Chevrolet Elétricos EUA Mercado Tesla

Aguardado no Brasil, Chevrolet Bolt amplia vendas nos EUA

chevrolet-bolt-ev-2018-1

O Chevrolet Bolt está sendo aguardado com expectativa no Brasil, mas nos EUA, o compacto elétrico da General Motors está sendo a saída para quem não tem mais paciência em esperar. O atraso na entrega do Tesla Model 3, está motivando muitos clientes a mudar de lado na hora de comprar um carro elétrico, em especial na Califórnia, o maior mercado para o segmento no país.


Recentemente, Elon Musk enviou um comunicado aos clientes que estão na fila de espera pelo Tesla Model 3, anunciando que as entregas de 2018 foram atrasadas para 2019. Diante do aviso, muitos compradores que pagaram US$ 1.000 para ter o sedã elétrico agora estão insatisfeitos, pois acreditaram que o carro estaria em suas mãos na data prevista para entrega.

Porém, muitos deles decidiram abandonar a lista de espera da Tesla por dois motivos. O primeiro é o temor de que a Tesla atinja a cota de 200.000 carros elétricos vendidos no mercado americano e comece a perder o bônus federal de US$ 7.500. Do outro lado, há quem não queira mais ficar esperando, decidindo assim partir para outro produto, que nesse caso é o Chevrolet Bolt.

tesla-model-3-2018-1


Vários concessionários relataram na Califórnia que muitas vendas do Bolt foram feitas para ex-clientes da Tesla, que aguardavam o Model 3. Só uma revenda disse ter vendido 15 exemplares num único fim de semana. Outro diz que se tivesse 50 carros em dezembro, teria vendido todos imediatamente. Da mesma forma que os atrasos da Tesla aumentam, os emplacamentos do Chevrolet também sobem.

Como Bolt e Model 3 possuem quase o mesmo preço, na faixa dos US$ 35.000, sem incentivos, os clientes que estão mudando não têm problemas com o preço, pois já estavam planejando dispor desse montante para seu próximo carro. Para a GM, cada aviso de atraso por parte de Elon Musk é um motivo a mais para acelerar a disponibilidade de seu carro elétrico. A montadora de Detroit teria enviado mala-direta para aqueles que esperam o Model 3, reforçando que o Bolt tem pronta-entrega.

Apesar da oportunidade, a GM também não está totalmente tranquila. A empresa já vendeu 170 mil unidades de carros elétricos, híbridos plug-in e outros que recebem tal incentivo. Por isso, ainda este ano, tal como a Tesla, perderá a bonificação federal de forma gradual. De qualquer forma, a montadora tem condições de ampliar rapidamente a produção do Bolt para atender a demanda e assim reduzir os custos de produção, algo impensável para Musk nesse momento, visto que nem consegue manter o ritmo planejado originalmente.

Aqui na região, o elétrico da GM chegará entre 2018 e 2019, mas Carlos Zarlenga, presidente da montadora para o Mercosul, já fala até mesmo de produção nacional, o que não seria algo estranho para ele, se tiver que comunicar tal investimento. A empresa não esconde que quer ser líder em eletrificação na região.

[Fonte: Automotive News / Autoblog Argentina]

COMPARTILHAR:
  • Mr Tony

    Adoraria ter um na garagem, mas tenho medo de só pensar no preço.

    • leandro

      Eu também!

    • Gabriel Loio

      Se lá está a $35mil com incentivos na versão mais básica, não espere nada abaixo de r$150mil. Só na conversão direta já vai r$120mil. Juntando impostos e a taxa da css, deve dar pelo menos 1.5x o preço da conversão direta.

  • Ygor Soares

    Se chegar no máximo há uns 110 mil aqui no Brasil, ele será o meu próximo carro!

    • BillyTheKid

      Com um custo de uns US$ 37 mil na versão base, só de converter de dólar pra real ele passa desse preço. Sendo bem otimista, ele chegará na faixa de R$ 150 mil. Sendo realista, de R$ 200 mil pra cima.

      • RRodrigo Souza

        acredito entra 100 a 150 mil ele chega no Brasil, demais valores são os opcionais a parte

      • Raul Pereira

        Mas se tivermos as isenções prometidas, o peço não pode ser reduzido?
        Mas, sim, virá salgado. Se um Civic 1.5 aqui custa 120 mangos…
        Fora que até os elétricospopularizarem, serão tratados como carros gourmet

      • Alexandre Silva Pereira

        Concordo se o Prius da Toyota é vendido lá a 24.000 e aqui a 120.000, esse Bolt e Model 3 serao comercializados por volta de 180.000. Brasil é foda

      • Marcos

        Mas se olhar para o i3 que está na casa dos 170k (não sei se aumentou) e é vendido lá fora a partir de 44mil sem o extensor, pode ser possível ficar abaixo dos 150k.

    • Nicolas_RS

      Serio? Me pergunto como uma pessoa pode querer um carro desses, carro sem estilo, caríssimo, não é possível realizar viagens. Com o preço desse carro nos EUA, se compra um seda médio completo como o Cruze ou um Mustang.

