*Destaque Crossovers Europa Mercado Toyota

Aguardado no Brasil, Toyota C-HR surpreende na Europa sem diesel

Toyota-C-HR-2018-7 Aguardado no Brasil, Toyota C-HR surpreende na Europa sem diesel

O Toyota C-HR é uma resposta tardia do fabricante nipônico ao crescimento das vendas de utilitários esportivos no mundo. Assim como a Volkswagen, a empresa esperou muito para ter seu primeiro crossover compacto. No entanto, as respostas ao modelo mostram que a marca poderia ter vendido bem mais anteriormente.



De qualquer forma, a Toyota ainda não tem um “primo pobre” do C-HR, o que elevaria ainda mais os números. Ainda assim, o modelo mais sofisticado é vendido na Europa e está emplacando muito bem. O crossover já vendeu mais de 31 mil unidades no continente em 2017 e a previsão de 100.000 unidades/ano para a região, subiu para 110.000. Mas o que surpreende não é o volume de vendas, mas o que está sendo emplacado por lá.

Toyota-C-HR-2018-7 Aguardado no Brasil, Toyota C-HR surpreende na Europa sem diesel

O Toyota C-HR não tem motor diesel em nenhum mercado. Alguns países da União Europeia apresentam a opção do motor 1.2 Turbo de 114 cv. Em todos, no entanto, o que se oferece é a versão Hybrid, que entrega apenas 122 cv de forma combinada. Cerca de 80% das vendas do modelo na Europa são da opção híbrida.

Praticamente todos os rivais do Toyota C-HR precisam ter um ou mais motores diesel em seu lineup, para que possam emplacar bem. Em média, os líderes entre os SUVs compactos emplacam de forma geral em torno de 200.000 unidades por ano. Então, até que o japonês está em boa posição. O objetivo da marca é exatamente esse, oferecer o crossover como um híbrido.

Toyota-C-HR-2018-7 Aguardado no Brasil, Toyota C-HR surpreende na Europa sem diesel

Por aqui, o Toyota C-HR até poderia ser oferecido com motor 2.0 do Corolla e uma caixa CVT para satisfazer os clientes da marca, mas uma opção híbrida faz mais sentido quando a empresa tem a meta de ampliar a comercialização desse tipo de veículo no país. Para fazer volume, um SUV baseado no Etios deve ser a saída para competir numa faixa abaixo dos R$ 100.000. Deve-se lembrar que o SUV mais vendido nos últimos meses não custa menos que o valor citado acima.

[Fonte: Diário Motor]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

COMPARTILHAR:
  • everton nogueira

    Conhecendo a ganância da Toyota, é bem provável que se lançar esse carro aqui, vai vendê-lo com o motor 1.8 e bem capado, pois eles tem o melhor pós venda do mundo e isso basta para o Huezil.

    • Gabriel Ferreira

      Tem Corolla 1.8 aqui em casa, e ele anda bem que o rennegade diesel, só que ele é manual, isso faz uma grande diferença. Nunca vi até hoje um Corolla em cima de um guincho.
      Mais concordo com você em um ponto; motor tem que ser potente e moderno, mas tem ser duradouro também, você pode ver que são poucos motores da Toyota que são turbo, apesar que os turbos de hoje em dia são muito seguros.

      • Filipe Augustus

        Fiquei com uma Fielder 3 anos, e nunca precisei trocar um parafuso que não fosse de revisão, vendi ela com 97 mil rodados mês passado!

        • Wagner Lopes

          Significa que sua manutenção era adequada. Só isso. Já vendi alguns carros acima de 110.000km e também sem trocar nada corretivamente, apenas fazendo a manutenção com capricho e no momento certo.

