Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

A Amarok V6 trouxe algo novo ao disputado segmento das picapes ao apresentar um motor mais forte e divertido. O que de início surgiu como uma versão topo de linha da picape, hoje permanece como a única configuração vendida pela Volkswagen.


Confira todos os detalhes da Amarok V6!

Já conhecida em outros mercados, a Amarok V6 só apareceu por aqui no Salão do Automóvel de 2016. Nesse evento, o público conferiu de perto a novidade mais esperada da picape nos últimos anos, mas o lançamento oficial e início das vendas ainda estavam distantes.

Além do novo motor, a novidade destacava os novos bancos dianteiros ergoComfort, certificados por um instituto alemão de médicos e terapeutas como tendo um ótimo nível de conforto e ergonomia.

Amarok V6 – detalhes

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

Além disso, eles contavam com ajustes elétricos em 12 vias, incluindo distância, inclinação do encosto, altura, apoio lombar e inclinação do assento. Ainda haviam os 2 ajustes manuais de extensão do assento.

A maior novidade da Amarok V6, porém, estava debaixo do capô. Anunciada como a picape média mais potente do país, ela superava tranquilamente as líderes Chevrolet S10 e Toyota Hilux (e todas as outras) com seu novo propulsor 3.0 V6 turbodiesel.

Pensado para substituir o polêmico 2.0 diesel (conhecido pelo dieselgate, a fraude de emissão de poluentes da Volkswagen), o novo motor entregava 225 cv e 56,1 kgfm, sendo associado ao câmbio automático ZF de oito velocidades, o mesmo usado pelas outras versões.

Sempre equipado com a tração integral 4Motion, o conjunto fazia a picape chegar aos 100 km/h em apenas 8 segundos, um tempo que faz pensar no desempenho de modelos bem menores e mais leves. A velocidade máxima era de 190 km/h.

Vale lembrar que a Amarok V6 ainda tinha o recurso Overbooster, que dava 20 cv e 4 kgfm a mais por até 10 segundos quando o acelerador era pisado até o fundo. Outra alteração estava nos freios, com discos ventilados nas quatro rodas.

Eles tinham 332 mm na dianteira e 300 mm na traseira.

Visualmente a Amarok V6 não tinha grandes mudanças, mas apenas os emblemas na grade e na tampa da caçamba. As rodas maiores eram o único detalhe que chamava a atenção no exterior, chegando a 19 polegadas na versão mais cara com esse motor.

Lançamento oficial

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

Ela demorou bastante, mas finalmente chegou ao mercado brasileiro. Depois de mais de um ano de sua primeira exibição, a Amarok V6 iniciou sua pré-venda em dezembro de 2017, inicialmente oferecida apenas na versão Highline e com preço inicial de R$ 187.710.

As 450 unidades eram todas pintadas na cor branca e tinham rodas de 19 polegadas, exigindo um sinal de R$ 10.000 e com entrega apenas em fevereiro de 2018, quando a picape chegaria às concessionárias da marca. Mesmo assim esse lote inicial se esgotou em apenas 1 dia, mostrando que o público aceitaria bem uma picape V6 (e com um preço bem interessante quando vemos os valores atuais).

A partir de fevereiro, quando as vendas normais começaram, a Amarok V6 (veja também: Amarok com 700 mil km rodados na Alemanha) disponibilizou também a versão Highline com rodas de 18 polegadas, que custava um pouco menos: R$ 184.990.

Bem equipada, como toda versão topo de linha deve ser, a Amarok V6 era vendida no Brasil na versão Highline e na série Extreme, mantendo a lista de equipamentos vista nas versões com motor 2.0 diesel.

Entre os itens podemos destacar a central multimídia, ar-condicionado digital dual zone, faróis bixenônio com luz de condução diurna em LED, quatro airbags, piloto automático, bancos em couro, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, entre outros.

Durante alguns meses, a Amarok V6 ficou apenas com a versão Highline, sendo que a Extreme só apareceu no configurador da picape em meados de 2018. O preço inicial era de R$ 197.930 e ela se diferenciava pelas rodas de 20 polegadas e santantonio.

