*Destaque Chevrolet Híbridos Hatches Mercado

Apesar do Chevrolet Bolt, GM não descarta Volt no Brasil

Chevrolet-Volt-2017-1

A GM Mercosul prepara a chegada do Chevrolet Bolt. O monovolume elétrico já está confirmado para os dois principais mercados da região, sendo sua chegada esperada para o próximo ano, embora sua presença no Salão do Automóvel 2018 seja certeza.


Apesar do foco atual no modelo, o que a montadora americana não esconde, pelo contrário, dá ênfase total no lançamento do produto e em sua introdução por meio de serviços de compartilhamento e venda direta, outro produto de proposta ecológica pode chegar também, nesse caso, o Chevrolet Volt.

Chevrolet-Volt-2017-2

Carlos Zarlenga, presidente da General Motors para a região, revelou: “O Bolt é realmente nossa bandeira, e o Brasil e a Argentina são mercados muito importantes. É o melhor veículo que temos para isso. O Volt não está descartado, mas o foco principal no momento para o Brasil está no Bolt. Queremos ser líderes neste processo de eletrificação veicular”. Ou seja, o híbrido plug-in pode finalmente ser oferecido no mercado brasileiro.


Há alguns anos, a GM trouxe poucas unidades do Chevrolet Volt da geração anterior, mas foram usadas pela diretoria da montadora e testados por parte da imprensa brasileira. Na época, imaginou-se que o híbrido fosse ser vendido por aqui, mas isso não ocorreu. Então, surgiu a nova geração nos EUA, intimamente ligada a atual do Cruze, que é feito na Argentina.

Chevrolet-Volt-2017-3

Mesmo assim, rapidamente o Chevrolet Bolt assumiu a posição de destaque dentro do fabricante de Detroit, praticamente eclipsando o modelo mais velho, que foi o símbolo da reconstrução da montadora após o processo de recuperação causado pela crise econômica mundial. O Volt ficou quase esquecido, mesmo na atual geração, após a proposta do elétrico de bater de frente com o Tesla Model 3 e promover uma nova filosofia de operação da empresa, que focará em carros elétricos, autônomos e compartilhados.

E o Volt? Já se fala em sua substituição por volta de 2022, sendo trocado por um crossover com a mesma tecnologia. O híbrido plug-in da Chevrolet tem um estilo mais atraente que o Bolt, apostando numa carroceria bem fluída e aerodinâmica, contando com motor 1.5 Ecotec SIDI (injeção direta) de 102 cv que trabalha com dois motores elétricos, sendo um com 119 cv e o outro com 65 cv. A bateria de lítio tem 18,4 kWh e confere autonomia de 85 km no modo elétrico, mas o veículo pode percorrer 680 km no total com gasolina.

novo-chevrolet-volt-12

A recarga em uma tomada de 240V é de 4,5 h, enquanto numa fonte de 120V, o tempo aumente para 13 h. Medindo 4,58 m de comprimento, 1,81 m de largura, 1,43 m de altura e 2,69 m de entre-eixos, o Chevrolet Volt vai de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e custa no mercado americano a partir de US$ 34.095. Na China, o modelo é vendido como Buick Velite 5.

Chevrolet Volt 2018 – Galeria de fotos

[Fonte: Valor]

COMPARTILHAR:
  • Danillo Santos

    Boa notícia, quanto mais opções, melhor

  • Lucas

    O preço dele e do Prius são parecidos lá nos EUA(o Bolt é um pouco mais caro), seria uma bela opção se chegasse aqui com uma diferença compatível também.

  • Filipe Augustus

    Essas unidades do Volt de geração passada circulam aqui em São Caetano do Sul, sempre acabo vendo alguma, é um carro muito bonito e muito baixo, raspa em quase todas as valetas da cidade!!!!! Ele é incrivelmente lindo, se aparecer uma mosca branca dessas vendendo no mercado de usados! Porque não?

    • th!nk.t4nk

      Um colega aqui da empresa tem um do modelo anterior, mas acho caixotão demais. Esse novo melhorou um pouco, mas a traseira ainda não me desce. Só fica esperto que o Volt deu muito problema em seus primeiros anos, o carro era “quente” (uns tantos pegaram fogo até estacionados na garagem).