          • Filipe Augustus

            Isso é verdade, sempre troquei o óleo na hora certa, as vezes quando eu sentia a necessidade até um pouco antes do que era pra trocar, sempre acompanho nível dos líquidos do motor. Procurei trocar o óleo do cambio de acordo com que o manual manda, muita gente que tem carro automático, não troca porque é caro e se não trocar estraga todo o cambio, melhor gastar 600 reais na troca, que 5 mil fazendo o cambio. Mas esse carro em si nunca deu problema, porque sempre foi o carro da diretoria da Fototica, e quando comprei, estava com 52 mil rodados, fui o segundo dono! Quando vc pega um carro bem cuidado, fica mais fácil controlar! Outra coisa que aprendi é nunca comprar carros que ficaram muito tempo parados, por mais impecáveis que estejam por falta de uso, começar dar problemas nas mangueiras nos sensores e nos ligamentos de faróis e lanternas, carro assim, é item de coleção!

          • Filipe Augustus

            Antes da Fielder tive um Civic EX 1999 que vendi com 180 mil KM, e realmente só troquei o radiador e foi por mau uso do ex dono, além de tudo era muito econômico, fazia 11 por litro na cidade! Já o Vectra 2.4 Elite do meu pai, o cambio teve que ser feito aos 85 mil km e o óleo do motor começou encharcar as velas, além dos problemas de temperaturas, mas acho que um pouco tbm, foi pelo uso do antigo proprietário! Aquele carro encheu o saco de tantos problemas!

            • Alvaro Guatura

              O bom dos Hondas/Toyota é que foram projetados… um Fit por exemplo tem aquele motor 1.5 dele, assim como o Corolla seu bom 1.8/2.0 e demais peças. Tudo é feito/dimensionado para aquele modelo.
              Já um Vectra por exemplo é um frankstein, motor de um, câmbio de outro, botões do painel de outro, banco de outro.. aproveitam tanto que é tudo meio gambiarra… pelo menos eu vejo assim.

              • ObservadorCWB

                Fale pelo Vectra III (brazilis projectis)…. Os Vectras I e II eram excelentes carros para época. O Vectra I modelos GSi possuía radiador para o óleo do motor. O Vectra II possui design ainda atual. Mas concordo plenamente, e no caso citado Elite, refere-se ao Frankenstein da GMB que a fez despencar nas vendas dos sedãs que eram ótimas desde os Monza.

              • Darwin Luis Hardt

                to com um fit 2007 com 174 mil km, só fazendo revisão preventiva, nada de surpresa até hoje.

          • Alvaro Guatura

            Concordo Wagner, isso não é mérito da Toyota. É a manutenção… a rede com excelente atendimento e baixo custo de manutenção faz com que os proprietários retornem e estejam sempre com a manutenção em dia.
            Temos um Honda aqui e concordo que o projeto e construção deles e dos Toyotas visa sim a durabilidade.. mas podemos encontrar uma construção de qualidade em um Ford, Hyundai, etc.
            Já foi a época do diferencial, agora é pura fama.

          • automotivo

            Eu que o digo, vendi um uno fire 2007 com 175000 Mem, nunca me deixou na mão, também nunca fui na autorizada, só o primeiro dono ia. Até porque eu trabalho numa autopeças.

            • Ernesto

              Mas também é um carro pelado, praticamente sem equipamentos para dar problemas, né? Não vai dar problema em vidro elétrico porque não tem, não dá problema na direção hidráulica porque não tem, não dá problema no ar condicionado porque não tem, e assim por diante.

        • Alemao Alemao

          Parabéns belo carro tenho uma Fielder 2005 comprei ela zero e hoje ela está com 450 mil km e só troquei amortecedor e caixa de direção essa Fielder trabalha na rua o dia todo
          Tenho um Corolla 2017 que com certeza vai durar tanto quanto a Fielder

          • Wagner Lopes

            Eu não nego que a indústria japonesa seja diferenciada pois iniciaram programas de qualidade quando boa parte do mundo nem sabia o quê era qualidade. É cultural fazer coisas boas por lá. Mas também não é porque o 206 que você teve deu muitos problemas que quer dizer que todo PSA dá muito problema. Tenho um 407 com 85.000 km e tive que trocar apenas dois retentores do câmbio que iniciaram vazamento e só. O carro parece novo tanto na mecânica quanto no interior.Eu sou contra mesmo é com as generalizações que as pessoas fazem de forma descabida na internet.

          • Cássio

            450 mil?????? uau! E eu me achando aqui com os 190 mil km do meu Civic 2004!

