Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Nesta matéria, vamos falar tudo sobre a Amarok 2018, modelo que estreou o tão aguardado motor V6 a diesel da marca no Brasil e que seguia com suas recentes alterações visuais.


Além disso, a picape apresentava uma lista de equipamentos mais generosa em todas as versões, aumentando seu nível de conforto, tecnologia e segurança.

Todas essas mudanças foram bem-vindas e necessárias para o modelo da Volkswagen, que lutava contra uma pesada concorrência e ainda digeria os efeitos do escândalo que ficou conhecido como Dieselgate.

Confira todos os detalhes da Amarok 2018!

Amarok 2018 – detalhes

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Imagine um ciclista que larga muito bem em uma corrida e faz de tudo para aumentar sua liderança, mas depois para de pedalar, achando que a vitória já está garantida.

Foi mais ou menos isso o que aconteceu com a Amarok no mercado brasileiro. Depois de uma ótima largada em 2010, quando foi lançada por aqui, a picape alemã conquistou parte do segmento com seu interior refinado, condução de carro de passeio e ótimo nível de equipamentos.

O problema é que a concorrência continuou “pedalando” nos anos seguintes, enquanto o modelo da VW ainda se apoiava apenas no que tinha conquistado anteriormente.

Antes tarde do que nunca, a Amarok 2018 apareceu com mudanças visuais discretas, um interior renovado e mais equipamentos. Além disso, a picape finalmente trouxe o motor V6 que novamente a colocaria em evidência no segmento (leia mais sobre isso na seção “Novidades”).

Um visual discretamente novo

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Primeiro, vamos falar sobre seu visual. Vale destacar que essas mudanças foram apresentadas na linha 2017, mas ainda eram uma boa novidade para a Amarok 2018.

Se você está olhando as fotos dessa matéria e encontrou alguma dificuldade para descobrir o que mudou na picape, fique tranquilo. Como de costume, a Volkswagen aplicou uma reestilização bem discreta em seu modelo, com alterações concentradas na dianteira.

As principais mudanças aparecem na parte inferior do para-choque, que recebeu linhas mais retilíneas e novos faróis de neblina. Além disso, as entradas de ar ao centro, logo abaixo da placa, ganharam um formato de colmeia.

Os faróis também tinham um desenho diferente, especialmente nas versões V6 dos modelos 2018, além de receberem os LEDs diurnos. A grade entre eles mantinha o logo da VW em destaque e apresentava frisos diferentes em cada versão, variando entre um acabamento brilhante, preto fosco ou cromado.

Diferente de algumas concorrentes, a Amarok 2018 mantinha o capô sem nenhum friso marcante, com exceção dos laterais que começavam na grade dianteira e seguiam até as colunas A.

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Em sua lateral, a picape alemã mostrava outra novidade recente, que era o novo desenho de suas rodas de liga-leve. Por falar nelas, seu tamanho poderia variar entre 16 polegadas (nas versões S e SE), 17 polegadas (Trendline), 18 polegadas (Highline) e 20 polegadas (Extreme), essa última em um tamanho inédito na gama da picape.

Fora esse detalhe, essa parte da carroceria continuava igual aos anos anteriores. O estilo quadrado era mantido, com caixas de roda bem alargadas, pequenos repetidores de seta abaixo da coluna A e estribos laterais em algumas versões.

A traseira da Amarok 2018 também não recebia nenhuma mudança, mas ainda continuava interessante em relação ao que o segmento oferecia. Como de costume entre as picapes, o para-choque era cromado, enquanto suas lanternas mantinham o estilo vertical e invadiam levemente as laterais.

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Enquanto falamos sobre sua traseira, vale citar que a caçamba continuava com as mesmas capacidades de carga e volume. O destaque ficava por conta da versão S da Amarok cabine simples, que poderia levar 1.814 litros e 1.215 kg.

Já as versões com cabine dupla, que eram as mais procuradas, tinham uma caçamba com 1.200 litros e uma capacidade de carga de até 1.047 kg. Apenas a versão com motor 3.0 V6 que apresentava números superiores, com 1.280 litros e 1.105 kg.