      • Ygor Soares

        Me pergunto como muitos ainda criticam a opinião de terceiros sem levar em consideração que o melhor para você não é o melhor para todos.

        E sério, com 400km de autonomia eu faço uma viagem do RJ até SP. Isso já não estaria bom? Para o meu uso diario é mais do que suficiente!

        Acima disso eu viajo de avião que sai mais barato do que abastecer 2 tanques de um Mustang na ida e volta de SP.

        PS: Cruze e Mustang, 2 carros que não podem estar na mesma comparação.

        • Nicolas_RS

          Por isso eu perguntei…
          São carros ridículos na minha opinião, vejo um BMW i3 com certa frequência e acho impensável comprar um carro tão feio e pequeno.
          Nos EUA um Cruze completo custa 25mil dólares o mesmo que as versões de entrada do Mustang e Camaro.

          • Marcos

            Design é questão de gosto, eu já acho o i3 um dos carros mais bonitos já feitos, seu design é único de tantas maneiras.

          • Ygor Soares

            Nicolas, essa é a sua opniao. O foco desse carro é o seu uso urbano o que você não entendeu ainda. Comparar um i3 ou Bolt com Mustang não faz sentido algum.

            Você procura esportividade vá no Mustang, quer um sedan blz, tem o Cruze. Quer ficar livre de postos de gasolina e ter um carro potente e com ótimo torque para o dia a dia?
            Vai de elétrico!

            • Nicolas_RS

              Esqueça IPVA! O carro elétrico mais barato no Brasil custa 126 mil reais, da para comprar um Golf 1.0 TSI que faz 15km por litro, ou um Civic 10, da para fazer as revisões, manutenção e abastecer por anos com a diferença.

              Coloquei o Mustang como referencia de como um carro elétrico é caro nos EUA que lá o preço é justo, imagina aqui.

              • Ygor Soares

                Blz, esqueci o IPVA, porém com o combustível aqui batendo os R$ 5.50 ainda fico no elétrico! Em 3 anos de uso já pago essa diferença!

                Isso sem contar a manutenção que no elétrico é praticamente zero quando comparado ao motor tradicional!

              • FrankTesl

                Seja feliz com seu Mustang, mas não diga que o i3 e outros carros elétricos não tem utilidade para os outros…

                • Nicolas_RS

                  Com certeza, burrice é apelido, pagar mais por menos! Tem que ganhar um premio de idiota!

  • Alexandre Santos

    Atraso de 1 ano! 1 ano! Pense isso como perder um consumidor… Parabéns Tesla e Elon Musk… 👏👎

    • invalid_pilot

      Tem gente desde Julho/2017 esperando um Kwid kkkk

      • Ygor Soares

        Esse Kwid foi a maior aberração já lançada pela Renault!

    • V12 for life

      É um dos motivos pelo qual Bob Lutz diz que a Tesla vai falir, e isso é uma das coisas que não se pode acreditar totalmente e nem descartar, pois ele conhece como poucos o mercado norte americano.

  • Bruno Costa

    O Bolt e o Leaf (a nova geração) são dois carros que eu adoraria ter na garagem. Se viessem por cerca de 125 mil, seriam um ótimo investimento… Acho que a Nissan ainda não tem planos do Leaf pra cá, mas se o Bolt se concretizar vamos torcer pra Chevy não meter preço de Camaro brasileiro nele.

  • Handlay P.B.

    O Musk titubeou, colimou prazos pressurosos, agora passa por assaz dissabores ensejando a GM a avultar as vendas do Bolt o qual conjecturo não ter qualidade de montagem digno de ignomínias ou possuir emplastros nas portas como o Model 3…

    • Supernescau

      Diálogo flácido para acalentar bovinos.

      • Handlay P.B.

        Não, é um comentário atulhado de vocábulos heteróclitos.

        • Igor Guimasi

          Mala.

    • Fafner

      Caro Handlay P.B
      Assaz é um advérbio que não tem plural para concordar com substantivos subsequentes. Assim, em minha opinião leiga, já que não sou filólogo, dever-se-ia escrever “assaz dissabor” ou simplesmente escrever “bastantes dissabores”.
      A continuação correta do texto deveria ser também ” ensejando à ( crase pela contração da preposição “a” com o artigo definido “a”) GM avultar as vendas,,, ( sem a preposição “a” antes do verbo avultar).
      Para terminar o correto seria escrever … do Bolt, (faltou a vírgula) o qual conjecturo não ter qualidade de montagem “digna” de ignomínias ou… etc., etc.
      A língua portuguesa é maravilhosa, mas é muito difícil usá-la corretamente, já que o bombardeio constante de calinadas em textos e áudios conspira constantemente.
      Se vir ou achar que estou errado, por favor ma corrija. Todos os dias deveríamos aprender algo e eu agradeço.

      • Fafner

        Errata: “me corrija”. Erro ao digitar…

      • carlos4carros

        O uso da crase é opicional antes de substantivos próprios.