        • Diego Ferreira De Souza

          Belo carro. Acho a perua mais linda do Brasil. Pena que não fabricam mais 😐

          • Alvaro Guatura

            Em termos de perua, me dá saudade a Gran Tour da Renault

        • afonso200

          uso a fielder aqui pra dia a dia um 2005 AT XEI….ta com 203mil km…. dezembro troquei a primeira vez o oleo do cambio e filtro, troquei a poli-v e tensionador com polia, liqueido freio e radiador, e de DH, troquei 4 discos e pastilhas e botei 4 pneus novos,,,,,,, os amortecedores dianteiros, bieletas dianteiras, buchas dianteiras e só andar e andarrrrr…..ta melhor que MOBI ZEROkm

      • Lucas

        Convenhamos que o Renegade a diesel anda menos que boa parte das picapes médias, que são maiores e mais pesadas…

        Bom, nunca vi Jetta em guincho, nem Cruze ou Civic devido à problemas no motor. Esse papo de Toyota ser mais durável que seus concorrentes é pura balela, amigo. É conversa pra vender mais caro carros com mecânica totalmente ultrapassada… Possuo uma Amarok e um SW4, ambas a diesel e ano 2013. Faço as revisões certinho nas concessionárias e adivinha: A picape da VW também nunca deu nenhum problema, está mais rodada que a Toyota e é melhor em TODOS os quesitos, seja qualidade de acabamento, estabilidade ou desempenho, e custou BEM mais barato. Abra seus olhos, teste os concorrentes, não caia em papo de vendedor que te faz pagar mais caro e levar menos por causa do mito da durabilidade que na realidade, quase todo carro bem cuidado tem.

        • Isso foi algo que o proprio Bush falou a epoca, não sei se lembram, quando as empresas americanas foram pedir ajuda, protecionismo, etc.. Ele falou: pq vcs não conseguem fazer um Corolla? Traduz o que vc disse.

        • Matheus

          Isso mesmo, eu tenho experiências excelentes com Hyundai e VW em minha cidade, com modelos importados. Não se pode generalizar. Por isso não vou na onda do povão de que carro durável tem que ser Toyota e ponto, pagando-se muito para pouco.

        • Gabriel Ferreira

          Olhe a SW-4 e olhe uma Amarok? Qual é mais moderna, bonita etc… e fora a desvalorização?
          Agora em uma coisa eu concordo contigo, um veículo do preço dela mil não ter um motor Diesel V6 de pelo menos 250 CV, E não ter um câmbio de 8 marchas é muita sacanagem.

          • Lucas

            Lembrando que minha Sw4 é 2013, ou seja, do modelo anterior. Reafirmo que ela é inferior em TUDO, se comparada com a Amarok.

            • Gabriel Ferreira

              Sw4 2013 parece um caminhão, kkkk motor ronca alto demais dentro da cabine!

            • Gabriel Ferreira

              Só que com a Sw4 você vai na CC você do paga a diferença, vai tentar vender uma Amarok, ainda que o povo tem medo dela por causa da correria dentada.

              • Lucas

                Verdade, a Amarok vale cerca de 10 mil a menos que uma Hilux semelhante. Mas também é comprada por 10 mil a menos, já que as concessionárias VW oferecem bons descontos.

        • Gabriel Ferreira

          O único Corolla que eu vi quebrar​ o motor foi 1982 no programa de tv; Top Gear, e ainda andou bastando sem olho no motor, antes fundir…

          • Lucas

            Já viu Santana quebrar? Gol 1.6? Palio 1.0? Quanto mais obsoleto o carro, mais simples é a mecânica e mais difícil de dar problema, amigo. Não tem nada de errado em vender um Corolla com motor 2.0 antigo, o problema é cobrar 110 mil por isso, e afirmar que isso é uma qualidade absurda, enquanto na verdade, é só engenharia do século 20 e por isso, deveria custar menos. Abraços.

        • Lucas

          Corolla que lá nos EUA custa 18 mil dólares completo? Vende por causa do valor correto que é cobrado. Inclusive ter carro japonês chega a ser demérito e sinal de baixa renda… Lá também picape é Ford ou GM, sinônimos de durabilidade e força. E aí? Cadê a Hilux ou a Tundra?