A briga pelo topo com a Hilux

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

Talvez isso nem tivesse tanta importância, mas a Volkswagen não queria deixar o posto de picape média mais potente do país para outra marca. Sua principal preocupação nesse assunto era a Toyota, que prometeu uma nova Hilux V6 com 270 cv.

A marca japonesa já havia apresentado a Hilux GR Sport, mas essa versão tinha apenas mudanças visuais e mantinha seu motor 2.8 turbodiesel de 177 cv. A novidade acabou chegando como Hilux GR-S, mas com menos potência que o prometido.

Ainda assim, a picape da Toyota entregava 234 cv e 38,3 kgfm de torque com seu motor 4.0 V6, o que superava os 225 cv da Amarok V6 (ainda que o torque fosse bem menor). A grande polêmica, no entanto, estava no fato da Hilux ser movida a gasolina, o que certamente diminuiu seu impacto sobre o modelo da VW.

De qualquer forma, logo a coroa voltou para a picape alemã, pois a Hilux descontinuou essa versão ao apresentar sua nova geração e a Amarok ganhou um motor V6 ainda mais potente.

Em time que está ganhando também se mexe

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

Como dito acima, o fato da Hilux V6 ser movida apenas a gasolina acabou não afetando as vendas da Amarok V6, que ainda tinha a preferência do público que não abria mão de uma picape forte abastecida com diesel. Mas isso não impediu a Volkswagen de apimentar ainda mais o conjunto de sua picape.

Ao apresentar a linha 2020, a marca já preparou o terreno para apresentar a nova versão V6 2021, que tinha o mesmo motor 3.0, mas com 258 cv e 59,1 kgfm. Em setembro de 2020, as primeiras informações sobre essa novidade começaram a circular na internet, mostrando que a VW aproveitaria o momento para lançar uma nova versão da picape.

Isso finalmente aconteceu apenas na linha 2021, que provocou as maiores mudanças na linha da Amarok V6 (e nas outras versões). O motor 2.0 TDI passou a ser oferecido apenas para vendas diretas, com o público geral tendo apenas a Amarok V6.

A boa notícia é que finalmente teríamos o novo motor, que estreava junto com o kit Black Style. Esse opcional era voltado para a versão topo de linha Extreme, adicionando rodas de 20 polegadas pintadas em preto, além de outros detalhes com a mesma cor.

Amarok V6 – versões

  • Amarok V6 Highline
  • Amarok V6 Extreme

CORES: Branco Cristal (sólida); Cinza Indium e Prata Pyrit* (metálicas); Preto Mystic (perolizada).

* Apenas versão Highline.

Amarok V6 – equipamentos

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

Amarok V6 Highline – motor 3.0 V6 TDI de 258 cv e 59,1 kgfm de torque, com transmissão automática de oito velocidades.

CARROCERIA: Capas superiores dos retrovisores pintadas em preto e inferiores cromadas, Para-barros, Para-choque dianteiro na cor da pick-up, Para-choque traseiro cromado com estribo integrado, Retrovisores externos com acionamento elétrico, aquecimento e rebatimento elétrico e Tampa traseira com sistema de alívio de peso e chave.

CHASSI: Direção hidráulica, Engate removível para reboque, Travamento mecânico do diferencial traseiro e Tração “4Motion” 4×4 permanente.

SEGURANÇA: 3 apoios de cabeça e 3 cintos de segurança retráteis no banco traseiro, ABS off-road com ASR, EDS, EBD, BAS e RBS, Airbag para motorista e passageiro, Airbags laterais nos bancos dianteiros (cabeça e tórax), Alarme sonoro e luz de advertência para cintos de segurança do motorista e do passageiro não afivelados, Controle eletrônico de estabilidade-ESC, controle automático de descida-HDC e assistente para partida em subida-HSA, Desembaçador do vidro traseiro e brake-light com iluminação da caçamba, Faróis bixênon com luz de condução diurna em LED, Faróis de neblina com luz estática de conversão, Ganchos para amarração de carga na caçamba (seis), Indicador de perda de pressão dos pneus, Lanterna de neblina traseira, Lanternas traseiras com lente escurecida, Sensor crepuscular (acendimento autom. dos faróis) com a função “coming and leaving home”, Sistema de alarme com comando remoto “keyless” e imobilizador eletrônico, Sistema de frenagem automática pós- colisão e Sistema ISOFIX para fixação de duas cadeiras para criança no banco traseiro.

