Hatches

A escolha por um hatch médio

chevrolet_cruze_sport6_4-620x465 A escolha por um hatch médio

No começo de maio do ano passado eu escrevi um texto sobre a compra de um sedã médio e minha visita às concessionárias de Brasília. Agora decidi por fazer esse texto, visto que minha esposa vendeu o seu carro pra comprar um maior, como a “missão” de acompanhar ela nas concessionárias era minha e eu dirigi todos os carros do relato, resolvi fazer esse texto.



O carro antigo dela era um Grand Siena Essence Dualogic, 1.6, com boa parte dos opcionais, só não tinha airbags laterais, sensor de estacionamento de fábrica e teto solar, modelo 2012/2013 com 30 mil km rodados, compra em junho de 2012. A quilometragem alta se deve ao fato de morarmos longe do centro de Brasília e aqui tudo que se vai fazer, só se consegui indo de carro.

Minha esposa queria por referência um carro parecido com meu Fluence em espaço, sem aquela traseira grande, não fez questão de nenhum opcional em especifico, apenas que o carro fosse bom de guiar e automático, estávamos dispostos a pagar no máximo R$ 70 mil reais, e ela queria que fosse um hatch médio.

A primeira ideia dela foi o novo i30, lembrando que o carro ainda não lançou oficialmente, de qualquer forma, resolvi dar corda… Cheguei ao local, e fui atendido pelo mesmo vendedor mal educado que me atendeu na minha busca pelo sedã, já fui interceptado com um “Então o senhor comprou um Fluence!”, ok, contei até 10.

Vamos ao que interessa, o carro não chegou, e não tem previsão pra chegar, 76 mil reais, se for branco some mais 5 mil, se tiver teto solar, então some outros 5, a potência do carro já estava batendo 148cv com o motor 1.8 do Elantra!!! Agradeci e fui embora com aquela sensação de ter sido enganado, não compro carro sem test-drive, não compro carro sem ver o carro antes, e muito menos compraria um carro com informações desencontradas. Passo.

Fomos então nas “4 grandes”, preferi ir logo lá para poder despachar logo as compras, em minha opinião não oferecem produtos bons nesse segmento (salvo GM), mas fui, vai que é amor à primeira vista. Seguimos a Volkswagen, o modelo pretendido era o Golf, modelo que nos foi oferecido era um GT 2.0 com câmbio Tiptronic de 6 marchas, ele oferece airbag duplo e freios ABS, tem ar digital e som moderno, bancos em couro e tudo mais, o básico para o seguimento, o motor 2.0 dá conta do recado e o câmbio de 6 marchas faz milagres com os 116 pocotós do carro, o painel é o que eu chamo de nostálgico, pois é basicamente o mesmo do Golf de 2000, é bem construído, e de materiais de toque agradável, não tem rebarbas aparentes.

O carro era bem ajustado em 2000 e continua sendo bem ajustado até hoje, mas pagar os quase 69 mil pedidos é um pouco demais pra mim. Fomos a Fiat ver o Bravo Sporting Dualogic, ok, não é bem um automático, mas não tem pedal de embreagem, então tá valendo, o modelo oferecido é foi um Sporting Dualogic Plus, com ar digital e kit Creative 5, por justos 65 mil.

O modelo é bem equipado, responde bem ao acelerador, é confortável e visualmente agradável, o ponto negativo dele é o câmbio, embora tenha avançado bastante em relação ao Dualogic do antigo carro dela, o sistema ainda exibe algum delay na troca de marcha, achei o creeping fraco, a oferta de cores é pouco variada e as faixas decorativas não ficam bem em todas as cores (curiosamente o carro avaliado não as tinha mais), é um carro a se considerar, me surpreendeu bem, embora o cambio deixe um pouco a desejar, se algum leitor se interessar por um com cambio manual, recomendo a compra se encaixar no perfil.

Na Ford fomos ver o Focus, refaço o comentário que eu fiz em relação ao sedã, motor muito bom, mas o câmbio é fraco e amarra o carro, a traseira é mais bem resolvida que o sedã. Pra quem gosta de fazer curvas é um prato cheio, mesmo com mudança em breve, o carro ainda é cativante, se o estilo agradar, leve com câmbio manual, não pedi preços pois não havia em estoque e o vendedor preferiu não dar os preços para encomenda, só havia a unidade de teste e outra que já estava vendida, talvez um indício de fim de vida.

Na GM testamos o Cruze Sport6, o dinheirinho da minha esposa só comportava a versão LT, custava 69 mil num tom de azul (de muito bom gosto), não vou me ater muito ao modelo ou aos que citei acima, a lista de itens de série é fácil de obter na internet e nenhum deles tem algum diferencial.

O Cruze tem um motor de concepção moderna e um câmbio também moderno, mas e o tipo de casamento que não deu certo. Tive a impressa de as três primeiras serem curtas e as três ultimas muito longas, tem um buraco entre a terceira e a quarta e o carro fica confuso nessa situação, tendendo a segurar o carro em terceira. O sequencial tem um delay bem leve, e o porte do carro assusta, ele é quase do tamanho do sedã, tem bom acabamento e é bastante espaçoso atrás.

Até agora não há muito que comentar sobre os carros, se fosse escolher com câmbio manual, seriam bons candidatos a uma vaga na minha garagem, mas são automáticos e como dizem “mais do mesmo”, não oferecem muito, por preços semelhantes e desempenho próximo, se fosse parar aqui eu indicaria um Cruze ou Bravo, se fosse câmbio manual, Focus entraria na disputa. Como tive boa experiência com carros de marca menos tradicional, resolvi arriscar mais. Dei um descanso, procurei um pouco na internet, e resolvi continuar no outro dia.

Começamos o dia indo na Citröen, vimos um C4 Sport AT, motor 2.0 com um torque bom, câmbio AL4, muita gente tem pesadelos só de ouvir esse nome, mas sejamos justos, eu conheço quem tem carro com AL4 e nunca teve problemas, o carro responde bem, o câmbio não é uma maravilha, mas não faz o carro se arrastar, tem um desempenho justo. É fácil de achar uma boa posição pra dirigir e o carro veste o motorista, oferece sensores de chuva e crepuscular, farol de xenon, bancos em couro natural, 6 air bags, Freios ABS, controle de tração e estabilidade, sistema Isofix, etc.

O volante inicialmente causa alguma estranheza pelo miolo fixo, o painel central e a iluminação âmbar é do tipo amo-o ou odeio-o, mas é um carro que eu teria, não agradou muito a patroa por ser meio quadradão e meio másculo, mas é um carro que merece ser olhado com carinho e ser feito um test-drive.

Fomos à Peugeot ver o 308, minha esposa faltou chorar na frente do carro, uma gritaria que amedrontaria qualquer um que não fosse vendedor, eu realmente queria ver um THP, mas nem perguntou sobre, o preço de tabela dele é de 75 mil reais, e a Peugeot gosta de um overprice, então achei melhor ficar quieto.

O 308 que ela poderia comprar é o Feline 2.0 automático, tem um visual bacana, é recheado, senti falta de farol xenon (só o C4 tem nesse segmento) e sistema ISOFIX, a paleta de cores é bem interessante, a amplitude interna é enorme, sensação de espaço é muito boa, posição de dirigir agradável, comandos a mão e pra quem já dirigi um francês, os comandos na coluna de direção são intuitivos, não quisemos com sistema de navegação, que adicionaria mais 2 mil Dilmas, o carro é bacana de dirigir, bom de curvas (não tão bom quanto o Focus), acelera bem, retoma bem, e o câmbio é aceitável, achei que freia de forma razoável apenas, e o pedal trepida muito em frenagens muito bruscas (sei que é normal trepidar, mas não em como ele), 65 mil por um num tom azul que me agradou muito, pois deixa o carro sem aquela sensação de meio feminino que os Peugeot andam me passando. Recomendo.

Temos o Nissan Tiida, minha esposa acha o carro sem graça, e de cara já descartou a compra, mas resolvi ir lá assim mesmo, vamos avaliar o que temos oras! O carro é mais barato, custa 57 mil completo, mas não tem tantos airbags, não tem muito um diferencial, e o câmbio é fraco, é um 4 marchas sem Tiptronic, e sem D3, só tem posição 2 e 1, onde o 2 arranca de segunda e o 1 faz papel de “reduzida”, modo Sport não é lá essas coisas, achei-o barulhento também.

Já tinha dado por acabado a busca e íamos parar pra almoçar e decidir a compra, eis que minha esposa diz: “Tem um Suzukinho que eu gosto, é bem jovial”. Então fomos ver o tal Suzukinho que eu nem me lembrava qual era o modelo. Pois bem, era o SX4, custa salgados 69.900 na versão automática, não oferece muito, só o básico pra um carro desse valor, mas é na rua que ele mostra seu valor, poucas vezes dirigi um carro do “clube dos altinhos”, mas o carro tem centro de gravidade baixo, seu maior trunfo, tração AWD.

Ele usa um sistema de tração nas quatro sob demanda, me desculpem os adeptos do Focus, mas o SX4 faz curvas melhor, o tração atua na hora certa e trabalha em conjunto com o sistema de ABS, curvas que o Focus faz cantando pneu, o SX4 faz tranquilamente, é espaçoso para quatro ocupantes, o quinto embora conte com cinto de três pontas e apoio de cabeça, vai sofrer com o túnel do cambio, o cambio tem 4 marchas, mas é muito bem escalonada e o carro puxa com uma força de dar medo, são 145cv, o segredo tá no baixo peso, ele é quase 100kg mais leve que os pesos pesados da categoria, com um motor muito elástico e torque de sobra.

Mas nem tudo são flores, oferece apenas airbag duplo, ABS e Isofix e porta-malas é de tamanho reduzido, por ser um Suzuki, desvaloriza mais e o segura e ligeiramente mais caro. Antes de finalizar dizendo o que fizemos, quero ressaltar que o mercado de Hatchs médios é fraco, ainda tentei convencer ela a ficar com um sedã médio, acontece que nenhum carro é realmente bom pelo que pagamos (vamos considerar preço-Brasil e não preço de fora, ou lucro ou outros pontos, é caro, sim, mas é o que temos e não há possibilidade de se comprar usados, não no nosso caso).

Sempre há um porém, ou o cambio é defasado (a maioria é) ou o carro é pouco equipado, ou o motor não corresponde tão bem, os projetos são de idade, e nenhum deles tem o diferencial que eu encontrei nos sedãs. Enfim, façam suas apostas! E no fim ela ficou com um…

…Fluence! O meu Fluence pra falar a verdade, o SX4 embora seja um carro com algumas falhas, eu fiquei apaixonado pela dirigibilidade e estabilidade dele, como o Fluence atendia a ela e eu já estou em crise de meia idade, querendo ser descolado e tudo mais, achei uma boa compra.

Recomendo a compra? Sim, mas só se você tiver em mente o que está levando pra casa, um carro que anda muito, não é top em segurança, faz curvas como ninguém, que tem porta-malas pequeno. E o tipo do carro que você compra por paixão, tem coisas que me incomodam, como o som só ter auxiliar, mas eu pretendo ficar um bom tempo com esse carro agora, me sinto mais feliz com ele que com o Fluence, posso comparar a emoção de dirigir esse carro com a de dirigir meu ex-Accord (primeiro carro, alvo de um texto meu também).

Por Mario Souza

COMPARTILHAR:
  • Lokarro

    Quanto ela pagou no seu Fluence?

    • Rodrigo_alr

      Na boa, vc realmente leu o texto ou quis ser o primeiro a comentar?

      • Lokarro

        li…mas não fala…fala que estavam dispostos a pagar 70 mil

      • Lokarro

        e vc queria ser o 1º a responder o 1º comentário?

        • Rodrigo_alr

          Na verdade não, só quis dizer que o texto é praticamente auto explicativo, quase um manual, e vc ficou meio que sem entender…
          Mas tudo bem, vou ajudar, "a esposa pegou o fluence do marido, ficando feliz e satisfeita, e o marido se apaixonou pelo sx4 e comprou o mesmo para ele, e ficou feliz tambem"… Agora por que motivo ela deveria pagar ao marido pelo carro? Era mais coerente vc perguntar por quanto venderam o siena ou quanto a suzuki pagou nele? (caso tenha entrado na troca)… abs.

          • Lokarro

            Agora que vc me explicou entendi melhor:

            A esposa se apaixonou pelo Fluence largou o marido, que por sua vez se apaixonou pelo SX4 e todos foram felizes para sempre…

            rs…abs!

            • Louis

              KKKK, cara, o pessoal daqui parece que não tem senso de humor, ou não entenderam a piada.

            • msouza91

              foi tipo isso mesmo, mas com um pouco mais de romantismo!

            • Matheus_P

              Show de facepalm!

      • Louis

        Acho que ele foi irônico no comentário. Pelo menos eu ri quando li.

        • Rafael_CTBA

          eu também ri, mas me segurei pra não responder pois fiquei na dúvida se era mais um troll ou se era uma dúvida genuína mesmo.

    • bedotRJ

      Acho que ela não vai pagar nada. Vai mandar o Grand Siena prá Suzuki, receber o Fluence do fera e ele banca a diferença pro SX4.

      • Lokarro

        Faz sentido…afinal é a esposa dele..

        e qtos km será que tinha o Fluence?

