Mercado

Anfavea prevê vendas perto de 120 mil unidades em junho

Anfavea prevê vendas perto de 120 mil unidades em junho

O mercado nacional parece estar sentindo a recuperação das vendas de veículos no país. A Anfavea já prevê uma alta importante nos emplacamentos em junho.


Luiz Carlos Moraes, presidente da entidade que reúne a maioria das montadoras no Brasil, disse em sua palestra no Seminário AutoData Megatendências do Setor Automotivo – a Revisão das Perspectivas 2020, que o mercado deve vender próximo de 120 mil unidades em junho.

Apesar de a notícia ser boa, Moraes se mostra cauteloso: “Não é hora de soltar rojões ainda. Temos dificuldade em saber o que é venda nova, fechada em junho, e o que é emplacamento de venda realizada no período em que alguns Detran não estavam funcionando. De qualquer forma está impulsionando o acumulado do ano”.

Esse foi o questionamento levantado pelo NA nas parciais de junho, onde os números de emplacamentos apresentam ligeira alta em relação a maio. Nesse caso, a Anfavea mantém os pés no chão, visto que o volume apurado até o momento é o dobro do visto no mês passado.

VEJA TAMBÉM:

Como alguns estados importantes em volume ficaram fechados nos últimos três meses e o Contran liberou a circulação de veículos sem licenciamento em período acima do permitido, que é de 30 dias, muitas vendas foram registradas apenas no setor comercial das montadoras e concessionárias.

Sem licenciamento ou emplacamento, Renavam e Fenabrave simplesmente não registraram esses faturamentos e não se sabe exatamente quantos carros de fato rodaram ou ainda rodam sem registro.

Então, com a reabertura de alguns Detrans e o levantamento da quarentena em outras regiões, a tendência é que essa frota “fantasma” finalmente venha ao registro nacional e tome suas placas. Diante disso, o bom resultado de junho pode ser simplesmente falso.

No mês de maio, foram registrados 62,2 mil veículos vendidos, mas na primeira quinzena de junho, foram 51,5 mil. Ainda incógnito, o desempenho do mercado só vai se normalizar quando efetivamente todo o comércio retornar e o limite de 30 dias voltar a ser imposto novamente.

[Fonte: Auto Data]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • zekinha71

    Se vão ser vendam não sei, mas o que tem de carro nas ruas sem placas, tem um represamento enorme de emplacamentos.

  • Edson Fernandes

    Estranha a noticia. Se a Anfavea preve vendas em JUNHO, são vendas feitas agora né? Se fosse emplacamentos feitos agora, não seria a Anfavea que iria verificar isso né?

    Muito estranho. Acredito que a materia seria mais condiznete se fosse: “Anfavea prevê que vendas acumuladas até Junho faça salto de vendas para 120000 veiculos”.

    • Julio Alvarez

      Realmente estranho. Pra mim, a Anfavea pega as vendas pela emissão de nota fiscal das montadoras, e não os registros no Detran.

      • Edson Fernandes

        Pode ser. Mas ainda assim, divulgar como Anfavea soa muito estranho isso.

  • T1000

    Enxurrada de desempregados recebendo a rescisão do fgts; a tendência é aumentar mesmo.
    Efeito passageiro.

  • Edson Fernandes

    Isso é meio ruim. Eu comprei um carro usado de primeiro dono. Normalmente no documento nesse ponto fica com asteriscos no historico. Uma vez emplacado assim, como se comprova a veracidade que vc foi unico dono? Só consigo considerar se fizer as revisões, caso contrário fica dificil.

  • Renato Almeida

    Alta de “emplacamentos”. Serviço que ficou represado na quarentena.

    Com o número de desempregados no Brasil, empresas fechando ou em lay-off, redução de salários, recessão projetada acima dos 10%, tem que ser muito corajoso (ou precisar muito) pra encarar a compra de um carro novo em 2020.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email