ACABAMENTO: Alavanca de câmbio e freio revestidos parcialmente em couro, Banco traseiro com encosto basculante e assento bipartido basculante, Bancos dianteiros com ajustes elétricos (motorista e passageiro), Descansa-braço central com porta-objetos, Friso horizontal do painel de instrumentos em “bright silver”, Revestimento do assoalho da cabine em carpete e Revestimentos dos bancos parcialmente em couro.

EQUIPAMENTOS: 2 alto-falantes e 2 tweeters dianteiros e 2 alto-falantes traseiros, 4 tomadas de 12V (2 dianteiras e 1 traseira na cabine e 1 na caçamba), Ar-condicionado digital Climatronic de duas zonas, Chaves tipo canivete (duas) com comando remoto, Computador de bordo com display “Premium Color”, Conexões USB e Aux-In, Controle eletrônico de velocidade (piloto automático), Câmera de ré e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, Indicador do nível de água do lavador do para-brisa, Regulagem elétrica da altura dos faróis, Sensor de chuva e retrovisor interno eletrocrômico, Sistema de navegação, Sistema infotainment “Discover Media” com “App-Connect”, CD-player/MP3, Bluetooth, SD-card, e navegação, Travamento central das portas com controle remoto e função “SAFE”, Vidros com acionamento elétrico e Volante multifuncional em couro com comandos para troca de marchas “shift paddles”.

OPCIONAIS:

  • Capota marítima e estribo lateral (R$ 3.130)
  • Rodas de 19 polegadas (R$ 3.650): Estepe temporário de 18″ em aço, Pneus 255/55 R19 e Rodas de liga-leve “Milford” – 8J x 19.

Amarok V6 Extreme – motor 3.0 V6 TDI de 258 cv e 59,1 kgfm de torque, com transmissão automática de oito velocidades.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + bancos em couro Nappa e rodas de 20 polegadas com pneus 255/50.

OPCIONAIS:

  • Capota marítima (R$ 1.230)
  • Pacote “Black Style” (R$ 1.980): Capas dos retrovisores externos na cor preto Ninja (sem cromado inferior), Grade dianteira em preto brilhante com frisos horizontais inferiores e verticais cromados, Moldura do painel de instrumentos em preto brilhante, Para-choque traseiro (com estribo integrado) e Rodas de liga-leve de 20″ – Talca (na cor preto brilhante).

Amarok V6 – preços

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

  • Amarok V6 Highline – R$ 256.270
  • Amarok V6 Extreme – R$ 270.100

Ver a Amarok V6 com preços na casa dos R$ 180 mil, como ocorreu em seu lançamento, surpreendeu o mercado. Durante os vários meses de espera pela novidade, especulava-se que ela chegaria acima dos R$ 200 mil, como aconteceu na Argentina.

Mas isso não demorou a mudar, pois o grande interesse do público pela picape acelerou a chegada dos primeiros aumentos de preço. Aliás, logo no lançamento do modelo V6 as versões com motor 2.0 TDI já sofreram um aumento de R$ 1.000.

Em julho de 2018, a Volkswagen discretamente lançou a Amarok V6 Extreme, versão especial que havia sido descontinuada com o motor mais manso e que retornava agora por R$ 197.930.

A escalada de preços continuou no lançamento da linha 2020, ano em que a Amarok V6 recebeu seu novo motor com 258 cv. Agora o modelo mais forte começava em R$ 199.280, alcançando os R$ 210.280 na opção mais equipada.

Pouco tempo depois, outra mudança na tabela, elevando os números acima em quase R$ 7 mil. Agora os preços ficavam entre R$ 222.890 e R$ 234.890. Atualmente, como você pode conferir acima, os preços da Amarok são ainda maiores, tornando a Amarok V6 uma das picapes mais caras do Brasil.

