender pra particular, próximo à Fipe teria vendido. Mas claro que é preciso saber sobre a conservação do carro, Km…

        • Efulefante

          A Fipe não é referência em alguns casos..
          SW4 e Rav4, se for flex e rodada, na própria revendedora ainda sai bem abaixo da Fipe pois acaba indo para leilão de lojistas.
          Aqui em BH teve uma que fez aniversário na loja porque pagou “muito perto da Fipe” e o veículo ficou sem margem para desconto na revenda.

          O “conhecido” aí de cima aceitou provavelmente porque não teve proposta muito melhor.

    • TchauQueridos

      Pra pagar 60k num carro de 84 de tabela que praticamente não tem mercado, tinha muita gordura no zero.

      • Dherik

        Ah sim, com certeza rolou isto. Mas mesmo assim, a diferença é muito grande.

  • Ricardo

    Lista sem a Monstrana em 1º lugar é um absurdo!

    • Highlander

      O Tucson é mais monstrengo que qualquer um dessa lista!

    • Montana realmente deveria estar na lista. Já o Old Tucson já de despediu de nosso mercado, mesmo sendo um bom carro.

      • Ricardo

        Poderia ser boa mas é horrível!

    • El Gato!

      E sem o Kia Cerato então!!

      • Ricardo

        Curto o Cerato!

  • Ricardo

    Alguns dinossauros na lista, mas alguns ainda são bons carros.

  • disqus_9EbrqhVEjL

    Esse Lancer aí vai ganhar o título de carro mais dinossauro da história do BR

    • El Gato!

      Disputando pau a pau com a primeira Tucson…

      • Retrato do Papai

        se não me engano chegaram a ter 3 gerações do tucson à venda ao mesmo tempo… tucson, ix35 e new ix35

        • Tucson, IX35 e New Tucson.
          Hoje na Hyundai, IX35 é outro carro, fora da família Tucson, ganhando nova geração na Ásia. Parece que irão o lançar aqui.

    • fsjal

      Tem chão pra bater o Golf 4-4,5, que ficou de 98 a 2013

    • thiago m

      Pessoal não pode esquecer a Kombi no ranking do museu ambulante.

  • Zé Mundico

    Só esqueceu de dizer que o Suzuki S-Cross é o melhor suv médio da praça, independende do número de vendas. Talvez a Suzuki não tenha tanto interesse em vender mais por não ter capacidade de atender a demanda do mercado, pois teria que investir em distribuição de peças, logística, concessionárias, treinamento de pessoal, etc e tal….

    • cobaiao

      A S-Cross mais recente com o facelift até que vejo aqui em Curitiba, até mais que o novo Vitara.

      • Dod

        De certa forma a Suzuki atua onde a Mitsubishi está ausente, no segmento de SUVs compactos – apesar do velho ASX estar na mesma faixa de preço de Vitara Turbo e S-Cross, fora o Jimmy que não tem concorrentes.

        No final das contas qualquer um dos três que ela venda é lucro para o grupo, já que a maioria da rede hoje, senão a totalidade, atua vendendo tanto Suzuki quanto Mitsubishi no mesmo espaço, e compartilhando a estrutura de oficinas também.

      • Alexandro Henrico von Mann

        Cara, tem a concessionária na Victor Ferreira do Amaral, no Tarumã e sempre vejo os carangos lá! Tanto o S-Cross, Vitara e o Jimny. Eles focam pouco mesmo em marketing, mas vende até bem, já que não faz propaganda.

    • S-Cross é SUV Compacto.

  • cobaiao

    Eu particularmente achei que o Citroen C3 já tivesse saído de linha.

  • Baetatrip

    Quem falou que SCross é 1 Fit anabolizante?
    Tá falando besteira….. Suzuki é Suzuki…..!
    Carro muito interessante hoje em dia….. E Legancy Subaru é lindissimo!!!!!!

    • Thiago

      SCross e vitara com o motor 1.4 turbo são divertidíssimos de dirigir e econômicos. Fit anabolizado realmente forçou a barra legal.