        • Edson Roberto

          Bem… considerando o pouco rodado Grand SIena, acredito que o Fluence esteja na faixa dos 30000km.

      • daniboyzinho

        faz sentido,mas trocou um carro com 6 meses de uso e 30000km?cara ele era novinho, o meu tem 2 anos de uso e pretendo ficar com ele até os 5 ,se nao a desvalorização acaba com ele e ome utem apenas 20000km rodados.isso eonlouquece a gfalrera do protesto de não compre carro novo agora.heheh.

    • filipe_melo

      Lokarro, você leu o texto?

      Ambos são CASADOS e, simplesmente, ele deu o seu Fluence pra ela, e…..

      Pois bem, era o SX4, custa salgados 69.900…

      • Louis

        Mas e se forem casados com separação de bens?

      • sabbathbh

        Nem todos os casados têm conta conjunta :)

    • msouza91

      Ela não pagou, pegou o Fluence e pagou 68.990 no meu SX4

      • Lokarro

        Obrigado! entendi!

        boa a história….eu gosto do SX4, quase comprei um um tempo atrás, em 2010 fiz até um test-drive que me convenceu, mas como os recursos aumentaram, peguei uma Captiva Ecotec. Agora vendi a Captiva e peguei um Bravo T-Jet, quis mudar de segmento… e gostei tbm!

        Mas com certeza o SX4 é uma baita compra, a tração 4×4 dele faz toda a diferença…e o carro é bem durinho e esportivo…Parabéns!

      • Ric53

        Texto muito envolvente e divertido! Parabéns

    • dncmotors

      SX4, carro pra quem sabe o que é engenharia automotiva.

      • Lokarro

        Por acaso, vc ja dirigiu um pra falar isso?

  • julianotonet

    Por que nao foi ver o Honda Fit?

    • zemarreta

      Ia perguntar a mesma coisa. É espaçoso, tem bom acabamento, preço na faixa pretendida, e o 1.5 é bem casado com o carro e o câmbio, embora não seja mais o CVT, funciona em harmonia com o motor dele, em resumo, tem bom desempenho, bom consumo e um espaço absolutamente surpreendente para o tamanho dele.

      • Dragoniten

        Motor muito fraco pelo preço cobrado, apesar de econômico. Apenas airbag duplo e ABS nos equipamentos de segurança. Não tem ESP, nem airbags laterais/cortina nem NADA.

        • zemarreta

          Vc já dirigiu o Fit 1.5? O motor 1.5 dá e sobra pra ele.

          • Gustavo73

            Sim pq ele é um hacth pequeno e não médio apesar do preço.
            Com o preço do Fit EXL vc leva o 308 Feline muito mais equipado e mais espaçoso…

            • zemarreta

              Mas esse é o ponto central. Não importa se o motor é mais fraco que o dos concorrentes. O que importa é se ele é suficiente para o peso/tamanho do carro. No caso, ele dá e sobra. Também não importa se ele é menor ou não, mas sim se as necessidades da compradora são satisfeitas. Aliás se for em termos de espaço INTERNO ele não perde para a maioria dos hatches médios.
              Quanto ao 308, eu, particularmente, não compraria por causa do AL4. Com o THP+AT6 é outro carro, mas é outro preço também.

              • Gustavo73

                Zé vc pode gostar do Fit, mais ele é menor que os médios tanto que não é um. E custa tanto quanto eles e é sempre menos equipado. Fit DX sem abs, rodas de liga, rádio e farol de milha porta malas de 384 l, custa 48 mil se preferir o LX com abs 52 mil. 308 1.6 Active, tem tudo que o Fit DX não tem, porta-malas de 430l, preço 50 mil. Se preferir as versões completas a diferença é ainda maior 66 mil o Fit EXS só com 2 airbags e sem ESP. O 308 2.0 Feline custa o mesmo mas tem 4 airbags a mais e ESP. Eu troco o cambio de 5 pelo de 4 por estes itens de segurança…

                • zemarreta

                  Gustavo, com 65 mil e as necessidades do casal (descritas no texto, espaço interno, preferência por um modelo externamente não tao grande, economia – rodam muito, bom automático, etc.), confesso que eu ainda iria colocar tudo no papel para ver qual seria minha escolha – talvez nem fosse o Fit!. O que eu não concordo é que o Fit não tenha sido nem considerado no processo de escolha, apenas porque externamente é mais compacto (por dentro é outra estória).

                  • Gustavo73

                    Zé entendo sua posição, mas continuo batendo no fator preço, o Fit é muito caro para oque oferece. SE ele tivesse pelo preço oferecido 6 airbags, esp… talvez ele fosse considerado. Veja que o Golf não foi desconsiderado só pela idade do projeto. Mas tb por não ter equipamentos que outros oferecem, no caso o numero de airbags e ser tão caro quanto os que oferecem estes equipamentos…

                    • Cristiano_RJ

                      Gustavo, concordo com você. O preço do Fit não é justificável mesmo não. Mas aprendi uma grande lição recentemente: as nossas escolhas nem sempre são feitas só com base em argumentos racionais. Explico-me: apesar de concordar com você na questão preço, acabo de comprar um Fit EX A/T para minha esposa. E sabe porque o 308 foi descartado? Basicamente por causa do design; ela dizia: "não gosto da "bunda" desse carro". Mas também pesou o fato de uma péssima experiência passada minha com o pós-venda Peugeot. O Bravo? Novamente design; "esse carro é de menino", disse ela. Mas também pesou contra o câmbio dualogic. E assim fomos pesquisando, pesquisando, até que o Fit acabou sendo escolhido. Para racionalizarmos, o famoso pós-venda Honda e a baixa desvalorização compensam em parte o valor excessivo.

                    • Gustavo73

                      Cristiano concordo que a compra de um carro vai muito além de uma analise de numeros. Mas no caso do preço eu discordo. Não que sua esposa tenha preferido o FitÉ uma escolha.pessoal, mas sim do preço dele. E não acho que compensa o pós-vendam pois vc paga muito mais por ele alguns milhares de reais a mais.
                      E ai como reclamarmos dos preços dos carros depois.

                    • Cristiano_RJ

                      Pois é Gustavo, pode parecer paradoxal, mas mesmo concordando com você, diante dos requisitos e restrições, o Fit acabou sendo a opção escolhida. Veja só:

                      Uso do carro: urbano, trânsito intenso.
                      Requisitos mínimos: câmbio automático (automatizado nem pensar) e carroceria hatch, perua, monovolume ou SUV com porta malas suficiente para transportar um Golden Retriever de 40 kg.
                      Faixa de preço: R$ 50 a R$ 60 mil

                      Então fomos conhecer vários modelos possíveis e fazer test drive naqueles de maior potencial. Veja os modelos cogitados e os motivos de terem sido descartados:

                    • Gustavo73

                      Não acho paradoxal não, na verdade muitos fatores devem ser levados em conta. Para nós que moramos em uma cidade grande temos opções de mais ccs da mesma marca mas nem sempre é o mesmo para moradores de outras regiões. E sei por "conversas" que tivemos aqui que vc é uma pessoa coerente. Mas pelo fato de aqui funcionar como um grupo de discussão só coloquei os pontos para marcar uma posição no geral.
                      Quanto ao Golden, tb tenho um e sei bem como é precisar de espaço para levá-lo. vc só esqueceu de enfatizar a necessidade do banco de couro, o bichinho pra soltar pelo…rsrsrsrs

                    • Cristiano_RJ

                      Pois é e solta mesmo… mas colocamos couro…

                    • Cristiano_RJ

                      Bravo: visual masculino (segundo a potencial usuária) e câmbio dualogic
                      308: pós venda Peugeot (má experiência passada) e traseira feia (novamente, de acordo com a maior interessada)
                      Focus: nova geração à vista
                      i30: visual masculino
                      Tiida: feio demais e é Nissan (uma colega de trabalho dela está processando a marca)
                      C3 Picasso: ágio e comportamento anti-ético do vendedor na negociação
                      Ecosport: ágio e atendimento mais porco que já vimos em nossas vidas.
                      Cruze Sport6: ágio e preço beirando os R$ 70 mil.
                      Hatches compactos: porta malas insuficiente
                      Duster: interior pobre e ágio

                      Enfim, não sei se citei todos, mas sempre tinha um porém. No caso do Fit, não pagamos ágio e fomos atendidos maravilhosamente bem na Honda. O carro é ideal para uso urbano, o visual agrada, o espaço interno é suficiente, o porta malas atende nossa necessidade e o sistema ULT é um diferencial. Enfim, deveria custar uns R$ 5 mil a menos (pelo menos), mas dentro das circunstâncias foi a melhor opção para ela.

                    • bedotRJ

                      Desculpe me intrometer na conversa, mas tem problema vc declinar o nome das concessionárias Citroën, Ford e GM em que os carros citados estavam com ágio? E, no caso do Fit adquirido, qual foi a loja escolhida?

                      Quanto à escolha pelo Honda, a sua explicação faz todo sentido. Eu não optaria por ele, mas as especificidades da sua compra acabaram mesmo não deixando outra opção.

                      Em tempo: prá carregar o Golden, eu cogitaria uma Spin. Prá dar conforto pro bicho ele ficar assim:

                      <img src="http://www.iheartgoldenretrievers.com/wp-content/uploads/2011/10/quinceysmiles.jpg"&gt;

                    • Gustavo73

                      Essa cara de bobo mesmo…kkkk

                    • Cristiano_RJ

                      kkkkkk… esses Goldens são umas figuras mesmo. O daqui até nos faz decidir qual carro comprar em função dele!

                      Quanto às concessionárias foram: Barrafor Barra (Ford), Dirija Barra (Chevrolet), Space (Renault), Citroën Confiance e Narita (Honda).

                      Para você ter uma idéia, o ágio de R$ 4.000 rolava solto em todas elas (menos na Narita). No caso do Duster Tech Road automático, estavam pedindo inacreditáveis R$ 71.000!!!

                      PS. Eu cogitei a Spin também. Chegamos a entrar em uma para um TD. Só que foi entrar e a mulher disse: "não gostei, não vamos nem perder tempo. Não quero esse carro também!". Se recusou a fazer o TD. O vendedor ficou com cara de bobo e eu fiquei até com vergonha… Mas fazer o que, né? Melhor ser feliz do que ter razão. Mulheres…

                    • bedotRJ

                      A Narita é aqui perto da minha casa, mas eu só fui lá duas vezes, a última já tem muito tempo. A Confiance, ali vizinha à JAC, é a única Citroën aqui nessa região – fui lá ver o novo C3 há pouco tempo, atendido por uma cara meio bobalhão, cheio de opinião, mas não cobrou ágio. E a Barrafor é uma loja da qual tenho antipatia – tive três Fords, comprados no Centro e no Recreio, porque a Barrafor é péssima de jogo.

                      Quanto a GM e Renault, as lojas que vc foi sempre atenderam mal nas vezes em que as visitei. Eu arrumei bons vendedores na Americas (GM) e Eiffel Barrinha (Renault). Nessas duas, a chance de rolar ágio é zero.

                      Obs.: eu bem que queria um cachorro grande, Golden ou Bernesse, mas com pouco espaço em casa e no carro fica difícil. Vou pegar um Corgi mesmo. Esse cabe até num Fiat 500! kkk

                    • Gustavo73

                      Seu relato junto com outros que li aqui, mostram que as fabricantes tem que ter um controle de qualidade e influência maior sobre as CCS. Mesmo que estas não sejam donas das CCS. E que o ágio é uma maneira porca e pequena de ganhar dinheiro. É pouco se comparar com inúmeros clientes que podem perder e não só naquela venda, mais em futuras tb. Temos mais players hj do que há 10 anos. E ás vezes como mostrado não adianta ter um bom produto se ou o vendedor não respeita o comprador (me diga como eles ganham dinheiro) ou então não prestam uma boa assistência. Tudo isso pode jogar todo o dinheiro investido no desenvolvimento e produção de um bem no lixo…

                    • dougkmt

                      Concordo com o seu argumento, Gustavo! Mas não critico a compra do Fit, até porque o próprio Cristiano colocou argumentos, apesar de subjetivos, mas que atendem a escolha da esposa dele. Justamente, para as opções que se apresentam como "mais por menos" na nossa opinião, ela não gostou! Então não tem porquê ela optar por um 308 ou Bravo!

                      Eu mesmo nunca me vejo comprando um Fit, City ou Civic! Também não acho que o pós-venda da Honda seja tão merecedor do valor mais caro que terei que pagar na hora da compra. Mas, por outro lado, se o meu 308 comprado 08/2012 tivesse dando vários problemas e a concessionária se negasse a me atender com agilidade dentro da garantia, eu iria com certeza repensar em trocar de marca e até cogitar a pagar mais caro pra ter um pós-venda decente. Obs: por enquanto não tive nenhum problema com a Peugeot, rsrs!

                    • Gustavo73

                      Tb não critico, até porque foi bem embasada a escolha.
                      O 308 que vc comprou tem o A/T de 4 marchas?

                    • dougkmt

                      Infelizmente não tinha grana pro 2.0 então acabei pegando o Allure 1.6 MT.

