EUA Ford Sedãs

A durabilidade dos Ford Crown Victoria usados como taxi nos EUA

ford-crown-victoria-28-700x525 A durabilidade dos Ford Crown Victoria usados como taxi nos EUA

Gostaria de parabenizar o site pelo melhor veículo de comunicação automotivo. O assunto que venho falar é sobre a durabilidade dos taxis americanos. Gostaria de comentar sobre eles pois já viajei para 21 países, e sempre que posso converso com os taxistas e pergunto sobre os carros, geralmente alugo quando viajo, mas essa última viagem que fiz 10/08 a 26/08 (México e Miami), andei mais de taxi.



Pegamos muitos Ford Crown Victoria e eu sempre espiava a quilometragem, geralmente todos acima de 250.000 milhas, o que dá 400.000 quilômetros. Conversei com alguns taxistas sobre o carro, motor 4.6 V8 de 281 cavalos, e cheguei a pegar alguns com mais de 400.000 milhas (640.000 km), o que mais me chamava atenção era que estavam todos inteiros, muito melhor que carros novos no Brasil.

Andei em modelos 2004 a 2009, e um de 2009 estava com 382.000 milhas (611.000 km) o carro estava impecável sem barulhos ou rangidos, aí conversei com o taxista, um equatoriano bem simpático, ele me falou que todos os taxis Ford Crown Victoria são carros que eram da polícia americana.

A polícia usa quatro anos e depois fazem leilão, e uma empresa compra e vende para taxistas, pois como são carros da polícia a fábrica já faz todos eles mais reforçados do que um carro de venda normal, a suspensão e o motor são mais fortes para aguentar as perseguições por isso a durabilidade tão grande.

O carro é um banheirão, estava eu, minha esposa e um casal de amigos, sempre andávamos os 4 com muito conforto e espaço e quando chegamos no aeroporto de Miami pegamos um também e cada um estava com uma mala bem grande e sobrava espaço.

Só a volta que voltamos todos com duas malas grandes e mala de mão que então tivemos que pegar uma Chevrolet Suburban para levar no aeroporto, aí eu perguntei para ele quanto custava um carro daquele (Ford Crown Victoria 2009) se eu comprasse, ele disse que como estava rodado vale uns U$$ 3.500 lá, aí pensei o que todos pensam do nosso país, mas nem vou entrar no assunto senão tenho que escrever um livro.

Por Raul José

Galeria de fotos do Ford Crown Victoria

  • Smooj

    Os Crown Victoria que eu peguei como táxi nos EUA não eram 100% perfeitos, tinham marcas de desgaste e uso normais, e faziam rangidos compatíveis com a idade. Mas nada absurdo, e com certeza até excepcionais se for olhar a milhagem (o que eu não fiz, mas que com certeza deveria ser alta).

    Acho que esse carro é tipo o Santana deles. Tá em produção a tanto tempo que a Ford corrigiu todos os erros e defeitos possíveis com o tempo, e hoje em dia a manutenção deve ser fácil e barata.

    • ultimate_rr

      Produziu-se por muito tempo, de fato. Mas também já faz um bom tempo que a Ford não fabrica mais esse carro…

    • pedroo

      tipo santana hauahauaha, coitado do crown victoria.

      • Edgar

        Já peguei muitos Santana taxi na China… lá eles simplesmente não fazem manutençao nos carros. Até 500.000 km eles ficam nas grandes cidades e dai vão para as menores. O pior foi um com 1,5 milhão de km rodados (!!!!) que estava totalmente podre, com uma das portas amarradas, sem praticamente nenhuma espuma nos bancos, mas incrivelmente andava…

  • clipes

    “aí pensei o que todos pensam do nosso país, mas nem vou entrar no assunto senão tenho que escrever um livro”

    base de todos os comentários a seguir

    • Daniel Blinkerbaum

      disse tudo

    • Rafael Kleinert Giovannini

      Mas não culpe quem comenta sobre isso. Morei la fora e realmente é um ABISMO entre os dois mercados.

  • Emerson Fer

    esse carro é lindo, uma banheira mesmo, super confortavel, pena que os americanos estão substituindo esses carros por suvs, eu acho muito mais charmoso esse taxi do que o novo taxi de Nova Iorque da Nissan

    • ultimate_rr

      Combustível tá subindo de preço por lá também amigo…

      • cabra macho do renegade

        mentira, tá caindo cada vez mais

  • Castle_Bravo

    Além dos carros serem “Heavy Duty” usarem peças mais robustas, nem dá pra comparar o asfalto dos EUA com o lixo que temos por aqui. Também é pra se considerar que desde 1995 só há gasolina aditivada à venda por lá, o que ajuda a manter os motores limpos por mais tempo.

    • Daniel Blinkerbaum

      tu levanta carro velho lá e tá inteiro por baixo

      • afonso200

        meu tio tem um cadillac seville 2005 V8, ta com 150mil milhas, ta mais novo que um gol 0km

    • Pacheco

      Esse carro e chassi??? Pq ele me parece um tanque de guerra.