Amarok V6 – motor

Amarok V6: motor, consumo, versões, equipamentos, revisão

A grande estrela da Amarok V6 certamente é seu motor, já que em outros aspectos ela fica no mesmo nível das concorrentes (ou até perdendo em alguns pontos, como não oferecer uma direção elétrica ou mais airbags).

Debaixo do capô, a atual picape guarda o propulsor 3.0 diesel, com turbocompressor, injeção direta e 6 cilindros em V. São 258 cavalos a 3.250 rpm e 59,1 kgfm de torque a 1.400 rpm, suficientes para levar a picape de 2,1 toneladas de 0 a 100 km/h em apenas 7,4 segundos. A velocidade máxima é de 190 km/h.

O conjunto continua tendo o câmbio automático ZF de 8 velocidades e a tração integral 4Motion. Assim como a primeira Amarok V6, que tinha um motor mais manso com 225 cv e 56,1 kgfm de torque, a versão atual continua com o modo Overboost, que faz a potência chegar a 272 cv por alguns segundos.

Se você sentiu falta do antigo motor 2.0 TDI, saiba que agora ele será direcionado apenas para vendas diretas. Esse propulsor continua entregando 180 cv e 42,8 kgfm ou 140 cv e 34,7 kgfm de torque, podendo vir com câmbio manual de seis marchas ou automático de oito velocidades.

Amarok V6 – desempenho

Confira abaixo o desempenho da Amarok V6, tanto na aceleração de 0 a 100 km/h quanto na velocidade final:

  • Amarok V6 – 7,4 segundos e 190 km/h.

Amarok V6 – consumo

Será que toda essa potência afeta negativamente o consumo da Amarok V6? Confira os números abaixo:

CONSUMO CIDADE:

  • Amarok V6 – 8,2 km/l

CONSUMO ESTRADA:

  • Amarok V6 – 8,6 km/l

Amarok V6 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços V6 (258 cv)

Preços V6 (225 cv – descontinuado)

10.000 km

R$ 1.118,88

R$ 750,08

20.000 km

R$ 1.736,40

R$ 1.166,32

30.000 km

R$ 1.118,88

R$ 1.100,48

40.000 km

R$ 1.736,40

R$ 1.166,32

50.000 km

R$ 1.118,88

R$ 1.100,48

60.000 km

R$ 1.736,40

R$ 1.166,32

Amarok V6 – ficha técnica

Motor

3.0 V6 (258 cv)

3.0 V6 (225 cv)

Tipo

Dianteiro, longitudinal e diesel

Dianteiro, longitudinal e diesel

Número de cilindros

6 em V

6 em V

Cilindrada em cm3

2967

2967

Válvulas

24

24

Taxa de compressão

17:1

17:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Diesel: 258 cv a 3250 rpm

Diesel: 225 cv a 4000 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Diesel: 59,1 kgfm a 1400 rpm

Diesel: 56,1 kgfm a 1500 rpm

Transmissão

Tipo

Automática de 8 marchas

Automática de 8 marchas

Tração

Tipo

Integral permanente

Integral permanente

Freios

Tipo

Disco ventilado / Disco ventilado

Disco ventilado / Disco ventilado

Direção

Tipo

Hidráulica

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

Independente, braços sobrepostos

Independente, braços sobrepostos

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga leve 18 ou 20 polegadas

Liga leve 18 ou 20 polegadas

Pneus

255/60 R18 ou 255/50 R20

255/60 R18 ou 255/50 R20

Dimensões

Comprimento total (mm)

5254

5254

Largura sem retrovisores (mm)

1944

1954

Altura (mm)

1834

1834

Distância entre os eixos (mm)

3097

3097

Capacidades

Porta-malas (litros)

1280

1280

Tanque (litros)

80

80

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

1156

1105

Peso em ordem de marcha (kg)

2134

2185

Vão livre (mm)

240

240

Amarok V6 – fotos

https://www.youtube.com/watch?v=GFOls42fYGo&ab_channel=Not%C3%ADciasAutomotivas

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.