                      Meu objetivo é pegar o THP, daqui uns 2 anos. :D

                    • Cristiano_RJ

                      Em minha opinião a Allure 1.6 não só é a versão do 308 com o melhor custo benefício como é a melhor opção na faixa dos R$ 50 a R$ 60 mil. Já o THP, esse em minha opinião é o melhor hatch médio à venda no Brasil.

              • zeuslinux

                O Fit pode ser um carro bom e o suficiente para muita gente, mas ele não tem tamanho de carro médio e custa o preço de carros médios com tamanho um pouco maior e motorização muito maior.

                Quem tem um carro médio sabe que a dirigibilidade de um deles é bem melhor do que qualquer carro pequeno, mesmo que tenha um motor potente. Só a maior largura e peso já garantem uma estabilidade muito maiores.

          • Dragoniten

            Sim, minha mãe tem um manual :) Dirigi ele por quase 1 ano antes de comprar meu primeiro carro.

            Mas não é só motor o que está em questão. Nos equipamentos gerais, o Fit deixa MUITO a desejar.
            Enquanto o 308 tem 6 airbags e ESP o Fit tem apenas um AB2.
            Acredito que o 308 com aquele 2.0 e AT4 seja tão ágil quanto o 1.5 com AT5 da Honda. (o 2.0 da Peugeot está monstruoso em questão de performance)

          • Cristiano_RJ

            Não com câmbio automático.

          • Matheus_P

            Mas mesmo assim, mesmo sendo mais leve, nao iguala em retomadas os 2.0 16v…

      • Gustavo73

        O Fit não é um hacht médio.

        • zemarreta

          Não era obrigatório que ela comprasse um hatch médio, tanto que ela ficou com um sedã…

          • Gustavo73

            Sim um sedan médio que é só uma derivação de um hacht médio. Assim como o City é o sedan do Fit e são modelos compactos.

      • danieldourado_2

        O novo FIT é uma vergonha. O antigo com CVT era um carro espetacular, o novo foi piorado e MUITO. A Honda transformou um carro que era SÓ ELOGIOS pelo preço em um carro comum…

        • jrsahlberg

          O problema foi o cambio CVT não se acertar com o motor Flex.

          • Edson Roberto

            Isso é o que a Honda diz. Mas a Nissan e a Renault usando o motor do Sentra dizem o contrário.

            • danieldourado_2

              O motor do Fluence é o mesmo do Sentra?

              • Gustavo73

                Se não me engano motor e câmbio…

      • DougSampaNA

        Honda Fit G2 AT…merda ao quadrado!!!

        Eu tenho esta bosta!

        Fit 1.4 AT EU NÃO RECOMENDO !!!!

        O 1.5 É UMA BOSTA PERFUMADA E NÃO PASSA DISSO EM DESEMPENHO, EM RELAÇÃO AO 1.4.

        • danieldourado_2

          Agora entra em um Fit G1 AT, e me fala se o carro não é uma obra fina de engenharia. O novo é uma porcaria mesmo.

    • fkas

      Que tal: Só 1.5, só dois air-bags, acabamento bom porém simplório, duro… e o EX automático custa quase 63 Mil (o EXL custa quase 66 mil!!!)

    • Dragoniten

      Honda Fit é hatch médio? Pagar 65 mil num 1.5 automático de 5 marchas e somente AB2? Acho que todas as outras opções eram melhores, hein?

    • Gustavo73

      Porque é muito caro ué…

    • Geanmatheus

      Porque não é um Htach médio!

      • rafa_marcao

        Mas nesse caso não faz muita diferença se é hatch médio ou não.

        • Gustavo73

          Por que não, ele relatou a compra de um hatch médio. E levou um sedan médio…

          • ctnmartins

            E o SX4 é sedan???

            • Gustavo73

              A esposa levou um sedan e usado. Por acaso o dele. A compra não era para ele e sim para ela. Ele é que se encantou com o SX4 e ficou com ele. Que é um hacth médio.

              • ctnmartins

                Ele saiu de casa pra comprar um hatch e comprou um hatch. O fato de ter dado o Sedan pra esposa é irrelevante.

          • rafa_marcao

            Estou dizendo que, neste caso, ela procurava "um carro", que poderia muito bem ser um SX4, Cruze, Fluence, Gran Siena, Fit e etc, etc, etc

            • Gustavo73

              Entendi…

    • ctnmartins

      Pelo texto ele procurou um hatch médio, não um compacto como o Fit. Fora que todos os hatches médios tem nível de equipamentos, acabamento e desempenho superiores ao FIT. Enfim, é outra categoria….

    • rogeriulima

      Por que o Fit no nosso mercado se enquadra como um compacto premiun (Punto, C3, Polo, 208, etc) que até pode ter preço de médio, mas nunca vai ter o refinamento, segurança e conforto de um.

  • LenonSlater

    Eita, no final eu ri, q reviravolta, o sx4 realmente eh um ótimo carro pra quem precisa de um awd e nao liga mto pra aparencias, eu ficaria com o cruze hatch, ou o 308, sendo este ultimo manual… O importante eh q todos saem ganhando e felizes, boa materia !

  • Mr. Potato

    Parabéns pela ótima análise. No fim cada um ficou com o carro que realmente agradava mais, é isso o que interessa. Se vai desvalorizar mais, não importa, acho terrível quem só busca custo em tudo o que faz. Quando se dá conta o sujeito chega aos 80 anos e nunca teve o carro que queria de fato. Há o momento de se economizar e o momento de se dar alguns luxos merecidos.

    • Gustavo73

      Até pq esse desvalorizar é meio relativo. Um Civic 2010 pode custar mais que um frances compativel, mas se ele custou quase 10 mil a mais então é normal ser revendido mais caro não. Agora a diferença se manterá de 10 mil na venda?

      • epicentro01

        O pior é que nem sempre é assim, veja o exemplo:
        Megane 2008 0Km R$ 60.000,00
        Vendido em 2010 com 142.000 Km R$ 30.000,00
        Perda R$ 30.000,00
        Vectra Elegance 2010 0Km R$ 55.000,00
        Vendido em 2012 com 135.000Km R$ 35.000,00
        Perda de R$ 20.000,00

    • leonardovano

      cara, falou tudo!!!

      daqui a pouco a galera escolhe esposa pelo que desvaloriza menos:

      nego com 18 anos pensando, bom, vou escolher uma de origem hispanica, cabelos louros, q tenha um corpo medio, nao tome muito alcool, saiba cozinhar… assim se eu me separar…

      huaaahuahuahahua

  • Jason

    A Renault podia lançar um Fluence Hatch, baseado no Mégane Europeu, para atender ao público dos hatches médios. Fora o Cruze e o novo i30, que ainda não apareceu, e o qual a rede CAOA há de queimar o filme, os outros modelos estão todos cansados, já são projetos antigos e o público deste segmento gosta de novidade, de um design mais moderno. É prometida a substituição do Focus, em breve, e também já ouvi dizer que estudam o substituto do Bravo. Honestamente, é uma escolha difícil.

    • O_Corsario

      Pelo jeito, a Renault já está trabalhando nisso. Espera-se para breve novo focus, e, quem sabe, golf 7…

      • Jason

        O Renault e o Focus até acredito, agora o Golf 7 vai demorar para vir, se vier. Algumas fontes já falam nele só em 2014.

        • O_Corsario

          É… VW e seus testes subterrâneos… hehehe fica difícil de saber o que está nos planos dela.

          • zemarreta

            A única coisa que me deixa mais animado é que mais cedo ou mais tarde a VW vai ter de trazer a plataforma do Golf VII porque ela vai ser a mesma de todos os modelos com motor transversal acima do UP: ou seja, não tem como não trazer.
            Por outro lado, sendo realista, não duvido que eles não mantenham o capricho do acabamento da versão atual. Como nosso mercado é pouco competitivo, eles podem lançar um golf mais pelado, que ainda assim vai vender bem.

          • Gustavo73

            a VW realmente só mostra quando quer.

    • vfreire85

      está previsto pra eles lançarem um quando fizerem um facelift no fluence atual. há quem diga que eles estão pensando até em lançar a perua. ambos serão baseados no mégane, mas com os painéis frontais do franco-coreano.

    • bedotRJ

      É difícil prá quem quer as versões completas, pagando quase R$ 70mil. Aí, de fato, fica aquela sensação de estar sempre faltando alguma coisa. Mas para os modelos básicos, quase todos ali situados ao redor dos R$ 50mil, todos eles têm ótimas versões.

      • Jason

        Acho que pagar R$ 70k em um Golf é um gasto muito despendioso. Também não acho muito bom o preço do i30 básico.

        O Cruze parte de 62k MT, básico. Acho que a escolha razoável sendo um modelo básico é o 308 e o Focus, em segundo lugar. O Bravo deveria receber mais atenção da Fiat, se tivesse um câmbio melhor, seria uma escolha a considerar, pois é um bom hatch.

        • Gustavo73

          E não é difícil a história do cambio. O 500 tem um de 6 marchas, era só colocá-lo no Bravo

        • O_Corsario

          Mas isso que achei engraçado… Este preço irreal para o golf é da versão "GT", o sportline 2,0 automático fica no site em torno de sessenta mil, negociando deve conseguir baixar este valor ainda…
          O mesmo oocorreu com o bravo, só mostraram uma versão, a sporting, a mais simples, que vem sem teto, poderia ser mais interessante e tudo o mais.
          Infelizmente vendedor gosta de empurrar versão de topo para lucrar muito, e nessa acaba perdendo cliente que acha caro.

          • Edson Roberto

            Mas no caso da Sporting o maior apelo é teto solar e o jeitão esportivo de dirigir o Bravo. Além disso, parece ao lado do Essence ser o carro chefe da Fiat. Infelizmente não são nem 5% dos interessados que querem um Bravo com mais air bags e quando se pede, já começam a falar em 45 dias de entrega….

            Agora… justamente o Sporting é o que tem menos opções de cores perante o Essence e Absolute….rs vai entender….

            • O_Corsario

              É, no fim as concessionárias tem muita má vontade de aceitar qualquer encomenda. Se for entrar um usado então, complica tudo. Talvez quando o mercado esfriar elas se mostrem mais receptivas… É pena, o Bravo Essence azul é muito bonito, só não sei se a Fiat ainda insiste na tela não-sensível ao toque do interior, e lamentei quando encheram o carro de cromados.

    • AugustoSeide

      Semana passada vi aqui em Itajaí/SC, um Renault hacth, do porte do Fluence, só não me recordo do nome do carro, ele era oriundo da Argentina. Seria uma ótima opção para o nosso mercado. Quem perde com isso somos nós, consumidores – pq o carro é muito bacana – e a própria Renault.

    • Gustavo73

      Sim poderia, mas poderia ser o próprio Megane III Hacth, já que não existe um Megane III sedan nem na Europa…

  • willyaugusto

    Realmente o mercado de hatch médios é triste para quem quer um automático. Há tempos que gostaria de trocar meu new civic por um méido, mas não há nenhum carro que compense o investimento. Eu investiria o dobro do valor atual do meu carro para ter um carro mecanicamente pior, que me traria a mais somente o fato de ser novo e ter rádio com entrada USB e navegador, talvez alguns ABS a mais e SÓ!!!

    Agora quanto ao SX4 fazer mais curvas que um Focus, e até que outros médios com uma suspensão menos sofisticada como o cruze e o 308, a verdade é que nunca andei em um SX4, mas tudo me leva a crer que é somente um fato de percepção sua. O próprio centro de gravidade citado por você, projeto e geometria da suspensão, pneus que, acredito, devam ser de perfil alto e talvez até de uso misto ou fora de estrada, tudo isso nega sua afirmação.
    É verdade que a tração 4×4 ajuda, principalmente em situações de baixa aderência, porém ela não é garantia de que um carro se torne mais estável.
    Eu acredito que o que ocorreu é que a sensação da tração trabalhando tenha o levado a entender que o carro era mais no chão, pela forma que ele responde, mas eu tomaria mais cuidado antes de afirmar com certeza que ele é mais estável, principalmente porque acredito que só poderíamos afirmar isso testando os limites de cada carro.
    Quanto ao carro em si, acredito que fez uma boa escolha, pautado nos itens que valoriza em um carro. Porém eu teria ficado com o Fluence e passado o SX4 para a muié. rsrs

    • Dragoniten

      Cara, que tipo de comentário é esse? A comparação é injusta pro Focus por conta da tração dianteira. A facilidade que um carro com tração integral tem pra fazer curvas é excepcional, porque se você tentar acelerar mais do que deve no Focus, simplesmente vai abrir a curva até o infinito, já que os pneus dianteiros não vão dar conta de jogar toda a potência no chão, porque também estão segurando o carro na curva.
      Quanto aos pneus, realmente não dá pra dizer que o perfil é baixo mesmo 205/60 R16 contra 205/55 R16 do Focus. Uma diferença pequena, mas realmente, está lá.
      Outro detalhe que acho que você esqueceu, é que o Focus não tem controle de estabilidade, enquanto que o SX4 tem. Sei que funciona mais em situações de emergência, mas se o carro começar a dar aquela escapadinha, o sistema alinha ele novamente.
      Peso faz realmente diferença, o Focus Titanium pesa 1347kg contra 1300kg do SX4, uma diferença pequena.
      A bitola do Focus é 40mm maior na frente e atrás em relação ao SX4, (1540mm vs 1500mm)

      Todos os números são bem próximos, mas só dirigindo um carro com tração integral pra saber a diferença que faz (:

      • willyaugusto

        Como eu disse, eu não dirige o SX4, por isso falei em cautela antes de afirmar, mas continuo achando que ele não deve ser melhor de curva que o Focus. Um carro AWD, de maneira geral, também tem tendência em espalhar na curva como um carro de tração dianteira, se acelerado além do limite. Claro que o controle de tração faz toda diferença neste caso. Neste caso, o conjunto pode contar a favor do SX4.
        De qualquer maneira, fiz o comentário porque achei um pouco estranho ter afirmado com 100% certeza que o SX4 é mais estável que um Focus e a forma como percebeu isso tão claramente.