      • Filipe Augustus

        Esse novo parece que você está vendo um Cruze mas não é um Cruze, é diferente, não sei explicar!!!!!

  • Luis Burro

    Em algm ela vai ter que entroxar o que não vende!

  • Luis Burro

    Qnto da massa do carro é em bateria?

    • th!nk.t4nk

      11% (~200 kg). Até que nao é tanto, se considerar que um sedã médio chega a levar 70 litros de gasolina (~50 kg). No fim é como levar 2 pessoas de 75 kg cada junto o tempo todo. O problema é que o Volt sem baterias já pesa mais de 1500 kg, porque tem que carregar 2 motores (elétrico + convencional à combustão), somando mais de 1700 kg. Esse é o grande problema dos híbridos.

      • Luis Burro

        E qual a massa do conjunto motor câmbio no a combustão?Acredito que o motor elétrico seja mais leve.

  • Atl77

    Esses carros hibridos tem o mesmo cambio que um carro de motor a combustao normal no caso da GM o AT6 ? Pergunto pois eu sou motorista de onibus e os onibus a combustao normal tem o cambio muito mais rapido do que os hibridos. Os hibridos se perde muito na trocas principalmente em subidas.

    • Normalmente os híbridos de passeio possuem uma transmissão especial e-CVT que na prática é de apenas uma relação. Não existem trocas de marcha e o motor elétrico fica acoplado sempre. Seja empurrando o carro ou recuperando energia nas desacelerações. No caso do Volt, o motor elétrico tem muito torque, como num carro turbo, por isso o desempenho é muito bom em subidas.

    • th!nk.t4nk

      Legal, poderia dizer que ônibus é? Pois os híbridos que conheço têm o motor à combustão desacoplado (atuando só como gerador), mas imagino que devam ter outros tipos. Curiosamente mesmo assim boa parte desses ônibus elétricos têm mesmo uma transmissão “normal”, dá pra ouvir distintamente as trocas (que me parecem instantâneas, sem nenhum “buraco” entre as marchas, estilo câmbio DSG). Tem muita tecnologia diferente por aí, varia bastante a implementação.

      • Atl77

        Bom dia amigo, entao os onibus que trabalho sao de curitiba os de combustao normal Sao os famosos ligeirinhos e os hibridos sao os hibribus(eletrico + biodiesel) ultimamente venho trabalhando mais nos hibridos é posso te afirmar que eles possuem 12 marchas, a bateria é carregada usando o freio, quando paro em locais puxo o maneco(freio de Mao) para carregar tmb, quando a carga do eletrico ta boa em paradas o motor é desligado, ai so liga quando vc Pisa tudo. Traduzindo em para para de transito so o eletrico atua. As marchas pulam de mais, isso que atrapalha no dia a dia.

      • Atl77

        Corrigindo sao 16 marchas, 8 para o eletrico e 8 para o de combustao, 120cv no motor eletrico e 250cv no de combustao.

        • th!nk.t4nk

          Bem diferente mesmo! Valeu pelas informaçoes! Parece que talvez o acerto desses híbridos nao tenha ficado ideal né. Os que andei aqui na Alemanha ficam só no motor elétrico por um bom tempo, e aí no meio do trajeto dá pra ouvir o motor a diesel ligando pra recarregar as baterias (mas fica constante, atuando só como gerador, igual em trem). O curioso é que o motor elétrico nao é muito silencioso nao, faz um ruído agudo que é meio irritante. Vou te dizer que já andei em alguns onibus 100% diesel que eram mais silenciosos até.

  • Marcelo Cordeiro

    A Chevrolet vive dizendo que trará este ou aquele modelo para o país. Contudo, na real, o que temos aqui são refugos: Ônix/Prisma, Spin e (pasmem) Monstrana!!!!!!!! Só se salva do Cruze pra cima. Mas aí já fica distante das possibilidades da grande maioria dos brasileiros…

    • ObservadorCWB

      E na fase “Opel” Zafira, Kadett, Vectras I e II ….. tempos bons que não voltam mais. MAs estão emplacando o ZERônix. Ops…agora ele é mais estrelado um pouco.

      • kirig

        com as 3 estrelinha podemos chamar de triônix agora

    • FocusMan

      Chamar Spin e Onix e Prisma de refugo é injusto. Eles tem plataforma moderna e podem não ser o supra sumo de design, mas funcionam bem e são baratos de manter.