Mesmo sendo uma picape voltada para o uso urbano, a Amarok 2018 tinha bons ângulos de entrada (30º) e saída (22º), além de conseguir transpor trechos alagados de até 500 mm de profundidade.

Sua inclinação lateral máxima era de 49 graus, com 45 graus de rampa e 240 mm de vão livre do solo.

Interior renovado e mais confortável

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Se as mudanças no exterior foram discretas, a Amarok 2018 caprichou um pouco mais nas novidades em seu interior. Isso incluiu um acabamento superior, mais equipamentos tecnológicos e de segurança e até mesmo bancos dianteiros mais confortáveis.

É verdade que a semelhança no painel entre vários modelos da Volkswagen gera críticas à picape até hoje. Afinal, poucos conseguem engolir pagar tão caro em um modelo que lembra carros populares, como Gol e Voyage.

Críticas à parte, o fato é que a Amarok 2018 realmente tinha materiais de melhor qualidade no painel e no acabamento das portas. Além disso, ela continuava com as novidades lançadas no ano anterior, como as linhas retas no painel e nas saídas do ar-condicionado.

No painel de instrumentos, a picape tinha iluminação vermelha ou branca, dependendo da versão. Além disso, os comandos do ar-condicionado e o porta-objetos na parte superior do painel completavam o pacote de mudanças.

Em relação à lista de equipamentos, todas as versões vinham com aviso sonoro e visual para os cintos de segurança dianteiros não afivelados. Já a versão Highline agregava novidades como indicador de perda de pressão dos pneus, tomada 12V para os ocupantes traseiros, faróis bixenônio com luz de condução diurna em LED e airbags laterais e de cortina para motorista e passageiro.

Aqui podemos destacar uma falha da Amarok 2018, que oferecia apenas quatro airbags em suas versões mais caras. Por outro lado, ela havia recebido sistema de frenagem automática pós-colisão.

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

No geral, todas as versões da picape vinham de série com freios ABS off-road, controle de tração e estabilidade, controle automático de descida, assistente de partida em subida, sistema de assistência à frenagem, Isofix e bloqueio eletrônico do diferencial.

O sistema de som também mudava de acordo com a versão da Amarok 2018. A opção SE tinha a novidade do rádio com Bluetooth, CD, MP3 e entradas USB e auxiliar, enquanto a Trendline já aparecia com a central Composition Media, com tela sensível ao toque de 6,3 polegadas e integração com Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink.

Subindo para as versões mais caras Highline e Extreme, a VW oferecia o Discover Media, que agregava navegação GPS e o pareamento simultâneo de dois aparelhos via Bluetooth. Além disso, esse equipamento estava integrado ao Park Pilot, exibindo informações como a aproximação de obstáculos e a imagem da câmera de ré.

Outra importante novidade da Amarok 2018, herdada da linha anterior, eram os novos bancos dianteiros “ergoComfort”. Segundo a marca, esses assentos eram aprovados pelo instituto alemão “Aktion Gesunder Rücken – AGR”, que testava e certificava bancos de veículos para evitar dores nas costas.

Nas versões mais caras, os novos bancos ofereciam ajustes elétricos de 12 vias, com ajustes de distância longitudinal, ângulo de inclinação do encosto, altura, apoio lombar e ângulo de inclinação do assento. Além disso, ofereciam ajustes manuais para a extensão do assento.

Amarok 2018 – novidades

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

A grande novidade da Amarok 2018 estava debaixo do capô, pois as versões topo de linha finalmente passaram a oferecer o motor 3.0 V6 turbodiesel.

A expectativa em torno desse lançamento começou no Salão do Automóvel de São Paulo, no final de 2016, quando uma unidade V6 estava no estande da marca. Mas seu lançamento por aqui só ocorreu mais de um ano depois, em dezembro de 2017.