        • Dragoniten

          Talvez ele tenha percebido de forma clara pois a diferença foi grande. :p
          Ele não disse que o Focus é ruim, elogiou pacas, mas também disse que o SX4 é ainda melhor. E como ele mesmo falou, comprou bastante pela emoção, nem tanto pela racionalidade, o que nos leva a pensar que mesmo que o Focus tenha um desempenho praticamente igual nas curvas, o SX4 tem outros pontos positivos que o fizeram optar pelo Suzuki <span class="idc-smiley"><span style="background-position: 0pt 0pt;"><span>:)</span></span></span>

          Vou ver se acho um vídeo que meu amigo me mandou uma vez de um SX4 fazendo curvas com o sistema 4WD ligado, é impressionante.

          Edit—

          Achei!

          [youtube zyz5g-d9I7Y http://www.youtube.com/watch?v=zyz5g-d9I7Y youtube]

          1:13 ~ 1:45 e de 3:08 ~ 3:17
          As curvas que ele faz são absurdas!

          • bedotRJ

            A imagem pode estar um pouco mais acelerada, mas o aspecto é realmente de uma performance invejável na curva. E o próprio narrador afirma que o carro se assemelha a um modelo de rali. Fiquei bastante impressionado.

            • Dragoniten

              No começo eu também achava que o vídeo estava acelerado, pode ser que até esteja um pouco. O ângulo da câmera lá atrás também ajuda na sensação de velocidade, mas repare:
              -Ele está na segunda em vários momentos com o giro alto, as vezes quase cortando. Se você olhar no vídeo em 1:46, isso é equivalente a quase 50mph (80km/h). Ou seja, ele está fazendo a curva a pelo menos 65~70km/h.

              A primeira vez que vi o vídeo fiquei de queixo caído :o
              Pai de um amigo meu tem um SX4, e agora que o pai trocou o 206 por um Cruze, ele vai revezar o SX4 com a mãe. Imagina o estrago, rs.

            • O_Corsario

              Mas será que pelo que pagou no Suzuki não dava para comprar um Subaru? Ou os basicões da subaru são só tração dianteira?

              • msouza91

                são 4×4, mas só estão trazendo o WRX e o STi (pode conferir no site) de qualquer forma, achei um 12/12 0km, mas AT passava do que poderiamos gastar (cerca de 75mil e 70 era nosso limite)

      • Matheus_P

        Cara, o subaru impreza tem tracao integral full time.
        Ja o sx4 eh sob demanda, qdo perde-se tracao conforme o amigo acima disse, e tb pq nao tem diferencial com deslizamento limitado (jogar torque na roda de maior aderencia para, aih sim, colar na curva…)

    • msouza91

      vamos lá, gostei da sua abordagem, soube criticar sem ser mal educado, quem dera que todos por aqui fossem assim…

      mas vamos lá, não é impressão, embora eu tenha comprado com bastante emoção, dá pra comparar pois todos os test drives foram feitos basicamente no mesmo trecho (SIA, pra quem é de Brasília), principalmente por que eu fiz a mesma curva rápida com os dois carros, o Focus faz curva muito bem, mas tem uma tendencia maior de sair e de patinar falta algum sistema pra ajudar a segurar mais, embora seja um carro muito bom, o SX4 segura mais e faz as curvas mais rápido, porém tem mais eletrônica embarcada! No fim, os dois carros fazem boas curvas, mas o Suzuki é melhor

    • ubiratamuniz

      O mercado não é triste só pra quem quer um hatch médio automático. pra quem quer um manual também, pois se você quer um mais "recheado" (ex: teto solar, etc.) acaba sendo forçado a levar um automático.

      Pena, pois o Cruze é na minha opinião o hatch médio mais bonito do mercado atualmente, e todo mundo que dirigiu a versão com câmbio manual fala que é muito mais divertido e agradável que o automático… só que se você quer completão, com teto solar e um monte de traquitanas, só o LTZ, que não existe mais com câmbio manual.

      O cruze é só um exemplo, o mesmo se repete nas outras marcas.

  • Rodrigo

    Já tive um SX4 manual (fora do Brasil) e o carro realmente é fantástico. O Sistema i-AWD na neve não tem comparação… Acredito que na lama, para um fora de estrada leve (devido ao baixa estatura do carro) também dê para o gasto.
    Só que o meu tinha 6 air bags (cortinas, inclusive) e ESP…

    • Dragoniten

      O daqui também tem ESP, só que apenas AB2.

      • Rodrigo

        Engraçado, só se colocaram agora, pq em 2010 quando voltei para o Brasil, fui ver o carro na CSS e não trazia o ESP (Electronic Stability Program) nem como opcional. Tinha a versão manual, automática e uma outra toda enfeitada de adesivo que achei brega demais…

    • ubiratamuniz

      A única coisa chata é que no Brasil só vendem o SX4 "aventureiro". Acho mais legal o "asfáltico", como o que usam no Top Gear americano, sem aqueles plásticos pretos no pára-lama e o bagageiro no teto, suspensão mais baixa e pneus perfil baixo.

  • VININITEROI

    A cara de pau e arrogância dos vendedores da Hiunday é por todo o Brazil, nao sei como que conseguem vender.

    • O_Corsario

      Acho que é o contrário: pela "febre de hyundai" os vendedores se mostram arrogantes e cara de pau.

    • Vellored02

      Que engraçado, não sabia que no Brasil todo é assim, pois quando meu pai fez a compra do Fluence ele ia comprar o Elantra, mas o vendedor foi super arrogante e convencido quando saímos de lá com meu pai morrendo de raiva pelo tratamento que o vendedor nos deu, fomos a Renault que era uns 5 min dali e ele se apaixonou pelo Fluence, e adoramos o atendimento de lá, principalmente que o vendedor conseguiu com o Gerente um desconto no Pack Premium e levamos os farós de Xenon como brinde, o carro é ótimo, desde esse dia ele disse que o único Hyundai que ele dirigiria seria o Santa Fé da minha mãe pq o dinheiro dele a Hyundai nunca ia ver, não pela empresa, mas pelo tratamento recebido na loja.

    • Cristiano_RJ

      Olha, em 2009 comprei um i30 e fui muito bem atendido. Aliás, o vendedor parecia ter carta branca para negociar e não perder a venda de jeito nenhum. No final, consegui negociar R$ 2.000 a menos do que pediam na época e ainda levei bancos em couro e sensor de ré de "cortesia". Já o meu 307 dado em troca, este ficou R$ 1.000 acima do que a própria Peugeot avaliara.

      Agora, recentemente estive pesquisando um carro novo para minha esposa e foi na Ford que fui tratado como se fosse um nada. Estávamos pensando em um Ecosport. A vendedora não queria nem se dar ao trabalho de mostrar o carro. Teste drive? Ah, nem comento. Cartão? Que nada. Anotou os preços em uma folha de papel A4 cortada na mão e mesmo assim só depois de eu insistir para que anotasse. Finalizando o atendimento "VIP", cobrou R$ 4.000 de ágio.

      Como vê, mau atendimento não é exclusividade de nenhuma marca específica.

    • Daniel

      Respondendo: Rh pergunta e verifica nível de arrogância do entrevistado …de zero a 10 … o com maior ganha o emprego…

  • fkas

    Rsss… O desfecho foi interessante, mas como eu dirigi o SX4 no processo de trocar meu carro no meio do ano passado, entendo o que aconteceu. Realmente esse carrinho é uma delícia para dirigir! Minha mulher ficou doidinha por ele, mas minha racionalidade não me deixou comprá-lo (custoXbenefício…).
    E eu "gostaria" de ter comprado um hatch médio, mas esbarrei no mesmo problema: não existe oferta satisfatória no mercado. O único que eu poderia ter comprado, mesmo com o câmbio "meia boca", era o 308, mas à época de seu lançamento queriam cobrar ágio de quase 7 mil no Feline (piada: ágio em um Peugeot! Quem quer???). No mais a única outra opção "atual" era (e ainda é) o Cruze, mas este eu nem considero (ATENÇÃO: ISSO É OPINIÃO MINHA! QUEM DIVERGIR QUE FIQUE PARA SI!: não gosto da GM, não confio na GM, os motores da GM bebem um bocado, eu não compro carro com faróis monoparábola gritando desesperadamente "eu sou barato!" na frente do carro…).
    Pode ser que melhore no ano que vem, com o novo Focus (dependendo da motorização), o novo C4 (idem), a possibilidade do novo Golf… O "novo" I30 eu não falo, porque conhecendo a CAOA vai vir com ágio monumental, a mecânica 1.6 vai deixá-lo manco (depois de uns 2 anos ele deve ganhar o 1.8 ou o 2.0, e aí ficar melhor, mas também será outra oportunidade deles cobrarem ágio…).

    • duhehe

      Uma bem verdade .. o farol do cruze grita alto .. EU SOU BARATO !

      Não custa nada colocar um conjunto optico mais caprixado ali

      • MM_

        Eu fiz essa análise antes de comprar um Cruze, mas depois que vi que Elantra tem freio a tambor e Civic vinha só 2 airbags e não vinha ESP, achei que minha segurança era mais importante do o que os outros achariam do farol do meu carro.

        Os outros nem considerei pq estava trocando meu C4 exatamente pq cambio de 4 marchas já deu o que tinha que dar, portanto…

        Lógico que como o fkas disse acima, isso é opinião minha…

        • Edson Roberto

          É que para algumas pessoas… alguém em quem se identificar pode ser solução para tudo… e nem enxerga outros atributos do Cruze….(alias, enxergar itens de segurança é bem dificil no Brasil).

          • MM_

            Pois é. Acho engraçado isso. Nenhum carro é perfeito, fora a Evoque(hehe), mas quando alguém não gosta do carro x, y ou z e usa os argumentos mais furados tentando justificar algo subjetivo, não dá pra discutir. É o famoso "o x é mais carro que o y".

            Aí faz que nem um cara do meu prédio, que também falou que não gostou do farol monoparábola do Cruze e que segundo ele "é um item de segurança", só que comprou um New Fiesta básico pra esposa, sem nenhum airbag, mas colocou um "belo" Xenão nos faróis… Sabe como é, são mais importantes que airbags, esp, isofix, …

            • poiopoio

              Hahaha falou tudo.

    • Louis

      Realmente o farol mono-parábola é um pecado em um carro desse nível, assim como na nova Ranger. Para mim, faz toda a diferença.

      • LS7

        Farol bi-parábola vem de uma moda lançada, acho eu, pela BMW.
        Em alguns carros, como nas BMW, realmente faz falta. Em outros não faz diferença alguma, nem no design, nem na iluminação, principalmente nos que têm desenho mais moderno.

        • Louis

          Não falo nem de bi-parábola, mas carros deste nível deveriam ter canhão de bloco elíptico. Este sim ilumina bem e ofusca menos, principalmente com Xenon.

    • TTropicthunder

      Pois eu cansei de procurar por carro e comprei mesmo o SX4 essa semana. So mesmo dirigindo o SX4 para entender. E olha que esse carro vai pegar. Já tem mais uma revenda Suzuki em BH.

      Se observar e comparar verá que existe sim um custo x beneficio pelo que ele oferece. Mas entendo que é algo pessoal de cada um.

      O carro é uma delícia e brinca de subir morro, fazer curva e passar por obstáculos sempre de forma segura muito, muito confortável. Não é um offroad mas é um esportivo 4×4 legítimo!

      Conseguiram aliar a dirigibilidade e visão de um FIT em um 4×4 poderoso.

  • Geanmatheus

    Enquanto a VW não lançar o Golf 7(se lançar ne?), a Fiat não colocar um AT de verdade no Bravo, A Citroen não lançar o novo C4, A Hyundai não baixar os preços , o mercado dos médios será bem fraco assim mesmo.
    Por enquanto eu iria de 308

    • O_Corsario

      É… E daí entendemos o sucesso do Cruze!

      • Geanmatheus

        Iria de 308, ou cruze

    • Felipe_Henrique

      Temos pelo menos 2 modelos em "fim de vida": C4 e Focus.
      Esse mercado ruim tende a melhorar quando os lançamentos chegarem.
      Interessante foi que eles descartaram a Hyundai e as esperanças de se conseguir um desconto no i30.

      • dncmotors

        Quer melhor escolha…

  • maycu7

    BRAVO neles

  • O_Corsario

    Tem uma coisa que não entendo… O vendedor te mostrou a versão GT do GOlf, a de topo. O da Fiat mostrou o Bravo Sporting, que agregava vários equipamentos que vc talvez nem quisesse… Não poderia ter visto outras versões? Não dá para confiar no preço e versão que uma concessionária te passa.
    E no fim, vc saiu procurando um hatch médio racional, e acabou comprando um "fun car"… Será que por setenta mil não daria para achar um "fun car" mais "fun"? rs Sei lá, fico com um DS3 na cabeça… ou mesmo um Punto ou Bravo T-Jet… Ou mesmo o Fluence GT! rs
    E este Gran Siena? Porque a troca tão rápida? Deu algum problema ou coisa do gênero?

    • Supramagnus

      Também fiquei curioso… por que trocar um Grand Siena 1.6 com apenas 6 meses de uso?

      • msouza91

        Quilometragem alta, alguns grilos que a deixavam louca, mas o principal foi ela não se acostumar muito bem com o Dualogic pela falta de creeping

        • O_Corsario

          Imagino que isto praticamente descartou o Bravo, pois o câmbio é o mesmo. Aliás, este é certamente um dos motivos para o carro não vender mais.

        • Edson Roberto

          Quilometragem alta não… mas caho que foi mais pelo carro do que pela quilometragem. 30000km é muito pouco rodado.

          • dougkmt

            Mas 30.000km em 6 meses é muita coisa, Edson!

            Pra vender o carro, a primeira coisa que o comprador/garagem/concessionária vai falar é: "Caramba, tá rodado hein!! "

    • msouza91

      a opção de ter riscado parte desses se resume à câmbio automático

      • O_Corsario

        Verdade, agora que vi que o suzuki também tem câmbio automático…

  • Rafael_rec

    Boa compra, eu fiquei na dúvida entre ele e um GVitara ano passado, acabei optando pelo modelo maior e não me arrependo.

    • Fernando_luis

      Sou louco nesse Grand Vitara.. vale o preço que custa??

      • Rafael_rec

        Eu acho que ele poderia ser um pouco mais barato, principalmente na versão AT com teto solar, que é o meu caso. Mas como esse é o mal de todos os carros vendidos no Brasil, eu indicaria a compra.

  • kikofar

    Gostei do texto, bem detalhista e bom de ler. Mas… o engraçado é que o tempo todo buscando um hatch para no final… tcha na na nâaaa…. Fluence? rsrsrs Tudo bem, eu endento! rs

    Em tempo: o autor do texto falou em Accord… tenho um Accord V6 e é bom demais de guiar. hehe

  • DanielPiccoli

    troco meu focus apenas por outro focus.. esperando o novo chegar para dar meu 2010 e pegar um brinquedo novo. ;-)

    • fschulz84

      Eu também pensava nisso… Mas fiquei tanto tempo procurando um Focus do jeito que queria que acabei pegando um Megane!!!!

      No ano que vem volto pro mundo Focus, com certeza hehe

    • alfredo_araujo

      No meu caso estou esperando o novo modelo chegar para eu pegar essa atual !! rsrs
      O Titanium manual está sendo vendido a 65 mil reais… Na época do Ghia, eram 75mil reais !!

      Espero comprar um Titanium manual por uns 60 e pouquinhos… =D

      • DanielPiccoli

        vai comprar FACIL na casa dos 60mil sim…, e a serie TITANIUM atual é um OTIMO de um carro, com otimo pacote de acessorios. realmente vai ser uma escolha e tanto.

        • TecoPadaratz

          teve alguém aí que postou "bravo" neles……….

          Afffff…..dirige um focus que esse bravo vai sair de fininho……ehehehe

  • josevaldop

    Eu não acho que o cambio do cruze tenha esse buraco, o meu não tem , eu acho que ele tem um erro de programação na troca entre a 2 e 3, que as vezes ele se perde e causa a estranha sensação de que parece que tem um macaco la dentro, puxando uns pinos e umas engrenagens. Foi resolvido em termos com uma atualização de software, mas ainda assim, ele se perde de vez enquando, mas nada ruim, muito pelo contrario o cambio da GM de 6 marchas so perde ,ao MEU ver,pro CVT e o de dupla embreagem.

    • LS7

      O meu Cruze é um sedan automático e acho o câmbio muito bom. As trocas vão sendo feitas conforme a necessidade. Se não for necessário força, depois dos 70 Km/h ele já engata a 6ª. Quando precisa de força, basta uma leve pressão no pedal do acelerador para ele engatar 1 ou 2 marchas para baixo. Se pisar no fundo ele vai escolher a marcha mais curta para fazer a retomada. O carro parece que vai deslizando.
      O CVT passa a impressão de que o carro não tem força. Talvez seja só impressão.
      Dupla embreagem é para câmbios automatizados, que nunca chegaram no nível de um automático moderno.

      • josevaldop

        Eu tive um sentra CVT, ele tem força , por sinal tinha saidas melhores que o cruze, o meu tb é sedan automatico, mas tenho uma raiva profunda do lag de aceleração, ta demorando 2-3segundos quando voce soca o pé até o talo pra ele raciocinar e sair. Quando eu tirei o carro da concessionaria, eu fiquei assutado, tava muito, muito burro, mas foi solucionado, mas espero que role outra atualização.

        • MM_

          Meu Cruze não tem esse problema mas tive algo parecido no C4 e tinha um sensor de alguma coisa que estava com defeito.

        • LS7

          Acho que o câmbio do seu deve estar precisando de uma verificação. A arrancada do meu é bem forte, a saída é imediata. Apenas em retomadas, quando precisa passar da 6ª para a 3ª, por exemplo, é que demora um pouco (coisa de 1 a 1 segundo e meio), mas nada que seja diferente de qualquer câmbio automático.
          Como as primeiras marchas são mais curtas, não é qualquer carro que o acompanha na saída. E olha que tive um Astra 2010, de 140 cv, que só perde para os turbinados. O Cruze tem arrancada muito próxima da do Astra.
          Tenho também um Cobalt automático, que também tem uma boa arrancada (pouco atrás do Cruze). Porém o funcionamento do câmbio (de 6 marchas também) já é diferente do câmbio do Cruze. A 6ª, por exemplo, só engata aos 84 Km/h e as trocas são mais perceptíveis. Porém acho que é uma característica deste carro.

  • YoOdEx

    Eu tenho um Tiida, SL 1.8.. Não é o melhor carro de todos os da categoria, mas me entrega algo relativamente bom. Abs, Airbag, PC de bordo, Teto Solar, Chae Keyless, Banco de couro, muito espaço interno (é de surpreender qualquer um que não conheça), cambio (manual) de 6 marchas, direção elétrica e demais itens que se acha nessa categoria. Paguei 51 mil reais em Junho de 2012.. pelo preço posso dizer que foi a melhor opção. Talvez um Focus básico, e um C4 hatch eu conseguiria na época nesse preço (porem, 1.6 e "básicos").

    Essa categoria está difícil. Hoje eu provavelmente pegaria um Bravo T-Jet, com os 70 mil citados. Como são todos mais do mesmo, teria pelo menos um motor diferenciado.

    • Cristiano_RJ

      Depois do lançamento do 308 THP, o Bravo T-Jet não faz o menor sentido. E se for observar bem, seu preço é inflacionado, pois ao ser equipado ao nível de outros médio turbo, fica em um valor injustificável pelo que entrega.

  • bedotRJ

    Pô fera, um Grand Siena 12/13 já sendo trocado? Agora que levou o SX4, vê se dá uma sossegada nesse bolso! kkk

    Esse carro da Suzuki, que também é um Fiat (Sédici = 16) na Itália, sempre me chamou a atenção pela potência, que deve propiciar um ótimo desempenho para um carro de seu porte. Com câmbio manual deve andar muito. E ainda tem uma tração 4×4 que, embora insuficiente para off-roads mais ousados, sempre auxilia na dirigibilidade.

    Me lembro que outro dia um fera mandou um relato sobre um Suzuki Jimny, bastante criticado em acabamento e segurança, e eu comentei no tópico que aquele tipo de utilização descrita, meramente urbana, combinaria muito mais com um SX4, que é pouquíssima coisa mais caro. Interessante que outro colega tenha agora adquirido o modelo.

    • jnasser

      É que já estava com 30.000 km, no Brasil isso já é fim de vida……….

  • Vadauco

    Excelente análise, e texto muito bem escrito. A meu ver, o problema aí é que o Fluence tem aquela bunda grande, que não é tão fácil de manobrar. Se fosse pra ficar com um sedã médio, talvez fosse o caso de ver um Civic, que tem câmera de ré, além de ser muito bom de manobra. ;)

    • rogeriulima

      Com a diferença de preço do Civic pro Fluence dá pra colocar uma central multimidia com câmera de ré e continuar aproveitando o motor maior, o câmbio cvt, o ar digital, etc, etc…

      • Gustavo73

        Não se esqueça os 4 airbags a mais

  • fortal1990

    Fui de 308 e tou amando o carro.

    • Marco_ABP

      2.0? Mecânico ou automático? Quando o novo focus entrar no mercado, devo ficar entre esses dois na hora da compra. Já tive um 307 e gostei muito (tirando o motor 1.6 fraco pro peso do carro…)

      • fortal1990

        1.6 allure manual, mas se eu tivesse uma graninha a mais tinha ido de 2.0 allure manual e teto cielo.Eu tive um 207 1.6, pensei que o 308 iria ser muito mais lento, mas anda a mesma coisa que o 207, gracas aos 122cv contra os 113cv e ao comando de válvulas variáveis.

        • Marco_ABP

          Hahahahahahahaha!
          Quando eu comprei o 307 foi a mesma coisa! Eu precisava de mais uns 6-8 mil pra chegar no 2.0 e não teve jeito. A grana mal deu pra pegar o 1.6 com película e som original com comandos na coluna de direção. Trocar o estofamento de tecido pra couro então nem pensar… :)
          Aquele teto de vidro deve ser bem legal…
          Uma coisa que “incomodava” no 307 era o câmbio com relações curtas. Era bem comum eu ir de 1ª pra 3ª e de 3ª pra 5ª sem o motor reclamar. Mas era econômico (quase 11,5 km/l na cidade – em Brasília se anda muito em 5ª marcha)
          O Focus novo deve chegar esse ano. Vou esperar até o ano que vem pra poder evitar o “fator novidade”. Aí comparo os dois carros com motor 2.0 e câmbio mecânico e, se a grana der, o 308 THP com uma versão do Focus com câmbio AT.
          Meu sonho de consumo era o antigo Focus RS… :)

          • fortal1990

            O THP eh tesão demais!! Pois é eu ia pegar um punto ou sonic ou polo, o 308 era um pouquinho mais caro, ai fiz um esforcinho e preferi pegar um médio.

    • Cristiano

      Tambem peguei em outubro de 2013 um allure 2.0 manual e to adorando o carro, muito estável, excelente motor e muito lindo, acho que acertei , nao tenho o que reclamar e recomendo de olhos fechados , abraco a todos…..

  • duhehe

    Fui a mesma caça no ano passado eu fiquei com o Tiida !

    Oferece até mais que os outros ( chave presencial, bons materiais e boa construção ), mas peca pelo cambio automático ( na verdade tem D3 e não tem modo sport como ele fala no texto) mas paguei 55 mil, com entrada e o resto sem juros.

    • YoOdEx

      Idem aqui! No entanto por causa do cambio automático, pouca coisa melhor que o do C4, Focus, 308 e do talvez pouco pior que do i30, eu resolvi ir de SL manual mesmo e economizar 4000 mil. Te falo que não arrependi nada de abrir do cambio automático, mas próximo carro eu tentarei (se o mercado e bolso permitirem) um automático de 6 marchas com opção de troca manual sequencial (se tiver boboleta melhor ainda!). O cambio do Tiida manual é muito bom. Não é do nível de um cambio da VW, mas fica no nível de um Corolla ou Civic manual.

      Hoje nesse nível, acredito que só Cruze, 308 THP conseguem entregar algo relativamente bom.

      • duhehe

        Dizem que o manual anda absurdamente bem, por causa das 6 marchas .

        Já tive 307, o cambio do tiida é mais esperto, pisou ele reduz sem titubear e vai q vai .. mas o do 307 passa mais força para as rodas, o cambio da nissan ''patina'' bem mais, patina igual aos GM antigos ( vectra, zafira) . Já dirigi o i30 e acho o cambio ruim também, o motor grita e o carro não vai.

        Como eu nem cogito comprar carro manual, só vejo as opções automaticas.
        Meu proximo provavelmente sera um Ford por causa do cambio de dupla embreagem e o duratec 2.0

    • poiopoio

      O tiida é muito confortável e vem completo por um preço razoável, só acho que na estrada bebe muito, mesmo dirigindo na manha. E o 1.8 pede mais marchas com certeza.

      • zambarigood

        Você pode verificar na concessionária, pois ele é extremamente econômico quando você anda na manha com ele. No Tiida Clube tem relatos de consumo médio na estrada.

    • Ídem aqui. Mas não gosto muito da suspensão do Tiida e acho o câmbio (mesmo o manual de 6 marchas) meio curto.

      Ele tem um grande problema: OS BANCOS DIANTEIROS SÃO MUITO DESCONFORTÁVEIS! Cara, você já tentou apoiar a cabeça? O encosto é MUITO pra trás. Em longas viagens, eu que sou um cara grande e preciso usar os bancos longe, sinto dores.

  • edy_caceres

    Como gosto é gosto eu iria de bravo, ou 308.

    • Cristiano_RJ

      Gosto é gosto, mas câmbio dualogic nunca foi, não é e nem nunca será um câmbio automático de verdade. Bravo só se for manual.