      • Heisenberg

        É chassi sim, por isso esse peso todo.

        • mjprio

          É o Landau deles!!!

    • Jonas Augusto

      Com as nossas estradas lunares, nossos saudosos governantes incentivam a pratica do off-road urbano, se cada prefeito investisse numa usina de asfalto não teriamos solos lunares, nem pneus deslocados, molas quebradas, desgaste prematuro do conjunto de suspensão e por ai vai…

      • Marco

        Amigo, se vc quiser ver asfalto ruim, dá um chegadinha aqui na minha cidade, CONTAGEM – MG. Excetuando-se a avenida principal da cidade, não existe asfalto e sim, remendos. É a “Contagem dos Remendos”. Minha profissão já me proporcionou conhecer vários estados brasileiros, mas Contagem está entre uma das grandes cidades brasileiras mais descuidadas que tive a oportunidade de conhecer. É uma pena como conseguem estragar uma cidade do potencial da minha, em pouco mais de uma década… Isso é Brasil…. Isso são nossos políticos… :(

        • romulo

          opa, sou de contagem MG tbm, só olhar a via expressa, toda remendada, não pra andar nem a 40KM/h, Barreiro tbm toda acabada. triste isso.

  • Gabriel_V8

    Também tive a oportunidade de andar em um e é realmente muito confortável

  • Doyle

    “motor 4.6 V8 de 281 cavalos,” caramba hein? Não sabia de tamanha robustez dos Victoria

    • saosao

      Mas potência não é robustez.

  • Guilherme Borella

    Como ficam os carros usados pela polícia no Brasil?

    • oloko

      aqui também eles saem com motor v8 de fábrica, e reforço para as perseguições, fora os charger da policia do rio de janeiro, como o filme velozes e furiosos mostrou…kkkk

      • ultimate_rr

        Eu assisti e pensei: ué, cadê os Classic? kkkkkkkk

        • Gustavo73

          Classic aqui no Rio nunca rolou. Teve muito Gol e Voyage. Ultimamente eram Sanderos e Voyage. Agora comecei a ver 408 e C4. Também tenho visto umas Dusters

          • MrBacon

            Duster e Logan na Polícia Civil, S10 na PM, muitos carros novos por causa da Copa!

          • mjprio

            Os 408 foram pra Tourist Police

            • Gustavo73

              Provavelmente, já que vi 2 rodando em Copa. Já o C4 estava na praia do Flamengo.

              • mjprio

                Se não me engano a Cia de Polícia Turística é lá no Batalhão de Copa msm. os 408 estão até adesivados com o Tourist Police. Agora saber se eles vão durar é outra coisa.

                • Gustavo73

                  Os carros agora são de locação. A cada 3 anos eu acho são trocados. Quanto isso custa aos cofres públicos é outra coisa…

      • RyanSX

        Eu acho que uma FORD F-150 RAPTOR seria mais adequado para os policiais do Brasil… Ai eu acordei kkkkk

        • oloko

          hahahaha, seria top, mas o que acontece são as s10 carniça e as blazer 2.4 mancoline, tem um video de uma perseguição em curitiba, o policial na blazer não conseguiu pegar um palio 1.0 2 porta kkkkk, uma parati teve que ir atras, vergonhoso

    • Thiago Lamim Matos

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Chronosky

      Heheheheh tu ta de sacanagem comigo né? claro que vão pro ferro velho. Se nossos queridos automoveis domésticos bem cuidados e amados viram um lixo depois de alguns anos rodando nesses raladores de queijo que chamam de asfalto imagina os carros da Puliça que rodam o dia inteiro sem a menor preocupação.

      • ultimate_rr

        Raladores de queijo + qualidade de montagem nula.

      • afonso200

        hoje vi um celta da PM aqui em POA com radiador quebrado

      • Marcos Souza

        Aqui em Curitiba as paratis antigas estavam guardadas. Tanto é que esses tempos a policia tava sem dinheiro pra abastecer os duster e megane e acabaram pegando essas paratis pra usar pq são mais economicas…

    • V.mario

      Em alguns estados onde a frota é locada, depois de 2 anos de uso, as locadoras pegam eles sem os equipamentos (claro) e vendem, por um precinho “camarada”.

      • Daniel

        E o ixperto acha que fez o melhor negocio do mundo comprando um semi-velho… heuheuheu

  • Daniel Blinkerbaum

    vi um mecânico brasileiro que trabalha nos estados unidos, contando que os carros de la não estragam (por baixo), que ele não acreditava quando olhava por baixo do carro e ele tava inteiro, novinho, carros com mais de 10 anos de uso diário. Tudo la é asfaltado, com qualidade, não se tem buraco, não tem quebra mola por todo lugar, ai carro realmente não estraga.