Depois de algumas aparições nas redes sociais da marca, a Amarok V6 finalmente foi exibida para a imprensa especializada. Ao mesmo tempo, a VW iniciou a pré-venda do modelo, com 450 unidades (todas com a carroceria na cor branca) oferecidas por R$ 187.710.

A marca exigia um sinal de R$ 10 mil para reservar uma das unidades, valor que poderia ser dividido em 5 vezes no cartão de crédito.

Esse era o valor pedido pela opção com rodas de 19 polegadas, enquanto o modelo calçado com rodas de 18 polegadas custava um pouco menos (R$ 184.990). De qualquer forma, as entregas de todas as versões só começariam em 22 de fevereiro de 2018.

Vinda da Argentina, a Amarok 2018 com motor V6 entregava 225 cv e 56,1 kgfm de torque, associada ao câmbio automático de 8 marchas (que já era usado pelas outras versões) e também pela tração integral 4Motion.

Sem qualquer diferenciação visual no exterior, além dos emblemas, a nova versão se tornava a picape média mais potente do Brasil, oferecendo 25 cv e 5,1 kgfm a mais que a Chevrolet S10 2018.

Oferecida inicialmente nas versões Highline e Extreme, a Amarok V6 não tinha nenhum equipamento a mais do que essas configurações já ofereciam anteriormente, quando vinham apenas com o motor 2.0 TDI de 180 cv.

Amarok 2018 – versões

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

A Amarok 2018 era oferecida em seis versões com cabine dupla, todas com motor 2.0 TDI (de 140 cv ou 180 cv) ou 3.0 V6. Além disso, a picape tinha a versão voltada para o trabalho, com cabine simples, e a versão de lançamento do motor V6.

Confira todas as opções:

  • Amarok 2.0 Cabine Simples S
  • Amarok 2.0 S
  • Amarok 2.0 SE
  • Amarok 2.0 Trendline
  • Amarok 2.0 Highline
  • Amarok 2.0 Highline Extreme
  • Amarok 3.0 V6 Highline
  • Amarok 3.0 V6 (edição de lançamento)

Amarok 2018 – equipamentos

Amarok S (Cabine Simples ou Cabine Dupla) – motor 2.0 TDI de 140 cv e 34,7 kgfm de torque, com câmbio manual de 6 marchas.

ITENS DE SÉRIE: direção hidráulica, ar-condicionado, controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sistema de frenagem automática pós colisão, controle automático de descida, vidros e travas com acionamento manual, bancos dianteiros com ajuste manual, faróis de neblina, seis ganchos para amarração de carga na caçamba, rodas de aço de 16 polegadas, entre outros.

Amarok SE (Cabine Dupla) – motor 2.0 TDI de 180 cv e 40,8 kgfm de torque, com câmbio manual de 6 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + vidros e travas elétricos, Isofix, alarme com controle remoto, retrovisores com ajustes elétricos e aquecimento, sistema de som com rádio, Bluetooth, SD, leitor de CD, MP3 e entrada auxiliar, 2 alto-falantes traseiros, rodas de liga leve de 16 polegadas, entre outros.

Amarok Trendline (Cabine Dupla) – motor 2.0 TDI de 180 cv e 42,8 kgfm de torque, com câmbio automático de 8 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + volante multifuncional, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, revestimento parcial em couro das alavancas de freio e câmbio, computador de bordo, controle eletrônico de velocidade, faróis de neblina com luz estática de conversão, central multimídia Composition Media com tela sensível ao toque de 6,3 polegadas, sensor de aproximação e App-Connect (integração com Apple CarPlay, Android Auto e MirrorLink), duas tomadas 12V, estribo integrado ao para-choque dianteiro, rodas de liga leve de 17 polegadas, entre outros.