  • Miaudito

    Em relação ao cambio do Cruze, a 4ª tb é curta. Ele ja engata a 5ª a 50km/h e a 6ª entra nos 70km/h.
    Claro, isso tb depende da forma como vc conduz o veiculo, se pisar forte, ele vai esticar todas as marchas…

  • Dmuf

    o pegeout 308 foi considerado o pior carro do mundo pelo o top gear =D

    • O_Corsario

      Hehehe traz eles pro Brasil e vamos ver o resultado…

    • godsmackssa

      Meu Deus…quanta asneira.

    • spock_cwb

      "mundo" top gear = Europa Ocidental ….

      trás os velhinhos ao Brasil para conhecerem nossas "máquinas" que o 308 já fica bom rapidinho ……

    • poiopoio

      Mano do céu, que comentário foi esse?

    • Rafael_rec

      Tem gente que leve esse top gear muito à sério, se o cara lá comer m#rd@ tem muita gente vai fazer a mesma coisa.

  • fabioalisson

    Concordo no que diz respeito ao Cruze Sport6 e o Focus AT, carros bons porém o casamento entre câmbio e motor não muito bons. Outra observação é quanto ao Dualogic da Fiat, certa vez dirigi um Punto e notei os mesmos problemas, demora entre as trocas, trancos e falta de agilidade no geral.

    Acho que nossos médios automáticos precisam de câmbios automatizados de dupla embreagem ou CVT.

    • YoOdEx

      Novo Focus vem ai! Powershift parace uma boa pedida! Um Golf com DSG não seria nada mal também!

  • thgramos

    Passei pela mesma procura no ano passado. Queria mais conforto e segurança do que meu Palio ELX 2004 fornecia, além do câmbio automático. Como foi no período de redução do IPI, apesar de aparecer na mídia que as montadoras estavam com os pátios entupidos, estava difícil de achar os carros para fazer um test-drive.

    Andei com 408, Cruze (sedan), i30 (modelo antigo), Civic (apenas como um parâmetro). A Fiat não tinha o Bravo com Dualogic Plus ainda (aliás, só tinha um manual de entrada para testes….). A Ford não tinha um Focus sequer. Peugeot e GM cobravam ágio no preço de tabela, subindo quase R$ 5 mil. Excluí o C4 pois ouvi que era muito beberrão, além do famigerado AL4. Nem tanto pelo câmbio, mas porque a Citroen não tem vergonha na cara não reconhecendo o problema do câmbio. Ainda, com exceção das concessionárias da Hyundai, todas ofereciam o mesmo valor pelo meu carro: R$ 12.000,00. Parecia que ligavam para o mesmo avaliador…

    Juntando os prós e contras de cada carro, a melhor avaliação do meu usado e o preço mais baixo, fui de i30 e estou satisfeito com a compra. O isolamento acústico é muito bom, o câmbio é bem escalonado e confortável, e tem motor de sobra. Ah, e o preço de tabela das revisões era o segundo mais barato, perdendo apenas para o 308 (!?).

    Para os que estão reclamando no novo i30, dos hatches médios atuais, do câmbio de 4 marchas que é defasado ou do preço, recomendo um test-drive no i30. Um câmbio de 4 marchas bem acertado vale muito mais que um de 6 indeciso. Vale lembrar que o modelo é importado, paga 30 pontos a mais de IPI que a maioria dos concorrentes e ainda assim compete em preço. Está até mais em conta com a chegada do novo modelo.

    Levei o meu para casa por R$ 61.500,00, modelo GZ20 (automático com teto solar), bancos de couro, sensor de estacionamento, interface, alarme de movimento e películas. Somando os itens de série e a garantia de 5 anos, tenho carro para muito tempo. Até lá quem sabe o mercado de hatches médios esteja melhor preparado.

    • YoOdEx

      Boa compra! Uma pena a nova geração tenha chegado com motor ridículo (pelo preço cobrado)! O i30 é muito elogiado por quem tem e pela mídia. Dúvido que essa nova geração faça tanto sucesso como a geração que você tem aqui no Brasil!

      Se aparecer um modelo com motor turbo e pequeno, pode ser 1.4 ou 1.6, será uma opção ineteressante pra mim. Com o 1.6 atual, eu só pegaria se tivesse custando R$ 50.000,00. Ou seja, o modelo novo não vai entrar na minha garagem!

    • poiopoio

      Boa escolha. É uma pena que o que chega agora tenha um preço tosco.

  • lb1988

    Pessoal, a grande verdade é que vivemos um caos nos últimos anos no seguimento dos hatch médios, a coisa começou a amenizar em 2012 com a chegada do 308 e cruze, mas a verdade é que a referencia semmmmpre foi o Golf, até 2006 o Golf era O Hatch Médio, porem a Das Auto esqueceu do Golf, por isso vivemos essa desilusão com os hatch médios, porem se a Das Auto lançar o Golf 7 aqui com aquele motor 1.4 turbo e cambio de dupla embreagem e com um pacote de itens interessantes ai sim ele vai ser a referencia como sempre foi, ai as outras vão se mexer também para oferecer mais.

    • YoOdEx

      Concordo em partes. Na minha opinião até 2006 o Astra era "O" Hacth médio. Tinha um desempenho de fazer inveja até hoje em qualque hacth médio aspirado, interior bonito e bem acabado, porta-malas generoso (se não me engano eram 370 litros, maior que o do Civic). Eu sempre encherguei o Golf como um bom carro, mas com preço muito elevado. O Stilo também era um carrão na época, talvez sonho de consumo da maioria desse segmento. O que matava era o motor 1.8 da GM.

  • thiagolamim

    Eu faria uma forçinha e pagava os 5 mil a mais no 308 thp.
    Não sei como é a situação financeira de vocês, mas pelo visto é tranquila então um 308 thp ia fazer vc se sentir um cado mais jovem do que o suzuki!

    • msouza91

      o problema é que sempre que eu vejo um THP, o preço do site só vale pra financiamento, pra pagamento a vista sempre aumenta um bocado

      • Lokarro

        Como assim? É serio isso?

      • Gustavo73

        Normalmente é ao contrário…

  • BrennoF

    Não gostei da compra, ele deixou muitos modelos de lado. Mas gosto é gosto e não se discute. Agora ele poderia ter dado uma olhada no Subaru Impreza ja que estava procurando um hatch médio, um baita carro com motor boxer que com certeza o faria mais feliz que este suzuki.

    • msouza91

      a Impreza tá pra lançar modelo novo, tanto que só está vindo a WRX e a STi, sem falar que pra ter cambio AT, ele sairia mais que o que estávamos disposto a pagar

    • Gustavo73

      Vc viu o preço do Impreza 2.0…

  • O_Corsario

    Hahaha é, a banana come o macaco no Brasil. Fazer o que, até hoje vejo gente dizer que "um amigo na concessionária me CONSEGUIU um carro assim, assado"… pagando muito caro por pouco. Brasileiro ainda acha que carro é a coisa mais rara e exclusiva do mundo.

  • Rafael_CTBA

    Eu acho que fez uma boa compra… ninguém olha para ele, mas é só fazer um test-drive que você fica com vontade de comprar.
    Sabendo o que você tá levando pra casa, é uma boa escolha mesmo! As vezes as pessoas compram sem saber nada do carro e acabam reclamando, bom, com qlqr carro é assim né!

  • Paschoalpca

    Caro Mário, muito interessante seu relato. Passei por pesquisa semelhante, há mais ou menos 1 ano. i30 descartei (modelo antigo), pois é caro pro que entrega. O Cruze Sport6 estava em fase de lançamento, e não agradou muito. Questão de gosto. Fiquei com o Subaru Impreza Hatch 2.0 AT. Paguei 77k, por 8 airbags, tração nas 4 rodas, motor 2.0 com 160cv, ar automático, câmbio automático com sportshift, teto solar, rodas 17, faróis xenon de fábrica com lavador, piloto automático, sistema ISOFIX e o melhor, 5 anos de garantia. Sim, a representante CAOA é de dar nos nervos, mas o carro compensa. Pena que a marca não tenha ainda investido em divulgação no Brasil, mas agora, quem sabe, como o Brasil é vitrine, a Subaru não perceba o erro que cometeu se associando à CAOA, e ingresse de forma séria no país. Abraço!

    • spock_cwb

      O Impreza me parece legal , mas fico com um baita pé atrás pelo fato de ser importado e mantido pela CAOA.

      Como foi (está sendo ) o pós-venda? Te atendem com rapidez ou é enrolado ?As peças tem reposição rápida?

      • Paschoalpca

        Bem, o pós venda é um lixo! Tudo o que preciso é uma novela! Mas acho que o problema maior é dos concessionários, pois quando entro em contato com o SAC da Subaru no BRasil (que é a CAOA), as coisas se resolvem. A vantagem é que o carro não dá pau!

    • Gustavo73

      Bela compra.
      Agora são 8 airbags mesmo ou é conta CAOA.
      Explico: 2 dianteiros saindo do volante e do painel, 2 laterais dianteiros, saindo da lateral dos bancos dianteiros. 2 trazeiros saindo da lateral dos bancos traseiros e 2 de cortina que abrangem toda a lateral do carro na região dos vidros. ou são só 6 e a CAOA conta 8…

      • Paschoalpca

        São 8 de fábrica mesmo? Se fosse airbags Conta CAOA, seriam 32!!!!!

        • Gustavo73

          KKKKK….

    • Y07

      Eu iria de SUBARU!

  • bbrasil2

    Pois é, gosto é gosto, não se discute… mas pesquisa tanto, verificando cada detalhes e no final compra por paixão !?…

    • poiopoio

      Hehe pensei o mesmo.

    • suguii

      Como dizem… quando a pessoa vai com a cara do carro, não tem que tire a razão da pessoa…

      Se quiser, pode xeretar as mensagens do meu perfil, há algum tempo estou falando que estou inclinado a comprar o Lancer GT em um futuro muito próximo, me recomendaram o Jetta TSI que está mais ou menos na mesma faixa de preço e tem uns 40 cv a mais, porém é uma opção pessoal minha, é um carro que por algum motivo me atrai e como o carro é pra mim, é o que basta….

      Dois assuntos que são bastante polêmicos são futebol e carros…. rs

  • mikaelbrian

    pq não buscar qualquer um desses carros semi novos ? ja que o preço de um 0km são super altos, e um carro desses com 1 ou 2 anos ja desvalorizou um pouco e pode comprar ate a versão mais top pelo preço que compraria o 0km mais basico e com esse tempo tem carros com km muito baixo.

    • MM_

      Pq alguém trocaria o carro atual com SEIS MESES de uso por outro usado com 1 ou 2 anos?

      • mikaelbrian

        ñ sabia que o carro tinha 6 meses, mas pensa é um carro de categoria superior o carro ainda é fabricado eu sei lá eu vejo muito carro semi novo ai eu sempre fico pensando que o preço de tal carro 0km eu poderia pegar um com 1 ou 2 anos que pegaria um completo ou um outro modelo por aquele msm preço, mania

        • MM_

          Ele escreveu lá, dizendo que comprou em Junho/2012, mas roda muito, por isso quer novo.

          • mikaelbrian

            eu ñ lembrei disso na hora de escrever e eu li esse paragrafo mas a data me passou despercebido.

  • JulienAvril

    Primeiro veiculo que me veio em mente, Impreza 2.0.
    então dei uma olhada, e vi que seu valor estrapola os 70mil.
    logo eu iria com alguem da dupla PSA, preferencialmente o 308.

    • O_Corsario

      Isso é triste, a CAOA, com a Subaru, não traz de verdade nem deixa outro trazer…

      • MM_

        Não acho que nessa caso seja uma deficiência da Caoa. A Subaru é muito fraca na maioria dos países.

        • Paschoalpca

          Acho que você tá enganado amigo. Nos EUA, a Subaru é muito conceituada, sempre figurando no topo das marcas mais confiáveis. Na Europa também é marca de muito prestígio, especialmente em países como inglaterra, portugal, alemanha, e os escandinavos. A CAOA realmente é o problema no Brasil.

          • MM_

            Acho que você não entendeu o que foi escrito.

            A Subaru também é bem conceituada no Brasil e é uma marca com produtos confiáveis. Só que a participação dela no mercado é muito pequena. Na maioria dos países, incluindo os Estados Unidos, a marca também pode ser confiável, mas TAMBÉM tem participação inexpressiva.

            • Paschoalpca

              Talvez tenha entendido errado mesmo. de fato, a participação no mercado não é das maiores. Pensei que o amigo estava falando sobre a marca ser fraca em qualidade do produto. Apenas um mal entendido!

              • MM_

                Sem problemas. A questão foi mesmo se a venda de Subarus no Brasil é culpa da Caoa ou não.

    • MM_

      O 308 seria uma ótima opção se fosse THP ou manual, pois o de 4 marchas não é um carro a ser considerado.

      O problema é que o primeiro passava do orçamento dele e o segundo ele não queria por ser manual.

    • Paschoalpca

      De fato passa dos 70. Mas penso que ele com um ano de uso, vendido na faixa de 60 a 62, ainda com ampla garantia.

  • strikeness

    Taí um carro q nunca imaginei q seria bom, Suzuki SX4, me surpreendi.

    • marciors01

      Como carro até pode ser bom, mas tem desempenho mais ou menos, acabamento mais ou menos, custa caro e é péssimamente equipado na versão básica, se foi amor mesmo até vai mas como negócio foi bem ruim, ele ficou com um carro interior ao fluence.

      • msouza91

        o desempenho não é mais ou menos e fica bem próximo ao Fluence, inclusive testamos isso… o Acabamento é bom, não há maus encaixes ou coisa assim, mas não tem texturas parecido com borracha, a vedação é boa, ele é pouco menos equipado que os carros do seguimento, a minha versão é uma AT +Couro+power shower+sensores de estacionamento+central multimidia, pra mim a unica coisa que ele realmente fica devendo são mais airbags, e o preço, que é realmente alto

  • Danillobar

    iria de Bravo .

    • Cristiano_RJ

      Bravo dualogic? No way!

  • Edu_SBC

    Vamos esperar pra ver se a oferta de Hatches médios melhora com os lançamentos que estão por vir.

  • Gui_Dias

    Que fim triste…
    Respeito sua decisão, mas o final foi triste.
    Se pensar no caso dela, a escolha foi boa! kkkk

  • zeuslinux

    O Fluence, embora seja de uma marca francesa (no sentido de maior desvalorização e dificuldade de revenda, por preconceito infundado ou não), é um bom carro e pode ser um bom negócio dependendo das condições na compra.

    Mas o SX4, mesmo tendo uma mecânica boa pelo que a gente lê, é um carro que não deveria custar tão caro. Além da marca Suzuki ter uma presença ridícula no Brasil e, pelo jeito, não anda lá muito bem no exterior também (faliu nos EUA), esse modelo é pouco vendido e com isso a chance de uma grande desvalorização e dificuldade de venda é quase certa. Eu não compraria nenhum Suzuki no Brasil e, se tivesse que comprar algum o único modelo dela que tem algum apelo é o Vitara, mais pelo passado do que pelo presente.

    No caso de hatches médios, acho ainda que as compras mais racionais seriam o Peugeot 308 e o Cruze Sport 6. O novo i30 eles conseguiram acabar com a boa relação custo-benefício e o Focus hatch está no final de vida e com um câmbio ruim, sem contar que a Ford é para mim a pior das 4 grandes em termos de serviço.

    O novo Ecosport ou o Duster não foram cogitados ? Não são hatches mas também não tem "traseira" de um sedã, as mulheres geralmente gostam e têm espaço semelhante a um hatch médio.

    • MM_

      Eu não compraria um Suzuki pelo passado mesmo. Comprei um Vitara e seis meses depois a Suzuki se mandou. Foi bem "fácil e barato" fazer manutenção no carro. E depois vendi mais barato que banana em fim de feira.

      • O_Corsario

        Também tenho pé atrás e birra pela falta de comprometimento que a Suzuki já demonstrou e, ao que tudo indica, pode demonstrar novamente.

  • rafapiloto195

    Só não entendi o "a kilometragem tava alta" com 30.000km!

    Isso é alta?!?!?!?!

    • zeuslinux

      Para um carro com 1 ano de uso é sim. A média em geral é uns 15.000 km/ano.

      Mas um carro com 30.000 km ainda está longe de ser considerado rodado, ainda mais que geralmente quem faz essas quilometragens num ano deve pegar muita estrada, que não desgasta tanto o carro quanto engarrafamentos e trânsito lento de cidade. Eu não trocaria o carro com apenas 30 mil km. Ficaria com ele até uns 60 mil km se não estivesse dando muito problema.

    • YoOdEx

      É porque o carro tinha 6 meses apenas e 30 mil km!

    • plextor2012

      Confesso que também fiquei curioso. Não sabia que 30 mil é considerado uma quilometragem alta… Será que é aqui no Brasil isso? Acho que isso só acontece aqui:
      http://www.jalopnik.com.br/como-rodei-1-200-000-k

  • guedescar

    Abre o olho Das Auto. Traz logo o GOLF 7. O jurássico não vai ficar pra eternidade!!!

  • thiagohp

    Estou na mesma situação, a procura de um hatch médio, mas decidi esperar um pouco, vejo que esse "mercado" está bem defasado, mas vejo que as melhores opções hoje em dia são, i30, Cruze S6 e 308.

  • zeuslinux

    Esse SX4 foi desenvolvido junto com a Fiat
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Suzuki_SX4

    e portanto para mim está mais para um Fiat do que para um Suzuki.

    • Lokarro

      Ou seja…melhor!

  • criasi

    Eu tinha um audi a3, 1.8 aspirado, e como a manutenção já começava a pesar no bolso tive de desfazer. Acabei comprando um FIAT bravo manual. Um ótimo carro, não tem a "montada" do audi, mas está me agradando muito. Se tivesse dinheiro compraria um TJET, mas me falta a grana rs.

    • Readgis

      Não perdeu muito adquirindo a versão aspirada do Bravo, a versão Turbo é tão boa quanto um Hyundai i30. A menos que fosse o irmão menor, o Punto T-Jet, o peso menor favorece o pequeno motor. Dizem por aí que a Fiat está querendo é turbinar o 1.6 E-Torq pra enfiar no cofre do Bravo e resolver a questão da diferença de potência.

  • gabriellll2004

    Eu iria de Bravo, como leio muito sobre mecânica automotiva acredito que ele seja o que possui manutenção mais barata que os outros, o motor não é acionado por correia dentada e sim por corrente e isso é bom, pois motores acionados por correia são um perigo na hora da troca, pois nem todos os mecânicos possuem ferramentas especiais para trocar a correia daquele determinado motor,e talvez quando achar um mecânico que saiba trocar de forma correta os gastos anteriores nas tentativas foram absurdos, nisso o carrinho pode sair da oficina fora de ponto, consumindo mais e com desempenho comprometido, o motor do Bravo por não usar correia torna-se um motor de manutenção simples e fácil (troca de óleo, velas, filtros, e líquido de arrefecimento na proporção correta), imagina só trocar a correia de um 308 1.6 16v, com certeza minha escolha seria o Bravo já tive a oportunidade de ficar uma semana com um e, é um carro bom em curvas, confortável, possui bons itens de segurança, fácil manutenção e é bonito também.

  • JoaoMartini

    Não sei se a VW é burra, se é cega ou se está satisfeita com o lucro do Gol, mas se ela trouxer o Golf mk7 é certeiro, ele vai ser o 1º.

  • ricardobc2

    eu tentario o esforco de 5 mil a mais pra pegar o peugeot 308 thp, mas se nao der leve o 2.0 msm q é um ótimo motor!!

  • JOEL2304

    Excelente narrativa e como foi o carro que lhe agradou e que convem às suas necessidades, digo que foi uma ótima compra. Meus parabéns.
    Eu ficaria com o Cruze Hatch. Gosto de modelos grandões.

  • MichelLopesAL

    Muito bom o post, estou nesse mesmo dilema, quero um médio automático, e como um colega falou anteriormente, tem sempre algo que um tem e outro não tem, seja o câmbio, sejam os faróis, seja a desvalorização, enfim, nunca fica realmente completo…
    Ano passado quis comprar um médio e minha preferência era o i30, acabei comprando um Fit LX/AT usado (2009), na época com os mesmos 30 mil km que o Gran Siena citado. Foram R$20.000 de diferença do i30 pro Fit, o i30 me entregaria um pouco mais de espaço interno, um motor 2.0, multilink e EBD (não necessariamente nesta mesma ordem!), fora alguns itens de conveniência (porta-luvas refrigerado, p. ex., se bem que o Fit tem "porta-água" nas saídas de ar dianterias laterais) e acabamento interno, não que o do Fit seja ruim, mas não é a mesma coisa do i30. Como eu queria era um carro com pelo menos AB2 e ABS, não me arrependo da compra. Pego estrada semanalmente e uma das coisas que eu mais gostei do Fit foi sua economia de combustivel, faço em média 14-15 km/L na estrada. Se dirigir de forma "econômica" essa média ainda sobe mais um pouco… Ainda assim pretendo trocá-lo ainda este ano, gostaria de comprar o i30, porém o sr. CAOA, pelo jeito, não vai me deixar escolha, já que vai trazer o carro para outro patamar de preço em uma motorização ridícula…
    Estive olhando o 308 e gostei muito de seu acabamento e tenho visto que muita gente tá optando por ele, porém o AL4 me causa arrepios…
    Vou dar uma olhada no Fluence GT, porque médio hoje em dia tá realmente difícil.

  • Readgis

    Nem considerou uma opção chinesa?

    • GuilhermeTucson

      tem hatch médio chines?!!

      • Readgis

        Sei lá… ele não estava procurando especificamente um hatch. Têm aquele tal de Cielo e o J5. Pergunto por que minha prima está querendo embarcar na onda chinesa de qualquer jeito e quero colher algumas impressões.

        • Rafael_rec

          Manda ela pular fora dessa barca, o que mais existe são relatos de como os carro chineses são bombas.

  • Y07

    Subaru Impreza, chegou a avaliar? Se fosse um sedan, eu escolheria o Lancer GT.

    • dougkmt

      Lancer GT por 70.000? Onde?

    • Paschoalpca

      O Lancer é bacana, mas o GT custa a partir de 86k. O Lancer "normal", parte dos 70k, mas perdeu o grande apelo do Lancer e do Impreza, que é a tração AWD, somente disponível no lancar a partir das versões mais caras (Sportback, Ralliart e Evo).

      • JeffersonBsb

        Ralliart Sportback né? Pois o Ralliart é o Sportback.

        • ubiratamuniz

          aliás, se vendessem aqui o Lancer hatch com a mecânica mais simples (sem ser AWD) ia vender igual pão quente.

          Lancer por 68k (65900 na verdade) só o MT (o que volta no meu comentário acima, se eu quiser um Lancer com teto solar, etc. sou obrigado a levar o GT, que só tem com câmbio CVT, falta de alternativa é o mal do mercado).

  • kensueth

    ótimo texto, a propósito eu tenho um golf 1.6 sportline 2009/2010 completo, só não é AT – o meu carro não me deu tristeza nenhuma até os 80 mil … agora que passou dos 80 ta uma tragédia, parece crise da 3º idade… hahhahaha
    e estou pensando em trocar o meu carro, só que esbarro no mesmo problema…
    adoro o design da hyundai, mas não vou mesmo pagar por uma marca de entrada em outros países que se acha top aqui no brasil !
    outro golf ? só se for o novo que lançou agora na Europa ! que eu achei lindo !!! esse eu só peguei (repito) pq foi negócio que meu pai fez na época e o cara era dono de uma ccs da vw, daí esse carro saiu bem mais barato, se não na época acho que teria ido de i30 que o preço não era tão estratosférico quanto esse que está para lançar.
    Bravo ? uhnnnn não gosto… só tem uma coisa que gosto no bravo que é o teto solar, mas só isso msm e como eu quero meu próximo carro AT aquele câmbio não me agrada
    Focus ? Estou esperando o novo… que não é mais tão novo na europa
    308 ? ãhnnn… me passa um ar feminino ou homossexual… então próxima opção
    c4 um amigo meu tem e fala mais mal do carro do que da sogra, então não !
    Subaru Impreza é muito casamento e nem tem na ccs aqui de vitória cidade que moro atualmente
    Então eu pensei em ir de fluence tbm ! pq acho o carro um luxo, porém… é muitooooooo grande…
    então sigo com meu golf e seus probleminhas chatos esperando algo que valha a pena colocar dinheiro !

    • ruverso

      concordo totalmente, menos no ar feminino do 308, pois tenho um. Mas mesmo assim nao estou gostando muito do carro, só o que me atraiu foi o desing um pouquinho mais novo que o focus e i30. Mas só peguei porque era a unica opção, pois pensei a mesma coisa que voce.

  • Marciomaster

    SX4 e Fluence, atos indíces de desvalorização. E texto copia ideias passadas pela imprensa e não a impressão de quem esta testando ou comprando

    • Acport

      Não entendi.

    • Alexdebrito

      Exatamente o que pensei.

  • gcarlos

    O cara tem coragem de dizer aqui q gostou do GOLF, não sei como foi xingado aqui! Pra se ver o cara tinha disponivel 70K e ainda teve muitas dúvidas pra escolher um carro. Imagina quem vai comprar um popular em 60x sem entrada.

  • Freaky_Boss

    Eu passei por esse dilema há pouco mais de 1 ano atrás!

    A diferença é que na época não havia o 308 novo e o C4, para mim, não valia , pois já há 1 na minha família (e figura repetida não completa álbum).

    Queria um automático e hatch médio.

    Fui de Tiida hatch, completo. Uma compra altamente racional, pois concordo com o autor da matéria: o carro não tem nada que faça vocÊ se apaixonar de cara, então se você não for racional nas suas compras, você não leva.

    De fato o motor parece ser bom e o câmbio mais ou menos, mas pelo menos as trocas são suaves! Nem se compara ao AT da citroen/peugeot!
    De resto estou gostando muito do carro. O único defeito são os custos das revisões que acho altos para o valor do carro.

    Olhei o Focus, mas Focus AT em cidade grande tem um consumo proibido.
    Vi o FIT, mas a Honda me cobrou 64 mil em um FIT AT, aí é para desistir mesmo.
    Quanto ao Cruze hatch, não sei porque, mas cansei de GM-Brasil e o preço também está lá no alto.

    Boa matéria!

  • fla_shun

    Não entendo os caras que ficam reclamando do motor…

    Ficam falando que motor é xoxo e etc…

    Parece que querem um motor 6.3 V8 num New Fiesta… Aí ia ficar todo mundo contente !!!!

    • KzR

      Eu ficaria hehehe

  • Leo_Galo

    Muito bom essa análise. Super completa. Gostei. Mas enfim, achei que se considerando mulher, rs, pensei ao longo do texto que ela ficaria com o mais bonito. rs

  • Gabriel Daveran

    Senhores,

    o honda fit pode ser interessante , porém é de outra categoria e que eu saiba o fit é um Monovolume , por definição e não um Hatchback . Se ela busca um Hatchback médio , as opções listadas são as principais e mais coerentes.

  • 3dimensional

    "Agradeci e fui embora com aquela sensação de ter sido enganado, não compro carro sem test-drive, não compro carro sem ver o carro antes, e muito menos compraria um carro com informações desencontradas. Passo."

    SE METADE dos consumidores fosse assim, o mercado seria outro!
    Sem mais.

    PS: Staff do N.A., esse HOT WORDS ENCHE O SACO HEIN???

  • 3dimensional

    Realmente está faltando nos hatches um câmbio moderno…
    A VW tem a faca e o queijo na mão pra quebrar esse paradigma lançando o novo Golf com DSG.
    Se ela vai fazer isso são outros 500…

  • TTropicthunder

    Passo pelo mesmo problema desde do final do ano passado. Não sei qual carro comprar ainda hoje. Acho absurdo dar 70 mil em um carro e apesar de ter essa grana não quero fazer isso mas está difícil. Neste país você é escravo desse mercado vendido para multinacionais… como todo resto do Brasil…

    Também acabei fazendo teste com minha esposa no SX4 e ficamos doidos com o carro. O seguro ficou alto demais R$3.200,00 e daí desisti do carro quando percebi que ia ficar totalmente na mão da Suzuki em BH que não segue preço das revisões de tabela.

    Também me chamou a atenção o fato do carro ter tido nota baixa em resistência a alagamentos sendo que eles vendem dizendo que o carro aguenta passar até 50 cm de água…

    Enfim acho o que torna o carro único é ser 4 x 4 todo tempo com um forte motor e o bom acerto com cambio automático aliado a direção eletrica e a visibilidade que o carro proporciona, semelhante ao do FIT. Você acelera o carro responde na hora e grudado no chão.

    Quanto ao FIT a Honda adicionou troca de marcha no volante e senso de estacionamento de série mas o carro não é o mesmo, piorou principalmente no barulho do motor que foi a principal razão de eu não ter comprado. O carro grita demais e ruidoso mesmo: A vendedora disse que música resolveria!

    Acho a melhor compra para o que eu estou buscando vai ser mesmo um Civic pelo motor e cambio mais acertados neste momento, sem falar na disponibilidade do carro.

  • dncmotors

    GOLF é certo no Brasil, o que está sendo decidido, é se virá do México ou será feito aqui.

    E também a questão de a AUDI voltar a fabricar aqui, motivada pela fábrica da BMW e possível retorno da Daimler – Mercedes-Benz.

    Em tempo acredito que na COPA de 2014 estaremos andando de GOLF e 308 novos. visto que o novo C4 já será feito na nova plataforma modular da PSA.

  • dncmotors

    Boa Compra, e Ótimo texto.

    Na minha família o que aconteceu foi uma TIA comprar um 408 THP branco, saindo de dois CIVIC (ano 2000 comprado zero km e roubado) e um seminovo 2002.

    Dentro das opções, Fluence, Civic, Jetta, Cruze.

  • TONYSILVERIO

    Eu também estou com este dilema, ou seja, procurando um hatch médio. Minha expectativa era pelo I-30 novo, porém, o preço irracional e o motorzinho 1.6 me desanimaram bastante. Vou continuar esperando, pois nenhum desses da matéria me agradam.

  • Apter

    Bom, eu passei recentemente por um drama "parecido".

    Eu teria olhado com mais carinho o C4. Se tiver CNPJ o desconto para frotista está em 17%. Estou adquirindo um Exclusive Sport 2.0 manual (justamente por medo do AL4) com xenon por R$51.000,00 , barbada né? Estou indo pela oportunidade, consegui pegar 40 mil em meu GTX 2011 manual branquinho e esses 11 mil estão compensando só pela manutenção/desvalorização! Comprei o Vectra tbm com 16% de desconto e paguei na época os mesmos 51 mil!

    O automático creio que esteja na casa de 62 mil, não há custo x benefício melhor do que ele (para quem consegue pegar por frota, que fique bem claro!) nesse segmento. O tanto de perfumaria, items de segurança (6 airbags, ESP, xenon), além de um belo 2.0 de 151 cv!

    Outra opção interessante poderia ter sido o Cerato, gosto muito do conjunto motor x tip 6 marchas, além de acabamento bem honesto e visual mais agressivo.

  • SergioMe

    Essas avaliações são fantasiosas, totalmente irreais.

    1º – quem troca um carro 2012 com 30 mil km com 6 meses de uso? Mesmo que ande bastante, 6 meses e 30 mil km o carro é novo. No mínimo ficar 1 ano para bater a troca de pneus e ai vender com 60 mil km.
    2º – pular de um Siena que é um carro brega, feio,sedã derivado de um Palio que já tem um desenho ultrapassado para um Hatch médio e ainda faz críticas como fez? Me poupe.
    3º – quem consegue fazer test drive e consegue correr, fazer curvas como descreve, exigir do carro e sentir tudo que foi feito na avaliação? Aqui em SP não se consegue mais do que dar umas voltas bem devagar, trajeto curto e sem castigar o carro.

    Me poupem. Tenho um FOCUS 2010 GLX 2.0 Gasolina mecânico. Por questão de inventários, ainda tenho uma Pajero Sport HPE automática e blindada e um Honda Civic automático. Te digo, para sair de um cambio mecânico para um automático, temos 2 opções:
    – esquecer o modo de dirigir no modo manual e aproveitar o conforto do cambio automático
    ou
    – procurar carros de valores mais elevados com câmbios automáticos como DSG e outros de 6 marchas
    o que nos coloca longe destes carros abaixo de 80 mil reais.

    Quem mora em Brasilia, o cambio mecanico cai bem. Quem mora em SP e outras metrópoles onde o trânsito é um anda/para o cambio automático é uma benção. Desempenho, para quem gosta de correr e exigir do veículo tem que ficar no mecânico ou subir de faixa de preço.

    Agora todo mundo reclama dos preços mas ficam jogando dinheiro fora e trocando de carro com pouco uso.

    Comprei o FOCUS em 2010 e pretendo trocar este ano. Aguardo os lançamentos. Acho ficar entre 3 e 4 anos é um bom prazo.

    Gastem seu dinheiro em outras coisas.

    • msouza91

      Depende de onde você mora em Brasília, se for fazer viagem do plano para o plano, realmente não há necessidade, mas pra quem mora um pouco mais longe, pegar vias como EPTG ou EPNB em horário de pico é pesado.

      De qualquer forma, ela trocou o carro justamente por não se adequar ao câmbio do carro

  • msouza91

    Só pra esclarecer, o carro era muito rodado sim (pra um veículo com 6 meses), minha esposa faz um trajeto longo todo dia, mas o motivo principal não foi isso, foi o fato de ela não ter acostumado com o Dualogic, que por faltar creeping, ainda precisa ser acelerado num engarrafamento, dando alguns trancos com ela, que não se acostumou, e sempre dava uma batidinha de frente, acabou preferindo trocar de carro, e como sempre gostou de dirigir o Fluence por conta do silencio e conforto, dei no que deu

    • TTropicthunder

      msouza91 você pagou 70 mil já com esses opcionais?

  • MarceloAmorim

    1ºTeria ficado com um 308

    2ºMe chamou a atencao,generalizando,como muitos sao consumistas.Citou o Grand Siena como ''velho'',comprado em junho de 2012,APENAS 7 meses de uso.

    Mas como o dinheiro é dele e ele faz o que bem entender,que seja feliz com o SX4.

  • JohnAragao

    BMW Série 1 2011 ou 2012 com baixa quilometragem , existe aos montes por aí. Seria uma ótima opção.

  • epa

    Brasilia é terra de bons salários mesmo ( funcionalismo público), apesar do alto custo de vida.

    Mas vender um gran siena com menos de 1 ano é perder muito dinheiro, não?

  • rafaleal007

    Ele ficou com o grand siena dela e ela com o fluence dele é isso ???
    2º porque a troca de carro tão rapida, eu duvido que seja por necessidade já que o carro vai andar praticamente a mesma coisa e com porta-malas de tamanhos muito parecidos.
    pra finalizar, trocar um carro com 30 mkm que não apresentou problemas e que pelo visto atendia completamente as necessidades dela não é um negócio racional já que se perde com a desvalorização e o carro tinha pouco uso.
    no minimo se estiver quitado diminui um pouco o problema….

    • Cristiano_RJ

      Não, ela ficou com o Fluence dele, mas ele ficou com um SX4 novo.

    • msouza91

      Caro, conforme eu tinha dito, ela não se adaptou ao dualogic, onde falta o sistema creeping, ela sempre avançava de uma vez, e acertou várias vezes o carro da frente com pequenos choques (daqueles que só arranham). O carro estava quitado, na época ela pagou 45.500 reais nele, vendemos por 41.000, pra um amigo dela que gostava do carro

  • willianwbk

    A Hyundai se aproveita mesmo, e realmente, as informações são totalmente desencontradas. Site diz uma coisa, montadora diz outra e os testes das revistas outro ainda. Fica dificil de confiar em uma marca que esconde as informações sobre seus carros. Quanto ao Golf, ele realmente era um bom carro lá em 2000, quando estava alinhado com o mercado.

    Achei muito bacana a matéria, bem detalhada e com um final bem diferente do comum. Já li sobre o Suzuki e realmente parece ser um carro bom mesmo, mas não tem muitos por aí, um tanto pelo valor considerável. Se eu tivesse todo esse capital, eu investiria no Cruze que (teoricamente) é o mais moderno.

    Absss

  • KzR

    Das opções citadas eu ficaria ou com o Bravo ou com o Cruze. Sendo automático, o Cruze seria a melhor escolha, mas não acho ruim o Dualogic.
    Quanto ao manual, aí eu ficaria bem indeciso. Ambos são muito parecidos, com desempenho um pouco melhor do Cruze.

  • MarcioGue

    Sem dúvidas, ficaria com um Bravo, exelente carro!!! Fiat por Fiat fico com um Bravo!

  • LS7

    Dizer que o SX4 faz curvas melhor que o Focus, achei um tanto estranho. O Suzuki tem centro de gravidade mais alto, como um SUV, apesar de não tanto. Cantar pneu é muito mais uma característica da marca do pneu. Alguns passam do limite de aderência sem cantar.
    Pela foto da reportagem, achei que ele tinha feito a escolha certa.

  • plextor2012

    "A quilometragem alta se deve ao fato de morarmos longe do centro de Brasília e aqui tudo que se vai fazer, só se consegui indo de carro."

    Numa boa, 30 mil km rodados o carro está novíssimo. Pede apenas as revisões normais de troca de óleo, filtro de ar e de óleo. Essa foi dura de engolir… Talvez dizer que não tenha gostado do carro anterior e está querendo comprar um novo ficaria melhor.

  • ruverso

    tenho um 308 e só nao me arrependo tanto porque peguei a versao mais barata, 51k. nao pagaria mais nada por ele. o carro é totalmente ultrapassado por dentro. o painel é o mesmo do 307, o rádio também(parece dos anos 2000), o carro tem nem usb (mesmo sendo a versao de entrada deveria vir), a embreagem é muito fraca.
    de todas as opções hoje em dia acho que o carro mais atualizado é o cruze.
    acho que vale esperar mais alguns meses e aguardar pelos lançamentos do focus e i30.

  • TTropicthunder

    Pois eu cansei de procurar por carro e comprei o SX4 essa semana. Só mesmo dirigindo para entender. E olha que esse carro vai pegar. Já tem mais uma revenda Suzuki em BH.

    Se observar e comparar verá que existe sim um custo x beneficio pelo que ele oferece. Mas entendo que é algo pessoal de cada um.

    O carro é uma delícia e brinca de subir morro, fazer curva e passar por obstáculos sempre de forma segura e muito, muito confortável. Não é um offroad mas é um esportivo 4×4 legítimo!

    Conseguiram aliar a dirigibilidade e visão de um FIT em um 4×4 poderoso.

    Poucos carros possuem um motor em perfeita sincronia com o cambio automático como o SX4. Duvida? Experimenta o test drive e me conta…

  • JNeto

    Parabéns por realmente comparar e COMPRAR NAO POR NOME, mas por CUSTO-BENEFICIO e por suas avaliações… eu também me surpreendi com um fluence e era minha oitava escolha! hahahaha… NAO COMPREMOS MAIS POR MARCA… acho que vou acabar comprando fluence, e olha que estava olhando lancer/civic/corolla/308thp, etc… esquisito? também achei…. mas e daí? Eu comparei e gostei mais do outro, fazer o que… =)

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email