    • th!nk.t4nk

      Fora que a parte inferior dos carros lá é bem mais reforçada também por conta da neve. Tem uma camada considerável de revestimento de zinco, por exemplo.

  • edbil

    Queria ver estes guerreiros rodando aqui neste asfalto lunar e com nossa gasolina mijo de bêbado para saber quanto tempo durariam. :-D

    • Junoba

      Eles não iriam sobreviver por mais de 24hs kkkkkk

  • Pomarola

    Tenho alguns amigos taxistas, alguns andam no velho Astra e outros de Corolla e Civic. O Astra está com 642 mil no GNV sem nunca sequer ter mexido no motor, só fazendo as revisões de rotina, como troca de filtros e de óleo. Já os nipônicos, é só perguntar para qualquer taxista, viram o milhão. Mas claro, isso na mão de taxistas que respeitam os limites dos carros. E olha que nosso asfalto é um “broto” hein…

    • Luis_Zo

      Ja vi taxi Palio 1.0 com 450.000km e motor original, em BH.

      O que rola é que como os taxistas trocam oleo mais regularmente, nesse caso que eu contei, ele falou que de 5 em 5 mil, e o motor permanece “quente” a maior parte do tempo, ai o motor dura mesmo (nem precisa ser taxista haha)

      A maior parte do desgaste dos motores é no warm-up, quando não há lubrificação adequada, rola contato metal-metal com polimento e desgaste das partes em contato. Depois de um tempo rola folgas e vazamentos e ai ja viu, motor vai pro saco (ou melhor, pra retifica ahah)

      Ja suspensão, os caras não são tão caprichosos assim… não sei teus amigos, mas alguns taxis simplesmente os caras andam literalmente “sem amortecedor”.

    • Clayton Martins

      Motor GM com 642.000 km rodados sem nunca terem “mexido” no motor? O dono desse carro mentiu pra você amigo, pois todo mecânico de esquina sabe que os motores GM vendidos no Brasil requerem manutenção periódica visando a correção de vazamentos. Existem vários vídeos disponíveis na internet falando sobre essa “característica”dos motores Monzatech.
      Quanto aos donos de Corolla e Civic, nem adianta perguntar-lhes sobre manutenção pois muitos vão dizer que nunca trocaram pneus, amortecedores ou pastilhas mesmo após rodarem centenas de milhares de km com seus carros. Isso faz parte da religião deles.

      • Janduir

        Talvez ele quiz dizer nunca abrir pra fazer o motor, mas com ctz eu como usuário de um Astra 2005, concordo que a qualidade Gm tem piorado muito. Já troquei junta carter e tampa válvulas, e já me deu pau em Sensor Abs, alternador, motor partida, compressor ar condicionado e muitas outras coisas que já me fizeram gastar em manutenção não programada uns 4 conto. A preventiva é bem barata, isso em 2 anos com o carro que comprado de único dono tinha 50.000km e hj está com 95.000km. Estou no aguardo de quebrar a bomba de gasolina, pois pelo que li não dura muito. Foi um dos carros seminovos que comprei que mais defeito apresentou, mas mesmo assim gosto muito do mesmo pelo conforto e frescurites que tem (modelo Elite com cambio AT)…

      • Rubem

        está confundindo com a dec de 80 onde o projeto de bloco familia I era alocado no monza ( sim, esse tinha problema) que mais trade passou a utilizar o bloco familia II. O astra usa o bloco familia II. existem zafiras com 540 mil rodando sem nunca abrirem o motor ( bloco familia II tb)

        http://oficinabrasil.com.br/avalicao-do-reparador/2596-perto-dos-400000km-rodados-zafira-enfrenta-o-reparador-de-cabeca-erguida

        “Um fato muito curioso e que chamou a atenção da equipe do Jornal Oficina
        Brasil foi a quilometragem do carro: 398.544 Km. O veículo que faz
        parte de uma frota do governo é um carro que “sofre” com o chamado “de
        mão em mão” e por este motivo impressiona pela conservação dos
        componentes mecânicos. “São elogiáveis, já que um veículo que tem
        diversos condutores necessita de reparação mais frequente e criteriosa”,
        avaliou Gerson.”

        veja o link.

        • Clayton Martins

          Camarada, você leu a reportagem que você mesmo está divulgando? embora não tenha sido mencionados problemas de vazamento nesse caso específicos há diversos outros problemas característicos do modelo citado.
          Mas se você quiser saber mais sobre o crônico problema de vazamento nos GMs atuais é só dispender 30 segundos de seu tempo e colocar numa ferramenta on line de busca: “vazamento em motor gm” e veja a enxurrada de vídeos dos mais diversos mecânicos que tratam desse assunto.
          Ademais, ando de taxi constantemente e não raro vi carros como Siena, Voyage e Fiesta com km acima dos 300.000km. Isso quer dizer que todos esses modelos são robustos ou apenas que tiveram donos zelosos?