        • Best Comment

          Na verdade o que se usa é o acento grave (`).
          Crase, do grego, significa fusão (de duas vogais iguais). É o nome atribuído ao fenômeno que implica o uso do acento grave.

          • carlos4carros

            Verdade. Acento grave é o que indica a ocorrência da crase.
            E também não tem nada a ver o uso opcional do acento grave antes de substantivos próprios. É bem mais complexo do que eu pensava e nem me atrevo a explicar.

      • yurieu

        Por mais que haja erros no texto do usuário supracitado, não devemos recriminá-lo por sua verborragia. Quem dera se os cidadãos escrevessem neste nível gramatical. Com os governos de esquerda, as pessoas pararam até de usar o infinitivo impessoal em “eu vou chorar” para “eu vou chora”, causando um erro abominável tanto de ortografia, sintaxe, como na verbalização, assim sendo /eu/ /vou/ /chó//ra/.

  • Fabão Rocky

    Imagina se chegar por mais de 100k um carrinho desses. Mais negócio pagar 3k p/ instalar um kit GNV em um carro comum c/ motor a combustão.

    • RRodrigo Souza

      com certeza vai vir mais caro ,vamos nos basear pelo mustang que veio por media de 40 a 47 mil dólares chegou aqui por 300, então esse bolt se vier sera na media de 100 a 150 mil reais acredito.

  • Louis

    O Nissan Leaf não é vendido nos EUA? E o Golf elétrico? Não há outras opções?

    • Raul Pereira

      Não sei se há, mas ele bateu o Tesla em autonomia, então acredito que seja a opção mais viável, até porque se não me engano ele é considerado mais ‘popular’ que o Leaf por lá

    • Marcos

      O novo nissan Leaf ainda não está a venda se não me engano, o Golf elétrico tem uma autonomia bem pequena perto dos concorrentes, é o mesmo caso do Focus elétrico, já o Bolt tem uma autonomia maior que a do Model 3.

    • th!nk.t4nk

      O Golf elétrico é mais pra Europa, onde as pessoas rodam bem menos. Nos EUA e no Brasil as necessidades mudam demais.

  • V12 for life

    Produção nacional não é nem especulação, é só sonho mesmo, devido ao alto preço mesmo com os incentivos que começam a aparecer no país.

  • Felipe Alves

    A Toyota tem planos de ter 1 hibrido para cada modelo (Etios, Corolla, Hilux, RAV4 etc) até 2020 no Brasil. Ela quer ser a líder nesse segmento no Brasil. A briga seria boa!

  • Isso que dá querer fazer tudo de uma vez só.

    É ir para Marte, é caminhão elétrico, é trem bala, etc.

    Musk precisa tomar cuidado para não ser um Eike da vida.

  • Erivelton Freitas

    Não gosto nem um pouco de hatch, mas esse tem um Design bem mais simpático que o Cruze e o Onix vendidos aqui no Brasil. Sendo assim, até cogitaria!

  • Ygor Soares

    Elon Musk é o novo Eike Batista, atira para todos os lados e no final tudo atrasa ou sai errado!

    • Schack Bauer

      Tou começando a achar também que ele tem mesmo muito de Eike Batista. Muito visionarismo, ótimas ideias, mas que subestima as dificuldades, e se enrola na execução dos projetos.

  • FrankTesl

    http://meiobit.com/380281/tesla-s-p85d-consegue-ser-mais-eficiente-que-volvo-gerador-diesel/
    http://reneweconomy.com.au/tesla-ev-charged-with-diesel-generator-still-cleaner-than-conventional-car-61942/
    https://electrek.co/2018/02/16/tesla-model-s-charged-diesel-generator/
    https://www.youtube.com/watch?v=tw-hHggAYFM

    Alguns detratores dizem que a idéia de queimar diesel ou gasolina para produzir eletricidade e mover um carro é idiota, e há quem demonstre isso até com números. Talvez para não melindrar essa maioria barulhenta, a prática não é muito utilizada, exceto em casos como o supracitado Spyder, onde as baterias são pequenas: a eletricidade vai direto pros motores elétricos, e aí consegue-se uma boa eficiência.

    Mas… e se testarmos o cenário do Top Gear? A Associação de Veículos Elétricos da Austrália resolveu criar o pior cenário possível. Junto com o Clube dos Proprietários de Teslas da Austrália Ocidental, pegaram um Tesla S P85D e um Volvo D4 com um motor 2,0 L a diesel.

    Eles então zeraram a bateria do Tesla, arrumaram um grupo gerador a diesel de 30 kVA, carregaram a bateria e mediram quanto combustível foi utilizado. Encheram o tanque do Volvo, e fizeram uma corrida que deu 104,6 km.

    Ao final reabasteceram o Volvo, para ver quanto tinham consumido, e compararam os resultados.

    O Volvo pesa 1.400 kg, ele percorreu os 104,6 km consumindo um total de 4,8 litros de diesel. Sim, é bem econômico.

    O Tesla, mesmo rodando em Modo Insano, para percorrer a mesma distância com seus 2.200 kg consumiu… 4,46 litros de diesel.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email