Amarok Highline (Cabine Dupla) – motor 2.0 TDI de 180 cv e 42,8 kgfm de torque, com câmbio automático de 8 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + ar-condicionado digital dual zone, airbags laterais, sensor crepuscular, sensor de chuva, bancos dianteiros com ajustes elétricos, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com rebatimento, indicador de pressão dos pneus, faróis bixenônio com luz de condução diurna em LED, central de multimídia Discover Media, com App-Connect, GPS integrado, leitor de CD, duas entradas SD-Card, pareamento de dois aparelhos via Bluetooth e integração com o Park Pilot, câmera de ré, rodas de liga leve de 18 polegadas, entre outros.

Amarok Highline Extreme (Cabine Dupla) – motor 2.0 TDI de 180 cv e 42,8 kgfm de torque, com câmbio automático de 8 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + santantônio esportivo na cor da carroceria, rodas de liga leve de 20 polegadas com pneus 255/50 R20, quadro de instrumentos com tela colorida 3D de 3,5 polegadas, pedaleiras esportivas e tapetes com a inscrição “Extreme”.

Amarok V6 Highline – motor 3.0 V6 TDI de 225 cv e 56,1 kgfm de torque, com câmbio automático de 8 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens da versão Highline 2.0 TDI + computador de bordo com display Premium Color e pneus 255/60 R18.

Amarok 2018 – preços

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Veja abaixo quais eram os preços de lançamento da Amarok 2018 (bem como os valores atualizados do mercado de usados atualmente).

Com o aumento das versões 0km, era inevitável que o mercado de usados também acompanhasse essa escalada de preços. Isso gera a curiosa situação vista na versão 2.0 TDI mais cara, que custa bem mais no mercado de usados do que quando era vendida nova.

Confira os valores:

  • Amarok 2.0 Cabine Simples S – R$ 116.490 (R$ 110.050)
  • Amarok 2.0 S – R$ 131.590 (R$ 113.700)
  • Amarok 2.0 SE – R$ 139.990 (R$ 113.900)
  • Amarok 2.0 Trendline – R$ 154.990 (R$ 142.080)
  • Amarok 2.0 Highline – R$ 169.990 (R$ 166.220)
  • Amarok 2.0 Highline Extreme – R$ 179.990 (R$ 199.270)
  • Amarok 3.0 V6 Highline – R$ 184.990 (R$ 193.332)
  • Amarok 3.0 V6 (edição de lançamento) – R$ 187.710

(Valores do mercado de usados conforme a Tabela Fipe, em julho de 2021.)

Amarok 2018 – motor

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Com a chegada de sua nova linha, a Amarok 2018 passou a dispor de três opções de motorização. Isso a tornava uma das picapes mais completas nesse quesito, além de se posicionar como a mais potente do segmento.

A primeira opção, que aparecia apenas na versão S (com cabine simples ou dupla), era o motor 2.0 TDI. Esse propulsor longitudinal oferecia 4 cilindros em linha, 16 válvulas, injeção direta e tinha turbocompressor, entregando 140 cv a 3.500 rpm e 34,7 kgfm de torque a 1.600 rpm. Ele era sempre ligado ao câmbio manual de seis marchas.

Todas as outras versões da Amarok 2018 vinham com o mesmo motor 2.0 TDI, mas com 180 cv a 4.000 rpm e 40,8 kgfm de torque a 1.500 rpm. Ele poderia ser ligado ao mesmo câmbio manual citado acima ou ainda à transmissão automática de 8 marchas (nesse caso, o torque era de 42,8 kgfm).

Finalmente, as versões mais caras da picape da Volkswagen tinha a grande novidade do motor 3.0 V6, com disposição longitudinal, 6 cilindros em V, 24 válvulas, injeção direta e turbocompressor.

Tudo isso era suficiente para entregar ótimos 225 cv a 3.000 rpm e 56,1 kgfm de torque a 1.500 rpm, com o motor sendo ligado apenas à transmissão automática de 8 velocidades.