          Como tu justificas o avanço das vendas da VW no mundo todo, inclusive ultrapassando a Toyota? Vai dizer que também não é confiável?

          Na Europa não se vende carro japonês simplesmente porque quase todos têm acesso a veículos alemães, que são infinitamente melhores, simples assim.

          O problema é que fã-boy nunca andou num concorrente pra atestar que comprou um carro inferior a quase todos, basicamente. Se tu tens Corolla, dá uma volta num Jetta TSI ou num C4 Lounge THP pra testar. Se tens Hilux igual a minha (até 2015), anda numa Amarok Highline ou numa Ranger. Esses concorrentes citados são melhores mecanicamente em TUDO, desde motorização, a acabamento, segurança e câmbio. Abra sua mente, não seja massa de manobra como boa parte dos brasileiros é. Compra carro que te oferece prazer ao dirigir, e não o que o imaginário popular te manda comprar.

          O Bush realmente deve andar muito de Corolla, realmente… Por que no rancho dele só se vê F-150 e Mustang?

          • Salim Mahmood

            carro Americano e lixo

            • ObservadorCWB

              É ????

              • Salim Mahmood

                otimo nao essas porcarias de chevrolixo

            • Lucas

              É lixo sim, bom é o seu Corolla Altis sem ESP.

          • Ernesto

            E você tendo que fazer revisões de 6 em 6 meses na sua Amarok…

            • Lucas

              Sim, as duas revisões desse ano não vão juntas não vão dar o valor da terceira revisão da SW4: 1800 reais.
              Pra você ter ideia, paguei 710 reais exatamente na sétima revisão da Amarok. Se quiser, posto o recibo aqui.

          • Lucas

            Primeiro: Você não conseguiu entender o argumento do preço. Lá nos EUA carros japoneses de entrada vendem bem porque são vendidos por valor baixo e justo, diferente do lugar onde moramos. Enquanto lá se justifica pagar 18 mil dólares num Corolla (que não deixa de ser uma boa compra, mas por DEZOITO MIL DÓLARES), aqui isso é injustificável por 110 mil reais. Entendeu agora?
            Segundo: Num mercado racional como o dos EUA ou Europa, o argumento VENDA é muito razoável, e é desses que estou falando. Aqui no Brasil tem gente que comprava Corolla a 110 mil sem ESP e Onix de papelão, não dá pra levar a sério mesmo.
            Terceiro: Carro bom ou ruim se analisa tecnicamente. Um BMW 540i continua sendo bom, mesmo não se encaixando nos padrões de uso de um técnico da NET… Esse argumento foi realmente descabido.
            Quarto: Sabe como refutar esse argumento de durabilidade? Tu rodas mais que um taxista? Já viu quantos carros de outras montadoras são utilizados para este fim? Palio, Siena, Idea, Cobalt, GrandSiena, Linea, Logan, Versa etc, todos com mais de 300 mil km rodados em regime severo.
            Só o teu carro é durável? Fala isso pros 100 taxistas que cruzam teu caminho todos os dias e que rodam 20x mais.
            Quinto: Um Jetta TSI custa o mesmo que um Corolla Altis. Até menos, inclusive. Portanto, podem ser comparados como concorrentes sem nenhum problema.
            O Corolla sim, tem cara de carro moderno… É cada uma que se lê por aqui…
            Sexto: É o que você ouve os outros falarem. É aquela história: Um tio do meu sobrinho que tem um amigo cujo pai possuiu um carro que não prestava e que quebrou diversas vezes. Você é mais inteligente que isso… Manutenções eram feitas com regularidade? O carro era usado como caminhão 3/4? Fazia trilha pesada com frequência? Fez os recalls previstos? Sem saber disso, não se pode dar opinião que preste sobre a maioria dos veículos. Eu sei que a MINHA Amarok nunca deu problema e que sempre fui muito bem tratado na CSS, e mesmo fazendo 2 revisões por ano, pago pouca a mais comparado com a SW4, já que troco o óleo dela de 6 em 6 meses.
            A ranger antes do facelift pecava no câmbio, que era lerdo e amarrava os 200 cv do carro, você só ia passar raiva. Mas ainda sim andava mais e era muito mais segura que uma Hilux.
            Verdade, dinheiro seu você joga até fora se quiser. Só acho irracional comprar coisas porque os outros dizem pra comprar. Aliás, você só comprou o Corolla por causa da fama proveniente da palavra de quem? DOS OUTROS! Teve contato direto com algum dono de Jetta cujo carro quebrou sem motivo? Ou de um dono de Cruze? Ou de 408 que seja? Duvido muito…
            Eu tive um XEI 15-16 por 6 meses. Não é ruim e fazia quase 10 por litro. Mas só de tocar tu sentes que é um veículo de categoria inferior ao preço cobrado. Desde o couro fino dos bancos aos botões, tudo é de simplicidade extrema, fino e de qualidade duvidosa. 80 mil até eu compraria de novo… por 110 não rola.
            Terminando: Quem falou do presidente dos EUA não fui eu. Você que se auto refute.
            Depois de ter todos os argumentos desfeitos um a um, quem dificilmente vai falar alguma coisa é você.

        • Ernesto

          Você se lembra de alguns Jetta’s terem o eixo traseiro solto? Acho que até rolou matéria aqui no NA. Esses, com certeza, tiveram que ser guinchados.

          • Lucas

            Não soube desse ocorrido. Alguns quantos?

            • Ernesto

              Não sei quantos. Dá um google que você acha. Inclusive, como falei, teve matéria aqui no NA falando disso.

    • invalid_pilot

      A resposta anterior a minha já explica sua teoria de preços… kkkk

      • everton nogueira

        É bem por ai. Nada contra toyota ou outra marca qualquer, pelo contrário, mas o que eles cobram pelos seus produtos é algo que só existe no nosso mercado. Temos que mudar isso, pois eles estão elevando preços a níveis aonde os mortais como eu já não posso colocar mais a mão e as outras montadoras estão acompanhando esses preços criando um cartel aonde ficamos reféns, ninguém nunca se perguntou o porque de não aparecer algum concorrente idôneo no mercado para revolucionar em termos de preços? Isso é cartel ou compra o deles que tem um pós venda correto ou compramos o concorrente que vende o seu produto por umas migalhas a menos e tem um pós venda de ruim a pífio. Que país é esse?

        • invalid_pilot

          Infelizmente isso só ocorreria (mercado com preços mais decentes) se houvesse novamente abertura de mercado para importações com taxas justas e sem burocracia. Isso faria com que preços daqui ao menos congelassem.

          Porém o bananeiro médio acha qualquer Corollinha surrado melhor negócio do mundo, ai a Toyota e Honda tiram o couro sem dó e as demais seguem os preços.

          • Talvez nunca tivemos isso na historia, talvez so na Era Collor, pq nao me lembro de outra epoca, desde a epoca da colonia onde Portugal controlava o que podia ser importado, ate os governos imperiais, militares etc.. na Era Militar de 64 foi proibido importar ate.

            • invalid_pilot

              Sim, pelo que me lembro foi somente nos anos 90 que houve essa flexibilização

              Nesse período tinhamos carros como: Corsa B, Astra Belga, Vectra, Ford Mondeo, Fiat Tipo, Coupé entre outros diversos alinhados com a Europa.

              Ai veio a crise asiática de 99 e ferrou tudo, voltamos a fechar o mercado e hoje vivemos o reflexo de políticas protecionistas.

              • Não mas bem antes, na epoca do Itamar, ja fecharam, lembra do fusca Itamar? Fiasco total, voltando aos anos 70 aquilo.

        • Matthew

          A indústria automobilística é um oligopólio com fortes barreiras à entrada em âmbito mundial. A concentração no setor é cada vez maior nas mãos de meia dúzia de grandes grupos e a margem de modo geral é apertada. Outro dia até apareceu uma notícia aqui do tanto que o governo Merkel tinha dado de subsídios à indústria alemã nos últimos anos, considerada altamente eficiente. Aqui não seria diferente. Com o fim do Inovar-Auto a sobretaxação de importados será suspensa. Mas imaginar que que algum dia vão liberar geral importação de carros usados até é piração. Nenhum país no mundo pratica um absurdo desses, à exceção de alguns poucos que têm mercado pequeno e pouco desenvolvido, como o Paraguai, por exemplo.

          • Bruno_O

            Nova Zelandia e Australia tb permitem, semi-novos direto do Japao por precos excelentes :D

          • everton nogueira

            A questão é a seguinte: carro no Brasil tem aumentado muito mais que a inflação, inflação essa que ao meu ver nem deveria existir, a mesma só existe para pagar o desgoverno dos nossos governantes e a indústria automotiva está sem sem freio em relação a aumentos. Não se vê nada no pais que tenha tantos aumentos consecutivos quanto carro no país. Até mesmo combustível tem até abaixado ultimamente, carro não. Só falam em aumentos, a cada lançamento seja por facelift ou seja por nova geração, ou sem motivo mesmo vem um aumento, isso é ganância desenfreada e roubo. O brasileiro tem que mudar essa situação de uma maneira em que a coisa pese no bolso deles, temos que frear isso, Não podemos apenas reclamar, temos que mudar nossa mentalidade de consumidor e frear nosso consumismo para que de algum jeito o mercado veja que não somos apenas um povo escravizado de corpo e alma, e que temos sim que ser reapeitados como nação. Empresários e governo são apenas uma pequena parte de uma nação de 200 milhões. A hora de acordar já passou, esperar o milagre por parte deles é acreditar no papai Noel.

            • Matthew

              Acho que o fim da sobretaxação praticada durante o Inovar-Auto já é algum alento. Só não concordo sobre o consumismo que você menciona. De forma geral já reduzimos drasticamente o consumo de automóveis e os preços continuam a subir. Passamos de pouco mais de 3,5 milhões de unidades vendidas nos tempos áureos para algo em torno de 2 milhões.

              • everton nogueira

                Carros como ônix e Corolla vendendo como vendem ainda é consumismo desenfreado, pense se em vez de vender 12 e 5 mil unidades mês eles vendessem 1/5 desse valor? Ou eles abaixavam esses preços para vender mais ou amargariam mais ainda com a crise. Ainda falta um pouco de mentalidade e maldade do brasileiro de um modo geral.

          • invalid_pilot

            Na boa, se o Joesley pagava político, imagina se as montadoras BR não pagam… como queria uma delação colocando a Anfavea e toda essa industria na mira da Lava Jato

          • A Austrália é um ex. de país que abandonou a industria local, pq cansou de dar apoio e subsidios pra essa industria, sendo que eles ja sao ricos com os minerios e a base dos serviços. No caso da Alemanha ate tem sentido ajudar, pq é industria nacional, agora fechar mercado e dar subsidios e incentivos pra empresas estrangeiras? Isso so o Brasil.

        • Matheus

          Exatamente, é cartel e ponto. Os últimos carros 0km bons que vi no mercado com preços realmente competitivos frente a concorrência (na minha opinião) foram:
          Captiva Awd v6 top 2008: 99k
          Cerato 2011: 49k
          Azera 2011 top: 80k
          Megane 2011-2013 GT top: 49k
          E acabou :/

          • Douglas

            C4 Lounge THP Origine manual 0 km por 75 mil é uma boa opção.

            • Matheus

              Verdade, um amigo comprou um top na casa dos 90. Bem menos que os concorrentes que passam dos 110.

          • Matthew

            Não disse que não era cartel. Só mencionei que o cartel da indústria automobilística opera em âmbito global, não só aqui. Talvez seja ainda mais restritivo, mas continua a ser mesma coisa. Os preços que você citou foram sem dúvida um momento muito particular da nossa economia que só ocorre a cada 70 anos: crescimento do PIB e renda, dólar barato e inflação controlada. Acrescentaria a sua lista o Astra Advantage da última série que vinha com tudo menos o ABS; aquela roda de liga leve da linha SS, ar condicionado digital automático, bancos revestidos em veludo, tudo isso por 50 mil dilmas. Hoje male má pega um Onix LT com motor 1.4.

            • Kra isso acontecia mesmo com 35% de importação de imposto. O que acabou com a alegria dos importados foi o Inovar Auto, só isso. Antes a Kia ja estava figurando como a 10ª marca mais vendida, mesmo com tudo importado e pagando os impostos, conseguia oferecer os veiculos mais baratos e completos. E os chineses tavam chegando com a mesma promessa. Por isso que o governo tratou de proteger o mercado e fechar as fronteiras. Ae acabou a concorrencia real, aquela com os players mundiais, onde tem custos menores, aqui os custos são altissimos pra todas, e elas refletem isso no preço. Hoje os importados não chegam a 3% do mercado, quando o ideal pelo menos 30%.

            • Matheus

              Sim, concordei contigo amigo kkk talvez tenha entendido que não. Bem lembrado desse Astra, tivemos um Astra sedan GLS 16v com airbags, ABS, teto solar e foi um excelente carro. Com acabamento muito bom e era ótimo para viajar… Nesse preço então era um ótimo negócio.

        • É um cartel de maos dadas com o governo, nesse plano protecionista chamado Inovar Auto. Se vc analisar sao 35% de importação + 30% de IPI majorado para importados, e mais as cotas, algumas so podem trazer X veiculos de certo país e pronto. Isso cria um mercado fechado e eleva os preços, nao existe concorrencia, apenas dos que produzem aqui, que colocam os preços no mesmo patamar por causa dos altos custos e pq o lucro aqui é maior mesmo, em torno de 10%, enquanto a media mundial é em torno de 4%.

          • everton nogueira

            Concordo com vc em genero, número e grau.

    • Gabriel Ferreira

      Agora motos da Honda são boas, mas a rede de concessionárias é uma desgraça, atendem mal com uma cara de bunda, na hora de vender a moto é uma coisa… Na hora das revisões vocês já sabem, tem que marcar as revisões com 3 meses de antecedência. Concessionarias da Honda Goiás são horríveis.

  • Airplane

    Tomara que tragam para o Brasil pois quanto mais opções e concorrência melhor !

  • ToyotaHondaSony

    CHR Toyota seria concorrente do HRV Honda

    • Bruno_O

      Sim, mesmo o espaco interno sendo muito inferior devido ao design, provavelmente seria mais caro que o HR-V.

      • Matheus

        Se for híbrido nem sonha por menos de 150kkk

  • celso

    Tirando a traseira, que é ao estilo “ame ou odeie”, o carro é bonito e jovial.

    • Matthew

      Cara, pode parecer loucura, mas eu vejo a traseira do Civic X nesse carro.

      • Cristiano_RJ

        São as lanternas.

  • Wagner Lopes

    A frente até passa mas a traseira exagerou…

  • Wallace Gomes

    A traseira é o ponto alto do carro… não tem adjetivo pra descrever o quão foda tá esse carro, de frente, de perfil… puta merda, se a Toyota trouxer esse carro pra cá, ele DOMINA!

    • Matheus

      Tá bonito mesmo. Pena que aqui se vier vai custar uns 200 mil kkkkkkkkk

      • Ernesto

        Por que ela teria o preço de SW4?

        • Matheus

          Eu exagerei propositalmente. Se vier na versão híbrida, não espere preços abaixo de 130 mil.

          • Ernesto

            130 K está mais coerente. O governo poderia incentivar os carros híbridos, aí poderia ter um preço mais competitivo. Bom para o mercado.

            • Matheus

              Verdade. E colocar menos imposto aos importados também.

  • Alunak Oliva

    Os valores de veículos no Brasil está chegando a um nível muito alto. Mortais como eu e são muitos já estão perdendo a esperança de ter um carro bom. Um carro 1.0 de 3 cilindros​ não sai por menos de 40,000 mil hoje.

  • Samuel Almeida

    Não to aguardando carro nenhum. Estou aguardando apenas os veículos serem vendidos por um preço justo!

    • Matheus

      Tô esperando os primeiros donos venderem os carros com baixa km após 2 anos infelizmente… Para aí se comprar um carro bom com um preço decente :/

  • Brasil_MG

    No Brasil, a partir de R$ 119.990 ( na versão GLi, manual/tecido/calota/radio )

    • AT9

      farol de neblina e rodas de liga estão no pacote Upper por R$ 4.680,00

      • Brasil_MG

        tá barato, tá barato, EXTRA!