      • Baetatrip

        sim….. apesar que nao curto esses carros….. Prefiro ser bom GV3 4×4 do que esses carros hoje que esta a venda na SZK…!

    • Cássio

      Não é de hoje que o site não gosta de carros japoneses.

    • LArtur

      Fit anabolizado é o WRV…não é???????

      • Baetatrip

        Concordo…… Aquele horroroso WR-V e FIT anabolizante!

  • Luis Burro

    9 devem ser Fiat e o outro de uma marca ligada ao grupo!

  • Luis Burro

    Nossa,achei q ia ter carros jurássicos mas tem uns modelos novos,os antigos eu entendo mas e os mais atuais tão nesta lista pq?

  • jaburu camargo

    confesso eu queria essa fiat weekend igual a da foto na garagem eu so iria usar ela bem pouco.

  • Dod

    O Journey tem custo x benefício interessante, apesar da manutenção cara.

    O S-Cross seria uma excelente opção de crossover compacto se custasse um pouco menos (de 100 a 115k). Com a chegada do Vitara a Suzuki deu uma elevada boa nos preços dele para abrir espaço para o irmão menor. Curiosidade: ambos são importados da Hungria, não do Japão, como muitos acham.

    A Outback sofre do mal preço
    estratosférico + meia dúzia de concessionárias, só vende para clientes já fidelizados mesmo.

    A Carnival é muito confortável, aluguei uma nos EUA e achei um primor de carro familiar. Mas o preço, novamente, joga contra.

    O Lancer é uma velharia mas eu prefiro um do que um sedãzinho compacto pelo mesmo preço.

    O resto é totalmente dispensável.

  • Lifan 530 saiu de linha ao final de 2018, anunciado pela própria Lifan, que sempre demora a atualizar seu site.
    VW SpaceFox saiu de linha, contando apenas com unidades de estoque em lugares pontuais.

  • Alisson Bona

    Tenho para mim que alguns destes carros estão no site, mas já saíram de linha, porem tem estoque suficiente para emplacar por mais algum tempo, por isso as empresas mantem o site funcionando, até para tapear algumas pessoas.
    Se não me engano alguns até foram anunciados como morto aqui, afirmando ter fonte na empresa.
    No caso me refiro a DOBLO, Space FOX e weekend.

    • Zé Mundico

      A Spacefox já saiu de linha na Argentina, onde era fabricada. Mas ainda devem ter muitas no estoque e vai demorar para sair, de tão cara que é.

    • Emanuel Schott

      Esses dias vi uma foto do pátio da Fiat em Betim e tava lotado de Weekend. Ou ela ainda tem em estoque ou faz sob demanda.

  • 4lex5andro

    Somente parabenizando o site pela correção no título.

  • Yuri Lima

    A Spacefox ainda é melhor opção que a Weekend 1.4, custando quase igual.
    A Adventure deveria ter o preço da Weekend (65mil). Seria uma opção imbatível a esse preço.

    • Emanuel Schott

      Até custa R$65.000, mas só em venda direta (esse é o motivo de ter esses preços irreais).

      • Yuri Lima

        Pois é. Esse deveria ser o preço para o consumidor comum, e a Weekend 1.4 deixar de existir.
        Mesmo defasada, seria ótima opção. Pode-se até questionar a segurança do projeto, mas os atuais não ficam muito distantes não. Vide o Onix com nota 0 em crash test, décadas mais novo que o Palio dos anos 90.

  • Marcos S. Campos

    Estes veículos tem mais qualidade do que muitos que estão vendendo bastante no nosso mercado. Produtos bons, mas com preços acima dos populares, vendem pouco pelo preço e não pela falta de qualidade. Pena que o povo é pobre e tem que comprar carros primitivos a preços de limusine para rodar nestas ruas esburacadas.

  • Hodney Fortuna

    Quanto ao motor da Spacefox que eu saiba o MSI entrega 110cv na gasolina e 120 cv no álcool. Ela pode estar usando o velho motor que estreou no Golf “sapão” em 2006 e no Gol V em 2008.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email