Amarok 2018 – desempenho

Confira abaixo o desempenho de cada versão da Amarok 2018, em relação à sua aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima:

  • Amarok 2.0 TDI (140 cv) CS MT – 12,6 segundos e 168 km/h
  • Amarok 2.0 TDI (140 cv) CD MT – 12,7 segundos e 166 km/h
  • Amarok 2.0 TDI (180 cv) CD MT – 11,1 segundos e 181 km/h
  • Amarok 2.0 TDI (180 cv) CD AT – 10,9 segundos e 179 km/h
  • Amarok 3.0 V6 CD AT – 8 segundos e 190 km/h

Amarok 2018 – consumo

Amarok 2018: potência, consumo, motor, versões, problemas, fotos

Veja também como se comporta cada versão quando o assunto é seu consumo de combustível, em trechos urbanos e rodoviários:

CONSUMO CIDADE

  • Amarok 2.0 TDI (140 cv) CS MT – 7,9 km/l
  • Amarok 2.0 TDI (140 cv) CD MT – 7,9 km/l
  • Amarok 2.0 TDI (180 cv) CD MT – 8,5 km/l
  • Amarok 2.0 TDI (180 cv) CD AT – 8,2 km/l
  • Amarok 3.0 V6 CD AT – 8,4 km/l

CONSUMO ESTRADA

  • Amarok 2.0 TDI (140 cv) CS MT – 8,7 km/l
  • Amarok 2.0 TDI (140 cv) CD MT – 8,7 km/l
  • Amarok 2.0 TDI (180 cv) CD MT – 9,3 km/l
  • Amarok 2.0 TDI (180 cv) CD AT – 8,4 km/l
  • Amarok 3.0 V6 CD AT – 8,8 km/l

Amarok 2018 – manutenção e revisão

RevisãoCustoCusto
QuilometragemPreços 2.0 TDIPreços 3.0 V6
10.000 kmR$ 670,00R$ 774,30
20.000 kmR$ 1.173,84R$ 1.190,54
30.000 kmR$ 1.078,80R$ 1.124,70
40.000 kmR$ 1.173,84R$ 1.190,54
50.000 kmR$ 1.078,80R$ 1.124,70
60.000 kmR$ 1.173,84R$ 1.190,54
TotalR$ 6.349,12R$ 6.595,32

Amarok 2018 – ficha técnica

Motor

2.0 TDI

3.0 V6

TipoDianteiro longitudinal, Turbo e DieselDianteiro longitudinal, Turbo e Diesel
Número de cilindros4 em linha6 em V
Cilindrada em cm319682967
Válvulas1624
Taxa de compressão16:117:1
Injeção eletrônica de combustívelDiretaDireta
Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)Diesel: 140 cv @ 3.500 rpm / 180 cv @ 4.000 rpmDiesel: 225 cv @ 3000 rpm
Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484)Diesel: 34,7 kgfm @ 1.600 rpm / 40,8 @ 1.500 rpm / 42,8 kgfm @ 1.750 rpmDiesel: 56,1 kgfm @ 1500 rpm

Transmissão

TipoManual 6 marchas / Automática 8 marchasAutomática 8 marchas

Tração

Tipo4×44×4

Freios

TipoDisco ventilado / TamborDisco ventilado / Disco sólido

Direção

TipoHidráulicaHidráulica

Suspensão

DianteiraIndependente, braços sobrepostosIndependente, braços sobrepostos
TraseiraEixo rígido, feixe de molasEixo rígido, feixe de molas

Rodas e Pneus

RodasAço ou Liga Leve aro 16, 17, 18 ou 20 polegadasLiga Leve aro 18 polegadas
Pneus205/80 R16 – 245/70 R16 – 245/65 R17 – 255/60 R18 – 255/50 R20255/60 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)52545254
Largura sem retrovisores (mm)19441954
Altura (mm)1821 (CS) 1834 (CD)1834
Distância entre os eixos (mm)30953097

Capacidades

Porta-malas (litros)1814 (CS) 1200 (CD)1280
Tanque (litros)8080
Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)1215 (CS) 1017 a 1047 (CD)1105
Peso em ordem de marcha (kg)1901 (CS) 1993 a 2073 (CD)2073
Ângulo de entrada/saída (graus)30/2230/22

Amarok 2018 – fotos

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.