          • Rubem

            na minha família tivemos três carros com esses motores família II, 2 Monza e uma Zafira ( um continua conosco até hj) e o máximo de vazamento que ocorreu com esses motores foi na tampa do cabeçote ( que não é nada grave). OS gms atuais tem como powertrain o bloco familia I ( sim, esses tiveram sérios problemas na sua origem).

            Na reportagem existem problemas, li sim amigão :) mas ela cita o powertrain em perfeito estado.

      • Pomarola

        Não quero criar polêmica e muito menos discussão, mas acho seu comentário preconceituoso e generalista. Cada pessoa vai te falar uma coisa, mas isso não quer dizer que todos vão te falar só das qualidades ou mentir sobre alguma. Quem tem o mínimo de conhecimento automotivo sabe da durabilidade de um Toyota e de um Honda, eu nem gosto de carro japonês e sei disso, mas não generalizei com o que falei e sim falei das pessoas que conheço. O dono do Astra é meu amigo desde que nasci e como disse ali embaixo ando no carro desde 0km (2011) constantemente e sei o que é feito e o que acontece com ele.

    • CharlesAle

      Desculpe mas não acredito em tamanha km em um GM sem abrir.São famosos por vazarem óleo pelas juntas e sofrer forte desgaste de comando de válvulas precocemente!!!

      • Pacheco

        Eu acho q quando falam em abrir, querem dizer retifica completa. Junta realmente vaza.

      • Pomarola

        Tudo depende do uso, eu digo isso pq o carro realmente está com mais de 640 mil sem abrir o motor, conheço o dono desde que nasci, assim como conheço e ando no Astra em questão desde 0km (2011). Não tenho porque mentir, nem da GM eu gosto. E é isso mesmo que o Pacheco disse, óbvio que a junta do cabeçote já foi trocada, mas não precisa abrir o motor para isso, é só retirar a tampa de válvulas. O que quero dizer é que o motor em si nunca foi aberto, nunca foi retirado o cabeçote do lugar, as únicas coisas trocadas nele até hoje foram: Junta de cabeçote, bomba de combustível (2x), embreagem e 1 cárter que furou com uma pedra numa estrada de terra. Isso no motor, agora pastilhas, amortecedores (principalmente os traseiros por causa do GNV), correias e essas coisas que desgastam naturalmente, isso óbviamente já foi trocado algumas vezes.

    • Ubiratã Muniz Silva

      Já vi no Rio táxi Civic 2000 automático com 950 mil km, rodando no gás. O carro tava precisando de cuidados: a suspensão batia, um dos cilindros falhava de vez em quando (provavelmente vela ou cabo de vela ruim), mas tava rodando e nunca tinha aberto motor ou caixa de marcha.

      • Pomarola

        Tô falando, é isso mesmo, é só saber usar. E são motores que passam mto tempo ligados, o que mais desgasta é a partida por causa do motor seco.

        • Ubiratã Muniz Silva

          Exatamente, e é esse o caso dos táxis do Rio, geralmente são divididos entre três motoristas e rodam em regime 24/7.

        • AHSOliveira

          A questão principal não é essa! é que os Taxis no geral tabalham na temperatura ideal de operação, se brincar um taxista tem que acionar o motor do carro muito mais vezes que um usuário comum.

  • Peraldiano

    Além da melhores estradas e melhor combustível usado por lá, a manutenção desses carros é barata, pois são fabricados em larga escala há mais de 30 anos. Quer dizer, tem mercado certo para as peças, o que diminui o custo. E lá nos States, quando quebra uma peça, é difícil fazerem gambiarra ,”adaptações” ou qualquer outra marmota. Lá ninguém perde tempo fazendo remendo, sai mais barato trocar a peça . Quebrou, troca a peça inteira por uma nova e tchau!

    • Heisenberg

      Não é esse perfume todo não q vc acha kkkkk tem carro com muito remendo por lá. Ainda mais q até mendigo se brincar tem carro. Peça é barato, mas mal de obra é caro. Quem mete a mão pra arrumar o carro tá feito, mas não é o que acontece. A gasolina tá subindo e não dá pra jogar dinheiro no ralo, por isso que o Ford Crown saiu de cena, como foi com o Caprice até os anos 90. Não são nenhum muscle car e por isso não são tão ovacionados…

      • Peraldiano

        Justamente o que eu disse : lá ninguém perde tempo fazendo remendo, sai mais barato trocar a peça.

        • Heisenberg

          Quem mete a mão, o proprietário, sai mais barato (pouca gente faz isso). Ficaria surpreso os remendos q fazem… ainda mais sabendo que peça é barato.

        • Heisenberg

          Não é o que acontece, mas enfim…

    • Ubiratã Muniz Silva

      O mercado aftermarket nos states é muito forte. Para carros comuns como esse as peças são facilmente encontradas.

      Mas a mão de obra é cara. Por isso que boa parte dos americanos que gostam de carro/moto têm sua própria oficina na garagem.

      Digo, aliás, que dar manutenção (não estou falando de peças, estou falando do serviço em si) em uma Harley-Davidson é mais fácil, por exemplo, que numa Honda Falcon/Sahara. A mecânica da HD é super simples, pensada para que o americano redneck médio consiga mexer sozinho.

      Cito um exemplo: Tampas do motor. Na Falcon, para uma mesma tampa, são vários parafusos de tamanhos diferentes, um vai em cada local e alguns são de medidas específicas que você não encontra em lojas de parafusos (eu sei disso pois precisei mexer em uma Sahara que tem um motor praticamente igual, foi um parto pra conseguir todos os parafusos novos nas medidas certas). Na HD, não, todos os parafusos que prendem uma mesma tampa ou parte do motor são idênticos e usam medidas padrão de mercado (ex: 1/4″ de diâmetro, 1/2″ de comprimento), então você não precisa se preocupar com quais parafusos vão em cada local, apenas com a ordem de inserção e aperto. isso simplifica MUITO o trabalho.

      Eu SUPONHO que nos carros legitimamente americanos seja algo no mesmo padrão.

  • Rafael

    E o consumo dessas barcas? Gasolina lá não é mais barata…

    • É um pouco mais barata que aqui sim, o equivalente a R$ 2,20 o litro mais ou menos. Some isso à renda muito melhor das pessoas de lá. Então comparativamente é bem em conta pra eles, apesar de que antigamente já foi bem mais barata.

      • Rafael

        Eles rodam mais do que nós, então com o custo atual, a eficiencia passou a ser um atributo muito importante, que esse carro não atende. A tendência é a substituição total dessa frota.

    • Minerius Valioso

      E ainda por cima tem opção de gasolina pura e a E10.

      • Alligator

        Gasolina pura só é usada em motores 2T com carburador http://www.eia.gov/tools/faqs/faq.cfm?id=27&t=10 olhando nesse site do governo americano que fala sobre os combustíveis falam entre 15% e 85% de etanol mais existem alguns postos que vendem e existem alguns estados que é proibido como no Alasca e outros tem um número insignificante como no estado de Nevada que possui um posto apenas esse site aqui diz a onde estão os 8424 postos que vendem gasolina pura

      • Roger Rosato

        A gasolina deles é adionada em 10 a 15% de etanol, dependendo da época do ano.

  • Alberto Filho

    Pagar 3.500 dólares num banheirão desses é muito mais lucro do pagar qualquer valor por um zero quilômetro no nosso “Brazil”. É…um verdadeiro sonho…

  • João Carlos

    Gostava de assistir o COPS só pra ver os Vic em ação.

  • Louis

    Quando leio essas coisas que me animo a ficar mais tempo com meu carro kkkkk
    Quero ficar com meu até uns 200 mil km, creio que vou conseguir.

    • ultimate_rr

      Acho que, mesmo com nossa mijolina e nosso solo luná(r)tico, quase que qualquer carro chega aos 200 mil se for minimamente cuidado. Já vi SW4 diesel com 450 mil km com aspecto de nova, Civic com 320 mil, Astra (taxi) com 400 mil. Algumas peças da suspensão sofrem mais, porém o motor aguenta sim… O problema é que, em alguns casos, uma boa “revisão” em toda suspensão sai tão caro quanto uma retífica.

      • Roger Bersch

        Na verdade se for somar tudo, suspensão, direção, e etc…custa mais que motor mesmo, eu gastei R$ 850 na minha scenic só em ponteiras, barras, pivôs, bieletas, calços de motor e caixa,

        • ultimate_rr

          Não foi tanto amigo. Meu carro está fazendo uma revisão geral na suspensão (que é independente e ótima, aliás) e fora da concessionária. Trocando buchas, 2 amortecedores, batentes.. enfim, meio que o basicão. Até agora ficou 2.500 de peças. Algumas não se encontra só a bucha e tem que trocar a peça inteira, o que eu acho um absurdo. Mas, enfim. Gosto muito do carro, fora essa “zerada” em toda a suspensão, o único gasto que tive foi com a troca da correia dentada há 2 anos, que beirou os mil reais (tudo). Não penso em trocá-lo tão cedo. Pelo valor dele hoje, não dá nem para comprar um Up, Onix ou Uno. E pergunta se eu quero algum desses 3? Não, obrigado. Rsrsrs

          • Marcos Souza

            Que carro VC tem e qual a kilometragem?