      • Marcelo Cordeiro

        Injusto seria chamar o Etios ou Up de refugo. Mas os carros citados da Chevrolet são caros, feios e defasados em termos de segurança. Nada contra a Chevrolet como marca, mas eles poderiam fazer muito melhor. Tanto que tem Cruze, Equinox, etc. O problema é que eles nivelam os carros de entrada por baixo, aquém da concorrência.

        • FocusMan

          O Etios é um Refugo. Onix é muito melhor que o Etios e custa menos. Ainda procuro lógica em sua afirmação

  • Handlay P.B.

    Conheço o Volt desde 2008, quando ainda era um conceito, é tétrico esse carro sair de linha. No porvir, quiçá os SUVs sobrepujarão o planeta. Conjecturo que seja mais questuoso a GM nem trazer o Volt para nossa plaga, dado que é verossímil que não terá vendas auspiciosas e apenas uma quantidade parca de pessoas com numerário a flux poderão fruir dele.

    • Thiago Maia

      Sostô

    • Eu particularmente gosto do estilo do Volt. Não sou tão fã dos SUVs, mas quando preciso de um, alugo. Eu seria um potencial comprador de um Volt, dependendo do preço. Mas é mais difícil trazê-lo, pois deve exigir adaptações de motor, que o elétrico Bolt não terá.

  • Luiz camurça neto

    Cruze hibrido, boa opção. tirou aquela cara de carro de brinquedo da primeira geração. O Insight agora é um Civic tambem. Como o Corolla Hybrid é certeza para os proximos momentos, seria otimo a chegada desses dois tambem

  • Erivelton Freitas

    Sinceramente, entre um hatch elétrico e um sedã elétrico, eu sempre vou preferir o sedã, pois considero ele sendo ‘mais formal’, e justamente por esse ar executivo, que a até o mais simples dos sedãs passa, seria muito mais fácil vender um sedã pelo preço de R$ 150.000 do que um hatch.

    Desse jeito, dou meu voto para o Volt em vez do Bolt!

  • Louis

    No momento, não me interesso por esses caríssimos, eu só queria um popular compacto elétrico, tipo o Chery eQ :-(

  • V12 for life

    Como o porte e proposta é a mesma do Prius, da pra ter uma boa idéia da faixa de preços.

    • Louis

      Eu acho a proposta melhor que do Prius. Com o Volt é plug-in, quem faz pequenos trajetos no dia-dia pode andar com 100% eletricidade. E a gasolina ficaria só para viagens.

  • jfontes

    No mínimo uns R$ 150.000

  • Fabio Alm

    Acho o volt mto atraente, o contrário do Bolt. Se tivesse grana não pensaria 2 x em tê-lo no lugar de um hatch ou sedã médio topo

  • Fabão Rocky

    Q bela notícia! Infinitamente mais bonito q os feiosos Bolt e Leaf q parecem até carros de brinquedo.

  • Vattt

    Lampadas incandescentes em um carro elétrico nos tempos de hoje??? Se criassem um Cruze elétrico ou hibrido seria mais interessante para nosso mercado!!!

  • Fanjos

    É um Cruze mais bonito

  • Celso

    Se tiver preço similar ao Prius, venderá muito mais. Similar ao Cruze, mas não, é muito mais bonitão. O Cruze é 4 portas, este Volt é 5 portas. Pra mim é o sedã mais lindo da atual produção mundial, quase um cupê. Do que o Prius, nem se fala.

  • Eduardo Forneck

    Eu acho o Volt ainda melhor para o Brasil do que o Bolt, pois aqui a estrutura pra um carro 100% elétrico ainda é precária, então um carro como o Volt seria interessante pois tem autonomia suficiente para trajetos curtos (como usar na cidade) e se precisar de mais autonomia o motor a combustão entra em cena, aí não é preciso ficar procurando as escassas estações de recarga

  • Dick Buck

    Ele ia dar bastante trabalho pro Prius. Pois apesar do Toyota ter uma boa proposta e um preço já não tão absurdo assim,(devido aos aumentos no preço dos outros carros) é horroroso.

  • Eskarmory .

    Há quantos dias estamos sem notícias automotivas? Rs

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email