Brasil Governamental/Legal Mercado Montadoras/Fábricas

Abeifa: crise política e prazo curto geram dúvidas sobre introdução do Rota 2030

fábrica-gm-gravatai Abeifa: crise política e prazo curto geram dúvidas sobre introdução do Rota 2030

O tempo é curto. De acordo com José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, pode não haver tempo suficiente para que o programa industrial Rota 2030, que irá substituir o Inovar-Auto fique pronto no período previsto para que seja implementado legalmente a partir de 1 de janeiro de 2018.



Para o presidente da associação que reúne importadores e alguns fabricantes, o clima político hoje instaurado no governo pode atrapalhar a implementação do Rota 2030, já que é necessário um período de 90 dias para que o IPI seja alterado de forma constitucional, a fim de entrar em vigor na data prevista. Para Gandini, pode não haver tempo suficiente para um programa tão amplo.

Por conta disso, o Rota 2030 precisa estar pronto e aprovado no fim de setembro no máximo. Gandini diz que o fim das negociações entre governo e montadoras precisa acabar até o fim de julho, para que os ministérios possam avaliar e aprovar as alterações da nova política nos meses de agosto e setembro, preenchendo assim os requisitos legais em tempo hábil.

Antes, falava-se em 30 de agosto como prazo máximo para o fim das negociações, o que daria apenas um mês para a devida regularização dos acordos e sua sanção presidencial no fim de setembro. Atualmente, o IPI tem alíquotas de 7% para carros até 1.0, 11% para flex até 2.0 e 25% para motores acima disso, incluindo também diesel, elétricos e híbridos de qualquer tipo.

A proposta atualmente em negociação nos trabalhos envolvendo o Rota 2030 é taxar os veículos de acordo com a eficiência energética dos mesmos. Assim, devem ser criadas faixas de emissão e/ou consumo (possivelmente através de megajoules) para definir o percentual de IPI que cada carro irá pagar.

Gandini espera que não haja alterações no governo nesse período, o que contribuirá para que o Rota 2030 seja implementado definitivamente em 2018 e siga como política industrial brasileira pelos próximos 13 anos. Tanto as montadoras quanto o mercado aguardam essa mudança, que também deve incluir alterações na política trabalhista.

[Fonte: Diário do Grande ABC]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • donthavereporterjaps

    economia e politica andam juntos

    • ####Carlao GTS

      Infelizmente… aqui tá muito péssimo….

  • Junior_Gyn

    Então esquece, irão analisar isso só final do ano. Governo Temer, das 4 pernas de uma mesa está só com 3 depois da delação da JBS. Agora com a do Cunha pode perder mais uma, ou seja, cai de vez. Acho que até final do ano ele é “impeachmado”. Isso pq é osso duro de roer. Ou como o Joesley disse, o Chefe da quadrilha e o mais perigoso.

    Brasileiro não tem pra onde correr mesmo, sai de uma GovernAnta que arrasou com a economia e cai num asqueroso que aproveitou do impeachment para se safar da justiça. Pelo menos está dando um jeito (Não sei se é temporário) na economia.

    • Felipe Gonçalves

      E quando forem analisar irão entrar em recesso kkk

    • Louis

      Que o Temer é corrupto, não tenho dúvidas, assim como a maioria do PMDB. Agora, há de se tomar cuidado com as palavras do Joesley Safadão. Ele sempre foi muito próximo do Lula, tanto é que fez fortuna e construiu a maior processadora de proteína animal do mundo durante a gestão do nine-fingers, com recursos generosos do BNDES. Esse papinho de que o Temer é o chefe da quadrilha, é furada, o maior ladrão de todos os tempos é o Lula. Vejo interesses por trás dessa gravação do Joesley.

      • Carlos Augusto Morais – Grupo

        Concordo, Joesley Safadão é Lula2018. Este larápio ta pagando favores que deve ao PT. Mas o Temer também é bandido.

        • Dezen Seide

          Tira merda e põe cocô no lugar
          Assim vamos longe mesmo
          Única saída é a volta dos militares pra endireitar esse país de quinta

          • e eles endireitaram nos anos 60/70? Vejamos, entregaram o país com a maior divida do planeta, e quebrado, com inflação de 2000% ao MES.

      • Junior_Gyn

        Pode ser tbem. Armação do molusco com o Safadão. Aí 2018 o povo vota atrás de assistencialismo e dale 9 dedos de novo. Aí é pra lascar.

        • cepereira2006

          Basta dizer que vai dobrar o bolsa-esmola. Não precisa nem cumprir, para se eleger basta prometer.

        • Dezen Seide

          Se votar nas urnas Smartmatic o resultado já é sabido
          Será que vão culpar os nordestinos de novo?

