Finanças Japão Mercado Montadoras/Fábricas Segurança

Airbags: Takata está perto da falência

airbags-laterais-cortinas-1 Airbags: Takata está perto da falência

O defeito explosivo no airbag da Takata está levando a companhia japonesa em direção à falência. Nesta segunda (19), as ações da empresa na Bolsa de Tóquio despencaram 16,5%, indicando que a fabricante de componentes automotivos está em risco de quebrar.

Na semana passada, a cotação das ações da Takata foram até suspensas diante do rumor de que a falência era iminente, mas a empresa diz que ainda nada foi decidido. Em 2017, a companhia nipônica perdeu 60% de seu valor de mercado e pode perder ainda mais.

Com dívidas de um trilhão de ienes ou cerca de 8 bilhões de euros, a Takata deve mesmo ir à bancarrota, mas o processo será lento e envolverá vários países. Acusada de ocultar um defeito no dispositivo insuflador do airbag, que projeta estilhaços metálicos nos ocupantes em caso de acidente, a companhia está envolvida é um recall de 100 milhões de unidades e o problema teria causado a morte de 16 pessoas, sendo 11 nos EUA.

No entanto, a falência da Takata pode afetar duramente o setor automotivo, já que a empresa japonesa é fornecedora de quase todos os principais fabricantes mundiais de automóveis. Existem interessados no espólio da empresa, inclusive um gigante de capital chinês que tenta adquirir a operação americana.

Até lá, não se sabe o que ocorrerá se as linhas de produção forem interrompidas, o que afetaria diretamente o processo de recall. Atualmente, muitos carros rodam sem airbags funcionais por conta da desativação dos mesmos no processo de reparação, até eventualmente chegar a peça sobressalente e assim sua substituição.

[Fonte: Zero Hora]

Agradecimentos ao Janderson von Neumann.

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

Send this to a friend