América Latina Esportivos FCA Hatches Sedãs SUVs

Alfa Romeo volta ao mercado chileno com Stelvio, Giulia e Giulietta

Alfa Romeo volta ao mercado chileno com Stelvio, Giulia e Giulietta

A Alfa Romeo retornou ao mercado chileno após um longo período de ausência. A marca italiana, assim como no Brasil e em outras regiões da América do Sul, não tinha planos para voltar ao Chile, mas de acordo com o site Autocosmos, mudanças no comando da FCA na região, liderada por Antonio Filosa, mudou a coisa.


Com o crescimento nas vendas no mercado americano e o reforço da presença na Argentina, um mercado onde a Alfa Romeo sempre esteve presente, os chilenos agora podem adquirir três modelos do fabricante de Milão, sendo eles o SUV Stelvio, o sedã Giulia e o hatchback Giulietta.

Alfa Romeo volta ao mercado chileno com Stelvio, Giulia e Giulietta

Nicholas Parkes, diretor regional da Alfa Romeo, disse: A Alfa Romeo sempre teve uma boa imagem na região. Há muitos colecionadores e apaixonados pela marca que estavam ansiosos por novos modelos. Portanto, temos as melhores expectativas para essa nova fase. Voltamos com uma nova visão e um objetivo claro: conquistar o mercado de luxo esportivo “.


Dessa forma, a Alfa Romeo marca sua presença num mercado altamente eclético, que concentra marcas e produtos das mais variadas origens e de grande importância na região, dada a boa economia do Chile. Do trio, os dois mais caros são os mais recentes, sendo que o Giulia oferecido em versões de acesso, Veloce e Quadrifoglio.

O Stelvio, feito igualmente com o Giulia em Monte Cassino, Itália, será vendido por lá nas versões Super e Veloce, mas mesmas opções do hatch Giulietta, feito sobre a plataforma C-Evo, uma evolução da base que sustentou o Fiat Bravo e outros de sua geração. Porém, o modelo continua na mesma geração de 2010.

Alfa Romeo volta ao mercado chileno com Stelvio, Giulia e Giulietta

O Giulia será oferecido com preços a partir de 25 milhões de pesos chilenos ou R$ 140,3 mil. Suas versões têm motor 2.0 Turbo de 200 e 280 cavalos, além do Quadrifoglio com o V6 2.9 Turbo da Ferrari, que entrega 510 cavalos. A mecânica é compartilhada com o Stelvio, enquanto o Giulietta tem motor 1.4 Turbo de 170 cavalos e 1.75 Turbo com 240 cavalos.

Devido ao perfil, aqui no Brasil, apenas os Giulia e Stelvio, feitos sobre a plataforma Giorgio, poderiam ter uma boa resposta do mercado, trazendo de volta a Alfa Romeo, que saiu de cena no começo dos anos 2000, mas que tem longa história no mercado nacional.

[Fonte: Auto Cosmos]

 

Alfa Romeo volta ao mercado chileno com Stelvio, Giulia e Giulietta
Nota média 5 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Gilberto Mariani

    É uma pena não termos nem como opção de importação, mas brasileiros estão habituados a comprarem somente as alemãs, vejam que Volvo e Jaguar tentam mas não fazem nem cócegas na trinca alemã.

    • THM

      A Volvo há meses vende mais que a Audi no Brasil

      Lá fora é que a trinca tem um vasto portffólio em muitos mercados, e com preços mais acessíveis, chegando até a ser uma espécie de “generalista premium”, com permissão da expressão

      A Jaguar é que ainda cavalga. Porém,

      • Gilberto Mariani

        Você se refere a um geral, ou a modelos específicos?

        Em 2019, o acumulado geral é favorável ainda à Audi em 18º lugar com 3.344 carros acumulados ante a Volvo em 19º Lugar e 2.932 veiculos vendidos no mesmo período.

        Em 2018 a distância foi ainda maior, A Audi faturou 8.669 veículos o que a garantiu o 17º lugar, enquanto que a Volvo vendeu no mesmo ano 6.828 unidades ficando em 19º.

        Se formos mais longe em 2017, o cenário é que a Audi novamente fechou à frente, com 9.861 e a 16º posição, enquanto que a Volvo ficou em 22º lugar e 3.494 unidades faturadas, ou quase 1/3 do resultado da Audi.

        Então temos que somente nos meses de Fevereiro e Março deste ano, foi que a Volvo vendeu mais que a Audi.

        Para as marcas premium, Mercedes-Benz, BMW e Audi ainda são imbatíveis no Brasil.

      • Drax

        Adoro os Volvo, são lindos demais. Sobre o Jaguar, percebi que tem aumentado a quantidade de F-Pace. Só um amigo meu tem 2. O pessoal está trocando os Range Rover pelos Jaguar

    • A Volvo há muito tempo tem vendido mais que Audi no Brasil.

      • Gilberto Mariani

        Você se refere a um geral, ou a modelos específicos?

  • Marcus Vinicius

    Tomará que o Filósofo italiano traga a Alfa Romeo ao Brasil

  • le0gt-r

    Estive no Chile ano passado e vi muitos modelos da Mazda, acho que aqui também faria muito sucesso!

  • Se for esse o preço do Giulia (recebo propaganda todo dia da AR Chile, mas o site não tem preço…), está BEM competitivo, considerando a marca. Aqui estão vendendo o Novo 508 por 27M CLP. Um Accord, Mazda 6 top de linha ou Azera andam nessa mesma faixa de preço, e se for olhar uma série 3, anda bem mais acima.

  • danilo bernardo

    bem que poderia vender aqui, concecionaria não seria problema era só vender nas CC que vendem as marcas “premium” da FCA

    • Dod

      Poderiam vender nas concessionárias que trabalhavam com a Chrysler, com a saída da marca do país elas ficaram com espaço vago.

  • Peter Bishop

    140 mil num Giulia aqui, vendido na rede Jeep, ia arrebentar o mercado de BMW e Mercedes

    • Mas muito dificilmente isso iria ocorrer por aqui devido as diferenças na tributação, a não ser que tirassem vários itens dele. Essa versão de acesso do Giulia provavelmente chegaria aqui custando pelo menos 200 mil, infelizmente. Por 140 seria bem competitivo mesmo, ele ainda transparece modernidade… mas, quem sabe com a ideia deles quererem usar os GSE Turbo até nos Alfa (é, pois é…) pudesse chegar aqui em um patamar competitivo.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Ainda continua sendo meu sonho.

  • Cromo

    Das marcas premium, pra mim os q tem os melhores designs são os Jaguar, mas com a saída de Ian Callun, estou prevendo uma piora em seus próximos modelos. Já a Alfa Romeo, não consigo achar esses carros bem resolvidos, esse hatch Giulietta é feio demais, acho q o símbolo da marca, esse triângulo com ponta pra baixo, não encaixa, vai ser bem difícil fazer uma frente legal com este triângulo. Outra marca com o mesmo problema são os Bugatti, com sua ferradura q destoa, estraga suas dianteiras. Complicado pois são os símbolos dessas empresas.

  • Luis Burro

    Unico Alfa q compraria seria o Mito mas eles tiraram de linha!

  • IPZ.4

    Chile: é o que seria a América do Sul dando certo.

  • Fabiano Navas

    Enquanto isso, na bananalândia…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email