  • Raul Pereira

    ou seja: a medida que faria com que indústria se modernizasse (se fosse bem feita, ao contrário das outras reformas que estamos tendo, tudo nas coxas, sem discussão adequada e só pra agradar os patrocinadores do atual governo) não será feita pelos milhões de razões que vemos todos os dias no jornal: corrupção e incompetência administrativa (pois ser corrupto ocupa muito tempo). E mais uma vez, mais um governo deixa o legado de irresponsabilidade com o seu trabalho

  • Alexandre

    Oh Temer, faz um favor pra gente, antes de cair, libera geral, tira os incentivos e abre as portas para todas as montadoras que queiram produzir aqui. Quero ver esse Gandini vir falar merd* dai.

    • Matafuego

      Pelo que eu entendi, sem Inovar Auto (ou seu substituto) a coisa volta a ficar como estava, sem incentivos. Só não sei como fica o lance do IPI majorado – se cair também, ótimo.

      • Jefferson A.

        imposto no brasil nao cai jovem =D

        • Dezen Seide

          Cai sim
          Para dar lugar a outro majorado

      • Com o fim do Inovar Auto o mercado vai estar como na época em que Kia nadava de braçada e a JAC acabava de entrar com preços que aterrorizavam a concorrência. Ou seja, cai os 30% do IPI majorado e mantem-se as mesmas taxas de IPI por cilindrada atuais. E não haverão benefícios para empresas que produzem localmente. Lembrando que a isenção de imposto de importação para elétricos é outro incentivo e não tem relação com o programa, porém continuariam a pagar 25% de IPI o que os torna inviáveis no Brasil. O novo programa viria para tentar trazer mais incentivos ao desenvolvimento de tecnologias mais competitivas no mercado externo para dentro do mercado interno, como veículos mais eficiente e mais seguros, focando em uma nova tributação.

        • Sim é o que devia ter sido feito na epoca, ao inves de sobretaxar importados, o governo devia ter dado mais facilidades pra quem produzia aqui, incentivos, descontos no IPI para carros mais economicos e baratos, isso incentivaria a modernização do nosso parque industrial, ao mesmo tempo que não impediria a livre concorrencia externa, que convenhamos, ja cobra-se o limite da OMC de 35% de imposto de importação e ainda assim as empresas daqui chiam.
          Agora falando de 2018, teremos finalmente uma invasao de SUVs baratos chineses, pq em 2011 esse mercado ainda estava começando, hoje vendo que esta bombando e os chineses tem varios modelos e marcas de Suvs (alias o lider em Suvs na China é uma chinesa, a GWM) vão fazer como a JAC e a Lifan que andam trazendo alguns modelos e irao trazer mais, quem dormiu no ponto foi a Chery. Vai vir varias outras, eu espero muito os modelos da GWM Haval, Geely e BYD.

      • O Inovar Auto foi a forma que o governo arrumou pra justificar na OMC o IPI majorado pra importados , pq antes era considerado injusto, ae como fizeram ele como programa industrial, ficou sendo liberado, mesmo assim houve protestos na OMC e o Brasil perdeu o processo la. Se acabar Inovar Auto, acaba IPI majorado para importados e ficara apenas os 35% de imposto de importação vigente, que ja é o limite tolerado pela OMC.

  • Louis

    No momento, os políticos só estão preocupados em salvar a própria pele…

  • Carlos

    E o que acontece se não estiver pronto até 1º de janeiro, a inovar auto continua?

    • Gran RS 78

      Acho que mesmo se não acertarem um novo programa automotivo até lá, o Inovar auto acaba em 01 de janeiro de 2018 para alegria geral dos consumidores.

    • ####Carlao GTS

      ???????

  • ObservadorCWB

    Minha opinião: VEIO DO GOVERNO ? Sou contra……ou gira a proposta 180º e daí ela será positiva para o Brasil.

    • ####Carlao GTS

      SIMPLES ASSIM.

  • V12 for life

    Isso era óbvio, deveriam ter começado no primeiro semestre do ano passado.

    • Rodrigo Alves Buriti

      Para um projeto de longo prazo assim, realmente.
      E agora querem fazer nas pressas e nas coxas…..eu não duvido que virá porcaria.

  • ####Carlao GTS

    Eu vejo na Prática , uma redução de preço ,” tímida claro ” em setembro, ou até agosto. se não , vira uma venezuela na vida…

  • SK15

    Mais do menos … disse que não me disse que termina em nada de bom para a gente.

  • Mr. Grecco

    Essas medidas a longo prazo são pessimas pra gente, afinal, nossa econômia é tão estável quanto uma Kombi andando em areião! Essas politicas de taxação deveriam oscilar de acordo com a cotação do Dólar e também como foi proposto a eficiência do veículo, no máximo com 2 anos de duração

  • Mr. Grecco

    Se isso for aprovado vai ser mais 13 anos sem inovação em nosso mercado, assim como aconteceu com o super IPI, ou vcs acham que essa enchurrada de lançamentos em nosso mercado agora é por acaso ou porque o inovarauto está para vencer???

  • Alvarenga

    Imagina o lobby que as montadoras estão fazendo pra não acabar o imposto de 30% sobre os importados !

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend