Mercado

Anfavea projeta vendas de 2 milhões de veículos em 2016

mercado-2

A Anfavea revisou para baixo sua projeção de vendas de veículos em 2016. Antes, a entidade que reúne as montadoras, estimava as vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus em 2,44 milhões neste ano.

No entanto, diante do fraco desempenho do mercado de janeiro a maio, a Anfavea agora não vê além de 2,08 milhões de unidades emplacadas em 2016.

Nos cinco primeiros meses do ano, as vendas caíram ao patamar de 10 anos atrás, com uma média diária entre 7 mil e 8 mil emplacamentos, o que resultou em 811,7 mil vendidos. Até o final do ano, espera-se algo em torno de 8,5 mil.

Já a produção para 2016 é esperada em 2,29 milhões, já considerando os novos números. Diante da queda nas vendas, a exportação se tornou algo de grande importância para várias montadoras, que buscam aliviar a falta de demanda no mercado interno.





  • Diogo Oliveira

    Acho incrível como ainda tem gente que aceita pagar esse absurdo por carros 0Km. Tá certo que isso corresponde mais ou menos a 2% da população do Brasil, mas seria bom se fosse menos ainda, porque afinal as montadoras seriam pressionadas a abaixar os preços, mas também não ia adiantar nada, já que, mesmo com margem de lucro gigantescas (principalmente a dona Toyota) boa parcela da Culpa é do Governo, que, coloca imposto nas: Peças do carro, na Fábrica, no próprio carro quando já está pronto, na distribuição para as concessionárias, e na venda das concessionárias, totalizando por baixo de 50% – 70% do preço do carro, depois é preciso somar o quanto custa para fabricar o carro, no caso de um Mobi por exemplo, deve ser por volta de 10 Mil reais, então juntando isso com o ”jeitinho brasileiro” e a margem de lucro, aí que os carros não ficam baratos mesmo.
    Precisava mesmo era diminuir esses impostos, e diminuir drasticamente a carga tributária.

    • Milton Baptista

      Abatendo as vendas para o governo e pessoas jurídicas não sobrarão muitas aquisições feitas para pessoas físicas

  • Ailton

    Porque não uma união entre governo e montadoras? Elas abririam a planilha de custos e reduziriam em 1/3 a margem de lucro e em contra partida o governo também reduziria em 1/3 os impostos. Teríamos uma queda fácil de 20% nos preços e Baseando um aumento de 40% nas vendas, não cairia a arrecadação.

    • tjbuenf

      Montadoras reduzirem o lucro em 1/3? Pode sonhar, elas querem mais… muito mais…

      • Ailton

        Por isso sou contra redução de imposto nesse segmento, redução de ipi, como já teve várias vezes. As montadoras não dão a contra partida. Sou a favor da redução de impostos para aumentar as vendas, desde que tenha a contra partida dos fabricantes, com descontos reais, com a redução do lucro.

        • Maçaranduba o Porradeiro.

          Ainda que houvesse desconto reais as montadoras sairiam ganhando, já que, alguns veículos tiveram aumento na casa de 40% do preço desde o lançamento mesmo com a colher de chá do IPI reduzido, ou seja, se reduzirem os preços o lucro ainda vai ser alto.
          Essa tática não funciona no Brasil, o que poderia resolver é abertura de mercado e Taxa única para cada veículo, essa sopa de letrinhas de impostos só faz o valor final dos produtos subirem para estratosfera.

    • Joao Paulo Cintra

      Isso de abrir planilhas é coisa de economia cartelizada dos anos 70-80, da SUNAB , câmeras interministeriais de controle de preços, reserva de mercado etc…

      A única época em que preços de carros caíram ou pelo menos deixaram de subir ou mesmo ainda os carros passaram a oferecer mais itens sem aumentos abusivos foi quando a importação não sofria pesadas restrições como hoje, em tempos devinovar auto, que não passa de reserva de mercado maquiada.

      • Ailton

        Exagerei com abrir planilhas. Mas o super IPI para importados, não caracteriza reserva de mercado?

    • Louis

      É por essas ideias de “abrir planilha de custos”, tentar controlar preços, acusar a indústria, que a Venezuela está como está hoje.

      • Retrato do Papai

        justíssimo! graças ao mestre maduro, se um empresário golpista e inescrupuloso lucrar mais de 30%, ele vai direto pra CADEIA! é assim que se constrói um país igualitário! todos pobres!

      • Ailton

        Abrir planilhas exagerei, assim como é exagerado acordos de redução de impostos para não demissão, afinal ambos interferem no livre mercado. Mas vamos lá banânia, qual sua opinião para o mercado automobilístico, ou é simplesmente postar a fotinha de banânia?

        • Louis

          Minha opinião é que o governo deve ser austero, eficiente, gastar menos do que arrecada. Esse é o primeiro passo para conseguir diminuir juros, diminuir impostos. Depois, próximo passo é diminuir a burocracia, com reformas trabalhistas, fiscais, que permitam mais eficiência para as empresas.
          E tirar barreiras para os importados, assim aumenta a concorrência.

          • Ailton

            Ganhou meu like. Também tenho essa esperança….

          • Nilson Del Santo

            tive que logar no Disqus só pra deixar meu like

  • thi

    Em off: galera sobre o Santana ,disseram q a VW fez uma apresentação para alguns clientes a meses atrás , e ninguém descobriu como é o carro ainda ? Será q não perguntaram a quem viu o carro ? Sera q vai vim mesmo ? Ou já desistiram mais uma vez ?

    • Gustavo73

      Não vejo lógica nesse tal “Santana”. Seria derivado de qual carro plataforma? Da MQB seria caro(ou ainda mais caro) fa PQ35 já tem o Jetta da PQ24 já é o Voyage. A VWB tem que se preocupar em vender o que já produz. Não adianta lançar um novo entre o Voyage e o Jetta se mantiver o cxb dos dois.

      • thi

        valeu gustavo.

  • Eis o segredo pros preços dos carros brasileiros. Quanto mais caro fica, mais barato voce paga?

    https://www.youtube.com/watch?v=4YwPyZf-DDI

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    O cartelzinho tá tendo preju é?
    Ooooh que dó SQN!

    • Louis

      Hoje, com a capacidade instalada parada, e com os milhares de funcionários sendo mantidos em lay-off, acredito sim que tenha algumas montadoras operando no vermelho.

      • Pacheco

        Eu acredito que esteja usando a reserva que acumulou nesses anos de Glória.

  • VW_Freak

    Se bater 1.6 milhão ja está ok.

  • Gustavo73

    A produção pode ser “salva” pelas exportações. Mas as vendas internas se chegar aos 2 milhões de carros lambam os beiços.

  • Nitrous

    Mas a Cartelavea não disse que aumentando o IPI resolveria tudo ?? kkk

  • Louis

    Eu, já sabia.
    Essa Anfavea sempre chuta números para cima, pra ver se anima o povo a gastar kkkkk

  • Vattt

    Ainda acho muito!!! Pagar mais de 10 vezes o valor construtivo de um automóvel devido as Cataratas do Niagara geradas pelos impostos e a triste cultura do “paga mais caro que dá status”

  • Neto ®

    Tenho a impressão que está chegando o momento do colapso nesse sistema instalado pelo cartel das montadoras. Aumentam preços para manter lucros, mas vai chegar um momento em que isso não vai ser mais possível e ai ou vão diminuir os preços para gerar demanda ou vão deixar o país e viver de importações que nem a Kia.



Send this to friend