  • Antonio

    Vem ou não vem ?
    2018 está ai! E só vi conjecturas por enquanto

  • Matheus

    Só eu achei a traseira com cara de Honda? Tipo, a pessoa procura o emblema esperando o H kkk mas é um belo design!

  • Douglas

    Que carro horrível, cheio de vincos, está pior que o Argo.

  • Popdogue

    Por que será que o passageiro está tão para a frente? Se abrir o airbag o nariz já era.

  • Akinaga

    Artur, esse carro ao vivo é bonito demais. Talvez por já estar acostumado com o design do novo Prius, SAI e Mark X eu não achei extravagante. Pena ser um compacto.

    • Akinaga

      Concordo com você, e pensando melhor, ele é tão diferente eu eu duvido que esse design vai envelhecer bem.

    • Ernesto

      O RAV4 tem vendas pífias, mas a SW4 vende bem.
      E eu creio que a Toyota deva trazer a versão híbrida pois a próxima geração do Corolla será também. Pelo menos é o que um amigo vendedor da Toyota comentou comigo.

  • Eddd

    Desde o lançamento mundial do CH-R, eu acreditava que o modelo a ser trazido ao Brasil seria o Híbrido, devido a posicionamento de mercado e principalmente ao custo de importação, lembrando que, a produção nacional do modelo é dificultada por usar uma plataforma diferente do Corolla. E acredito que fará bastante sucesso, principalmente se o preço de comercialização for próximo ao do Prius, se bem que eu acredito em um preço mais alto do CH-R e seu nível de sucesso será inversamente proporcional à essa diferença de preço.

    • Eddd

      E a Toyota, com o tamanho global que tem, já possui em line up, modelos para fazer o papel de SUV compacto mais barato, como o Rush (também vendido pela Daihatsu) e pelo Urban Cruiser.

  • Antonio

    Não temos nenhuma posição da toyota quanto a vinda desse SUV, se será híbrido, e muito menos a sua faixa de preço, O que estamos vendo e uma especulação exagerada, já botando preços acima de 150 k enquanto que nessa classificação não devia exceder aos 100

    • Ernesto

      Mas quem coloca o preço acima de 150 K são os haters de Toyota. Pode reparar!

    • Se vier, acredito que será por mais de 130K, por ser híbrido. Uma vez que é um veículo com mecânica superior a um Prius, que já chega quase a esse valor. O protótipo esteve exposto no último salão do automóvel de São Paulo. Os preços só devem reduzir se as regras de tributação realmente beneficiarem veículos de maior eficiência energética no próximo programa automotivo. Aí sim, apostaria na vinda desse carro para nosso mercado.

      • Eddd

        A base mecânica é a mesma do Prius e nos mercados onde ambos os modelos são vendidos, o CH-R custa um pouco mais.

  • Diego Ferreira De Souza

    Traseira no novo Civic.

  • Se o Inovar Auto acabar e o governo nao colocar nada parecido no lugar, com certeza esse carro vem em 2018, pq com a enxurada de Suvs chineses que virão, a Toyota ou vai ter de fazer algo ou vai perder muito mercado, so vai fica vendendo Corolla a vida toda?

  • delvane sousa

    Ja tem carro feio demais por aqui. Mais um monstrengo? Nao, obrigado.

  • Salim Mahmood

    Tive um RAV com 90000 km vendi bem sem problema,um Corolla com 865000KM nunca deu me um problema e o motor era 1.3,um Corolla Diesel rola com o meu pai ate hoje mais de 225000km,Tive um Lexus rolou 480000km

    Eh Toyota e Eh Sucesso

    • Antonio

      Da qualidade Toyota ninguem tem dúvidas, o nosso reclame e ter de pagar por “dois”, para levar um

      • Salim Mahmood

        um etios vale 2 onix

  • Darwin Luis Hardt

    aposto que vai vir com motor 1.5 e 1.8. 1.8 custando 110k

  • afonso200

    banco de couro né, por favorrrr

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email