            • ultimate_rr

              O que eu uso é um Focus. Está com – saudáveis – 74 mil km rsrs

              • Marcos Souza

                Ano passado eu toquei de carro…tava a 3 anos com um kia soul 10/11. Tava com 68.0000km e te aquele ponto, só tinha trocado disco de freio, filtro de combustível(troca a cada 40.0000), óleo e filtro de óleo e de cabine. As velas eram de iridium e iam ate os 100mil. Queria ficar mais com o carro, mas peça dele é muito cara. Agora to com um Sonic at. Já passou dos 26mil. Só óleo e filtro….quero passar dos 100 mil, talvez dos 200. Adoro viajar de carro, fazer kilometragem

                • ultimate_rr

                  O problema é que meu uso eh 90% na cidade. Usando o carro em estrada dificilmente terá problemas na suspensão, freios.. Enfim, o carro ficará muito mais inteiro. Se rodar coisa de 50, 60% em estradas, com certeza passará dos 100 mil com seu Sonic sem tem que mexer muito na suspensão. Mas fico feliz já que o interior não possui nenhum grilo.

      • Pacheco

        E q aqui no Brasil isso vai mais da onde roda do q da KM. Uma carro com 60 mil km q so amda.no transito e ruas esburacadas estara moido… um carro com 200 mil somente em rodovias estara em melhor estado.

        Conheco quem faz Rio-SP direto e o carro esta 0km. Isso pq a Dultra nem e otima.

        • ultimate_rr

          Sim. Com certeza.

  • ultimate_rr

    Bela barca. Só nos refresca a memória ao lembrar o quão melhor estão servidos os norte americanos…

  • Guilherme Batista

    Os motores dos carros aqui no Brasil também duram, acho que o problema maior aqui é a falta de manutenção por parte dos proprietários e a parte de suspensão.

    Tenho dois conhecidos taxistas, um tem um Idea e outro tem uma Palio Weekend e ambos já passaram de 300 mil km. Isso porque eles fazem manutenção preventiva com mais frequência.

    • CharlesAle

      Um segredo para aumentar bastante a KM de um motor,é usar molikote A2,aprendi isso em uma empresa que trabalhei(lá usavam em máquinas)mas tem o automotivo,que se coloca no óleo…

  • Senhora Liberdade
  • Luiz

    Sempre me chama atenção reportagens sobre quilometragem de carros.. Máximo que já rodamos com um carro aqui em casa foi uma hilux 2008, que vendemos em 2011 com 220mil km

  • Minerius Valioso

    E aí fãs, ainda acham que só carros da Toyota são duráveis?

    • Thiago_NCO

      Segundo os fanboys, se os Toyota fossem usados em larga escala como táxi nos States, o odômetro mostraria um 8 deitado.

      • Martini Stripes

        hahahahhaahhahaha

  • Tosca16

    comparem com os nossos Santana por que se for ver hoje comparar tal modelo da Ford com o Classic que usam os taxistas é vergonhoso .

  • Luis Fernando

    Olhar esse carro nos remete a imagem dos EUA, assim como uma bicicleta barraforte nos passa a imagem do Brasil.

  • Tosoobservando

    Confira o que é possível comprar no exterior com o valor que se paga pelos dez modelos mais baratos do Brasil:

    Chevrolet Celta = VW Jetta, Fiat Mille = Kia Cerato, Ford Ka por preço
    de New Fiesta hatch, Chevrolet Celta por preço de Volkswagen Jetta, Effa
    Motors M100 por preço de Toyota Corolla, Renault Clio por preço de
    Nissan Sentra, Novo Fiat Uno por preço de Kia Koup.
    Pelo que custa um Gol G4 é possível levar um Civic manual
    O Palio Fire equivale em preço para os americanos à perua Elantra Touring, aqui conhecida como i30 CW
    Com o que se gasta com o Peugeot 207 leva-se um Jeep Patriot para casa
    Com o que brasileiro gasta para ter um Classic o americano compra um Cruze

  • Mazembe 2X0

    Fiquei curioso para saber sobre outro táxi conhecido no mundo todo, o de Londres. Dizem que é um dos mais confortáveis e luxuosos do mundo, além de ser um dos símbolos da cidade.Sugiro ao N.A. uma matéria sobre ele e sua história.

    • Tosca16

      Pelo que sei eles só são espaçosos pela boa configuração dos bancos fazendo até uma “mini” sala de reunião . Além do mais eles tem um consumo elevado em relação a outros modelos e já foram quase que retirados das ruas pela poluição acima do regulamentado hoje . A marca hoje pertence à Geely , a mesma chinesa que é dona da Volvo, Manganese Bronze vende mais por ser tradicional que pela qualidade em si .

      • Mazembe 2X0

        Tem algum projeto para modernizar o veículo?

        • Tosca16

          pelo que saiba não, quase tinha falido mas os chineses compraram e tentam permanecer com a tradição dela no mercado expandido-a para novos mercados como a China por exemplo . Este modelo vende mais pela tradição e estilo único que pela modernidade em si, me recordo que a NISSAN em Londres propôs um modelo infinitamente melhor, mais moderno, econômico e confortável mas não conseguiu derrubar anos de tradição que a Manganese Bronze tem no mercado local.

          • Em Londres os taxis funcionam por licitação, que determinam até mesmo o modelo em vigência. A Nissan venceu a licitação e a renovação da frota obrigatoriamente será feita com o modelo da Nissan e começará em dezembro de 2014. Considerando que a Manganese Bronze comercializará o modelo dela até novembro deste ano e as renovações de carros por lá são necessárias a cada 4 anos, até o fim de 2018 veremos modelos dela por lá.

            Segue foto do modelo Nissan.

  • vi.22

    os da versao MARAUDER , sao raros de ser ver.. sao classicos e esportivos ao mesmo tempo…

  • Luiz Pereira

    Já viajei por 25 países, incluindo vários de terceiro mundo, e não conheci um que tenha ruas e estradas em piores condições que o Brasil. Isso, por si só, faria nossos carros durarem bem menos. Porém, há ainda a qualidade inferior dos modelos produzidos aqui e a forma de dirigir de muitos motoristas, com acelerações e freadas fortes, que só encurtam ainda mais a vida útil dos carros brasileiros.

    • Índia, Paraguai, Bolívia, e países africanos de terceiro mundo se equivalem a nós.

      Edit: Me retrato quanto ao Peru, pois fiz algumas pesquisas na web e descobri que elas melhoraram muito nos últimos anos, em especial as de maior circulação, mas há algumas poucas estradas que se equiparam a nós (em geral, exceções a regra atual). Observei em minhas pesquisas que atualmente se equiparam a qualidade da grande maioria das estradas brasileiras, praticamente todas do Paraguai, grande maioria das Bolivianas, uma parte das entradas do Chile, alguma coisa na Argentina (as principais são excelentes).

      • Luiz Pereira

        Dimitri, discordo. Cruzei o Peru de norte a sul duas vezes (uma delas no ano passado), sempre por rodovias em excelente estado. Nas cidades não foi muito diferente. Dirigi bastante em Lima, Callao, Trujillo, Arequipa e Puno. Nas cidades, boa parte do calçamento é em concreto, feito para durar. Ondulações e buracos são raros, pelo menos por onde passei. Da Índia não posso falar nada!

        • Me retrato quanto ao Peru, pois fiz algumas pesquisas na web e descobri que elas melhoraram muito nos últimos anos, em especial as de maior circulação, mas há algumas poucas estradas que se equiparam a nós (em geral, exceções a regra atual). Observei em minhas pesquisas que atualmente se equiparam a qualidade da grande maioria das estradas brasileiras, praticamente todas do Paraguai, grande maioria das Bolivianas, uma parte das entradas do Chile, alguma coisa na Argentina (as principais são excelentes)

      • Luiz Pereira

        Faça um teste no Google Streetview, tente encontrar uma rua esburacada ou com ondulações em Lima. Não vou dizer que não existem, mas na minha opinião são muito mais raras que na maioria das cidades brasileiras!

    • Roger Rosato

      Então não viajou por países o suficiente, pois eu tendo visitado 4, já vi lugares piores.

  • Rafael

    Aqui em Salvador só vejo S10 e alguns Palio Weekend adventure e Tucson (não sei o motivo) na segurança turística. Acredito que uma S10 a diesel preparada seria a opção perfeita para o

    MODE : EASY
    MEDIUM
    HARD
    VERY HARD
    BRASIL <<<

  • Roger Rosato

    “aí pensei o que todos pensam do nosso país”
    Mas que desnecessário…

  • FPC

    Fui em Lisboa em 2012, os taxis lá quase todos são Mercedes de 15 a 20 anos atras, porém bem conservadas para sua idade, vi Mercedes com 1 milhão de quilometros que mais pareciam carros de 100 mil kms no Brasil, incrivel, já na França os taxis são diversificados e beeeem mais novos, mas tanto na França quanto portugal a maioria absoluta são a Diesel, em Paris peguei um Skoda, um Mercedes novo e um C3 Picasso, todos a Diesel, o torque desses carros é muito interessante, o taxista “dobrava” a esquina e “chamava” o acelerador o carro respondia com uma força incrivel, pena não existir carro a diesel no Brasil!

    • Roger Rosato

      Motores Diesel têm durabilidade muitíssimo maiores que motores Otto. O preço da manutenção e maior consumo de uma frota veterana de taxis Diesel é menor que o de substituir os veículos a cada, digamos, 4 anos.

  • afonso200

    sao 8 mcilindros, o motor nao força para andar, ja um 1.0 tem que afundar até o talo pra andar, aee ja esguela e destroi o motor, simples e simples. BR lixooooooooooooo

    • Roger Rosato

      Europa manda um abraço com seus – muitos – 1.0.

  • Alisson Bona

    Aqui no brasil a licitação da policia pede modificações como giroscopio, pintura e só.
    lá nos estados unidos pede motor reforçado, caixa de marcha reforçada, suspenção modificada, justamente para durar mais e não para ser mais barato.
    PS. Na argentina os carros de policia tem BUMP dianteiro e lateral e motor 2.0 (ford focus), mesmo tendo carros mais simples e baratos.
    A bagunça é nossa lei de licitação

    • Jonas Augusto

      Nossa lei de licitação é um cubo magico, ou labirinto sem fim. Se espelhassem em paises sérios seriamos um dos primeiros mais sempre o Brasil está na cauda do cometa.

  • RyanSX

    Verdadeiro aspecto de “banheira” mas agrada andar em um. Não tem nada de sofisticado, mas é o tipo de carro que te leva com um conforto considerável e até que muito bom, ainda mais se você vir dos EUA para o Brasil e ter que pegar um Classic para voltar para sua casa.

    • Jonas Augusto

      Ou pegar uma Spin como taxi.

  • Rossano Varela

    Sou fascinado pelos carros americanos. Confesso que – entre muitos outros carros – já pensei em comprar um Taurus (que é o mais perto que eu consigo chegar de ter uma “banheira”). Mas nossa gasolálcool caríssima e o consumo de cerca de 5 km/l do Ford impossibilitam tal feito. Uma pena.

    • Pacheco

      Carro americano e bom e ruim. Eu tenho um Jeep e a suspensao extremamente macia e bancos para obesos e algo q me causa tristeza.

      • Rossano Varela

        Fique triste não. Você está melhor do que muita gente.

  • Myph13 .

    Só de olhar pros bancos na foto já da pra sentir que são extremamente confortáveis.

  • Jonas Augusto

    Excelente carro que custa uma pechincha, pena que não temos aqui em nosso território, com a nossa boa gasolina, não iria fazer mais que 5 km/L. Mais é um carro e tanto, eu fico admirado quando vejo os filmes americanos que os Ford Victória Crown entram em cena eu nem pisco.
    O carro de policia que o Robocop usa é um Taurus se não me engano. É uma verdadeira nostalgia os carros da Ford Americana.

    • Jonas Augusto

      O motor EcoBoost 2.0 de 240 cv usado no Fusion, ficaria bem no Ford acima citado. Contra os 283 cv do 4.6L V8 SOHC. são numeros bem proximos.

      • Economy

        Duvido muito se o Ecoboost se compararia a durabilidade desses V8 citados!

  • Marcos Souza

    Lendo essa matéria, claro q pensei nos nossos taxis q são variados aqui no brasil e imaginei que bom seria se alguma empresa nacional adaptasse um modelo para taxi aqui….colocando motor hibrido, GNV ou elétrico…porta malas grande e conforto e espaço para os passageiros tbm. Poderia focar nesse nicho e vender muito já que taxista tem q renovar o carro por causa da quilometragem. Taxi não precisa ser bonito, tem que ser funcional e econômico…um éticos por exemplo deve ser um ótimo taxi.

  • Ubiratã Muniz Silva

    E o que dizer dos Mercedes a diesel muito usados como táxi na Europa (e os mais antigos ainda no Oriente Médio?)

  • Economy

    Esse seria meu carro se um dia eu fosse morar nos EUA. Por um bom preço, você pega um em bom estado de conservação. Há modelos que foram usados por policias e é possível encontrar para uso particular. É um carrão robusto em tanto.

  • Paulo Eduardo

    Essa bagaça dura a vida inteira e mais uns 100 anos.

  • Cristiano

    Enquanto isso em Belo Horizonte a prefeitura autoriza aos taxistas a usar carros prata ou preto desde que adesivados de branco, compram os carros com descontos e isenções depois vendem como carro particular. Quem compra um ex-taxi tem no mínimo o direito de saber o que está comprando

  • mjprio

    Sinceramente maravilhoso esse carro. tive um chefe que ficou com um desses nos EUA quando foi fazer um estágio na US NAVY e falava que o carro era uma delícia. A sensação de estar murmurando a 1500rpm e dar uma retomada pra ouvir os 8 cilindros borbulhando ao encher é indescritível.
    Esse carro e o Caprice era pra eles o que o Landau e o Impala foi pra gente. Típico acerto americano: sobre chassi, suspensão macia, uma V8itão OHV e 3 marchas bem longas pra um rodar prazeroso. Dá pra botar seis com tranquilidade mais uns 500L de mala.
    Andei num desses quando estive lá também em 2003. Muito gostoso de andar, apesar de bem velhinho. Acima deles só os Lincoln de serviço VIP. Eu babava neles. Tudo que eu queria era uma barca dessas pra viajar tranquilo pelo Brasil. Pena que as estradas não deixam.
    Agora quanto ao segredo da durabilidade do motor? boa gasolina e muito molikote no carter junto com o óleo. o produto reduz o atrito na fase fria e prolonga a durabilidade do óleo. Alemães e americanos adoram esse aditivo. Estou usando no meu fiesta e o consumo já melhorou uns 10 a 15 %. O motor fica mais solto na fase fria e pega muito fácil mesmo com alcool e sem gasolina no tanquinho.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend